SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
Baixar para ler offline
Seja ágil e entregue mais
valor ao seu cliente com o
WORKSHOP PRÁTICO
Scrum!
AGENDA
PARTE 02
• Quem sou eu no Scrum Team?
• Eventos: onde ocorrem, como ocorrem
e onde pego meu VIP?
• A-r-t-e-f-a...tos e a caixa de
ferramentas.
SCRUM TEAM
Product Owner Scrum Master
Dev Team
PRODUCT OWNER
• Ordena e prioriza o product backlog para
maximizar o valor da entrega esperada pelo
cliente.
• Garante que o objetivo da Sprint esteja claro
para todos do time.
• Certifica-se de que o conceito de “pronto” seja
compreendido por todos.
PRODUCT OWNER
É a única pessoa responsável por
gerenciar o product backlog, ele é uma
pessoa e NÃO um comitê.
TODA ORGANIZAÇÃO DEVE RESPEITAR
AS DECISÕES DELE.
DEV TEAM
• São os profissionais responsáveis por realizar
o trabalho de entrega de um incremento do
produto “pronto”.
• São auto gerenciáveis, portanto, os únicos
responsáveis por definir como devem
transformar o product backlog em incremento.
• Devem ser multifuncionais, possuindo
habilidades complementares.
DEV TEAM
2é pouco
10 é demais…
SCRUM MASTER
• Responsável por promover e apoiar o Scrum,
garantindo que todos compreendam sua
teoria, as práticas, as regras e seus valores.
• É um líder-servidor. Ajuda a promover o Scrum
dentro e fora do time, demonstrando sua
importância e evitando interferências que
possam prejudicar o trabalho da equipe.
SCRUM MASTER + PRODUCT OWNER
• Garante que o escopo e objetivo esteja claro
para todos do time.
• Apoia com técnicas para gestão do product
backlog.
• Compreende, pratica e incentiva a agilidade
da equipe.
• Facilita o acontecimento dos eventos Scrum.
SCRUM MASTER + DEV TEAM
• Promove treinamentos em autogerenciamento e
interdisciplinaridade.
• Remove impedimentos que impeçam o progresso do
time.
• Promove treinamentos para compreensão das práticas
Scrum em ambientes que circundam o time.
• Apoia na criação de incrementos de valor.
SCRUM MASTER + ORGANIZAÇÃO
• Lidera e fomenta treinamentos para a adoção do
Scrum.
• Ajuda colaboradores e partes interessadas a
compreender e tornar o Scrum aplicável.
• Promove mudanças que aumentem a produtividade
do Scrum Team.
• Promove a formação de novos Scrum Masters.
Eventos Scrum
SPRINT
• É o período delimitado por um planejamento e uma entrega de
valor pronta para liberação.
• Neste espaço de tempo, que pode ser de duas a quatro semanas,
o time de desenvolvimento trabalha no incremento do produto.
• Deve-se evitar intervalos entre as Sprints de um mesmo projeto,
isto é, uma Sprint deve iniciar imediatamente após a anterior.
SPRINT
• Durante a Sprint não devem ser feitas mudanças que coloquem
em risco o objetivo acordado.
• As metas de qualidade NÃO diminuem.
• O escopo poderá ser clarificado e renegociado com o Product
Owner quando necessário.
SPRINT PLANNING
• Esta cerimônia visa mensurar e planejar todo o trabalho que será
realizado durante a Sprint. Este plano é criado pelo time de forma
colaborativa.
• Esta cerimônia é time-boxed, ou seja, possui uma proporção de 8 horas
para cada 1 mês de trabalho do time.
• Todo o time deve sair do planejamento com:
• o conceito de “pronto” claro.
• a meta da Sprint clara.
SPRINT PLANNING
O que pode estar PRONTO nesta
Sprint
Como o trabalho escolhido se
tornará PRONTO
TÓPICOS
DAILY MEETING
• Esta cerimônia visa inspecionar o progresso realizado nas últimas 24
horas e planejar as atividades que serão realizadas nas próximas 24
horas. Ela garante que o objetivo da Sprint será atingido.
• Esta cerimônia é time-boxed de 15 minutos e deve ocorrer com todos os
integrantes do time de desenvolvimento em pé.
• Esta reunião deverá ocorrer todos os dias, no mesmo horário e local.
• A condução desta reunião é de responsabilidade do time de
desenvolvimento.
DAILY MEETING
O que eu fiz ONTEM que ajudou o time a atingir a
meta da Sprint
TÓPICOS
O que eu farei HOJE para ajudar o time a atingir a
meta da Sprint
Eu vejo algum OBSTÁCULO que impeça a mim ou a
algum membro do time no cumprimento da meta
da Sprint
REVIEW MEETING
• Esta cerimônia visa inspecionar o incremento do produto e verificar a
necessidade de adaptação do product backlog.
• Esta cerimônia é time-boxed, ou seja, possui uma proporção de 4 horas
para cada 1 mês de trabalho do time.
• Esta reunião destina-se a motivar e obter o feedback, promovendo a
colaboração.
• Todos do time devem participar e, inclusive, os stakeholders devem ser
convidados.
REVIEW MEETING
O time de desenvolvimento apresenta quais itens do
backlog estão “Prontos”.
TÓPICOS
O Product Owner esclarece quais itens do backlog
estão “Prontos” e quais não estão.
O time de Scrum analisa e discute sobre o backlog
restante do produto.
RETROSPECTIVE MEETING
• Esta cerimônia proporciona ao time a possiblidade de inspecionar a si próprio
e criar um plano de melhorias que deve ser aplicado na próxima Sprint.
• Esta cerimônia é time-boxed, ou seja, possui uma proporção de 3 horas para
cada 1 mês de trabalho do time.
• Esta reunião deve encorajar o time a melhorar, dentro do processo do Scrum,
tornando suas práticas mais efetivas e agradáveis a todos.
• Todos do time devem participar de forma colaborativa, incentivando a
melhoria contínua da qualidade do produto.
RETROSPECTIVE MEETING
Como a última Sprint foi em relação as pessoas,
relacionamentos, processos e ferramentas?
TÓPICOS
O que foi bom e devemos melhorar? O que não foi tão
bom e devemos evitar?
O time de Scrum deve criar um plano de melhorias
para início imediato
Artefatos do
Scrum
Backlog
O Backlog do Produto é
uma lista ordenada de tudo
que é conhecido e
necessário para o produto.
Sprint Backlog
O Backlog da Sprint é um conjunto de itens do
Backlog do Produto selecionados para a Sprint
Incremento
O incremento é a soma de todos os itens
do Backlog do Produto completados
durante a Sprint.
Ao final da Sprint um novo incremento
deve estar “Pronto”. O que significa que
deve estar na condição de ser utilizado.
Caixa de ferramentas
Planning
Poker
Fist of Five
1. Acho simples
2. Simples mas...
3. Nada de novo, porém, dá trabalho
4. Dá trabalho e podemos ter surpresas
5. Muito trabalho e com certeza teremos
surpresas
0,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
BURNDOWN - ATRASADO
Planejado Realizado
0,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
BURNDOWN - ADIANTADO
Planejado Realizado
0,00
100,00
200,00
300,00
400,00
500,00
600,00
S P R I NT 01 S P R I NT 02 S P R I NT 03 S P R I NT 04 S P R I NT 05 S P R I NT 06 S P R I NT 07
BURNUP - PRODUTO
Planejado Realizado
0,00
20,00
40,00
60,00
80,00
100,00
120,00
140,00
160,00
S P R I NT 01 S P R I NT 02 S P R I NT 03 S P R I NT 04 S P R I NT 05 S P R I NT 06 S P R I NT 07
BURNUP - EQUIPE
Planejado Realizado
Fonte: http://www.scrum.org
INSPEÇÃO
“De tempos em tempos, pare de fazer o que está
fazendo, revise o que já fez e verifique se ainda deveria
estar fazendo aquilo e como você pode fazê-lo melhor.”
Jeff Sutherland
ADAPTAÇÃO
TRANPARÊNCIA
CESAR@CONSULTORIACAP.COM.BR
OBRIGADO!
Créditos de Imagens

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel PimentelScrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
Manoel Pimentel Medeiros
 

Mais procurados (20)

Metodologia ágil com scrum
Metodologia ágil com scrumMetodologia ágil com scrum
Metodologia ágil com scrum
 
Scrum em 15 minutos
Scrum em 15 minutosScrum em 15 minutos
Scrum em 15 minutos
 
Metodologa Scrum
Metodologa ScrumMetodologa Scrum
Metodologa Scrum
 
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
 
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
 
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel PimentelScrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
Scrum - Conceitos, Práticas e Experiências - Manoel Pimentel
 
SCRUM
SCRUMSCRUM
SCRUM
 
Desenvolvimento Ágil com Scrum e XP
Desenvolvimento Ágil com Scrum e XPDesenvolvimento Ágil com Scrum e XP
Desenvolvimento Ágil com Scrum e XP
 
Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...
Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...
Gestão de Produtos com Scrum e algo mais...
 
Agile culture
Agile cultureAgile culture
Agile culture
 
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do ScrumO Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
 
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUMWorkshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
 
Scrum Overview
Scrum OverviewScrum Overview
Scrum Overview
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
O que é Kanban e porque se importar com ele
O que é Kanban e porque se importar com eleO que é Kanban e porque se importar com ele
O que é Kanban e porque se importar com ele
 
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XP
 
Scrum - Gerenciamento de Projetos
Scrum - Gerenciamento de ProjetosScrum - Gerenciamento de Projetos
Scrum - Gerenciamento de Projetos
 
Scrum - Gestão Ágil de Projetos de Software
Scrum - Gestão Ágil de Projetos de SoftwareScrum - Gestão Ágil de Projetos de Software
Scrum - Gestão Ágil de Projetos de Software
 
Agile Black Ops - Como infiltrar agile em ambiente hostil
Agile Black Ops  - Como infiltrar agile em ambiente hostilAgile Black Ops  - Como infiltrar agile em ambiente hostil
Agile Black Ops - Como infiltrar agile em ambiente hostil
 
Scrum “by the book”
Scrum “by the book”Scrum “by the book”
Scrum “by the book”
 

Semelhante a Seja ágil com o Scrum - parte 02

Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumScrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
André Borgonovo
 
Metodologia agil scrum x pmbok
Metodologia agil   scrum x pmbokMetodologia agil   scrum x pmbok
Metodologia agil scrum x pmbok
Marisa Wittmann
 

Semelhante a Seja ágil com o Scrum - parte 02 (20)

ENGSW_Aula_Scrum.pdf
ENGSW_Aula_Scrum.pdfENGSW_Aula_Scrum.pdf
ENGSW_Aula_Scrum.pdf
 
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumScrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum agil
Scrum agilScrum agil
Scrum agil
 
Enter SCRUM
Enter SCRUMEnter SCRUM
Enter SCRUM
 
Scrum - Engenharia de Software
Scrum - Engenharia de Software Scrum - Engenharia de Software
Scrum - Engenharia de Software
 
Treinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATEL
Treinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATELTreinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATEL
Treinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATEL
 
Guia do scrum
Guia do scrumGuia do scrum
Guia do scrum
 
Guia do scrum
Guia do scrumGuia do scrum
Guia do scrum
 
Prévia básica do Scrum
Prévia básica do ScrumPrévia básica do Scrum
Prévia básica do Scrum
 
Curso "Scrum na Real" - Parte 3
Curso "Scrum na Real" - Parte 3Curso "Scrum na Real" - Parte 3
Curso "Scrum na Real" - Parte 3
 
Xp e Scrum
Xp e ScrumXp e Scrum
Xp e Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Material Workshop Scrum foundation - Fernando Cunha
Material Workshop Scrum foundation -  Fernando CunhaMaterial Workshop Scrum foundation -  Fernando Cunha
Material Workshop Scrum foundation - Fernando Cunha
 
Metodologia agil scrum x pmbok
Metodologia agil   scrum x pmbokMetodologia agil   scrum x pmbok
Metodologia agil scrum x pmbok
 
Softdrops - Sprint Review Meeting
Softdrops - Sprint Review MeetingSoftdrops - Sprint Review Meeting
Softdrops - Sprint Review Meeting
 
Aula 06 Scrum - parte II completo.ppt
Aula 06 Scrum - parte II completo.pptAula 06 Scrum - parte II completo.ppt
Aula 06 Scrum - parte II completo.ppt
 
Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !
Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !
Palestra : Scrum : A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo !
 

Mais de César Augusto Pessôa

Mais de César Augusto Pessôa (20)

Home office seguro
Home office seguroHome office seguro
Home office seguro
 
Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019
Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019
Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019
 
14 Princípios de Deming
14 Princípios de Deming14 Princípios de Deming
14 Princípios de Deming
 
Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!
Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!
Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!
 
MVP - O que é e como criar o seu
MVP - O que é e como criar o seuMVP - O que é e como criar o seu
MVP - O que é e como criar o seu
 
A importância do design nos negócios
A importância do design nos negóciosA importância do design nos negócios
A importância do design nos negócios
 
Personas - a dinâmica de vestir os sapatos do cliente
Personas - a dinâmica de vestir os sapatos do clientePersonas - a dinâmica de vestir os sapatos do cliente
Personas - a dinâmica de vestir os sapatos do cliente
 
A rotina de um Scrum Master
A rotina de um Scrum MasterA rotina de um Scrum Master
A rotina de um Scrum Master
 
A vida de um Scrum Product Owner
A vida de um Scrum Product OwnerA vida de um Scrum Product Owner
A vida de um Scrum Product Owner
 
O ecossistema de Startups na região de Araçatuba
O ecossistema de Startups na região de AraçatubaO ecossistema de Startups na região de Araçatuba
O ecossistema de Startups na região de Araçatuba
 
Excelência e Qualidade - Parte 04
Excelência e Qualidade - Parte 04Excelência e Qualidade - Parte 04
Excelência e Qualidade - Parte 04
 
Excelência e Qualidade - Parte 03
Excelência e Qualidade - Parte 03Excelência e Qualidade - Parte 03
Excelência e Qualidade - Parte 03
 
Excelência e Qualidade - Parte 02
Excelência e Qualidade - Parte 02Excelência e Qualidade - Parte 02
Excelência e Qualidade - Parte 02
 
Excelência e qualidade - Parte 01
Excelência e qualidade - Parte 01Excelência e qualidade - Parte 01
Excelência e qualidade - Parte 01
 
User eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produto
User eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produtoUser eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produto
User eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produto
 
Principais Comandos Linux (UBUNTU) 2
Principais Comandos Linux (UBUNTU) 2Principais Comandos Linux (UBUNTU) 2
Principais Comandos Linux (UBUNTU) 2
 
Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2
Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2
Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2
 
Aula 3 - Manipulando e Resgatando Dados
Aula 3 - Manipulando e Resgatando DadosAula 3 - Manipulando e Resgatando Dados
Aula 3 - Manipulando e Resgatando Dados
 
Aula 2 - Comandos DDL DML DQL E DCL
Aula 2 - Comandos DDL DML DQL E DCLAula 2 - Comandos DDL DML DQL E DCL
Aula 2 - Comandos DDL DML DQL E DCL
 
Aula 4 - Hierarquia de pastas no Linux
Aula 4 - Hierarquia de pastas no LinuxAula 4 - Hierarquia de pastas no Linux
Aula 4 - Hierarquia de pastas no Linux
 

Último

Último (8)

Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 

Seja ágil com o Scrum - parte 02

  • 1. Seja ágil e entregue mais valor ao seu cliente com o WORKSHOP PRÁTICO Scrum!
  • 2. AGENDA PARTE 02 • Quem sou eu no Scrum Team? • Eventos: onde ocorrem, como ocorrem e onde pego meu VIP? • A-r-t-e-f-a...tos e a caixa de ferramentas.
  • 3. SCRUM TEAM Product Owner Scrum Master Dev Team
  • 4. PRODUCT OWNER • Ordena e prioriza o product backlog para maximizar o valor da entrega esperada pelo cliente. • Garante que o objetivo da Sprint esteja claro para todos do time. • Certifica-se de que o conceito de “pronto” seja compreendido por todos.
  • 5. PRODUCT OWNER É a única pessoa responsável por gerenciar o product backlog, ele é uma pessoa e NÃO um comitê. TODA ORGANIZAÇÃO DEVE RESPEITAR AS DECISÕES DELE.
  • 6. DEV TEAM • São os profissionais responsáveis por realizar o trabalho de entrega de um incremento do produto “pronto”. • São auto gerenciáveis, portanto, os únicos responsáveis por definir como devem transformar o product backlog em incremento. • Devem ser multifuncionais, possuindo habilidades complementares.
  • 7. DEV TEAM 2é pouco 10 é demais…
  • 8. SCRUM MASTER • Responsável por promover e apoiar o Scrum, garantindo que todos compreendam sua teoria, as práticas, as regras e seus valores. • É um líder-servidor. Ajuda a promover o Scrum dentro e fora do time, demonstrando sua importância e evitando interferências que possam prejudicar o trabalho da equipe.
  • 9. SCRUM MASTER + PRODUCT OWNER • Garante que o escopo e objetivo esteja claro para todos do time. • Apoia com técnicas para gestão do product backlog. • Compreende, pratica e incentiva a agilidade da equipe. • Facilita o acontecimento dos eventos Scrum.
  • 10. SCRUM MASTER + DEV TEAM • Promove treinamentos em autogerenciamento e interdisciplinaridade. • Remove impedimentos que impeçam o progresso do time. • Promove treinamentos para compreensão das práticas Scrum em ambientes que circundam o time. • Apoia na criação de incrementos de valor.
  • 11. SCRUM MASTER + ORGANIZAÇÃO • Lidera e fomenta treinamentos para a adoção do Scrum. • Ajuda colaboradores e partes interessadas a compreender e tornar o Scrum aplicável. • Promove mudanças que aumentem a produtividade do Scrum Team. • Promove a formação de novos Scrum Masters.
  • 13. SPRINT • É o período delimitado por um planejamento e uma entrega de valor pronta para liberação. • Neste espaço de tempo, que pode ser de duas a quatro semanas, o time de desenvolvimento trabalha no incremento do produto. • Deve-se evitar intervalos entre as Sprints de um mesmo projeto, isto é, uma Sprint deve iniciar imediatamente após a anterior.
  • 14. SPRINT • Durante a Sprint não devem ser feitas mudanças que coloquem em risco o objetivo acordado. • As metas de qualidade NÃO diminuem. • O escopo poderá ser clarificado e renegociado com o Product Owner quando necessário.
  • 15. SPRINT PLANNING • Esta cerimônia visa mensurar e planejar todo o trabalho que será realizado durante a Sprint. Este plano é criado pelo time de forma colaborativa. • Esta cerimônia é time-boxed, ou seja, possui uma proporção de 8 horas para cada 1 mês de trabalho do time. • Todo o time deve sair do planejamento com: • o conceito de “pronto” claro. • a meta da Sprint clara.
  • 16. SPRINT PLANNING O que pode estar PRONTO nesta Sprint Como o trabalho escolhido se tornará PRONTO TÓPICOS
  • 17. DAILY MEETING • Esta cerimônia visa inspecionar o progresso realizado nas últimas 24 horas e planejar as atividades que serão realizadas nas próximas 24 horas. Ela garante que o objetivo da Sprint será atingido. • Esta cerimônia é time-boxed de 15 minutos e deve ocorrer com todos os integrantes do time de desenvolvimento em pé. • Esta reunião deverá ocorrer todos os dias, no mesmo horário e local. • A condução desta reunião é de responsabilidade do time de desenvolvimento.
  • 18. DAILY MEETING O que eu fiz ONTEM que ajudou o time a atingir a meta da Sprint TÓPICOS O que eu farei HOJE para ajudar o time a atingir a meta da Sprint Eu vejo algum OBSTÁCULO que impeça a mim ou a algum membro do time no cumprimento da meta da Sprint
  • 19. REVIEW MEETING • Esta cerimônia visa inspecionar o incremento do produto e verificar a necessidade de adaptação do product backlog. • Esta cerimônia é time-boxed, ou seja, possui uma proporção de 4 horas para cada 1 mês de trabalho do time. • Esta reunião destina-se a motivar e obter o feedback, promovendo a colaboração. • Todos do time devem participar e, inclusive, os stakeholders devem ser convidados.
  • 20. REVIEW MEETING O time de desenvolvimento apresenta quais itens do backlog estão “Prontos”. TÓPICOS O Product Owner esclarece quais itens do backlog estão “Prontos” e quais não estão. O time de Scrum analisa e discute sobre o backlog restante do produto.
  • 21. RETROSPECTIVE MEETING • Esta cerimônia proporciona ao time a possiblidade de inspecionar a si próprio e criar um plano de melhorias que deve ser aplicado na próxima Sprint. • Esta cerimônia é time-boxed, ou seja, possui uma proporção de 3 horas para cada 1 mês de trabalho do time. • Esta reunião deve encorajar o time a melhorar, dentro do processo do Scrum, tornando suas práticas mais efetivas e agradáveis a todos. • Todos do time devem participar de forma colaborativa, incentivando a melhoria contínua da qualidade do produto.
  • 22. RETROSPECTIVE MEETING Como a última Sprint foi em relação as pessoas, relacionamentos, processos e ferramentas? TÓPICOS O que foi bom e devemos melhorar? O que não foi tão bom e devemos evitar? O time de Scrum deve criar um plano de melhorias para início imediato
  • 24. Backlog O Backlog do Produto é uma lista ordenada de tudo que é conhecido e necessário para o produto.
  • 25. Sprint Backlog O Backlog da Sprint é um conjunto de itens do Backlog do Produto selecionados para a Sprint
  • 26. Incremento O incremento é a soma de todos os itens do Backlog do Produto completados durante a Sprint. Ao final da Sprint um novo incremento deve estar “Pronto”. O que significa que deve estar na condição de ser utilizado.
  • 29. Fist of Five 1. Acho simples 2. Simples mas... 3. Nada de novo, porém, dá trabalho 4. Dá trabalho e podemos ter surpresas 5. Muito trabalho e com certeza teremos surpresas
  • 30.
  • 33. 0,00 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 S P R I NT 01 S P R I NT 02 S P R I NT 03 S P R I NT 04 S P R I NT 05 S P R I NT 06 S P R I NT 07 BURNUP - PRODUTO Planejado Realizado
  • 34. 0,00 20,00 40,00 60,00 80,00 100,00 120,00 140,00 160,00 S P R I NT 01 S P R I NT 02 S P R I NT 03 S P R I NT 04 S P R I NT 05 S P R I NT 06 S P R I NT 07 BURNUP - EQUIPE Planejado Realizado
  • 36. INSPEÇÃO “De tempos em tempos, pare de fazer o que está fazendo, revise o que já fez e verifique se ainda deveria estar fazendo aquilo e como você pode fazê-lo melhor.” Jeff Sutherland ADAPTAÇÃO TRANPARÊNCIA