BullyingAgressão na Escola
BullyingO que é?Por que ocorre?O que fazer?Quando acontece e onde.Consequências
O que é?   “Bullying” origina-se do ingles, significando: Gozação, agressão, ofensa ehumilhação...    A gravidade é que es...
MEDO > DEPRESSÃO > TRISTEZA > SOLIDÃOAs agressões físicas ou morais não podem serconsideradas normais, principalmente quan...
Porque ocorre?   O bullying é realizado, por que o praticante, querobter:Esconder o próprio medo, amedrontando aos demais;...
O que fazer?       A escola deve chamar os pais do agressor e da vítima, e relatar oproblema. O correto é trabalhar com o ...
Quando acontece e onde:O bullying não tem idade para ocorrer.Entre crianças de 3 a 6anos já é possível identificar atos re...
Consequências:  Consequências sobre o ambiente escolar: quando não há intervençõesefetivas, o ambiente escolar torna-se to...
Depressão    A depressão não é somente uma tristeza. Depressão é o nome que é dadoa certos estados de sofrimento psíquico ...
Bullying
Bullying
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Bullying

556 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
556
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bullying

  1. 1. BullyingAgressão na Escola
  2. 2. BullyingO que é?Por que ocorre?O que fazer?Quando acontece e onde.Consequências
  3. 3. O que é? “Bullying” origina-se do ingles, significando: Gozação, agressão, ofensa ehumilhação... A gravidade é que esse padrão de comportamento está longe de ser inocente.Trata-se, na verdade, de um distúrbio que se caracteriza por agressões físicas emorais repetitivas, levando a vítima ao isolamento, à queda do rendimento escolar, aalterações emocionais e à depressão. Segundo a pesquisa realizada pelo Ibope, encomendada pela AssociaçãoBrasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e à Adolescência (Abrapia),organização não-governamental, dos 5.482 alunos de 5ª a 8ª série de 11 escolaspúblicas e particulares do Rio de Janeiro que foram ouvidos na pesquisa, mais de40,5% admitem ter praticado ou ter sido vítimas de bullying. Uma pesquisa feita em Portugal com 7.000 estudantes mostrou queaproximadamente um em cada cinco alunos (22%) entre seis (6) e dezesseis (16)anos já foi vítima de violência moral na escola. A pesquisa mostrou também que olocal mais comum de ocorrência dos maus-tratos são os pátios de recreio, seguidosdos corredores.Quando ocorre pela internet é o cyberbullying, que é deixar alguma mensagemvexatória no Orkut, MSN, entre outros. Isso acaba virando problema da escola,principalmente quando montam uma comunidade contra alguém, ou reclamando dealguma aula. Às vezes o aluno briga na escola e a briga se estende para a internet.
  4. 4. MEDO > DEPRESSÃO > TRISTEZA > SOLIDÃOAs agressões físicas ou morais não podem serconsideradas normais, principalmente quando asvítimas se sentem humilhadas ou desprezadas.
  5. 5. Porque ocorre? O bullying é realizado, por que o praticante, querobter:Esconder o próprio medo, amedrontando aos demais;Tornar outras pessoas infelizes, já que o próprio é infeliz;Obter força e poder;Vitimar outras pessoas por ter sido vítima no passado, eConquistar popularidade na escola. Acontece mais entre os meninos, mas as meninas também nãoficam muito atrás. Os alunos ‘tramam’ formas de desestabilizar o colega,destacando seus pontos negativos, geralmente se a criança é muitomagra, obesa, ou se tem alguma característica que chame a atenção,como um dente muito para frente, por exemplo. A criança que pratica obullying não olha para o outro, não é solidária.
  6. 6. O que fazer? A escola deve chamar os pais do agressor e da vítima, e relatar oproblema. O correto é trabalhar com o agressor, para suavizar seucomportamento e também com a vítima, buscando fortalecê-la. A escolanão pode deixar passar nada sem tratamento. O correto é chamar e ouviras partes, porque às vezes o jovem não entende o que estáacontecendo. Se a vítima conta somente aos pais, eles tem que procurar aescola e relatar o que está acontecendo. Às vezes o aluno não contapara o professor por medo, receio dos colegas. As vitimas tem que tomar providencias, como:Evitar a companhia de quem pratica o bullying ou dos chamados“carrascos”; Jamais falar com o agressor sozinho. É mais seguro falar com eleperto de outras pessoas;Não responder às provocações;Não manter a agressão em segredo. Não se deixar intimidar. Relatar osfatos aos professores, coordenadores, diretores ou responsáveis.
  7. 7. Quando acontece e onde:O bullying não tem idade para ocorrer.Entre crianças de 3 a 6anos já é possível identificar atos relacionados, ou pequenasmentiras. De 9 anos em diante o bullying fica mais evidente, éuma fase em que o menino não quer brincar com menina, porexemplo. Mas o auge ocorre entre 13 e 14 anos, porquecomeçam os conflitos da adolescência.Bullying é um problema mundial, sendo encontrado em toda equalquer escola, não estando restrito a nenhum tipo específicode instituição: primária ou secundária, pública ou privada, ruralou urbana.
  8. 8. Consequências: Consequências sobre o ambiente escolar: quando não há intervençõesefetivas, o ambiente escolar torna-se totalmente contaminado. Todas ascrianças, sem exceção, são afetadas negativamente, passando aexperimentar sentimentos de ansiedade e medo. Consequências sobre os alvos: as crianças que sofrem bullying,dependendo de suas características individuais e de suas relações comos meios em que vivem, em especial as famílias, poderão não superar,parcial ou totalmente, os traumas sofridos na escola. Poderão crescercom sentimentos negativos, especialmente com baixa autoestima,tornando-se adultos com sérios problemas de relacionamento. Poderãoassumir, também, um comportamento agressivo. Consequências para os autores: aqueles que praticam bullying contraseus colegas poderão levar para a vida adulta o mesmo comportamentoantissocial, adotando atitudes agressivas no seio familiar (violênciadoméstica) ou no ambiente de trabalho.
  9. 9. Depressão A depressão não é somente uma tristeza. Depressão é o nome que é dadoa certos estados de sofrimento psíquico que podem causar transtornos nocomportamento, na afetividade e nos relacionamentos sociais e familiares. Adepressão é sempre um problema difícil para se enfrentar e pode tornar-se aindamais assustador quando ocorre na adolescência, uma fase da vida por si sórepleta de mudanças e de estresse. Na maioria das vezes os adolescentes nãoconseguem entender o turbilhão de sentimentos que afloram e nem mesmoconversar sobre a sua depressão por não encontram um interlocutor que oscompreenda. As dificuldades acadêmicas, problemas de relacionamento com colegas,aumento da irritabilidade e agressão e tentativas de suicídio podem estarassociadas com a depressão em adolescentes. Os dados mostram que 7 a 14%das crianças experienciaram um episódio depressivo sério antes de 15 anos e20 a 30% de pacientes adultos relataram que seu primeiro episódio depressivoaconteceu antes dos 20 anos. Aqueles adolescentes que já tinham sintomas dedepressão apresentaram duas vezes maior chance de se tornarem fumantes, oque fez os autores da pesquisa sinalizar a importância de providenciarorientação para o não uso do tabaco e estímulo para que aqueles que fumamdeixem de fazê-lo.

×