SlideShare uma empresa Scribd logo
Treinamento do Bartinho
1 - Marque a única assertiva que traz somente fatores climáticos, isto é, aqueles que
contribuem para determinar as condições climáticas de uma região do globo.
a) Correntes marítimas, temperatura do ar, umidade relativa do ar e amplitude
térmica.
b) Latitude, pressão altitude, hidrografia e massas de ar.
c) Altitude, massas de ar, maritimidade e latitude.
d) Hidrografia, correntes marítimas, latitude e pressão.
e) Temperatura do ar, umidade relativa do ar, insolação e média térmica.
2 - Desde a construção dos primeiros termômetros até a análise de dados por meio de
satélites e supercomputadores, a meteorologia - a ciência que estuda os fenômenos
atmosféricos aumentou enormemente o grau de previsão do tempo.
Geografia atualidades 2014, p. 46.
Baseando-se nessa afirmação e em seus conhecimentos sobre os fenômenos
atmosféricos terrestres, pode-se dizer que
a) a chuva frontal ou orográfica ocorre quando a massa de ar sobe por causa de algum
obstáculo de relevo, como uma montanha.
b) a chuva orográfica, também chamada de chuva convectiva, ocorre quando a massa
de a sobe por causa de algum obstáculo de relevo, como uma montanha.
c) a massa de ar constitui-se como um corpo de ar com características próprias de
umidade, pressão e temperatura, herdadas, por sua vez, das diferentes regiões da
superfície terrestre.
d) a Troposfera, também conhecida como Tropopausa, representa a camada
atmosférica mais importante para o ser humano, por concentrar a maioria dos
fenômenos atmosféricos.
e) geralmente as áreas anticiclonais ou de baixa pressão atmosférica são áreas
dispersoras de ventos, enquanto as áreas de alta pressão atmosférica ou ciclonais são
zonas receptoras de ventos.
3 - A temperatura atmosférica varia de um lugar para outro, mas também pode
apresentar variações no decorrer do tempo, pois vários fatores estão relacionados à
sua distribuição ou variação.
Sobre os fatores que interferem na variação e distribuição da temperatura
atmosférica, é correto afirmar que
a) as variações de temperaturas no continente são menos acentuadas que nos oceanos
devido à diferença do comportamento térmico no meio sólido e no líquido.
b) a influência da altitude ocorre, porque o calor é irradiado da superfície da Terra para
o alto e a atmosfera se aquece por irradiação. Assim, quanto maior a altitude, maior a
temperatura.
c) o relevo pode facilitar ou dificultar a passagem de massas de ar, por isso a presença
de altas cadeias de montanhas no litoral evitam a formação de desertos.
d) a variação da temperatura com a latitude deve-se, fundamentalmente, à forma
esférica da Terra e, em função disso, a insolação diminui a partir do Equador em
direção aos polos.
e)o fenômeno da continentalidade térmica explica por que, quanto mais distante
estiver uma área do continente, menores são suas oscilações térmicas.
4 - O aquecimento da superfície da Terra controla o aquecimento do ar sobrejacente.
Portanto, para entender variações nas temperaturas do ar, deve-se examinar as
propriedades das várias superfícies, que refletem e absorvem energia solar em
quantidades diferentes. O quadro abaixo mostra que as variações nas amplitudes
médias anuais de temperatura são consideravelmente menores no Hemisfério Sul que
no Hemisfério Norte.
Fonte: adaptado de http://fisica.ufpr.br/grimm/aposmeteo/
Sobre as diferenças nas amplitudes médias anuais da temperatura podemos dizer que
I- As localidades longe da costa, embora situadas praticamente à mesma latitude,
ostentam curvas com amplitudes muito maiores que as litorâneas. Essa influência é
chamada efeito de continentalidade.
II- O Hemisfério Norte é coberto, aproximadamente por 61% de água; a terra ocupa os
outros 39%. O Hemisfério Sul tem apenas 19% de terra, com 81% de água. Logo, o mar
atua como um regulador da temperatura do ar, tendendo a suavizar as flutuações e,
portanto, a reduzir a sua amplitude anual.
III- A amplitude térmica é a soma da temperatura máxima do ar com a temperatura
mínima do ar dividida por dois.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente a afirmativa I está correta.
b) Somente a afirmativa III está correta.
c) Todas as afirmativas estão corretas.
d) Somente as afirmativas I e II estão corretas.
e) Somente as afirmativas II e III estão corretas.
5 - Levando-se em consideração a paisagem selecionada, a única característica
climática correta para a região destacada é:
a) alta amplitude térmica.
b) elevada evapotranspiração.
c) reduzida taxa de insolação.
d) inexistência de pluviosidade.
e) intensa umidade relativa do ar.
6 - Um dos elementos climáticos mais importantes para a humanidade é a
temperatura atmosférica, ou seja, o estado térmico do ar atmosférico, de frio ou de
calor. A temperatura pode variar de um lugar para outro, assim como em um mesmo
lugar, no decorrer do tempo.
Sobre os fatores responsáveis pela variação da temperatura é correto afirmar que
a) a influência da latitude ocorre fundamentalmente devido à forma esférica da Terra.
A insolação diminui a partir do Equador em direção aos polos, assim a temperatura
diminui com o aumento da latitude.
b) a altitude exerce grande influência, pois o calor é irradiado da superfície terrestre
para cima e a atmosfera aquece por irradiação. Quanto menor a altitude, mais
rarefeito se torna o ar, ocorrendo menor irradiação e aumento da temperatura.
c) a temperatura é aumentada pela presença de serras, chapadas e planaltos nas
regiões tropicais, via de regra muito quentes, assim como, nas regiões temperadas, as
altitudes acentuam ainda mais o rigor da temperatura.
d) a diferença do comportamento térmico das rochas e da água explica o aquecimento
e resfriamento mais lento dos continentes, fazendo com que as variações de
temperatura nos oceanos sejam maiores.
e) as correntes marítimas não apresentam capacidade de provocar alterações de
temperatura nas áreas litorâneas por onde circulam, apesar de possuírem
temperaturas diferentes, podendo ser quentes, quando se formam nas áreas
equatoriais, ou frias, quando formadas nas
7 - Observe o esquema abaixo, que indica a circulação atmosférica sobre a superfície
terrestre, e indique a alternativa correta.
a) Os ventos alísios dirigem-se das áreas tropicais para as equatoriais, em sentido
horário no hemisfério norte e anti-horário no hemisfério sul, graças à ação da Força de
Coriolis, associada à movimentação da Terra.
b) Os ventos alísios dirigem-se das áreas de alta pressão, características dos trópicos,
em direção às áreas de baixa pressão, próximas ao equador, movimentando-se em
sentido anti-horário no hemisfério norte e em sentido horário no hemisfério sul.
c) Os ventos contra-alísios dirigem-se dos trópicos em direção ao equador,
movimentando-se em sentido horário no hemisfério norte e anti-horário no hemisfério
sul, graças à ação da Força de Coriolis.
d) Os ventos contra-alísios dirigem-se da área tropical em direção aos polos,
provocando quedas bruscas de temperatura e eventualmente queda de neve,
movimentando-se em sentido anti-horário no hemisfério sul e em sentido horário no
hemisfério norte.
8 - Observe o mapa abaixo.
Analise as proposições sobre as massas de ar que atuam no Brasil, representadas no
mapa pelos números arábicos.
I. O número 1 representa a Massa Equatorial Atlântica.
II. O número 2 representa a Massa Equatorial Amazônica.
III. O número 3 representa a Massa Tropical Atlântica.
IV. O número 4 representa a Massa Tropical Continental.
V. O número 5 representa a Massa Polar Atlântica.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I, III, IV e V são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas I, II e V são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas IV e V são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
9 - Com base na figura, aponte a alternativa correta:
MOREIRA, J.C. e SENE, E. Geografia Geral e do Brasil: espaço geográfico e globalização. São Paulo: Scipione, 2007,
p.95. (adaptado).
a) A massa de ar úmido (1), deslocando-se em direção ao continente, aumenta sua
temperatura ao passar sobre a corrente de Humboldt, retardando as chuvas.
b) A corrente fria de Humboldt, no Hemisfério Sul, causa queda da temperatura nas
áreas litorâneas (2). Isso provoca condensação e precipitação. Ao chegar ao
continente, a massa de ar se torna seca (3).
c) Quando a massa de ar úmido (1) se desloca para o continente, refria-se ao passar
sobre a corrente de Humboldt, atrasando o processo de precipitação e chegando ao
continente como massa de ar seco (3).
d) Ao chegar ao continente, as massas de ar estão quentes e úmidas e originam
desertos, como o de Atacama (Chile) e o da Califórnia (Estados Unidos).
e) A corrente do Golfo, por ser quente, impede o congelamento do Mar do Norte e
ameniza os rigores climáticos do inverno na porção ocidental da Europa. Já a corrente
de Humboldt causa queda da temperatura em áreas litorâneas, diminuindo o processo
de condensação do ar e de chuvas no oceano.
10 - Observe a imagem abaixo:
ADAS, Melhem. Panorama geográfico do Brasil: Contradições, impasses e desafios sócioespaciais. São Paulo:
Moderna, 1998, p.332. (adaptado).
Com auxílio da figura, pode-se concluir que:
a) Áreas frias (ou de alta pressão), como as polares e as subtropicais, são dispersoras
de massas de ar e ventos e recebem o nome de áreas ciclonais.
b) As áreas quentes ou de baixa pressão atmosférica, como as equatoriais, são
receptoras de massas de ar e ventos que recebem o nome de áreas ciclonais.
c) O ar aquecido das zonas de baixas latitudes próximas ao equador se expande, torna-
se leve e sobe (ascende), criando uma área de alta pressão ou ciclonal.
d) Os movimentos do ar (massas de ar e ventos) resultam da distribuição homogênea
de energia solar nas zonas de baixas, médias e altas latitudes.
e) A diferença de temperatura do ar atmosférico exerce uma função muito importante
na formação de áreas de baixa e alta pressão atmosférica, porém não interfere no
movimento das massas de ar e dos ventos.
Gabarito
C C D D A A A A B B

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Yasmim Ribeiro
 
Clima
ClimaClima
Prova completa resposta - 1 s-rie
Prova  completa   resposta - 1  s-rieProva  completa   resposta - 1  s-rie
Prova completa resposta - 1 s-rie
ledaesteves
 
Porradão do Bartinho II
Porradão do Bartinho IIPorradão do Bartinho II
Porradão do Bartinho II
Rogério Bartilotti
 
GEOGRAFIA - CADERNO DE PROVAS
GEOGRAFIA - CADERNO DE PROVASGEOGRAFIA - CADERNO DE PROVAS
GEOGRAFIA - CADERNO DE PROVAS
Portal NE10
 
Gabarito 1o. bim geografia
Gabarito 1o. bim   geografiaGabarito 1o. bim   geografia
Gabarito 1o. bim geografia
Ligia Amaral
 
Geografia 2014 tipo_a
Geografia 2014 tipo_aGeografia 2014 tipo_a
Geografia 2014 tipo_a
Carol Monteiro
 
Atividades sobre climas
Atividades sobre climasAtividades sobre climas
Atividades sobre climas
Atividades Diversas Cláudia
 
Documento apoio ao estudo meio natural relevo hidrografia
Documento apoio ao estudo meio natural relevo hidrografiaDocumento apoio ao estudo meio natural relevo hidrografia
Documento apoio ao estudo meio natural relevo hidrografia
Ministério da Educação
 
Revisão uefs geografia
Revisão uefs geografiaRevisão uefs geografia
Revisão uefs geografia
Ademir Aquino
 
2011geografia
2011geografia2011geografia
O espaço Natural Brasileiro Clima.
O espaço Natural Brasileiro Clima.O espaço Natural Brasileiro Clima.
O espaço Natural Brasileiro Clima.
Dênis Almeida
 
170 4c98e3103814d
170 4c98e3103814d170 4c98e3103814d
170 4c98e3103814d
Rodrigo Duque de Oliveira
 
Geografia ufpe 2013
Geografia ufpe 2013Geografia ufpe 2013
Geografia ufpe 2013
Esquadrão Do Conhecimento
 
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e TempoUnidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
Christie Freitas
 
Exercício 1
Exercício 1Exercício 1
Exercício 1
renanpinh
 
Questões saane
Questões   saaneQuestões   saane
Questões saane
Gabriel Reis
 
Ficha de Trabalho - Relevo
Ficha de Trabalho - RelevoFicha de Trabalho - Relevo
Ficha de Trabalho - Relevo
abarros
 
Paisagem natural trabalho
Paisagem natural trabalhoPaisagem natural trabalho
Paisagem natural trabalho
Renan Diego
 
RELEVO CONTINENTAL
RELEVO CONTINENTALRELEVO CONTINENTAL
RELEVO CONTINENTAL
Conceição Fontolan
 

Mais procurados (20)

Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
 
Clima
ClimaClima
Clima
 
Prova completa resposta - 1 s-rie
Prova  completa   resposta - 1  s-rieProva  completa   resposta - 1  s-rie
Prova completa resposta - 1 s-rie
 
Porradão do Bartinho II
Porradão do Bartinho IIPorradão do Bartinho II
Porradão do Bartinho II
 
GEOGRAFIA - CADERNO DE PROVAS
GEOGRAFIA - CADERNO DE PROVASGEOGRAFIA - CADERNO DE PROVAS
GEOGRAFIA - CADERNO DE PROVAS
 
Gabarito 1o. bim geografia
Gabarito 1o. bim   geografiaGabarito 1o. bim   geografia
Gabarito 1o. bim geografia
 
Geografia 2014 tipo_a
Geografia 2014 tipo_aGeografia 2014 tipo_a
Geografia 2014 tipo_a
 
Atividades sobre climas
Atividades sobre climasAtividades sobre climas
Atividades sobre climas
 
Documento apoio ao estudo meio natural relevo hidrografia
Documento apoio ao estudo meio natural relevo hidrografiaDocumento apoio ao estudo meio natural relevo hidrografia
Documento apoio ao estudo meio natural relevo hidrografia
 
Revisão uefs geografia
Revisão uefs geografiaRevisão uefs geografia
Revisão uefs geografia
 
2011geografia
2011geografia2011geografia
2011geografia
 
O espaço Natural Brasileiro Clima.
O espaço Natural Brasileiro Clima.O espaço Natural Brasileiro Clima.
O espaço Natural Brasileiro Clima.
 
170 4c98e3103814d
170 4c98e3103814d170 4c98e3103814d
170 4c98e3103814d
 
Geografia ufpe 2013
Geografia ufpe 2013Geografia ufpe 2013
Geografia ufpe 2013
 
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e TempoUnidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
 
Exercício 1
Exercício 1Exercício 1
Exercício 1
 
Questões saane
Questões   saaneQuestões   saane
Questões saane
 
Ficha de Trabalho - Relevo
Ficha de Trabalho - RelevoFicha de Trabalho - Relevo
Ficha de Trabalho - Relevo
 
Paisagem natural trabalho
Paisagem natural trabalhoPaisagem natural trabalho
Paisagem natural trabalho
 
RELEVO CONTINENTAL
RELEVO CONTINENTALRELEVO CONTINENTAL
RELEVO CONTINENTAL
 

Semelhante a Treinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do Clima

38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pptx
38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pptx38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pptx
38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pptx
profbrunogeo95
 
Enem Treinamento II
Enem Treinamento IIEnem Treinamento II
Enem Treinamento II
Victor Araújo
 
38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pdf
38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pdf38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pdf
38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pdf
SmmMm3
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
RILTONNOGUEIRADOSSAN
 
Temperatura_do_ar_Modo_de_Compatibilidade-1.pdf
Temperatura_do_ar_Modo_de_Compatibilidade-1.pdfTemperatura_do_ar_Modo_de_Compatibilidade-1.pdf
Temperatura_do_ar_Modo_de_Compatibilidade-1.pdf
WilderclayMachado1
 
06092018072941290.pdf
06092018072941290.pdf06092018072941290.pdf
06092018072941290.pdf
EdicarlosDourado
 
CLIMATOLOGIA - ENEM 2023.pptx
CLIMATOLOGIA - ENEM 2023.pptxCLIMATOLOGIA - ENEM 2023.pptx
CLIMATOLOGIA - ENEM 2023.pptx
TalyaPinheiro1
 
aFATORES QUE INFLUENCIAM NOS CLIMAS.ppt
aFATORES QUE INFLUENCIAM NOS CLIMAS.pptaFATORES QUE INFLUENCIAM NOS CLIMAS.ppt
aFATORES QUE INFLUENCIAM NOS CLIMAS.ppt
VictorLuisDaSilva1
 
Climatologia
Climatologia Climatologia
Climatologia
André Luiz Marques
 
3-clima-blog.ppt
3-clima-blog.ppt3-clima-blog.ppt
3-clima-blog.ppt
SarahAlves89
 
Climatologia
ClimatologiaClimatologia
Climatologia
marcokiko84
 
Geografia a dinamica do clima
Geografia   a dinamica do climaGeografia   a dinamica do clima
Geografia a dinamica do clima
Gustavo Soares
 
clima e massas de ar.ppt
clima e massas de ar.pptclima e massas de ar.ppt
clima e massas de ar.ppt
daniel936004
 
Atmosfera e Fatores Climaticos
Atmosfera e Fatores ClimaticosAtmosfera e Fatores Climaticos
Atmosfera e Fatores Climaticos
Vania Leão
 
Fundamentos da climatologia
Fundamentos da climatologiaFundamentos da climatologia
Fundamentos da climatologia
Beatriz Ramos
 
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Saulo Lucena
 
Dinâmica atmosférica, climática e hidrográfica no planeta terra
Dinâmica atmosférica, climática e hidrográfica no planeta terraDinâmica atmosférica, climática e hidrográfica no planeta terra
Dinâmica atmosférica, climática e hidrográfica no planeta terra
Claudia França
 
Material extraído do site
Material extraído do siteMaterial extraído do site
Material extraído do site
rolonluiz
 
Material extraído do site
Material extraído do siteMaterial extraído do site
Material extraído do site
rolonluiz
 
MASSA DE AR
MASSA DE ARMASSA DE AR
MASSA DE AR
Nael.Passos
 

Semelhante a Treinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do Clima (20)

38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pptx
38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pptx38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pptx
38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pptx
 
Enem Treinamento II
Enem Treinamento IIEnem Treinamento II
Enem Treinamento II
 
38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pdf
38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pdf38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pdf
38859_fb19a888176aad3e38a83020624009f6.pdf
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Temperatura_do_ar_Modo_de_Compatibilidade-1.pdf
Temperatura_do_ar_Modo_de_Compatibilidade-1.pdfTemperatura_do_ar_Modo_de_Compatibilidade-1.pdf
Temperatura_do_ar_Modo_de_Compatibilidade-1.pdf
 
06092018072941290.pdf
06092018072941290.pdf06092018072941290.pdf
06092018072941290.pdf
 
CLIMATOLOGIA - ENEM 2023.pptx
CLIMATOLOGIA - ENEM 2023.pptxCLIMATOLOGIA - ENEM 2023.pptx
CLIMATOLOGIA - ENEM 2023.pptx
 
aFATORES QUE INFLUENCIAM NOS CLIMAS.ppt
aFATORES QUE INFLUENCIAM NOS CLIMAS.pptaFATORES QUE INFLUENCIAM NOS CLIMAS.ppt
aFATORES QUE INFLUENCIAM NOS CLIMAS.ppt
 
Climatologia
Climatologia Climatologia
Climatologia
 
3-clima-blog.ppt
3-clima-blog.ppt3-clima-blog.ppt
3-clima-blog.ppt
 
Climatologia
ClimatologiaClimatologia
Climatologia
 
Geografia a dinamica do clima
Geografia   a dinamica do climaGeografia   a dinamica do clima
Geografia a dinamica do clima
 
clima e massas de ar.ppt
clima e massas de ar.pptclima e massas de ar.ppt
clima e massas de ar.ppt
 
Atmosfera e Fatores Climaticos
Atmosfera e Fatores ClimaticosAtmosfera e Fatores Climaticos
Atmosfera e Fatores Climaticos
 
Fundamentos da climatologia
Fundamentos da climatologiaFundamentos da climatologia
Fundamentos da climatologia
 
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
 
Dinâmica atmosférica, climática e hidrográfica no planeta terra
Dinâmica atmosférica, climática e hidrográfica no planeta terraDinâmica atmosférica, climática e hidrográfica no planeta terra
Dinâmica atmosférica, climática e hidrográfica no planeta terra
 
Material extraído do site
Material extraído do siteMaterial extraído do site
Material extraído do site
 
Material extraído do site
Material extraído do siteMaterial extraído do site
Material extraído do site
 
MASSA DE AR
MASSA DE ARMASSA DE AR
MASSA DE AR
 

Mais de Rogério Bartilotti

Transportes
TransportesTransportes
Transportes
Rogério Bartilotti
 
Agentes externos e Relevo Brasileiro
Agentes externos e Relevo BrasileiroAgentes externos e Relevo Brasileiro
Agentes externos e Relevo Brasileiro
Rogério Bartilotti
 
Fatores e elementos do clima parte ii
Fatores e elementos do clima   parte iiFatores e elementos do clima   parte ii
Fatores e elementos do clima parte ii
Rogério Bartilotti
 
Treinamento blocos
Treinamento blocosTreinamento blocos
Treinamento blocos
Rogério Bartilotti
 
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e SolosTreinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
Rogério Bartilotti
 
Pedologia
PedologiaPedologia
Revisao 2 - Aulas de Sexta
Revisao 2 - Aulas de SextaRevisao 2 - Aulas de Sexta
Revisao 2 - Aulas de Sexta
Rogério Bartilotti
 
Da URSS a Rússia
Da URSS a RússiaDa URSS a Rússia
Da URSS a Rússia
Rogério Bartilotti
 
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. AmbientaisTreinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Rogério Bartilotti
 
Treinamento Cartografia
Treinamento CartografiaTreinamento Cartografia
Treinamento Cartografia
Rogério Bartilotti
 
Eras Geológicas
Eras GeológicasEras Geológicas
Eras Geológicas
Rogério Bartilotti
 
Ordens Mundiais
Ordens MundiaisOrdens Mundiais
Ordens Mundiais
Rogério Bartilotti
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
Rogério Bartilotti
 
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, TransiçãoDomínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
Rogério Bartilotti
 
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de EnergiaTreinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Rogério Bartilotti
 
Focos de tensão na Áfrcia
Focos de tensão na ÁfrciaFocos de tensão na Áfrcia
Focos de tensão na Áfrcia
Rogério Bartilotti
 
Recursos Minerais
Recursos MineraisRecursos Minerais
Recursos Minerais
Rogério Bartilotti
 
Migrações internacionais Teoria e Questões
Migrações internacionais Teoria e QuestõesMigrações internacionais Teoria e Questões
Migrações internacionais Teoria e Questões
Rogério Bartilotti
 
Fases do crescimento populacional
Fases do crescimento populacionalFases do crescimento populacional
Fases do crescimento populacional
Rogério Bartilotti
 
Porradão do Bartinho
Porradão do BartinhoPorradão do Bartinho
Porradão do Bartinho
Rogério Bartilotti
 

Mais de Rogério Bartilotti (20)

Transportes
TransportesTransportes
Transportes
 
Agentes externos e Relevo Brasileiro
Agentes externos e Relevo BrasileiroAgentes externos e Relevo Brasileiro
Agentes externos e Relevo Brasileiro
 
Fatores e elementos do clima parte ii
Fatores e elementos do clima   parte iiFatores e elementos do clima   parte ii
Fatores e elementos do clima parte ii
 
Treinamento blocos
Treinamento blocosTreinamento blocos
Treinamento blocos
 
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e SolosTreinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
Treinamento: Geologia, Geomorfologia e Solos
 
Pedologia
PedologiaPedologia
Pedologia
 
Revisao 2 - Aulas de Sexta
Revisao 2 - Aulas de SextaRevisao 2 - Aulas de Sexta
Revisao 2 - Aulas de Sexta
 
Da URSS a Rússia
Da URSS a RússiaDa URSS a Rússia
Da URSS a Rússia
 
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. AmbientaisTreinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
 
Treinamento Cartografia
Treinamento CartografiaTreinamento Cartografia
Treinamento Cartografia
 
Eras Geológicas
Eras GeológicasEras Geológicas
Eras Geológicas
 
Ordens Mundiais
Ordens MundiaisOrdens Mundiais
Ordens Mundiais
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, TransiçãoDomínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
Domínio: Caatinga, Araucária, Pradarias, Transição
 
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de EnergiaTreinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
 
Focos de tensão na Áfrcia
Focos de tensão na ÁfrciaFocos de tensão na Áfrcia
Focos de tensão na Áfrcia
 
Recursos Minerais
Recursos MineraisRecursos Minerais
Recursos Minerais
 
Migrações internacionais Teoria e Questões
Migrações internacionais Teoria e QuestõesMigrações internacionais Teoria e Questões
Migrações internacionais Teoria e Questões
 
Fases do crescimento populacional
Fases do crescimento populacionalFases do crescimento populacional
Fases do crescimento populacional
 
Porradão do Bartinho
Porradão do BartinhoPorradão do Bartinho
Porradão do Bartinho
 

Último

As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 

Treinamento do Bartinho - Fatores e Elementos do Clima

  • 1. Treinamento do Bartinho 1 - Marque a única assertiva que traz somente fatores climáticos, isto é, aqueles que contribuem para determinar as condições climáticas de uma região do globo. a) Correntes marítimas, temperatura do ar, umidade relativa do ar e amplitude térmica. b) Latitude, pressão altitude, hidrografia e massas de ar. c) Altitude, massas de ar, maritimidade e latitude. d) Hidrografia, correntes marítimas, latitude e pressão. e) Temperatura do ar, umidade relativa do ar, insolação e média térmica. 2 - Desde a construção dos primeiros termômetros até a análise de dados por meio de satélites e supercomputadores, a meteorologia - a ciência que estuda os fenômenos atmosféricos aumentou enormemente o grau de previsão do tempo. Geografia atualidades 2014, p. 46. Baseando-se nessa afirmação e em seus conhecimentos sobre os fenômenos atmosféricos terrestres, pode-se dizer que a) a chuva frontal ou orográfica ocorre quando a massa de ar sobe por causa de algum obstáculo de relevo, como uma montanha. b) a chuva orográfica, também chamada de chuva convectiva, ocorre quando a massa de a sobe por causa de algum obstáculo de relevo, como uma montanha. c) a massa de ar constitui-se como um corpo de ar com características próprias de umidade, pressão e temperatura, herdadas, por sua vez, das diferentes regiões da superfície terrestre. d) a Troposfera, também conhecida como Tropopausa, representa a camada atmosférica mais importante para o ser humano, por concentrar a maioria dos fenômenos atmosféricos. e) geralmente as áreas anticiclonais ou de baixa pressão atmosférica são áreas dispersoras de ventos, enquanto as áreas de alta pressão atmosférica ou ciclonais são zonas receptoras de ventos. 3 - A temperatura atmosférica varia de um lugar para outro, mas também pode apresentar variações no decorrer do tempo, pois vários fatores estão relacionados à sua distribuição ou variação. Sobre os fatores que interferem na variação e distribuição da temperatura atmosférica, é correto afirmar que a) as variações de temperaturas no continente são menos acentuadas que nos oceanos devido à diferença do comportamento térmico no meio sólido e no líquido.
  • 2. b) a influência da altitude ocorre, porque o calor é irradiado da superfície da Terra para o alto e a atmosfera se aquece por irradiação. Assim, quanto maior a altitude, maior a temperatura. c) o relevo pode facilitar ou dificultar a passagem de massas de ar, por isso a presença de altas cadeias de montanhas no litoral evitam a formação de desertos. d) a variação da temperatura com a latitude deve-se, fundamentalmente, à forma esférica da Terra e, em função disso, a insolação diminui a partir do Equador em direção aos polos. e)o fenômeno da continentalidade térmica explica por que, quanto mais distante estiver uma área do continente, menores são suas oscilações térmicas. 4 - O aquecimento da superfície da Terra controla o aquecimento do ar sobrejacente. Portanto, para entender variações nas temperaturas do ar, deve-se examinar as propriedades das várias superfícies, que refletem e absorvem energia solar em quantidades diferentes. O quadro abaixo mostra que as variações nas amplitudes médias anuais de temperatura são consideravelmente menores no Hemisfério Sul que no Hemisfério Norte. Fonte: adaptado de http://fisica.ufpr.br/grimm/aposmeteo/ Sobre as diferenças nas amplitudes médias anuais da temperatura podemos dizer que I- As localidades longe da costa, embora situadas praticamente à mesma latitude, ostentam curvas com amplitudes muito maiores que as litorâneas. Essa influência é chamada efeito de continentalidade. II- O Hemisfério Norte é coberto, aproximadamente por 61% de água; a terra ocupa os outros 39%. O Hemisfério Sul tem apenas 19% de terra, com 81% de água. Logo, o mar atua como um regulador da temperatura do ar, tendendo a suavizar as flutuações e, portanto, a reduzir a sua amplitude anual. III- A amplitude térmica é a soma da temperatura máxima do ar com a temperatura mínima do ar dividida por dois. Assinale a alternativa correta. a) Somente a afirmativa I está correta. b) Somente a afirmativa III está correta. c) Todas as afirmativas estão corretas. d) Somente as afirmativas I e II estão corretas. e) Somente as afirmativas II e III estão corretas.
  • 3. 5 - Levando-se em consideração a paisagem selecionada, a única característica climática correta para a região destacada é: a) alta amplitude térmica. b) elevada evapotranspiração. c) reduzida taxa de insolação. d) inexistência de pluviosidade. e) intensa umidade relativa do ar. 6 - Um dos elementos climáticos mais importantes para a humanidade é a temperatura atmosférica, ou seja, o estado térmico do ar atmosférico, de frio ou de calor. A temperatura pode variar de um lugar para outro, assim como em um mesmo lugar, no decorrer do tempo. Sobre os fatores responsáveis pela variação da temperatura é correto afirmar que a) a influência da latitude ocorre fundamentalmente devido à forma esférica da Terra. A insolação diminui a partir do Equador em direção aos polos, assim a temperatura diminui com o aumento da latitude. b) a altitude exerce grande influência, pois o calor é irradiado da superfície terrestre para cima e a atmosfera aquece por irradiação. Quanto menor a altitude, mais rarefeito se torna o ar, ocorrendo menor irradiação e aumento da temperatura. c) a temperatura é aumentada pela presença de serras, chapadas e planaltos nas regiões tropicais, via de regra muito quentes, assim como, nas regiões temperadas, as altitudes acentuam ainda mais o rigor da temperatura. d) a diferença do comportamento térmico das rochas e da água explica o aquecimento e resfriamento mais lento dos continentes, fazendo com que as variações de temperatura nos oceanos sejam maiores. e) as correntes marítimas não apresentam capacidade de provocar alterações de temperatura nas áreas litorâneas por onde circulam, apesar de possuírem temperaturas diferentes, podendo ser quentes, quando se formam nas áreas equatoriais, ou frias, quando formadas nas 7 - Observe o esquema abaixo, que indica a circulação atmosférica sobre a superfície terrestre, e indique a alternativa correta.
  • 4. a) Os ventos alísios dirigem-se das áreas tropicais para as equatoriais, em sentido horário no hemisfério norte e anti-horário no hemisfério sul, graças à ação da Força de Coriolis, associada à movimentação da Terra. b) Os ventos alísios dirigem-se das áreas de alta pressão, características dos trópicos, em direção às áreas de baixa pressão, próximas ao equador, movimentando-se em sentido anti-horário no hemisfério norte e em sentido horário no hemisfério sul. c) Os ventos contra-alísios dirigem-se dos trópicos em direção ao equador, movimentando-se em sentido horário no hemisfério norte e anti-horário no hemisfério sul, graças à ação da Força de Coriolis. d) Os ventos contra-alísios dirigem-se da área tropical em direção aos polos, provocando quedas bruscas de temperatura e eventualmente queda de neve, movimentando-se em sentido anti-horário no hemisfério sul e em sentido horário no hemisfério norte. 8 - Observe o mapa abaixo.
  • 5. Analise as proposições sobre as massas de ar que atuam no Brasil, representadas no mapa pelos números arábicos. I. O número 1 representa a Massa Equatorial Atlântica. II. O número 2 representa a Massa Equatorial Amazônica. III. O número 3 representa a Massa Tropical Atlântica. IV. O número 4 representa a Massa Tropical Continental. V. O número 5 representa a Massa Polar Atlântica. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I, III, IV e V são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I, II e V são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. d) Somente as afirmativas IV e V são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras. 9 - Com base na figura, aponte a alternativa correta: MOREIRA, J.C. e SENE, E. Geografia Geral e do Brasil: espaço geográfico e globalização. São Paulo: Scipione, 2007, p.95. (adaptado).
  • 6. a) A massa de ar úmido (1), deslocando-se em direção ao continente, aumenta sua temperatura ao passar sobre a corrente de Humboldt, retardando as chuvas. b) A corrente fria de Humboldt, no Hemisfério Sul, causa queda da temperatura nas áreas litorâneas (2). Isso provoca condensação e precipitação. Ao chegar ao continente, a massa de ar se torna seca (3). c) Quando a massa de ar úmido (1) se desloca para o continente, refria-se ao passar sobre a corrente de Humboldt, atrasando o processo de precipitação e chegando ao continente como massa de ar seco (3). d) Ao chegar ao continente, as massas de ar estão quentes e úmidas e originam desertos, como o de Atacama (Chile) e o da Califórnia (Estados Unidos). e) A corrente do Golfo, por ser quente, impede o congelamento do Mar do Norte e ameniza os rigores climáticos do inverno na porção ocidental da Europa. Já a corrente de Humboldt causa queda da temperatura em áreas litorâneas, diminuindo o processo de condensação do ar e de chuvas no oceano. 10 - Observe a imagem abaixo: ADAS, Melhem. Panorama geográfico do Brasil: Contradições, impasses e desafios sócioespaciais. São Paulo: Moderna, 1998, p.332. (adaptado). Com auxílio da figura, pode-se concluir que: a) Áreas frias (ou de alta pressão), como as polares e as subtropicais, são dispersoras de massas de ar e ventos e recebem o nome de áreas ciclonais. b) As áreas quentes ou de baixa pressão atmosférica, como as equatoriais, são receptoras de massas de ar e ventos que recebem o nome de áreas ciclonais. c) O ar aquecido das zonas de baixas latitudes próximas ao equador se expande, torna- se leve e sobe (ascende), criando uma área de alta pressão ou ciclonal. d) Os movimentos do ar (massas de ar e ventos) resultam da distribuição homogênea de energia solar nas zonas de baixas, médias e altas latitudes.
  • 7. e) A diferença de temperatura do ar atmosférico exerce uma função muito importante na formação de áreas de baixa e alta pressão atmosférica, porém não interfere no movimento das massas de ar e dos ventos. Gabarito C C D D A A A A B B