1.00
Edição Inical 1989
Este volume trata
especificamente dos OII
Peculiares aos
Grupamentos
de Instrução do CFST de
COMUN...
2.00
“ SEM OBJETIVOS
BEM DEFINIDOS,
SOMENTE POR
ACASO, CHEGAREMOS
A ALGUM LUGAR”
3.00
4.00
A PARTIR DE UMA VISÃO IDEAL E ADEQUADA DE PREPARAÇÃO INDIVIDUAL E COLETIVA, O SISTEMA
DE INSTRUÇÃO MILITAR PROCURA PR...
5.00
XII. INSTRUÇÃO PECULIAR AOS GRUPAMENTOS DE INSTRUÇÃO ...................................................................
6.00
XIX. GRUPAMENTO DE INSTRUÇÃO COM - C - RÁDIO ...........................................................................
7.00
XXI.INSTRUÇÃOPECULIARAOSGRUPAMENTOSDEINSTRUÇÃO
QMS - COMUNICAÇÕES
A seguir você encontrará um
conjunto de OII relacio...
8.00
9.00
XXIII.GRUPAMENTODEINSTRUÇÃOCOM-A-CENTRODEMENSAGENS
QMS - COMUNICAÇÕES
Grupamento de Instrução COM - A - CENTRO DE MEN...
10.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
11.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
12.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
13.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
14.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
15.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
16.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
17.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
18.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
19.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
20.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
21.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
22.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
23.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
24.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
25.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
26.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
27.00
XXIV.GRUPAMENTODEINSTRUÇÃOCOM-B-FIO
QMS - COMUNICAÇÕES
Grupamento de Instrução COM - B - FIO
RECRUTAMENTO
CARGO
MILI...
28.00
29.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
30.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
31.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
32.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
33.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
34.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
35.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
36.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
37.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
38.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
39.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
40.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
41.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
42.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
43.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
44.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
45.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
46.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
47.00
XV.GRUPAMENTODEINSTRUÇÃOCOM-C-RÁDIO
QMS - COMUNICAÇÕES
Grupamento de Instrução COM - C - RÁDIO
RECRUTAMENTO
CARGO
MI...
48.00
49.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
50.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
51.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
52.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
53.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
54.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
55.00
OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO
SUGESTÕES PARA
TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO ...
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3

1.513 visualizações

Publicada em

PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.513
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PROGRAMA-PADRÃO DE INSTRUÇÃO FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES PPQ 11/3

  1. 1. 1.00 Edição Inical 1989 Este volume trata especificamente dos OII Peculiares aos Grupamentos de Instrução do CFST de COMUNICAÇÕES. PROGRAMA PADRÃO DE INSTRUÇÃO PPQ - 11/3 - FORMAÇÃO DO 3º SARGENTO TEMPORÁRIO DE COMUNICAÇÕES APROVADO PELA PORTARIA NR 074 - 5ª SCH/ EME DE 14 DE DEZEMBRO DE 1988
  2. 2. 2.00
  3. 3. “ SEM OBJETIVOS BEM DEFINIDOS, SOMENTE POR ACASO, CHEGAREMOS A ALGUM LUGAR” 3.00
  4. 4. 4.00 A PARTIR DE UMA VISÃO IDEAL E ADEQUADA DE PREPARAÇÃO INDIVIDUAL E COLETIVA, O SISTEMA DE INSTRUÇÃO MILITAR PROCURA PROMOVER A EXECUÇÃO DESSA ATIVIDADE COM ABSOLUTA FLE- XIBILIDADE, PARA QUE POSSAM SER ABSORVIDAS AS CONDIÇÕES, PECULIARIDADES E RESTRIÇÕES CONJUNTURAIS EM CADA COMANDO MILITAR DE ÁREA, EM CADA GRANDE UNIDADE E EM CADA UNIDADE, SEM PERDAS SUBSTANCIAIS NOS RESULTADOS E COM GARANTIA DE CONSECUÇÃO DOS OBJETIVOS AOS QUAIS SE PROPÕE.
  5. 5. 5.00 XII. INSTRUÇÃO PECULIAR AOS GRUPAMENTOS DE INSTRUÇÃO ........................................................................................................ 7.00 XIII. INSTRUÇÃO PECULIAR AOS GRUPAMENTOS DE INSTRUÇÃO ....................................................................................................... 9.00 1. Eletroeletrônica ...........................................................................................................................................................................................11.00 2. Exploração das Comunicações ................................................................................................................................................................. 12.00 3. Linhas de Campanha ................................................................................................................................................................................. 18.00 4. Material de Comunicações sem fio............................................................................................................................................................ 21.00 5. Segurança das Comunicações .................................................................................................................................................................. 25.00 XIV. GRUPAMENTO DE INSTRUÇÃO COM - B - FIO .................................................................................................................................... 29.00 1. Eletroeletrônica .......................................................................................................................................................................................... 31.00 2. Exploração das Comunicações ................................................................................................................................................................. 32.00 3. Linhas de Campanha ................................................................................................................................................................................. 36.00 4. Material de Comunicações sem fio............................................................................................................................................................ 41.00 5. Segurança das Comunicações .................................................................................................................................................................. 45.00 XV. GRUPAMENTO DE INSTRUÇÃO COM - C - RÁDIO................................................................................................................................ 47.00 1. Eletroeletrônica .......................................................................................................................................................................................... 49.00 2. Exploração das Comunicações ................................................................................................................................................................. 51.00 3. Linhas de Campanha ................................................................................................................................................................................. 57.00 4. Material de Comunicações sem fio............................................................................................................................................................ 59.00 5. Segurança das Comunicações .................................................................................................................................................................. 67.00 XVI. ATIVIDADES DE INSTRUÇÃO PECULIAR AOS GRUPAMENTOS DE INSTRUÇÃO .......................................................................... 69.00 XVII. GRUPAMENTO DE INSTRUÇÃO COM - A - CENTRO DE MENSAGENS ........................................................................................... 71.00 Exercício do Comando de Fração Elementar ........................................................................................................................................... 73.00 XVIII. GRUPAMENTO DE INSTRUÇÃO COM - B - FIO .................................................................................................................................. 75.00 Exercício do Comando de Fração Elementar ........................................................................................................................................... 77.00 SUMÁRIO
  6. 6. 6.00 XIX. GRUPAMENTO DE INSTRUÇÃO COM - C - RÁDIO .............................................................................................................................. 81.00 Exercício do Comando de Fração Elementar ............................................................................................................................................ 83.00
  7. 7. 7.00 XXI.INSTRUÇÃOPECULIARAOSGRUPAMENTOSDEINSTRUÇÃO QMS - COMUNICAÇÕES A seguir você encontrará um conjunto de OII relacionados com atividades de instrução peculiar a cada grupamentos de instrução da QMS comunicações. O comandante poderá selecionar, modificar ou estabelecer novos OII para atender as peculiaridades condicionantes da execução do Curso, pórem, sem nunca perder de vista os seus Objetivos Gerais. LEMBRE-SE QUE O ÊXITO DA INSTRUÇÃO EVIDENCIA-SE QUANDO TODOS OS ALUNOS ATINGEM PLENAMENTE TODOS OS OII. RECRUTAMENTO GRUPAMENTO DE INSTRUÇÃO CARGOS MILITARES 11-71 11-74 COM - A CENTRO DE MENSAGENS Ch Cen Msg Aux Cen Msg Crpt Ch Crpt COM - B FIO Cnst Lin Aux Com Telefonista Chefe Ch Cen Telefônica Op Cen Telefônico Ch Cen Telefônico COM - C RÁDIO Radioop Ch Radioop
  8. 8. 8.00
  9. 9. 9.00 XXIII.GRUPAMENTODEINSTRUÇÃOCOM-A-CENTRODEMENSAGENS QMS - COMUNICAÇÕES Grupamento de Instrução COM - A - CENTRO DE MENSAGENS RECRUTAMENTO CARGO MILITAR INSTRUÇÃO PECULIAR TEMPO ESTIMADO DIURNO NOTURNO 11-71 11-74 Ch Cen msg Aux Cen Msg Crpt Ch Crpt 1. Eletroeletrônica 2. Exploração das Comunicações 3. Linhas de Campanha 4. Material de Comunicações sem Fio 5. Segurança das Comunicações 8 90 17 15 30 - - - - - SOMA 160 -
  10. 10. 10.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Q-11/3 101 (OP) Aplicar conhecimentos de eletroeletrônica na resolução de problemas práticos. Realizar a instalação deuma rede elétrica. Serão apresentados ao Aluno 5 órgãos normalmente utilizados em campanha, distanciados entre si de pelo menos 50 metros, todo o material necessário ao cumprimento da missão e uma equipe composta de um soldado operador de gerador e um ajudante de eletricista. O Aluno deverá realizar, corretamente, a instalação da rede elétrica solicitada. 1. Definir: a. Tensão. b. Corrente contínua e alternada c. Força eletromotriz. d. Condutores, semi-condutores e isoladores. e. Resistência elétrica. f. Capacitância e indutância. g. Potência e energia. 2. Citar as leis de Ohm. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no 0II Fundamentos de eletroeletrônica. 1. Teoria elétrica. 2. Tensão. 3. Corrente contínua e alternada. 4. Potência e energia. 5. Condutores, semi-condutores isoladores. 6. Componentes eletrônicos. a. Resistores. b. Capacitores. c. Indutores 1. ELETROELETRÔNICA Q-11/3 100 (AC) Serão apresentados ao Aluno dois circuitos eletrônicos básicos, contendo componentes diversos, entre os quais, obrigatoriamente, resistores, capacitares e indutores Obs: para o cumprimento deste OII, o instrutor deverá estar de posse de um questionário com 20 proposições sobre os 02 circuitos. O Aluno deverá: - identificar, corretamente, os resistores. capacitores e indutores dos circuitos; - responder, corretamente, a 80% das perguntas formuladas. 1. Identificar ligações em série, paralelo e mista. 2. Citar, no que diz respeito às Instalações elétricas em campanha, os seguintes aspectos: a. Características. b. Normas de instalação. c. Medidas de segurança. d. Material necessário. 3. Demonstrar o desempenho Individual estabelecido no OII. 1. Circuitos elétricos. 2. Instalações elêbicas de campanha. a. Características b. Normas de instalação. c. Medidas de segurança. d. Material necessário. TempoEstimado: Diurno: 8h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens
  11. 11. 11.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES O Instrutor comporá, com militares antigos da Unidade, um Centro de Comunicações e, em seguida, percorrerá com os Alunos seus principais órgãos componentes. Após os Alunos terem passado pelas principais dependências do Centro, será entregue a cada um deles um questionário, com 10 perguntas, versando sobre a organização e as principais atribuições de um Centro de Comunicações. O Aluno deverá responder, corretamente, a 80% das perguntas formuladas. Descrever a organização e as principais atribuições de um Centro de Comuni- cações. Q-11/3 102 (AC) 1. Citar, no que diz respeito a um Centro de Comunicações, 05 seguintes aspectos: a. Tipos. b. Principais órgãos: - Centro de Mensagens; - Centro de Transmissão e Recepção; - Centro de Mensageiros; - Centro de Criptografia. c. Funcionamento geral. 2. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Centro de Comunicações. 1. Tipos. 2. Organização. 3. Funcionamento. O Instrutor comporá,com militares antigos da Unidade, um Centro de Mensagens em condições de funcionamento. Em seguida, percorrerá, com os Alunos, seus órgãos componentes, descrevendo suas principais atribuições e respectivas organizações. Após os Alunos terem percorrido as principais dependências do Centro, será entregue a cada um deles um questionário, com 10 perguntas, versando sobre a organização e principais atribuições de um Centro de Mensagens. O Aluno deverá responder, corretamente, asperguntas formuladas. Descrever a Organização e as principais atribui- ções de um Centro de Mensagens. Q-11/3 103 (AC) 1. Citar, no que diz respeito a um Centro de Mensagens, 05 seguintes aspectos: a. órgãos componentes e atribui- ções. b. Documentação utilizada. c. Finalidades. 2. Desaever o funcionamento de um Centro de Mensagens. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Centro de Mensagens. 1. Composição. 2. Documentação. 3. Finalidades. 4. Funcionamento. TempoEstimado: Diurno: 90h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens
  12. 12. 12.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Redigir mensagens. 1. Identificar, no que diz respeito às mensagens, os seguintes aspectos: a. Classificação sigilosa. b. Precedência. 2. Descrever os procedimentos necessários para a redação de mensagens. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Mensagens. 1. Preparação. 2. Redação. O Aluno deverá redigir, corretamente, as mensagens apresentadas. Serão fornecidos ao Aluno uma caderneta de mensagens e 10 mensagens com as classificações sigilosas e precedências existentes. Q-11/3 106 (OP) 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES 1. Citar os tipos de arquivos existentes em um Centro de Mensagens. a. Ativo. b. Passivo. 2. Identificar os arquivos ativo e passivo das mensagens de chegada, de partida e de trânsito. 3. Citar as diferenças entre o arquivo ativo e o arquivo passivo. 4. Descrever as medidas de controle das mensagens nos arquivos ativos e passivos. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII Operar os arquivos de um Centro de Mensagens. Serão apresentados ao Aluno os arquivos existentes em um Centro de Mensagens e situações que o obriguem a utilizá-Ios. O Aluno deverá operar, corretamente, o Centro de Mensagens. Q-11/3 104 (OP) Arquivo do Centro de Mensagens. 1. Tipos. 2. Identificação. 3. Diferenças entre os tipos. 4. Controle de mensagens. TempoEstimado: Diurno: 90h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens O Aluno deverá ler, corretamente, as mensagens e documentos apresentados. 1. Símbolos, abreviaturas rnilitates e códigos especiais de serviço. 2. Caligrafia militar. 3.Alfabeto fonêlico internacional. 4. Conversão do tempo. 5. Mensagens a. Tipos. b. Classificação. c. Precedência do Conferência. Serão apresentados ao Aluno 10 mensagens e documentos diversos, redigidos em claro,que o obriguem a compreensão das abreviaturas, símbolos militares e códigos especiais de serviço. Ler mensagens e docu- mentos diversos. Q-11/3 105 (AC) 1. Identificar os srmbolos, abreviaturas militares e códigos especiais de serviço. 2. Empregar a caligrafia militar. 3. Utilizar o alfabeto fonético internacional. 4. Realizar a conversão do tempo. 5. Citar, no que diz respeito às mensagens, os seguintes aspectos: a. Tipos. b. Classificação sigilosa. c. Precedência. 6. Descrever os procedirnentos necessários à conferência das mensagens. 7. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII.
  13. 13. 13.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Q-11/3 108 (OP) Coordenar o processamento de mensagem em um Centro de Mensagens. O instrutor comporá, com os Alunos ou com os alunos e soldados antigos da Unidade, um Centro de Mensagens. Em seguida, fornecerá a cada aluno, na função de chefe do CM, vinte mensagens dediversos tipos para serem processadas. Todos os Alunos deverão passarpela função de Chefe do CMsg. Obs.: para o cumprimento deste OII, o Centro de Mensagens deverá estar completo em pessoal e material. 1. Descrever as rotinas a serem seguidas pelas mensagens de partida e de chegada. a. Em claro: - meio elétrico; - mensageiro. b. Criptogralada: - meio elétrico; - mensageiro. 2. Descrever os aspectos particulares a serem seguidos pelos seguintes tipos de mensagens: a. Urgentíssimas. b. Urgentes. c. Prioridade. d. Rotina. e. Calcos. f. Cartas de situação. g. Ordens de Operações. 3. Preencher a documentação de um Centro de Mensagens. 4. Descrever os procedimentos ne- cessários ao controledas mensagens. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. O Aluno deverá coordenar, com eficiência, o processamento das mensagens recebidas. Processamento de Mensagens. 1. Rotinas. 2. Aspectos. 3. Documentação. 4. Controle. Selecionar o meio de comunicações adequado litransmissão ou envio demensagens. 1. Citar os meios de comunicações mais utilizados. 2. Citar, em cada meio de comunica- ções existentes, os seguintes aspectos: a. Vantagens e desvantagens. b. Restrições ao emprego. c. Rotas altemativas ao escoa- mento das mensagens. 3. Identificar os indicativos existentes. a. Centrais e Postos Telefônicos. b. Redes e Postos Rádio. 4. Interpretar as infornações contidas na carta de meios. 5. Organizar o Quadro de Controle dos Mensageiros. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Meios de comunicação. a. Vantagens. b. Desvantagens. c. Restrições. d. Rotas altemativas ao escoamento das mensagens. 2. Indicativos. a. Centrais. b. Postos T elefOnicos. c. Redes Rádio. d. Postos Rádio. 3. Carta de Meios. 4. Quadro Controle dos Mensageiros. Consultando a carta de meios, o Aluno deverá selecionar, corretamente, o meio pelo qual as mensagens serão transmi- tidas. Serão fornecidos ao Aluno 10 mensagens redigidas, uma carta de meios e uma Ordem de Operações. Q-11/3 107 (AC) 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 90h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens
  14. 14. 14.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Descrever, no que diz respeito às IECOM e às IPCOM. os seguintes aspectos: a. Características. b. Finalidades. c. Normas de manuseio. 2. Identificar as diferenças e semelhanças existentes entre as IECOM e as IPCOM. 3. Descrever os procedimentos necessários à identificação das instruções contidas nas IECOM. 4. Descrever os procedimentos necessários ao manuseio das principais instruções contidas nas IECOM. a. Freqüência Padrão. b. Código de nomes. c. Sistemas Criptográficos. d. Identificação dos Circuitos. e. Hora oficial. f. Código de Mensagens pré- estabelecidas. g. Distribuição Padrão. h. Instruções Gerais. i. Sistemas de autenticação 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. IPCOM. a. Características. b. Finalidade. c. Nonnas de manuseio 2. IECOM. a. Características. b. Finalidade. c. Nonnas de mauseio. d. Extrato. Utilizar as Instruções Padrão de Comunicações (lPCOM) e as instruções para Exploração das Comunicações (IECOM). O Aluno deverá: - utilizar, corretamente, as IECOM e as IPCOM; - responder, corretamente, as proposições formuladas. Serão fornecidos ao Aluno um exemplar das IECOM, um exemplar das IPCOM e 20 proposições que evidenciem seu conhecimento no manuseio das instruções das IECOM relativas à exploração das Comunicações. Q-11/3 109 (AD) Empregar as regras de exploração telefônica na operação de urna Central. 1. Descrever os procedimentos necessários à utilização da lista telefônica. 2. Aplicar os procedimentos necessários à utilização da lista telefônica. 3. Citar as principais regras de exploração telefônica. Exploração Telefônica. 1. Lista telefônica. 2. Regras. a. Chamadas. b. Respostas. O Aluno deverá realizar, corretamente, a exploração telefônica nas situações apresentadas pelo Instrutor. O instrutor comporá, com os Alunos, uma Central Telefônica com 2 assinantes. Emseguida, acionará operação da Central de forma que sejam utilizadas as regras de exploração telefônica. Q-11/3 110 (AD) 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 90h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens
  15. 15. 15.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS nas situações de chamada normal, chamada para linha ocupada, chamada urgente e chamada através ronco. Obs.: para o cumprimento deste OII, todos os Alunos deverão passar pelas funções de operador de central assinante chamado e assinante chamador. 4. Descrever os procedimentos necessários para a realização de ligações telefônicas. a. Chamada normal. b. Chamada para linha ocupada. c. Chamada urgente. d. Chamada através tronco. 5. Aplicar os procedimentos necessários para a realização de ligações telefônicas. a. Chamada normal b. Chamada para linha ocupada. c. Chamada urgente. d. Chamada através tronco. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 3. Procedimentos. a. Operador de Cenlral. b. Assinante chamador. c. Assinante chamado. Será montada uma Rede Rádio, onde o instrutor será o Posto Diretor da Rede (PDR) e os Alunos os Postos Rádio. Obs.: para o cumprimento deste OII, cada Aluno deverá transmitir e receber 4 mensagens, sendo 3 em daro e 1 criptografada. O Aluno deverá: - transmitir e receber, corretamente, as mensagens apresentadas pelo instrutor; - utilizar, com acerto, as tabelas de autenticação; - registrar, corretamente, as anotações do operador. Transmitir e receber mensagens pelo rádio. Q-11/3 111 (OP) 1. Citar, no que diz respeito às regras da exploração rádio, os seguintes aspectos: a. Finalidade. b. Importância. c. Abertura e fechamento de redes. d. Autenticação das redes e postos rádios. 2. Aplicar os procedimentos necessários à abertura e ao fechamento de uma rede rádio. 3. Citar, no que diz respeito ao meio rádio, os seguintes aspectos: a. Situações de emprego. b. Restrições ao emprego. 4. Citar as principais regras de segurança da exploração dos meios sem fio. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Regras de exploração em Radiotelefonia. a. Finalidade. b. Importância. c. Chamadas e respostas. d. Abertura e fechamento de redes. e. Autenticação das redes e postos rádio. 2. Segurança da exploração dos meios sem fio. 3. Situações de emprego do rádio. 4. Restrições ao emprego do rádio. 5. Anotações do operador. Serão distribuídos ao Aluno uma Lista Telefônica, uma Carta de Meios, um Quadro das Redes Rádio, um O Aluno deverá responder, com acerto, às perguntas formuladas. Empregar os documentos relativos à exploração do sistema de comunicações de interesse do Centro de Mensagens. Q-11/3 112 (AD) 1. Descrever os procedimentos necessários ao emprego da documentação de interesse de um Centro de Mensagens. a. IPCOM, IECOM, NGA COM. 1. IPCOM. 2. IECOM. 3. NGA COM. 4.QRR. 5. DRR. 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 90h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens
  16. 16. 16.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Diagrama das Redes Radio, uma Carta de Itinerário de Mensagens, uma IECOM e um questionário, com 10 perguntas, que caracterizem o perfeito conhecimento dos documentos apresantados. 6. Crt Itn Msgr. 7. Lista Telefônica. 8. Carta de Meios. b. Lista Telefônica. c. Carta de meios. d. Carta de Itinerário de mensageiros. e. Quadro Diagrama das Redes Rádio. 2. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Instalar um Centro de Mensageiros. Será fornecido ao Aluno todo o material necessário a Instalação de um Centro de Mensageiros. Q-11/3 113 (OP) 1. Descrever, no que diz respeito a um Centro de Mensageiros, os seguintes aspectos: a. Definição. b. Organização. c. Finalidade. d. Condições para localização. e. Condições para Instalação. 2. Citar a documentação utilizada pelo mensageiro. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Centro de Mensagens. 1. Definição. 2. Organização. 3. Finalidade. 4. Documentação. 5. Localização. 6. Instalação. 7. Operação. 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 90h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens O Aluno deverá instalar, corretamente, o Centro de Mensageiros.
  17. 17. 17.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Operar os telefones de campanha em uso. Q-11/3 114 (AD) 1. Citar, no que diz respeito aos telefones de campanha, os seguintes aspectos: a. Caracterrsticas. b. Tipos: - magnético; - a bateria; - amplificador. c. Alcance. d. Situações de emprego. e. Colocação das baterias. f. Testes necessários. 2. Identificar os órgãos de sinalização e de chamada. 3. Descrever o funcionamento dos telefones de campanha. 4. Descrever os procedimentos necessários à operação dos telefones de campanha. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Telefones de Campanha. 1. Apresentação. 2. Caracterlsticas. 3. Tipos. 4. Emprego. 5. Operação. O Aluno deverá operar, corretamente, os telefones de campanha existentes. Serão apresentados ao Aluno os telefones de campanha existentes e o material necessário ao seu funcionamento. Operar uma Central Telefônica. Q-11/3 115 (AD) 1. Citar, no que diz respeito às Centrais Telefônicas existentes, os seguintes aspectos: a. Características. b. Funcionamento. c. Testes de operação. 2. Identificar os principais controles das Centrais Telefônicas. 3. Descrever os procedimentos necessários à instalação de uma Central Telefônica. 4. Aplicar os procedimentos necessários à instalação de uma Central Telefônica. 5. Descrever os procedimentos necessários à operação de uma Central Telelônica. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido na OII. Centrais Telefônicas 1. Apresentação. 2. Caracteristicas. 3. Funcionamento. 4. Testes de operação. 5. Controles. 6. Instalação. 7. Operação. O Aluno deverá: - conectar, corretamente, os telefones à Central - atender, corretamente, a chamada telefônica; - conectar, corretamente, o telefone chamador ao chamado. O intrutorfomecerá aos Alunos uma Central Telefônica, dois telefones de campanha e todo o material necessário ao cumprimento da missão. Em seguida, comporá com eles uma equipe de 3 elementos, sendo um para operar a central e os outros 2, os telefones. Composta a equipe, será dada a ordem ao Aluno que operará a Central para que conecte os telefones a ela e, a um dos telefon istas, para que peça uma ligação. Todos os Alunos deverão passar pelas 3 funções. 3. LINHAS DE CAMPANHA TempoEstimado: Diurno: 17h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens
  18. 18. 18.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Realizar nós e emendas em linhas de campanha. Serão fornecidos ao Aluno um fio duplo telefônico e o material necessário à realização de emendas. Em seguida, o instrutor percorrerá, com cada Aluno, um percurso de treinamento que exija a realização de 15 emendas e nós de finalidades diversas. 1. Citar a classificação dos nós quanto à finalidade. a. De junção. b. De fixação. c. De emenda. 2. Descrever os procedimentos necessários a: a. Execução de nós. b. Realização de emendas. c. Confecção da alça de escoamento. 3. Aplicar os procedimentos necessários a: 1. Nós. a. Classificação. - junção. - fixação. - emenda. b. Tipos. - roldana. - alceado - de Merlin - alça de cesto. - direito. - artílice. c. Execução. Q-11/3 117 (AD) O Aluno deverá: - realizar, corretamente, as emendas; - realizar, com perfeição,todos os tipos de nós existentes. 3. LINHAS DE CAMPANHA TempoEstimado: Diurno: 17h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens Obs.: para o cumprimento deste OII, deverão ser utilizadas, pelo menos, as Centrais de 6 e 12 direções. Q-11/3 116 (AC) Identificar o material de construção de linhas em uso. Será apresentado ao Aluno o material de construção de linhas em uso no EB. O Aluno deverá identificar. corretamente, o material de construção de linhas apresentado. 1. Citar o material de construção de linhas em uso no EB. a. Equipamento do instalador. b. Equipamento para subida em poste. c. Bobinas. d. Desenroladeira. e. Escadas. d. Luvas. g. Réguas terminais. h. Lança-forquilhas. 2. Descrever, no que diz respeito ao material de cons1rução de linhas, os seguintes aspectos: a. Características. b. Utilização. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Material de construção de linhas. 1. Apresentação. 2. Caracterfsticas. 3. Utilização.
  19. 19. 19.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Construir e recolher um circuito fio. O Aluno deverá, na chefia da Turma de Construção, coordenar, corretamente, os trabalhos de construção e recolhimento do circuito fio. No terreno, o instrutor comporá, com os Alunos, uma turma de construção, fornecendo a ela todo o material necessário ao cumprimento da missão. Em seguida, designará um Aluno para a função de Chefe da Turma, apresentando a ele um itinerário de aproximadamente 4km a ser percorrido. Todos os alunos deverão passar pela função de Chefe da Turma de Construção. Obs.: para a realização desta tarefa, o itinerário, se possível. deverá permitir a construção de todos os tipos e linha e incluir um ponto crítico. Q-11/3 118 (AD) 1. Citar, no que diz respeito a cada tipo de linha de campanha existente, os seguintes aspectos: a. Vantagens e desvantagens. b. Emprego. c. Técnicas de construção. d. Recolhimento. 2. Citar, no que diz respeito aos Pontos Crfticos, os seguintes aspectos: a. Definição. b. Identificação. c. Técnica de travessia. 3. Descrever os procedimentos necessários para a etiquetagem do circuito. 4. Citar, no que diz respeito aos circuitos especiais, os seguintes aspectos: a. Definição. b. Tipos. c. Finalidade. 5. Citar as normas de patrulhamento de linhas existentes. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Linhas de Campanha. 1. Tipos. a. Vantagens. b. Desvantagens. c. Emprego. d. Construção. e. Recolhimento. 2. Pontos Críticos. a. Definição. b. Identificação. c. Travessia. 3. Etiquetagem. 4. Circuitos especiais. a. Definição. b. Tipos. c. Finalidades. 5. Patrulhamento. 3. LINHAS DE CAMPANHA TempoEstimado: Diurno: 17h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens a. Execução dos nós. b. Realização de emendas. c. Confecção da alça de escoamento. 4. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 2. Emendas.
  20. 20. 20.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Identificar os Conjuntos- Rádio em uso pelo grupo a que pertencem. O Aluno deverá: - citar, corretamente, a nomendatura de todo o material apresentando; - identificar, corretamente, os conjuntos-rádio, segundo o grupo a que pertencem. Será apresentado ao Aluno todo o material sem fio existente na Organização Militar. Q-11/3 119 (AC) 1. Citar as características dos conjuntos- rádio de cada grupo. 2. Identificar os Conjuntos-Rádio que operam em freqüência ou amplitude modulada. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Conjuntos-Rádio. 1. Grupos. 2. Tipos de modulação. 3. Caracterrsticas. 4. Nomenclatura. 1. Citar, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 1, os seguintes aspectos: a. Características. b. Composição. 2. Conferir a composição do conjunto-rádio com o seu CS-11-4 3. Identificar as chaves e controles do conjunto- rádio. 4. Descrever, no que diz respeitoao Conjunto-Rádio do Grupo 1, os procedimentos necessários a: a. Instalação das baterias. b. Slntonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 5. Aplicar, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 1, os procedimentos necessários a: a. Instalação das baterias. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Conjunto-Rádio do Grupo 1. 1. Apresentação. 2. Caracteristicas. 3. Componentes. 4. Chaves e controles. 5. Instalação. 6. Sintonia. 7. Operação. 8. Manutetlção de 1º escalão. Q-11/3 121 (AD) Instalar um Conjunto- Rádio do Grupo 1. O Aluno deverá: - instalar, corretamente, as baterias. - ligar e testar, corretamente, o conjunto- rádio, deixando-o em condições de ser operado. Será fornecido ao Aluno um Conjunto-Rádio do Grupo 1 com todos os seus acessórios esobressalentes. Q-11/3 120 (AD) Instalar o Conjunto-Rádio do Grupo 2. O Aluno deverá realizar, corretamente, todas as operações previstas, deixando o conjunto-rád io em condições de ser operado. Será fornecido ao Aluno um Conjunto-Rádio do Grupo 2 com todos os seus componentes básicos e acessórios. 1. Citar, no que diz respeito ao Conjunto.Rádio do Grupo 2, os seguintes aspectos: a. Características. b. Composição. 2. Conferir a composição do conjunto-rádio com seu CS 11-4. Conjunto-Rádio do Grupo 2. 1. Apresentação. 2. Características. 3. Componentes. 4. Chaves. 5. Instalação. 6. Sintonia. 4. MATERIAL DE COMUNICAÇÕES SEM FIO TempoEstimado: Diurno: 15h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens
  21. 21. 21.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Citar, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 3, os seguintes aspectos: a. Características. b. Composição. 2. Conferir a composição do conjunto- rádio com seu CS 11-4. 3. Identificar as chaves e controles do conjunto-rádio. 4. Descrever, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 3, os procedinenbs necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 5. Aplicar, no que diz respeito ao Conjunto-Rádío do Grupo 3, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido do OII. 3. Identificar as chaves e controles do conjunto-rádio. 4. Descrever, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 2, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação 5. Aplicar, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 2, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 6. Demonstrar o desempenho Individual estabelecido no OII. Q-11/3 122 (AD) Instalar o Conjunto-Rádio do Grupo 3. o Aluno deverá: - Instalar, corretamente, o conjunto-rádio na viatura: - ligar e testar, corretamente, o equipamento, deixando-o em condições de ser operado. Serão fornecidos ao Aluno um Conjunto-Rádio do Grupo 3 com todos os seus componentes e a viatura. correspondente. 7. Operação. 8. Manutenção do 1º escalão. Conjunto-Rádio do Grupo 3. 1. Apresenteção. 2. Características. 3. Componentes. 4. Chaves de controle. 5. Instalação. 6. Sintonia. 7. Operação. 8. Manutenção do 1º escalão. 4. MATERIAL DE COMUNICAÇÕES SEM FIO TempoEstimado: Diurno: 15h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens
  22. 22. 22.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Citar, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 4 e 5, os seguintes aspectos: a. Caracteristicas. b. Composição. 2. Conferir a composição dos conjuntos-rádio com os seus CS 11-4. 3. Identificar as chaves e controles dos conjuntos-rádio. 4. Descrever, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 4 e 5, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 5. Aplicar, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 4 e 5, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 6. Demonstrar o desempenho Individual estabelecido no OII. Q-11/3 123 (AD) Instalar os Conjuntos- Rádio dos Grupos 4 e 5. - instalar, corretamente, os conjuntos-rádlo; - ligar, sintonizar e testar os equipamentos, corretamente, deixando-os em condições de serem operados. Serão fornecidos ao Aluno um Conjunto-Rádio do Grupo 4 e um Conjunto-Rádio do Grupo 5, com todos os seus componentes, acessórios e viaturas necessárias. Conjuntos- Rádio dos Grupos 4 e 5. 1. Apresentação. 2. Caracterfsticas. 3. Componentes. 4. Chaves e controles. 5. Instalação. 6. Sintonia. 7. Manutenção de 1º escalão. 8. Operação. Q-11/3 124 (AD) Instalar os Conjuntos- Rádio dos Grupos 6 e 8. O Aluno deverá: - instalar, corretamente, os conjuntos -rádio; - ligar, sintonizar e testar os equipamentos, corretamente, deixando-os em condições de serem operados. Serão fornecidos aoAluno um Conjunto-Rádio do Grupo 6 e um do Grupo 8, com todos os seus componentes básicos e acessiros. Obs.: o cumprimento desta tarefa com o Conjunto-Rádio do Grupo 6 será realizado apenas pelos Alunos de Unidades de Comunicações. Conjuntos-Rádio dos Grupos 6 e 8. 1. Apresentação. 2. Caracteristicas. 3. Componentes. 4. Chaves e conll’oles. 5. Instalação. 6. Sintonia. 7. Manutenção de 1º escalão. 8. Operação. 1. Citar, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 6 e 8, os seguintes aspectos: a. Caracteristicas. b. Composição. 2. Conferir a composição dos conjuntos-rádio com os seus CS- 11-4. 3. Identificar as chaves e controles dos conjuntos-rádio. 4. Descrever, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 6 e 8, os procedimentos necessários a: a. Instalação. 4. MATERIAL DE COMUNICAÇÕES SEM FIO TempoEstimado: Diurno: 15h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens
  23. 23. 23.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 5. Aplicar, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 6 e 8, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 4. MATERIAL DE COMUNICAÇÕES SEM FIO TempoEstimado: Diurno: 15h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens
  24. 24. 24.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Identificar materiais e documentos sigilosos de acordo com o RSAS. 2. Citar as principais normas do Regulamento para a Salvaguarda de Assuntos Sigilosos (RSAS). 3. Descrever as normas básicas de segurança das Comunicações. 4. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Q-11/3 125 (AC) Descrever as normas básicas de segurança das comunicações. O Aluno deverá responder, corretamente, a 80% das perguntas formuladas. Será fornecido ao Aluno um questionário, com 20 perguntas, versando sobre a segurança criptográfica, o material e da exploração. Segurança das Comunicações. 1. Tipos. 2. Normas. 3. RSAS. 4. Material sigiloso. 5. Documentos sigilosos. 5. SEGURANÇA DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 30h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens Q-11/3 126 (AD) Utilizar as Instruções para a Exploração das Comunicações (IECOM). Serão fornecidos ao Aluno um exemplar das IECOM, um exemplar das IPCOM e 20 proposições que evidenciem seu conhecimento no manuseio das IECOM relativas à segurança das comunicações. O Aluno deverá responder, corretamente, a 80% das proposições formuladas. 1. Conceituar: a. IECOM. b. IPCOM. 2. Descrever os procedimentos necessários ao manuseio das IPCOM. 3. Aplicar os procedimentos necessários ao manuseio das IPCOM. 4. Descrever os procedimentos necessários ao manuseio das intruções das IECOM relativas à segurança das comunicações. a. Sistemas criptográficos de códigos e de cifra. b. Sistema de autenticação. c. Código de operações. d. Código de mensagens pré- estabelecidas. 5. Aplicar os procedimentos necessários ao manuseio das intruções das IECOM, relativas à Segurança das Comunicações. a. Sistemas criptográficos decódigo e de cifra. b. Sistema de autenticação. c. Código de operações d. Código de mensagens pré- estabelecidas. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. IECOM. a. Conceito. b. Utilização. 2. IPCOM a. Conceito. b. Utilização.
  25. 25. 25.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Q.11/3 127 (AC) Definir as principais ca- racterísticas de uma rede de computadores. Será apresentado aoAluno um questionário, com 15 perguntas, sobre o Plano de Defesa e o Plano de Destruição de um Centro de Mensagens. Segurança do Centro de Mensagens. 1. Plano de Defesa. 2. Plano de destruição. 1. Descrever as normas de segurança das comunicações. 2. Citar as normas existentes para a segurança de um Centro de Mensagens. a. Plano de defesa. b. Plano de Destruição. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Q-11/3 129 (AD) Criptografar e decripto- grafar mensagens. O Aluno deverá criptografar e decriptografar, corretamente, as mensagens apresentadas. Serão apresentadas ao Aluno 2 mensagens em daro e 2 mensagens criptografadas. Obs.: para o cumprimento deste OII deverão ser utilizados equipamentos de cifrar e o sistema a lápis e papel. 1. Sistemas criptográficos. a. Códigos. b. Cifras. c. Sistema a lápis e papel. 2. Equipamentos criptográficos. 3. Cnptografia e decriptografia. a. Normas. b. Execução. 1. Citar as normas existentes para decriptografar mensagens. 2. Descrever os procedimentos necessários à utilização dos sistemas criptográficos. a. Códigos. b. Cifras. c. Sistema a lápis e papel. 3. Aplicar os procedimentos necessários à utilização dos sistemas criptográficos. a. Códigos. b. Cifras. 5. SEGURANÇA DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 30h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens O Aluno deverá responder, corretamente, a 80% das questões. Q-11/3 128 (AD) Preparar mensagens para a criptografia. Serão apresentadas ao Aluno 5 mensagens em daro. O Aluno deverá preparar as mensagens, corretamente, utilizando as técnicas e normas de criptografia. 1. Descrever as técnicas de preparação de uma mensagem a ser criptografada. 2. Descrever as normas para cripto- grafar mensagens. 3. Descrever os procedimentos necessários para a preparação de mensagens. a. Inserção. b. Bisseção. c. Paráfrase. 4. Aplicar os procedimentos neces- sários para a preparação de mensagens. a. Inserção. b. Bisseção. c. Paráfrase. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Segurança Criptográfica 1. Inserção. 2. Bisseção. 3. Paráfrase. 4. Normas para criptografia
  26. 26. 26.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS c. Sistema a lápis e papel. 4. Distinguir códigos e cifras. 5. Descrever os procedimentos necessários à utilização dos equipamentos criptográficos. 6. Aplicar os procedimentos necessários à utilização dos equipamentos criptográficos. 7. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII 1. Citar, no que diz respeito a um Centro de Criptografia, os seguintes aspectos: a. Definição. b. Organização. c. Material utilizado. d. Documentação existente. e. Localização. f. Tipos. 2. Descrever os procedimentos necessários à instalação de um Centro de Criptografia. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Centro de Criptografia. 1. Definição. 2. Organização. 3. Materiat utilizado. 4. Documentação. 5. Localização. 6. Tipos. 7. Instalação. O Aluno deverá instalar, com eficiência, o Centro de Criptografia. Será fornecido ao Aluno todo o material necessário ã instalação de um Centro de Criptografia. Obs.: para o cumprimento deste OII, o Aluno deverá instalar o Centro de Criptografia em barraca ou em viatura. Q-11/3 130 (OP) Instalar um Centro de Criptografia. 5. SEGURANÇA DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 30h Gpt Instr Com - A Noturno: - Centro de mensagens Q-11/3 131 (OP) Coodenar as ações de um Centro de Criptografia. Será apresentado aos Alunos um Centro de Criptografia já instalado. Em seguida, o instrutor mobiliará o Centro com os Alunos, fornecendo ao que estiver na função de Chefia 2 mensagens a serem criptografadas, com prioridades diferentes. O Aluno deverá: - decidir, com acerto, pela seqüência de cri ptografia. - descrever, corretamente, o fluxograma das mensagens. 1. Descrever os procedimentos necessários ao funcionamento de um Centro de Criptografia. 2. Descrever o fluxograma das mensagens em um Centro de Criptografia. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Centro de Criptografia. 1. Fluxograma das mensagens. 2. Funcionamento.
  27. 27. 27.00 XXIV.GRUPAMENTODEINSTRUÇÃOCOM-B-FIO QMS - COMUNICAÇÕES Grupamento de Instrução COM - B - FIO RECRUTAMENTO CARGO MILITAR INSTRUÇÃO PECULIAR TEMPO ESTIMADO DIURNO NOTURNO 11-71 11-74 Cnst Lin Aux Com Telefonista Chefe Ch Cen Telefonista Op Centro Telefônico Ch Centro Telefônico 1. Eletroeletrônica 2. Exploração das Comunicações 3. Linhas de Campanha 4. Material de Comunicações sem Fio 5. Segurança das Comunicações 10 75 40 15 20 - - - - - SOMA 160 -
  28. 28. 28.00
  29. 29. 29.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Definir: a. Tensão. b.Corrente contrnua e altemada. c. Condutores, semi-condutores e isoladores. d. Capacitância e indutância. e. Resistência elétrica. f. Potência e energia. 2. Citar os princípios da teoria elétrica. 3. Citar as leis de Ohm. 4. Descrever o funcionamento dos transformadores. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Fundamentos de eletroeletrônica. 1. Teoria elétrica. 2. Tensão e corrente, 3. Potência e energia. 4. Condutores, semi-condutores e isoladores. 5. Transformadores. 6. Componentes eletrônicos. a. Resistores. b. Indutores. c. Capacitares. d. Diodos. e. Circuitos integrados. Aplicar conhecimentos de eletroeletrônica na resolução de problemas diversos. O Aluno deverá: - identificar, corretamente, os componentes do circuito; - responder, corretamente, 80% das perguntas formuladas. O instrutor apresentará ao Aluno 3 circuitos eletrônicos básicos contendo componentes diversos, e, em seguida, formulará 30 perguntas sobre os circuitos. Obs.: para o cumprimento desse OII, os circuitos deverão conter resistores, capacitores, indutores, transformadores e semi-condutores. Q-11/3 150 (AC) 1. Identificar os vários tipos de medidores existentes na Unidade. 2. Descrever, no que diz respeito ao multinetro, os seguintes aspectos: a. Características. b. Utilização. c. Funcionamento. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Tipo de medidores. 2. Multinetro. a. Características. b. Funcionamento. c. Emprego. Medir a corrente e a tensão de uma bateria. O Aluno deva executar, corretamente, as medidas de tensão e corrente das duas baterias apresentadas. Serão apresentados ao Aluno um multfmetro e duas baterias EB 11.BA 30 sendo uma delas descarregada. Q-11/3 152 (AD) 1. ELETROELETRÔNICA TempoEstimado: Diurno: 10h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio Q-11/3 151 (AD) Realizar a instalação de uma rede elétrica. Serão apresentados ao Aluno 5 órgãos normalmente utilizados em campanha, distanciados entre si de pelo menos 50 metros, todo o material necessário ao cumprimento da missão e urna equipe composta de um soldado operador de gerador e um ajudante de eletricista. O Aluno deva realizar, corretamente, a instalação da rede elétrica. 1. Identificar ligações em série, paralelo e mista. 2. Citar, no que diz respeito às instalações elêtricas em campanha, os seguintes aspectos: a. Características. b. Normas de Instalação. c. Medidas de segurança. d. Material necessário. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Circuitos elétricos. 2. Instalações elêtricas de campanha. a. Características. b. Normas de instalação. c. Medidas de segurança. d. Material necessário.
  30. 30. 30.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Citar, no que diz respeito a um Centro de Comunicações, os seguintes aspectos: a. Tipos. b. Principais órgãos: - Centro de Mensagens; - Centro de Transmissão e Recepção; - Centro de Mensageiros; - Centro de Criptogralia. c. Funcionamento geral. 2. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Centro de Comunicações. 1. Tipos. 2. Organização. 3. Funcionamento. Descrever a organização e as principais atribui- ções de um Centro de Comunicações. O Aluno deverá responder, corretamente, a 80% das perguntas formuladas. O Instrutor comporá, com militares antigos da Unidade, um Centro de Comunicações e, em seguida, percorrerá com os Alunos seus principais órgãos componentes. Após os Alunos terem passado pelas principais dependências do Centro, será entregue a cada um deles um questionário, com 10 perguntas versando sobre a organização e as principais atribuições de um Centro de Comunicações. Q-11/3 153 (AC) 1. Citar, no que diz respeito a um Centro de Mensagens, os seguintes aspectos: a. órgãos componentes e atribuições. b. Documenteção utilizada. c. Finalidades. 2. Descrever o funcionamento de um Centro de Mensagens. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Centro de Mensagens. 1. Composição. 2. Documentação. 3. Finalidades. 4. Funcionamento. Descrever a Organização e as principais atribuições de um Centro de Mensagens. O Aluno deverá responder, corretamente, as perguntas formuladas. O Instrutor comporá, com militares antigos da Unidade, um Centro de Mensagens em condições de funcionamento. Em seguida, percorrerá, com os Alunos, seus órgãos componentes, descrevendo suas principais atribuições e respectivas organizações. Após os Alunos terem percorrido as principais dependências do Centro, será entregue a cada um deles um questionário, com 10 perguntas, versando sobre a organização e principais atribuições de um centro de Mensagens. Q-11/3 154 (C) 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 75h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  31. 31. 31.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Q-11/3 156 (AD) 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 75h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio Q-11/3 157 (AD) Q-11/3 155 (AD) Ler mensagens e documentos diversos. Serão apresentados ao Aluno 10 mensagens e documentos diversos, redigidos em claro, que o obriguem a compreensão das abreviaturas, símbolos militares e códigos especiais de serviço. O Aluno deverá ler, corretamente, as mensagens e documentos apresentados. 1. Identificar os símbolos, abreviaturas militares e códigos especiais de serviço. 2. Empregar a caligrafia militar. 3. Utilizar o alfabeto fonético interna- cional. 4. Realizar a conversão do tempo. 5. Citar, no que diz respeito às mensagens, os seguintes aspectos: a. Tipos. b. Classificação sigilosa. c. Precedência. 6. Descrever os procedimentos necessários à conferência das mensagens. 7. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Símbolos, abreviaturas milita- res e códigos especiais de serviço. 2. Caligrafia militar. 3.Alfabeto fonético internacional. 4. Conversão do tempo. 5. Mensagens a. Tipos. b. Classificação sigilosa. c. Precedência. d. Conferência. e. Cópia. Redigir mensagens. Serão fornecidos ao Aluno uma caderneta de mensagens e 10 mensagens com as classifi- cações sigilosas e precedências existentes. Obs.: para o cumprimento deste OII, as mensagens deverão obrigar o Aluno ao emprego da caligrafia e abreviaturas militares. O Aluno deverá redigir, corretamente, as mensagens apresentadas. 1. Identificar no que diz respeito às mensagens, os seguintes aspectos: a. Classificação sigilosa. b. Precedência. 2. Descrever os procedimentos necessários para a redação de mensagens. 3. Demonstrar o desempenho individual eslabelecido no OII. Mensagens 1. Preparação 2. Redação. Utilizar as Instruções Padrão de Comunicações (lPCOM) eas Instruções para Exploração das Comunicações (lECOM). Serão fornecidos ao Aluno um exemplar das IECOM e 15 proposições que o obriguem ao manuseio das IECOM que lhe interessem. O Aluno devera: - utilizar, corretamente, as IECOM e as IPCOM; - responder, corretamente, as proposições formuladas. 1. Descrever, no que diz respeito as IECOM e as IPCOM, os seguintes aspectos: a. Características. b. Finalidades. c. Normas de manuseio. 2. Identificar as diferenças e semelhanças existentes entre as IECOM e as IPCOM. 1. IPCOM. a. Características b. Finalidades. c. Manuseio. 2. IECOM. a. Características. b. Finalidade. c. Mauseio d. Extrato.
  32. 32. 32.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 3. Descrever os procedimentos necessários à identificação das instruções das IECOM. 4. Descrever os procedimentos necessários ao manuseio das IECOM. a. Identificação dos Postos de Teleimpressão. b. Identificação dos circuitos. c. Código de nomes. d. Instruções Gerais. e. Sistemas de autenticação. f. Lista telefônica. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Empregar as regras de exploração telefônica na operação de uma Central. Q-11/3 158 (AD) O instrutor comporá, com os Alunos, uma Central Telefônica com 2 assinantes. Em segu ida, acionará a operação da Central, deforma que sejam utilizadas as regras de exploração telefônica nas situações de chamada normal, chamada urgente, chamada para linha ocupada, chamada através tronco e conferência telefônica. Obs.: para o cumprimento deste OII, todos os Alunos deverão passar pelas funções de operador de central, assinante chamado e assinante chamador. O Aluno deverá empregar, corretamente, as regras de exploração telefônica. 1. Descrever os procedimentos necessários à utilização da lista telefônica. 2. Aplicar os procedimentos neces- sários à utilização da lista telefônica. 3. Descrever os procedimentos necessários para a realização de ligações telefônicas. a. Chamada normal. b. Chamada para linha ocupada. c. Chamada urgente. d. Chamada através tronco. e. Conferência telefônica. 4. Aplicar os procedimentos neces- sários para a realização de ligações telefônicas. a. Chamada normal. b. Chamada para linha ocupada. c. Chamada urgente. d. Chamada através tronco. e. Conferência telefônica. 5. Citar as principais regras de exploração telefônica. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Exploração Telefônica. 1. Regras. a. Chamadas. b. Respostas. 2. Usta telefônica. 3. Procedimentos. a. Operador de Central b. Assinante chamador. c. Assinante chamado. 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 75h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  33. 33. 33.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Q-11/3 160 (AD) Calcular o material necessário à construção de um Sistema Fio. 1. Citar, no que diz respeito a um reconhecimento de itinerário, os seguintes aspectos: a. Características. b. Dados necessários. c. Normas de confecção do Relatório. 2. Descrever os procedimentos necessários ao cálculo do material para a construção de uma linha telefônica. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Reconhecimento de itinerário. a. Características. b. Dados. c. Relatório. 2. Cálculo do material para construção de linhas telefônicas. O Aluno deverá: - elaborar, corretamente, o Relatório de Reconhecimento de itinerário. - calcular, com precisão, o material necessário à construção das linhas. No terreno, serão apresentados ao Aluno um itinerário de aproximadamente 4 km a ser reconhecido, um modelo para a confecção do Relatório de Reconhecimento de itinerário e uma Carta itinerário de Linhas. 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 75h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio Q-11/3 159 (AC) Interpretar documentos utilizados na exploração do Sistema de Comuni- cação com Fio. Serão fornecidos ao Aluno uma Carta itinerário de Linhas, um Diagrama dos Circuitos, um Diagrama do Tráfego Telefônico, uma Carta Topográfica, uma Carta de Meios, uma NGA COM, uma IPCOM e uma IECOM. O Aluno deverá interpretar, corretamente, os srmbolos utilizados nos documentos apresentados. 1. Identificar os srmbolos utilizados. a. Carta Itinerário de Unhas. b. Diagrama dos Circuitos. c. Diagranrna do Tráfego Telefônico. d. Cartas Topográficas. e. Carta de meios. f. NGA COM. g. IPCOM. h. IECOM. 2. Desaever os procedimentos necessários para a orientação da Carta Itinerário de Linhas pela Carta Topográfica. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Carta Itinerário de Unhas. - símbolos utilizados - orientação. 2. Diagrama dos Circuitos. - símbolos utilizados 3. Diagrama do Tráfego T elefônico. - símbolos utilizados. 4. Carta de Meios. - símbolos utilizados. 5. NGA COM. - características. - finalidades. 6. IPCOM/IECOM. - instruções. Q-11/3 161 (OP) Chefiar uma Turma de Consrução de Linha na construção de linhas de campanha. No terreno, o instrutor comporá, com os Alunos, uma Turma de Construção de Linha. Em seguida, apresentará ao Aluno na função de Construtor Chefe um itinerário de aproximadamente 3 km a ser percorrido, O Aluno, na chefia da Turma de Construção, deverá: - dividir, corretamente, as missões e o material da Turma de Construção; - instalar, corretamente, o C Cnst. 1. Desaever, no que diz respeito a uma Turma de Construção de Linhas, os seguintes aspectos: a. Constituição. b. Missões. 2. Descrever as normas existentes para a instalação de um Centro a. Técnicas. b. Táticas. 1. Turma de Construção de Linhas. a. Constituição. b. Missões. 2. Centro de Construção. 3. Construção de Linhas.
  34. 34. 34.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 3. Descrever as técnicas existentes para a construção de linhas de campanha. 4. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. fornecendo-lhe para isto, uma Carta itinerário de Linhas, um Diagrama de Circuito, um Centro de Construção (para as OM de Comunicações) e todo o material necessário à construção de 2 linhas de campanha. Obs.: o itinerário escolhido deve ser realizado através campo e em estrada, passando por Pontos Críticos de naturezas diversas. Q-11/3 162 (OP) Chefiar um Grupo de Central Telefônica. 1. Descrever, no que diz respeito ao Grupo de Central Telefônica, os seguintes aspectos: a. Composição. b. Missões. 2. Descrever, no que diz respeito à instalação da C Tel, os seguintes aspectos: a. Normas técnicas. b. Normas táticas. 3. Descrever os procedimentos necessário ao funcionamento da C Tel a. Missões. b. Horários de Operação. 4. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Grupo de Central Telefônica. a. Composição. b. Missões. 2. Central Telefônica. a. Instalação. b. Funcionamento. O Aluno deverá: - instalar, corretamente, a CTel; - dividir, corretamente, as missões e horários aos componentes do Grupo. O Instrutor comporá, com os Alunos, um Grupo de Central Telefônica. Em seguida, fornecerá ao Aluno, na função de Chefe do Grupo, o Diagrama de Tráfego Telefônico, uma Central Telefônica e o material necessário à sua instalação. Obs.: para o cumprimento deste OII, todos os Alunos deverão passar pelas funções de Chefe de Grupo. 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 75h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  35. 35. 35.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Q-11/3 163 (OP) Chefiar um Grupo de Instalação. . Descrever, no que diz respeito ao Grupo de Instalação, os seguintes aspectos: a. Constituição. b. Missões. 2. Descrever os procedimentos neoessários à instalação dos ramais locais. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Grupo de Instalação. a. Constituição. b. Missões. 2. Ramais locais. O Aluno, na função de Chefe do Grupo de Instalação, deverá: - dividir, corretamente, as tarefas existentes entre os componentes do Grupo; - instalar, corretamente, os ramais locais. o instrutor comporá, com os Aluno, um Grupo de Instalação. Em seguida, fornecerã ao Aluno na função de Chefe do Grupo, o Diagrama de Tráfego Telefônico, a Lista Telefônica, o croqui da área do PC, um moto-gerador e o material necessário à instalação dos ramais locais. Todos os alunos deverão passar pela função de Chefe do Grupo. 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 75h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  36. 36. 36.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Citar, no que diz respeito aos telefones em uso no EB, os seguintes aspectos: a. Tipos. - magnético; - a bateria; - amplificador. b. Características de cada tipo. 2. Identificar os órgãos de sinalização e chamada. 3. Descrever, no que diz respeito aos telefones de campanha, os seguintes aspectos: a. Funcionamento. b. Técnicas de teste dos circuitos de conversação e sinalização sem o uso de aparelhos específicos. c. Instalação das baterias. d. Emprego e operação. 4. Aplicar, no que diz respeito aos telefones de campanha, os seguintes aspectos: a. Técnicas de teste dos circuitos de conversação e sinalização, sem o uso de aparelhos específicos. b. Instalação das baterias. c. Operação. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Telefones de campanha. 1. Apresentação. 2. Tipos. 3. Características. 4. Testes. 5. Emprego. 6. Operação. Q-11/3 164 (AD) Operar os telefones de campanha em uso. Serão apresentados aos Alunos os telefones de campanha existentes e o material necessário ao seu funcionamento. O Aluno deverá operar, corretamente, os telefones de campanha existentes. Q-11/3 165 (AD) Operar uma Central Telefônica. O instrutor fornecerá aos Alunos uma Central Telefônica, dois telefones de campanha e todo o material necessário ao cumprimento da missão. Em seguida, comporá com eles uma equipe de 3 elementos, sendo um para operar a central e os outros 2 os telefones. O Aluno deverá: - realizar, corretamente, os testes do equipamento; - conectar, corretamente, os telefones à Central; - conectar, conetamente, o telefone chamador ao chamado. 3. LINHAS DE CAMPANHA TempoEstimado: Diurno: 40h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio 1. Citar, no que diz respeito às Centrais Telefônicas os seguintes aspectos: a. Características. b. Emprego. 2. Descrever, no que diz respeito ao funcionamento das Centrais Telefônicas, os seguintes aspectos: a. Funcionamento. Centrais Telefônicas. 1. Apresentação. 2. Características. 3. Testes. 4. Funcionamento 5. Emprego. 6. Operação.
  37. 37. 37.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Q-11/3 166 (AC) Identificar o material de construção de linhas em uso. Será apresentado ao aluno o material de construção de linhas em uso no EB. O Aluno deverá identificar, corretamente, o material de construção de linhas apresentado. Material de construção de linhas. 1. Apresentação. 2. Características. 3. Emprego. 1. Citar o material de construção de linhas em uso no EB. a. Equipamento do instalador. b.Equipamento para subida em poste. c. Bobinas, bobinas de carga e bobinas translatoras. d. Desenroladeiras. e. Escadas. I. Luvas de couro e borracha. g. Réguas terminais. h. Lança-Forqullhas. i. Fio duplo telefônico. j. Equipamento de teste de linha. l. Varas e PO 2. Descrever, no que diz respeito ao material de construção de linhas, os seguintes aspectos: a. Características. b. Emprego. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 3. LINHAS DE CAMPANHA TempoEstimado: Diurno: 40h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio Composta a equipe, será dada a ordem ao Aluno que operará a Central para que conecte os telefones a ela e, a um dos telefonistas, para que peça uma ligação. Todos os Alunos deverão passar pelas 3 funções. Obs.: para o cumprimento deste OII, deverão ser utilizados, pelo menos, as Centrais de 6 e 12 direções. b. Técnica de teste dos circuitos de conversação e sinalização, sem o uso de aparelhos específicos. 3. Identificar os órgãos de sinalização e chamada. 4. Descrever os procedimentos necessários à operação de uma Central Telefônica. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII.
  38. 38. 38.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Construir e recolher um circuito fio. No terreno, o instrutor comporá, com os Alunos, uma turma de construção, fomecendo a ela todo o material necessário ao cumprimento da missão. Em seguida, designará um Aluno para a funçãode Chefe da Turma, apresentando a ele um itinerário de aproximadamente 4km a ser percorrido. Todos os alunos deverão passar pela função de Chefe da Turma de Construção. Obs.: para o cumprimento deste OII, o itinerário escolhido deverá, dentro O Aluno deverá, na chefia da Turma de Construção, coordenar, corretamente, a construção e o recolhimento do circuito fio. Q-11/3 168 (AD) Realizar nós e emendas em linhas de campanha. Serão fomecidos ao Aluno um fio duplo telefônico e todo o material necessário a realização de emendas. Em seguida, o instrutor percorrerá, com o Aluno, um percurso de treinamento que exija a realização de 20 emendas e nós de finalidades diversas. O Aluno deverá: - realizar, corretamente, as emendas necessárias; - realizar, com perfeição, todos os tipos de nós previstos. Q-11/3 167 (AD) 1. Citar, no que diz respeito à Turma de Construção, os seguintes aspectos: a. Composição. b. Missões. 2. Citar os tipos de linhas de campanha existentes. 3. Citar, no que diz respeito a cada tipo de linha de campanha, os seguintes aspectos: a. Vantagens e desvantagens. b. Emprego. c. Técnica de construção e recolhimento. 4. Citar, no que diz respeito aos Pontos Críticos, os seguintes aspectos: a. Identificação. b. Definição. c. Técnicas de travessia. 5. Citar, no que diz respeito aos 1. Turma de Construção a. Composição. b. Missões. 2. Linhas de Campanha. a. Tipos. b. Empregos. c. Técnicas de Construção. d. Lançamento. e. Assentamento. f. Recolhimento. g. Etiquetagem. h. Patrulharnento. i. Manutenção. 3. Pontos Críticos. a. Definição. b. Identificação c. Travessia. 4. Circuitos especiais. a. Tipos b. Finalidade. 1. Citar a classificação dos nós quanto à finalidade. a. De junção. b. De fixação. c. De emenda. 2. Descrever os procedimentos necessários a: a. Execução de nós. b. Realização de emendas. c. Amarração dos cabos da campanha. d. confecção da alça de escoa- mento. 3. Aplicar os procedimenbs necessários a: a. Execução de nós. b. Realização de emendas. c. Amarração dos cabos de campanha. d. Confecção da alça de escoa- mento. 4. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Nós. a. Classificação. - junção. - fixação. - emenda. b. Tipos: - trançado. - roldana. - alceado - de Marlin - alça de cesto. - direito. - artífice. c. Execução. 2. Emendas. 3. Amarração. 4. Alça de escoamento. 3. LINHAS DE CAMPANHA TempoEstimado: Diurno: 40h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  39. 39. 39.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS O Aluno deverá: - escolher, corretamente, os locais destinados aos Postos de Verificação; - instalar, corretamente, o Centro de Construção e os Postos de Verificação; - realizar, corretamente, as ligações dos circuitos troncos e circuitos da C T eI ao C Cnst - operar, corretamente, o C Cnst. . Postos de Verificação. a. Características. b. Localização. c. Instalação. d. Operação. 2. Centro de Construção. a. Características b. Finalidades. c. Composição. d. Localização. e. Instalação. f. Operação. Serão fornecidos ao Aluno 8 circuitos troncos já constru rdos e todo o material necessário à instalação de 1 Centro de Construção e 2 Postos de Verificação por circuito. Obs.: este OII deverá ser cumprido apenas pelos Alunos de Organizações Militares de Comunicações. Operar um Centro de Construção. Q-11/3 170 (OP) circuitos especiais, os seguintes aspectos: a. Tipos. b. Finalidades. 6. Desaever, no que diz respeito as linhas de campanha, os seguintes aspectos: a. Lançamento. b. Assenlamento. c. Recolhimento. d. Etiquetagem. e. Patrulhemento. d. Manutenção. 7. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. . Citar, no que diz respeito aos ramais locais, os seguintes aspectos: a. Características. b. Técnicas. 2. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Ramais Locais. 1. Apresentação. 2. Características. 3. Instalação. Instalar ramais locais. O Aluno deverá instalar, corretamente, os ramais locais. Será fornecido ao Aluno todo o material necessário à instalação de 10 ramais. Q-11/3 169 (AD) do possrve permitir a construção de todos os tipos de linha e incluir pontos críticos. 3. LINHAS DE CAMPANHA TempoEstimado: Diurno: 40h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio 1. Descrever, no que diz respeito a um Posto de Verificação, os seguintes aspectos: a. Características. b. Localização. c. Instalação. d. Operação. 2. Descrever, no que diz respeito a um Centro de Construção, os seguintes aspectos: a. Características. b. Finalidades. c. Composição. d. Localização. e. Instalação f. Operação. 3. Identificar as partes componentes de um Centro de Construção.
  40. 40. 40.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS a. Chaves de Comutação. b. Réguas de entrada e sarda para a C. Tel. c. Aparelhos testes. 4. Descrever os procedimentos necessários ao emprego do equipamento teste de linhas. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Citar, no que diz respeito aos defeitos nas linhas de carnpanha,os seguintes aspectos: a. Tipos mais comuns. - curto; - cruzamento; - circuito aberto; - perda pela terra. b. Técnica de identificação. - telefones; - aparelhos testes. c. Conseqüências. d. Métodos de reparação. 2. Descrever os procedimentos necessários à reparação dos defeitos em linha de campanha. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 10. Centrais telefônicas de campanha a. Tipos b. Características c. Instalação d. Verificação e. Operação Serão apresentados ao Aluno 8 circuitos, cada um deles apresentando um tipo especifico de defeito. Reparar defeitos nas linhas de campanha. Q-11/3 171 (AD) 3. LINHAS DE CAMPANHA TempoEstimado: Diurno: 40h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio O Aluno deverá: - identificar, com precisão, os defeitos existentes na linha; - reparar, com eficiência, os defeitos apresentados.
  41. 41. 41.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Citar as características dos conjuntos-rádio de cada grupo. 2. Identificar os conjuntos-rádio que operam em freqüência ou amplitude modulada. 3. Demonslrar o desempenho individual estabelecido no OII. Conjuntos-Rádio. 1. Grupos. 2. Tipos de modulação. 3. Características. 4. Nomenclatura. Identificar os Conjuntos- Rádio em uso pelo grupo a que pertencem. 1. Citar, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 2, os seguintes aspectos: a. Características. b. Composição. 2. Conferir a composição do conjunto-rádio com seu CS 11-4. Conjunto- Rádio do Grupo 2. 1. Apresentação. 2. Características. 3. Componentes. 4. Chaves. 5. Instalação. 6. Sintonia. Instalar o Conjunto-Rádio do Grupo 2. O Aluno deverá realizar, corretamente, todas as operações previstas, deixando o conjunto-rádio em condições de ser operado. Será fornecido ao Aluno um Conjunto-Rádio do Grupo 2 com todos os seus componentes básicos e acessórios. Q-11/3 174 (AD) Q-11/3 172 (AC) 3. Identificar as chaves e controles do conjunto-rádio. 4. Descrever, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 1, os procedimentos necessários a: a. Instalação das baterias. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 5. Aplicar, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 1, os procedimentos necessários a: a. Instalação das baterias. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Conjunto-Rádio do Grupo 1. 1. Apresentação. 2. Características. 3. Componentes. 4. Chaves e controles. 5. Instalação. 6. Sintonia. 7. Operação. 8. Manutenção de 1º escalão. Operar Conjunto Rádio do Grupo I. O Aluno deverá: - instalar, corretamente, as baterias. - ligar e testar, corretamente, o conjunto-rádio, deixando-o em condições de seroperado. Será fornecido ao Aluno um Conjunto-Rádio do Grupo 1 com todos os seus acessórios e sobressalentes. Q-11/3 173 (AD) Será apresentado ao Aluno todo o material sem fio existente na Organização Mititar. o Aluno deverá: - citar, corretamente, a nomendatura de todo o material apresentado; - identificar, corretamente, os conjuntos-rádio, segundo o grupo a que pertencem. 4. MATERIAL DE COMUNICAÇÕES SEM FIO TempoEstimado: Diurno: 40h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  42. 42. 42.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Citar, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 3, os seguintes aspectos: a. Características. b. Composição. 2. Conferir a composição do conjunto-rádio com seu CS 11-4. 3. Identificar as chaves e controles do conjunto-rádio. 4. Descrever, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 3, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 5. Aplicar, no que diz respeito ao Conjunto- Rádio do Grupo 3, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Conjunto-Rádio do Grupo 3. 1. Apresentação. 2. Características. 3. Componentes. 4. Chaves e controles. 5. Instalação. 6. Sintonia. 7. Operação. 8. Manutenção do 1º escalão. Instalar o Conjunto-Rádio do Grupo 3. Q-11/3 175 (AD) Serão fornecidos ao Aluno um Conjunto-Rádio do Grupo 3 com todos os seus componentes e a viatura correspondente. O Aluno deverá: - instalar, corretamente, o conjunto-rádio na viatura; - ligar e testar, corretamente, o equipamento, deixando-o em condições de ser operado. 3. Identificar as chaves e controles do conjunto-rádio. 4. Descrever, no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 2, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação 5. Aplicar no que diz respeito ao Conjunto-Rádio do Grupo 2, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 7. Operação. 8. Manutenção do 1º escalão. 4. MATERIAL DE COMUNICAÇÕES SEM FIO TempoEstimado: Diurno: 15h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  43. 43. 43.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Citar, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 4 e 5, os seguintes aspectos: a. Características. b. Composição. 2. Conferir a composição dos conjuntos-rádio com os seus CS 11-4. 3. Identificar as chaves e controles dos conjutos-rádio. 4. Descrever, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 4 e 5, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 5. Aplicar, no que diz respeto aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 4 e 5. os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Conjuntos-Rádio dos Grupos 4 e 5. 1. Apresentação. 2. Características. 3. Componentes. 4. Chaves e controles. 5. Instalação. 6. Sintonia. 7. Manutenção de 12 escalão. 8. Operação. 1. Citar, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 6 e 8, os seguintes aspectos: a. Características. b. Composição. 2. Conferir a composição dos conjuntos-rádio com os seus CS 11- 4. 3. Identificar as chaves e controles dos conjuntos-rádio. 4. Descrever, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 6 e 8, os procedimenlDs necessários a: Conjuntos-Râdio dos Grupos 6 e 8. 1. Apresentação. 2. Características. 3. Componentes. 4. Chaves e controles. 5. Instalação. 6. Sintonia. 7. Manutenção de 1º escalão. 8. Operação. Instalar os Conjuntos- Rádio dos Grupos 4 e 5. Serão fornecidos ao Aluno urn Conjunto-Rádio do Grupo 4 e um Conjunto- Rádio do Grupo 5, com todos os seus componentes, acessórios e viaturas necessárias. O Aluno deverá: - instalar, corretamente, os conjuntos- rádio; - ligar, slnton izar e testar os equipamentos, corretamente, deixando-os em condiçóes de serem operados. Q-11/3 176 (AD) Instalar os Conjuntos- Rádio dos Grupos 6 e 8. Serão fornecidos ao Aluno um Conjunto-Rádio do Grupo 6 e um do Grupo 8, com todos os seus componentes básicos e acessórios. Obs.: o cumprimento desta tarefa com o Conjunto-Rádio do Grupo 6 será realizado apenas pelos Alunos de Unidades de Comunicações. O Aluno deverá: - instalar, corretamente, os conjuntos-rádio; - ligar, sintonizare testar os equipamentos, corretamente, deixando-os em condições de serem operados. Q-11/3 177 (AD) 4. MATERIAL DE COMUNICAÇÕES SEM FIO TempoEstimado: Diurno: 15h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  44. 44. 44.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 5. Aplicar, no que diz respeito aos Conjuntos-Rádio dos Grupos 6 e 8, os procedimentos necessários a: a. Instalação. b. Sintonia. c. Manutenção de 1º escalão. d. Operação. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 4. MATERIAL DE COMUNICAÇÕES SEM FIO TempoEstimado: Diurno: 15h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  45. 45. 45.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Identificar materiais e documentos sigilosos de acordo com o RSAS. 2. Citar as principais normas do Regulamento para a Salvaguarda de Assuntos Sigilosos (RSAS). 3. Descrever as normas básicas de segurança das Comunicações. 4. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Descrever as normas básicas de segurança das comunicações. O Aluno deverá responder, corretamente, a 80% das perguntas formuladas. Será fornecido ao Aluno um questionário com 15 perguntas versando sobre a segurança criptográfica, do material e da exploração. Q-11/3 179 (AD) Segurança das Comunicações. 1. Tipos. 2. Normas. 3. RSAS. 4. Material sigiloso. 5. Documentos sigilosos. 1. Conceituar: a. IECOM. b. IPCOM. 2. Descrever os procedimentos necessários ao manuseio das IPCOM. 3. Aplicar os procedimentos neces- sários ao manuseio das IPCOM. 4. Descrever os procedimentos necessários ao manuseio das instruções das IECOM relativas à segurança do sistema fio. a. Sistemas de autenticação. b. Usta Telefônica. c. Sistemas criptográficos de código e cifra. d. Código de operações. e. Identificação dos circuitos. 5. Aplicar os procedimentos necessários ao manuseio das instruções das IECOM, relativas à segurança do sistema fio. a. Sistemas de autenticação. b. Lista telefônica. c. Sistemas criptográficos de código e cifra. d. Código de operações. e. Identificação dos circuitos. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Utilizar as Instruções para a Exploração das Comunicações (IECOM). O Aluno deverá responder, corretamente, a 80% das proposições formuladas. Serão fornecidos ao Aluno um exemplar das IECOM, um exemplar das IPCOM e 20 proposições que evidenciem seu conhecimento no manuseio das instruções das IECOM relativas à segurança do sistema fio. 1. IECOM. a. Conceito. b. Utilização. 2. IPCOM. a. Conceito. b. Utilização. Q-11/3 178 (AC) 5. SEGURANÇA DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 20h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  46. 46. 46.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. Descrever as técnicas de preparação de uma mensagem aiptografada. 2. Descrever as normas existentes para criptografar e decriptografar mensagens. 3. Aplicar as normas existentes para criptografar mensagens. 4. Descrever os procedimentos necessários para a utilização dos sistemas criptográficos. a. Códigos. b. Cifras. c. Sistemas à lápis e papel. 5. Aplicar os procedimentos necessários para a utilização dos sistemas criptográficos. a. Códigos. b. Cifras. c. Sistema à lápis e papel 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Criptografar e decripto- grafar mensagens. O Aluno deverá criptografar e decriptografar, corretamente, as mensagens apresentadas. Serão apresentadas ao Aluno duas mensagens em daro e duas mensagens criptografadas. Obs.: para o cumprimento deste OII deverá ser utilizado o sistema a lápis e papel. Q-11/3 180 (AD) 1. Sistemas criptográficos. a. Códigos. b. Cifras. c. Sistema à lápis e papeL 2. Criptografia e decriptografia. a. Normas. b. Execução. 1. Descrever as normas de segurança das comunicaçoes. 2. Citar as normas existentes para a segurança de uma Central Telefônica. a. Plano de defesa. b. Plano de Destruição. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Citar as normas de segurança de uma Central Telefônica em um PC de Unidade. O Aluno deverá responder, corretamente, a 80% das questões. Será apresentado ao Aluno um questionário, com 15 perguntas, sobre o Plano de Defesa e o Plano de Destruição de uma Central Telefônica. Q-11/3 181 (AC) Segurança da C Tel. 1. Plano de Defesa. 2. Plano de destruição. 5. SEGURANÇA DAS COMUNICAÇÕES TempoEstimado: Diurno: 20h Gpt Instr Com - B Noturno: - Fio
  47. 47. 47.00 XV.GRUPAMENTODEINSTRUÇÃOCOM-C-RÁDIO QMS - COMUNICAÇÕES Grupamento de Instrução COM - C - RÁDIO RECRUTAMENTO CARGO MILITAR INSTRUÇÃO PECULIAR TEMPO ESTIMADO DIURNO NOTURNO 11-71 11-74 Radiop Ch Radiop 1. Eletroeletrônica 2. Exploração das Comunicações 3. Linhas de Campanha 4. Material de Comunicações sem Fio 5. Segurança das Comunicações 15 70 15 40 20 - - - - - SOMA 160 -
  48. 48. 48.00
  49. 49. 49.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Realizar a instalação de uma rede elétrica. 1. Definir: a. Tensão. b. Corrente contínua alternada. c. Condutores, semi-condutores e isoladores. d. Capacitância e indutância. e. Resistência elétrica. f. Potência e energia. 2. Citar os principios da teoria elétrica. 3. Citar as leis de Ohm. 4. Descrever o funcionamento dos transformadores. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Fundamentos de eletroeletrônica. 1. Teoria elétrica . 2. Tensão e corrente. 3. Potência e energia. 4. Condutores, semi-condutores e isoladores. 5. Transformadores. 6. Componentes eletrônicos. a. Resistores. b. Indutores. c. Capacitores. d. Diodos. e. Circuitos integrados. Q-11/3 201 (AD) Serão apresentados ao Aluno 5 órgãos normalmente utilizados em campanha, distanciados entre si de pelo menos 50 metros, todo o material necessário ao cum- primento da missão e uma equipe composta de um soldado operador de gerador e um ajudante de eletricista. O Aluno deverá realizar, corretamente, a Instalação da rede elétrica. 1. Identificar os vários tipos de medidores existentes na Unidade. 2. Descrever, no que diz respeito ao multímetro, os seguintes aspec-tos: a. Características b. Utilização c. Funcionamento. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Tipos de Medidores. 2. Multímetro. a.Características. b. Funcionamento. c. Emprego. Aplicar conhecimentos de eletroeletrônica na resolução de problemas diversos. Q-11/3 200 (AC) O instrutor apresentará ao Aluno 3 circuitos eletrônicos básicos contendo componentes diversos e, em seguida, formulará a ele 30 perguntas sobre os circuitos. Obs.: para o cumprimento deste OII, os circuitos deverão conter resis- tores, capacitores, indutores, transformadores e semi- condutores. O Aluno deverá: - identificar, corretamente, os componentes do circuito; - responder, corretamente, a 80% das perguntas formuladas. Medir a corrente e a tensão de uma bateria. Q-11/3 202 (AD) Serão apresentados ao Aluno um multímetro e duas baterias EB 11 BA 30, sendo uma delas descarregada. O Aluno deverá executar, corretamente, as medidas de tensão e corrente das duas baterias apresentadas. 1. ELETROELETRÔNICA 1. Identificar ligações em série, paralelo e mista. 2. Citar,no que diz respeito às instalações elétricas em campanha, os seguintes aspectos: a. Características, b. Normas de instalação. c. Medidas de segurança. d. Material necessário. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Circuitos elétricos. 2. Instalações elétricas de campanha. a. Características. b. Normas de instalação. c. Medidas de segurança. d. Material necessário. TempoEstimado: Diurno: 15 h Gpt Instr Com - C Noturno: - Centro de mensagens
  50. 50. 50.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 1. ELETROELETRÔNICA 1. Citar, no que diz respeito às atenas utilizadas nos equipamentos rádio de campanha, os seguintes aspectos: a. Tipos. b. Características de irradiação. 2. Identificar os diversos tipos de antenas utilizadas nos equipa- mentos rádio de campanha. 3. Descrever os procedimentos necessários ao cálculo do comprimento de uma antena dipolo. 4. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Antenas. 1. Tipos. 2. Identificação. 3. irradiação. 4. Antena dipolo. - Cálculo do comprimento. Calcular o comprimento de uma antena dipolo. Q-11/3 203 (AD) Será fornecida ao Aluno uma freqüência entre 2 e 30 MHz. O Aluno deverá calcular, corretamente, o comprimento L da antena dipolo, com uma margem de erro de 20 centímetros. TempoEstimado: Diurno: 15 h Gpt Instr Com - C Noturno: - Centro de mensagens
  51. 51. 51.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES Centro de Comunicações. 1. Tipos. 2. Organização. 3. Funcionamento. 1. Citar, no que diz respeito a um Centro de Comunicações, os seguintes aspectos: a. Tipos; b. Principais órgãos: - Centro de Mensagens; - Centro de Transmissão e Recepção; - Centro de Mensageiros; - Centro de Criptografia. c. Funcionamento geral. 2. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Descrever a organização e as principais atri- buições de um Centro de Comunicações. Q – 11/3 204 (AC) O Aluno deverá responder, corretamente, a 80% das per- guntas formuladas. O Instrutor comporá, com militares antigos da Unidade, um Centro de Comunicações, e, em seguida, percorrerá, com os Alunos seus principais órgãos componentes. Após os Alunos terem passado pelas principais dependências do Centro, será entregue a cada um deles um questionário, com 10 perguntas, versando sobre a organização e as principais atribuições de um Centro de Comunicações. Descrever a Organização e as principais atri- buições de um Centro de Mensagens. Centro de Mensagens. 1. Composição. 2. Documentação. 3. Finalidades. 4. Funcionamento. 1. Citar, no que diz respeito a um Centro de Mensagens, os seguintes aspectos: a. Órgãos componentes e atribuições. b. Documentação utilizada. c. Finalidades. 2. Descrever o funcionamento de um Centro de Mensagens. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Q – 11/3 205 (AC) O Instrutor comporá, com militares antigos da Unidade, um Centro de Mensagens em condições de funcionamento. Em seguida percorrerá, com os Alunos, seus órgãos com- ponentes, descrevendo suas principais atribuições e res- pectivas organizações. Após os Alunos terem percorrido as principais dependências do Centro, será entregue a cada um deles um questionário, com 10 perguntas, versando sobre a organização e principais atri- buições de um Centro de Mensagens. O Aluno dev erá responder, corretamente,as perguntas formuladas. TempoEstimado: Diurno: 70 h Gpt Instr Com - C Noturno: - Centro de mensagens
  52. 52. 52.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES 1. Símbolos, abreviaturas militares e códigos especiais de serviço. 2. Caligrafia militar. 3. Alfabeto fonêtico inter- nacional. 4. Conversão do tempo. 5. Mensagens a. Tipos. b. Classificação. c. Precedência. d. Conferência. O Aluno deverá ler, corre- tamente, às mensagens e documentos apresentados. 1. Identificar os símbolos, abreviaturas militares e códigos especiais de serviço. 2. Empregar a caligrafia militar. 3. Utilizar o alfabeto fonético internacional. 4. Realizar a conversão do tempo. 5. Citar, no que diz respeito às menságens, os seguintes aspectos: a. Tipos. b. Classificação sigilosa. c. Precedência. 6. Descrever os procedimentos necessários à conferência das mensagens. 7. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Ler mensagens e docu- mentos diversos. Serão apresentados ao Aluno 10 mensagens e documentos diversos, redigidos em claro, que o obriguem a compreensão das abreviaturas, simbolos militares e códigos especiais de serviço. Q - 11/3 206 (AD) Redigir mensagens. Q-11/3 207 (AD) Mensagens. 1. Preparação. 2. Redação. Serão apresentados ao Aluno uma caderneta de mensagens e 5 mensagens com as diversas classificações sigilosas e precedências existentes. O Aluno deverá redigir, corretamente, as mensagens apresentadas. 1. Identificar, no que diz respeito às mensagens, os seguintes aspectos: a. Classificação sigilosa. b. Precedência. 2. Descrever os procedimentos necessários para a redação de mensagens. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. TempoEstimado: Diurno: 70 h Gpt Instr Com - C Noturno: - Centro de mensagens Utilizar as Instruções Padrão de Comunicações (IPCOM) e as Instruções para Exploração das Comunicações (lECOM). Q-11/3 208 (AD) 1. IPCOM. a. Características b. Finalidades. e. Norma de manuseio. 2. IECOM. a. Características. b. Finalidade. e. Normas de Manuseio. d. Extrato. Serão fornecidos ao Aluno um exemplar das IECOM, um exemplar das IPCOM e 20 proposições que evidenciem seu conhecimento no manuseio das IECOM de interesse do Sistema Rádio. O Aluno deverá: - utilizar, corretamente, as IECOM e as IPCOM; - responder, corretamente, as proposições formuladas. 1. Descrever, no que diz respeito às IECOM e às IPCOM, os seguintes aspectos: a. Características. b. Finalidades. e. Normas de manuseio. 2. Identificar as diferenças e semelhanças existentes entre as IECOM e as IPCOM.
  53. 53. 53.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 2. EXPLORAÇÃO DAS COMUNICAÇÕES Exploração Rádio. 1. Abertura de rede. 2. Transmissão demensagens. 3. Fechamento de rede. O instrutor comporá com os Alunos uma Rede Rádio com 4 postos. Em seguida, determinará a cada Aluno que, indivi- dualmente, realize a abertura de rede e transmita e receba uma mensagem em claro e uma criptografada. Obs.: para o cumprimento deste OII , as mensagens em claro deverão ter cerca de 15 palavras de texto e as criptografadas 15 grupos de texto. Empregar as regras de exploração rádio. Q-11/3 209 (AD) O Aluno deverá: - realizar, corretamente, a abertura da rede; - transmitir e receber, corre- tamente, as mensagens em claro; - transmitir e receber, corre- tamente, as mensagens cripto- grafadas. 1. Descrever os procedimentos necessários a: a. Abertura da rede rádio com autenticação b. Abertura da rede rádio sem autenticação c. Transmissão e recebimento de mensagens em claro e cripto- grafadas. d. Entrada na rede de um posto ratardatário 2. Aplicar procedimentos neces- sários a: a. Abertura da rede rádio com autenticação. b. Abertura da rede rádio sem autenticação. c. Transmissão e recebimento de mensagens em claro e cripto- grafadas. d. Entrada na rede de um posto retardatário. 3. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Diagramas das Redes Rádio, Quando das Redes Rádio, Folha de Serviço do Posto e Folha do Operador. Serão fornecidos ao Aluno um Diagrama das Redes Rádio, um Quadro das Redes Rádio, uma Interpretar documentos utilizados na exploração rádio. Q-11/3 210 (AC) O Aluno deverá responder, corretamente, a 80% das perguntas formuladas. 1.Citar, no que diz respeito aos documentos utilizados na exploração rádio, os seguintess aspectos: 3. Descrever os procedimentos necessários à identificação das IEGOM. 4. Descrever os procedimentos necessârios ao manuseio das principais instruções das IEGOM. a. Hora oficial. b. Indicativo de frequência. c. Freqüência padrão. d. Sistemas de autenticação. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. TempoEstimado: Diurno: 70 h Gpt Instr Com - C Noturno: - Centro de mensagens
  54. 54. 54.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS 3. LINHA DE CAMPANHA TempoEstimado: Diurno: 15 h Gpt Instr Com - C Noturno: - Centro de mensagens a. Características. b. Finalidades. c. Principais informações contidas. 2. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. a. Características. b. Finalidades. c. Informações contidas. 2. IPCOM. 3. IECOM. 4. NGACom. 5. Livro histórico do Equi- pamento. Folha de Serviço do Posto, uma Folha do Operador, uma IPCOM, uma IECOM, uma NGA Corre um Livro Histórico do Equipamento. Obs.: para cumprimento deste OII, o instrutor deverá formular a cada Aluno 15 perguntas que evidenciem seu conhecimento dos documentos fornecidos. Identificar as situações favoráveis ao emprego da raditelegrafia. 1. Citar, com relação à radio- telegrafia, os seguintes aspectos: a. Características. b. Finalidade. c. Vantagens. d. Desvantagens. e. Condição de emprego. 2. Demostrar o desempenho individual estabelecido no OII. Radiotelegrafia: 1. Características. 2. Finalidade. 3. Vantagens. 4. Desvantagens. 5. Emprego. Será fornecido ao Aluno um documento com 10 situações diversas sobre o funcionamento de conjuntos-rádio. O Aluno deverá identificar, corretamente, as situações de emprego da radiotelegrafia. Q-11/3 212 (AC) Chefiar uma Turma Rádio. 1. Descrever, no que diz respeito àTurma Rádio os seguintes aspectos: a. Constituição. b. Missões. 2. Descrever as exigências necessárias à instalação de um Posto Rádio. a. Técnicas. b. Táticas. 3. Citar a documentação utilizada em um Posto Rádio. 4. Descrever os principais aspectos relativos à Exploração Rádio. a. Abertura de Rede. b. Transmissão e recepção de mensagens; c. Fechamento da rede. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. 1. Turma Rádio: a. Constituição. b. Missões. 2. Posto Rádio: a. Instalação. b. Documentação. 3. Exploração Rádio: a. A bertura da Rede. b. Fechamento da Rede. c. Transmissão e recepção de mensagens. O instrutor comporá, com os Alunos, uma Turma Rádio. Em seguida, fornecerá ao Alu no, na função de Chefe da Turma, um Ouadro da Rede Rádio e todo o material necessário à instalação do Posto Rádio. Todos os Alunos deverão passar pela função de Chefe da Turma Rádio. Obs.: para o cumprimento deste OII, cada Aluno deverá transmitir e receber 5 mensagens. O Aluno deverá: - escolher, corretamente, a localização do Posto Rádio; - camuflar, corretamente, o Posto Rádio; - preencher, corretamente, a documentação existente; - dividir corretamente, as missões e horários entre os integrantes do Posto Rádio; - transmitir e receber, corretamente, as mensagens apresentadas. Q-11/3 211 (AC)
  55. 55. 55.00 OBJETIVOS INDIVIDUAIS DE INSTRUÇÃO (OII) ORIENTAÇÃO PARA INTERPRETAÇÃO SUGESTÕES PARA TAREFA CONDIÇÃO PADRÃO-MÍNIMO OBJETIVOS ASSUNTOS INTERMEDIÁRIOS Operar uma Central Telefônica. 1. Citar, no que diz respeito às Centrais Telefônicas existentes, os seguintes aspectos: a. Caracterrsticas. b. Funcionamento. c. Testes de operação. 2. Identificar os principais controles das Centrais Telefônicas. 3. Descrever os procedimentos necessários à instalação de uma Central Telefônica. 4. Aplicar os procedimentos necessários à instalação de uma Central Telefônica. 5. Descrever os procedimentos necessários à operação de uma Central Telefônica. 6. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Centrais Telefônicas: 1. Apresentação. 2. Características. 3. Funcionamento. 4. Testes de operação. 5. Controles. 6. Instalação. 7. Operação. O instrutorfomecerá aos Alunos uma Central Telefônica, dois telefones de campanha e todo o material necessário ao cumprimento da missão. Em segu ida, comporá com eles uma equipe de 3 elementos. sendo um para operar a central e os outros 2 os telefones. Composta a equipe. será dada a ordem ao Aluno que operará a Central para que conecte os telefones a ela e. a um dos telefonistas. para que peça uma ligação. Todos os Alunos deverão passar pelas 3 funções. O Aluno deverá: - conectar. corretamente, os telefones à Centra - atender. corretamente, a chamada telefônica; - conectar. corretamente. o telefone chamado r ao chamado. Q-11/3 214 (AD) 1. Citar, no que diz respeito aos telefones de campanha, os seguintes aspectos: a. Características. b. Tipos: - magnético; - a bateria; - amplificador. c. Alcance. d. Situações de emprego. e. Colocaçãc das baterias. f. Testes necessários. 2. Identificar os órgãos desinalização e de chamada. 3. Descrever o funcionamento dos telefones de campanha. 4. Descrever os procedimentos necessários à operação dos telefones de campanha. 5. Demonstrar o desempenho individual estabelecido no OII. Telefones de Campanha: 1. Apresentação. 2. Características. 3. Tipos. 4. Emprego. 5. Operação. O perar os telefones de campanha em uso. Aluno os telefones de campanha existentes e o material neces- sário ao seu funcionamento. O Aluno deverá operar, corretamente, os telefones de campanha existentes. Q-11/3 213 (AD) 3. LINHAS DE CAMPANHA TempoEstimado: Diurno: 15 h Gpt Instr Com - C Noturno: - Centro de mensagens

×