O que é bully

8.558 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.558
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O que é bully

  1. 1. O que é bully?<br />Bullying é uma situação que se caracteriza por agressões intencionais, verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por um ou mais alunos contra um ou mais colegas. O termo bullying tem origem na palavra inglesa bully, que significa valentão, brigão. Mesmo sem uma denominação em português, é entendido como ameaça, tirania, opressão, intimidação, humilhação e maltrato.<br />
  2. 2. Como faço para evitar o bully?<br />Para evitar o bullying os pais têem um papel muito importnte, devendo estar atentos a sinais que possam denunciar esta prática, sendo o seu educando o vitima ou o agressor. Por isso deverá estar atento aos seguintes sinais:-se o seu filho tem alguma característica na sua personalidade ou na sua fisionomia que o coloca na situação de ser “alvo fácil”, procure um psicólogo.-esteja atento, observe o seu filho a brincar com os outros colegas, solicite aos professores o parecer deles.-não se torne hiper-protector, mas vigie com atenção-não se esqueça que o seu filho pode precisar de ajuda-se o seu filho é muito agressivo, esteja atento, ele pode ser autor de Bullying a não ter consciência do sofrimento que provoca nos outras crianças. <br />
  3. 3. QUAIS OS TIPOS DE BULLYING? <br />Verbal: chamar nomes, ser sarcástico, lançar calúnias ou gozar com alguma característica particular do outro (“gordo”, “caixa de óculos”,…) <br />Físico: puxar, pontapear, bater, beliscar ou outro tipo de violência física <br />Emocional: excluir, atormentar, ameaçar, manipular, amedrontar, chantagear, ridicularizar, ignorar <br />Racista: toda a ofensa que resulte da cor da pele, de diferenças culturais, étnicas ou religiosas <br />Cyberbullying: utilizar tecnologias de informação e comunicação (internet ou telemóvel) para hostilizar, deliberada e repetidamente, uma pessoa, com o intuito de a magoar.<br />
  4. 4. As principais consequências do bullying no meio escolar são: <br />As principais consequências do bullying no meio escolar são: <br />ansiedade e medo; níveis elevados de evasão escolar; <br />alta rotatividade do quadro de pessoal; desrespeito pelos professores (e agressões); <br />grande número de faltas por motivos menores; <br />porte de arma por parte dos alunos visando protecção pessoal; <br />acções judiciais contra a escola ou outro responsável (professor, auxiliar de acção educativa, entre outros), assim como contra a família do agressor (Abrapia, 2006). <br />ansiedade e medo; níveis elevados de evasão escolar; <br />alta rotatividade do quadro de pessoal; desrespeito pelos professores (e agressões); <br />grande número de faltas por motivos menores; <br />porte de arma por parte dos alunos visando protecção pessoal; <br />acções judiciais contra a escola ou outro responsável (professor, auxiliar de acção educativa, entre outros), assim como contra a família do agressor (Abrapia, 2006). <br />
  5. 5. As consequências do bullying para a vítimasão muitas e destacamos as seguintes: <br />baixa auto-estima, <br />medo, <br />angústia, <br />pesadelos, <br />falta de vontade de ir à escola e rejeição da mesma, <br />ansiedade, dificuldades de relacionamento interpessoal, <br />dificuldade de concentração, diminuição do rendimento escolar, <br />dores de cabeça, dores de estômago e dores não-especificadas, <br />mudanças de humor súbitas, <br />vómitos, <br />urinar na cama, <br />falta de apetite ou apetite voraz, <br />choro, <br />insónias, <br />medo do escuro, <br />ataques de pânico sem motivo, <br />sensação de aperto no coração, <br />aumento do pedido de dinheiro aos pais e familiares, <br />furto de objectos em casa, surgimento de material escolar e pessoal danificado, <br />desaparecimento de material escolar, <br />abuso de álcool e/ou estupefacientes, <br />auto-mutilação, <br />stress,<br />suicídio. <br />
  6. 6. Os agressores<br />Os agressores, longe de não se verem afectados pelas consequências dos seus actos, desenvolvem, ao longo dos anos, várias tendências, que podemos caracterizar como comportamentos de risco. De entre os comportamentos de risco identificados, destacamos os seguintes (Gaspar, 2006; McCarthy, Sheehan, Wilkie e Wilkie, 1996:54): <br />consumo de álcool e de estupefacientes; fraco envolvimento escolar e familiar; <br />absentismo e/ou abandono escolar; <br />comportamentos que coloquem a sua integridade física em risco e a dos outros, como são o caso da condução com excesso de velocidade ou manobras consideradas perigosas e actividades desportivas de risco; <br />suicídio . <br />
  7. 7. Consideração final<br />O bullying tem que parar, e só nós é que podemos fazê-lo, se todos nos respeitarmos mutuamente o bullying deixará de existir.Se queremos um melhor ambiente na escola temos que fazer por isso.Esperamos que tenham gostado<br />

×