SlideShare uma empresa Scribd logo
AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA
Ricardo Lapa ricardojmlapa@gmail.com
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA




 Organização Curricular e programas do 1º Ciclo do Ensino Básico

                      Expressão e Educação Plástica
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA


Objetivos Gerais do Ensino Básico
Para a prossecução dos objetivos gerais, em relação à “dimensão das aquisições básicas e intelectuais
fundamentais constitui o suporte de um saber estruturado em domínios diversificados” (DEB, 2004, p.15) o
documento refere que implica que se:
- Estimule a iniciação ao conhecimento tecnológico e de ambientes próprios do mundo do trabalho
- Favoreça o reconhecimento do valor das conquistas técnicas e científicas do Homem

Estrutura Curricular do Ensino Básico
“h) Valorização da diversidade de metodologias e estratégias de ensino e actividades de aprendizagem, em
particular com recurso a tecnologias de informação e comunicação, visando favorecer o desenvolvimento de
competências numa perspectiva de formação ao longo da vida” (DEB, 2004, p.17).

Plano Curricular do 1º Ciclo do Ensino Básico
O programa refere que as áreas curriculares não disciplinares “devem ser desenvolvidas em articulação entre si e
com as áreas disciplinares, incluindo uma componente de trabalho dos alunos com as tecnologias de informação e
da comunicação, e constar explicitamente do projecto curricular da turma” (DEB, 2004, p.19).
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA


Área de Expressão e Educação Plástica
Bloco 3 - Exploração de Técnicas Diversas de Expressão
“Durante o 1.o ciclo as crianças deverão, ainda, desenvolver as suas capacidades expressivas através da utilização
de diferentes materiais e técnicas, alargando o campo de experiências e o domínio de outras linguagens
expressivas. Salvaguardando sempre o respeito pela expressividade plástica das crianças, essas actividades
poderão partir das solicitações e interesses dos alunos ou de propostas do professor. Estarão normalmente
associadas à concretização de projectos individuais ou de grupo e, com frequência, ligados a trabalhos
desenvolvidos noutras áreas.” (DEB, 2004, p.95)

Fotografias, Transparências e Meios Audiovisuais 1                                                              1            2             3            4

Utilizar a máquina fotográfica para a recolha de imagens                                                                                   +            +
Construir transparências e diapositivos                                                                                                    +            +
Construir sequências de imagens                                                                                                            +            +
Associar às imagens, sons (montagens audiovisuais simples)                                                                                              +
1 Se as escolas tiverem o equipamento necessário. O material audiovisual que as crianças possuem ou a que têm acesso pode ser trazido para ser utilizado na
escola.
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA




          Metas de Aprendizagem - 1º Ciclo do Ensino Básico

               Tecnologias de Informação e Comunicação
                         Expressões Artísticas
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA


Metas de Aprendizagem - Tecnologias de Informação e Comunicação
“… a operacionalização das metas de aprendizagem na área das TIC assenta numa lógica de interacção entre os
diferentes campos do conhecimento científico que compõem o Currículo (áreas disciplinares/curriculares), em
articulação estreita com as aquisições de natureza transversal estruturantes do desenvolvimento global do
indivíduo…”

                                                      Plano I
A. Tecnologias Digitais - Capacidade de operar com as tecnologias digitais, demonstrando compreensão dos
conceitos envolvidos e das suas potencialidades para a aprendizagem.

                                                      Plano II
B. Informação - Capacidade de procurar e de tratar a informação de acordo com objectivos concretos:
investigação, selecção, análise e síntese dos dados.
C. Comunicação - Capacidade de comunicar, interagir e colaborar usando ferramentas e ambientes de
comunicação em rede como estratégia de aprendizagem individual e como contributo para a aprendizagem dos
outros.
D. Produção - Capacidade de sistematizar conhecimento com base em processos de trabalho com recurso aos
meios digitais disponíveis e de desenvolver produtos e práticas inovadores.
E. Segurança - Capacidade para usar recursos digitais no respeito por normas de segurança.
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA


                                                                          Plano III
F. Meta-Aprendizagem. Capacidade de aprender a aprender e aprender a estudar (autodisciplina, gestão do tempo, etc.).
G. Auto-Avaliação. Capacidade de observar e analisar o seu comportamento (tomada de consciência de si e do seu estilo de aprendizagem; tomada de
consciência de dificuldades e problemas na aprendizagem; etc.).
H. Auto-Regulação. Capacidade de compreender os desempenhos esperados nas diferentes áreas de aprendizagem (critérios de excelência, regras,
práticas, etc.) e de melhorar o seu desempenho escolar.
I. Expressão. Capacidade de se expressar em diversas linguagens em suporte digital.
J. Criatividade. Capacidade de pensar de forma criativa com recurso a diferentes tecnologias digitais.
K. Ética. Capacidade para usar recursos digitais para optimizar a aprendizagem, no respeito por normas de cidadania e de ética (respeito pelos direitos de
autor, conduta para com os outros, etc.).


Metas
                                   Meta Final 1) O aluno utiliza recursos digitais on-line e off-line para pesquisar, seleccionar
Domínio: Informação                e tratar a informação, de acordo com os objectivos definidos e as orientações fornecidas
                                   pelo professor.
                                   Meta Final 2) O aluno comunica e interage com outras pessoas, usando, com o apoio do
Domínio: Comunicação               professor, ferramentas de comunicação síncrona e assíncrona e respeitando as regras de
                                   conduta subjacentes.
                                   Meta Final 3) O aluno desenvolve, com o apoio e orientação do professor, trabalhos
Domínio: Produção                  escolares com recurso a ferramentas digitais fornecidas, para representar
                                   conhecimentos, ideias e sentimentos.
                                   Meta Final 4) O aluno adopta comportamentos elementares de segurança na utilização
Domínio: Segurança
                                   das ferramentas digitais fornecidas, respeitando os direitos de autor.
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA


Metas de Aprendizagem – Expressões Artísticas
No 1.º Ciclo, a área mantém a especificidade própria, mas organiza-se de forma integrada, “sendo da
responsabilidade do professor generalista. Pretende-se, assim, garantir a articulação horizontal interdisciplinar que
caracteriza o currículo deste nível de ensino, assegurando, em simultâneo, a articulação vertical quer com a
Educação Pré-Escolar, quer com os subsequentes ciclos do Ensino Básico. Para esta articulação sequencial pode
contribuir, ainda, a coadjuvação de professores especialistas das diferentes áreas artísticas”.

Pretendendo-se um “plano de continuidade e de processos pedagógicos integrados e contextualizados que
progressivamente levam a criança a fruir e contemplar universos visuais diversificados para enriquecer e ampliar o
seu conhecimento, desenvolvendo o seu sentido estético”.

- Contacto e diálogo com a obra de arte
- Aprendizagem das linguagens específicas
- Produção plástica, contacto com diversos materiais e meios tecnológicos
- Expressão de juízos fundamentados de apreciação
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA


Procura-se que os saberes sejam desenvolvidos de um modo globalizante nos quais sejam integradas as seguintes
dimensões: Afirmação da cidadania, Sentido estético, Linguagem específica, Contacto com a obra de arte,
Produção plástica e Linguagens digitais (Perceber a importância das linguagens digitais (Internet, computador,
CDROM, fotografia; cinema de animação, entre outros) na interpretação de narrativas visuais e na
concepção/produção de objectos plásticos nos quais se ensaiem soluções originais, diversificadas e alternativas, no
âmbito da pintura, do desenho, do tratamento de imagem, de actividades interactivas e do processo de pesquisa
(Internet) ).

Metas
                               Meta Final 24) O aluno é capaz de ler e analisar diferentes formas visuais (e.g. natureza,
Domínio: Compreensão obra de arte, arquitectura, design, objectos do quotidiano, entre outras) através do
das Artes no Contexto contacto com diferentes modalidades expressivas (pintura, escultura, fotografia, cartaz,
Subdomínio: Comunicação Visual banda desenhada, entre outros) em diferentes contextos: físico (museus, catálogos,
                               monumentos, galerias e outros centros de cultura) e digital (Internet, CDROM).
                               Meta Final 26) O aluno identifica a representação da figura humana (proporção natural e
Domínio: Apropriação           a desproporção) em diversos suportes: físico (museus e outros centros de arte,
da Linguagem                   catálogos,...) e digital (Internet, CDROM,...), compreendendo a intencionalidade do
Elementar das Artes            efeito da deformação como meio expressivo.
Subdomínio: Comunicação Visual Meta Final 28) O aluno reconhece o valor expressivo da linha, num contexto figurativo
e Elementos da Forma           ou abstracto, recorrendo ao património natural (natureza e cenas do quotidiano) e ao
                               património artístico (monumentos e museus), em suportes físicos e/ou digitais.
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA




  Currículo Nacional do Ensino Básico – Competências Essenciais

                       Educação Artística
                      Educação Tecnológica
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA


Experiência de aprendizagem      Indicações metodológicas
                                 “O aluno deve ter a possibilidade de experimentar meios expressivos, ligados aos
                                 diversos processos tecnológicos – a fotografia, o cinema, o vídeo, o computador,
                                 entre outros – por si só ou integrados e ser capaz de os utilizar de forma criativa e
                                 funcional. A iniciação na linguagem digital permitirá experimentar o desenho
Tecnologias da imagem            assistido por computador e tratamento de imagem na concretização gráfica.
                                 O aluno deve proceder, mediante orientação do professor, a análises formais e
                                 críticas e ao desenvolvimento de projectos, tendo como referência imagens,
                                 filmes ou produtos gráficos realizados através das diversas tecnologias”
                                 (DEB, 2001, p.163)


Desenvolver competências específicas:
Domínio: Comunicação Visual
“Experimentar a leitura de formas visuais em diversos contextos – pintura, escultura, fotografia, cartaz, banda
desenhada, televisão, vídeo, cinema e internet.” (DEB, 2001, p.158)
AS TIC NO ENSINO DA
EXPRESSÃO PLÁSTICA


Um cidadão tecnologicamente competente deverá ser capaz de (DEB, 2001, p.191 e 192):
- Compreender que a natureza e evolução da tecnologia é resultante do processo histórico
- Adaptar-se à utilização das novas tecnologias ao longo da vida
- Observar e reconhecer as características tecnológicas dos diversos recursos, materiais, ferramentas e sistemas
tecnológicos
- Manipular, usar e otimizar o aproveitamento da tecnologia, a nível do utilizador
- Utilizar ferramentas e materiais e aplicar processos técnicos de trabalho de modo seguro e eficaz

Experiência de aprendizagem
                                 - Identificar fontes de informação
                                 - Localizar informação
                                 - Usar as tecnologias de informação e comunicação
Componente metodológica
                                 - Elaborar estratégias de recolha de informação
                                 - Selecionar informação
                                 - Pesquisar informações

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
Vis-UAB
 
O PENSAR DOCENTE SOBRE A ARTE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS / THE THINK ABO...
O PENSAR DOCENTE SOBRE A ARTE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS / THE THINK ABO...O PENSAR DOCENTE SOBRE A ARTE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS / THE THINK ABO...
O PENSAR DOCENTE SOBRE A ARTE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS / THE THINK ABO...
Gustavo Araújo
 
RELATO DE EXPERIÊNCIA: oficina de arte com jornal no desenvolvimento do traba...
RELATO DE EXPERIÊNCIA: oficina de arte com jornal no desenvolvimento do traba...RELATO DE EXPERIÊNCIA: oficina de arte com jornal no desenvolvimento do traba...
RELATO DE EXPERIÊNCIA: oficina de arte com jornal no desenvolvimento do traba...
Wecsley Oliveira
 
O Designer Instrucional Como Um Lapidário: Da Lapidação Do Conteúdo Bruto À T...
O Designer Instrucional Como Um Lapidário: Da Lapidação Do Conteúdo Bruto À T...O Designer Instrucional Como Um Lapidário: Da Lapidação Do Conteúdo Bruto À T...
O Designer Instrucional Como Um Lapidário: Da Lapidação Do Conteúdo Bruto À T...
Fernanda Tess
 
Guia de aprendizagem arte
Guia de aprendizagem   arteGuia de aprendizagem   arte
Guia de aprendizagem arte
LANCIATIAGO
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
Fabiola Oliveira
 
Experiência com o ensino de plano cartesiano
Experiência com o ensino de plano cartesianoExperiência com o ensino de plano cartesiano
Experiência com o ensino de plano cartesiano
Ailton Barcelos
 
Didaticgeoaula2
Didaticgeoaula2Didaticgeoaula2
Didaticgeoaula2
Ana Beatriz
 
Atividades laboratoriais no 1 ciclo do ensino basico
Atividades laboratoriais no 1 ciclo do ensino basicoAtividades laboratoriais no 1 ciclo do ensino basico
Atividades laboratoriais no 1 ciclo do ensino basico
isabel ferreira santos
 
Didaticageoaula1
Didaticageoaula1Didaticageoaula1
Didaticageoaula1
Ana Beatriz
 
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
Vis-UAB
 
607 1554-2-pb
607 1554-2-pb607 1554-2-pb
607 1554-2-pb
Claudinei Assis
 
Arte 9 1 b
Arte 9 1 bArte 9 1 b
Arte 9 1 b
rozenildacaminha1
 
Trabalho pedagogia
Trabalho pedagogiaTrabalho pedagogia
Trabalho pedagogia
Ruthinha Ferreira
 
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
Gustavo Araújo
 
PEF - Projeto de Ensino de Física
PEF - Projeto de Ensino de FísicaPEF - Projeto de Ensino de Física
PEF - Projeto de Ensino de Física
Lucas Guimaraes
 
Aprendizagem de arte_visul_atraves_do_ensino_ludico 2012
Aprendizagem de arte_visul_atraves_do_ensino_ludico 2012Aprendizagem de arte_visul_atraves_do_ensino_ludico 2012
Aprendizagem de arte_visul_atraves_do_ensino_ludico 2012
Instituto Estadual Nossa Senhora do Carmo
 
Projeto de arte e matemática
Projeto de arte e matemáticaProjeto de arte e matemática
Projeto de arte e matemática
CLEAN LOURENÇO
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
Antonio Carlos SSouza
 
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
Vis-UAB
 

Mais procurados (20)

A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
 
O PENSAR DOCENTE SOBRE A ARTE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS / THE THINK ABO...
O PENSAR DOCENTE SOBRE A ARTE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS / THE THINK ABO...O PENSAR DOCENTE SOBRE A ARTE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS / THE THINK ABO...
O PENSAR DOCENTE SOBRE A ARTE NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS / THE THINK ABO...
 
RELATO DE EXPERIÊNCIA: oficina de arte com jornal no desenvolvimento do traba...
RELATO DE EXPERIÊNCIA: oficina de arte com jornal no desenvolvimento do traba...RELATO DE EXPERIÊNCIA: oficina de arte com jornal no desenvolvimento do traba...
RELATO DE EXPERIÊNCIA: oficina de arte com jornal no desenvolvimento do traba...
 
O Designer Instrucional Como Um Lapidário: Da Lapidação Do Conteúdo Bruto À T...
O Designer Instrucional Como Um Lapidário: Da Lapidação Do Conteúdo Bruto À T...O Designer Instrucional Como Um Lapidário: Da Lapidação Do Conteúdo Bruto À T...
O Designer Instrucional Como Um Lapidário: Da Lapidação Do Conteúdo Bruto À T...
 
Guia de aprendizagem arte
Guia de aprendizagem   arteGuia de aprendizagem   arte
Guia de aprendizagem arte
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
Experiência com o ensino de plano cartesiano
Experiência com o ensino de plano cartesianoExperiência com o ensino de plano cartesiano
Experiência com o ensino de plano cartesiano
 
Didaticgeoaula2
Didaticgeoaula2Didaticgeoaula2
Didaticgeoaula2
 
Atividades laboratoriais no 1 ciclo do ensino basico
Atividades laboratoriais no 1 ciclo do ensino basicoAtividades laboratoriais no 1 ciclo do ensino basico
Atividades laboratoriais no 1 ciclo do ensino basico
 
Didaticageoaula1
Didaticageoaula1Didaticageoaula1
Didaticageoaula1
 
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
 
607 1554-2-pb
607 1554-2-pb607 1554-2-pb
607 1554-2-pb
 
Arte 9 1 b
Arte 9 1 bArte 9 1 b
Arte 9 1 b
 
Trabalho pedagogia
Trabalho pedagogiaTrabalho pedagogia
Trabalho pedagogia
 
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
Concepções e práticas pedagógicas no ensino da arte na educação de jovens e a...
 
PEF - Projeto de Ensino de Física
PEF - Projeto de Ensino de FísicaPEF - Projeto de Ensino de Física
PEF - Projeto de Ensino de Física
 
Aprendizagem de arte_visul_atraves_do_ensino_ludico 2012
Aprendizagem de arte_visul_atraves_do_ensino_ludico 2012Aprendizagem de arte_visul_atraves_do_ensino_ludico 2012
Aprendizagem de arte_visul_atraves_do_ensino_ludico 2012
 
Projeto de arte e matemática
Projeto de arte e matemáticaProjeto de arte e matemática
Projeto de arte e matemática
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
 

Destaque

Arte egípcia: o sonho pela eternidade, deuses e funções. parte 2
Arte egípcia: o sonho pela eternidade, deuses e funções.   parte 2Arte egípcia: o sonho pela eternidade, deuses e funções.   parte 2
Arte egípcia: o sonho pela eternidade, deuses e funções. parte 2
Professor Gilson Nunes
 
Expressão plástica 3ºA
Expressão plástica 3ºAExpressão plástica 3ºA
Expressão plástica 3ºA
_jaja
 
Expressão plástica
Expressão plásticaExpressão plástica
Expressão plástica
ilheus
 
Prova expressao plastica
Prova expressao plasticaProva expressao plastica
Prova expressao plastica
Etelvina Santos
 
Expressão plástica fundamentos
Expressão plástica   fundamentosExpressão plástica   fundamentos
Expressão plástica fundamentos
Célia Pinho
 
Néftis
NéftisNéftis
Néftis
sirraimundo
 
Isis god of magic
Isis god of magicIsis god of magic
Planificação semana de 7 a 11 de maio
Planificação semana de  7 a 11 de maioPlanificação semana de  7 a 11 de maio
Planificação semana de 7 a 11 de maio
Flora Queirós
 
Oficina De ExpressãO PláStica
Oficina De ExpressãO PláSticaOficina De ExpressãO PláStica
Oficina De ExpressãO PláStica
Centro Artístico
 
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumondEstratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao MusicalExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
Alfredo Lopes
 
Dossie do professor
Dossie do professorDossie do professor
Dossie do professor
Carla Alexandra Ferreira Neves
 
LP: Ficha da BD
LP: Ficha da BDLP: Ficha da BD
LP: Ficha da BD
7F
 
Oficina De ExpressãO PláStica PáScoa
Oficina De ExpressãO PláStica   PáScoaOficina De ExpressãO PláStica   PáScoa
Oficina De ExpressãO PláStica PáScoa
Centro Artístico
 
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
ANGRAD
 
Estratégias Diferenciadas no Ensino
Estratégias Diferenciadas no EnsinoEstratégias Diferenciadas no Ensino
Estratégias Diferenciadas no Ensino
Vera Zacharias
 
Dossier do professor 3
Dossier do professor 3Dossier do professor 3
Dossier do professor 3
Linda Cruz
 
Lei 51.2012, 5.set estatuto-aluno_etica_escolar
Lei 51.2012, 5.set   estatuto-aluno_etica_escolarLei 51.2012, 5.set   estatuto-aluno_etica_escolar
Lei 51.2012, 5.set estatuto-aluno_etica_escolar
Flora Queirós
 

Destaque (19)

Arte egípcia: o sonho pela eternidade, deuses e funções. parte 2
Arte egípcia: o sonho pela eternidade, deuses e funções.   parte 2Arte egípcia: o sonho pela eternidade, deuses e funções.   parte 2
Arte egípcia: o sonho pela eternidade, deuses e funções. parte 2
 
Expressão plástica 3ºA
Expressão plástica 3ºAExpressão plástica 3ºA
Expressão plástica 3ºA
 
Expressão plástica
Expressão plásticaExpressão plástica
Expressão plástica
 
Prova expressao plastica
Prova expressao plasticaProva expressao plastica
Prova expressao plastica
 
Expressão plástica fundamentos
Expressão plástica   fundamentosExpressão plástica   fundamentos
Expressão plástica fundamentos
 
Néftis
NéftisNéftis
Néftis
 
Isis god of magic
Isis god of magicIsis god of magic
Isis god of magic
 
Planificação semana de 7 a 11 de maio
Planificação semana de  7 a 11 de maioPlanificação semana de  7 a 11 de maio
Planificação semana de 7 a 11 de maio
 
Oficina De ExpressãO PláStica
Oficina De ExpressãO PláSticaOficina De ExpressãO PláStica
Oficina De ExpressãO PláStica
 
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumondEstratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
Estratégia de ensino e aprendizagem por simone helen drumond
 
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao MusicalExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
 
Dossie do professor
Dossie do professorDossie do professor
Dossie do professor
 
LP: Ficha da BD
LP: Ficha da BDLP: Ficha da BD
LP: Ficha da BD
 
Oficina De ExpressãO PláStica PáScoa
Oficina De ExpressãO PláStica   PáScoaOficina De ExpressãO PláStica   PáScoa
Oficina De ExpressãO PláStica PáScoa
 
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
 
Estratégias Diferenciadas no Ensino
Estratégias Diferenciadas no EnsinoEstratégias Diferenciadas no Ensino
Estratégias Diferenciadas no Ensino
 
Dossier do professor 3
Dossier do professor 3Dossier do professor 3
Dossier do professor 3
 
Lei 51.2012, 5.set estatuto-aluno_etica_escolar
Lei 51.2012, 5.set   estatuto-aluno_etica_escolarLei 51.2012, 5.set   estatuto-aluno_etica_escolar
Lei 51.2012, 5.set estatuto-aluno_etica_escolar
 
Gosto de ti
Gosto de tiGosto de ti
Gosto de ti
 

Semelhante a TIC Expressão Plástica

WebcurriculoSPaulo2010
WebcurriculoSPaulo2010WebcurriculoSPaulo2010
WebcurriculoSPaulo2010
Fernando Albuquerque Costa
 
Plano de ensino correa
Plano de ensino  correaPlano de ensino  correa
Plano de ensino correa
Júnior Brandão
 
Metas de Aprendizagem na área das TIC
Metas de Aprendizagem na área das TICMetas de Aprendizagem na área das TIC
Metas de Aprendizagem na área das TIC
Fernando Albuquerque Costa
 
Abertura tic
Abertura ticAbertura tic
Abertura tic
Ângela Szinvelski
 
Mini curso tec_educ
Mini curso tec_educMini curso tec_educ
Mini curso tec_educ
Alice Lage
 
Oficina de formação
Oficina de formaçãoOficina de formação
Oficina de formação
JoaquinaFaisco
 
O projecto tep@cuba
O projecto tep@cubaO projecto tep@cuba
O projecto tep@cuba
JoaquinaFaisco
 
As metas da educação pré-escolar
As metas da educação pré-escolarAs metas da educação pré-escolar
As metas da educação pré-escolar
Elisabete Cruz
 
Aprender com Tecnologias
Aprender com TecnologiasAprender com Tecnologias
Aprender com Tecnologias
EB 2,3 Rainha Santa Isabel - Carreira
 
Pme 2 2012_b
Pme 2 2012_bPme 2 2012_b
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
DuarteTeles5
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
EDSONSEGAMARCHISANTO
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
EDSONSEGAMARCHISANTO
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
sobreira1
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
Kele Santos
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
MrioAndrDeOliveiraCr
 
EDUCACAÇÃO TDICS NOS ANOS INCIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA
EDUCACAÇÃO TDICS NOS ANOS INCIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICAEDUCACAÇÃO TDICS NOS ANOS INCIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA
EDUCACAÇÃO TDICS NOS ANOS INCIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA
marcossppice
 
TECNOLOGIA para financiamento estudantes
TECNOLOGIA para financiamento estudantesTECNOLOGIA para financiamento estudantes
TECNOLOGIA para financiamento estudantes
sidaurelio1
 
Oc 1 tic_1
Oc 1 tic_1Oc 1 tic_1
Oc 1 tic_1
Risoleta Montez
 
Pedagogia Surda
Pedagogia SurdaPedagogia Surda
Pedagogia Surda
lexmarcal
 

Semelhante a TIC Expressão Plástica (20)

WebcurriculoSPaulo2010
WebcurriculoSPaulo2010WebcurriculoSPaulo2010
WebcurriculoSPaulo2010
 
Plano de ensino correa
Plano de ensino  correaPlano de ensino  correa
Plano de ensino correa
 
Metas de Aprendizagem na área das TIC
Metas de Aprendizagem na área das TICMetas de Aprendizagem na área das TIC
Metas de Aprendizagem na área das TIC
 
Abertura tic
Abertura ticAbertura tic
Abertura tic
 
Mini curso tec_educ
Mini curso tec_educMini curso tec_educ
Mini curso tec_educ
 
Oficina de formação
Oficina de formaçãoOficina de formação
Oficina de formação
 
O projecto tep@cuba
O projecto tep@cubaO projecto tep@cuba
O projecto tep@cuba
 
As metas da educação pré-escolar
As metas da educação pré-escolarAs metas da educação pré-escolar
As metas da educação pré-escolar
 
Aprender com Tecnologias
Aprender com TecnologiasAprender com Tecnologias
Aprender com Tecnologias
 
Pme 2 2012_b
Pme 2 2012_bPme 2 2012_b
Pme 2 2012_b
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
 
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.pptousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
ousodatecnologiaemsaladeaula.ppt
 
EDUCACAÇÃO TDICS NOS ANOS INCIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA
EDUCACAÇÃO TDICS NOS ANOS INCIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICAEDUCACAÇÃO TDICS NOS ANOS INCIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA
EDUCACAÇÃO TDICS NOS ANOS INCIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA
 
TECNOLOGIA para financiamento estudantes
TECNOLOGIA para financiamento estudantesTECNOLOGIA para financiamento estudantes
TECNOLOGIA para financiamento estudantes
 
Oc 1 tic_1
Oc 1 tic_1Oc 1 tic_1
Oc 1 tic_1
 
Pedagogia Surda
Pedagogia SurdaPedagogia Surda
Pedagogia Surda
 

TIC Expressão Plástica

  • 1. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Ricardo Lapa ricardojmlapa@gmail.com
  • 2. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Organização Curricular e programas do 1º Ciclo do Ensino Básico Expressão e Educação Plástica
  • 3. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Objetivos Gerais do Ensino Básico Para a prossecução dos objetivos gerais, em relação à “dimensão das aquisições básicas e intelectuais fundamentais constitui o suporte de um saber estruturado em domínios diversificados” (DEB, 2004, p.15) o documento refere que implica que se: - Estimule a iniciação ao conhecimento tecnológico e de ambientes próprios do mundo do trabalho - Favoreça o reconhecimento do valor das conquistas técnicas e científicas do Homem Estrutura Curricular do Ensino Básico “h) Valorização da diversidade de metodologias e estratégias de ensino e actividades de aprendizagem, em particular com recurso a tecnologias de informação e comunicação, visando favorecer o desenvolvimento de competências numa perspectiva de formação ao longo da vida” (DEB, 2004, p.17). Plano Curricular do 1º Ciclo do Ensino Básico O programa refere que as áreas curriculares não disciplinares “devem ser desenvolvidas em articulação entre si e com as áreas disciplinares, incluindo uma componente de trabalho dos alunos com as tecnologias de informação e da comunicação, e constar explicitamente do projecto curricular da turma” (DEB, 2004, p.19).
  • 4. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Área de Expressão e Educação Plástica Bloco 3 - Exploração de Técnicas Diversas de Expressão “Durante o 1.o ciclo as crianças deverão, ainda, desenvolver as suas capacidades expressivas através da utilização de diferentes materiais e técnicas, alargando o campo de experiências e o domínio de outras linguagens expressivas. Salvaguardando sempre o respeito pela expressividade plástica das crianças, essas actividades poderão partir das solicitações e interesses dos alunos ou de propostas do professor. Estarão normalmente associadas à concretização de projectos individuais ou de grupo e, com frequência, ligados a trabalhos desenvolvidos noutras áreas.” (DEB, 2004, p.95) Fotografias, Transparências e Meios Audiovisuais 1 1 2 3 4 Utilizar a máquina fotográfica para a recolha de imagens + + Construir transparências e diapositivos + + Construir sequências de imagens + + Associar às imagens, sons (montagens audiovisuais simples) + 1 Se as escolas tiverem o equipamento necessário. O material audiovisual que as crianças possuem ou a que têm acesso pode ser trazido para ser utilizado na escola.
  • 5. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Metas de Aprendizagem - 1º Ciclo do Ensino Básico Tecnologias de Informação e Comunicação Expressões Artísticas
  • 6. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Metas de Aprendizagem - Tecnologias de Informação e Comunicação “… a operacionalização das metas de aprendizagem na área das TIC assenta numa lógica de interacção entre os diferentes campos do conhecimento científico que compõem o Currículo (áreas disciplinares/curriculares), em articulação estreita com as aquisições de natureza transversal estruturantes do desenvolvimento global do indivíduo…” Plano I A. Tecnologias Digitais - Capacidade de operar com as tecnologias digitais, demonstrando compreensão dos conceitos envolvidos e das suas potencialidades para a aprendizagem. Plano II B. Informação - Capacidade de procurar e de tratar a informação de acordo com objectivos concretos: investigação, selecção, análise e síntese dos dados. C. Comunicação - Capacidade de comunicar, interagir e colaborar usando ferramentas e ambientes de comunicação em rede como estratégia de aprendizagem individual e como contributo para a aprendizagem dos outros. D. Produção - Capacidade de sistematizar conhecimento com base em processos de trabalho com recurso aos meios digitais disponíveis e de desenvolver produtos e práticas inovadores. E. Segurança - Capacidade para usar recursos digitais no respeito por normas de segurança.
  • 7. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Plano III F. Meta-Aprendizagem. Capacidade de aprender a aprender e aprender a estudar (autodisciplina, gestão do tempo, etc.). G. Auto-Avaliação. Capacidade de observar e analisar o seu comportamento (tomada de consciência de si e do seu estilo de aprendizagem; tomada de consciência de dificuldades e problemas na aprendizagem; etc.). H. Auto-Regulação. Capacidade de compreender os desempenhos esperados nas diferentes áreas de aprendizagem (critérios de excelência, regras, práticas, etc.) e de melhorar o seu desempenho escolar. I. Expressão. Capacidade de se expressar em diversas linguagens em suporte digital. J. Criatividade. Capacidade de pensar de forma criativa com recurso a diferentes tecnologias digitais. K. Ética. Capacidade para usar recursos digitais para optimizar a aprendizagem, no respeito por normas de cidadania e de ética (respeito pelos direitos de autor, conduta para com os outros, etc.). Metas Meta Final 1) O aluno utiliza recursos digitais on-line e off-line para pesquisar, seleccionar Domínio: Informação e tratar a informação, de acordo com os objectivos definidos e as orientações fornecidas pelo professor. Meta Final 2) O aluno comunica e interage com outras pessoas, usando, com o apoio do Domínio: Comunicação professor, ferramentas de comunicação síncrona e assíncrona e respeitando as regras de conduta subjacentes. Meta Final 3) O aluno desenvolve, com o apoio e orientação do professor, trabalhos Domínio: Produção escolares com recurso a ferramentas digitais fornecidas, para representar conhecimentos, ideias e sentimentos. Meta Final 4) O aluno adopta comportamentos elementares de segurança na utilização Domínio: Segurança das ferramentas digitais fornecidas, respeitando os direitos de autor.
  • 8. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Metas de Aprendizagem – Expressões Artísticas No 1.º Ciclo, a área mantém a especificidade própria, mas organiza-se de forma integrada, “sendo da responsabilidade do professor generalista. Pretende-se, assim, garantir a articulação horizontal interdisciplinar que caracteriza o currículo deste nível de ensino, assegurando, em simultâneo, a articulação vertical quer com a Educação Pré-Escolar, quer com os subsequentes ciclos do Ensino Básico. Para esta articulação sequencial pode contribuir, ainda, a coadjuvação de professores especialistas das diferentes áreas artísticas”. Pretendendo-se um “plano de continuidade e de processos pedagógicos integrados e contextualizados que progressivamente levam a criança a fruir e contemplar universos visuais diversificados para enriquecer e ampliar o seu conhecimento, desenvolvendo o seu sentido estético”. - Contacto e diálogo com a obra de arte - Aprendizagem das linguagens específicas - Produção plástica, contacto com diversos materiais e meios tecnológicos - Expressão de juízos fundamentados de apreciação
  • 9. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Procura-se que os saberes sejam desenvolvidos de um modo globalizante nos quais sejam integradas as seguintes dimensões: Afirmação da cidadania, Sentido estético, Linguagem específica, Contacto com a obra de arte, Produção plástica e Linguagens digitais (Perceber a importância das linguagens digitais (Internet, computador, CDROM, fotografia; cinema de animação, entre outros) na interpretação de narrativas visuais e na concepção/produção de objectos plásticos nos quais se ensaiem soluções originais, diversificadas e alternativas, no âmbito da pintura, do desenho, do tratamento de imagem, de actividades interactivas e do processo de pesquisa (Internet) ). Metas Meta Final 24) O aluno é capaz de ler e analisar diferentes formas visuais (e.g. natureza, Domínio: Compreensão obra de arte, arquitectura, design, objectos do quotidiano, entre outras) através do das Artes no Contexto contacto com diferentes modalidades expressivas (pintura, escultura, fotografia, cartaz, Subdomínio: Comunicação Visual banda desenhada, entre outros) em diferentes contextos: físico (museus, catálogos, monumentos, galerias e outros centros de cultura) e digital (Internet, CDROM). Meta Final 26) O aluno identifica a representação da figura humana (proporção natural e Domínio: Apropriação a desproporção) em diversos suportes: físico (museus e outros centros de arte, da Linguagem catálogos,...) e digital (Internet, CDROM,...), compreendendo a intencionalidade do Elementar das Artes efeito da deformação como meio expressivo. Subdomínio: Comunicação Visual Meta Final 28) O aluno reconhece o valor expressivo da linha, num contexto figurativo e Elementos da Forma ou abstracto, recorrendo ao património natural (natureza e cenas do quotidiano) e ao património artístico (monumentos e museus), em suportes físicos e/ou digitais.
  • 10. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Currículo Nacional do Ensino Básico – Competências Essenciais Educação Artística Educação Tecnológica
  • 11. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Experiência de aprendizagem Indicações metodológicas “O aluno deve ter a possibilidade de experimentar meios expressivos, ligados aos diversos processos tecnológicos – a fotografia, o cinema, o vídeo, o computador, entre outros – por si só ou integrados e ser capaz de os utilizar de forma criativa e funcional. A iniciação na linguagem digital permitirá experimentar o desenho Tecnologias da imagem assistido por computador e tratamento de imagem na concretização gráfica. O aluno deve proceder, mediante orientação do professor, a análises formais e críticas e ao desenvolvimento de projectos, tendo como referência imagens, filmes ou produtos gráficos realizados através das diversas tecnologias” (DEB, 2001, p.163) Desenvolver competências específicas: Domínio: Comunicação Visual “Experimentar a leitura de formas visuais em diversos contextos – pintura, escultura, fotografia, cartaz, banda desenhada, televisão, vídeo, cinema e internet.” (DEB, 2001, p.158)
  • 12. AS TIC NO ENSINO DA EXPRESSÃO PLÁSTICA Um cidadão tecnologicamente competente deverá ser capaz de (DEB, 2001, p.191 e 192): - Compreender que a natureza e evolução da tecnologia é resultante do processo histórico - Adaptar-se à utilização das novas tecnologias ao longo da vida - Observar e reconhecer as características tecnológicas dos diversos recursos, materiais, ferramentas e sistemas tecnológicos - Manipular, usar e otimizar o aproveitamento da tecnologia, a nível do utilizador - Utilizar ferramentas e materiais e aplicar processos técnicos de trabalho de modo seguro e eficaz Experiência de aprendizagem - Identificar fontes de informação - Localizar informação - Usar as tecnologias de informação e comunicação Componente metodológica - Elaborar estratégias de recolha de informação - Selecionar informação - Pesquisar informações