SlideShare uma empresa Scribd logo
TAQUICARDIA/BRADICARDIA

Alexandre Ferreira Costa
César José da Silva
Lilian Miranda
Luciane dos Santos Alves

RA 1221701-4
RA 1306048-8
RA 1221349-2
RA 1221708-9
Taquicardia
é uma arritmia cardíaca na qual o coração tem
seus batimentos aumentados.

•

Bradicardia
•

é uma arritmia cardíaca na qual o coração tem
seus batimentos diminuídos ou irregular.
Batimento Normal

• descansado é de 60 a 100 por minuto.

Batimento Taquicardia
• Acima 100 por minuto.

• Sob essas frequência, o coração não é capaz de bombear
eficientemente o sangue rico em oxigênio ao seu corpo.

Causas mais comuns
• como pressão arterial alta (hipertensão)
• Irrigação sanguínea fraca no músculo cardíaco
• doença da tireoide
• abuso de álcool ou drogas
• Estresse emocional ou cafeinadas.

Sintomas
• Falta de ar / Tontura / Fraqueza súbita / Palpitação
Atordoamento / Desmaios.
Batimento Bradicardia

• Menos de 60 batimento por minuto.
• Coração não é capaz de bombear sangue rico em
oxigênio suficiente para o seu corpo durante
atividades normais ou exercícios.

Causas mais comuns
• Certas doenças ou medicamentos para o coração
• O processo de envelhecimento natural
• Tecido cicatrizado de um ataque cardíaco
• Bloqueio cardíaco

Sintomas
• Tontura, desmaios, cansaço extremo e falta de ar.
Diagnostico
•

Eletrocardiograma ou da monitorização cardíaca
contínua no momento em que ocorre a taquicardia
ventricular. Alguns casos eletrocardiograma contínuo
de 24 horas (Holter) ou por um período de
monitorização eletrocardíaca ainda maior.
Paciente com Arritmias
• Quando o paciente tem arritmias e não está usando
medicamentos antiarrítmicos, o medo, a dor e o anestésico
com epinefrina podem desencadear ou aumentar o distúrbio
do ritmo cardíaco.
• Estes pacientes normalmente têm uma cardiopatia de base,
de maior ou menor significado hemodinâmico e são mais
sensíveis ao “stress” emocional e às catecolaminas

Qual é a conduta do profissional CD?
• quando isto ocorre é interessante consultar o
cardiologista, para uma avaliação do quadro, seu
significado e orientação terapêutica. A simples
correção do “stress” ou o uso de medicação
antiarrítmica pode colocar o paciente em condições
de se submeter a tratamento odontológico, sem riscos.
Atenção do CD
•

Achamos que o cirurgião-dentista, pela simples
ausculta do coração, pode verificar o ritmo
cardíaco antes e depois da anestesia. Caso haja
intensificação da arritmia, esperar alguns minutos
para ver se o ritmo se estabiliza. Quando persiste a
arritmia ou ela é intensa como extra sístoles
frequentes ou situações mais graves deve-se
suspender o tratamento e encaminhar o paciente
para orientação médica. Achamos que não deve
haver receio e logo descartar o paciente do
tratamento.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 01 - 08-02 - UTI conceito e história e estrutura (1).pdf
Aula 01 - 08-02 - UTI conceito e história e estrutura (1).pdfAula 01 - 08-02 - UTI conceito e história e estrutura (1).pdf
Aula 01 - 08-02 - UTI conceito e história e estrutura (1).pdf
JorgeFlix14
 
Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagem
universitária
 
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Eduardo Gomes da Silva
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
Aula sinais vitais
Aula sinais vitaisAula sinais vitais
Aula sinais vitais
Viviane da Silva
 
Insuficiência cardíaca 2017
Insuficiência cardíaca 2017Insuficiência cardíaca 2017
Insuficiência cardíaca 2017
pauloalambert
 
Noçoes de ventilação mecânica
Noçoes de ventilação mecânicaNoçoes de ventilação mecânica
Noçoes de ventilação mecânica
helciofonteles
 
Anestesia sedacao
Anestesia   sedacaoAnestesia   sedacao
Monitorização UTI
Monitorização UTIMonitorização UTI
Monitorização UTI
Julio Cesar Matias
 
Ventilação mecânica
Ventilação mecânicaVentilação mecânica
Ventilação mecânica
resenfe2013
 
Arritmias Cardiacas
Arritmias CardiacasArritmias Cardiacas
Arritmias Cardiacas
JP ABNT
 
Infarto agudo do miocárdio
Infarto agudo do miocárdioInfarto agudo do miocárdio
Infarto agudo do miocárdio
Laboratório Sérgio Franco
 
Abordagem diagnóstica ao paciente crítico com distúrbios respiratórios enfe...
Abordagem diagnóstica ao paciente crítico com distúrbios respiratórios   enfe...Abordagem diagnóstica ao paciente crítico com distúrbios respiratórios   enfe...
Abordagem diagnóstica ao paciente crítico com distúrbios respiratórios enfe...
Aroldo Gavioli
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Will Nunes
 
Sae
SaeSae
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de EnfermagemEletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
José Augusto Casagrande
 
Pcr
PcrPcr
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
Aline Bandeira
 
Monitorização do paciente na UTI
Monitorização do paciente na UTIMonitorização do paciente na UTI
Monitorização do paciente na UTI
Fábio Falcão
 
Atendimento ao paciente com sepse grave/choque séptico
Atendimento ao paciente com sepse grave/choque sépticoAtendimento ao paciente com sepse grave/choque séptico
Atendimento ao paciente com sepse grave/choque séptico
Letícia Spina Tapia
 

Mais procurados (20)

Aula 01 - 08-02 - UTI conceito e história e estrutura (1).pdf
Aula 01 - 08-02 - UTI conceito e história e estrutura (1).pdfAula 01 - 08-02 - UTI conceito e história e estrutura (1).pdf
Aula 01 - 08-02 - UTI conceito e história e estrutura (1).pdf
 
Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagem
 
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
 
Aula sinais vitais
Aula sinais vitaisAula sinais vitais
Aula sinais vitais
 
Insuficiência cardíaca 2017
Insuficiência cardíaca 2017Insuficiência cardíaca 2017
Insuficiência cardíaca 2017
 
Noçoes de ventilação mecânica
Noçoes de ventilação mecânicaNoçoes de ventilação mecânica
Noçoes de ventilação mecânica
 
Anestesia sedacao
Anestesia   sedacaoAnestesia   sedacao
Anestesia sedacao
 
Monitorização UTI
Monitorização UTIMonitorização UTI
Monitorização UTI
 
Ventilação mecânica
Ventilação mecânicaVentilação mecânica
Ventilação mecânica
 
Arritmias Cardiacas
Arritmias CardiacasArritmias Cardiacas
Arritmias Cardiacas
 
Infarto agudo do miocárdio
Infarto agudo do miocárdioInfarto agudo do miocárdio
Infarto agudo do miocárdio
 
Abordagem diagnóstica ao paciente crítico com distúrbios respiratórios enfe...
Abordagem diagnóstica ao paciente crítico com distúrbios respiratórios   enfe...Abordagem diagnóstica ao paciente crítico com distúrbios respiratórios   enfe...
Abordagem diagnóstica ao paciente crítico com distúrbios respiratórios enfe...
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
 
Sae
SaeSae
Sae
 
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de EnfermagemEletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
 
Pcr
PcrPcr
Pcr
 
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
 
Monitorização do paciente na UTI
Monitorização do paciente na UTIMonitorização do paciente na UTI
Monitorização do paciente na UTI
 
Atendimento ao paciente com sepse grave/choque séptico
Atendimento ao paciente com sepse grave/choque sépticoAtendimento ao paciente com sepse grave/choque séptico
Atendimento ao paciente com sepse grave/choque séptico
 

Destaque

Arritmias - Bradicardia e Taquicardia
Arritmias - Bradicardia e TaquicardiaArritmias - Bradicardia e Taquicardia
Arritmias - Bradicardia e Taquicardia
SthefanyBlacutt
 
Bradicardia
BradicardiaBradicardia
Sinais vitais_
Sinais  vitais_Sinais  vitais_
Sinais vitais_
Katia Costa
 
Bradicardia bradiarritmia
Bradicardia bradiarritmia Bradicardia bradiarritmia
Bradicardia bradiarritmia
CríízTíán Angarita
 
Electrocardiograma y arritmia
Electrocardiograma y arritmiaElectrocardiograma y arritmia
Electrocardiograma y arritmia
CCU
 
Mercredi taquiarritmia
Mercredi  taquiarritmiaMercredi  taquiarritmia
Mercredi taquiarritmia
ctisaolucascopacabana
 
Bradiarritmias 2015
Bradiarritmias 2015Bradiarritmias 2015
Bradiarritmias 2015
Sergio Butman
 
Bradiarritmias
BradiarritmiasBradiarritmias
Bradiarritmias
Marilyn Méndez
 
Bradiarritmias y marcapasos
Bradiarritmias y marcapasosBradiarritmias y marcapasos
Bradiarritmias y marcapasos
Axel Statham
 
Bradicardia Manejo ACLS
Bradicardia Manejo ACLSBradicardia Manejo ACLS
Bradicardia Manejo ACLS
Julián Vega Adauy
 
Trastornos del Ritmo Cardíaco
Trastornos del Ritmo CardíacoTrastornos del Ritmo Cardíaco
Trastornos del Ritmo Cardíaco
Cuidandote .net
 
2ª aula slides sinais vitais
2ª aula slides   sinais vitais2ª aula slides   sinais vitais
2ª aula slides sinais vitais
Simone Alvarenga
 
Arritmias Cardiacas
Arritmias CardiacasArritmias Cardiacas
Fisiologia - circulação
Fisiologia - circulaçãoFisiologia - circulação
Fisiologia - circulação
Felipe Cavalcante
 
Ataque CardíAco
Ataque CardíAcoAtaque CardíAco
Ataque CardíAco
Clube de Lideres Online
 
Ataquecardacodefinitivo 090705182915-phpapp02
Ataquecardacodefinitivo 090705182915-phpapp02Ataquecardacodefinitivo 090705182915-phpapp02
Ataquecardacodefinitivo 090705182915-phpapp02
Valéria Silva
 
Arritmias card 2011_1 (1)
Arritmias card 2011_1 (1)Arritmias card 2011_1 (1)
Arritmias card 2011_1 (1)
Omar Levine Hernández
 
El corazon
El corazonEl corazon
El corazon
Jose Luis Torres
 
Conte
ConteConte
Conte
MAELORES
 
Aparato circulatorio
Aparato circulatorioAparato circulatorio
Aparato circulatorio
kassandraamyaro
 

Destaque (20)

Arritmias - Bradicardia e Taquicardia
Arritmias - Bradicardia e TaquicardiaArritmias - Bradicardia e Taquicardia
Arritmias - Bradicardia e Taquicardia
 
Bradicardia
BradicardiaBradicardia
Bradicardia
 
Sinais vitais_
Sinais  vitais_Sinais  vitais_
Sinais vitais_
 
Bradicardia bradiarritmia
Bradicardia bradiarritmia Bradicardia bradiarritmia
Bradicardia bradiarritmia
 
Electrocardiograma y arritmia
Electrocardiograma y arritmiaElectrocardiograma y arritmia
Electrocardiograma y arritmia
 
Mercredi taquiarritmia
Mercredi  taquiarritmiaMercredi  taquiarritmia
Mercredi taquiarritmia
 
Bradiarritmias 2015
Bradiarritmias 2015Bradiarritmias 2015
Bradiarritmias 2015
 
Bradiarritmias
BradiarritmiasBradiarritmias
Bradiarritmias
 
Bradiarritmias y marcapasos
Bradiarritmias y marcapasosBradiarritmias y marcapasos
Bradiarritmias y marcapasos
 
Bradicardia Manejo ACLS
Bradicardia Manejo ACLSBradicardia Manejo ACLS
Bradicardia Manejo ACLS
 
Trastornos del Ritmo Cardíaco
Trastornos del Ritmo CardíacoTrastornos del Ritmo Cardíaco
Trastornos del Ritmo Cardíaco
 
2ª aula slides sinais vitais
2ª aula slides   sinais vitais2ª aula slides   sinais vitais
2ª aula slides sinais vitais
 
Arritmias Cardiacas
Arritmias CardiacasArritmias Cardiacas
Arritmias Cardiacas
 
Fisiologia - circulação
Fisiologia - circulaçãoFisiologia - circulação
Fisiologia - circulação
 
Ataque CardíAco
Ataque CardíAcoAtaque CardíAco
Ataque CardíAco
 
Ataquecardacodefinitivo 090705182915-phpapp02
Ataquecardacodefinitivo 090705182915-phpapp02Ataquecardacodefinitivo 090705182915-phpapp02
Ataquecardacodefinitivo 090705182915-phpapp02
 
Arritmias card 2011_1 (1)
Arritmias card 2011_1 (1)Arritmias card 2011_1 (1)
Arritmias card 2011_1 (1)
 
El corazon
El corazonEl corazon
El corazon
 
Conte
ConteConte
Conte
 
Aparato circulatorio
Aparato circulatorioAparato circulatorio
Aparato circulatorio
 

Semelhante a Taquicardia e Bradicardia

Arritmias Cardíacas
Arritmias CardíacasArritmias Cardíacas
Arritmias Cardíacas
Luis Fernando
 
1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt
tercio7
 
Clinica medica cardio
Clinica medica cardioClinica medica cardio
Clinica medica cardio
Tereza Prado
 
hipertensao_arterial
hipertensao_arterialhipertensao_arterial
hipertensao_arterial
catianelameida
 
4674033
46740334674033
Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?
Professor Robson
 
Assistência de enfermagem nas doenças do aparelho circulatório.pptx
Assistência de enfermagem nas doenças do aparelho circulatório.pptxAssistência de enfermagem nas doenças do aparelho circulatório.pptx
Assistência de enfermagem nas doenças do aparelho circulatório.pptx
KethelyMotta
 
Ataque Cardíaco - Morte Súbita
Ataque Cardíaco - Morte SúbitaAtaque Cardíaco - Morte Súbita
Ataque Cardíaco - Morte Súbita
Cidio Halperin
 
AULA 04 - SISTEMA CARDIOVASCULAR - Enfermagem médica.pptx
AULA 04 - SISTEMA CARDIOVASCULAR - Enfermagem médica.pptxAULA 04 - SISTEMA CARDIOVASCULAR - Enfermagem médica.pptx
AULA 04 - SISTEMA CARDIOVASCULAR - Enfermagem médica.pptx
JoaoLucasSilva9
 
Cardiologia
CardiologiaCardiologia
Cardiologia
Tiago Leal
 
Hipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial SistêmicaHipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial Sistêmica
Denise Selegato
 
Ataque Cardíaco e Parada Cardiaca
Ataque Cardíaco e Parada CardiacaAtaque Cardíaco e Parada Cardiaca
Ataque Cardíaco e Parada Cardiaca
Cidio Halperin
 
Hipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor RobsonHipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor Robson
Professor Robson
 
Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2
catianelameida
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
Juliana Borges
 
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascularCuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
Willian Ximenes
 
Trabalho cardiaco + nutrição
Trabalho cardiaco + nutrição Trabalho cardiaco + nutrição
Trabalho cardiaco + nutrição
Rosana Elias
 
Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesDoenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares
Cesinha Silva
 
Pressão arterial
Pressão arterialPressão arterial
Pressão arterial
VIPFISIOPERSONAL
 
Arritmia cardíaca *ETEC* DANI
Arritmia cardíaca *ETEC* DANIArritmia cardíaca *ETEC* DANI
Arritmia cardíaca *ETEC* DANI
Ísis Procópio
 

Semelhante a Taquicardia e Bradicardia (20)

Arritmias Cardíacas
Arritmias CardíacasArritmias Cardíacas
Arritmias Cardíacas
 
1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt1 Hipertensão.ppt
1 Hipertensão.ppt
 
Clinica medica cardio
Clinica medica cardioClinica medica cardio
Clinica medica cardio
 
hipertensao_arterial
hipertensao_arterialhipertensao_arterial
hipertensao_arterial
 
4674033
46740334674033
4674033
 
Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?
 
Assistência de enfermagem nas doenças do aparelho circulatório.pptx
Assistência de enfermagem nas doenças do aparelho circulatório.pptxAssistência de enfermagem nas doenças do aparelho circulatório.pptx
Assistência de enfermagem nas doenças do aparelho circulatório.pptx
 
Ataque Cardíaco - Morte Súbita
Ataque Cardíaco - Morte SúbitaAtaque Cardíaco - Morte Súbita
Ataque Cardíaco - Morte Súbita
 
AULA 04 - SISTEMA CARDIOVASCULAR - Enfermagem médica.pptx
AULA 04 - SISTEMA CARDIOVASCULAR - Enfermagem médica.pptxAULA 04 - SISTEMA CARDIOVASCULAR - Enfermagem médica.pptx
AULA 04 - SISTEMA CARDIOVASCULAR - Enfermagem médica.pptx
 
Cardiologia
CardiologiaCardiologia
Cardiologia
 
Hipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial SistêmicaHipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial Sistêmica
 
Ataque Cardíaco e Parada Cardiaca
Ataque Cardíaco e Parada CardiacaAtaque Cardíaco e Parada Cardiaca
Ataque Cardíaco e Parada Cardiaca
 
Hipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor RobsonHipertensão - Professor Robson
Hipertensão - Professor Robson
 
Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
 
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascularCuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
Cuidados com Pacientes com agravos cardiovascular
 
Trabalho cardiaco + nutrição
Trabalho cardiaco + nutrição Trabalho cardiaco + nutrição
Trabalho cardiaco + nutrição
 
Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesDoenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares
 
Pressão arterial
Pressão arterialPressão arterial
Pressão arterial
 
Arritmia cardíaca *ETEC* DANI
Arritmia cardíaca *ETEC* DANIArritmia cardíaca *ETEC* DANI
Arritmia cardíaca *ETEC* DANI
 

Último

UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 

Último (20)

UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 

Taquicardia e Bradicardia

  • 1. TAQUICARDIA/BRADICARDIA Alexandre Ferreira Costa César José da Silva Lilian Miranda Luciane dos Santos Alves RA 1221701-4 RA 1306048-8 RA 1221349-2 RA 1221708-9
  • 2. Taquicardia é uma arritmia cardíaca na qual o coração tem seus batimentos aumentados. • Bradicardia • é uma arritmia cardíaca na qual o coração tem seus batimentos diminuídos ou irregular.
  • 3. Batimento Normal • descansado é de 60 a 100 por minuto. Batimento Taquicardia • Acima 100 por minuto. • Sob essas frequência, o coração não é capaz de bombear eficientemente o sangue rico em oxigênio ao seu corpo. Causas mais comuns • como pressão arterial alta (hipertensão) • Irrigação sanguínea fraca no músculo cardíaco • doença da tireoide • abuso de álcool ou drogas • Estresse emocional ou cafeinadas. Sintomas • Falta de ar / Tontura / Fraqueza súbita / Palpitação Atordoamento / Desmaios.
  • 4. Batimento Bradicardia • Menos de 60 batimento por minuto. • Coração não é capaz de bombear sangue rico em oxigênio suficiente para o seu corpo durante atividades normais ou exercícios. Causas mais comuns • Certas doenças ou medicamentos para o coração • O processo de envelhecimento natural • Tecido cicatrizado de um ataque cardíaco • Bloqueio cardíaco Sintomas • Tontura, desmaios, cansaço extremo e falta de ar.
  • 5. Diagnostico • Eletrocardiograma ou da monitorização cardíaca contínua no momento em que ocorre a taquicardia ventricular. Alguns casos eletrocardiograma contínuo de 24 horas (Holter) ou por um período de monitorização eletrocardíaca ainda maior.
  • 6. Paciente com Arritmias • Quando o paciente tem arritmias e não está usando medicamentos antiarrítmicos, o medo, a dor e o anestésico com epinefrina podem desencadear ou aumentar o distúrbio do ritmo cardíaco. • Estes pacientes normalmente têm uma cardiopatia de base, de maior ou menor significado hemodinâmico e são mais sensíveis ao “stress” emocional e às catecolaminas Qual é a conduta do profissional CD? • quando isto ocorre é interessante consultar o cardiologista, para uma avaliação do quadro, seu significado e orientação terapêutica. A simples correção do “stress” ou o uso de medicação antiarrítmica pode colocar o paciente em condições de se submeter a tratamento odontológico, sem riscos.
  • 7. Atenção do CD • Achamos que o cirurgião-dentista, pela simples ausculta do coração, pode verificar o ritmo cardíaco antes e depois da anestesia. Caso haja intensificação da arritmia, esperar alguns minutos para ver se o ritmo se estabiliza. Quando persiste a arritmia ou ela é intensa como extra sístoles frequentes ou situações mais graves deve-se suspender o tratamento e encaminhar o paciente para orientação médica. Achamos que não deve haver receio e logo descartar o paciente do tratamento.