SlideShare uma empresa Scribd logo
Sucesso e Insucesso Escolar




                  Trabalho Realizado por:
                  Tânia Martins Turma J
Introdução

O sucesso escolar, da mesma forma que o seu oposto, o insucesso
escolar, é uma matéria que preocupa todos os agentes do sistema
educativo e inquieta grande parte da nossa sociedade, sendo tema de
interesse para investigadores, sociólogos e pedagogos. Contudo, e apesar
do grande interesse que desperta esta temática, os conceitos de sucesso
e insucesso são complexos, já que, dependendo dos intervenientes
educativos, o significado que lhes é atribuído é diverso. Referem que o
sucesso é concebido como a razão entre o que se pretende conseguir
(objetivos) e o que efetivamente se conseguiu (os resultados).
Objetivo do Estudo

 O insucesso escolar foi sempre um assunto que nos sensibilizou,
   desde o início da nossa formação, particularmente na nossa prática
   pedagógica no 1.º ciclo e no 2.º ciclo.
 Ao depararmos com alunos do 6.º ano sem conseguirem ler um
   texto fluentemente ou escrever um pequeno texto com correção
   ortográfica, muitas questões nos foram surgindo: como é que um
   aluno “chega” a este ano de escolaridade e não sabe utilizar a
   língua materna, quer na oralidade, quer na escrita?
Ao vermos uma criança que tentava escrever e não conseguia

acompanhar os outros, que não iria ter um percurso “normal” como as

outras crianças, sentíamo-nos impotentes. Como professora há 10 anos, as

questões atrás mencionadas continuam a pairar na nossa mente, sem

conseguir encontrar as respostas mais adequadas. Com este trabalho,

pretendemos aprofundar um pouco mais este fenómeno complexo que

surge diariamente. Assim propomo-nos:
Constatar se o envolvimento dos pais é indispensável no combate ao
insucesso;
Descobrir se a classe social é um factor determinante no insucesso
Escolar;
Identificar as causas/motivos do insucesso escolar na Língua
Portuguesa;
Compreender os motivos atribuídos pelos professores ao insucesso
Na disciplina de Língua Portuguesa;
Descobrir como é que os alunos aprendem melhor.
Importância do Estudo

Este estudo revela uma enorme importância, pois o fraco aproveitamento
em Língua Portuguesa pode ser uma das causas do insucesso escolar do aluno
em diferentes níveis de ensino. O insucesso escolar é um tema que alimenta as
conversas, provoca “discussões”, aparece muitas vezes mencionado nos meios
de comunicação social, essencialmente na época de exames, provas de
aferição e no final do ano lectivo. Tanto os alunos, como professores ou
educadores, políticos, pais ou cidadãos em geral, manifestam alguma
preocupação
Sucesso e Insucesso Escolar
O sucesso escolar surge quando um aluno realiza um determinado percurso
escolar com maior ou menor dificuldade. O insucesso escolar era“ antigamente”
encarado como um problema do aluno ou da sua família como refere Cabral (1995),
“o insucesso escolar era, e ainda é, muitas vezes, visto como um problema do
aluno, jamais, ou muito raramente como um fenómeno que possa envolver a
organização e as práticas escolares. As adequações do currículo, das metodologias,
da própria estrutura organizativa às características do aluno, raramente são
discutidas ou postas em causa.
Comportamentos típicos de crianças com
              insucesso escolar
Para enfrentar o insucesso escolar, a criança deve ter confiança em si e
sentir-se segura. Para que a sua autoestima se desenvolva é importante ter
uma boa relação com os pais, familiares, professores ou outras pessoas que
a rodeiam. Um clima emocional estável reduz a ansiedade, a agitação, o
desassossego. A criança precisa saber em quem pode confiar, o que pode
ou não fazer e ter limites bem definidos.
Como ajudar a criança com Insucesso

Quando se pensa em quem pode ajudar a criança, surgem logo os pais,
a família. Os pais devem encorajar o seu filho a expressar os seus
sentimentos e pensamentos; elogiar pelos seus progressos e pelo esforço
que tem feito para ultrapassar as suas dificuldades (mesmo que não
estejam totalmente ultrapassadas); explicar que os erros e as dificuldades
fazem parte do nosso crescimento.
Insucesso escolar em Língua Portuguesa
Os estudos mostram que a maior parte da investigação e das

preocupações políticas na área da educação incidem sobre a aprendizagem

da língua nos primeiros anos de vida e de escolaridade.

O insucesso escolar em Língua Portuguesa, em qualquer nível de ensino, é

preocupante, não só para o aluno ou família como para toda a comunidade

educativa. Os resultados dos estudos internacionais revelam a iliteracia dos

alunos portugueses.
Causas do insucesso escolar


De acordo com vários estudos levados a cabo por pedagogos e
psicólogos a respeito deste problema, chegou-se à conclusão que
as causas podem surgir de vários fatores:
A nível do ambiente familiar e social;
A nível do ambiente cultural;
A nível da estrutura escolar;
A nível das características individuais do aluno.
Combate ao Insucesso Escolar
O combate ao insucesso escolar começa no ensino pré-escolar, altura em que
são desenvolvidas as primeiras aprendizagens sociais. Mas importa considerar,
que ainda antes disto, é relevante não descurar do contexto cultural e familiar
já enraizado. Traços culturais, experiências de vida enfim, mentalidades dos
pais podem constituir um indicador negativo e muitas vezes devastador do
futuro dos seus filhos. Tendências possíveis de alterar quando há uma boa
intervenção de alguém extrafamiliar.
A ideia de que a escola não conhece o aluno enquanto indivíduo que
chega à escola com uma história de vida, tem se verificado ser consensual.
Muitas vezes o professor vê-se obrigado a cumprir os programas e não tem
tempo para estabelecer uma ligação mais consistente com os alunos. A
verdade é que tem que haver um acompanhamento direto ao longo de
todo o ensino. É preciso que tenhamos professores qualificados para
enfrentar os desafios inerentes ao combate ao insucesso escolar.
Manifestações

As manifestações de insucesso escolar são múltiplas, mas três delas são
particularmente referidas pela possibilidade que oferecem de se poder medir a
própria eficácia do sistema educativo:
-Abandono da escola antes do fim do ensino obrigatório;
- As reprovações sucessivas que dão lugar a grandes desníveis entre a idade
cronológica do aluno e o nível escolar; Os níveis de fracasso que podem ser
totais (em todas as disciplinas ou quase) ou parciais (numa ou duas disciplinas).
Causas
É na listagem das causas onde aparecem naturalmente as maiores
controversas, o que se compreende já que a sua própria realização
pressupõe que se identifiquem também os seus responsáveis. Neste ponto
ninguém se acha inteiramente culpado, o que em certo sentido é mesmo
verdade. A grande dificuldade destas análises, como veremos, reside na
impossibilidade de se isolar as causas que são determinantes em todo o
processo.
Apresenta-se de seguida algumas causas arrumadas em função dos seus
agentes, deixando uma interpretação mais detalhada para outra altura.
Alunos
Falta de vocação. Uma das causas mais frequentes para o desinteresse,
desmotivação e indisciplina dos alunos está opções de um dado curso.
Quando confrontos com o manifesto insucesso escolar no mesmo, muitos
são os que insistem em prosseguir na mesma área vocacional pelos mais
variados motivos (amigos, fuga a disciplinas consideradas difíceis, etc.).
Atrasos do desenvolvimento cognitivo. As escalas psicométricas de
inteligência tem sido apontadas como um bom indicador para
identificarem estas causas individuais de insucesso escolar.
Famílias
-Países autoritários, conflitos familiares, divórcios litigiosos, fazem
parte de um extenso rol de causas que podem levar a que o aluno se
sinta rejeitado, e comece a desinteressar-se pelo seu percurso escolar,
adotado um comportamento indisciplinado.
O ciúme e a vingança dos país contribuem também para fazer
estragos nos resultados escolares do alunos. Muitas vezes com medo
que os filhos lhes deixem de manifestar afeto, trocando-os pela escola
ou os professores, adotam atitudes que contribuem
Professores
 Métodos de ensino, recursos didáticos, técnicas de comunicação
inadequadas às características da turma ou de cada aluno, fazem parte
igualmente de um vasto leque de causas que podem conduzir a uma
deficiente relação pedagógica e influência negativamente os resultados.
A gestão da disciplina na sala de aula, é outro factor que condiciona
bastante o rendimento escolar dos alunos. Mas estamos longe de poder
afirmar que uma aula completamente disciplinada, seja aquela onde o
insucesso escolar desapareça.
Escolas
A organização escolar pode contribuir de diferentes formas para o
insucesso dos alunos. Frequentemente esquece-se esta dimensão do
problema, vejamos alguns casos típicos.
O estilo de liderança do diretor, presidente do conselho executivo, etc. A
questão não é displicente, nem mesmo nas nossas escolas burocratizadas e
muito dependentes do Ministério. Todos conhecemos diretores ou
presidentes que quase sempre conviveram com excelentes resultados nas
escolas por onde passaram, e outros que parecem atrair problemas ou
maus resultados coletivos.
Currículos
 Desfasamentos no currículo escolar dos alunos. Os alunos ingressam em
novos ciclos, sem que possuam os pré-requisitos necessários. Não há
documento sobre a avaliação curricular que não tenha uma referência crítica
esta questão.
 Currículos demasiado extensos que não permitem que os professores
utilizem metodologias ativas, onde os alunos tenham o lugar central. A
necessidade de cumprir os programas inviabiliza a adoção de estratégias
mais ativas, mas sobretudo retira tempo ao professor para ultrapassar as
dificuldades individuais de aprendizagem que constata nos alunos.
Sistema Educativo
Neste nível as causas apontadas são igualmente inúmeras, a começar pela
pouco diversidade das ofertas formativas nos níveis terminais do sistema, em
particular no secundário. Outras vezes, quando existem, estão desarticuladas,
por exemplo, das necessidades do mercado de trabalho. O resultado final
acaba por ser o seguinte: ainda que o aluno tenha tido êxito no seu percurso
escolar, por desajustamento de competências está depois voltado ao
fracasso, na sua transição para a vida activa.
 A elevada centralização do sistema de educativo, não apenas torna a
capacidade de resposta (adaptação) muito lenta, como fomenta a
irresponsabilidade ou a burocracia, ao nível local (as escolas).
Sociedade
Ninguém tem dúvidas em concordar que a atual sociedade
assenta num conjunto de valores que desencorajam o estudo e
promovem o insucesso escolar. Diversão, Individualismo e
Consumismo, três valores essenciais na sociedade atual, são em
tudo opostos ao que a escola significa: atitudes refletida, procura
incessante do saber e de valores perenes, , etc.
Sucesso e insucesso escolar
Bibliografia
http://comum.rcaap.pt/bitstream/123456789/2436/1/IliseteSilva.pdf
http://www.dosomething.pt/pt/combate-ao-insucesso-escolar/
http://educar.no.sapo.pt/Insucesso.htm
Vídeos do Sucesso e Incesso Escolar



http://www.youtube.com/watch?v=IURWOSPoFTc
http://www.youtube.com/watch?v=8RLFBxtqTf4
http://www.youtube.com/watch?v=pmaGCdWej1M

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dificuldades De Aprendizagem
Dificuldades De AprendizagemDificuldades De Aprendizagem
Dificuldades De Aprendizagem
Maristela Couto
 
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogicomodelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
José Antonio Ferreira da Silva
 
Estagio supervisionado
Estagio supervisionado Estagio supervisionado
Estagio supervisionado
Faculdade Metropolitanas Unidas - FMU
 
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
Graça Sousa
 
Pauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aulaPauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aula
Gelson Rocha
 
Apostila matematica com jogos e atividades
Apostila matematica com jogos e atividadesApostila matematica com jogos e atividades
Apostila matematica com jogos e atividades
Marcelo Santos
 
Projeto familia na escola
Projeto familia na escolaProjeto familia na escola
Projeto familia na escola
Eduardojr-professor
 
Procedimentos e métodos de ensino
Procedimentos e métodos de ensinoProcedimentos e métodos de ensino
Procedimentos e métodos de ensino
Poliana Silvesso
 
Pauta
PautaPauta
Tutoria e orientação de estudos
Tutoria e orientação de estudosTutoria e orientação de estudos
Tutoria e orientação de estudos
ELZA PIRES
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
mtolentino1507
 
Atividades lúdicas
Atividades lúdicasAtividades lúdicas
Atividades lúdicas
rosangelacastelobranco
 
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação ContinuadaFormação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
SandraRombi
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
Rosangela Moreira
 
Relatório de acompanhamento do professor de aee
Relatório de acompanhamento do professor de aeeRelatório de acompanhamento do professor de aee
Relatório de acompanhamento do professor de aee
Augusto Bertotto
 
Reunião pedagógica rosane gorges
Reunião pedagógica   rosane gorgesReunião pedagógica   rosane gorges
Reunião pedagógica rosane gorges
luannagorges
 
AVALIAÇÃO-E-INTERVENÇÃO-NEUROPSICOPEDAGÓGICA..pdf
AVALIAÇÃO-E-INTERVENÇÃO-NEUROPSICOPEDAGÓGICA..pdfAVALIAÇÃO-E-INTERVENÇÃO-NEUROPSICOPEDAGÓGICA..pdf
AVALIAÇÃO-E-INTERVENÇÃO-NEUROPSICOPEDAGÓGICA..pdf
Deborah Kash
 
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.
Mary Alvarenga
 
Como o cérebro aprende
Como o cérebro aprendeComo o cérebro aprende
Como o cérebro aprende
Anna Kowalska Guimarães
 
Jardim de infância como espaço educativo..........
Jardim de infância como espaço educativo..........Jardim de infância como espaço educativo..........
Jardim de infância como espaço educativo..........
Sara Fonseca
 

Mais procurados (20)

Dificuldades De Aprendizagem
Dificuldades De AprendizagemDificuldades De Aprendizagem
Dificuldades De Aprendizagem
 
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogicomodelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
 
Estagio supervisionado
Estagio supervisionado Estagio supervisionado
Estagio supervisionado
 
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
 
Pauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aulaPauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aula
 
Apostila matematica com jogos e atividades
Apostila matematica com jogos e atividadesApostila matematica com jogos e atividades
Apostila matematica com jogos e atividades
 
Projeto familia na escola
Projeto familia na escolaProjeto familia na escola
Projeto familia na escola
 
Procedimentos e métodos de ensino
Procedimentos e métodos de ensinoProcedimentos e métodos de ensino
Procedimentos e métodos de ensino
 
Pauta
PautaPauta
Pauta
 
Tutoria e orientação de estudos
Tutoria e orientação de estudosTutoria e orientação de estudos
Tutoria e orientação de estudos
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
Atividades lúdicas
Atividades lúdicasAtividades lúdicas
Atividades lúdicas
 
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação ContinuadaFormação para os professores Premissa Formação Continuada
Formação para os professores Premissa Formação Continuada
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Relatório de acompanhamento do professor de aee
Relatório de acompanhamento do professor de aeeRelatório de acompanhamento do professor de aee
Relatório de acompanhamento do professor de aee
 
Reunião pedagógica rosane gorges
Reunião pedagógica   rosane gorgesReunião pedagógica   rosane gorges
Reunião pedagógica rosane gorges
 
AVALIAÇÃO-E-INTERVENÇÃO-NEUROPSICOPEDAGÓGICA..pdf
AVALIAÇÃO-E-INTERVENÇÃO-NEUROPSICOPEDAGÓGICA..pdfAVALIAÇÃO-E-INTERVENÇÃO-NEUROPSICOPEDAGÓGICA..pdf
AVALIAÇÃO-E-INTERVENÇÃO-NEUROPSICOPEDAGÓGICA..pdf
 
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre  Português e Matemática.
Projeto interdisciplinar: Traçando saberes entre Português e Matemática.
 
Como o cérebro aprende
Como o cérebro aprendeComo o cérebro aprende
Como o cérebro aprende
 
Jardim de infância como espaço educativo..........
Jardim de infância como espaço educativo..........Jardim de infância como espaço educativo..........
Jardim de infância como espaço educativo..........
 

Destaque

Rotta guedes ansanelli_gordeeff_chiari_madeira_toledo_2012_redes-sociais-virt...
Rotta guedes ansanelli_gordeeff_chiari_madeira_toledo_2012_redes-sociais-virt...Rotta guedes ansanelli_gordeeff_chiari_madeira_toledo_2012_redes-sociais-virt...
Rotta guedes ansanelli_gordeeff_chiari_madeira_toledo_2012_redes-sociais-virt...
Nalu Miranda
 
Tahun 6 (2014)
Tahun 6 (2014)Tahun 6 (2014)
Tahun 6 (2014)
Jamilah Arifin
 
Tahun 6 (2014)
Tahun 6 (2014)Tahun 6 (2014)
Tahun 6 (2014)
Jamilah Arifin
 
Anexos
AnexosAnexos
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
Jorgeane Holder
 
Nuestro Proyecto Final
Nuestro Proyecto FinalNuestro Proyecto Final
Nuestro Proyecto Final
pineruaflor
 
Enteroparasitoses 75
Enteroparasitoses   75Enteroparasitoses   75
Enteroparasitoses 75
Pericles Figueiredo
 
Presneetacion final
Presneetacion finalPresneetacion final
Presneetacion final
HistoriaSocPol
 
Estimación e intervalos de confianza
Estimación e intervalos de confianzaEstimación e intervalos de confianza
Estimación e intervalos de confianza
Yhunary Solano
 
Customer Experience Summit 2010
Customer Experience Summit 2010Customer Experience Summit 2010
Customer Experience Summit 2010
cassie123
 
Especial gestao-bx
Especial gestao-bxEspecial gestao-bx
Especial gestao-bx
josimeir
 
Sintesis informativa agosto 30 2013
Sintesis informativa agosto 30 2013Sintesis informativa agosto 30 2013
Sintesis informativa agosto 30 2013
megaradioexpress
 
Linguamón Bones Pràctiques, un recurs al servei del professorat
Linguamón Bones Pràctiques, un recurs al servei del professoratLinguamón Bones Pràctiques, un recurs al servei del professorat
Linguamón Bones Pràctiques, un recurs al servei del professorat
Universitat Oberta de Catalunya
 
Levels of producut ( Marketing )
Levels of producut ( Marketing )Levels of producut ( Marketing )
Levels of producut ( Marketing )
sero210
 
Chemistry of Leavening.2
Chemistry of Leavening.2Chemistry of Leavening.2
Chemistry of Leavening.2
maribethbeyer
 
O conceito de gestão escolar
O conceito de gestão escolarO conceito de gestão escolar
O conceito de gestão escolar
IBE Instituto Bragantino de Educação
 
Los mercados en la práctica
Los mercados en la prácticaLos mercados en la práctica
Los mercados en la práctica
Eduardo Basurto
 
Departamento De CiêNcias Da EducaçãO
Departamento De CiêNcias Da EducaçãODepartamento De CiêNcias Da EducaçãO
Departamento De CiêNcias Da EducaçãO
maria pestana
 
Departamento De CiêNcias Da EducaçãO
Departamento De CiêNcias Da EducaçãODepartamento De CiêNcias Da EducaçãO
Departamento De CiêNcias Da EducaçãO
maria pestana
 
F inal time management
F inal time managementF inal time management
F inal time management
Shailey Sakhuja
 

Destaque (20)

Rotta guedes ansanelli_gordeeff_chiari_madeira_toledo_2012_redes-sociais-virt...
Rotta guedes ansanelli_gordeeff_chiari_madeira_toledo_2012_redes-sociais-virt...Rotta guedes ansanelli_gordeeff_chiari_madeira_toledo_2012_redes-sociais-virt...
Rotta guedes ansanelli_gordeeff_chiari_madeira_toledo_2012_redes-sociais-virt...
 
Tahun 6 (2014)
Tahun 6 (2014)Tahun 6 (2014)
Tahun 6 (2014)
 
Tahun 6 (2014)
Tahun 6 (2014)Tahun 6 (2014)
Tahun 6 (2014)
 
Anexos
AnexosAnexos
Anexos
 
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
1º feira de biologia da escola jovem gonçalves
 
Nuestro Proyecto Final
Nuestro Proyecto FinalNuestro Proyecto Final
Nuestro Proyecto Final
 
Enteroparasitoses 75
Enteroparasitoses   75Enteroparasitoses   75
Enteroparasitoses 75
 
Presneetacion final
Presneetacion finalPresneetacion final
Presneetacion final
 
Estimación e intervalos de confianza
Estimación e intervalos de confianzaEstimación e intervalos de confianza
Estimación e intervalos de confianza
 
Customer Experience Summit 2010
Customer Experience Summit 2010Customer Experience Summit 2010
Customer Experience Summit 2010
 
Especial gestao-bx
Especial gestao-bxEspecial gestao-bx
Especial gestao-bx
 
Sintesis informativa agosto 30 2013
Sintesis informativa agosto 30 2013Sintesis informativa agosto 30 2013
Sintesis informativa agosto 30 2013
 
Linguamón Bones Pràctiques, un recurs al servei del professorat
Linguamón Bones Pràctiques, un recurs al servei del professoratLinguamón Bones Pràctiques, un recurs al servei del professorat
Linguamón Bones Pràctiques, un recurs al servei del professorat
 
Levels of producut ( Marketing )
Levels of producut ( Marketing )Levels of producut ( Marketing )
Levels of producut ( Marketing )
 
Chemistry of Leavening.2
Chemistry of Leavening.2Chemistry of Leavening.2
Chemistry of Leavening.2
 
O conceito de gestão escolar
O conceito de gestão escolarO conceito de gestão escolar
O conceito de gestão escolar
 
Los mercados en la práctica
Los mercados en la prácticaLos mercados en la práctica
Los mercados en la práctica
 
Departamento De CiêNcias Da EducaçãO
Departamento De CiêNcias Da EducaçãODepartamento De CiêNcias Da EducaçãO
Departamento De CiêNcias Da EducaçãO
 
Departamento De CiêNcias Da EducaçãO
Departamento De CiêNcias Da EducaçãODepartamento De CiêNcias Da EducaçãO
Departamento De CiêNcias Da EducaçãO
 
F inal time management
F inal time managementF inal time management
F inal time management
 

Semelhante a Sucesso e insucesso escolar

Trabalho insucesso escolar
Trabalho insucesso escolar Trabalho insucesso escolar
Trabalho insucesso escolar
Raquel Camacho
 
O insucesso escolar
O insucesso escolarO insucesso escolar
O insucesso escolar
Pedro Kangombe
 
Indisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de AulaIndisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de Aula
Raquel Camacho
 
Crianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagemCrianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagem
Janison Correia
 
Apostila disturbios de aprendizagem
Apostila disturbios de aprendizagemApostila disturbios de aprendizagem
Apostila disturbios de aprendizagem
fabisena
 
O que são realmente as dificuldades de aprendizagem
O que são realmente as dificuldades de aprendizagemO que são realmente as dificuldades de aprendizagem
O que são realmente as dificuldades de aprendizagem
Maria Masarela Passos
 
Artigo 35
Artigo 35Artigo 35
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
SimoneHelenDrumond
 
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
SimoneHelenDrumond
 
Método fônico excelente
Método fônico excelenteMétodo fônico excelente
Método fônico excelente
Inez Kwiecinski
 
Aspectos psicomotores das dificuldades de aprendizagem
Aspectos psicomotores das dificuldades de aprendizagemAspectos psicomotores das dificuldades de aprendizagem
Aspectos psicomotores das dificuldades de aprendizagem
Claudenice Conceição da Silva
 
Cancer de prostata
Cancer de prostata Cancer de prostata
Cancer de prostata
Simara Souza
 
Dificuldades na alfabetização e letramento correto.pdf
Dificuldades na alfabetização e letramento correto.pdfDificuldades na alfabetização e letramento correto.pdf
Dificuldades na alfabetização e letramento correto.pdf
CintyaVieiraSpndola
 
Causas de indisciplina
Causas de indisciplinaCausas de indisciplina
Causas de indisciplina
ceriberto
 
Causas de indisciplina
Causas de indisciplinaCausas de indisciplina
Causas de indisciplina
ceriberto
 
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagensA intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
helio123456
 
A repetência escolar
A repetência escolarA repetência escolar
A repetência escolar
Renata Peruce
 
Dislexia
DislexiaDislexia
Dislexia
Junior Pereira
 
C206325
C206325C206325
C206325 dislexia
C206325 dislexiaC206325 dislexia
C206325 dislexia
SimoneHelenDrumond
 

Semelhante a Sucesso e insucesso escolar (20)

Trabalho insucesso escolar
Trabalho insucesso escolar Trabalho insucesso escolar
Trabalho insucesso escolar
 
O insucesso escolar
O insucesso escolarO insucesso escolar
O insucesso escolar
 
Indisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de AulaIndisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de Aula
 
Crianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagemCrianças com dificuldade de aprendizagem
Crianças com dificuldade de aprendizagem
 
Apostila disturbios de aprendizagem
Apostila disturbios de aprendizagemApostila disturbios de aprendizagem
Apostila disturbios de aprendizagem
 
O que são realmente as dificuldades de aprendizagem
O que são realmente as dificuldades de aprendizagemO que são realmente as dificuldades de aprendizagem
O que são realmente as dificuldades de aprendizagem
 
Artigo 35
Artigo 35Artigo 35
Artigo 35
 
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
 
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
Modalidade 1datahora 02_11_2014_21_41_55_idinscrito_3828_95528a1992a0f8253a0e...
 
Método fônico excelente
Método fônico excelenteMétodo fônico excelente
Método fônico excelente
 
Aspectos psicomotores das dificuldades de aprendizagem
Aspectos psicomotores das dificuldades de aprendizagemAspectos psicomotores das dificuldades de aprendizagem
Aspectos psicomotores das dificuldades de aprendizagem
 
Cancer de prostata
Cancer de prostata Cancer de prostata
Cancer de prostata
 
Dificuldades na alfabetização e letramento correto.pdf
Dificuldades na alfabetização e letramento correto.pdfDificuldades na alfabetização e letramento correto.pdf
Dificuldades na alfabetização e letramento correto.pdf
 
Causas de indisciplina
Causas de indisciplinaCausas de indisciplina
Causas de indisciplina
 
Causas de indisciplina
Causas de indisciplinaCausas de indisciplina
Causas de indisciplina
 
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagensA intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
 
A repetência escolar
A repetência escolarA repetência escolar
A repetência escolar
 
Dislexia
DislexiaDislexia
Dislexia
 
C206325
C206325C206325
C206325
 
C206325 dislexia
C206325 dislexiaC206325 dislexia
C206325 dislexia
 

Sucesso e insucesso escolar

  • 1. Sucesso e Insucesso Escolar Trabalho Realizado por: Tânia Martins Turma J
  • 2. Introdução O sucesso escolar, da mesma forma que o seu oposto, o insucesso escolar, é uma matéria que preocupa todos os agentes do sistema educativo e inquieta grande parte da nossa sociedade, sendo tema de interesse para investigadores, sociólogos e pedagogos. Contudo, e apesar do grande interesse que desperta esta temática, os conceitos de sucesso e insucesso são complexos, já que, dependendo dos intervenientes educativos, o significado que lhes é atribuído é diverso. Referem que o sucesso é concebido como a razão entre o que se pretende conseguir (objetivos) e o que efetivamente se conseguiu (os resultados).
  • 3. Objetivo do Estudo  O insucesso escolar foi sempre um assunto que nos sensibilizou, desde o início da nossa formação, particularmente na nossa prática pedagógica no 1.º ciclo e no 2.º ciclo.  Ao depararmos com alunos do 6.º ano sem conseguirem ler um texto fluentemente ou escrever um pequeno texto com correção ortográfica, muitas questões nos foram surgindo: como é que um aluno “chega” a este ano de escolaridade e não sabe utilizar a língua materna, quer na oralidade, quer na escrita?
  • 4. Ao vermos uma criança que tentava escrever e não conseguia acompanhar os outros, que não iria ter um percurso “normal” como as outras crianças, sentíamo-nos impotentes. Como professora há 10 anos, as questões atrás mencionadas continuam a pairar na nossa mente, sem conseguir encontrar as respostas mais adequadas. Com este trabalho, pretendemos aprofundar um pouco mais este fenómeno complexo que surge diariamente. Assim propomo-nos:
  • 5. Constatar se o envolvimento dos pais é indispensável no combate ao insucesso; Descobrir se a classe social é um factor determinante no insucesso Escolar; Identificar as causas/motivos do insucesso escolar na Língua Portuguesa; Compreender os motivos atribuídos pelos professores ao insucesso Na disciplina de Língua Portuguesa; Descobrir como é que os alunos aprendem melhor.
  • 6. Importância do Estudo Este estudo revela uma enorme importância, pois o fraco aproveitamento em Língua Portuguesa pode ser uma das causas do insucesso escolar do aluno em diferentes níveis de ensino. O insucesso escolar é um tema que alimenta as conversas, provoca “discussões”, aparece muitas vezes mencionado nos meios de comunicação social, essencialmente na época de exames, provas de aferição e no final do ano lectivo. Tanto os alunos, como professores ou educadores, políticos, pais ou cidadãos em geral, manifestam alguma preocupação
  • 7. Sucesso e Insucesso Escolar O sucesso escolar surge quando um aluno realiza um determinado percurso escolar com maior ou menor dificuldade. O insucesso escolar era“ antigamente” encarado como um problema do aluno ou da sua família como refere Cabral (1995), “o insucesso escolar era, e ainda é, muitas vezes, visto como um problema do aluno, jamais, ou muito raramente como um fenómeno que possa envolver a organização e as práticas escolares. As adequações do currículo, das metodologias, da própria estrutura organizativa às características do aluno, raramente são discutidas ou postas em causa.
  • 8. Comportamentos típicos de crianças com insucesso escolar Para enfrentar o insucesso escolar, a criança deve ter confiança em si e sentir-se segura. Para que a sua autoestima se desenvolva é importante ter uma boa relação com os pais, familiares, professores ou outras pessoas que a rodeiam. Um clima emocional estável reduz a ansiedade, a agitação, o desassossego. A criança precisa saber em quem pode confiar, o que pode ou não fazer e ter limites bem definidos.
  • 9. Como ajudar a criança com Insucesso Quando se pensa em quem pode ajudar a criança, surgem logo os pais, a família. Os pais devem encorajar o seu filho a expressar os seus sentimentos e pensamentos; elogiar pelos seus progressos e pelo esforço que tem feito para ultrapassar as suas dificuldades (mesmo que não estejam totalmente ultrapassadas); explicar que os erros e as dificuldades fazem parte do nosso crescimento.
  • 10. Insucesso escolar em Língua Portuguesa Os estudos mostram que a maior parte da investigação e das preocupações políticas na área da educação incidem sobre a aprendizagem da língua nos primeiros anos de vida e de escolaridade. O insucesso escolar em Língua Portuguesa, em qualquer nível de ensino, é preocupante, não só para o aluno ou família como para toda a comunidade educativa. Os resultados dos estudos internacionais revelam a iliteracia dos alunos portugueses.
  • 11. Causas do insucesso escolar De acordo com vários estudos levados a cabo por pedagogos e psicólogos a respeito deste problema, chegou-se à conclusão que as causas podem surgir de vários fatores: A nível do ambiente familiar e social; A nível do ambiente cultural; A nível da estrutura escolar; A nível das características individuais do aluno.
  • 12. Combate ao Insucesso Escolar O combate ao insucesso escolar começa no ensino pré-escolar, altura em que são desenvolvidas as primeiras aprendizagens sociais. Mas importa considerar, que ainda antes disto, é relevante não descurar do contexto cultural e familiar já enraizado. Traços culturais, experiências de vida enfim, mentalidades dos pais podem constituir um indicador negativo e muitas vezes devastador do futuro dos seus filhos. Tendências possíveis de alterar quando há uma boa intervenção de alguém extrafamiliar.
  • 13. A ideia de que a escola não conhece o aluno enquanto indivíduo que chega à escola com uma história de vida, tem se verificado ser consensual. Muitas vezes o professor vê-se obrigado a cumprir os programas e não tem tempo para estabelecer uma ligação mais consistente com os alunos. A verdade é que tem que haver um acompanhamento direto ao longo de todo o ensino. É preciso que tenhamos professores qualificados para enfrentar os desafios inerentes ao combate ao insucesso escolar.
  • 14. Manifestações As manifestações de insucesso escolar são múltiplas, mas três delas são particularmente referidas pela possibilidade que oferecem de se poder medir a própria eficácia do sistema educativo: -Abandono da escola antes do fim do ensino obrigatório; - As reprovações sucessivas que dão lugar a grandes desníveis entre a idade cronológica do aluno e o nível escolar; Os níveis de fracasso que podem ser totais (em todas as disciplinas ou quase) ou parciais (numa ou duas disciplinas).
  • 15. Causas É na listagem das causas onde aparecem naturalmente as maiores controversas, o que se compreende já que a sua própria realização pressupõe que se identifiquem também os seus responsáveis. Neste ponto ninguém se acha inteiramente culpado, o que em certo sentido é mesmo verdade. A grande dificuldade destas análises, como veremos, reside na impossibilidade de se isolar as causas que são determinantes em todo o processo. Apresenta-se de seguida algumas causas arrumadas em função dos seus agentes, deixando uma interpretação mais detalhada para outra altura.
  • 16. Alunos Falta de vocação. Uma das causas mais frequentes para o desinteresse, desmotivação e indisciplina dos alunos está opções de um dado curso. Quando confrontos com o manifesto insucesso escolar no mesmo, muitos são os que insistem em prosseguir na mesma área vocacional pelos mais variados motivos (amigos, fuga a disciplinas consideradas difíceis, etc.). Atrasos do desenvolvimento cognitivo. As escalas psicométricas de inteligência tem sido apontadas como um bom indicador para identificarem estas causas individuais de insucesso escolar.
  • 17. Famílias -Países autoritários, conflitos familiares, divórcios litigiosos, fazem parte de um extenso rol de causas que podem levar a que o aluno se sinta rejeitado, e comece a desinteressar-se pelo seu percurso escolar, adotado um comportamento indisciplinado. O ciúme e a vingança dos país contribuem também para fazer estragos nos resultados escolares do alunos. Muitas vezes com medo que os filhos lhes deixem de manifestar afeto, trocando-os pela escola ou os professores, adotam atitudes que contribuem
  • 18. Professores  Métodos de ensino, recursos didáticos, técnicas de comunicação inadequadas às características da turma ou de cada aluno, fazem parte igualmente de um vasto leque de causas que podem conduzir a uma deficiente relação pedagógica e influência negativamente os resultados. A gestão da disciplina na sala de aula, é outro factor que condiciona bastante o rendimento escolar dos alunos. Mas estamos longe de poder afirmar que uma aula completamente disciplinada, seja aquela onde o insucesso escolar desapareça.
  • 19. Escolas A organização escolar pode contribuir de diferentes formas para o insucesso dos alunos. Frequentemente esquece-se esta dimensão do problema, vejamos alguns casos típicos. O estilo de liderança do diretor, presidente do conselho executivo, etc. A questão não é displicente, nem mesmo nas nossas escolas burocratizadas e muito dependentes do Ministério. Todos conhecemos diretores ou presidentes que quase sempre conviveram com excelentes resultados nas escolas por onde passaram, e outros que parecem atrair problemas ou maus resultados coletivos.
  • 20. Currículos  Desfasamentos no currículo escolar dos alunos. Os alunos ingressam em novos ciclos, sem que possuam os pré-requisitos necessários. Não há documento sobre a avaliação curricular que não tenha uma referência crítica esta questão.  Currículos demasiado extensos que não permitem que os professores utilizem metodologias ativas, onde os alunos tenham o lugar central. A necessidade de cumprir os programas inviabiliza a adoção de estratégias mais ativas, mas sobretudo retira tempo ao professor para ultrapassar as dificuldades individuais de aprendizagem que constata nos alunos.
  • 21. Sistema Educativo Neste nível as causas apontadas são igualmente inúmeras, a começar pela pouco diversidade das ofertas formativas nos níveis terminais do sistema, em particular no secundário. Outras vezes, quando existem, estão desarticuladas, por exemplo, das necessidades do mercado de trabalho. O resultado final acaba por ser o seguinte: ainda que o aluno tenha tido êxito no seu percurso escolar, por desajustamento de competências está depois voltado ao fracasso, na sua transição para a vida activa.  A elevada centralização do sistema de educativo, não apenas torna a capacidade de resposta (adaptação) muito lenta, como fomenta a irresponsabilidade ou a burocracia, ao nível local (as escolas).
  • 22. Sociedade Ninguém tem dúvidas em concordar que a atual sociedade assenta num conjunto de valores que desencorajam o estudo e promovem o insucesso escolar. Diversão, Individualismo e Consumismo, três valores essenciais na sociedade atual, são em tudo opostos ao que a escola significa: atitudes refletida, procura incessante do saber e de valores perenes, , etc.
  • 25. Vídeos do Sucesso e Incesso Escolar http://www.youtube.com/watch?v=IURWOSPoFTc http://www.youtube.com/watch?v=8RLFBxtqTf4 http://www.youtube.com/watch?v=pmaGCdWej1M