Perigo nas ESCOLAS
Bullying é um termo da língua inglesa
(bully = “valentão”) que se refere a todas as
formas de atitudes agressivas, verbais...
Os alunos-alvo (que sofrem o
bullying), os alunos-autores (que praticam
o bullying) e os alunos testemunhas
silenciosas (q...
A lei dos mais fortes e o
silêncio dos inocentes
O bullying é um problema mundial, podendo
ocorrer em praticamente qualque...
Algumas atitudes podem se configurar em formas
diretas ou indiretas de praticar o bullying. Porém,
dificilmente a vítima r...
•Insultar
•Ofender
•Xingar
•Fazer Gozações
•Colocar apelidos pejorativos
•Fazer piadas ofensivas
•“Zoar”
Fonte: Google ima...
•Bater
•Chutar
•Espancar
•Empurrar
•Ferir
•Beliscar
•Roubar, furtar ou destruir os pertences da vítima
•Atirar objetos con...
•Irritar
•Humilhar e ridicularizar
•Excluir
•Isolar
•Ignorar, desprezar ou fazer pouco caso
•Discriminar
•Aterrorizar e am...
•Abusar
•Violentar
•Assediar
•Insinuar
Este tipo de comportamento desprezível
costuma ocorrer entre meninos com meninas , ...
É o bullying que ocorre em meios eletrônicos,
com mensagens difamatórias ou ameaçadoras
circulando por e-mails, sites, blo...
A vítima pode apresentar baixa auto-estima,
dificuldade de relacionamento social e no
desenvolvimento escolar, fobia escol...
Rejeitar a escola, pedir para mudar de sala de
aula, queda no rendimento escolar, passar a apresentar
sinais de somatizaçõ...
O primeiro passo é o reconhecimento pela
sociedade, pelos pais e sobretudo pelas escolas de que o
bullying existe, é danos...
Incentivar o filho a falar, ir à escola e buscar uma
solução que envolva toda a comunidade escolar. É lógico
que isso só s...
“A violência é o último
refúgio do incompetente”.
Isaac Asimov
Fonte: Google imagens
•Silva, Ana Beatriz Barbosa. Bullying: mentes perigosas
nas escolas. – Rio de Janeiro: Objetiva, 2010.
•http://revistaesco...
Escola: Professora Amélia Fernandes Martins
Prof. (a): Olga
Alunos (as) : Amanda Cristina
Êmily Pinheiro
Turma: G1
Ano: 20...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Bullying

253 visualizações

Publicada em

O perigo do Bullying nas escolas, suas principais características, danos e como evitar.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
253
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bullying

  1. 1. Perigo nas ESCOLAS
  2. 2. Bullying é um termo da língua inglesa (bully = “valentão”) que se refere a todas as formas de atitudes agressivas, verbais ou físicas, intencionais e repetitivas, que ocorrem sem motivação evidente e são exercidas por um ou mais indivíduos, com o objetivo de intimidar ou agredir outra pessoa. Fonte: Google imagens Fonte: Google imagens
  3. 3. Os alunos-alvo (que sofrem o bullying), os alunos-autores (que praticam o bullying) e os alunos testemunhas silenciosas (que assistem aos atos de bullying, sem nada fazer). Fonte: Google imagens Fonte: Google imagens
  4. 4. A lei dos mais fortes e o silêncio dos inocentes O bullying é um problema mundial, podendo ocorrer em praticamente qualquer contexto no qual as pessoas interajam, tais como escola, faculdade/universidade, família, etc.
  5. 5. Algumas atitudes podem se configurar em formas diretas ou indiretas de praticar o bullying. Porém, dificilmente a vítima recebe apenas um tipo de maus tratos. Fonte: Google imagens Fonte: Google imagens Fonte: Google imagens Fonte: Google imagens
  6. 6. •Insultar •Ofender •Xingar •Fazer Gozações •Colocar apelidos pejorativos •Fazer piadas ofensivas •“Zoar” Fonte: Google imagens
  7. 7. •Bater •Chutar •Espancar •Empurrar •Ferir •Beliscar •Roubar, furtar ou destruir os pertences da vítima •Atirar objetos contra as vítimas Fonte: Google imagens
  8. 8. •Irritar •Humilhar e ridicularizar •Excluir •Isolar •Ignorar, desprezar ou fazer pouco caso •Discriminar •Aterrorizar e ameaçar •Chantear e intimidar •Tiranizar •Dominar perseguir •Difamar •Passar bilhetes e desenhos entre os colegas de caráter ofensivo •Fazer intrigas, fofocas ou mexericos ( mais comum entre as meninas) Fonte: Google imagens
  9. 9. •Abusar •Violentar •Assediar •Insinuar Este tipo de comportamento desprezível costuma ocorrer entre meninos com meninas , e meninos com meninos. Fonte: Google imagens
  10. 10. É o bullying que ocorre em meios eletrônicos, com mensagens difamatórias ou ameaçadoras circulando por e-mails, sites, blogs (os diários virtuais), redes sociais e celulares. É quase uma extensão do que dizem e fazem na escola, mas com o agravante de que as pessoas envolvidas não estão cara a cara. Fonte: Google imagens
  11. 11. A vítima pode apresentar baixa auto-estima, dificuldade de relacionamento social e no desenvolvimento escolar, fobia escolar, tristeza, depressão, podendo chegar ao suicídio e a atos de violência extrema contra a escola. Já os autores podem se considerar realizados e reconhecidos pelos seus colegas pelos atos de violência e poderão levar para a vida adulta o comportamento agressivo e violento. As testemunhas silenciosas também sofrem, pela sua omissão e falta de coleguismo. Muitos sentem-se culpados por toda a vida.
  12. 12. Rejeitar a escola, pedir para mudar de sala de aula, queda no rendimento escolar, passar a apresentar sinais de somatizações (diarréia, vômitos, dores abdominais, asma, insônia e pesadelos), e problemas emocionais (como tristeza, depressão) ou sociais (como isolamento e não participação em atividades de grupo). Os pais devem estar sempre atentos para a possibilidade do seu filho estar sofrendo bullying.
  13. 13. O primeiro passo é o reconhecimento pela sociedade, pelos pais e sobretudo pelas escolas de que o bullying existe, é danoso e não pode ser admitido. À escola cabe a responsabilidade maior de envolver todos seus membros na não aceitação do bullying privilegiando a prevenção. Diante de casos ocorrido, à escola compete reunir todos os participantes e as famílias. Os pais e os alunos têm que obrigatoriamente participar.
  14. 14. Incentivar o filho a falar, ir à escola e buscar uma solução que envolva toda a comunidade escolar. É lógico que isso só será possível se a escola tiver como lema a não aceitação do bullying. É bom lembrar que o bullying ocorre em todas as escolas. Diz-se que a escola que afirma que lá não ocorre o bullying é provavelmente aquela onde há mais situações de bullying, porque nada fazem para prevenir e reprimir.
  15. 15. “A violência é o último refúgio do incompetente”. Isaac Asimov Fonte: Google imagens
  16. 16. •Silva, Ana Beatriz Barbosa. Bullying: mentes perigosas nas escolas. – Rio de Janeiro: Objetiva, 2010. •http://revistaescola.abril.com.br/crianca-e- adolescente/comportamento/bullying-cyberbullying- 610531.shtml •http://www.observatoriodainfancia.com.br/rubrique.php3? id_rubrique=78 •http://pensador.uol.com.br/frases_sobre_violencia/ •http://www.brasilescola.com/sociologia/bullying.htm
  17. 17. Escola: Professora Amélia Fernandes Martins Prof. (a): Olga Alunos (as) : Amanda Cristina Êmily Pinheiro Turma: G1 Ano: 2013 Cidade: Goiânia - GO

×