O UNIVERSO DAS MÍDIAS:Como avaliar a exposição de uma marca através de um          OBSERVATÓRIO EM 3 DIMENSÕES      Congre...
Breve histórico  “Ou nós aprendemos a formular e controlar a       métrica das avaliações de resultado emcomunicação e o s...
Breve histórico           Pág3
Breve históricoConsequência                     Pág4
Pág5
PRESSUPOSTOS                      APRESENTAÇÃO               Pág6
PRESSUPOSTO N° 1A IMAGEM de uma EMPRESA OU INSTITUIÇÃO tem seus        contornos delimitados e definidos em            CEN...
O MUNDO ECONÔMICO E O CENÁRIO CONCORRENCIAL ABORDAGEM EM CENÁRIO CONCORRENCIAL, COM ÊNFASE NA ANÁLISE DO IMAGE SHARE (EM ...
PRESSUPOSTO N° 2    A IMAGEM se constrói em um processo:           PROCESSO DE COMUNICAÇÃO       Comunicação  implica Rel...
ADOÇÃO DA COMUNICAÇÃO SISTÊMICA:                                          UMA INTERPRETAÇÃO SOCIOLÓGICA PRESSUPÕE    A IN...
PRESSUPOSTO N° 3 - APREENSÃO DA REALIDADE:                                                 PERCEPÇÕES E FORMAÇÃO DA IMAGEM...
ANÁLISE MULTIDIMENSIONAL“Toda empresa funciona num meio ambiente de públicos” (Philip Kotler)    A análise da exposição de...
DadosSecundários                       Dados                               Primários              O dashboard do          ...
Eixos de dados analisados   MEIO DIGITAL(DADOS SECUNDÁRIOS)                  PESQUISA                              MÍDIA  ...
A ANÁLISE MULTIDIMENSIONAL DA EXPOSIÇÃO DA MARCA( EMPRESA OU ENTIDADE) TEM SEU NÚCLEO MÍNIMO FORMADO NO                   ...
DadosSecundários                       Dados                               Primários              O dashboard do          ...
DIGITAL SHARE:                                        Análise do Meio Digital    • ANÁLISE DA PRESENÇA DIGITAL DE EMPRESAS...
DIGITAL SHARE:                                       Algumas Variáveis de Análise• SEARCH INTELLIGENCE : O QUÊ, QUANDO E C...
DIGITAL SHARE: Alguns Exemplos            Pág19
PRESENÇA REDES SOCIAISANÁLISE REALIZADA POR MEIO DO MONITORAMENTO DE REDES PREVIAMENTEDETERMINADAS (TWITTER, FACEBOOK,   ....
REDES SOCIAIS:                                       Algumas Variáveis de AnáliseTERRITÓRIO DE USO DO TERMO: IDENTIFICAÇÃ...
REDES SOCIAIS:                                                    Exemplos•   B. REDES SOCIAIS:   PILARES DE ANÁLISE      ...
REDES SOCIAIS:                                            Exemplos                     MAPA DIÁRIO                        ...
ANÁLISE DE SUPERFÍCIE –               A RELAÇÃO ENTRA A MÍDIA TRADICONAL E A MÍDIA SOCIALPRESSUPOSTO: O PROCESSO     E FOR...
ANÁLISE DE SUPERFÍCIE –                         RELAÇÃO ENTRA A MÍDIA TRADICONAL E A MÍDIA SOCIALA ANÁLISE RELACIONAL ENTR...
PARCEIROSMÍDIA TRADICIONAL                                         Revistas•Profissional                                  ...
A RELAÇÃO ENTRA A MÍDIA TRADICONAL E             A MÍDIA SOCIAL - EFEITOSPARCEIROS                                Pág27
MÍDIA TRADICIONAL                                            (IMPRESSO, TV, RÁDIO E ON LINE)       MONITORAMENTO     DOS P...
MÍDIA TRADICIONAL                                               (IMPRESSO, TV, RÁDIO E ON LINE)                           ...
MÍDIA TRADICIONAL                       (IMPRESSO, TV, RÁDIO E ON LINE)RELATÓRIO DIÁRIOBOOK / E-LETTERINFORMAÇÕESSELECIONA...
MÍDIA TRADICIONAL                                                      (IMPRESSO, TV, R ÁDIO E ON LINE)                   ...
OBSERVATÓRIO DO CONHECIMENTO 3D               MODELO DE CÁLCULO                                   Pág32
Matérias - CLASSIFICAÇÃOEX: Mídia Impressa    CLUSTER 1                                             CLUSTER 3             ...
Posts - CLASSIFICAÇÃO•   MIDIA SOCIAL: CLASSIFICADA A PARTIR DA CREDIBILIDADE, VOLUMETRIA DE    ACESSOS E IMPORTÂNCIA NO B...
OBSERVATÓRIO 3D:                                 A REALIDADE CO-CONSTRUÍDA                                            Indi...
ÍNDICE DO OBSERVATÓRIO 3D                                               4            6                                    ...
OUTRO ELEMENTOS DO OBSERVATÓRIODESK RESEARCH (OUTROS DADOS SECUNDÁRIOS)OLHAR ATENTO SOBRE O MUNDO SOCIOECONÔMICO: ANÁLISE ...
OUTRO ELEMENTOS DO OBSERVATÓRIOPESQUISA DE OPINIÃO (OUTROS DADOS PRIMÁRIOS): INCORPORA AOMONITORAMENTO CONTÍNUO A RIQUEZA ...
Principais VantagensAmplitude                     Integração            Transparência                                     ...
Propriedade Intelectual     OS CONCEITOS, ESTRATÉGIAS, IDÉIAS CRIATIVAS, INSTRUMENTOS E ABORDAGEM   APRESENTADAS NESTE DOC...
Contato               [+55 11] 3063 0151               [+55 11] 3062 5197            www.cristinapanella.com.brR. Cônego E...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Universo das mídias: Como avaliar a exposição de uma marca através de um Observatório em 3 dimensões

863 visualizações

Publicada em

Documento apresentado por Cristina Panella no Congresso Mega Brasil de Comunicação 2012.

1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • 19-Título = Jogando.net/mu Venha se divertir de verdade !!!
    [b]Ola,sou o Pr1nceMG,Divulgador oficial do Servidor de Mu online Season 6 do Brasil
    ESTÁ ON HÁ MAIS DE 5 ANOS,Produzindo sua Diversão com qualidade.
    TODOS OS SERVERS ficam ON 24 horas por dia, Sempre Buscamos o Melhor para os Gamers.
    São varios Server esperando por você :
    * MuWar' 1000x/1500x
    * Super - 10.000x ** Pvp 15.000x
    * Very Easy - 5.000x
    * Hard 100 x
    * Extreme 10x
    * Novo servidor Phoenix: Free 3000x | Vip: 4000x Phoenix
    SÓ NO http://www.jogando.net/mu VOCÊ ENCONTRA
    Os Melhores itens e kits mais tops de um server De MU Online:
    * Novas asas level 4
    * Novos Kits DEVASTADOR
    * Novos Kits DIAMOND v3 + Kit Mystical (a combinação da super força)
    * Novos Sets especiais de TIME.
    *CASTLE SIEGE AOS SÁBADOS e DOMINGOS.
    Site http://www.jogando.net/mu/
    Esperamos pela sua visita.Sejam todos muito benvindos ao nosso Servidor.
    *Um mês de grandes eventos e Promoções do dia das Crianças e Sorteio de 1 iPad e 2.000.000 de Golds!
    E obrigado pela atençao de todos voces !!!
    Conheça também animes cloud http://animescloud.com/ São mais de 20.000 mil videos online.
    By:Pr1nceMG divulgador oficial do jogando.net/mu
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
863
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Universo das mídias: Como avaliar a exposição de uma marca através de um Observatório em 3 dimensões

  1. 1. O UNIVERSO DAS MÍDIAS:Como avaliar a exposição de uma marca através de um OBSERVATÓRIO EM 3 DIMENSÕES Congresso Mega Brasil de Comunicação Maio 2012 – Cristina Panella Pág 1
  2. 2. Breve histórico “Ou nós aprendemos a formular e controlar a métrica das avaliações de resultado emcomunicação e o seu impacto sobre as marcas,ou os financeiros farão isso por nós, em breve.” (Don Schultz, American Marketing Association) Pág2
  3. 3. Breve histórico Pág3
  4. 4. Breve históricoConsequência Pág4
  5. 5. Pág5
  6. 6. PRESSUPOSTOS APRESENTAÇÃO Pág6
  7. 7. PRESSUPOSTO N° 1A IMAGEM de uma EMPRESA OU INSTITUIÇÃO tem seus contornos delimitados e definidos em CENÁRIO CONCORRENCIAL A análise da exposição de uma empresa ou instituiçãodeve incorporar, necessariamente, a concorrência Pág7
  8. 8. O MUNDO ECONÔMICO E O CENÁRIO CONCORRENCIAL ABORDAGEM EM CENÁRIO CONCORRENCIAL, COM ÊNFASE NA ANÁLISE DO IMAGE SHARE (EM RELAÇÃO AO MARKET SHARE) DECORRÊNCIA: BENCHMARKING CONTÍNUO, COM IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DE EMPRESAS-REFERÊNCIA, A PARTIR DE ATRIBUTOS DEFINIDOS. Empresa / Empresa / Instituição 1 Instituição 3 IMAGE SHARE Empresa / Instituição 2 Empresa / Instituição 1 Empresa / Instituição 3 Empresa / MARKET SHARE Instituição 2 Pág8
  9. 9. PRESSUPOSTO N° 2 A IMAGEM se constrói em um processo: PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Comunicação  implica RelacionamentoRelacionamento  implica diferentes Públicos (e atores) Pág9
  10. 10. ADOÇÃO DA COMUNICAÇÃO SISTÊMICA: UMA INTERPRETAÇÃO SOCIOLÓGICA PRESSUPÕE A INTERCONEXÃO ENTRE DIFERENTES ÁREAS DA COMUNICAÇÃO E FONTES DE INFORMAÇÃO. PERMITE ANALISAR E INTERPRETAR A SOCIEDADE ARTICULADA EM REDE. ABORDAGEM PELA ALTERIDADE: ANÁLISES EFETUADAS A PARTIR DOS PARÂMETROS DO “OUTRO” EMPRESA INDIVÍDUO Pág10
  11. 11. PRESSUPOSTO N° 3 - APREENSÃO DA REALIDADE: PERCEPÇÕES E FORMAÇÃO DA IMAGEM MÍDIA COMUNIDADE TRADICIONAL COLABORA- DORES IMAGEM GESTORES (RESULTANTE) CLIENTES POPULAÇÃO AUTORIDADES A IMAGEM É CONCEBIDA E TRATADA COMO RESULTANTE , OU SEJA: PRODUTO DA PERCEPÇÃO DOS DIFERENTES PÚBLICOS ESTRATÉGICOS PARA A EMPRESA OU INSTITUIÇÃO DECORRÊNCIA: MUDANÇAS SIGNIFICATIVAS E DE LONGA DURAÇÃO NA IMAGEM SÓ PODERÃO SE OBTIDAS MEDIANTE A MUDANÇA NA PERCEPÇÃO DE CADA UM DOS PÚBLICOS. Pág11
  12. 12. ANÁLISE MULTIDIMENSIONAL“Toda empresa funciona num meio ambiente de públicos” (Philip Kotler) A análise da exposição de uma empresa ou instituição deve incorporar, as diversas formas de expressão dos públicos Pág12
  13. 13. DadosSecundários Dados Primários O dashboard do monitoramento Pág13
  14. 14. Eixos de dados analisados MEIO DIGITAL(DADOS SECUNDÁRIOS) PESQUISA MÍDIA (DADOS PRIMÁRIOS) (DADOS SECUNDÁRIOS) Pág14
  15. 15. A ANÁLISE MULTIDIMENSIONAL DA EXPOSIÇÃO DA MARCA( EMPRESA OU ENTIDADE) TEM SEU NÚCLEO MÍNIMO FORMADO NO TRIPÉ DE EXPOSIÇÃO: APRESENTAÇÃO MÍDIAS TRADICIONAIS | MÍDIAS SOCIAIS | MEIO DIGITAL A ESTE, AO LONGO DO TEMPO, PODEM SER AGREGADAS ANÁLISES DE OUTROS DADOS PRIMÁRIOS (COMO PESQUISAS, DO TIPO MEDIA AUDIT E OUTRAS) OU DADOS SECUNDÁRIOS (DESK RESEARCH). Pág15
  16. 16. DadosSecundários Dados Primários O dashboard do monitoramento Pág16
  17. 17. DIGITAL SHARE: Análise do Meio Digital • ANÁLISE DA PRESENÇA DIGITAL DE EMPRESAS OU INSTITUIÇÕES, REALIZADA POR MEIO DO MONITORAMENTO DE SITES, COMPARANDO OS RESULTADOS COM O DESEMPENHO DO RESTANTE DO MERCADO. PERMITE, TAMBÉM, ANALISAR O DESEMPENHO DE CAMPANHAS DIGITAIS,• COMO: PAINEL REPRESENTATIVO DA POPULAÇÃO ONLINE COM REPRESENTATIVIDADE GARANTIDA (DADOS NORMALIZADOS, ESTRATIFICADOS E BALANCEADOS EM CONFORMIDADE COM OS DADOS OFICIAIS MAIS ATUALIZADOS DO IBGE). PARCEIRO - HITWISE (SERASA EXPERIAN) Pág17
  18. 18. DIGITAL SHARE: Algumas Variáveis de Análise• SEARCH INTELLIGENCE : O QUÊ, QUANDO E COMO AS PESSOAS PROCURAM POR PRODUTOS E SERVIÇOS NA INTERNET.• RANKINGS: VISÃO ABRANGENTE DOS SITES MAIS POPULARES DA INTERNET EM UMA DETERMINADA CATEGORIA.• CLICKSTREAM: ONDE AS PESSOAS NAVEGAM ANTES E DEPOIS DE VISITAR UM DETERMINADO SITE. SITES E CATEGORIAS EM QUE AS PESSOAS NAVEGAM ANTES DE CHEGAREM AO SEU CONCORRENTE (INDICA, POR EXEMPLO, SE AS VISITAS SÃO MAIS GERADAS POR REDES SOCIAIS DO QUE POR CAMPANHAS DE E-MAIL MARKETING).• GEOGRAPHIC: ORIGEM GEOGRÁFICA – ESTADUAL E POR REGIÕES - DE VISITAS FEITAS AO SITE NA INTERNET.• CHARTING - GRÁFICOS PERSONALIZADOS QUE DETALHAM O DESEMPENHO COMPARATIVO DE SITES, CATEGORIAS E TERMOS DE BUSCA AO LONGO DO TEMPO. Pág18
  19. 19. DIGITAL SHARE: Alguns Exemplos Pág19
  20. 20. PRESENÇA REDES SOCIAISANÁLISE REALIZADA POR MEIO DO MONITORAMENTO DE REDES PREVIAMENTEDETERMINADAS (TWITTER, FACEBOOK, ...), COMPARANDO OS RESULTADOS -SEMANA A SEMANA - COM O DESEMPENHO DOS OUTROS PLAYERS DOMERCADO (ESPECIALMENTE DOS CONCORRENTES ). PARCEIRO Pág20
  21. 21. REDES SOCIAIS: Algumas Variáveis de AnáliseTERRITÓRIO DE USO DO TERMO: IDENTIFICAÇÃO DA(S) PALAVRA(S), MARCA (S) OU EXPRESSÃO (ÕES) DENTRO DO CONTEXTO. DETERMINA O PESO (%) DESSE TERRITÓRIO NA ÁREA DE ANÁLISE DELIMITADA.IDENTIFICAÇÃO DOS PRINCIPAIS ASSUNTOS REVERBERADOS NA REDE, COM ACOMPANHAMENTO AO LONGO DO TEMPO (EVOLUÇÃO / INVOLUÇÃO). CLASSIFICAÇÃO DE FAVORABILIDADE DOS ASSUNTOS: EM “POSITIVO” OU “NEGATIVO” COMPORTAMENTOS-TIPO: AGRUPADOS EM 5 CATEGORIAS: ORGÂNICOS, PROFISSIONAIS, INCENTIVADOS, AUTOMÁTICOS E RELACIONAIS ANÁLISE QUALITATIVA DAS MANIFESTAÇÕES PESSOAIS : MAPA DAS VOZES: QUEM FALA O QUÊ? PARCEIRO Pág21
  22. 22. REDES SOCIAIS: Exemplos• B. REDES SOCIAIS: PILARES DE ANÁLISE PARCEIRO Pág22
  23. 23. REDES SOCIAIS: Exemplos MAPA DIÁRIO N.I NãoIdentificados Não identificados 43% PARCEIROS Pág23
  24. 24. ANÁLISE DE SUPERFÍCIE – A RELAÇÃO ENTRA A MÍDIA TRADICONAL E A MÍDIA SOCIALPRESSUPOSTO: O PROCESSO E FORMAÇÃO DA OPINIÃO DOS INDIVÍDUOS É COMPLEXO E BASEIA-SE EM PARTE NAS INFORMAÇÕES OBTIDAS NOSDIFERENTES CANAIS DE INFORMAÇÃO TRADICIONAIS - JORNAIS, REVISTAS, RÁDIOS, TVS,... – INFORMAÇÕES ESSAS QUE SERVEM DE LASTRO E ESTÍMULO PARA OS COMENTÁRIOS DAS PESSOAS NAS REDES SOCIAIS. PARCEIROS Pág24
  25. 25. ANÁLISE DE SUPERFÍCIE – RELAÇÃO ENTRA A MÍDIA TRADICONAL E A MÍDIA SOCIALA ANÁLISE RELACIONAL ENTRE AS MÍDIAS TRADICIONAIS E AS REDES SOCIAIS, COMFOCO NA INTERAÇÃO E AMPLIFICAÇÃO DOS TEMAS ENTRE UM E OUTRO TIPO DEMÍDIA, SUSTENTA A CONSTRUÇÃO DE UMA ABORDAGEM COM BASE EM 6 GRANDESEFEITOS IDENTIFICADOS: => PEDRA => SONRISAL => BOLHA => CORRENTE => ESPELHO => REFLUXO. PARCEIROS Pág25
  26. 26. PARCEIROSMÍDIA TRADICIONAL Revistas•Profissional Reverberação•Mídia paga /incentivada Rádio•Fundamentada na credibilidade•Rotinas definidas TV•Preocupação com horários•Programação controlada Jornal•Visa lucratividade•Organizada Teatro Internet 1.0 Cinema MDOOH Eventos Opiniões Emersão Intimidades Auto•Pessoas comuns Expressão Entretenimento•Sem compromisso com a verdade•Mídia espontânea Curiosidades Comunidades•Atemporal•Pulverizada•Fragmentada•Incontrolável Descobertas•Simultânea Mentiras Difamação•Caótica Pressão Colaboração Desejos Pág26MÍDIA SOCIAL
  27. 27. A RELAÇÃO ENTRA A MÍDIA TRADICONAL E A MÍDIA SOCIAL - EFEITOSPARCEIROS Pág27
  28. 28. MÍDIA TRADICIONAL (IMPRESSO, TV, RÁDIO E ON LINE) MONITORAMENTO DOS PRINCIPAIS COMPONENTES DA IMAGEM, PELAANÁLISE DO POSICIONAMENTO DE IMAGEM DE UM DETERMINADO TEMA, EMPRESA OU INSTITUIÇÃO NA MÍDIA TRADICIONAL SEGUNDO PARÂMETROS PRÉ-DEFINIDOS.A ANÁLISE CONSIDERA O UNIVERSO DE JORNALISTAS E DE VEÍCULOS DE INTERESSE, LEVANDO EM CONTA A INFLUÊNCIA QUE DETERMINADOS VEÍCULOS TÊM SOBRE O RESTANTE DA MÍDIATRADICIONAL BEM COMO O POTENCIAL DE INTERAÇÃO E AMPLIFICAÇÃO COM A MÍDIA SOCIAL . PARCEIRO Pág28
  29. 29. MÍDIA TRADICIONAL (IMPRESSO, TV, RÁDIO E ON LINE) CARACTERÍSTICAS• MONITORAMENTO DE TODA EXPOSIÇÃO DO CLIENTE, DO SEGMENTO E SEUS CONCORRENTES NA MÍDIA IMPRESSA, RÁDIO E WEB.• UNIFICAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COLETADAS POR MEIO DE FERRAMENTA ELETRÔNICA, DE ACORDO COM AS NECESSIDADES DO CLIENTE.• INTEGRAÇÃO DA BASE DE DADOS COM SISTEMA DE BUSCA AVANÇADA.• ANÁLISE E INDEXAÇÃO DOS CONTEÚDOS, A PARTIR DE CRITÉRIOS PRÉ-ESTABELECIDOS, SUBSIDIANDO AS ANÁLISES DE TENDÊNCIAS. PARCEIRO Pág29
  30. 30. MÍDIA TRADICIONAL (IMPRESSO, TV, RÁDIO E ON LINE)RELATÓRIO DIÁRIOBOOK / E-LETTERINFORMAÇÕESSELECIONADAS VIA E-MAILENVIO DE INFORMAÇÕESPARA PÚBLICOS PRÉ-SELECIONADOS. PARCEIRO Pág30
  31. 31. MÍDIA TRADICIONAL (IMPRESSO, TV, R ÁDIO E ON LINE) RELATÓRIOS MENSAIS• ESTATÍSTICA DAS INFORMAÇÕES (ALGUNS EXEMPLOS)• RELATÓRIOS QUALITATIVOS E QUANTITATIVOS DE EXPOSIÇÃO DE MÍDIA, ENTRE OS QUAIS: • EXPOSIÇÃO POR MÍDIA (QUANTIDADE DE MATÉRIAS ); • EXPOSIÇÃO POR VEÍCULO; • AVALIAÇÃO DE EXPOSIÇÃO COMPARADA `AS MSG CHAVE (NEGATIVA/POSITIVA); • PRESENÇA RELATIVA (PONDERAÇÃO DE EXPOSIÇÃO NA MÍDIA) DIÁRIA / SEMANAL / MENSAL.• - ...... PARCEIRO Pág31
  32. 32. OBSERVATÓRIO DO CONHECIMENTO 3D MODELO DE CÁLCULO Pág32
  33. 33. Matérias - CLASSIFICAÇÃOEX: Mídia Impressa CLUSTER 1 CLUSTER 3 0 - PRESSUPOSTOS 0 - PRESSUPOSTOS CLUSTER 2 3 grandes etapas • Agrupamento em clusters • Indexação (variáveis de análise) • Ponderação Pág33
  34. 34. Posts - CLASSIFICAÇÃO• MIDIA SOCIAL: CLASSIFICADA A PARTIR DA CREDIBILIDADE, VOLUMETRIA DE ACESSOS E IMPORTÂNCIA NO BRASIL. CLUSTER 1 CLUSTER 3 CLUSTER 2 3 grandes etapas  Agrupamento em clusters  Indexação (vaiáveis de análise)  Ponderação Pág34
  35. 35. OBSERVATÓRIO 3D: A REALIDADE CO-CONSTRUÍDA Indicadores e Índice 3DSELEÇÃO DE INDICADORES INDICADORES MIDIA TRADICIONAL MIDIA SOCIAL PESO DE VARIÁVEIS CADA E PLATAFORMAFATORES DE INDICADORES INDICADORES MIDIA TV & RADIO MEIO DIGITAL NA IMAGEMPONDERAÇÃO Pág35
  36. 36. ÍNDICE DO OBSERVATÓRIO 3D 4 6 2 8 5 6 5 6 4 7 4 7 3 8 3 82 0 10 9 2 91 1 1 1 0 0 Mídia Tradicional Mídia Social 4,82 7,40 OBSERVATÓRIO DO CONHECIMENTO 3D PAINEL SINTÉTICO, CALCULADO A PARTIR DA ANÁLISE DA EXPOSIÇÃO DA MARCA, COM INDICADORES POR TIPO DE EXPOSIÇÃO E ÍNDICE SINTÉTICO APRESENTADOS EM UM DASHBOARD PARA O GESTOR. Pág36
  37. 37. OUTRO ELEMENTOS DO OBSERVATÓRIODESK RESEARCH (OUTROS DADOS SECUNDÁRIOS)OLHAR ATENTO SOBRE O MUNDO SOCIOECONÔMICO: ANÁLISE DE DADOSPRODUZIDOS POR INSTITUIÇÕES, ENTIDADES OU ACADEMIA SOBRE O SETOR ,(EX: BOLETINS, NEWSLETTER, TESES...).A INCLUSÃO DOS DADOS SECUNDÁRIOS NA ANÁLISE APROFUNDA OENTENDIMENTO DO CONTEXTO E MOMENTO ANALISADOS: PERMANENTERADAR DE SUA EMPRESA E SETOR . Pág37
  38. 38. OUTRO ELEMENTOS DO OBSERVATÓRIOPESQUISA DE OPINIÃO (OUTROS DADOS PRIMÁRIOS): INCORPORA AOMONITORAMENTO CONTÍNUO A RIQUEZA DOS DADOS PRIMÁRIOS, COLHIDOS POR MEIO DEPESQUISA COM OS PÚBLICOS ESTRATÉGICOS.PÚBLICO INTERNO: MÍDIA: • SONDAGENS• IDENTIDADE E IMAGEM O TERMÔMETRO DA OPINIÃOMEDIDA E QUALIFICAÇÃO DA “NOÇÃO DEPERTENCIMENTO” E DO “ORGULHO DE • MEDIA AUDITPERTENCER” À UMA ORGANIZAÇÃO IMAGEM DA EMPRESA /INSTITUIÇÃO NA PERCEPÇÃO DA• COMUNICAÇÃO INTERNA: VEÍCULOS MÍDIA NACIONAL OU INTERNACIONALAVALIAÇÃO DE VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO • PERSONAL AUDIT IMAGEM PESSOAL COMO MARCA• DIAGNÓSTICO DE COMUNICAÇÃO: PROCESSOS,FLUXOS E MENSAGENS STAKEHOLDERS:AVALIAÇÃO DOS CAMINHOS DA COMUNICAÇÃO • DIAGNÓSTICO DE IMAGEM E OPINIÃO ENTRE PÚBLICOSEM SUA EMPRESA ESTRATÉGICOS IMAGEM DOS DIFERENTES PÚBLICOS SOBRE A EMPRESA OU INSTITUIÇÃO • PERCEPÇÃO E IMAGEM DE SETORES MAPEAMENTO DA VISÃO DOS PÚBLICOS SOBRE OS PLAYERS DE UM SETOR Pág38
  39. 39. Principais VantagensAmplitude Integração Transparência Pág39
  40. 40. Propriedade Intelectual OS CONCEITOS, ESTRATÉGIAS, IDÉIAS CRIATIVAS, INSTRUMENTOS E ABORDAGEM APRESENTADAS NESTE DOCUMENTO SÃO PROPRIEDADE INTELECTUAL EXCLUSIVA DA CRISTINA PANELLA PLANEJAMENTO E PESQUISA E DE SEUS ASSOCIADOS COMERCIAIS, DEVENDO SER TRATADOS CONFIDENCIALMENTE. A REPRODUÇÃO E A IMPLEMENTAÇÃO PARCIAL OU TOTAL OU USO POR QUALQUER MEIODESTES CONCEITOS, ESTRATÉGIAS, IDÉIAS CRIATIVAS, INSTRUMENTOS E ABORDAGENS SEM OEXPRESSO CONSENTIMENTO POR ESCRITO DO SIGNATÁRIO CONSTITUI VIOLAÇÃO DIRETA DAS LEIS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL E DIREITOS DE AUTOR EM NÍVEL INTERNACIONAL. Pág40
  41. 41. Contato [+55 11] 3063 0151 [+55 11] 3062 5197 www.cristinapanella.com.brR. Cônego Eugênio Leite 433 Cerqueira César São Paulo-SP CEP 05414-010 Pág41

×