SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Baixar para ler offline
A rotina de um
WORKSHOP PRÁTICO
Scrum Master
PARTE 02
• O papel do Scrum Master
• Perfil e características
• Atuação
• Ferramentas e boas práticas
SCRUM MASTER
• Responsável por promover e apoiar o Scrum,
garantindo que todos compreendam sua
teoria, as práticas, as regras e seus valores.
• É um líder-servidor. Ajuda a promover o Scrum
dentro e fora do time, demonstrando sua
importância e evitando interferências que
possam prejudicar o trabalho da equipe.
Eventos Scrum
SPRINT PLANNING
• Nesta cerimônia o SM apoia o time com técnicas para estimativa e ajuda
na criação e divisão de tarefas, apoiando na elucidação de dúvidas e
promovendo uma postura questionadora.
• O SM deve providenciar todos os detalhes para que a reunião possa
ocorrer da maneira mais produtiva possível.
• Ele apoio os integrantes do time para garantir que todos mantenham o
foco e postura colaborativa.
SPRINT PLANNING
O que pode estar PRONTO nesta
Sprint
Como o trabalho escolhido se
tornará PRONTO
TÓPICOS
DAILY MEETING
• O SM deverá garantir que o time tenha condições de realizar esta
reunião.
• A participação dele é opcional.
• O SM deve monitorar a equipe e acompanhar o resultado das reuniões
diárias.
• Quando houver um impedimento ou situação em que o time necessite de
apoio, o SM deverá intervir para providenciar a solução do problema.
DAILY MEETING
O que eu fiz ONTEM que ajudou o time a atingir a
meta da Sprint
TÓPICOS
O que eu farei HOJE para ajudar o time a atingir a
meta da Sprint
Eu vejo algum OBSTÁCULO que impeça a mim ou a
algum membro do time no cumprimento da meta
da Sprint
Impedimento VS Problema
A missão do SM é garantir que todo o impedimento de hoje seja
apenas um problema no futuro.
REVIEW MEETING
• O SM deverá apoiar o PO na validação dos itens prontos.
• Ele pode ajudar a registrar os motivos pelos quais alguns itens foram
rejeitados para uma possível análise.
• Ele apoia o time na apresentação dos itens desenvolvidos.
• Ele facilita a participação dos stakeholders.
REVIEW MEETING
O time de desenvolvimento apresenta quais itens do
backlog estão “Prontos”.
TÓPICOS
O Product Owner esclarece quais itens do backlog
estão “Prontos” e quais não estão.
O time de Scrum analisa e discute sobre o backlog
restante do produto.
RETROSPECTIVE MEETING
• O SM utiliza técnicas de gestão para criar um plano de melhorias que
deve ser aplicado na próxima Sprint.
• Ele deve encorajar o time a melhorar, dentro do processo do Scrum,
tornando suas práticas mais efetivas e agradáveis a todos.
Para um processo de
mudança ter sucesso,
o errado deve se
tornar difícil e o certo
deve se tornar fácil
RETROSPECTIVE MEETING
Como a última Sprint foi em relação as pessoas,
relacionamentos, processos e ferramentas?
TÓPICOS
O que foi bom e devemos melhorar? O que não foi tão
bom e devemos evitar?
O time de Scrum deve criar um plano de melhorias
para início imediato
Fonte: http://www.scrum.org
Ferramentas e boas práticas
0,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
BURNDOWN - ATRASADO
Planejado Realizado
0,00
10,00
20,00
30,00
40,00
50,00
60,00
70,00
80,00
BURNDOWN - ADIANTADO
Planejado Realizado
0,00
100,00
200,00
300,00
400,00
500,00
600,00
SPRIN T 01 SPRIN T 02 SPRIN T 03 SPRIN T 04 SPRIN T 05 SPRIN T 06 SPRIN T 07
BURNUP - PRODUTO
Planejado Realizado
0,00
20,00
40,00
60,00
80,00
100,00
120,00
140,00
160,00
SPRIN T 01 SPRIN T 02 SPRIN T 03 SPRIN T 04 SPRIN T 05 SPRIN T 06 SPRIN T 07
BURNUP - EQUIPE
Planejado Realizado
Plano de Ação
Tarefa Data Responsável Situação Comentários
Tarefa 1 24/10/2019 João Aguardando início
Tarefa 2 24/10/2018 Pedro Concluído
Tarefa 3 25/12/2018 Joyce Cancelada Foi resolvido junto com Tarefa 2
Tarefa 4 01/08/2020 Marcela Aguardando início
Tarefa 5 10/05/2015 Pedro Em andamento
Tarefa 6 29/11/2017 Joaquim Atrasada Atrasos no processo
5W2H
• O quer será feitoWhat(O quê):
• Porque deve ser feitoWhy(Por quê):
• Aonde será feitoWhere(Aonde):
• Quem irá fazerWho(Quem):
• Quando será feitoWhen(Quando):
• Como será feitoHow(Como):
• Quanto irá custarHow many/much(Quanto/a)
CESAR@CONSULTORIACAP.COM.BR
OBRIGADO!
Créditos de Imagens

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Descrição de Cargos, Competência e Treinamento
Descrição de Cargos, Competência e TreinamentoDescrição de Cargos, Competência e Treinamento
Descrição de Cargos, Competência e TreinamentoTemplum Consultoria Online
 
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises Bagagi
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises BagagiAdministração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises Bagagi
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises BagagiMoises Bagagi
 
Claudio moreira levantamento necessidades treinamento
Claudio moreira   levantamento necessidades treinamentoClaudio moreira   levantamento necessidades treinamento
Claudio moreira levantamento necessidades treinamentoClaudio Moreira
 
Introdução a fitoterapia - informações básicas
Introdução a fitoterapia - informações básicasIntrodução a fitoterapia - informações básicas
Introdução a fitoterapia - informações básicascomunidadedepraticas
 
Apostila teorica de_farmacotecnica_i
Apostila teorica de_farmacotecnica_iApostila teorica de_farmacotecnica_i
Apostila teorica de_farmacotecnica_iNemésio Carlos Silva
 
Ppt etapa 1 introducao_ao_estudo_de_plantas_medicinais_v14_10042017
Ppt etapa 1 introducao_ao_estudo_de_plantas_medicinais_v14_10042017Ppt etapa 1 introducao_ao_estudo_de_plantas_medicinais_v14_10042017
Ppt etapa 1 introducao_ao_estudo_de_plantas_medicinais_v14_10042017sedis-suporte
 
Manejo da dengue e fluxo de atendimento 2016
Manejo da dengue e fluxo de atendimento 2016Manejo da dengue e fluxo de atendimento 2016
Manejo da dengue e fluxo de atendimento 2016NICOLAS CAMUS
 
Capitulo 6 a escolha
Capitulo 6   a escolhaCapitulo 6   a escolha
Capitulo 6 a escolhaEuler Martins
 
03 atendente de farmácia (o farmaco e o organismo)
03   atendente de farmácia (o farmaco e o organismo)03   atendente de farmácia (o farmaco e o organismo)
03 atendente de farmácia (o farmaco e o organismo)Elizeu Ferro
 
Oficina Apresentação Pessoal - Ana Maria
Oficina Apresentação Pessoal - Ana MariaOficina Apresentação Pessoal - Ana Maria
Oficina Apresentação Pessoal - Ana MariaRASC EAD
 
2 plano de negócios dornelas
2 plano de negócios dornelas2 plano de negócios dornelas
2 plano de negócios dornelasMateus Monte
 
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarialTreinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarialAna Couto
 

Mais procurados (20)

Descrição de Cargos, Competência e Treinamento
Descrição de Cargos, Competência e TreinamentoDescrição de Cargos, Competência e Treinamento
Descrição de Cargos, Competência e Treinamento
 
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises Bagagi
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises BagagiAdministração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises Bagagi
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises Bagagi
 
Claudio moreira levantamento necessidades treinamento
Claudio moreira   levantamento necessidades treinamentoClaudio moreira   levantamento necessidades treinamento
Claudio moreira levantamento necessidades treinamento
 
Introdução a fitoterapia - informações básicas
Introdução a fitoterapia - informações básicasIntrodução a fitoterapia - informações básicas
Introdução a fitoterapia - informações básicas
 
RH Estratégico com Scorecards
RH Estratégico com ScorecardsRH Estratégico com Scorecards
RH Estratégico com Scorecards
 
Farmácia viva
Farmácia vivaFarmácia viva
Farmácia viva
 
Apostila teorica de_farmacotecnica_i
Apostila teorica de_farmacotecnica_iApostila teorica de_farmacotecnica_i
Apostila teorica de_farmacotecnica_i
 
Ppt etapa 1 introducao_ao_estudo_de_plantas_medicinais_v14_10042017
Ppt etapa 1 introducao_ao_estudo_de_plantas_medicinais_v14_10042017Ppt etapa 1 introducao_ao_estudo_de_plantas_medicinais_v14_10042017
Ppt etapa 1 introducao_ao_estudo_de_plantas_medicinais_v14_10042017
 
Manejo da dengue e fluxo de atendimento 2016
Manejo da dengue e fluxo de atendimento 2016Manejo da dengue e fluxo de atendimento 2016
Manejo da dengue e fluxo de atendimento 2016
 
1ª aula atendente de farmácia
1ª aula atendente de farmácia1ª aula atendente de farmácia
1ª aula atendente de farmácia
 
Capitulo 6 a escolha
Capitulo 6   a escolhaCapitulo 6   a escolha
Capitulo 6 a escolha
 
03 atendente de farmácia (o farmaco e o organismo)
03   atendente de farmácia (o farmaco e o organismo)03   atendente de farmácia (o farmaco e o organismo)
03 atendente de farmácia (o farmaco e o organismo)
 
Oficina Apresentação Pessoal - Ana Maria
Oficina Apresentação Pessoal - Ana MariaOficina Apresentação Pessoal - Ana Maria
Oficina Apresentação Pessoal - Ana Maria
 
Administração farmacêutica aula 01
Administração farmacêutica aula 01Administração farmacêutica aula 01
Administração farmacêutica aula 01
 
2 plano de negócios dornelas
2 plano de negócios dornelas2 plano de negócios dornelas
2 plano de negócios dornelas
 
Treinamento Organizacional
Treinamento OrganizacionalTreinamento Organizacional
Treinamento Organizacional
 
Melhoria de Processo de Negócio
Melhoria de Processo de NegócioMelhoria de Processo de Negócio
Melhoria de Processo de Negócio
 
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarialTreinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
Treinamento & Desenvolvimento para melhoria do desempenho empresarial
 
Slide 5 s
Slide 5 s Slide 5 s
Slide 5 s
 
Custos
CustosCustos
Custos
 

Semelhante a Papel do Scrum Master

Semelhante a Papel do Scrum Master (20)

Treinamento - Scrum.pptx
Treinamento - Scrum.pptxTreinamento - Scrum.pptx
Treinamento - Scrum.pptx
 
Seja ágil com o Scrum - parte 02
Seja ágil com o Scrum - parte 02Seja ágil com o Scrum - parte 02
Seja ágil com o Scrum - parte 02
 
Material Workshop Scrum foundation - Fernando Cunha
Material Workshop Scrum foundation -  Fernando CunhaMaterial Workshop Scrum foundation -  Fernando Cunha
Material Workshop Scrum foundation - Fernando Cunha
 
Apresentação sobre scrum bem básica
Apresentação sobre scrum bem básicaApresentação sobre scrum bem básica
Apresentação sobre scrum bem básica
 
Desenvolvimento ágil com scrum
Desenvolvimento ágil com scrumDesenvolvimento ágil com scrum
Desenvolvimento ágil com scrum
 
Apresentacao scrum
Apresentacao scrumApresentacao scrum
Apresentacao scrum
 
Metodologia agil scrum x pmbok
Metodologia agil   scrum x pmbokMetodologia agil   scrum x pmbok
Metodologia agil scrum x pmbok
 
A vida de um Scrum Product Owner
A vida de um Scrum Product OwnerA vida de um Scrum Product Owner
A vida de um Scrum Product Owner
 
Workshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horasWorkshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horas
 
Softdrops - Sprint Retrospective Meeting
Softdrops - Sprint Retrospective MeetingSoftdrops - Sprint Retrospective Meeting
Softdrops - Sprint Retrospective Meeting
 
Guia-Passo-a-Passo-Como-Implantar-Scrum.pdf
Guia-Passo-a-Passo-Como-Implantar-Scrum.pdfGuia-Passo-a-Passo-Como-Implantar-Scrum.pdf
Guia-Passo-a-Passo-Como-Implantar-Scrum.pdf
 
Enter SCRUM
Enter SCRUMEnter SCRUM
Enter SCRUM
 
Scrum Overview
Scrum OverviewScrum Overview
Scrum Overview
 
Metodologia agil scrum x pmbok
Metodologia agil   scrum x pmbokMetodologia agil   scrum x pmbok
Metodologia agil scrum x pmbok
 
Scrum Overview
Scrum OverviewScrum Overview
Scrum Overview
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Metologias Ágeis com Scrum
Metologias Ágeis com ScrumMetologias Ágeis com Scrum
Metologias Ágeis com Scrum
 
Fazendo acontecer com Scrum e a Filosofia Ágil.
Fazendo acontecer com Scrum e a Filosofia Ágil.Fazendo acontecer com Scrum e a Filosofia Ágil.
Fazendo acontecer com Scrum e a Filosofia Ágil.
 
Scrum - Essa é a jogada!
Scrum - Essa é a jogada!Scrum - Essa é a jogada!
Scrum - Essa é a jogada!
 

Mais de César Augusto Pessôa

Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019
Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019
Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019César Augusto Pessôa
 
Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!
Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!
Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!César Augusto Pessôa
 
A importância do design nos negócios
A importância do design nos negóciosA importância do design nos negócios
A importância do design nos negóciosCésar Augusto Pessôa
 
Personas - a dinâmica de vestir os sapatos do cliente
Personas - a dinâmica de vestir os sapatos do clientePersonas - a dinâmica de vestir os sapatos do cliente
Personas - a dinâmica de vestir os sapatos do clienteCésar Augusto Pessôa
 
O ecossistema de Startups na região de Araçatuba
O ecossistema de Startups na região de AraçatubaO ecossistema de Startups na região de Araçatuba
O ecossistema de Startups na região de AraçatubaCésar Augusto Pessôa
 
User eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produto
User eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produtoUser eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produto
User eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produtoCésar Augusto Pessôa
 
Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2
Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2
Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2César Augusto Pessôa
 
Aula 3 - Manipulando e Resgatando Dados
Aula 3 - Manipulando e Resgatando DadosAula 3 - Manipulando e Resgatando Dados
Aula 3 - Manipulando e Resgatando DadosCésar Augusto Pessôa
 
Aula 4 - Hierarquia de pastas no Linux
Aula 4 - Hierarquia de pastas no LinuxAula 4 - Hierarquia de pastas no Linux
Aula 4 - Hierarquia de pastas no LinuxCésar Augusto Pessôa
 
GSO II Aula 3 - Principais Comandos Linux (ubuntu)
GSO II Aula 3 - Principais Comandos Linux (ubuntu)GSO II Aula 3 - Principais Comandos Linux (ubuntu)
GSO II Aula 3 - Principais Comandos Linux (ubuntu)César Augusto Pessôa
 

Mais de César Augusto Pessôa (20)

Home office seguro
Home office seguroHome office seguro
Home office seguro
 
Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019
Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019
Apresentação completa do PITCH do NASA SpaceApps 2019
 
14 Princípios de Deming
14 Princípios de Deming14 Princípios de Deming
14 Princípios de Deming
 
Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!
Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!
Deck de ferramentas para Startups, como começar bem!
 
MVP - O que é e como criar o seu
MVP - O que é e como criar o seuMVP - O que é e como criar o seu
MVP - O que é e como criar o seu
 
A importância do design nos negócios
A importância do design nos negóciosA importância do design nos negócios
A importância do design nos negócios
 
Personas - a dinâmica de vestir os sapatos do cliente
Personas - a dinâmica de vestir os sapatos do clientePersonas - a dinâmica de vestir os sapatos do cliente
Personas - a dinâmica de vestir os sapatos do cliente
 
O ecossistema de Startups na região de Araçatuba
O ecossistema de Startups na região de AraçatubaO ecossistema de Startups na região de Araçatuba
O ecossistema de Startups na região de Araçatuba
 
Excelência e Qualidade - Parte 04
Excelência e Qualidade - Parte 04Excelência e Qualidade - Parte 04
Excelência e Qualidade - Parte 04
 
Excelência e Qualidade - Parte 03
Excelência e Qualidade - Parte 03Excelência e Qualidade - Parte 03
Excelência e Qualidade - Parte 03
 
Excelência e Qualidade - Parte 02
Excelência e Qualidade - Parte 02Excelência e Qualidade - Parte 02
Excelência e Qualidade - Parte 02
 
Excelência e qualidade - Parte 01
Excelência e qualidade - Parte 01Excelência e qualidade - Parte 01
Excelência e qualidade - Parte 01
 
User eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produto
User eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produtoUser eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produto
User eXperience - como o seu cliente se relaciona com o seu produto
 
Seja ágil com o Scrum - parte 01
Seja ágil com o Scrum - parte 01Seja ágil com o Scrum - parte 01
Seja ágil com o Scrum - parte 01
 
Principais Comandos Linux (UBUNTU) 2
Principais Comandos Linux (UBUNTU) 2Principais Comandos Linux (UBUNTU) 2
Principais Comandos Linux (UBUNTU) 2
 
Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2
Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2
Aula 4 - Manipulando e Resgatando Dados 2
 
Aula 3 - Manipulando e Resgatando Dados
Aula 3 - Manipulando e Resgatando DadosAula 3 - Manipulando e Resgatando Dados
Aula 3 - Manipulando e Resgatando Dados
 
Aula 2 - Comandos DDL DML DQL E DCL
Aula 2 - Comandos DDL DML DQL E DCLAula 2 - Comandos DDL DML DQL E DCL
Aula 2 - Comandos DDL DML DQL E DCL
 
Aula 4 - Hierarquia de pastas no Linux
Aula 4 - Hierarquia de pastas no LinuxAula 4 - Hierarquia de pastas no Linux
Aula 4 - Hierarquia de pastas no Linux
 
GSO II Aula 3 - Principais Comandos Linux (ubuntu)
GSO II Aula 3 - Principais Comandos Linux (ubuntu)GSO II Aula 3 - Principais Comandos Linux (ubuntu)
GSO II Aula 3 - Principais Comandos Linux (ubuntu)
 

Papel do Scrum Master

  • 1. A rotina de um WORKSHOP PRÁTICO Scrum Master
  • 2. PARTE 02 • O papel do Scrum Master • Perfil e características • Atuação • Ferramentas e boas práticas
  • 3. SCRUM MASTER • Responsável por promover e apoiar o Scrum, garantindo que todos compreendam sua teoria, as práticas, as regras e seus valores. • É um líder-servidor. Ajuda a promover o Scrum dentro e fora do time, demonstrando sua importância e evitando interferências que possam prejudicar o trabalho da equipe.
  • 4.
  • 6. SPRINT PLANNING • Nesta cerimônia o SM apoia o time com técnicas para estimativa e ajuda na criação e divisão de tarefas, apoiando na elucidação de dúvidas e promovendo uma postura questionadora. • O SM deve providenciar todos os detalhes para que a reunião possa ocorrer da maneira mais produtiva possível. • Ele apoio os integrantes do time para garantir que todos mantenham o foco e postura colaborativa.
  • 7. SPRINT PLANNING O que pode estar PRONTO nesta Sprint Como o trabalho escolhido se tornará PRONTO TÓPICOS
  • 8. DAILY MEETING • O SM deverá garantir que o time tenha condições de realizar esta reunião. • A participação dele é opcional. • O SM deve monitorar a equipe e acompanhar o resultado das reuniões diárias. • Quando houver um impedimento ou situação em que o time necessite de apoio, o SM deverá intervir para providenciar a solução do problema.
  • 9. DAILY MEETING O que eu fiz ONTEM que ajudou o time a atingir a meta da Sprint TÓPICOS O que eu farei HOJE para ajudar o time a atingir a meta da Sprint Eu vejo algum OBSTÁCULO que impeça a mim ou a algum membro do time no cumprimento da meta da Sprint
  • 10. Impedimento VS Problema A missão do SM é garantir que todo o impedimento de hoje seja apenas um problema no futuro.
  • 11. REVIEW MEETING • O SM deverá apoiar o PO na validação dos itens prontos. • Ele pode ajudar a registrar os motivos pelos quais alguns itens foram rejeitados para uma possível análise. • Ele apoia o time na apresentação dos itens desenvolvidos. • Ele facilita a participação dos stakeholders.
  • 12. REVIEW MEETING O time de desenvolvimento apresenta quais itens do backlog estão “Prontos”. TÓPICOS O Product Owner esclarece quais itens do backlog estão “Prontos” e quais não estão. O time de Scrum analisa e discute sobre o backlog restante do produto.
  • 13. RETROSPECTIVE MEETING • O SM utiliza técnicas de gestão para criar um plano de melhorias que deve ser aplicado na próxima Sprint. • Ele deve encorajar o time a melhorar, dentro do processo do Scrum, tornando suas práticas mais efetivas e agradáveis a todos.
  • 14. Para um processo de mudança ter sucesso, o errado deve se tornar difícil e o certo deve se tornar fácil
  • 15. RETROSPECTIVE MEETING Como a última Sprint foi em relação as pessoas, relacionamentos, processos e ferramentas? TÓPICOS O que foi bom e devemos melhorar? O que não foi tão bom e devemos evitar? O time de Scrum deve criar um plano de melhorias para início imediato
  • 17. Ferramentas e boas práticas
  • 18.
  • 21. 0,00 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 SPRIN T 01 SPRIN T 02 SPRIN T 03 SPRIN T 04 SPRIN T 05 SPRIN T 06 SPRIN T 07 BURNUP - PRODUTO Planejado Realizado
  • 22. 0,00 20,00 40,00 60,00 80,00 100,00 120,00 140,00 160,00 SPRIN T 01 SPRIN T 02 SPRIN T 03 SPRIN T 04 SPRIN T 05 SPRIN T 06 SPRIN T 07 BURNUP - EQUIPE Planejado Realizado
  • 23. Plano de Ação Tarefa Data Responsável Situação Comentários Tarefa 1 24/10/2019 João Aguardando início Tarefa 2 24/10/2018 Pedro Concluído Tarefa 3 25/12/2018 Joyce Cancelada Foi resolvido junto com Tarefa 2 Tarefa 4 01/08/2020 Marcela Aguardando início Tarefa 5 10/05/2015 Pedro Em andamento Tarefa 6 29/11/2017 Joaquim Atrasada Atrasos no processo
  • 24. 5W2H • O quer será feitoWhat(O quê): • Porque deve ser feitoWhy(Por quê): • Aonde será feitoWhere(Aonde): • Quem irá fazerWho(Quem): • Quando será feitoWhen(Quando): • Como será feitoHow(Como): • Quanto irá custarHow many/much(Quanto/a)