SlideShare uma empresa Scribd logo
-69850-341630REFLEXÃO CRÍTICAESCOLA: Instituto Ciências Educativas de FelgueirasDISCIPLINA: Metodologias das expressões/ Didáctica de E.V.TDOCENTE: Dra. Ana Luísa Souto e Melo.DISCENTE: Telma de Sousa MendesANO LECTIVO: 2008 / 2009Esta disciplina tem os seguintes conteúdos: - Enquadramento das Expressões no âmbito curricular do Sistema de Ensino português; - Espaços de Criatividade através das Expressões (transposição cinestésica); - Constituintes dos diferentes tipos de linguagem: a construção do colectivo como unidade de trabalho (dinâmica de grupo - O Jogo), o corpo e o movimento, as artes da palavra (o conto), o som/música e o espaço; - Prática integrada das várias expressões: Dramática, Plástica, Físico-Motora e Musical.Tem como objectivos: Enquadrar as áreas de expressão no âmbito curricular do sistema de ensino português; Entender os princípios orientadores das expressões, de promover a prática criativa na projecção de situações de ensino; Desenvolver a aplicação de projectos centrados na expressão criadora da criança; Aplicar os conhecimentos adquiridos na resolução de determinado problema, desenvolvendo uma resposta criativa; Identificar fases do processo criativo a partir da observação e experimentação; Entender e aplicar na prática as várias categorias de estimulação da criatividade; Compreender a necessidade da implementação de actuações típicas do professor criativo em meio escolar; Desenvolver projectos de dimensão inter e transdisciplinar no âmbito das expressões, numa perspectiva cinestésica e de Reconhecer a importância da expressão corporal e vocal como formas de comunicação privilegiadas na leitura de um Conto.As metodologias que a mestre Ana Melo, adoptou nesta disciplina foram as seguintes: Aulas teórico-práticas; Aulas expositivas; Projecção de slides, acetatos, vídeos; Exercícios práticos no âmbito das várias expressões e reflexão da sua aplicação no contexto de ensino e Pesquisa, apresentação e discussão de trabalhos.Como estava programado pela professora Ana Melo, fizemos exercícios práticos no âmbito das várias expressões: -Expressão Físico-Motora; -Expressão Dramática; -Expressão Musical e por fim, -Expressão Plástica.   UM OLHAR PELAS AULAS PRÁTICAS…Numa tarde, realizamos uma visita de estudo a um atelier, ao “Atelier do Rato Fusível”, no Porto, este foi fundado por um colectivo de licenciados em Belas-Artes, que apresentam soluções técnicas e criativas nos diversos meios artísticos, como na cenografia, luzes, edição áudio e vídeo, modelação em barro e silicone, criação de diversificados adereços e guarda-roupa, construção de marionetas para teatro, escultura pública, etc. Com esta visita apercebi-me do trabalho que está por de trás de um espectáculo e que engloba o trabalho de muita gente.Esta visita foi muito proveitosa, pois tivemos o contacto com verdadeiros artistas, percebemos como realizam os seus trabalhos, vimos o meio de trabalho e também o trabalho que dá de ser um artista. Estes transmitiram ser, bastante simples. Passou – nos também, uma mensagem, pois precisamos de explorar mais outros ramos, saber mais um pouco de tudo, só assim seremos bons professores.Agradeço à professora Ana Melo, por nos ter proporcionado esta visita proveitosa ao “Atelier do Rato Fusível”.    Passamos agora a outro dia incrível, que para mim foi o melhor. Tivemos a presença numa aula, dois dançarinos profissionais. Ambos, falaram-nos da carreira profissional, estes são professores de Educação Física e não ficaram apenas por ali.Os dançarinos, têm uma escola de dança, onde têm alunos de diferentes idades. Um dos alunos é surdo e mudo e como o Nuno e a Carla mencionaram não têm qualquer tipo de problema de passar as coreografias para este, ele consegue aprender bem os passos e talvez será o que menos se engana. O Nuno e a Carla, para iniciar a dança, têm joguinhos muitos simples e divertidos. Adorei! Esta aula serviu-nos para consolidar com a aula anterior, que foi a iniciação á dança. Acho que foi bastante gratificante e muito divertido, pois dançamos todos um pouco e alguns revelaram alguns dotes para a dança. Por fim, agradeço ao colega Cláudio, porque foi ele que convidou este casal fantástico em participar numa aula nossa e claro à professora Ana Melo.Na aula anterior a esta, fizemos uma pequena introdução à dança no 1º ciclo, em que a turma dividiu-se em grupos e todos teriam de fazer um trabalho. O meu grupo fez um jogo muito simples e eficaz para introduzir a dança no 1º ciclo. Consistia numa roda formada por metade meninos e outra metade de meninas, estes teriam de andar sempre á roda, com uma música do capuchinho vermelho de fundo, quando o capuchinho vermelho cantava as meninas teriam de cantar também e quando cantava o lobo mau era a vez dos meninos cantar e faziam gestos.Esta aula serviu, para partilhar uns com os outros como introduziríamos a dança no 1º ciclo e foi bastante benéfico e divertido.  Numa quinta-feira, a professora Ana Melo levou-nos para o jardim do Instituto e propôs-nos um jogo. Todos levamos uma folha e uma caneta e foi-nos atribuído um número. Teríamos de colocar na folha o número de todas as pessoas e em frente do número teríamos de colocar um adjectivo e um animal que caracteriza-se essa pessoa.No final, a professora juntou as folhas de todos e de seguida leu para todos o adjectivo e o animal que caracterizava a pessoa daquele número.Com este jogo, ficamos a saber a opinião dos outros acerca de nós e se as opiniões coincidem umas com as outras e mesmo com a opinião de nós mesmos. É um jogo que podemos fazer no 1º ciclo, que permite explorar o pensamento, a criatividade de cada um e também sabermos a opinião dos outros em relação a nós. 
Uma criança que não sabe jogar, será um adulto que não saberá pensar
. Jean Chateau (1961)Numa das primeiras aulas a professora realizou uma actividade de reflexão e criatividade. Todos os alunos colocaram-se num círculo com os olhos vendados, tínhamos uma música de fundo muito relaxante e a proposta da professora foi que com a pasta de modelar fizéssemos um objecto ou algo que nos tivesse marcado. No final, ouvimos o significado dos objectos de cada pessoa. Foi muito bom, pois ficamos a conhecer mais os nossos colegas e também a nós mesmos, pois tivemos de reflectir sobre o que nos marcou mais.No estágio o meu grupo teve o prazer de realizar essa actividade e o resultado foi óptimo. As crianças disseram coisas fantásticas, acerca do que lhes mais marcou.Foi muito gratificante termos conhecido esta actividade, pois permitiu-nos explora-la no estágio e com óptimos resultados. Noutra aula, realizamos uma actividade onde tínhamos de desenhar com lápis de cor ou de cera o nosso “nome” a nossa “personalidade”.Foi bastante engraçado pois deu para reparar nas cores que cada um utilizou e os traços que cada um fez, estes representavam alguma coisa. A escolha da cor e do traçado tinham significado.Cada um depois do desenho realizado teria de ir para a frente e falar do que representava o desenho, as cores, os traços, etc. Ficamos todos a conhecer mais os colegas, mais uma vez foi uma óptima actividade de reflexão individual e também para conhecer os colegas.Acho que a professora seleccionou muito bem as actividades que praticamos nas aulas, assim podemos explorar as diversas expressões e ficamos com algumas noções do que poderemos fazer no futuro com os nossos alunos.A pesquisa que nos foi pedida pela professora, para a elaboração do portefólio vai-nos ser bastante gratificante, pois ficamos com vários documentos que no futuro podemos sempre consultar e é claro este portefólio não vai ficar por aqui, continuarei sempre que possível a juntar documentos para anexar ao portefólio.Durante a pesquisa, vi a grande diversidade de actividades e jogos que podemos fazer com alunos e enriqueci o meu conhecimento. Agradeço á professora pelos trabalhos que fizemos pois vão-nos servir muito para o futuro e assim ficamos com algumas noções, agora cabe a cada um, de as explorar.
ReflexãO CríTica Didatica Evt
ReflexãO CríTica Didatica Evt
ReflexãO CríTica Didatica Evt
ReflexãO CríTica Didatica Evt

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
Vis-UAB
 
Fotografia e artes visuais
Fotografia e artes visuaisFotografia e artes visuais
Fotografia e artes visuais
Lyse Horn
 
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA DE IMAGENS PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM EM ARTES VIS...
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA DE IMAGENS PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM EM ARTES VIS...A IMPORTÂNCIA DA LEITURA DE IMAGENS PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM EM ARTES VIS...
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA DE IMAGENS PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM EM ARTES VIS...
Vis-UAB
 
A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
Vis-UAB
 
A LINGUAGEM DA ARTE NO CONTEXTO EDUCATIVO.
A LINGUAGEM DA ARTE NO CONTEXTO EDUCATIVO.A LINGUAGEM DA ARTE NO CONTEXTO EDUCATIVO.
A LINGUAGEM DA ARTE NO CONTEXTO EDUCATIVO.
Vis-UAB
 
A PRODUÇÃO FOTOGRÁFICA COMO FERRAMENTA NA ARTE/EDUCAÇÃO
A PRODUÇÃO FOTOGRÁFICA COMO FERRAMENTA NA ARTE/EDUCAÇÃO A PRODUÇÃO FOTOGRÁFICA COMO FERRAMENTA NA ARTE/EDUCAÇÃO
A PRODUÇÃO FOTOGRÁFICA COMO FERRAMENTA NA ARTE/EDUCAÇÃO
Vis-UAB
 
411 - As tic na prática da expressão plástica no 1º ciclo do ensino básico
411 - As tic na prática da expressão plástica no 1º ciclo do ensino básico411 - As tic na prática da expressão plástica no 1º ciclo do ensino básico
411 - As tic na prática da expressão plástica no 1º ciclo do ensino básico
ticEDUCA2010
 
Tcc pintura em movimento
Tcc pintura em movimentoTcc pintura em movimento
Tcc pintura em movimento
Simone Turchetto
 
LEITURA DE IMAGENS DAS OBRAS DE ANITA MALFATTI E MARCO LENÍSIO E A PERCEPÇÃO ...
LEITURA DE IMAGENS DAS OBRAS DE ANITA MALFATTI E MARCO LENÍSIO E A PERCEPÇÃO ...LEITURA DE IMAGENS DAS OBRAS DE ANITA MALFATTI E MARCO LENÍSIO E A PERCEPÇÃO ...
LEITURA DE IMAGENS DAS OBRAS DE ANITA MALFATTI E MARCO LENÍSIO E A PERCEPÇÃO ...
Vis-UAB
 
Sobre métodos de leitura de imagem no ensino da arte contemporânea / About im...
Sobre métodos de leitura de imagem no ensino da arte contemporânea / About im...Sobre métodos de leitura de imagem no ensino da arte contemporânea / About im...
Sobre métodos de leitura de imagem no ensino da arte contemporânea / About im...
Gustavo Araújo
 
Leitura visual
Leitura visualLeitura visual
Leitura visual
cefaprodematupa
 
Componente curricular de arte
Componente curricular de arteComponente curricular de arte
Componente curricular de arte
Rosely Pinto Padilha
 
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
Vis-UAB
 
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
erlonmoreira
 
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
Vis-UAB
 
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
Eduardo Lopes
 
Metodologia do ensino das artes visuais
Metodologia do ensino das artes visuais   Metodologia do ensino das artes visuais
Metodologia do ensino das artes visuais
HENRIQUE GOMES DE LIMA
 
A leitura de imagem na sala de aula
A leitura de imagem na sala de aulaA leitura de imagem na sala de aula
A leitura de imagem na sala de aula
Beth Kozikoski
 
Ensino arte ciclo1
Ensino arte ciclo1Ensino arte ciclo1
Ensino arte ciclo1
Lucianaornellas
 
JANELAS: Narrativa de um projeto fotográfico com estudantes de uma Escola …
JANELAS: Narrativa de um projeto fotográfico com estudantes de uma Escola …JANELAS: Narrativa de um projeto fotográfico com estudantes de uma Escola …
JANELAS: Narrativa de um projeto fotográfico com estudantes de uma Escola …
cmarinho1
 

Mais procurados (20)

ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
ATIVIDADES PRÁTICAS NA DISCIPLINA DE ARTES VISUAIS NO ENSINO MÉDIO Um modo de...
 
Fotografia e artes visuais
Fotografia e artes visuaisFotografia e artes visuais
Fotografia e artes visuais
 
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA DE IMAGENS PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM EM ARTES VIS...
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA DE IMAGENS PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM EM ARTES VIS...A IMPORTÂNCIA DA LEITURA DE IMAGENS PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM EM ARTES VIS...
A IMPORTÂNCIA DA LEITURA DE IMAGENS PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM EM ARTES VIS...
 
A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
A AVALIAÇÃO EM ARTES VISUAIS: Considerações Preliminares
 
A LINGUAGEM DA ARTE NO CONTEXTO EDUCATIVO.
A LINGUAGEM DA ARTE NO CONTEXTO EDUCATIVO.A LINGUAGEM DA ARTE NO CONTEXTO EDUCATIVO.
A LINGUAGEM DA ARTE NO CONTEXTO EDUCATIVO.
 
A PRODUÇÃO FOTOGRÁFICA COMO FERRAMENTA NA ARTE/EDUCAÇÃO
A PRODUÇÃO FOTOGRÁFICA COMO FERRAMENTA NA ARTE/EDUCAÇÃO A PRODUÇÃO FOTOGRÁFICA COMO FERRAMENTA NA ARTE/EDUCAÇÃO
A PRODUÇÃO FOTOGRÁFICA COMO FERRAMENTA NA ARTE/EDUCAÇÃO
 
411 - As tic na prática da expressão plástica no 1º ciclo do ensino básico
411 - As tic na prática da expressão plástica no 1º ciclo do ensino básico411 - As tic na prática da expressão plástica no 1º ciclo do ensino básico
411 - As tic na prática da expressão plástica no 1º ciclo do ensino básico
 
Tcc pintura em movimento
Tcc pintura em movimentoTcc pintura em movimento
Tcc pintura em movimento
 
LEITURA DE IMAGENS DAS OBRAS DE ANITA MALFATTI E MARCO LENÍSIO E A PERCEPÇÃO ...
LEITURA DE IMAGENS DAS OBRAS DE ANITA MALFATTI E MARCO LENÍSIO E A PERCEPÇÃO ...LEITURA DE IMAGENS DAS OBRAS DE ANITA MALFATTI E MARCO LENÍSIO E A PERCEPÇÃO ...
LEITURA DE IMAGENS DAS OBRAS DE ANITA MALFATTI E MARCO LENÍSIO E A PERCEPÇÃO ...
 
Sobre métodos de leitura de imagem no ensino da arte contemporânea / About im...
Sobre métodos de leitura de imagem no ensino da arte contemporânea / About im...Sobre métodos de leitura de imagem no ensino da arte contemporânea / About im...
Sobre métodos de leitura de imagem no ensino da arte contemporânea / About im...
 
Leitura visual
Leitura visualLeitura visual
Leitura visual
 
Componente curricular de arte
Componente curricular de arteComponente curricular de arte
Componente curricular de arte
 
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
A IMPORTÂNCIA DAS TECNOLOGIAS CONTEMPORÂNEAS PARA O ENSINO DE ARTE
 
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
 
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
ARTE CONTEMPORÂNEA:UMA POSSIBILIDADE PARA ALFABETIZAÇÃO VISUAL.
 
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
3347791 apostila-ensino-fundamental-vol3-artes
 
Metodologia do ensino das artes visuais
Metodologia do ensino das artes visuais   Metodologia do ensino das artes visuais
Metodologia do ensino das artes visuais
 
A leitura de imagem na sala de aula
A leitura de imagem na sala de aulaA leitura de imagem na sala de aula
A leitura de imagem na sala de aula
 
Ensino arte ciclo1
Ensino arte ciclo1Ensino arte ciclo1
Ensino arte ciclo1
 
JANELAS: Narrativa de um projeto fotográfico com estudantes de uma Escola …
JANELAS: Narrativa de um projeto fotográfico com estudantes de uma Escola …JANELAS: Narrativa de um projeto fotográfico com estudantes de uma Escola …
JANELAS: Narrativa de um projeto fotográfico com estudantes de uma Escola …
 

Destaque

Documento de reflexão crítica formação gouveia
Documento de reflexão crítica formação gouveiaDocumento de reflexão crítica formação gouveia
Documento de reflexão crítica formação gouveia
rfsribeiro
 
Reflexão Final
Reflexão FinalReflexão Final
Reflexão Final
Sílvia Baltazar
 
O Meu Portefólio/Tic no Ensino-Apendizagem
O Meu Portefólio/Tic no Ensino-ApendizagemO Meu Portefólio/Tic no Ensino-Apendizagem
O Meu Portefólio/Tic no Ensino-Apendizagem
Agostinho NSilva
 
Forma Estrutura
Forma EstruturaForma Estrutura
Forma Estrutura
Sandra Sousa
 
Normas e forma do relatório/ reflexão crítica
Normas e forma do relatório/ reflexão críticaNormas e forma do relatório/ reflexão crítica
Normas e forma do relatório/ reflexão crítica
Cristina Couto Varela
 
Coordenaçao supervisao liderança
Coordenaçao supervisao liderançaCoordenaçao supervisao liderança
Coordenaçao supervisao liderança
João Soares
 
Relatório reflexão crítica final
Relatório reflexão crítica  finalRelatório reflexão crítica  final
Relatório reflexão crítica final
helena1957
 
Reflexões..
Reflexões..Reflexões..
Reflexões..
Ana Maria Bessa
 
Bia
BiaBia
Reflexão crítica fátima pedro
Reflexão crítica   fátima pedroReflexão crítica   fátima pedro
Reflexão crítica fátima pedro
Fatimapedro
 
Colagem Assemblagem
Colagem AssemblagemColagem Assemblagem
Colagem Assemblagem
amarques_1
 
Relatório da visita de estudo_Hotel do Sado
Relatório da visita de estudo_Hotel do SadoRelatório da visita de estudo_Hotel do Sado
Relatório da visita de estudo_Hotel do Sado
Tina Lima
 
Portefólio Docente
Portefólio DocentePortefólio Docente
Portefólio Docente
Maria André
 
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Auto avaliação
Auto avaliaçãoAuto avaliação
Auto avaliação
Ana Monteiro
 
Portfólios
PortfóliosPortfólios
Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
  Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas  Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
Eduardo Lopes
 

Destaque (18)

Documento de reflexão crítica formação gouveia
Documento de reflexão crítica formação gouveiaDocumento de reflexão crítica formação gouveia
Documento de reflexão crítica formação gouveia
 
Reflexão Final
Reflexão FinalReflexão Final
Reflexão Final
 
O Meu Portefólio/Tic no Ensino-Apendizagem
O Meu Portefólio/Tic no Ensino-ApendizagemO Meu Portefólio/Tic no Ensino-Apendizagem
O Meu Portefólio/Tic no Ensino-Apendizagem
 
Forma Estrutura
Forma EstruturaForma Estrutura
Forma Estrutura
 
Normas e forma do relatório/ reflexão crítica
Normas e forma do relatório/ reflexão críticaNormas e forma do relatório/ reflexão crítica
Normas e forma do relatório/ reflexão crítica
 
Coordenaçao supervisao liderança
Coordenaçao supervisao liderançaCoordenaçao supervisao liderança
Coordenaçao supervisao liderança
 
Relatório reflexão crítica final
Relatório reflexão crítica  finalRelatório reflexão crítica  final
Relatório reflexão crítica final
 
Reflexões..
Reflexões..Reflexões..
Reflexões..
 
Bia
BiaBia
Bia
 
ReflexãO Critica
ReflexãO CriticaReflexãO Critica
ReflexãO Critica
 
Reflexão crítica fátima pedro
Reflexão crítica   fátima pedroReflexão crítica   fátima pedro
Reflexão crítica fátima pedro
 
Colagem Assemblagem
Colagem AssemblagemColagem Assemblagem
Colagem Assemblagem
 
Relatório da visita de estudo_Hotel do Sado
Relatório da visita de estudo_Hotel do SadoRelatório da visita de estudo_Hotel do Sado
Relatório da visita de estudo_Hotel do Sado
 
Portefólio Docente
Portefólio DocentePortefólio Docente
Portefólio Docente
 
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
 
Auto avaliação
Auto avaliaçãoAuto avaliação
Auto avaliação
 
Portfólios
PortfóliosPortfólios
Portfólios
 
Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
  Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas  Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
Conhecimentos pedagógicos- 500 questões comentadas
 

Semelhante a ReflexãO CríTica Didatica Evt

Projeto bandas
Projeto bandasProjeto bandas
Projeto bandas
Elida Kennedy
 
Atps de artes, criatividade e recreação
Atps de artes, criatividade e recreaçãoAtps de artes, criatividade e recreação
Atps de artes, criatividade e recreação
leticiamenezesmota
 
Projeto nos passos da dança 6º, 7º, 8º e 9º ano cest
Projeto nos passos da dança   6º, 7º, 8º e 9º ano  cestProjeto nos passos da dança   6º, 7º, 8º e 9º ano  cest
Projeto nos passos da dança 6º, 7º, 8º e 9º ano cest
SimoneHelenDrumond
 
Trabalho Prática de Ensino Maio13
Trabalho Prática de Ensino Maio13Trabalho Prática de Ensino Maio13
Trabalho Prática de Ensino Maio13
Ana Polo
 
PTD - EJA turma - 4 Educação Especial 1° Semestre
 PTD -  EJA turma - 4  Educação Especial   1° Semestre PTD -  EJA turma - 4  Educação Especial   1° Semestre
PTD - EJA turma - 4 Educação Especial 1° Semestre
Ivete Diniz
 
Projeto poesias: Educação Infantil
Projeto poesias: Educação InfantilProjeto poesias: Educação Infantil
Projeto poesias: Educação Infantil
Mayara Silva
 
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de DançaPoesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Seduc MT
 
A dança pictórica
A dança pictóricaA dança pictórica
A dança pictórica
pibiduergsmontenegro
 
ANEXO-4.pdf
ANEXO-4.pdfANEXO-4.pdf
ANEXO-4.pdf
Ana Soares
 
Portfólio..
Portfólio..Portfólio..
Portfólio..
UFMS
 
Práticas de Linguagens - Volume 5.pdf
Práticas de Linguagens - Volume 5.pdfPráticas de Linguagens - Volume 5.pdf
Práticas de Linguagens - Volume 5.pdf
AngeloMendesFerreira1
 
Caderno doaluno 2014_2017_vol2_baixa_lc_arte_ef_6s_7a
Caderno doaluno 2014_2017_vol2_baixa_lc_arte_ef_6s_7aCaderno doaluno 2014_2017_vol2_baixa_lc_arte_ef_6s_7a
Caderno doaluno 2014_2017_vol2_baixa_lc_arte_ef_6s_7a
Andréa Gonçalves
 
Sequencia didática minha identidade maternal
Sequencia didática minha identidade    maternalSequencia didática minha identidade    maternal
Sequencia didática minha identidade maternal
josivaldopassos
 
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
pibiduergsmontenegro
 
Artes recreação e criatividade
Artes recreação e criatividadeArtes recreação e criatividade
Artes recreação e criatividade
jugegi
 
Planos sabrinadâniele 1ºsem-ok
Planos sabrinadâniele 1ºsem-okPlanos sabrinadâniele 1ºsem-ok
Planos sabrinadâniele 1ºsem-ok
Kleriton Franklin
 
Sequencia didática
Sequencia didáticaSequencia didática
Sequencia didática
suzanaproinfo100h
 
Projeto de leitura e expressão artística
Projeto de leitura e expressão artísticaProjeto de leitura e expressão artística
Projeto de leitura e expressão artística
eeepadrianonobre
 
Projeto interdisciplinar de alfabetização
Projeto interdisciplinar de alfabetizaçãoProjeto interdisciplinar de alfabetização
Projeto interdisciplinar de alfabetização
PedagogiaCrisClaudia2011
 
Atps artes, criatividade e recreaçao
Atps artes, criatividade e recreaçaoAtps artes, criatividade e recreaçao
Atps artes, criatividade e recreaçao
Marli Dionisia da Silva
 

Semelhante a ReflexãO CríTica Didatica Evt (20)

Projeto bandas
Projeto bandasProjeto bandas
Projeto bandas
 
Atps de artes, criatividade e recreação
Atps de artes, criatividade e recreaçãoAtps de artes, criatividade e recreação
Atps de artes, criatividade e recreação
 
Projeto nos passos da dança 6º, 7º, 8º e 9º ano cest
Projeto nos passos da dança   6º, 7º, 8º e 9º ano  cestProjeto nos passos da dança   6º, 7º, 8º e 9º ano  cest
Projeto nos passos da dança 6º, 7º, 8º e 9º ano cest
 
Trabalho Prática de Ensino Maio13
Trabalho Prática de Ensino Maio13Trabalho Prática de Ensino Maio13
Trabalho Prática de Ensino Maio13
 
PTD - EJA turma - 4 Educação Especial 1° Semestre
 PTD -  EJA turma - 4  Educação Especial   1° Semestre PTD -  EJA turma - 4  Educação Especial   1° Semestre
PTD - EJA turma - 4 Educação Especial 1° Semestre
 
Projeto poesias: Educação Infantil
Projeto poesias: Educação InfantilProjeto poesias: Educação Infantil
Projeto poesias: Educação Infantil
 
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de DançaPoesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
 
A dança pictórica
A dança pictóricaA dança pictórica
A dança pictórica
 
ANEXO-4.pdf
ANEXO-4.pdfANEXO-4.pdf
ANEXO-4.pdf
 
Portfólio..
Portfólio..Portfólio..
Portfólio..
 
Práticas de Linguagens - Volume 5.pdf
Práticas de Linguagens - Volume 5.pdfPráticas de Linguagens - Volume 5.pdf
Práticas de Linguagens - Volume 5.pdf
 
Caderno doaluno 2014_2017_vol2_baixa_lc_arte_ef_6s_7a
Caderno doaluno 2014_2017_vol2_baixa_lc_arte_ef_6s_7aCaderno doaluno 2014_2017_vol2_baixa_lc_arte_ef_6s_7a
Caderno doaluno 2014_2017_vol2_baixa_lc_arte_ef_6s_7a
 
Sequencia didática minha identidade maternal
Sequencia didática minha identidade    maternalSequencia didática minha identidade    maternal
Sequencia didática minha identidade maternal
 
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
Do mundo das ideias ao mundo da realidade, pensando e executando ações intred...
 
Artes recreação e criatividade
Artes recreação e criatividadeArtes recreação e criatividade
Artes recreação e criatividade
 
Planos sabrinadâniele 1ºsem-ok
Planos sabrinadâniele 1ºsem-okPlanos sabrinadâniele 1ºsem-ok
Planos sabrinadâniele 1ºsem-ok
 
Sequencia didática
Sequencia didáticaSequencia didática
Sequencia didática
 
Projeto de leitura e expressão artística
Projeto de leitura e expressão artísticaProjeto de leitura e expressão artística
Projeto de leitura e expressão artística
 
Projeto interdisciplinar de alfabetização
Projeto interdisciplinar de alfabetizaçãoProjeto interdisciplinar de alfabetização
Projeto interdisciplinar de alfabetização
 
Atps artes, criatividade e recreaçao
Atps artes, criatividade e recreaçaoAtps artes, criatividade e recreaçao
Atps artes, criatividade e recreaçao
 

Mais de Alfredo Lopes

EstratéGias Essenciais No Campo Da
EstratéGias Essenciais No Campo DaEstratéGias Essenciais No Campo Da
EstratéGias Essenciais No Campo Da
Alfredo Lopes
 
O Jogo DramáTico Na Vida Da CriançA
O Jogo DramáTico Na Vida Da CriançAO Jogo DramáTico Na Vida Da CriançA
O Jogo DramáTico Na Vida Da CriançA
Alfredo Lopes
 
ExpressãO DramáTica
ExpressãO DramáTicaExpressãO DramáTica
ExpressãO DramáTica
Alfredo Lopes
 
A ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
A ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTicaA ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
A ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
Alfredo Lopes
 
ExpressãO E EducaçãO FíSico
ExpressãO E EducaçãO FíSicoExpressãO E EducaçãO FíSico
ExpressãO E EducaçãO FíSico
Alfredo Lopes
 
ExpressãO PláStica Mascaras
ExpressãO PláStica MascarasExpressãO PláStica Mascaras
ExpressãO PláStica Mascaras
Alfredo Lopes
 
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao MusicalExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
Alfredo Lopes
 
Actividade Para O Dia Da Avó E Do Pai
Actividade Para O Dia Da Avó E Do PaiActividade Para O Dia Da Avó E Do Pai
Actividade Para O Dia Da Avó E Do Pai
Alfredo Lopes
 
A CriançA E O Movimento ExpressãO FíSico Motora
A CriançA E O Movimento ExpressãO FíSico MotoraA CriançA E O Movimento ExpressãO FíSico Motora
A CriançA E O Movimento ExpressãO FíSico Motora
Alfredo Lopes
 
ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTicaExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
Alfredo Lopes
 
Imitar O Chefe, Apanhar A Cauda, O SéRio
Imitar O Chefe, Apanhar A Cauda, O SéRioImitar O Chefe, Apanhar A Cauda, O SéRio
Imitar O Chefe, Apanhar A Cauda, O SéRio
Alfredo Lopes
 
Roteiro Para A EducaçãO ArtíStica
Roteiro Para A EducaçãO ArtíSticaRoteiro Para A EducaçãO ArtíStica
Roteiro Para A EducaçãO ArtíStica
Alfredo Lopes
 
Processos
ProcessosProcessos
Processos
Alfredo Lopes
 
Livro Competencias Essenciais
Livro Competencias EssenciaisLivro Competencias Essenciais
Livro Competencias Essenciais
Alfredo Lopes
 
Acorda
AcordaAcorda
A Carta De 2070
A Carta De 2070A Carta De 2070
A Carta De 2070
Alfredo Lopes
 
49 2005
49 200549 2005
49 2005
Alfredo Lopes
 

Mais de Alfredo Lopes (20)

Cartaz Carta 2070
Cartaz Carta 2070Cartaz Carta 2070
Cartaz Carta 2070
 
EstratéGias Essenciais No Campo Da
EstratéGias Essenciais No Campo DaEstratéGias Essenciais No Campo Da
EstratéGias Essenciais No Campo Da
 
Revistas Infantis
Revistas InfantisRevistas Infantis
Revistas Infantis
 
O Jogo DramáTico Na Vida Da CriançA
O Jogo DramáTico Na Vida Da CriançAO Jogo DramáTico Na Vida Da CriançA
O Jogo DramáTico Na Vida Da CriançA
 
ExpressãO DramáTica
ExpressãO DramáTicaExpressãO DramáTica
ExpressãO DramáTica
 
A ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
A ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTicaA ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
A ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
 
ExpressãO E EducaçãO FíSico
ExpressãO E EducaçãO FíSicoExpressãO E EducaçãO FíSico
ExpressãO E EducaçãO FíSico
 
ExpressãO PláStica Mascaras
ExpressãO PláStica MascarasExpressãO PláStica Mascaras
ExpressãO PláStica Mascaras
 
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao MusicalExpressãO PláStica E Expressao Musical
ExpressãO PláStica E Expressao Musical
 
Actividade Para O Dia Da Avó E Do Pai
Actividade Para O Dia Da Avó E Do PaiActividade Para O Dia Da Avó E Do Pai
Actividade Para O Dia Da Avó E Do Pai
 
A CriançA E O Movimento ExpressãO FíSico Motora
A CriançA E O Movimento ExpressãO FíSico MotoraA CriançA E O Movimento ExpressãO FíSico Motora
A CriançA E O Movimento ExpressãO FíSico Motora
 
ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTicaExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
ExpressãO E EducaçãO Musical E DramáTica
 
Imitar O Chefe, Apanhar A Cauda, O SéRio
Imitar O Chefe, Apanhar A Cauda, O SéRioImitar O Chefe, Apanhar A Cauda, O SéRio
Imitar O Chefe, Apanhar A Cauda, O SéRio
 
Roteiro Para A EducaçãO ArtíStica
Roteiro Para A EducaçãO ArtíSticaRoteiro Para A EducaçãO ArtíStica
Roteiro Para A EducaçãO ArtíStica
 
Processos
ProcessosProcessos
Processos
 
Livro Competencias Essenciais
Livro Competencias EssenciaisLivro Competencias Essenciais
Livro Competencias Essenciais
 
Acorda
AcordaAcorda
Acorda
 
A Carta De 2070
A Carta De 2070A Carta De 2070
A Carta De 2070
 
46 1986
46 198646 1986
46 1986
 
49 2005
49 200549 2005
49 2005
 

Último

Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 

ReflexãO CríTica Didatica Evt

  • 1. -69850-341630REFLEXÃO CRÍTICAESCOLA: Instituto Ciências Educativas de FelgueirasDISCIPLINA: Metodologias das expressões/ Didáctica de E.V.TDOCENTE: Dra. Ana Luísa Souto e Melo.DISCENTE: Telma de Sousa MendesANO LECTIVO: 2008 / 2009Esta disciplina tem os seguintes conteúdos: - Enquadramento das Expressões no âmbito curricular do Sistema de Ensino português; - Espaços de Criatividade através das Expressões (transposição cinestésica); - Constituintes dos diferentes tipos de linguagem: a construção do colectivo como unidade de trabalho (dinâmica de grupo - O Jogo), o corpo e o movimento, as artes da palavra (o conto), o som/música e o espaço; - Prática integrada das várias expressões: Dramática, Plástica, Físico-Motora e Musical.Tem como objectivos: Enquadrar as áreas de expressão no âmbito curricular do sistema de ensino português; Entender os princípios orientadores das expressões, de promover a prática criativa na projecção de situações de ensino; Desenvolver a aplicação de projectos centrados na expressão criadora da criança; Aplicar os conhecimentos adquiridos na resolução de determinado problema, desenvolvendo uma resposta criativa; Identificar fases do processo criativo a partir da observação e experimentação; Entender e aplicar na prática as várias categorias de estimulação da criatividade; Compreender a necessidade da implementação de actuações típicas do professor criativo em meio escolar; Desenvolver projectos de dimensão inter e transdisciplinar no âmbito das expressões, numa perspectiva cinestésica e de Reconhecer a importância da expressão corporal e vocal como formas de comunicação privilegiadas na leitura de um Conto.As metodologias que a mestre Ana Melo, adoptou nesta disciplina foram as seguintes: Aulas teórico-práticas; Aulas expositivas; Projecção de slides, acetatos, vídeos; Exercícios práticos no âmbito das várias expressões e reflexão da sua aplicação no contexto de ensino e Pesquisa, apresentação e discussão de trabalhos.Como estava programado pela professora Ana Melo, fizemos exercícios práticos no âmbito das várias expressões: -Expressão Físico-Motora; -Expressão Dramática; -Expressão Musical e por fim, -Expressão Plástica. UM OLHAR PELAS AULAS PRÁTICAS…Numa tarde, realizamos uma visita de estudo a um atelier, ao “Atelier do Rato Fusível”, no Porto, este foi fundado por um colectivo de licenciados em Belas-Artes, que apresentam soluções técnicas e criativas nos diversos meios artísticos, como na cenografia, luzes, edição áudio e vídeo, modelação em barro e silicone, criação de diversificados adereços e guarda-roupa, construção de marionetas para teatro, escultura pública, etc. Com esta visita apercebi-me do trabalho que está por de trás de um espectáculo e que engloba o trabalho de muita gente.Esta visita foi muito proveitosa, pois tivemos o contacto com verdadeiros artistas, percebemos como realizam os seus trabalhos, vimos o meio de trabalho e também o trabalho que dá de ser um artista. Estes transmitiram ser, bastante simples. Passou – nos também, uma mensagem, pois precisamos de explorar mais outros ramos, saber mais um pouco de tudo, só assim seremos bons professores.Agradeço à professora Ana Melo, por nos ter proporcionado esta visita proveitosa ao “Atelier do Rato Fusível”. Passamos agora a outro dia incrível, que para mim foi o melhor. Tivemos a presença numa aula, dois dançarinos profissionais. Ambos, falaram-nos da carreira profissional, estes são professores de Educação Física e não ficaram apenas por ali.Os dançarinos, têm uma escola de dança, onde têm alunos de diferentes idades. Um dos alunos é surdo e mudo e como o Nuno e a Carla mencionaram não têm qualquer tipo de problema de passar as coreografias para este, ele consegue aprender bem os passos e talvez será o que menos se engana. O Nuno e a Carla, para iniciar a dança, têm joguinhos muitos simples e divertidos. Adorei! Esta aula serviu-nos para consolidar com a aula anterior, que foi a iniciação á dança. Acho que foi bastante gratificante e muito divertido, pois dançamos todos um pouco e alguns revelaram alguns dotes para a dança. Por fim, agradeço ao colega Cláudio, porque foi ele que convidou este casal fantástico em participar numa aula nossa e claro à professora Ana Melo.Na aula anterior a esta, fizemos uma pequena introdução à dança no 1º ciclo, em que a turma dividiu-se em grupos e todos teriam de fazer um trabalho. O meu grupo fez um jogo muito simples e eficaz para introduzir a dança no 1º ciclo. Consistia numa roda formada por metade meninos e outra metade de meninas, estes teriam de andar sempre á roda, com uma música do capuchinho vermelho de fundo, quando o capuchinho vermelho cantava as meninas teriam de cantar também e quando cantava o lobo mau era a vez dos meninos cantar e faziam gestos.Esta aula serviu, para partilhar uns com os outros como introduziríamos a dança no 1º ciclo e foi bastante benéfico e divertido. Numa quinta-feira, a professora Ana Melo levou-nos para o jardim do Instituto e propôs-nos um jogo. Todos levamos uma folha e uma caneta e foi-nos atribuído um número. Teríamos de colocar na folha o número de todas as pessoas e em frente do número teríamos de colocar um adjectivo e um animal que caracteriza-se essa pessoa.No final, a professora juntou as folhas de todos e de seguida leu para todos o adjectivo e o animal que caracterizava a pessoa daquele número.Com este jogo, ficamos a saber a opinião dos outros acerca de nós e se as opiniões coincidem umas com as outras e mesmo com a opinião de nós mesmos. É um jogo que podemos fazer no 1º ciclo, que permite explorar o pensamento, a criatividade de cada um e também sabermos a opinião dos outros em relação a nós. Uma criança que não sabe jogar, será um adulto que não saberá pensar . Jean Chateau (1961)Numa das primeiras aulas a professora realizou uma actividade de reflexão e criatividade. Todos os alunos colocaram-se num círculo com os olhos vendados, tínhamos uma música de fundo muito relaxante e a proposta da professora foi que com a pasta de modelar fizéssemos um objecto ou algo que nos tivesse marcado. No final, ouvimos o significado dos objectos de cada pessoa. Foi muito bom, pois ficamos a conhecer mais os nossos colegas e também a nós mesmos, pois tivemos de reflectir sobre o que nos marcou mais.No estágio o meu grupo teve o prazer de realizar essa actividade e o resultado foi óptimo. As crianças disseram coisas fantásticas, acerca do que lhes mais marcou.Foi muito gratificante termos conhecido esta actividade, pois permitiu-nos explora-la no estágio e com óptimos resultados. Noutra aula, realizamos uma actividade onde tínhamos de desenhar com lápis de cor ou de cera o nosso “nome” a nossa “personalidade”.Foi bastante engraçado pois deu para reparar nas cores que cada um utilizou e os traços que cada um fez, estes representavam alguma coisa. A escolha da cor e do traçado tinham significado.Cada um depois do desenho realizado teria de ir para a frente e falar do que representava o desenho, as cores, os traços, etc. Ficamos todos a conhecer mais os colegas, mais uma vez foi uma óptima actividade de reflexão individual e também para conhecer os colegas.Acho que a professora seleccionou muito bem as actividades que praticamos nas aulas, assim podemos explorar as diversas expressões e ficamos com algumas noções do que poderemos fazer no futuro com os nossos alunos.A pesquisa que nos foi pedida pela professora, para a elaboração do portefólio vai-nos ser bastante gratificante, pois ficamos com vários documentos que no futuro podemos sempre consultar e é claro este portefólio não vai ficar por aqui, continuarei sempre que possível a juntar documentos para anexar ao portefólio.Durante a pesquisa, vi a grande diversidade de actividades e jogos que podemos fazer com alunos e enriqueci o meu conhecimento. Agradeço á professora pelos trabalhos que fizemos pois vão-nos servir muito para o futuro e assim ficamos com algumas noções, agora cabe a cada um, de as explorar.