SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
UniSantos-Curso de Serviço Social Alunas: Poliane Ferreira Da Silva Priscila Brito dos Santos Orientadora: Profª.Ms. Clélia Maria da Silva Perazza 2009 15° Seminário de Sistematização do Agir Profissional
Objeto de Estudo: Conhecer as formas de violência contra o Idoso  no Município de Santos e Guarujá e as  respectivas políticas sociais e o processo de trabalho do Assistente Social frente a esta demanda.
Agradecimentos: Agradecemos primeiramente a Deus por nos ter dado forças, sabedoria e entendimento  para estar aqui concluindo este trabalho. Aos nossos Familiares que nos apoiaram nestes 4 anos de graduação. Aos nossos queridos professores que com suas competentes práticas contribuíram para nossa formação. E aos profissionais Assistentes Sociais que encontramos nos estágios supervisionados que nos ajudaram a trilhar essa etapa das nossas vidas. Muito obrigado a  todos.
Objetivo Geral  Analisar á violência contra o idoso no município de Santos e Guarujá e o processo de trabalho do profissional de Serviço Social com essa demanda. Objetivo Especifico  a) Conhecer as causas e tipologias mais freqüentes da violência contra o idoso nos respectivos municípios e suas formas de enfrentamento. b)Verificar e analisar as causas de violência em uma organização de Guarujá.
Metodologia: O trabalho apresenta uma pesquisa de caráter qualitativo exploratório visando conhecer e esclarecer as particularidades deste processo em especifico. A pesquisa foi realizada através de entrevista com profissionais do setor de Assistência Social do município de Santos e Guarujá, duas Assistentes Sociais que responderam um questionário de perguntas abertas e uma Psicóloga que forneceu dados qualitativos, além de uma análise de prontuários em uma determinada organização
Hipótese ,[object Object]
A intervenção do Profissional Assistente Social e equipe técnica podem favorecer a diminuição da prática abusiva da violência a pessoa idosa.
Existe falta de informações refletidas, que se tornam conhecimentos introjetados sobre o conjunto de leis, programas e normas, enfim, políticas públicas, que garantem os direitos dos idosos.,[object Object]
Procuramos compreender teoricamente as concepções de família bem como estudar as Políticas Públicas, Política especialmente a de Assistência Social, o Estatuto do Idoso principal lei que garante os direitos da pessoa idosa. Abordamos a respeito do significado do envelhecimento e fizemos um breve histórico sobre como foi formulado e conquistado os direitos da pessoa idosa.
Política Nacional do Idoso (1988)
Estatuto do Idoso (10.741/03)
Política de Assistência Social,[object Object]
Pontuamos as várias formas de violência praticadas contra o idoso bem como a violência dentro da família como romper com o silêncio denunciando tais abusos, além de compreender a atuação do Assistente Social junto a esta demanda.,[object Object]
ESTRUTURA DO TRABALHO ,[object Object],Foram realizadas entrevistas com a Assistente Social que é Presidente do Conselho Municipal do Idoso do Guarujá e representante do Abrigo aonde à pesquisa foi realizada; uma Assistente Social de Santos, que é responsável pela coordenação da assistência social do idoso, e uma Psicóloga na qual obtivemos dados estatístico sobre o índice de violência no município de Santos.  Realizamos visitas em uma organização no município de Guarujá onde estão abrigados  idosos do sexo masculino e Fizemos  um estudo em  seus prontuários para poder entender as causas que os levaram ao abrigamento e conhecer os antecedentes de vida e de violência.
ESTRUTURA DO TRABALHO ,[object Object],Foram realizadas entrevistas com a Assistente Social que é Presidente do Conselho Municipal do Idoso do Guarujá e representante do Abrigo aonde à pesquisa foi realizada; uma Assistente Social de Santos, que é responsável pela coordenação da assistência social do idoso, e uma Psicóloga na qual obtivemos dados estatístico sobre o índice de violência no município de Santos.  Realizamos visitas em uma organização no município de Guarujá onde estão abrigados  idosos do sexo masculino e Fizemos  um estudo em  seus prontuários para poder entender as causas que os levaram ao abrigamento e conhecer os antecedentes de vida e de violência.
Sistematização e Análise dos Dados ,[object Object],[object Object],[object Object]
Causas e Tipologias do Abrigamento Verifica-se que a maioria das causas de abrigamentoemGuarujá é a falta de vinculo familiar muitos deles sairãocedo de casa, forammoraremoutracidadeouestado e acabaramnãoretornandoparasuacidade de origem, perdendocontato e vinculoafetivo com seusentesqueridos.Hátambém um númerosignificativos de idososadvindo do alberguetotalizandoseis deles, essessãoosquemoravamnarua e quenãotinhavínculos de parentesnacidade, osquetinhaosmesmonãoosacolhia. 	Os idososvindoatravés de solicitação familiar sãoaquelesque a famíliatrabalha e não tem condições de daroscuidadosnecessáriospara o mesmoque se encontradebilitadoporalgumproblema de saúde, vindoentão ser abrigados.Eháidososquemoravamsozinhos e pornãotermaiscondições de se cuidarpormotivo de doença, veiopara o abrigo.
Conteúdo das respostas das  Assistentes Sociais: - Qual o tipo de violência tem chegado com maior freqüência nos atendimentos?
Quais as necessidades do município em relação aos cuidados com o idoso?
- De acordo com dados estatísticos o número de idosos que vem sendo vitimas de violência vem crescendo, o que leva alguém agredir um idoso?
- O município está preparado para atender esta demanda?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

TCC - Serviço social
TCC - Serviço socialTCC - Serviço social
TCC - Serviço socialGui Souza A
 
Projeto Casa Lar Do Idoso Sananduva Versao01
Projeto  Casa  Lar Do  Idoso    Sananduva  Versao01Projeto  Casa  Lar Do  Idoso    Sananduva  Versao01
Projeto Casa Lar Do Idoso Sananduva Versao01Agência Camozzato
 
Cópia de dinâmicas para-idosos
Cópia de dinâmicas para-idososCópia de dinâmicas para-idosos
Cópia de dinâmicas para-idososAlexandre Moreira
 
A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PRESENTE NO COTIDIANO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL...
A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PRESENTE NO COTIDIANO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL...A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PRESENTE NO COTIDIANO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL...
A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PRESENTE NO COTIDIANO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL...Temas para TCC
 
Caderno violencia idoso_atualizado_19jun
Caderno violencia idoso_atualizado_19junCaderno violencia idoso_atualizado_19jun
Caderno violencia idoso_atualizado_19junBernadetecebs .
 
Maus tratos violência e negligência contra os idosos
Maus tratos violência e negligência contra os idososMaus tratos violência e negligência contra os idosos
Maus tratos violência e negligência contra os idososDaniela Monteiro
 
O serviço social e a reinerção de crianças e adolescentes à familia de origem
O serviço social e a reinerção de crianças e adolescentes à familia de origemO serviço social e a reinerção de crianças e adolescentes à familia de origem
O serviço social e a reinerção de crianças e adolescentes à familia de origemPaula Silva
 
Idosos albamaria violência
Idosos albamaria violênciaIdosos albamaria violência
Idosos albamaria violênciaAnna Trina
 
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa IdosaGoverno de Santa Catarina
 
Slide violência contra o idoso
Slide violência contra o idosoSlide violência contra o idoso
Slide violência contra o idosoKarolina Peixoto
 
Temas para TCC- curso Serviço Social
Temas para TCC- curso Serviço SocialTemas para TCC- curso Serviço Social
Temas para TCC- curso Serviço SocialRosane Domingues
 
Terapeuta ocupacional no centro de convivênica do idoso
Terapeuta ocupacional no centro de convivênica do idosoTerapeuta ocupacional no centro de convivênica do idoso
Terapeuta ocupacional no centro de convivênica do idosoAbrato-SC
 
Trabalho Violência Contra Idosos
Trabalho Violência Contra IdososTrabalho Violência Contra Idosos
Trabalho Violência Contra IdososRicardo da Palma
 

Mais procurados (20)

TCC - Serviço social
TCC - Serviço socialTCC - Serviço social
TCC - Serviço social
 
Slide idoso tcc
Slide idoso tccSlide idoso tcc
Slide idoso tcc
 
Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisaProjeto de pesquisa
Projeto de pesquisa
 
Projeto Casa Lar Do Idoso Sananduva Versao01
Projeto  Casa  Lar Do  Idoso    Sananduva  Versao01Projeto  Casa  Lar Do  Idoso    Sananduva  Versao01
Projeto Casa Lar Do Idoso Sananduva Versao01
 
Cópia de dinâmicas para-idosos
Cópia de dinâmicas para-idososCópia de dinâmicas para-idosos
Cópia de dinâmicas para-idosos
 
Apresentação serviços social
Apresentação serviços socialApresentação serviços social
Apresentação serviços social
 
A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PRESENTE NO COTIDIANO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL...
A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PRESENTE NO COTIDIANO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL...A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PRESENTE NO COTIDIANO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL...
A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PRESENTE NO COTIDIANO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL...
 
Violencia contra Idosos
Violencia contra IdososViolencia contra Idosos
Violencia contra Idosos
 
Lesher
LesherLesher
Lesher
 
Ana ufcd 8900
Ana ufcd 8900Ana ufcd 8900
Ana ufcd 8900
 
Caderno violencia idoso_atualizado_19jun
Caderno violencia idoso_atualizado_19junCaderno violencia idoso_atualizado_19jun
Caderno violencia idoso_atualizado_19jun
 
Maus tratos violência e negligência contra os idosos
Maus tratos violência e negligência contra os idososMaus tratos violência e negligência contra os idosos
Maus tratos violência e negligência contra os idosos
 
O serviço social e a reinerção de crianças e adolescentes à familia de origem
O serviço social e a reinerção de crianças e adolescentes à familia de origemO serviço social e a reinerção de crianças e adolescentes à familia de origem
O serviço social e a reinerção de crianças e adolescentes à familia de origem
 
Ilpi puc - outubro 2013
Ilpi   puc - outubro 2013Ilpi   puc - outubro 2013
Ilpi puc - outubro 2013
 
Idosos albamaria violência
Idosos albamaria violênciaIdosos albamaria violência
Idosos albamaria violência
 
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
 
Slide violência contra o idoso
Slide violência contra o idosoSlide violência contra o idoso
Slide violência contra o idoso
 
Temas para TCC- curso Serviço Social
Temas para TCC- curso Serviço SocialTemas para TCC- curso Serviço Social
Temas para TCC- curso Serviço Social
 
Terapeuta ocupacional no centro de convivênica do idoso
Terapeuta ocupacional no centro de convivênica do idosoTerapeuta ocupacional no centro de convivênica do idoso
Terapeuta ocupacional no centro de convivênica do idoso
 
Trabalho Violência Contra Idosos
Trabalho Violência Contra IdososTrabalho Violência Contra Idosos
Trabalho Violência Contra Idosos
 

Destaque

Movimento de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes ...
Movimento de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes ...Movimento de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes ...
Movimento de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes ...Deputado_AldacirOliboni1
 
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesViolência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesAlinebrauna Brauna
 
Aula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra criançasAula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra criançasDiego Alvarez
 
Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2Alinebrauna Brauna
 
Terceiro Setor Aula 01
Terceiro Setor Aula 01Terceiro Setor Aula 01
Terceiro Setor Aula 01pascotto
 
Políticas públicas sefaz
Políticas públicas sefazPolíticas públicas sefaz
Políticas públicas sefazFábio Maia
 
Questao social e Politicas Sociais
Questao social e Politicas Sociais Questao social e Politicas Sociais
Questao social e Politicas Sociais GlauciaAS
 
política social e políticas públicas
política social e políticas públicaspolítica social e políticas públicas
política social e políticas públicasLeonardo Rocha
 
RELIGIÃO E POLÍTICAS SOCIAIS - SERVIÇO SOCIAL
RELIGIÃO E POLÍTICAS SOCIAIS - SERVIÇO SOCIALRELIGIÃO E POLÍTICAS SOCIAIS - SERVIÇO SOCIAL
RELIGIÃO E POLÍTICAS SOCIAIS - SERVIÇO SOCIALRosane Domingues
 
POLÍTICAS PÚBLICAS: Princípios, Propósitos e Processos
POLÍTICAS PÚBLICAS: Princípios, Propósitos e ProcessosPOLÍTICAS PÚBLICAS: Princípios, Propósitos e Processos
POLÍTICAS PÚBLICAS: Princípios, Propósitos e Processosfcmatosbh
 
Trabalho de questao social! seminári!
Trabalho de questao social! seminári!Trabalho de questao social! seminári!
Trabalho de questao social! seminári!Mony Lima
 
Democratizar a gestão das políticas sociais – um desafio a ser enfrentado pel...
Democratizar a gestão das políticas sociais – um desafio a ser enfrentado pel...Democratizar a gestão das políticas sociais – um desafio a ser enfrentado pel...
Democratizar a gestão das políticas sociais – um desafio a ser enfrentado pel...Isabel Amaral
 
Formação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilFormação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilArare Carvalho Júnior
 
Apostila 04 questão social
Apostila 04   questão socialApostila 04   questão social
Apostila 04 questão socialMarilda Cardoso
 
política social - fundamentos e história
política social - fundamentos e históriapolítica social - fundamentos e história
política social - fundamentos e históriaRafael Dionisio
 
Aula de pós graduação polítca social e questão social1
Aula de pós graduação   polítca social e questão social1Aula de pós graduação   polítca social e questão social1
Aula de pós graduação polítca social e questão social1Estevam Cesar
 

Destaque (20)

Movimento de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes ...
Movimento de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes ...Movimento de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes ...
Movimento de Enfrentamento a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes ...
 
Tcc 2010
Tcc 2010Tcc 2010
Tcc 2010
 
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesViolência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Aula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra criançasAula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra crianças
 
Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2Apresentação politica de assistencia social 2
Apresentação politica de assistencia social 2
 
Terceiro Setor Aula 01
Terceiro Setor Aula 01Terceiro Setor Aula 01
Terceiro Setor Aula 01
 
Políticas públicas sefaz
Políticas públicas sefazPolíticas públicas sefaz
Políticas públicas sefaz
 
Questao social e Politicas Sociais
Questao social e Politicas Sociais Questao social e Politicas Sociais
Questao social e Politicas Sociais
 
política social e políticas públicas
política social e políticas públicaspolítica social e políticas públicas
política social e políticas públicas
 
Políticas públicas
Políticas públicasPolíticas públicas
Políticas públicas
 
RELIGIÃO E POLÍTICAS SOCIAIS - SERVIÇO SOCIAL
RELIGIÃO E POLÍTICAS SOCIAIS - SERVIÇO SOCIALRELIGIÃO E POLÍTICAS SOCIAIS - SERVIÇO SOCIAL
RELIGIÃO E POLÍTICAS SOCIAIS - SERVIÇO SOCIAL
 
Questão Social no Brasil
Questão Social no BrasilQuestão Social no Brasil
Questão Social no Brasil
 
POLÍTICAS PÚBLICAS: Princípios, Propósitos e Processos
POLÍTICAS PÚBLICAS: Princípios, Propósitos e ProcessosPOLÍTICAS PÚBLICAS: Princípios, Propósitos e Processos
POLÍTICAS PÚBLICAS: Princípios, Propósitos e Processos
 
Trabalho de questao social! seminári!
Trabalho de questao social! seminári!Trabalho de questao social! seminári!
Trabalho de questao social! seminári!
 
Democratizar a gestão das políticas sociais – um desafio a ser enfrentado pel...
Democratizar a gestão das políticas sociais – um desafio a ser enfrentado pel...Democratizar a gestão das políticas sociais – um desafio a ser enfrentado pel...
Democratizar a gestão das políticas sociais – um desafio a ser enfrentado pel...
 
Formação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilFormação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasil
 
Apostila 04 questão social
Apostila 04   questão socialApostila 04   questão social
Apostila 04 questão social
 
política social - fundamentos e história
política social - fundamentos e históriapolítica social - fundamentos e história
política social - fundamentos e história
 
Questão Social
Questão SocialQuestão Social
Questão Social
 
Aula de pós graduação polítca social e questão social1
Aula de pós graduação   polítca social e questão social1Aula de pós graduação   polítca social e questão social1
Aula de pós graduação polítca social e questão social1
 

Semelhante a TCC

Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social
Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social
Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social Rosemeire Rocha D. Fukue
 
Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social
 Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social  Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social
Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social Rosemeire Rocha D. Fukue
 
ESS - " Namoro sem violência"
ESS - " Namoro sem violência"ESS - " Namoro sem violência"
ESS - " Namoro sem violência"Ilda Bicacro
 
protocolo da rede de atendimento a mulher em violência - mulher cidadã - vers...
protocolo da rede de atendimento a mulher em violência - mulher cidadã - vers...protocolo da rede de atendimento a mulher em violência - mulher cidadã - vers...
protocolo da rede de atendimento a mulher em violência - mulher cidadã - vers...Anna Luiza Lopes
 
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonasSimoneHelenDrumond
 
cartilha-parou-aqui.pdf
cartilha-parou-aqui.pdfcartilha-parou-aqui.pdf
cartilha-parou-aqui.pdfRaquelBrito54
 
71204 eni vargas-machado_batista
71204 eni vargas-machado_batista71204 eni vargas-machado_batista
71204 eni vargas-machado_batistaBruna Rodrigues
 
O assistente social e a garantia de protecao social ao idoso
O assistente social e a garantia de protecao social ao idosoO assistente social e a garantia de protecao social ao idoso
O assistente social e a garantia de protecao social ao idosomarcia geane correia de andrade
 
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Educação
 

Semelhante a TCC (20)

Amar e proteger2
Amar e proteger2Amar e proteger2
Amar e proteger2
 
Amar e proteger2
Amar e proteger2Amar e proteger2
Amar e proteger2
 
Amar e Proteger2
Amar e Proteger2Amar e Proteger2
Amar e Proteger2
 
Amar e proteger2
Amar e proteger2Amar e proteger2
Amar e proteger2
 
Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social
Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social
Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social
 
Apresentação Amar e Proteger2
Apresentação Amar e Proteger2Apresentação Amar e Proteger2
Apresentação Amar e Proteger2
 
Amar e Proteger2
Amar e Proteger2Amar e Proteger2
Amar e Proteger2
 
Apresentação Amar e Proteger2
Apresentação Amar e Proteger2Apresentação Amar e Proteger2
Apresentação Amar e Proteger2
 
Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social
 Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social  Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social
Amar e Proteger2 Serviço de Proteção Social
 
Apresentação amar e proteger2
Apresentação amar e proteger2Apresentação amar e proteger2
Apresentação amar e proteger2
 
Apresentação amar e proteger2
Apresentação amar e proteger2Apresentação amar e proteger2
Apresentação amar e proteger2
 
Apresentação amar e proteger2
Apresentação amar e proteger2Apresentação amar e proteger2
Apresentação amar e proteger2
 
Apresentação Amar e Proteger2
Apresentação Amar e Proteger2Apresentação Amar e Proteger2
Apresentação Amar e Proteger2
 
ESS - " Namoro sem violência"
ESS - " Namoro sem violência"ESS - " Namoro sem violência"
ESS - " Namoro sem violência"
 
protocolo da rede de atendimento a mulher em violência - mulher cidadã - vers...
protocolo da rede de atendimento a mulher em violência - mulher cidadã - vers...protocolo da rede de atendimento a mulher em violência - mulher cidadã - vers...
protocolo da rede de atendimento a mulher em violência - mulher cidadã - vers...
 
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas
 
cartilha-parou-aqui.pdf
cartilha-parou-aqui.pdfcartilha-parou-aqui.pdf
cartilha-parou-aqui.pdf
 
71204 eni vargas-machado_batista
71204 eni vargas-machado_batista71204 eni vargas-machado_batista
71204 eni vargas-machado_batista
 
O assistente social e a garantia de protecao social ao idoso
O assistente social e a garantia de protecao social ao idosoO assistente social e a garantia de protecao social ao idoso
O assistente social e a garantia de protecao social ao idoso
 
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
 

Mais de André Luiz Bernardes

22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Vacinas com base na Receita Total.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Vacinas com base na Receita Total.pdf22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Vacinas com base na Receita Total.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Vacinas com base na Receita Total.pdfAndré Luiz Bernardes
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Anticorpos Monoclonais com base na Receit...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Anticorpos Monoclonais com base na Receit...22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Anticorpos Monoclonais com base na Receit...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Anticorpos Monoclonais com base na Receit...André Luiz Bernardes
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Países em Inovação em Saúde.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Países em Inovação em Saúde.pdf22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Países em Inovação em Saúde.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Países em Inovação em Saúde.pdfAndré Luiz Bernardes
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Nutracêuticas com Base na Receit...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Nutracêuticas com Base na Receit...22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Nutracêuticas com Base na Receit...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Nutracêuticas com Base na Receit...André Luiz Bernardes
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Inovadoras de Terapia Digital.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Inovadoras de Terapia Digital.pdf22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Inovadoras de Terapia Digital.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Inovadoras de Terapia Digital.pdfAndré Luiz Bernardes
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais que Gastam em Pesquisa e Desenvolvimento.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais que Gastam em Pesquisa e Desenvolvimento.pdf22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais que Gastam em Pesquisa e Desenvolvimento.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais que Gastam em Pesquisa e Desenvolvimento.pdfAndré Luiz Bernardes
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais de Imunologia com base na Receita Total d...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais de Imunologia com base na Receita Total d...22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais de Imunologia com base na Receita Total d...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais de Imunologia com base na Receita Total d...André Luiz Bernardes
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Farmacêuticas de Genéricos com b...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Farmacêuticas de Genéricos com b...22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Farmacêuticas de Genéricos com b...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Farmacêuticas de Genéricos com b...André Luiz Bernardes
 
5 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
5 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...5 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
5 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...André Luiz Bernardes
 
4 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
4 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...4 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
4 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...André Luiz Bernardes
 
3 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
3 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...3 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
3 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...André Luiz Bernardes
 
2 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
2 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...2 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
2 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...André Luiz Bernardes
 
0 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
0 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...0 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
0 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...André Luiz Bernardes
 
1 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
1 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...1 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
1 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...André Luiz Bernardes
 
Roche - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Roche - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018Roche - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Roche - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018André Luiz Bernardes
 
Sanofi - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Sanofi - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018Sanofi - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Sanofi - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018André Luiz Bernardes
 
MSD | Merck - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
MSD | Merck - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018MSD | Merck - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
MSD | Merck - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018André Luiz Bernardes
 
Brazil sfe-company-novartis-top-10-pharmaceutical-companies-2018-andre-luiz-b...
Brazil sfe-company-novartis-top-10-pharmaceutical-companies-2018-andre-luiz-b...Brazil sfe-company-novartis-top-10-pharmaceutical-companies-2018-andre-luiz-b...
Brazil sfe-company-novartis-top-10-pharmaceutical-companies-2018-andre-luiz-b...André Luiz Bernardes
 
Gilead - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Gilead - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018Gilead - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Gilead - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018André Luiz Bernardes
 

Mais de André Luiz Bernardes (20)

22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Vacinas com base na Receita Total.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Vacinas com base na Receita Total.pdf22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Vacinas com base na Receita Total.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Vacinas com base na Receita Total.pdf
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Anticorpos Monoclonais com base na Receit...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Anticorpos Monoclonais com base na Receit...22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Anticorpos Monoclonais com base na Receit...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Anticorpos Monoclonais com base na Receit...
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Países em Inovação em Saúde.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Países em Inovação em Saúde.pdf22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Países em Inovação em Saúde.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Países em Inovação em Saúde.pdf
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Nutracêuticas com Base na Receit...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Nutracêuticas com Base na Receit...22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Nutracêuticas com Base na Receit...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Nutracêuticas com Base na Receit...
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Inovadoras de Terapia Digital.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Inovadoras de Terapia Digital.pdf22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Inovadoras de Terapia Digital.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Inovadoras de Terapia Digital.pdf
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais que Gastam em Pesquisa e Desenvolvimento.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais que Gastam em Pesquisa e Desenvolvimento.pdf22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais que Gastam em Pesquisa e Desenvolvimento.pdf
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais que Gastam em Pesquisa e Desenvolvimento.pdf
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais de Imunologia com base na Receita Total d...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais de Imunologia com base na Receita Total d...22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais de Imunologia com base na Receita Total d...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais de Imunologia com base na Receita Total d...
 
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Farmacêuticas de Genéricos com b...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Farmacêuticas de Genéricos com b...22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Farmacêuticas de Genéricos com b...
22.11.23 - 2022 - Top 20 Principais Empresas Farmacêuticas de Genéricos com b...
 
5 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
5 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...5 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
5 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
 
4 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
4 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...4 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
4 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
 
3 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
3 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...3 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
3 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
 
2 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
2 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...2 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
2 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
 
0 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
0 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...0 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
0 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
 
1 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
1 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...1 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
1 - Qual é a diferença entre Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina...
 
O que é Deep Learning?
O que é Deep Learning?O que é Deep Learning?
O que é Deep Learning?
 
Roche - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Roche - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018Roche - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Roche - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
 
Sanofi - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Sanofi - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018Sanofi - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Sanofi - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
 
MSD | Merck - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
MSD | Merck - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018MSD | Merck - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
MSD | Merck - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
 
Brazil sfe-company-novartis-top-10-pharmaceutical-companies-2018-andre-luiz-b...
Brazil sfe-company-novartis-top-10-pharmaceutical-companies-2018-andre-luiz-b...Brazil sfe-company-novartis-top-10-pharmaceutical-companies-2018-andre-luiz-b...
Brazil sfe-company-novartis-top-10-pharmaceutical-companies-2018-andre-luiz-b...
 
Gilead - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Gilead - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018Gilead - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
Gilead - Top 10 Pharmaceutical Companies 2018
 

TCC

  • 1. UniSantos-Curso de Serviço Social Alunas: Poliane Ferreira Da Silva Priscila Brito dos Santos Orientadora: Profª.Ms. Clélia Maria da Silva Perazza 2009 15° Seminário de Sistematização do Agir Profissional
  • 2. Objeto de Estudo: Conhecer as formas de violência contra o Idoso no Município de Santos e Guarujá e as respectivas políticas sociais e o processo de trabalho do Assistente Social frente a esta demanda.
  • 3. Agradecimentos: Agradecemos primeiramente a Deus por nos ter dado forças, sabedoria e entendimento para estar aqui concluindo este trabalho. Aos nossos Familiares que nos apoiaram nestes 4 anos de graduação. Aos nossos queridos professores que com suas competentes práticas contribuíram para nossa formação. E aos profissionais Assistentes Sociais que encontramos nos estágios supervisionados que nos ajudaram a trilhar essa etapa das nossas vidas. Muito obrigado a todos.
  • 4. Objetivo Geral Analisar á violência contra o idoso no município de Santos e Guarujá e o processo de trabalho do profissional de Serviço Social com essa demanda. Objetivo Especifico a) Conhecer as causas e tipologias mais freqüentes da violência contra o idoso nos respectivos municípios e suas formas de enfrentamento. b)Verificar e analisar as causas de violência em uma organização de Guarujá.
  • 5. Metodologia: O trabalho apresenta uma pesquisa de caráter qualitativo exploratório visando conhecer e esclarecer as particularidades deste processo em especifico. A pesquisa foi realizada através de entrevista com profissionais do setor de Assistência Social do município de Santos e Guarujá, duas Assistentes Sociais que responderam um questionário de perguntas abertas e uma Psicóloga que forneceu dados qualitativos, além de uma análise de prontuários em uma determinada organização
  • 6.
  • 7. A intervenção do Profissional Assistente Social e equipe técnica podem favorecer a diminuição da prática abusiva da violência a pessoa idosa.
  • 8.
  • 9. Procuramos compreender teoricamente as concepções de família bem como estudar as Políticas Públicas, Política especialmente a de Assistência Social, o Estatuto do Idoso principal lei que garante os direitos da pessoa idosa. Abordamos a respeito do significado do envelhecimento e fizemos um breve histórico sobre como foi formulado e conquistado os direitos da pessoa idosa.
  • 10. Política Nacional do Idoso (1988)
  • 11. Estatuto do Idoso (10.741/03)
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. Causas e Tipologias do Abrigamento Verifica-se que a maioria das causas de abrigamentoemGuarujá é a falta de vinculo familiar muitos deles sairãocedo de casa, forammoraremoutracidadeouestado e acabaramnãoretornandoparasuacidade de origem, perdendocontato e vinculoafetivo com seusentesqueridos.Hátambém um númerosignificativos de idososadvindo do alberguetotalizandoseis deles, essessãoosquemoravamnarua e quenãotinhavínculos de parentesnacidade, osquetinhaosmesmonãoosacolhia. Os idososvindoatravés de solicitação familiar sãoaquelesque a famíliatrabalha e não tem condições de daroscuidadosnecessáriospara o mesmoque se encontradebilitadoporalgumproblema de saúde, vindoentão ser abrigados.Eháidososquemoravamsozinhos e pornãotermaiscondições de se cuidarpormotivo de doença, veiopara o abrigo.
  • 18. Conteúdo das respostas das Assistentes Sociais: - Qual o tipo de violência tem chegado com maior freqüência nos atendimentos?
  • 19. Quais as necessidades do município em relação aos cuidados com o idoso?
  • 20. - De acordo com dados estatísticos o número de idosos que vem sendo vitimas de violência vem crescendo, o que leva alguém agredir um idoso?
  • 21. - O município está preparado para atender esta demanda?
  • 22. Conclusão: EmSantososcuidados com o Idosocomocoloca a Assistente Social de Santos é: “Ampliarosserviços de auto cuidado – vigilânciajuntoaosidosos; Ampliarosserviços de apoiopsicológico do idoso e familiares. EmGuarujáosserviçossãotodoslimitados, e o mesmocoloca a responsabilidadeematender as denúnciasnasentidadessociaishavendoumainversão de papéis, pois a obrigatoriedade, o dever é do Municípioe nãotransferirsuasresponsabilidadesparaorganizaçõesnãogovernamentais, EmSantos tem todo um sistemaparalidar com a denúncia e fazer o atendimento. EmGuarujá o acesso é através de serviçospúblicos e privados, nãotendoumaestruturapara a rede de serviços. As duasassistentessociaisconcordamque as intervenções dos profissionaissãoessenciaisparadiminuira práticadaviolência, atendendonãosó o idosoemsi, mastodasuafamília.
  • 23. Diante do expostopropomos:   Garantira intencionalidade no processo de trabalhoqueimplicaemcontemplar a integralidade do idosoemsuasdimensões: física, moral, psicológica, cognitivaafetiva e espiritual, observando-se a necessidade de atendimentosócio – psíquico -pedagógicoterapêutico e interdisciplinar. Para estáreestruturaçãopressupõem-se sensibilizar e mobilizar o poderpúblicoparaquesejamasseguradosproteção social efetiva, quepossibilitem a redução das desigualdadessociais e a inclusão do idoso, com direitosviolados. Dispondoinvestimentoparapossibilitar a reconstrução de vínculossociais e conquistarmaiorgrau de independência individual e social. Deve-se ainda, defender a dignidade e osdireitoshumanos e monitorar a ocorrência dos riscos e de agravamento e, também, a viabilização de espaços de lazer e entretenimentosadiosaosmesmos, afastando-os de ocorrências de vitimização e agressões; possibilitando o resgate de suadignidade e cidadania e pressupondosuaefetivainclusão social, a partirdainterrupção do sofrimento com osváriostipos de violência e o desenvolvimentosaudável, seguro e dignonasuacaminhada, semrestrições. Portanto, consideramos que a interrupção do sofrimento dos atos de violência contra o idoso implica assegurar Direitos, que é um Dever do Estado.