SlideShare uma empresa Scribd logo
“Ser letrado e ler na vida e na cidadania é muito
mais que isso: é escapar da literalidade dos textos
e interpretá-los, colocando-os em relação com os
outros textos e discursos, de maneira situada na
realidade social”. Roxane Rojo
 Gênero escolhido: crônica narrativa
 Público Alvo: 6º ano
 Tempo previsto: 4 aulas
 Conteúdos e temas: Características de crônica
narrativa; elementos da narrativa.
 Competências e habilidades: Explorar, desenvolver
e ampliar as capacidades de leitura.
 Estratégias: Trabalho com diversas mídias,
apresentação de imagens, poemas, etc.
 Recursos: Texto escrito ou slide; Poema.
 Avaliação: Produção de uma crônica.
 Desenvolvimento das Capacidades de
Compreensão
 1. Ativação do conhecimento prévio
 Antes da leitura do texto, serão feitas perguntas
sobre o assunto:
 Você tem animal de estimação? Qual?
 Você já viu uma avestruz? Sabem como ela é?
 Alguém gostaria de ter uma avestruz?
 Uma avestruz poderia ser um animal de
estimação?
 2. Antecipação ou predição de conteúdos
(Levantamento de hipóteses)
 Por meio de perguntas, explore um pouco esse
título:
 Esse texto desperta sua atenção?
 O que ele sugere?
 Pelo título, dá para imaginar o assunto da crônica?
 Você sabe o que é uma crônica?
 Informações sobre o autor do texto.
 Mario Prata é um escritor, dramaturgo, jornalista e
cronista brasileiro. É natural de Uberaba, Minas Gerais,
mas viveu boa parte da infância e adolescência em Lins,
interior de São Paulo. Em mais de 50 anos de escrita,
tem no currículo 3 mil crônicas e cerca de 80 títulos,
entre romances, livros de contos, roteiros e peças
teatrais. Na carreira, recebeu 18 prêmios nacionais e
estrangeiros, com obras reconhecidas no cinema,
literatura, teatro e televisão.
 Fonte: www.marioprata.net. Acesso em 05 junho 2013.
 3. Checagem de hipóteses
 Leitura feita pelo professor (texto impresso
ou apresentado no data show).
 Durante a leitura da crônica o professor deve
ir retomando as hipóteses para verificar se
elas foram ou não confirmadas.
 4. Localização de informações:
 a) Definição de avestruz, de acordo com o
dicionário;
 b) Descrição e hábitos da ave.
 Os alunos podem preencher um quadro:
Nome científico
Peso
Altura
Expectativa de vida
 c) Sobre a estrutura do texto:
Elementos da narrativa
Foco narrativo 1ª ou 3ª pessoa?
Personagem Quais são?
Enredo Sequência de
acontecimentos
Tempo Palavras ou expressões que
indiquem a passagem do
tempo.
Espaço Palavras ou expressões que
indiquem o lugar dos
acontecimentos.
 5. Comparação de informações:
 Faça um desenho de animais de estimação que
possam viver num apartamento.
 Faça um desenho de uma avestruz e em seguida
compare-o com as imagens abaixo.
 6. Produção de inferências locais.
 Trabalhar o sentido de algumas palavras como:
 Struthio Camelus Australis;
 TPM;
 abominável;
 atrofiadas;
 Floripa;
 Higienópolis;
 gigolô.
 7. Produção de inferências globais:
 Discutir com os alunos questões como:
 a) Localização geográfica e suas implicações sociais
(Higienópolis);
 b) Localização histórica (“Adão, dando os nomes a
tudo que via pela frente”).
 8. Percepção de relações de intertextualidade:
 Distribuir cópias do poema para análise, verificando o que há em comum
nos dois textos.
O AVESTRUZ
O galo cantou
A ovelha despertou
E estava com fome!
O avestruz esperto
Papou tudo que
havia por perto.
Comeu melancia
Feijão e ervilha
Tomate, capim
E a boneca da menina.
O galo brigou
A menina chorou
O avestruz esperto,
Da confusão escapou.
 http://deversoemversos.blogspot.com.br/2012/10/o-avestruz.html
Acesso06 junho2013.
 9. Apreciações estéticas e/ou afetivas:
 Vocês gostaram do texto?
 Você ficou com pena da situação do menino?
 Você já vivenciou algo parecido?
 10. Apreciações éticas:
 Discutir:
 Você acha difícil criar um animal em apartamento
ou um animal selvagem na cidade?
 Por que o menino só muda de ideia quando passa a
conhecer os hábitos alimentares do bicho?
 Sugestão de avaliação:
 Criação de uma crônica narrativa sobre
situações com animais de estimação.
 Alexandra Petittu
 Carina Alves Ito
 Célia Regina Baeta
 Elaine Regina Salvalágio
 João Francisco de Paula Lico

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Powerpointe da sd sobre o texto avestruz
Powerpointe da sd sobre o texto avestruzPowerpointe da sd sobre o texto avestruz
Powerpointe da sd sobre o texto avestruz
MichelaLuiza
 
Powerpointe da sd sobre o texto avestruz
Powerpointe da sd sobre o texto avestruzPowerpointe da sd sobre o texto avestruz
Powerpointe da sd sobre o texto avestruz
MichelaLuiza
 
Sequencia didática
Sequencia didáticaSequencia didática
Sequencia didática
Mercia Cordeiro Avelino
 
Oficina Logo Fábula
Oficina Logo FábulaOficina Logo Fábula
Oficina Logo Fábula
munizclau
 
Slide avestruz
Slide avestruzSlide avestruz
Slide avestruz
elena2013
 
Sequencia didatica avestruz[1]
Sequencia didatica avestruz[1]Sequencia didatica avestruz[1]
Sequencia didatica avestruz[1]
09122824871
 
Avestruz2
Avestruz2Avestruz2
Avestruz2
Nanci Abrão
 
Situação de aprendizagem
Situação de aprendizagemSituação de aprendizagem
Situação de aprendizagem
Valéria Cristina Galindo
 
Sequencia didática
Sequencia didáticaSequencia didática
Sequencia didática
Mercia Cordeiro Avelino
 
Situação de aprendizagem texto avestruz mário prata
Situação de aprendizagem texto avestruz   mário prataSituação de aprendizagem texto avestruz   mário prata
Situação de aprendizagem texto avestruz mário prata
meyreperon
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
GustavoDonizete
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
Nanci Abrão
 

Mais procurados (13)

Powerpointe da sd sobre o texto avestruz
Powerpointe da sd sobre o texto avestruzPowerpointe da sd sobre o texto avestruz
Powerpointe da sd sobre o texto avestruz
 
Powerpointe da sd sobre o texto avestruz
Powerpointe da sd sobre o texto avestruzPowerpointe da sd sobre o texto avestruz
Powerpointe da sd sobre o texto avestruz
 
Sequencia didática
Sequencia didáticaSequencia didática
Sequencia didática
 
Oficina Logo Fábula
Oficina Logo FábulaOficina Logo Fábula
Oficina Logo Fábula
 
Slide avestruz
Slide avestruzSlide avestruz
Slide avestruz
 
Sequencia didatica avestruz[1]
Sequencia didatica avestruz[1]Sequencia didatica avestruz[1]
Sequencia didatica avestruz[1]
 
Avestruz2
Avestruz2Avestruz2
Avestruz2
 
Situação de aprendizagem
Situação de aprendizagemSituação de aprendizagem
Situação de aprendizagem
 
Sequencia didática
Sequencia didáticaSequencia didática
Sequencia didática
 
Situação de aprendizagem texto avestruz mário prata
Situação de aprendizagem texto avestruz   mário prataSituação de aprendizagem texto avestruz   mário prata
Situação de aprendizagem texto avestruz mário prata
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
 

Destaque

Projeto OMO
Projeto OMOProjeto OMO
Projeto OMO
flaviaviana77
 
Electrodomesticos
ElectrodomesticosElectrodomesticos
Electrodomesticos
fothy
 
Presentación de RegateaOnline.com
Presentación de RegateaOnline.comPresentación de RegateaOnline.com
Presentación de RegateaOnline.com
RegateaOnline.com
 
Jessica de....
Jessica de....Jessica de....
Jessica de....nathyc50
 
SUPERECOLÓGICO E OS DEFENSORES DA ÁGUA.
SUPERECOLÓGICO E OS DEFENSORES DA ÁGUA.SUPERECOLÓGICO E OS DEFENSORES DA ÁGUA.
SUPERECOLÓGICO E OS DEFENSORES DA ÁGUA.
Caetano Souza
 
Respuestas
RespuestasRespuestas
Respuestas
sonrisas28
 
Dissertação A Juiz de Fora que habita na memória: uma cartografia sentimental...
Dissertação A Juiz de Fora que habita na memória: uma cartografia sentimental...Dissertação A Juiz de Fora que habita na memória: uma cartografia sentimental...
Dissertação A Juiz de Fora que habita na memória: uma cartografia sentimental...
Rafaella Prata
 
Amor verdadeiro
Amor verdadeiroAmor verdadeiro
Amor verdadeiro
Mariana Monteiro
 
Catálogo
CatálogoCatálogo
Catálogo
Praktipuertas
 
Presentacion p
Presentacion pPresentacion p
Presentacion p
dema3
 
An-empirical-investigation-of-economic-growth-debt1
An-empirical-investigation-of-economic-growth-debt1An-empirical-investigation-of-economic-growth-debt1
An-empirical-investigation-of-economic-growth-debt1
Michalis Tatarakis
 
VI Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar – Fonavid
VI Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar – FonavidVI Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar – Fonavid
VI Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar – Fonavid
Atualidades Do Direito
 
Análisis estructural del relato
Análisis estructural del relatoAnálisis estructural del relato
Análisis estructural del relato
GMC11
 
Practico de física ii5
Practico de física ii5Practico de física ii5
Practico de física ii5
josealdo2
 
Estampas garden
Estampas gardenEstampas garden
Estampas garden
Mariana Matias
 
Eduardo leite designer
Eduardo leite designerEduardo leite designer
Eduardo leite designer
Eduardorln
 
O tesouro
O tesouroO tesouro
O que é o principio divino 1
O que é o principio divino 1O que é o principio divino 1
O que é o principio divino 1
escoladominical
 
Aplicações Baseadas P2P
Aplicações Baseadas P2PAplicações Baseadas P2P
Aplicações Baseadas P2P
Fábio Pinto
 

Destaque (20)

Projeto OMO
Projeto OMOProjeto OMO
Projeto OMO
 
Electrodomesticos
ElectrodomesticosElectrodomesticos
Electrodomesticos
 
Presentación de RegateaOnline.com
Presentación de RegateaOnline.comPresentación de RegateaOnline.com
Presentación de RegateaOnline.com
 
Jessica de....
Jessica de....Jessica de....
Jessica de....
 
SUPERECOLÓGICO E OS DEFENSORES DA ÁGUA.
SUPERECOLÓGICO E OS DEFENSORES DA ÁGUA.SUPERECOLÓGICO E OS DEFENSORES DA ÁGUA.
SUPERECOLÓGICO E OS DEFENSORES DA ÁGUA.
 
Respuestas
RespuestasRespuestas
Respuestas
 
Dissertação A Juiz de Fora que habita na memória: uma cartografia sentimental...
Dissertação A Juiz de Fora que habita na memória: uma cartografia sentimental...Dissertação A Juiz de Fora que habita na memória: uma cartografia sentimental...
Dissertação A Juiz de Fora que habita na memória: uma cartografia sentimental...
 
Amor verdadeiro
Amor verdadeiroAmor verdadeiro
Amor verdadeiro
 
Catálogo
CatálogoCatálogo
Catálogo
 
Presentacion p
Presentacion pPresentacion p
Presentacion p
 
An-empirical-investigation-of-economic-growth-debt1
An-empirical-investigation-of-economic-growth-debt1An-empirical-investigation-of-economic-growth-debt1
An-empirical-investigation-of-economic-growth-debt1
 
VI Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar – Fonavid
VI Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar – FonavidVI Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar – Fonavid
VI Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar – Fonavid
 
Dianiño
DianiñoDianiño
Dianiño
 
Análisis estructural del relato
Análisis estructural del relatoAnálisis estructural del relato
Análisis estructural del relato
 
Practico de física ii5
Practico de física ii5Practico de física ii5
Practico de física ii5
 
Estampas garden
Estampas gardenEstampas garden
Estampas garden
 
Eduardo leite designer
Eduardo leite designerEduardo leite designer
Eduardo leite designer
 
O tesouro
O tesouroO tesouro
O tesouro
 
O que é o principio divino 1
O que é o principio divino 1O que é o principio divino 1
O que é o principio divino 1
 
Aplicações Baseadas P2P
Aplicações Baseadas P2PAplicações Baseadas P2P
Aplicações Baseadas P2P
 

Semelhante a Situação de aprendizagem 3

Estratégias de leitura sequência didática - texto avestruz- ok
Estratégias de leitura   sequência didática - texto avestruz- okEstratégias de leitura   sequência didática - texto avestruz- ok
Estratégias de leitura sequência didática - texto avestruz- ok
gruposete
 
Avestruz ppt melhor gestão
Avestruz ppt   melhor gestãoAvestruz ppt   melhor gestão
Avestruz ppt melhor gestão
leebarbosadasilva
 
Texto Avestruz - Mário Prata
Texto Avestruz - Mário PrataTexto Avestruz - Mário Prata
Texto Avestruz - Mário Prata
Rosangela Fulini Rodrigues
 
Situação de aprendizadem_grupo 8
Situação  de  aprendizadem_grupo 8Situação  de  aprendizadem_grupo 8
Situação de aprendizadem_grupo 8
monicasli
 
Curso animais aula 3
Curso animais aula 3Curso animais aula 3
Curso animais aula 3
Tatiana Schiavon
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
Marcia Marques
 
Projeto Fábulas
Projeto FábulasProjeto Fábulas
Projeto Fábulas
Lourdes Grasel
 
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDAFORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
weleslima
 
Situação de aprendizagem de leitura
Situação de aprendizagem de leituraSituação de aprendizagem de leitura
Situação de aprendizagem de leitura
Augusto Matraga
 
Situaçâo de aprendizagem de leitura - Silvana
Situaçâo de aprendizagem de leitura - SilvanaSituaçâo de aprendizagem de leitura - Silvana
Situaçâo de aprendizagem de leitura - Silvana
Renata de Camargo
 
Situação de aprendizagem texto avestruz
Situação de aprendizagem texto avestruzSituação de aprendizagem texto avestruz
Situação de aprendizagem texto avestruz
mariaprui
 
Situação de aprendizagem de leitura
Situação de aprendizagem de leituraSituação de aprendizagem de leitura
Situação de aprendizagem de leitura
Gisa31
 
Sequência didática o avestruz
Sequência didática   o avestruzSequência didática   o avestruz
Sequência didática o avestruz
Carlos Eduardo Matias
 
Sd avestruz
Sd   avestruzSd   avestruz
Sd avestruz
riameloni
 
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruzSituação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
regianescreis
 
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruzSituação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
regianescreis
 
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruzSituação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
washingtonac
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Apresentação vovo coruja
Apresentação vovo coruja Apresentação vovo coruja
Apresentação vovo coruja
Naysa Taboada
 
Estratégias de leitura - Avestruz - MGME
Estratégias de leitura - Avestruz - MGMEEstratégias de leitura - Avestruz - MGME
Estratégias de leitura - Avestruz - MGME
profcarla
 

Semelhante a Situação de aprendizagem 3 (20)

Estratégias de leitura sequência didática - texto avestruz- ok
Estratégias de leitura   sequência didática - texto avestruz- okEstratégias de leitura   sequência didática - texto avestruz- ok
Estratégias de leitura sequência didática - texto avestruz- ok
 
Avestruz ppt melhor gestão
Avestruz ppt   melhor gestãoAvestruz ppt   melhor gestão
Avestruz ppt melhor gestão
 
Texto Avestruz - Mário Prata
Texto Avestruz - Mário PrataTexto Avestruz - Mário Prata
Texto Avestruz - Mário Prata
 
Situação de aprendizadem_grupo 8
Situação  de  aprendizadem_grupo 8Situação  de  aprendizadem_grupo 8
Situação de aprendizadem_grupo 8
 
Curso animais aula 3
Curso animais aula 3Curso animais aula 3
Curso animais aula 3
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
 
Projeto Fábulas
Projeto FábulasProjeto Fábulas
Projeto Fábulas
 
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDAFORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
FORMAÇÃO DO SEGUNDO CICLO NO MUNICÍPIO DE PONTES E LACERDA
 
Situação de aprendizagem de leitura
Situação de aprendizagem de leituraSituação de aprendizagem de leitura
Situação de aprendizagem de leitura
 
Situaçâo de aprendizagem de leitura - Silvana
Situaçâo de aprendizagem de leitura - SilvanaSituaçâo de aprendizagem de leitura - Silvana
Situaçâo de aprendizagem de leitura - Silvana
 
Situação de aprendizagem texto avestruz
Situação de aprendizagem texto avestruzSituação de aprendizagem texto avestruz
Situação de aprendizagem texto avestruz
 
Situação de aprendizagem de leitura
Situação de aprendizagem de leituraSituação de aprendizagem de leitura
Situação de aprendizagem de leitura
 
Sequência didática o avestruz
Sequência didática   o avestruzSequência didática   o avestruz
Sequência didática o avestruz
 
Sd avestruz
Sd   avestruzSd   avestruz
Sd avestruz
 
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruzSituação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
 
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruzSituação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
 
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruzSituação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
 
Apresentação vovo coruja
Apresentação vovo coruja Apresentação vovo coruja
Apresentação vovo coruja
 
Estratégias de leitura - Avestruz - MGME
Estratégias de leitura - Avestruz - MGMEEstratégias de leitura - Avestruz - MGME
Estratégias de leitura - Avestruz - MGME
 

Situação de aprendizagem 3

  • 1. “Ser letrado e ler na vida e na cidadania é muito mais que isso: é escapar da literalidade dos textos e interpretá-los, colocando-os em relação com os outros textos e discursos, de maneira situada na realidade social”. Roxane Rojo
  • 2.  Gênero escolhido: crônica narrativa  Público Alvo: 6º ano  Tempo previsto: 4 aulas  Conteúdos e temas: Características de crônica narrativa; elementos da narrativa.  Competências e habilidades: Explorar, desenvolver e ampliar as capacidades de leitura.  Estratégias: Trabalho com diversas mídias, apresentação de imagens, poemas, etc.  Recursos: Texto escrito ou slide; Poema.  Avaliação: Produção de uma crônica.
  • 3.  Desenvolvimento das Capacidades de Compreensão  1. Ativação do conhecimento prévio  Antes da leitura do texto, serão feitas perguntas sobre o assunto:  Você tem animal de estimação? Qual?  Você já viu uma avestruz? Sabem como ela é?  Alguém gostaria de ter uma avestruz?  Uma avestruz poderia ser um animal de estimação?
  • 4.  2. Antecipação ou predição de conteúdos (Levantamento de hipóteses)  Por meio de perguntas, explore um pouco esse título:  Esse texto desperta sua atenção?  O que ele sugere?  Pelo título, dá para imaginar o assunto da crônica?  Você sabe o que é uma crônica?
  • 5.  Informações sobre o autor do texto.  Mario Prata é um escritor, dramaturgo, jornalista e cronista brasileiro. É natural de Uberaba, Minas Gerais, mas viveu boa parte da infância e adolescência em Lins, interior de São Paulo. Em mais de 50 anos de escrita, tem no currículo 3 mil crônicas e cerca de 80 títulos, entre romances, livros de contos, roteiros e peças teatrais. Na carreira, recebeu 18 prêmios nacionais e estrangeiros, com obras reconhecidas no cinema, literatura, teatro e televisão.  Fonte: www.marioprata.net. Acesso em 05 junho 2013.
  • 6.  3. Checagem de hipóteses  Leitura feita pelo professor (texto impresso ou apresentado no data show).  Durante a leitura da crônica o professor deve ir retomando as hipóteses para verificar se elas foram ou não confirmadas.
  • 7.  4. Localização de informações:  a) Definição de avestruz, de acordo com o dicionário;  b) Descrição e hábitos da ave.  Os alunos podem preencher um quadro: Nome científico Peso Altura Expectativa de vida
  • 8.  c) Sobre a estrutura do texto: Elementos da narrativa Foco narrativo 1ª ou 3ª pessoa? Personagem Quais são? Enredo Sequência de acontecimentos Tempo Palavras ou expressões que indiquem a passagem do tempo. Espaço Palavras ou expressões que indiquem o lugar dos acontecimentos.
  • 9.  5. Comparação de informações:  Faça um desenho de animais de estimação que possam viver num apartamento.  Faça um desenho de uma avestruz e em seguida compare-o com as imagens abaixo.
  • 10.  6. Produção de inferências locais.  Trabalhar o sentido de algumas palavras como:  Struthio Camelus Australis;  TPM;  abominável;  atrofiadas;  Floripa;  Higienópolis;  gigolô.
  • 11.  7. Produção de inferências globais:  Discutir com os alunos questões como:  a) Localização geográfica e suas implicações sociais (Higienópolis);  b) Localização histórica (“Adão, dando os nomes a tudo que via pela frente”).
  • 12.  8. Percepção de relações de intertextualidade:  Distribuir cópias do poema para análise, verificando o que há em comum nos dois textos. O AVESTRUZ O galo cantou A ovelha despertou E estava com fome! O avestruz esperto Papou tudo que havia por perto. Comeu melancia Feijão e ervilha Tomate, capim E a boneca da menina. O galo brigou A menina chorou O avestruz esperto, Da confusão escapou.  http://deversoemversos.blogspot.com.br/2012/10/o-avestruz.html Acesso06 junho2013.
  • 13.  9. Apreciações estéticas e/ou afetivas:  Vocês gostaram do texto?  Você ficou com pena da situação do menino?  Você já vivenciou algo parecido?
  • 14.  10. Apreciações éticas:  Discutir:  Você acha difícil criar um animal em apartamento ou um animal selvagem na cidade?  Por que o menino só muda de ideia quando passa a conhecer os hábitos alimentares do bicho?
  • 15.  Sugestão de avaliação:  Criação de uma crônica narrativa sobre situações com animais de estimação.
  • 16.  Alexandra Petittu  Carina Alves Ito  Célia Regina Baeta  Elaine Regina Salvalágio  João Francisco de Paula Lico