SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
DEFICIÊNCIA VISUAL
Por Tathiane Rubin Rodrigues Cuesta
Campinas, junho de 2012
A visão é um sentido
aprendido.
"O mundo é visto pelo cérebro a partir das imagens obtidas na câmara escura
dos olhos" (Descartes)
Segundo Bruno (1993), a visão é o agente
motivador e desencadeador das primeiras ações voluntarias da criança.
O ato de enxergar dependerá do desenvolvimento das estruturas que
constituem o sistema visual. Sabe-se que o bebê ainda não está com o sistema
visual completamente formado ao nascer. Este sistema amadurece
gradativamente, tanto no que diz respeito ao tamanho do olho, quanto no que se
refere as conexões junto ao sistema nervoso central.
Todo esse complexo sistema é necessário para enxergarmos assim:
Qualquer má formação
ocasionada por doenças
congênitas, doenças adquiridas
como sífilis e toxoplasmose, por
diabetes ou traumas oculares ou
cerebrais podem deixá-la assim:
Ou assim:
Cegueira
A OMS define cegueira como
“Perda total de visão, não
havendo nem
mesmo percepção de luz”.
De acordo com a Organizacão Mundidal da
Saude (OMS), a baixa visão ou
visão subnormal é definida como “
Comprometimento do funcionamento visual
de
ambos os olhos mesmo apos correção de
erros refrativos com óculos ou lentes de
contato"
Baixa Visão
Visão periférica
Visão Tubolar
Percepção Turva
A visão é estimuladora do
desenvolvimento; a criança sente o
desejo de alcançar um objeto
visualizado, criando assim
mecanismos que impulsionarão o
desenvolvimento motor.
a criança com deficiência visual precisa da interferência
direta do adulto para aprender a dar função ao corpo e
para aprender a brincar, sendo necessário que sempre
seja dito a criança antecipadamente o que vai acontecer
(“estou te levando ao banheiro” antes de levá-la, por
exemplo) e é preciso que pegue nas mãos dela e mostre
o que deve ser feito ou como se brinca em cada
atividade, pois a imitação visual não é possível.
Posicionar sempre atrás da criança
para auxiliá-la na manipulação de
objetos, principalmente para ensinar a
brincar.
Para estimular o
desenvolvimento motore
dos bebês com deficiência
visual podemos utilizar
pulseiras com guizos.
O objetivo dos recursos para baixa visão é de melhorar a
percepção visual
Para os cegos o relevo é essencial
Braille ou braile é um sistema de leitura e escrita
tátil para pessoas cegas, inventado
pelo francês Louis Braille no ano de 1827 em
Paris.
O sistema de Braille aproveita-se
da sensibilidade epicrítica do ser humano, a
capacidade de distinguir na polpa digital
pequenas diferenças de posicionamento entre
dois pontos diferentes.
Sistema Braille
Deficiência visual
Deficiência visual

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

VER, NÃO VER E APRENDER
VER, NÃO VER E APRENDERVER, NÃO VER E APRENDER
VER, NÃO VER E APRENDERedmarap
 
Deficiência Visual e Educação.
Deficiência Visual e Educação.Deficiência Visual e Educação.
Deficiência Visual e Educação.unidadebetinho
 
Inclusão da Pessoa com Deficiência Visual
Inclusão da Pessoa com Deficiência Visual Inclusão da Pessoa com Deficiência Visual
Inclusão da Pessoa com Deficiência Visual Centro Paula Souza
 
Deficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias AssistivasDeficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias Assistivasaiadufmg
 
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiploSlides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiploCompede
 
Pedagogia - Autismo
Pedagogia - AutismoPedagogia - Autismo
Pedagogia - AutismoAurivan
 
Def visual baixa visão e cegueira
Def visual baixa visão e cegueiraDef visual baixa visão e cegueira
Def visual baixa visão e cegueiraGunter Martin Wust
 
AEE - ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO
AEE - ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADOAEE - ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO
AEE - ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADODanielle Souza
 
Inclusão Social das Pessoas com Deficiência no Brasil
Inclusão Social das Pessoas com Deficiência no BrasilInclusão Social das Pessoas com Deficiência no Brasil
Inclusão Social das Pessoas com Deficiência no Brasilsaulonilson
 

Mais procurados (20)

VER, NÃO VER E APRENDER
VER, NÃO VER E APRENDERVER, NÃO VER E APRENDER
VER, NÃO VER E APRENDER
 
Deficiência visual power point
Deficiência visual power  pointDeficiência visual power  point
Deficiência visual power point
 
Deficiência Visual
Deficiência VisualDeficiência Visual
Deficiência Visual
 
Deficiências
DeficiênciasDeficiências
Deficiências
 
Seminario dv
Seminario dvSeminario dv
Seminario dv
 
Deficiência Visual e Educação.
Deficiência Visual e Educação.Deficiência Visual e Educação.
Deficiência Visual e Educação.
 
Inclusão da Pessoa com Deficiência Visual
Inclusão da Pessoa com Deficiência Visual Inclusão da Pessoa com Deficiência Visual
Inclusão da Pessoa com Deficiência Visual
 
AEE
AEEAEE
AEE
 
Acessibilidade
AcessibilidadeAcessibilidade
Acessibilidade
 
Acessibilidade
AcessibilidadeAcessibilidade
Acessibilidade
 
Deficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias AssistivasDeficiências e Tecnologias Assistivas
Deficiências e Tecnologias Assistivas
 
Sídromes trastornos-deficiencias-katiaqueiroz
Sídromes trastornos-deficiencias-katiaqueirozSídromes trastornos-deficiencias-katiaqueiroz
Sídromes trastornos-deficiencias-katiaqueiroz
 
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiploSlides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
Slides Semana do Deficiênte intelectual e múltiplo
 
Slides sobre tecnologia assistiva acessibilidade
Slides sobre tecnologia assistiva acessibilidadeSlides sobre tecnologia assistiva acessibilidade
Slides sobre tecnologia assistiva acessibilidade
 
Pedagogia - Autismo
Pedagogia - AutismoPedagogia - Autismo
Pedagogia - Autismo
 
Deficiência Auditiva
Deficiência AuditivaDeficiência Auditiva
Deficiência Auditiva
 
Def visual baixa visão e cegueira
Def visual baixa visão e cegueiraDef visual baixa visão e cegueira
Def visual baixa visão e cegueira
 
AEE - ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO
AEE - ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADOAEE - ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO
AEE - ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO
 
Inclusão Social das Pessoas com Deficiência no Brasil
Inclusão Social das Pessoas com Deficiência no BrasilInclusão Social das Pessoas com Deficiência no Brasil
Inclusão Social das Pessoas com Deficiência no Brasil
 
Deficiência Física
Deficiência FísicaDeficiência Física
Deficiência Física
 

Destaque

DeficiêNcia Visual
DeficiêNcia VisualDeficiêNcia Visual
DeficiêNcia Visualfrv
 
Deficiencia Visual
Deficiencia VisualDeficiencia Visual
Deficiencia Visualeesandra89
 
Deficiencia Visual
Deficiencia VisualDeficiencia Visual
Deficiencia Visualguest5fedaea
 
Deficiência visual e auditiva
Deficiência visual e auditivaDeficiência visual e auditiva
Deficiência visual e auditivaDaiana de Ávila
 
Deficiencia visual
Deficiencia visualDeficiencia visual
Deficiencia visualestudante
 
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - Cubo
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - CuboIux para deficientes visuais - UX Day Itaú - Cubo
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - CuboLu Terceiro
 
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...ANATED
 
Tirocínio slide deficiência visual
Tirocínio slide deficiência visualTirocínio slide deficiência visual
Tirocínio slide deficiência visualJuliana Silva
 
Prática de Inclusão - Deficiência Visual.
Prática de Inclusão - Deficiência Visual.Prática de Inclusão - Deficiência Visual.
Prática de Inclusão - Deficiência Visual.Debora Pais
 
CADERNO TV ESCOLA - DEFICIÊNCIA VISUAL
CADERNO TV ESCOLA - DEFICIÊNCIA VISUALCADERNO TV ESCOLA - DEFICIÊNCIA VISUAL
CADERNO TV ESCOLA - DEFICIÊNCIA VISUALfatimafalciferreira
 
Educacao para pessoas com necessidades especiais
Educacao para pessoas com necessidades especiaisEducacao para pessoas com necessidades especiais
Educacao para pessoas com necessidades especiaisWandelcy Leão Junior
 
Deficientes auditivos e visuais educaçao inclusiva
Deficientes auditivos e visuais educaçao inclusivaDeficientes auditivos e visuais educaçao inclusiva
Deficientes auditivos e visuais educaçao inclusivaestudosacademicospedag
 

Destaque (20)

Deficiencia visual
Deficiencia visualDeficiencia visual
Deficiencia visual
 
DeficiêNcia Visual
DeficiêNcia VisualDeficiêNcia Visual
DeficiêNcia Visual
 
Deficiencia Visual
Deficiencia VisualDeficiencia Visual
Deficiencia Visual
 
Deficiencia Visual
Deficiencia VisualDeficiencia Visual
Deficiencia Visual
 
Deficiência visual e auditiva
Deficiência visual e auditivaDeficiência visual e auditiva
Deficiência visual e auditiva
 
Deficiência Visual
Deficiência VisualDeficiência Visual
Deficiência Visual
 
Deficiencia visual
Deficiencia visualDeficiencia visual
Deficiencia visual
 
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - Cubo
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - CuboIux para deficientes visuais - UX Day Itaú - Cubo
Iux para deficientes visuais - UX Day Itaú - Cubo
 
Defesa mary
Defesa maryDefesa mary
Defesa mary
 
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
 
Deficiência visual
Deficiência visualDeficiência visual
Deficiência visual
 
Tirocínio slide deficiência visual
Tirocínio slide deficiência visualTirocínio slide deficiência visual
Tirocínio slide deficiência visual
 
Aee deficiência visual
Aee deficiência visualAee deficiência visual
Aee deficiência visual
 
Como lidar conosco
Como lidar conoscoComo lidar conosco
Como lidar conosco
 
Prática de Inclusão - Deficiência Visual.
Prática de Inclusão - Deficiência Visual.Prática de Inclusão - Deficiência Visual.
Prática de Inclusão - Deficiência Visual.
 
CADERNO TV ESCOLA - DEFICIÊNCIA VISUAL
CADERNO TV ESCOLA - DEFICIÊNCIA VISUALCADERNO TV ESCOLA - DEFICIÊNCIA VISUAL
CADERNO TV ESCOLA - DEFICIÊNCIA VISUAL
 
Educação Física FECAP
Educação Física FECAPEducação Física FECAP
Educação Física FECAP
 
Educacao para pessoas com necessidades especiais
Educacao para pessoas com necessidades especiaisEducacao para pessoas com necessidades especiais
Educacao para pessoas com necessidades especiais
 
Cegueira Total
Cegueira TotalCegueira Total
Cegueira Total
 
Deficientes auditivos e visuais educaçao inclusiva
Deficientes auditivos e visuais educaçao inclusivaDeficientes auditivos e visuais educaçao inclusiva
Deficientes auditivos e visuais educaçao inclusiva
 

Semelhante a Deficiência visual

Musica e inclusao
Musica e inclusaoMusica e inclusao
Musica e inclusaoElis Santos
 
AULA ALTERAÇÕES OCULARES NA INFANCIA.pdf
AULA ALTERAÇÕES OCULARES NA INFANCIA.pdfAULA ALTERAÇÕES OCULARES NA INFANCIA.pdf
AULA ALTERAÇÕES OCULARES NA INFANCIA.pdfJOSIANE887150
 
Brincando e testando sua percepção visual
Brincando e testando sua percepção visualBrincando e testando sua percepção visual
Brincando e testando sua percepção visualNiterói Portalsocial
 
Colecao ache boa_visao1
Colecao ache boa_visao1Colecao ache boa_visao1
Colecao ache boa_visao1Ribeiroines
 
Colecao ache boa_visao1
Colecao ache boa_visao1Colecao ache boa_visao1
Colecao ache boa_visao1Ribeiroines
 
Slide de inst. de cegos novo
Slide de inst. de cegos novoSlide de inst. de cegos novo
Slide de inst. de cegos novoIndiana21
 
Slide de inst. de cegos novo
Slide de inst. de cegos novoSlide de inst. de cegos novo
Slide de inst. de cegos novoIndiana21
 
Sensibilização de pessoas
Sensibilização de pessoasSensibilização de pessoas
Sensibilização de pessoasAilton Barcelos
 
VER, NÃO VER E APRENDER
VER, NÃO VER E APRENDERVER, NÃO VER E APRENDER
VER, NÃO VER E APRENDERedmarap
 
Estrutura do Sistema da Deficiência Visual
Estrutura do Sistema da Deficiência VisualEstrutura do Sistema da Deficiência Visual
Estrutura do Sistema da Deficiência VisualCÉSAR TAVARES
 
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO vv.pdf
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO  vv.pdf03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO  vv.pdf
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO vv.pdfvanessa270433
 
A Importância da Consulta Oftalmológica
A Importância da Consulta OftalmológicaA Importância da Consulta Oftalmológica
A Importância da Consulta OftalmológicaRicardo Gurgel
 
O AUTISMO E A ESTIMULAÇÃO SENSORIAL: UM OLHAR PSICOMOTOR
O AUTISMO E A ESTIMULAÇÃO SENSORIAL: UM OLHAR PSICOMOTORO AUTISMO E A ESTIMULAÇÃO SENSORIAL: UM OLHAR PSICOMOTOR
O AUTISMO E A ESTIMULAÇÃO SENSORIAL: UM OLHAR PSICOMOTORRaphaela Marques
 
Aula ilusões de óptica
Aula  ilusões de ópticaAula  ilusões de óptica
Aula ilusões de ópticaAnamariamotta
 
Trabalho de física médica que fala sobre o olho humano e a sua importância bi...
Trabalho de física médica que fala sobre o olho humano e a sua importância bi...Trabalho de física médica que fala sobre o olho humano e a sua importância bi...
Trabalho de física médica que fala sobre o olho humano e a sua importância bi...Pedro Gonçalves Parson
 
Seminário (À Primeira Vista)
Seminário (À Primeira Vista)Seminário (À Primeira Vista)
Seminário (À Primeira Vista)edson rock
 

Semelhante a Deficiência visual (20)

Musica e inclusao
Musica e inclusaoMusica e inclusao
Musica e inclusao
 
AULA ALTERAÇÕES OCULARES NA INFANCIA.pdf
AULA ALTERAÇÕES OCULARES NA INFANCIA.pdfAULA ALTERAÇÕES OCULARES NA INFANCIA.pdf
AULA ALTERAÇÕES OCULARES NA INFANCIA.pdf
 
Brincando e testando sua percepção visual
Brincando e testando sua percepção visualBrincando e testando sua percepção visual
Brincando e testando sua percepção visual
 
Colecao ache boa_visao1
Colecao ache boa_visao1Colecao ache boa_visao1
Colecao ache boa_visao1
 
Colecao ache boa_visao1
Colecao ache boa_visao1Colecao ache boa_visao1
Colecao ache boa_visao1
 
Deficiência visual
Deficiência visualDeficiência visual
Deficiência visual
 
Slide de inst. de cegos novo
Slide de inst. de cegos novoSlide de inst. de cegos novo
Slide de inst. de cegos novo
 
Slide de inst. de cegos novo
Slide de inst. de cegos novoSlide de inst. de cegos novo
Slide de inst. de cegos novo
 
Artigo 5
Artigo 5Artigo 5
Artigo 5
 
Sensibilização de pessoas
Sensibilização de pessoasSensibilização de pessoas
Sensibilização de pessoas
 
Ot Deficiencias Multiplas
Ot Deficiencias MultiplasOt Deficiencias Multiplas
Ot Deficiencias Multiplas
 
VER, NÃO VER E APRENDER
VER, NÃO VER E APRENDERVER, NÃO VER E APRENDER
VER, NÃO VER E APRENDER
 
Estrutura do Sistema da Deficiência Visual
Estrutura do Sistema da Deficiência VisualEstrutura do Sistema da Deficiência Visual
Estrutura do Sistema da Deficiência Visual
 
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO vv.pdf
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO  vv.pdf03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO  vv.pdf
03 BARBOSA TEORIAS DESENVOLVIMENTO vv.pdf
 
A Importância da Consulta Oftalmológica
A Importância da Consulta OftalmológicaA Importância da Consulta Oftalmológica
A Importância da Consulta Oftalmológica
 
O AUTISMO E A ESTIMULAÇÃO SENSORIAL: UM OLHAR PSICOMOTOR
O AUTISMO E A ESTIMULAÇÃO SENSORIAL: UM OLHAR PSICOMOTORO AUTISMO E A ESTIMULAÇÃO SENSORIAL: UM OLHAR PSICOMOTOR
O AUTISMO E A ESTIMULAÇÃO SENSORIAL: UM OLHAR PSICOMOTOR
 
Aula ilusões de óptica
Aula  ilusões de ópticaAula  ilusões de óptica
Aula ilusões de óptica
 
Trabalho de física médica que fala sobre o olho humano e a sua importância bi...
Trabalho de física médica que fala sobre o olho humano e a sua importância bi...Trabalho de física médica que fala sobre o olho humano e a sua importância bi...
Trabalho de física médica que fala sobre o olho humano e a sua importância bi...
 
Seminário (À Primeira Vista)
Seminário (À Primeira Vista)Seminário (À Primeira Vista)
Seminário (À Primeira Vista)
 
Déficit intelectual
Déficit intelectualDéficit intelectual
Déficit intelectual
 

Mais de Tathiane Cuesta

Deficiência intelectual..&..Síndrome de Down
Deficiência intelectual..&..Síndrome de DownDeficiência intelectual..&..Síndrome de Down
Deficiência intelectual..&..Síndrome de DownTathiane Cuesta
 
Informações sobre Autismo
Informações sobre AutismoInformações sobre Autismo
Informações sobre AutismoTathiane Cuesta
 
Apresentação comunicação alternativa
Apresentação comunicação alternativaApresentação comunicação alternativa
Apresentação comunicação alternativaTathiane Cuesta
 

Mais de Tathiane Cuesta (7)

Tdc ed especial
Tdc ed especialTdc ed especial
Tdc ed especial
 
Deficiência intelectual..&..Síndrome de Down
Deficiência intelectual..&..Síndrome de DownDeficiência intelectual..&..Síndrome de Down
Deficiência intelectual..&..Síndrome de Down
 
Informações sobre Autismo
Informações sobre AutismoInformações sobre Autismo
Informações sobre Autismo
 
Deficiência auditiva
Deficiência auditiva Deficiência auditiva
Deficiência auditiva
 
Deficiência auditiva
Deficiência auditivaDeficiência auditiva
Deficiência auditiva
 
Apresentação comunicação alternativa
Apresentação comunicação alternativaApresentação comunicação alternativa
Apresentação comunicação alternativa
 
Paralisia cerebral
Paralisia cerebralParalisia cerebral
Paralisia cerebral
 

Deficiência visual

  • 1. DEFICIÊNCIA VISUAL Por Tathiane Rubin Rodrigues Cuesta Campinas, junho de 2012
  • 2. A visão é um sentido aprendido. "O mundo é visto pelo cérebro a partir das imagens obtidas na câmara escura dos olhos" (Descartes)
  • 3. Segundo Bruno (1993), a visão é o agente motivador e desencadeador das primeiras ações voluntarias da criança. O ato de enxergar dependerá do desenvolvimento das estruturas que constituem o sistema visual. Sabe-se que o bebê ainda não está com o sistema visual completamente formado ao nascer. Este sistema amadurece gradativamente, tanto no que diz respeito ao tamanho do olho, quanto no que se refere as conexões junto ao sistema nervoso central.
  • 4.
  • 5.
  • 6. Todo esse complexo sistema é necessário para enxergarmos assim:
  • 7.
  • 8. Qualquer má formação ocasionada por doenças congênitas, doenças adquiridas como sífilis e toxoplasmose, por diabetes ou traumas oculares ou cerebrais podem deixá-la assim:
  • 9.
  • 11.
  • 12. Cegueira A OMS define cegueira como “Perda total de visão, não havendo nem mesmo percepção de luz”.
  • 13. De acordo com a Organizacão Mundidal da Saude (OMS), a baixa visão ou visão subnormal é definida como “ Comprometimento do funcionamento visual de ambos os olhos mesmo apos correção de erros refrativos com óculos ou lentes de contato" Baixa Visão
  • 17. A visão é estimuladora do desenvolvimento; a criança sente o desejo de alcançar um objeto visualizado, criando assim mecanismos que impulsionarão o desenvolvimento motor.
  • 18.
  • 19. a criança com deficiência visual precisa da interferência direta do adulto para aprender a dar função ao corpo e para aprender a brincar, sendo necessário que sempre seja dito a criança antecipadamente o que vai acontecer (“estou te levando ao banheiro” antes de levá-la, por exemplo) e é preciso que pegue nas mãos dela e mostre o que deve ser feito ou como se brinca em cada atividade, pois a imitação visual não é possível.
  • 20.
  • 21. Posicionar sempre atrás da criança para auxiliá-la na manipulação de objetos, principalmente para ensinar a brincar. Para estimular o desenvolvimento motore dos bebês com deficiência visual podemos utilizar pulseiras com guizos.
  • 22. O objetivo dos recursos para baixa visão é de melhorar a percepção visual
  • 23. Para os cegos o relevo é essencial
  • 24.
  • 25.
  • 26. Braille ou braile é um sistema de leitura e escrita tátil para pessoas cegas, inventado pelo francês Louis Braille no ano de 1827 em Paris. O sistema de Braille aproveita-se da sensibilidade epicrítica do ser humano, a capacidade de distinguir na polpa digital pequenas diferenças de posicionamento entre dois pontos diferentes. Sistema Braille