Apresentação de resultados 1 t10

413 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
413
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
83
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação de resultados 1 t10

  1. 1. 1T10 Resultados Resultados Operacionais Operacionais e Financeiros e Financeiros 1T10 1T08 18 de maio de 2010 1
  2. 2. 1T10Agenda ► Introdução ► Destaques ► Resultados Operacionais ► Resultados Financeiros ► Cisão 2
  3. 3. 1T10Agenda ► Introdução ► Destaques ► Resultados Operacionais ► Resultados Financeiros ► Cisão 3
  4. 4. 1T10Introdução Forma de Apresentação das Informações Financeiras e Operacionais ► As informações estão apresentadas na forma consolidada e de acordo com os critérios da legislação societária brasileira, a partir de informações financeiras revisadas. As informações financeiras consolidadas apresentadas neste relatório representam 100% do resultado da CEMAR, excluindo 34,86% de participação dos minoritários, 13,03% do resultado da Light, e não mais 25% como consolidávamos anteriormente, além de 25% da Geramar (anteriormente denominada Geranorte). ► As informações operacionais consolidadas representam 100% dos resultados da CEMAR e 13,03% da Light. ► Para possibilitar a comparabilidade entre os trimestres e períodos acumulados, as informações financeiras do 1T09 são pró-forma, considerando a mesma participação detida pela Equatorial na RME, e da RME na Light, ao final do 1T10. ► O resultado pró-forma da Equatorial, referente ao 1T09, baseia-se no resultado pró-forma da Light para esse período, o qual foi ajustado para refletir os ajustes da Lei 11.638/07, segundo Deliberação CVM 565/08, e também a reclassificação da participação nos resultados (PLR) após a linha de Imposto de Renda, deixando de ser classificada em custos e despesas com pessoal. ► As seguintes informações não foram revisadas pelos auditores independentes: i) dados operacionais da Light e da CEMAR (incluindo aqueles relacionados ao Programa Luz para Todos (PLPT); ii) informações financeiras pró-forma, bem como a comparação destas informações com os resultados societários do período, e; iii) expectativas da administração quanto ao desempenho futuro das Companhias. 4
  5. 5. 1T10Agenda ► Introdução ► Destaques ► Resultados Operacionais ► Resultados Financeiros ► Cisão 5
  6. 6. 1T10Destaques Operacionais ► O volume total de energia da CEMAR e Light SESA atingiu 1.753 GWh no 1T10, 13,8% superior ao 1T09. Na CEMAR, o volume do 1T10 cresceu 17,5% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, enquanto que na Light o mesmo cresceu 9,5% (considerando mercados cativo e livre). ► As perdas de energia da CEMAR, no 1T10, representaram 24,2% da energia requerida, com uma redução de 4,3 p.p. em relação ao 1T09, e portanto inferior aos 25,6% determinados como meta regulatória para o período compreendido entre agosto/09 e julho/10. Na Light, as perdas dos últimos 12 meses atingiram 22,1%, um aumento de 1,3 p.p. em relação ao 1T09. ► O índice DEC (últimos 12 meses) da CEMAR melhorou 21,8% no 1T10, caindo para 21,9 horas, enquanto o FEC (últimos 12 meses) melhorou 17,7% para 14,4 vezes, se comparados ao 1T09. Na Light, DEC aumentou 14,4% atingindo 11,1 horas e o FEC manteve-se em linha com o período anterior, permanecendo em 6,2 vezes. ► Em 29 de abril de 2010, a Assembléia Geral Ordinária e Extraordinária aprovou a proposta de cisão parcial da Equatorial, vertendo sua participação indireta na Light (através da RME) para uma nova sociedade (Newco) chamada Redentor. Esta empresa está em processo de constituição e posterior listagem no Novo Mercado da BM&FBovespa. A expectativa é de que o processo de listagem leve até 90 dias para ser concluído. 6
  7. 7. 1T10Destaques Financeiros ► A receita operacional líquida (ROL) do 1T10 atingiu R$483,5 milhões, 7,3% superior à ROL do 1T09, o que reflete crescimento de 1,6% na CEMAR e de 10,9% na Light. ► No 1T10, o EBITDA ajustado para efeitos não-recorrentes somou R$125,3 milhões, queda de 16,7% em relação ao 1T09. ► O lucro líquido ajustado do trimestre atingiu R$42,4 milhões, queda de 33,0% se comparado ao mesmo trimestre do ano anterior. ► No 1T10, os investimentos consolidados da Equatorial somaram R$91,1 milhões, 6,4% menores do que aqueles do 1T09. Na CEMAR (excluindo investimentos diretos no Programa Luz para Todos - PLPT), seus investimentos totalizaram R$36,7 milhões. Os investimentos da Light atingiram R$15,0 milhões no período, aumento de 44,3% em relação ao mesmo trimestre de 2009. Na Geramar (anteriormente denominada Geranorte), os investimentos no 1T10 atingiram R$6,3 milhões. 7
  8. 8. 1T10Agenda ► Introdução ► Destaques ► Resultados Operacionais ► Resultados Financeiros ► Cisão 8
  9. 9. 1T10 Distribuição – Mercado de EnergiaDados Consolidados► CEMAR: Crescimento de 17,5% no volume de energia consumida no 1T10, com destaque para o aumento de 18,0% na classe comercial e 17,3% da classe residencial.► Light: Consumo do mercado (cativos + livres*) no 1T10 com aumento de 9,5%, atingindo 793,1GWh, com destaque para o segmento residencial, com aumento de 11,7%. Consumo de Energia Elétrica (GWh) Consumo de Energia Elétrica por Classe (GWh) CLASSES DE CONSUMO E 1T09 4T09 1T10 Var. 1.753 CLIENTES LIVRES (GWh) Residencial 664,9 728,3 764,2 14,9% 1.541 13,8% Industrial 147,0 169,8 155,9 6,1% Comercial 367,5 399,6 412,2 12,2% 793 Outros 289,0 349,7 335,1 16,0% 9,5% Clientes Livres 72,4 82,9 85,6 18,2% 724 Total 1.540,8 1.730,2 1.753,1 13,8% *Em razão de preservar a comparabilidade com o mercado homologado pela Aneel no processo de Revisão Tarifária, foram desconsideradas a energia e a demanda medidas dos clientes livres: Valesul, CSN e CSA, tendo em vista a planejada saída desses 816 17,5% 959 clientes para a Rede Básica. 1T09 1T10 CEMAR Light 9
  10. 10. 1T10Distribuição – Perdas da CEMAR Perdas Totais sobre Energia Requerida (últimos 12 meses) 28,7% 28,9% 28,6% 28,9% 28,5% 28,1% 28,1% 26,4% 25,6% 25,2% 24,2% 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 Meta Regulatória Perdas Totais (de Ago-09 a Jul-10) Perdas não-técnicas sobre mercado de Baixa Tensão (últimos 12 meses) 30,4% 30,6% 29,9% 30,0% 29,0% 28,7% 27,3% 24,2% 21,5% 23,7% 19,8% 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 Meta Regulatória Perdas Não-Técnicas (de Ago-09 a Jul-10) 10
  11. 11. 1T10Distribuição – Balanço Energético e Perdas Perdas Totais sobre Carga Fio (*) - Light Perdas Não-Técnicas sobre Baixa Tensão - Light 43,1% 22,1% 42,3% 42,4% 21,5% 21,8% 41,8% 41,8% 20,8% 21,2% 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 (*) energia requerida + mercado livre Balanço Energético BALANÇO ENERGÉTICO (GWh) 1T09 4T09 1T10 Var. Energia Requerida 1.115 1.295 1.240 11,2% CEMAR Energia Vendida (*) 818 987 960 17,3% Perdas 297 308 280 -5,6% Energia Requerida 7.148 7.160 7.750 8,4% Light Energia Vendida 5.002 5.080 5.430 8,6% Perdas (**) 2.146 2.080 2.320 8,1% (*) Inclui venda às classes, consumo próprio e vendas à CEPISA. (**) Não considera perdas da Rede Básica. 11
  12. 12. 1T10Distribuição – DEC e FEC (últimos 12 meses) ► CEMAR: DEC do 1T10 melhorou 21,8% em relação ao do 1T09 e o FEC diminuiu 17,7% no mesmo período. ► LIGHT: O DEC aumentou 14,1% e o FEC manteve-se estável. CEMAR LIGHT 28,0 -21,8% 21,9 14,4% 11,1 DEC (horas) 9,7 1T09 1T10 1T09 1T10 17,5 -17,7% 14,4 6,2 0,0% 6,2 FEC (vezes) 1T09 1T10 1T09 1T10 12
  13. 13. 1T10Geração e Comercialização Light Energia ► O total de energia vendida no 1T10 ficou 26,7% acima do mesmo período do ano anterior. GERAÇÃO - Light Energia (GWh) 1T09 4T09 1T10 Var. Venda no Ambiente de Contratação Regulada 136 143 136 0,5% Venda no Ambiente de Contratação Livre 11 21 11 0,0% Vendas no Spot (CCEE) 18 15 61 242,3% Total 165 180 208 26,7% Light Esco ► No 1T10, as atividades de trading e broker, em conjunto, totalizaram 120 GWh, montante 159,3% superior ao verificado no 1T09. Volume - GWh 1T09 4T09 1T10 Var. Trading 15 32 27 84,8% Broker 32 36 93 193,4% Total 46 68 120 159,3% 13
  14. 14. 1T10Agenda ► Introdução ► Destaques ► Resultados Operacionais ► Resultados Financeiros ► Cisão 14
  15. 15. 1T10 Desempenho Consolidado Receita Operacional Líquida* EBITDA* Lucro Líquido* 7,3% 15 0 ,5 450,5 483,5 1,6% - 17 ,5 % 12 4 ,2 63,0 31,8% 2,9% 41,6% 43,0% -33,8% 30,3% 37,5% 41,7 1,4% 32,5% 68,2% 58,4% 55,4% 66,7% 62,5% 66,0% 1T09 1T10 1T09 1T10 1T09 1T10 CEMAR Light Geramar CEMAR Light Geramar CEM A R Light Geramar*A partir deste trimestre, apenas as empresas operacionais estão sendo consideradas nestes gráficos. 15
  16. 16. 1T10 Desempenho Consolidado Contribuição por SegmentoReceita Operacional Líquida EBITDA Lucro Líquido 0,9% 0,2% 6,6% 0,5% 3,6% 7,6% 92,1% 92,8% 95,6% Distribuição Distribuição Distribuição Geração Geração Geração Comercialização Comercialização Comercialização 16
  17. 17. 1T10 EBITDA Pró-forma EBITDA Pró-forma -10,1% 10,0 1,1 150,5 135,3 124,2 EBITDA 1T09 EBITDA 1T10 Pró- Baixa Renda Prov. Acordo EBITDA forma Judicial 1T10 Light► No 1T10, houve uma despesa não recorrente na Light decorrente de Provisão sobre Acordo Judicial com o Município de Barra do Piraí relativo à realização de dragagem do rio Piraí, o que impactou o EBITDA da Equatorial em R$1,1 milhão.Os principais fatores que impactaram a variação do EBITDA trimestral são: • Subsídio Baixa Renda: mudança na forma de contabilização do Subsídio Baixa Renda a partir do 3T09. Esta alteração impactou o EBITDA em R$10 milhões. • Reconhecimento de despesa extraordinária com o exercício de opções pertencentes ao Terceiro Plano de Opção de Compra de Ações da Companhia, cujo valor reconhecido no 1T10 totalizou R$6,2 milhões. • Aumento nos custos operacionais da CEMAR devido ao forte crescimento da base de consumidores, melhoria da qualidade do serviço e por uma alteração promovida pela Resolução Normativa nº 396/2010 nos procedimentos de contabilização dos custos com pessoal. 17
  18. 18. 1T10 Desempenho Consolidado Lucro Líquido Ajustado -23,3% 5,9 0,7 63,0 48,3 41,7 LL 1T09 LL 1T10 Pró-forma Baixa Renda Prov. Acordo LL Pró-forma Judicial 1T10 Light► Provisão sobre Acordo Judicial com o Município de Barra do Piraí relativo à realização de dragagem do rio Piraí gerou impacto não recorrente líquido de R$0,7 milhão.Outros principais impactos no Lucro Líquido são:► Subsídio Baixa Renda: impacto líquido de R$5,9 milhões fruto da mudança na forma de contabilização do Subsídio Baixa Renda a partir do 3T09.► Terceiro Plano de Opção de Compra de Ações: impacto líquido de R$6,2 milhões em virtude do reconhecimento de despesa extraordinária com o exercício de opções pertencentes ao plano. 18
  19. 19. 1T10Endividamento: Cronograma de Vencimento Dívida Bruta Consolidada (100% CEMAR + 13,03% Light + 25% Geramar) 151,3 108,5 Geramar (ex-Geranorte) 39,6 185,6 57,2 Light 317,7 50,9 86,2 167,0 59,6 278,3 65,1 1.186,4 CEMAR 102,3 45,3 42,8 367,0 Div. Bruta Curto Prazo 2011 2012 2013 2014 Pós 2014 19
  20. 20. 1T10Dívida Líquida - Consolidado 100% CEMAR + 13,03% Light +25% Geramar Divida Líquida (R$MM)(*) e Dívida Líquida/ EBITDA Conciliação da Dívida Líquida (R$MM) (Últ.12 meses) 1,5 1,4 1,6 1,6 0,9 1.035,8 57,8 965,1 956,7 954,6 643,1 680,2 1.655,4 954,6 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 Dív. Bruta Ativo Reg. Disponível Dív. Líq. Líquido 20
  21. 21. 1T10 Dívida Líquida – Ajustada pelas Participações 65,12% CEMAR + 13,03% Light + 25% Geramar Divida Líquida (R$MM)(*) e Dívida Líquida/ EBITDA Conciliação da Dívida Líquida (R$MM) (Últ.12 meses) 1,6 1,5 1,6 1,6 0,9 719,9 680,0 36.9 688,7 695,0 509.9 425,4 1,241.8 695.0 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 Dív. Bruta Ativo Reg. Disponível Dív. Líq. Líquido (*) Excluindo a dívida com a Braslight 21
  22. 22. 1T10 Investimentos Equatorial► CEMAR: No 1T10, os investimentos totais atingiram R$69,8 milhões, dos quais R$36,7 milhões são próprios e R$33,1 milhões no Programa Luz Para Todos.► No 1T10, a Light investiu R$15,0 milhões, valor 44,3% superior em relação ao 1T09.► A Geramar investiu R$6,3 milhões na conclusão da construção de suas usinas. INVESTIMENTOS (R$MM) 1T09 4T09 1T10 Var. CEMAR Próprio (*) 43,3 63,6 36,7 -15,1% PLPT 35,8 69,2 33,1 -7,7% Total 79,1 132,8 69,8 -11,7% Light Distribuição 9,4 19,6 12,6 34,7% Geração 0,6 4,0 2,1 267,4% Comercialização 0,1 0,2 0,0 0,0% Administração 0,3 3,7 0,3 0,0% Total 10,4 27,5 15,0 44,3% Geramar (ex-Geranorte) Geração 7,9 13,5 6,3 -20,1% TOTAL EQUATORIAL 97,3 173,8 91,1 -6,4% (*) Inclusive investimentos indiretos do PLPT 22
  23. 23. 1T10Agenda ► Introdução ► Destaques ► Resultados Operacionais ► Resultados Financeiros ► Cisão 23
  24. 24. 1T10 Cisão► Após a Cisão Parcial aprovada na AGOE ocorrida em 29/04/2010, a estrutura acionária da Equatorial ficou da maneira apresentada abaixo: PCP Latin America Minoritários Power S.A. 54,1% 45,9% Redentor Equatorial Energia S.A. Energia S.A. 100% 65,1% 25% 100% RME Equatorial CEMAR Geramar Rio Minas Energia Soluções 13,0% Light S.A. 24
  25. 25. 1T10 Pós-cisão – DRE e Dívida Líquida Pró-forma► Ajustamos o DRE e o cálculo da dívida líquida da Companhia para refletir os efeitos da cisão da Equatorial nestes números : Equatorial (sem RME) RME Equatorial Consolidado Receita Operac. Líquida (ROL) 275,7 207,8 483,5 Custos não gerenciáveis (122,3) (132,3) (254,6) PMSO + Provisões (68,7) (36,0) (104,7) EBITDA 84,7 39,5 124,2 Depreciação / Outras Despesas (25,2) (8,8) (34,0) Equivalência Patrimonial / Ágio (0,9) 1,2 0,3 Resultado Financeiro (6,7) (12,8) (19,4) IR/CS (6,9) (1,9) (8,8) PLR (3,1) (0,3) (3,4) Minoritários (17,1) - (17,1) Lucro Líquido (LL) 24,9 16,8 41,7 Equatorial Equatorial RME (sem RME) Consolidado Dívida Bruta 1.337,7 317,7 1.655,4 Disponibilidades 426,7 119,3 546,0 Caixa Holdings 92,8 0,4 93,2 Caixa Equatorial Soluções 4,0 4,0 Ativo Reg. Líquido 59,9 (2,1) 57,8 Dívida Líquida 754,4 200,2 954,6 25
  26. 26. 1T10 Contatos Eduardo Haiama Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Thomas Newlands Relações com Investidores Telefone 1: +0 XX (21) 3206-6635 Telefone 2: +0 XX (21) 3217-6607 Email: ri@equatorialenergia.com.br Website: http://www.equatorialenergia.com.br/ri 26
  27. 27. 1T10 Aviso • As estimativas e declarações futuras constantes da presente apresentação têm por embasamento, em grande parte, as expectativas atuais e estimativas sobre eventos futuros e tendências que afetam ou podem potencialmente vir a afetar os negócios, a situação financeira, os resultados operacionais e prospectivos da EQUATORIAL, Estas estimativas e declarações estão sujeitas a diversos riscos, incertezas e suposições e são feitas com base nas informações de que a EQUATORIAL atualmente dispõe, Esta apresentação também está disponível no site www.equatorialenergia.com.br/ri e no sistema IPE da CVM. • Essas estimativas envolvem riscos e incertezas e não consistem em garantia de um desempenho futuro, sendo que os reais resultados ou desenvolvimentos podem ser substancialmente diferentes das expectativas descritas nas estimativas e declarações futuras, Tendo em vista os riscos e incertezas envolvidos, as estimativas e declarações acerca do futuro constantes desta apresentação podem não vir a ocorrer e, ainda, os resultados futuros e o desempenho da EQUATORIAL podem diferir substancialmente daqueles previstos nas estimativas da EQUATORIAL, Por conta dessas incertezas, o investidor não deve se basear nestas estimativas e declarações futuras para tomar uma decisão de investimento. • As palavras “acredita”, “pode”, “poderá”, “estima”, “continua”, “antecipa”, “pretende”, “espera” e expressões similares têm por objetivo identificar estimativas, Tais estimativas referem-se apenas à data em que foram expressas, sendo que a EQUATORIAL não pode assegurar a atualização ou revisão de quaisquer dessas estimativas em razão da ocorrência de nova informação, de eventos futuros ou de quaisquer outros fatores. • Esta apresentação não constitui oferta, convite ou solicitação de oferta de subscrição ou compra de quaisquer valores mobiliários, E, esta apresentação ou qualquer informação aqui contida não constituem a base de um contrato ou compromisso de qualquer espécie. 27

×