SlideShare uma empresa Scribd logo
Sucessão Ecológica Ciências Naturais – 8ºano Prof. Teresa Condeixa ESCOLA CIDADE DE CASTELO BRANCO 2007/2008
Sucessão ecológica Mudança gradual da estrutura e composição da comunidade num ecossistema. Processo em que comunidades simples vão sendo substituídas por outras mais complexas. Processo de substituição de umas populações por outras, numa mesma área, até se atingir uma comunidade em equilíbrio com o meio.
Sucessão ecológica rochas nuas dunas ilhas vulcânicas lagos recém-formados Inicia-se numa área na qual  anteriormente existiam seres vivos Sucessão secundária Sucessão primária Inicia-se numa área na qual  anteriormente não existiam seres vivos zonas ardidas campos abandonados zonas alagadas
Sucessão ecológica primária: A chuva e o vento desintegram a rocha Espécies pioneiras como líquenes, instalam-se e modificam a rocha, iniciando a formação do solo Outras plantas começam a instalar-se e a espessura do solo aumenta Gramíneas e arbustos conseguem instalar-se. Está estabelecida uma comunidade climax em equilíbrio com o meio. Sucessão numa rocha nua… Comunidade Pioneira
Sucessão ecológica primária: Sucessão numa rocha nua… Comunidade Pioneira Aumento da biodiversidade Aumento da complexidade das teias alimentares início transição estabilidade
Sucessão ecológica primária: Comunidade Pioneira A sucessão primária ocorre de uma forma lenta e gradual
Sucessão ecológica primária: Sucessão numa rocha nua…
Sucessão ecológica primária Comunidade pioneira Espécies capazes de iniciar uma sucessão ecológica. Espécies de  pequeno porte  e de  desenvolvimento rápido. Espécies  simples  mas  resistentes . Criam as condições para o aparecimento e instalação das comunidades seguintes. Líquenes
Sucessão ecológica primária Comunidade climax Formada por populações que não se alteram, nem alteram o meio. Populações em equilíbrio dinâmico com o meio. Com elevado número de espécies e de nichos ecológicos.
Sucessão ecológica primária Comunidade climax Últimas espécies a instalar-se. Para cada tipo de ambiente físico, existe um tipo de comunidade clímax possível.
Sucessão ecológica primária: Sucessão num deserto… Gramineas  ( Ammophila arenaria ) Pinheiros  ( Pinus pinaster ) Carvalhos ( Quercus  sp.)
Sucessão ecológica primária: Sucessão numa ilha vulcânica… Liquenes  Fetos Arbustos  Floresta
Sucessão ecológica rochas nuas dunas ilhas vulcânicas lagos recém-formados Inicia-se numa área na qual  anteriormente existiam seres vivos Sucessão secundária Sucessão primária Inicia-se numa área na qual  anteriormente não existiam seres vivos zonas ardidas campos abandonados zonas alagadas
Incêndios Abate de árvores Sucessão ecológica secundária: Causas da destruição dos ecossistemas:
A sucessão secundária desenvolve-se mais rapidamente do que a primária uma vez que, permanecem no solo alguns organismos e sementes que tornam o substrato mais favorável á recolonização. Sucessão ecológica secundária:
Sucessão ecológica secundária: Sucessão num campo abandonado pela agricultura…
Sucessão ecológica secundária: Sucessão numa zona ardida… Urze ( Erica sp. ) Esteva ( Cistus sp .) Carvalhos ( Quercus sp .)
FIM ILHA DE SURTSEY  http ://nacopadasarvores.blogspot.com/2008/03/sucesso-ecolgica-ilha-mais-nova-do.html SUCESSÃO ECOLÓGICA http ://www.naturlink.pt/canais/Artigo.asp?iArtigo=6483&iLingua=1
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sucessão ecologica
Sucessão ecologicaSucessão ecologica
Sucessão ecologica
Marcia Bantim
 
Níveis de organização
Níveis de organizaçãoNíveis de organização
Níveis de organização
unesp
 
As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)
Ewerton Marinho
 
Ciências 8º ano - Célula
Ciências 8º ano - CélulaCiências 8º ano - Célula
Ciências 8º ano - Célula
Espaço Crescer Centro de Estudos
 
I1 sucessões ecológicas
I1   sucessões ecológicasI1   sucessões ecológicas
I1 sucessões ecológicas
Luís Filipe Marinho
 
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicasFluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Silvana Sanches
 
I.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivosI.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivos
Rebeca Vale
 
1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
margaridabt
 
Fluxo de Energia
Fluxo de EnergiaFluxo de Energia
Fluxo de Energia
Turma Olímpica
 
Fatores bióticos e abióticos
Fatores bióticos e abióticosFatores bióticos e abióticos
Fatores bióticos e abióticos
mmbbss
 
Cadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentaresCadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentares
Gabriela de Lima
 
Dinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos EcossistemasDinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos Ecossistemas
Gabriela Bruno
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
Ana Castro
 
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
Ibá – Indústria Brasileira de Árvores
 
Fluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemas
Fluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemasFluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemas
Fluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemas
isabelalexandrapinto
 
Condições da Terra que permitem existência de Vida
Condições da Terra que permitem existência de VidaCondições da Terra que permitem existência de Vida
Condições da Terra que permitem existência de Vida
Gabriela Bruno
 
Ecossistemas em mudança sucessão ecológica
Ecossistemas em mudança   sucessão ecológicaEcossistemas em mudança   sucessão ecológica
Ecossistemas em mudança sucessão ecológica
Célia Figueiredo
 
Resumos 8 ano
Resumos 8 anoResumos 8 ano
Resumos 8 ano
Franc Knap Junior
 
Teste cn 8ºano
Teste cn 8ºanoTeste cn 8ºano
Teste cn 8ºano
Deolinda Silva
 
Fluxo de matéria e de energia nos ecossistemas
Fluxo de matéria e de energia nos ecossistemasFluxo de matéria e de energia nos ecossistemas
Fluxo de matéria e de energia nos ecossistemas
Alpha Colégio e Vestibulares
 

Mais procurados (20)

Sucessão ecologica
Sucessão ecologicaSucessão ecologica
Sucessão ecologica
 
Níveis de organização
Níveis de organizaçãoNíveis de organização
Níveis de organização
 
As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)
 
Ciências 8º ano - Célula
Ciências 8º ano - CélulaCiências 8º ano - Célula
Ciências 8º ano - Célula
 
I1 sucessões ecológicas
I1   sucessões ecológicasI1   sucessões ecológicas
I1 sucessões ecológicas
 
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicasFluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
 
I.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivosI.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivos
 
1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
 
Fluxo de Energia
Fluxo de EnergiaFluxo de Energia
Fluxo de Energia
 
Fatores bióticos e abióticos
Fatores bióticos e abióticosFatores bióticos e abióticos
Fatores bióticos e abióticos
 
Cadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentaresCadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentares
 
Dinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos EcossistemasDinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos Ecossistemas
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
 
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
Biodiversidade: preservação das espécies para o equilíbrio do planeta
 
Fluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemas
Fluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemasFluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemas
Fluxo de energia e circulação de matéria nos ecossistemas
 
Condições da Terra que permitem existência de Vida
Condições da Terra que permitem existência de VidaCondições da Terra que permitem existência de Vida
Condições da Terra que permitem existência de Vida
 
Ecossistemas em mudança sucessão ecológica
Ecossistemas em mudança   sucessão ecológicaEcossistemas em mudança   sucessão ecológica
Ecossistemas em mudança sucessão ecológica
 
Resumos 8 ano
Resumos 8 anoResumos 8 ano
Resumos 8 ano
 
Teste cn 8ºano
Teste cn 8ºanoTeste cn 8ºano
Teste cn 8ºano
 
Fluxo de matéria e de energia nos ecossistemas
Fluxo de matéria e de energia nos ecossistemasFluxo de matéria e de energia nos ecossistemas
Fluxo de matéria e de energia nos ecossistemas
 

Semelhante a Sucessão Ecológica

3 4 sucessão ecológica
3 4 sucessão ecológica3 4 sucessão ecológica
3 4 sucessão ecológica
professorfabiovalente
 
Sucesao eco 3ano
Sucesao eco 3anoSucesao eco 3ano
Sucesao eco 3ano
valdetepiazera
 
Sucessão ecológica(1)
Sucessão ecológica(1)Sucessão ecológica(1)
Sucessão ecológica(1)
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Sucessão ecológica lara - biologia 1 ano
Sucessão ecológica   lara - biologia 1 anoSucessão ecológica   lara - biologia 1 ano
Sucessão ecológica lara - biologia 1 ano
Alpha Colégio e Vestibulares
 
1 sucessão ecológica
1 sucessão ecológica1 sucessão ecológica
1 sucessão ecológica
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Ciências 8ºano 3ºteste
Ciências 8ºano 3ºtesteCiências 8ºano 3ºteste
Ciências 8ºano 3ºteste
Sofia Meireles
 
Sucessões ecológicas
Sucessões ecológicasSucessões ecológicas
Sucessões ecológicas
Angela Boucinha
 
Sucessões ecológicas
Sucessões ecológicasSucessões ecológicas
Sucessões ecológicas
Angela Boucinha
 
2016 Frente 3 módulo 14 Sucessão Ecológica
2016 Frente 3 módulo 14 Sucessão Ecológica2016 Frente 3 módulo 14 Sucessão Ecológica
2016 Frente 3 módulo 14 Sucessão Ecológica
Colégio Batista de Mantena
 
biologias Sucessao-Ecologica (3.0) .pptx
biologias Sucessao-Ecologica (3.0) .pptxbiologias Sucessao-Ecologica (3.0) .pptx
biologias Sucessao-Ecologica (3.0) .pptx
Nome Sobrenome
 
08 sucessoes ecologicas
08 sucessoes ecologicas08 sucessoes ecologicas
08 sucessoes ecologicas
ruiricardobg
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
José Emílio
 
Sucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptxSucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptx
antoniojosdaschagas
 
Sucessão ecológica aula.. Sucessão primária e secundária
Sucessão ecológica aula.. Sucessão primária e secundáriaSucessão ecológica aula.. Sucessão primária e secundária
Sucessão ecológica aula.. Sucessão primária e secundária
Universidade Federal do Pará - UFPA
 
Aula 4
Aula 4Aula 4
Sucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomasSucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomas
Estude Mais
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
linamelim
 
SUCESSÃO ECOLÓGICA.pptx
SUCESSÃO ECOLÓGICA.pptxSUCESSÃO ECOLÓGICA.pptx
SUCESSÃO ECOLÓGICA.pptx
SirnoelQuaresma
 
Ecologia
Ecologia Ecologia
Ecologia
BIOGERALDO
 
8.fluxo.energia.apres.sucessao
8.fluxo.energia.apres.sucessao8.fluxo.energia.apres.sucessao
8.fluxo.energia.apres.sucessao
dani sousa
 

Semelhante a Sucessão Ecológica (20)

3 4 sucessão ecológica
3 4 sucessão ecológica3 4 sucessão ecológica
3 4 sucessão ecológica
 
Sucesao eco 3ano
Sucesao eco 3anoSucesao eco 3ano
Sucesao eco 3ano
 
Sucessão ecológica(1)
Sucessão ecológica(1)Sucessão ecológica(1)
Sucessão ecológica(1)
 
Sucessão ecológica lara - biologia 1 ano
Sucessão ecológica   lara - biologia 1 anoSucessão ecológica   lara - biologia 1 ano
Sucessão ecológica lara - biologia 1 ano
 
1 sucessão ecológica
1 sucessão ecológica1 sucessão ecológica
1 sucessão ecológica
 
Ciências 8ºano 3ºteste
Ciências 8ºano 3ºtesteCiências 8ºano 3ºteste
Ciências 8ºano 3ºteste
 
Sucessões ecológicas
Sucessões ecológicasSucessões ecológicas
Sucessões ecológicas
 
Sucessões ecológicas
Sucessões ecológicasSucessões ecológicas
Sucessões ecológicas
 
2016 Frente 3 módulo 14 Sucessão Ecológica
2016 Frente 3 módulo 14 Sucessão Ecológica2016 Frente 3 módulo 14 Sucessão Ecológica
2016 Frente 3 módulo 14 Sucessão Ecológica
 
biologias Sucessao-Ecologica (3.0) .pptx
biologias Sucessao-Ecologica (3.0) .pptxbiologias Sucessao-Ecologica (3.0) .pptx
biologias Sucessao-Ecologica (3.0) .pptx
 
08 sucessoes ecologicas
08 sucessoes ecologicas08 sucessoes ecologicas
08 sucessoes ecologicas
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
 
Sucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptxSucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptx
 
Sucessão ecológica aula.. Sucessão primária e secundária
Sucessão ecológica aula.. Sucessão primária e secundáriaSucessão ecológica aula.. Sucessão primária e secundária
Sucessão ecológica aula.. Sucessão primária e secundária
 
Aula 4
Aula 4Aula 4
Aula 4
 
Sucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomasSucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomas
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
 
SUCESSÃO ECOLÓGICA.pptx
SUCESSÃO ECOLÓGICA.pptxSUCESSÃO ECOLÓGICA.pptx
SUCESSÃO ECOLÓGICA.pptx
 
Ecologia
Ecologia Ecologia
Ecologia
 
8.fluxo.energia.apres.sucessao
8.fluxo.energia.apres.sucessao8.fluxo.energia.apres.sucessao
8.fluxo.energia.apres.sucessao
 

Mais de Teresa Monteiro

03_CN9_saúde individual_comunitária_promoção_saúde_tc_2011_2012
03_CN9_saúde individual_comunitária_promoção_saúde_tc_2011_201203_CN9_saúde individual_comunitária_promoção_saúde_tc_2011_2012
03_CN9_saúde individual_comunitária_promoção_saúde_tc_2011_2012
Teresa Monteiro
 
02_CN9_indicadores_estado_saúde_tc_20112012
02_CN9_indicadores_estado_saúde_tc_2011201202_CN9_indicadores_estado_saúde_tc_20112012
02_CN9_indicadores_estado_saúde_tc_20112012
Teresa Monteiro
 
01_CN9_ Noção de saúde e qualidade de vida_TC_2011_2012
01_CN9_ Noção de saúde e qualidade de vida_TC_2011_201201_CN9_ Noção de saúde e qualidade de vida_TC_2011_2012
01_CN9_ Noção de saúde e qualidade de vida_TC_2011_2012
Teresa Monteiro
 
03 fluxo de energia e ciclo de matéria 20102011_tc
03 fluxo de energia e ciclo de matéria 20102011_tc03 fluxo de energia e ciclo de matéria 20102011_tc
03 fluxo de energia e ciclo de matéria 20102011_tc
Teresa Monteiro
 
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
Teresa Monteiro
 
Factores bioticos TC_20102011
Factores  bioticos TC_20102011Factores  bioticos TC_20102011
Factores bioticos TC_20102011
Teresa Monteiro
 
Gravidez na adolescência Gravidez e agora!
Gravidez na adolescência   Gravidez e agora!Gravidez na adolescência   Gravidez e agora!
Gravidez na adolescência Gravidez e agora!
Teresa Monteiro
 
03 factores abióticos_humidade_pluviosidade_tc_20102011
03 factores abióticos_humidade_pluviosidade_tc_2010201103 factores abióticos_humidade_pluviosidade_tc_20102011
03 factores abióticos_humidade_pluviosidade_tc_20102011
Teresa Monteiro
 
04 factores abióticos_solo_tc_20102011
04 factores abióticos_solo_tc_2010201104 factores abióticos_solo_tc_20102011
04 factores abióticos_solo_tc_20102011
Teresa Monteiro
 
Gravidez na adolescência namoro relações sexuais
Gravidez na adolescência   namoro relações sexuaisGravidez na adolescência   namoro relações sexuais
Gravidez na adolescência namoro relações sexuais
Teresa Monteiro
 
02 factores abióticos_temperatura_luz_exercicios_tc_20102011
02 factores abióticos_temperatura_luz_exercicios_tc_2010201102 factores abióticos_temperatura_luz_exercicios_tc_20102011
02 factores abióticos_temperatura_luz_exercicios_tc_20102011
Teresa Monteiro
 
01 factores abióticos_luz_20102011_tc
01 factores abióticos_luz_20102011_tc01 factores abióticos_luz_20102011_tc
01 factores abióticos_luz_20102011_tc
Teresa Monteiro
 
00 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
00 factores abióticos_temperatura_tc_2010201100 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
00 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
Teresa Monteiro
 
Estrutura da Terra_modelos_ 20102011 Tc
Estrutura da Terra_modelos_ 20102011 TcEstrutura da Terra_modelos_ 20102011 Tc
Estrutura da Terra_modelos_ 20102011 Tc
Teresa Monteiro
 
Estrutura da Terra_metodos_20102011_TC
Estrutura da Terra_metodos_20102011_TCEstrutura da Terra_metodos_20102011_TC
Estrutura da Terra_metodos_20102011_TC
Teresa Monteiro
 
Beleza Verde
Beleza VerdeBeleza Verde
Beleza Verde
Teresa Monteiro
 
00 Historia Da Terra
00 Historia Da Terra00 Historia Da Terra
00 Historia Da Terra
Teresa Monteiro
 
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc091001 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
Teresa Monteiro
 
03 Fosseis Passeios Pais 0910
03 Fosseis Passeios Pais 091003 Fosseis Passeios Pais 0910
03 Fosseis Passeios Pais 0910
Teresa Monteiro
 
02 O Que Nos Dizem Os Fosseis Tc 0910
02 O Que Nos Dizem Os Fosseis Tc 091002 O Que Nos Dizem Os Fosseis Tc 0910
02 O Que Nos Dizem Os Fosseis Tc 0910
Teresa Monteiro
 

Mais de Teresa Monteiro (20)

03_CN9_saúde individual_comunitária_promoção_saúde_tc_2011_2012
03_CN9_saúde individual_comunitária_promoção_saúde_tc_2011_201203_CN9_saúde individual_comunitária_promoção_saúde_tc_2011_2012
03_CN9_saúde individual_comunitária_promoção_saúde_tc_2011_2012
 
02_CN9_indicadores_estado_saúde_tc_20112012
02_CN9_indicadores_estado_saúde_tc_2011201202_CN9_indicadores_estado_saúde_tc_20112012
02_CN9_indicadores_estado_saúde_tc_20112012
 
01_CN9_ Noção de saúde e qualidade de vida_TC_2011_2012
01_CN9_ Noção de saúde e qualidade de vida_TC_2011_201201_CN9_ Noção de saúde e qualidade de vida_TC_2011_2012
01_CN9_ Noção de saúde e qualidade de vida_TC_2011_2012
 
03 fluxo de energia e ciclo de matéria 20102011_tc
03 fluxo de energia e ciclo de matéria 20102011_tc03 fluxo de energia e ciclo de matéria 20102011_tc
03 fluxo de energia e ciclo de matéria 20102011_tc
 
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
 
Factores bioticos TC_20102011
Factores  bioticos TC_20102011Factores  bioticos TC_20102011
Factores bioticos TC_20102011
 
Gravidez na adolescência Gravidez e agora!
Gravidez na adolescência   Gravidez e agora!Gravidez na adolescência   Gravidez e agora!
Gravidez na adolescência Gravidez e agora!
 
03 factores abióticos_humidade_pluviosidade_tc_20102011
03 factores abióticos_humidade_pluviosidade_tc_2010201103 factores abióticos_humidade_pluviosidade_tc_20102011
03 factores abióticos_humidade_pluviosidade_tc_20102011
 
04 factores abióticos_solo_tc_20102011
04 factores abióticos_solo_tc_2010201104 factores abióticos_solo_tc_20102011
04 factores abióticos_solo_tc_20102011
 
Gravidez na adolescência namoro relações sexuais
Gravidez na adolescência   namoro relações sexuaisGravidez na adolescência   namoro relações sexuais
Gravidez na adolescência namoro relações sexuais
 
02 factores abióticos_temperatura_luz_exercicios_tc_20102011
02 factores abióticos_temperatura_luz_exercicios_tc_2010201102 factores abióticos_temperatura_luz_exercicios_tc_20102011
02 factores abióticos_temperatura_luz_exercicios_tc_20102011
 
01 factores abióticos_luz_20102011_tc
01 factores abióticos_luz_20102011_tc01 factores abióticos_luz_20102011_tc
01 factores abióticos_luz_20102011_tc
 
00 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
00 factores abióticos_temperatura_tc_2010201100 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
00 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
 
Estrutura da Terra_modelos_ 20102011 Tc
Estrutura da Terra_modelos_ 20102011 TcEstrutura da Terra_modelos_ 20102011 Tc
Estrutura da Terra_modelos_ 20102011 Tc
 
Estrutura da Terra_metodos_20102011_TC
Estrutura da Terra_metodos_20102011_TCEstrutura da Terra_metodos_20102011_TC
Estrutura da Terra_metodos_20102011_TC
 
Beleza Verde
Beleza VerdeBeleza Verde
Beleza Verde
 
00 Historia Da Terra
00 Historia Da Terra00 Historia Da Terra
00 Historia Da Terra
 
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc091001 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
 
03 Fosseis Passeios Pais 0910
03 Fosseis Passeios Pais 091003 Fosseis Passeios Pais 0910
03 Fosseis Passeios Pais 0910
 
02 O Que Nos Dizem Os Fosseis Tc 0910
02 O Que Nos Dizem Os Fosseis Tc 091002 O Que Nos Dizem Os Fosseis Tc 0910
02 O Que Nos Dizem Os Fosseis Tc 0910
 

Último

Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
reforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresssreforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresss
adequacaocontabil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 

Último (20)

VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
reforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresssreforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresss
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 

Sucessão Ecológica

  • 1. Sucessão Ecológica Ciências Naturais – 8ºano Prof. Teresa Condeixa ESCOLA CIDADE DE CASTELO BRANCO 2007/2008
  • 2. Sucessão ecológica Mudança gradual da estrutura e composição da comunidade num ecossistema. Processo em que comunidades simples vão sendo substituídas por outras mais complexas. Processo de substituição de umas populações por outras, numa mesma área, até se atingir uma comunidade em equilíbrio com o meio.
  • 3. Sucessão ecológica rochas nuas dunas ilhas vulcânicas lagos recém-formados Inicia-se numa área na qual anteriormente existiam seres vivos Sucessão secundária Sucessão primária Inicia-se numa área na qual anteriormente não existiam seres vivos zonas ardidas campos abandonados zonas alagadas
  • 4. Sucessão ecológica primária: A chuva e o vento desintegram a rocha Espécies pioneiras como líquenes, instalam-se e modificam a rocha, iniciando a formação do solo Outras plantas começam a instalar-se e a espessura do solo aumenta Gramíneas e arbustos conseguem instalar-se. Está estabelecida uma comunidade climax em equilíbrio com o meio. Sucessão numa rocha nua… Comunidade Pioneira
  • 5. Sucessão ecológica primária: Sucessão numa rocha nua… Comunidade Pioneira Aumento da biodiversidade Aumento da complexidade das teias alimentares início transição estabilidade
  • 6. Sucessão ecológica primária: Comunidade Pioneira A sucessão primária ocorre de uma forma lenta e gradual
  • 7. Sucessão ecológica primária: Sucessão numa rocha nua…
  • 8. Sucessão ecológica primária Comunidade pioneira Espécies capazes de iniciar uma sucessão ecológica. Espécies de pequeno porte e de desenvolvimento rápido. Espécies simples mas resistentes . Criam as condições para o aparecimento e instalação das comunidades seguintes. Líquenes
  • 9. Sucessão ecológica primária Comunidade climax Formada por populações que não se alteram, nem alteram o meio. Populações em equilíbrio dinâmico com o meio. Com elevado número de espécies e de nichos ecológicos.
  • 10. Sucessão ecológica primária Comunidade climax Últimas espécies a instalar-se. Para cada tipo de ambiente físico, existe um tipo de comunidade clímax possível.
  • 11. Sucessão ecológica primária: Sucessão num deserto… Gramineas ( Ammophila arenaria ) Pinheiros ( Pinus pinaster ) Carvalhos ( Quercus sp.)
  • 12. Sucessão ecológica primária: Sucessão numa ilha vulcânica… Liquenes Fetos Arbustos Floresta
  • 13. Sucessão ecológica rochas nuas dunas ilhas vulcânicas lagos recém-formados Inicia-se numa área na qual anteriormente existiam seres vivos Sucessão secundária Sucessão primária Inicia-se numa área na qual anteriormente não existiam seres vivos zonas ardidas campos abandonados zonas alagadas
  • 14. Incêndios Abate de árvores Sucessão ecológica secundária: Causas da destruição dos ecossistemas:
  • 15. A sucessão secundária desenvolve-se mais rapidamente do que a primária uma vez que, permanecem no solo alguns organismos e sementes que tornam o substrato mais favorável á recolonização. Sucessão ecológica secundária:
  • 16. Sucessão ecológica secundária: Sucessão num campo abandonado pela agricultura…
  • 17. Sucessão ecológica secundária: Sucessão numa zona ardida… Urze ( Erica sp. ) Esteva ( Cistus sp .) Carvalhos ( Quercus sp .)
  • 18. FIM ILHA DE SURTSEY http ://nacopadasarvores.blogspot.com/2008/03/sucesso-ecolgica-ilha-mais-nova-do.html SUCESSÃO ECOLÓGICA http ://www.naturlink.pt/canais/Artigo.asp?iArtigo=6483&iLingua=1
  • 19.