SlideShare uma empresa Scribd logo
Projetos de Software
 Unidade 2 Seção 1
 SCRUM.
Scrum
Scrum
SCRUM
 No ano de 2020 o Scrum sofreu
algumas alterações. As alterações
podem ser acessadas pelo seguinte
link:
 https://scrumguides.org/index.html
 Por serem mudanças ainda novas,
nosso curso vamos ver alguns
elementos antes das alterações de
2020.
Mudanças de 2017 X 2020
 Ainda Menos Prescritivo
◦ Ao longo dos anos, o Guia Scrum começou a
ficar um pouco mais prescritivo. A versão 2020
buscou trazer o Scrum de volta a ser um
framework minimamente suficiente removendo
ou suavizando a linguagem prescritiva, por
exemplo: removidas as questões da Daily
Scrum, linguagem suavizada em relação a
atributos do PBI, linguagem suavizada em
relação a itens de retrospectiva no Sprint
Backlog, diminuição da seção referente ao
Cancelamento da Sprint, e mais.
Mudanças de 2017 X 2020
 Um Time, focado em Um Produto
◦ O objetivo era eliminar o conceito de um time
separado dentro do time o que tem guiado para
comportamentos de “proxy” ou de “nós e eles”
entre o PO e o Time de Desenvolvimento. Há
agora apenas um Scrum Team focado no mesmo
objetivo, com três responsabilidades: PO, SM e
Developers.
Mudanças de 2017 X 2020
 Introdução da Meta do Produto
◦ O Guia Scrum 2020 introduz o conceito
de Meta do Produto para fornecer foco
para o Scrum Team em direção a um
objetivo mais valioso. Cada sprint deve
trazer o produto mais próximo da Meta
geral do Produto.
Mudanças de 2017 X 2020
 Uma casa para a Meta da Sprint,
Definição de Pronto, e Meta do Produto
◦ Os Guias Scrum anteriores descreviam a Meta
da Sprint e a Definição de Pronto sem
realmente lhes dar uma identidade. Eles não
eram bem um artefato mas eram de alguma
forma anexados a artefatos. Com a adição da
Meta do Produto, a versão 2020 fornece mais
clareza a isso. Cada um dos três artefatos agora
contém “comprometimentos” a eles. Para o
Product Backlog é a Meta do Produto, o Sprint
Backlog tem a Meta da Sprint, e o Incremento
possui a Definição de Pronto (agora sem as
aspas). Eles existem para trazer transparência e
Mudanças de 2017 X 2020
 Auto-Gerenciáveis acima de Auto-
Organizados
 Os Guias Scrum anteriores se referiam ao
Time de Desenvolvimento como Auto-
Organizados, escolhendo quem e como
fariam o trabalho. Com mais foco no Scrum
Team, a versão 2020 enfatiza um Scrum
Team auto-gerenciado, escolhendo quem,
como e no que trabalhar.
 Os Três Tópicos da Sprint Planning
 Em adição aos tópicos da Sprint Planning “O
que” e “Como”, o Guia Scrum 2020 coloca
ênfase a um terceiro tópico, “Por que”,
referente a Meta da Sprint.
Mudanças de 2017 X 2020
 Simplificação Geral de Linguagem
para uma Audiência mais Ampla
◦ O Guia Scrum 2020 coloca ênfase na
eliminação de informações redundantes e
complexas assim como removendo
qualquer inferência remanescente ao
trabalho de IT (por exemplo, testes,
sistemas, design, requerimento, etc). O
Guia Scrum agora possui menos do que
13 páginas.
Scrum
 Comprometimento...
Scrum
Scrum
Scrum
Scrum
Pilares do Scrum
Valores do Scrum
Scrum
DEV
TEAM
Scrum
Scrum
Scrum
Scrum
Scrum
Scrum
Scrum
Scrum
 Para finalizar por enquanto as
principais dificuldades na
implementação...
 Os principais desafios... E são
muitos…
Scrum
 “O Scrum e uma mudança cultural
dentro de uma organização... Antes
de mais nada e sobre mudar a
organização e a cultura dela e isso e
muito complexo.”
 Moreira e Alves, sobre o treinamento Scrum que não deu
certo.
 Reflita sobre a seguinte afirmação de
Moreira e Alves.
Scrum
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Quais são os 3 Papeis que existem
dentro do Scrum?
◦ Scrum Team (Develop Team, Team...);
 Correção temos o Time Dev. O Scrum team e
composto pelo Scrum Master, Product Owner é
Dev Team.
◦ Product Owner;
◦ Scrum Master.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O Scrum também possui alguns
eventos que são utilizados para criar
uma rotina e também minimizar
qualquer outra reunião que não
sejam as definidas pelo Scrum.
Todos os eventos do Scrum possuem
uma duração máxima.
◦ Além disso, todos os eventos devem ser
realizados, isso garante transparência e
inspeção criteriosa.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 SPRINT:
 Todo projeto realizado com SCRUM
possui uma Sprint, que tem duração
de um mês ou menos, onde se cria
o produto que será utilizado pelo
cliente. Essas Sprints são compostas
por uma reunião de planejamento,
reuniões diárias, o trabalho de
desenvolvimento, uma revisão da
Sprint e a retrospectiva da Sprint.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Ter no máximo um mês de duração
proporciona um maior controle
sobre o objetivo da Sprint,
diminuindo os riscos do
desenvolvimento adquirir muita
complexibilidade. Cada Sprint deve
ter um objetivo a ser alcançado
pelo Scrum Team.
◦ Esse objetivo resulta no incremento do
produto final.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Em uma Sprint acontecem quatro eventos
do Scrum, a Sprint Planning Meeting , Daily
Scrum Meeting , Sprint Review e Sprint
Retrospective.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Sprint Planning Meeting
 O Sprint Planning Meeting é a
reunião de planejamento que ocorre
antes do início de uma Sprint como
resultado de um trabalho colaborativo
do Scrum Team.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Deve ter um time box de oito horas
de duração para Sprints de quatro
semanas.
 Ao fim de uma Sprint Planning
Meeting oTeam deve saber responder
ao Scrum Master e ao Product
Owner o que será entregue como
resultado do próximo incremento e
como o trabalho será desenvolvido
para chegar ao resultado esperado.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O PO apresenta para o Scrum Team o
Product Backlog, que consiste em
uma lista ordenada de tudo que é
necessário para o produto final,
para que o Development Team
escolha quantos itens será capaz de
desenvolver na próxima Sprint.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Essa é uma decisão que deve ser
tomada apenas pelo o Development
Team, pois é este quem vai
desenvolver o produto que
representará o resultado da Sprint.
◦ O PO tem a responsabilidade de definir
a prioridade dos itens do Product
Backlog, mas quem sabe quantos itens
serão desenvolvidos é o DT.
 Na internet existem diversos exemplos de
Product Backlogs … vamos ver alguns.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Após a criação do Sprint Backlog
que representa a seleção dos itens
do Product Backlog que serão
desenvolvidos na Sprint o Scrum
Team define o objetivo da Sprint
que é a meta para qual todos devem
trabalhar até o término da Sprint.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Como dito antes o Scrum Team tem como característica ser
auto-organizável e multifuncional. Seguindo esse
pensamento o Development Team deve ser capaz de decidir
a melhor forma de alcançar os objetivos da Sprint.
Usando de seu conhecimento para transformar o Sprint
Backlog em um produto utilizável.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O Scrum não prescreve praticas da
engenharia de software a serem
usadas dentro do desenvolvimento
do sistema. Essa é uma decisão
do Development Team.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Daily Scrum Meeting
◦ A Daily Scrum Meeting é uma reunião
diária time box geralmente de 15
minutos.
◦ Se a reunião puder ser realizada em
menor tempo melhor ainda.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O seu objetivo principal é fazer
o Development Team refletir a
respeito das seguintes questões:
◦ “O que foi completado desde a última
reunião?”,
◦ “O que será feito até a próxima reunião
e quais os obstáculos que estão no
caminho?”
Em 2020 existiram algumas
mudanças sobre.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O ideal é que a reunião diária ocorra todos
os dias e sempre no mesmo horário e no
mesmo local. Durante esta reunião cada
integrante da equipe de desenvolvimento
responde as seguintes perguntas:
O que foi completado desde a última
reunião?
O que será feito até a próxima reunião?
Quais os obstáculos que estão no
caminho?
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Essa reunião assegura que o time
está seguindo a direção correta em
relação ao objetivo da Sprint. Como
regra do Scrum somente os
integrantes do Development Team
devem participar da Daily Scrum
Meeting.
◦ A reunião diária melhora a comunicação,
identifica e remove impedimentos para o
desenvolvimento e melhora o nível de
conhecimento da Equipe de
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Sprint Review
 A Sprint Review acontece ao final de
cada Sprint e tem como objetivo
avaliar o que foi produzido
pelo Development Team.
◦ É uma reunião time box com duração de
4 horas para Sprints de um mês.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Na Sprint Review o Product
Owner se encarrega de verificar se o
incremento desenvolvido realmente
atende a expectativa de “Pronto”.
Nesse momento o PO se encarrega
de atualizar o Product Backlog e
através disso torna-se capaz projetar
possíveis conclusões.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Portanto, na Revisão da Sprint temos os
seguintes elementos:
O Product Owner identifica o que foi feito e o que
não foi feito na Sprint.
A Equipe de desenvolvimento discute o que foi
bem e quais problemas ocorreram e como foram
resolvidos dentro da Sprint.
A Equipe de desenvolvimento demonstra o
trabalho que está feito e responde quaisquer
questões relativas ao incremento.
O Product Owner discute como o Backlog do
Produto está atualmente e projeta as datas de
conclusão baseando-se no progresso até agora.
Todo o grupo discute sobre o que fazer na
próxima Sprint. Com isso a reunião de revisão
também fornece entradas para a Reunião de
Planejamento.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Assim sendo, a reunião de revisão é
um Backlog do Produto revisado e
define também o provável Backlog do
Produto para a próxima Sprint. Nada
impede também do Backlog do
Produto ser ajustado para atender as
novas oportunidades.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 A Sprint Review chega a fornece
informações importantes que serão
usadas na Sprint Planning Meeting da
próxima Sprint.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Sprint Retrospective
 Esta é uma reunião time box de
duração de três horas para uma
Sprint de um mês. E tem como
objetivo avaliar o desempenho
do Development Team, criando
melhorias a esse respeito para a
próxima Sprint.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Deve ocorrer ao final da Sprint
Review e serve como uma forma de
inspeção e adaptação em que o
Scrum Team enxerga melhores
formas de trabalhar a fim de otimizar o
seu desempenho na Sprint posterior.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O propósito da Reunião de Retrospectiva da
Sprint é:
◦ Inspecionar como foi a última Sprint em relação
às pessoas, relações, processos e
ferramentas.
◦ Identificar e ordenar os principais itens que
foram bem e possíveis melhorias.
◦ Criar um plano para que sejam implementadas
melhorias no modo que o Time Scrum faz o seu
trabalho.
 Essa reunião de retrospectiva ajuda o Time
Scrum a melhorar, o processo de
desenvolvimento e as práticas. Além disso,
o Time Scrum planeja formas para aumentar
a qualidade do produto.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Reflexão:
◦ Inspecionar como foi a última Sprint em relação
às pessoas, relações, processos e
ferramentas.
 Por que e importante revisar tais pontos?
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Artefatos do Scrum
 Os artefatos do Scrum são projetados
para fornecerem a transparência das
informações necessárias para
assegurar que o Time Scrum tenha
sucesso na entrega do produto.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O Backlog é nada mais nada menos do que
os requisitos do produto que precisa ser
entregue, bem como todo o entendimento
necessário para se atender aos requisitos,
produzir funcionalidades e por fim
entregar um produto.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O primeiro artefato do Scrum é o
Backlog do Produto que se trata de
uma lista ordenada de tudo que deve
ser necessário para o produto. O
responsável pelo Backlog do
Produto é o Product Owner, e isso
inclui o conteúdo do Backlog do
Produto, a disponibilidade e a
ordenação.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O Backlog do Produto nunca está
completo. No inicio o Backlog do
Produto tem apenas os requisitos
inicialmente conhecidos e melhor
entendidos, após isso o Backlog do
Produto vai evoluindo tanto quando
o produto e o ambiente na qual ele
será utilizado.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Backlog do Produto é dinâmico, mudando
sempre para identificar o que o produto
necessita para ser mais apropriado,
competitivo e útil. Enquanto o produto
existir o Backlog do produto também
existirá, sempre se adequando quando for
necessário.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 É preciso ter em mente que o Backlog
é dinâmico, no sentido de que ele
está constantemente mudando para
identificar o que o produto
necessita para ser apropriado,
competitivo e útil, e lembre-se:
Enquanto existir um produto, o
Backlog deste produto
também existirá.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Dica: O Backlog é fruto do entendimento
do produto e do negócio do
cliente, análises de negócio são muito
bem vindas para a obtenção de um
Backlog completo, e documentos
auxiliares que podem compor o Backlog
são: Estórias, Protótipos,
Especificações de regras de
negócio e Casos de uso.
 O Backlog é dividido em duas partes,
o Backlog do produto (Product
Backlog) e o Backlog da Sprint (Sprint
Backlog).
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Product Backlog
 É o conjunto de requisitos de todo o
produto, ou seja, o Backlog do
produto representa tudo que
é necessário para desenvolver e
lançar um produto completo, e
representa o produto final que
será entregue após a execução do
projeto.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O Product Backlog geralmente é
separado em itens de backlog.
Os itens de Backlog devem ter seu
tamanho estimado, frequentemente
definidos como Story Points. Estas
estimativas devem ser realizadas
pelo Time.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Os itens do Backlog do Produto
também precisam
ser priorizados, tendo em mente que
os mais prioritários devem ser os
itens que mais agregam valor ao
produto do cliente. Esta priorização
deve ser realizada pelo Product
Owner, e deve
estar clara e visível para todos do
Time.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Sprint Backlog
 É o conjunto de requisitos contidos
no objetivo de uma Sprint, ou seja, o
Backlog da Sprint representa tudo que
é necessário
para desenvolver e/ou entregar uma part
e do produto, definido como objetivo de
uma Sprint.
◦ Todo o conteúdo do Backlog da Sprint deve
estar contido dentro do Backlog do
Produto, e as primeiras Sprints devem
conter sempre os itens do Backlog
mais prioritários e críticos para o sucesso do
produto.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Somente os itens do Backlog da
Sprint
são decompostos em tarefas menor
es, para que possam ser realizados
dentro da Sprint, e recebem
uma estimativa de conclusão
em horas. O ideal é que estas tarefas
tenham um tamanho de no máximo 8
horas, para que possam ser
realizadas dentro de 1 (um)
dia contido na Sprint.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 O Recomendável e que todas as tarefas
possam ser realizadas em 1 dia de 8
horas*.
 Existem situações em que tarefas são
complexas demais e devem ser
quebradas em dias sem ultrapassar o
período da Sprint.
◦ Ex: Uma tarefa pode ser divida em 14 partes
e ser realizada durante toda uma Sprint,
como o desenvolvimento de um modulo de
cadastro completo.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 No Backlog do Produto temos as
características, funções, requisitos,
melhorias e correções que formam
as mudanças que devem ser feitas no
produto nas futuras versões. Todos
os itens do Backlog do Produto
possuem os atributos da descrição,
ordem e estimativa.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Dica: Tanto o
Product Backlog
quanto o Sprint
Backlog são
geralmente
representados
como Estórias do
Usuário, ou User
Stories. https://writeafeature.com
/
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Estórias
 É uma descrição resumida, porém
clara e objetiva, de alguma
funcionalidade que deverá ser
fornecida pelo produto a ser entregue,
sempre do ponto de vista do usuário
final do produto.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Uma estória não se trata de uma
especificação completa de uma
funcionalidade, mas sim uma
promessa de se discutir uma
funcionalidade, ou simplesmente
um lembrete de que a discussão já
aconteceu.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 As estórias devem
ser curtas e objetivas, para que
caibam em um post it como estes
ilustrados acima. Um modelo simples
de como escrever uma história seria:
◦ “Como um <tipo de usuário>, eu
quero <um objetivo> para que <atenda
uma necessidade>.”
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Exemplos:
◦ “Como um comprador, eu
quero consultar livros para que eu
possa escolher qual comprar.”
◦ “Como um vendedor, eu quero cadastrar
livros para que eu possa vendê-los.”
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Dica: Escreva as estórias com
uma linguagem do cliente, e não
técnica. Como complemento ao
entendimento das estórias o Product
Owner pode produzir especificações
de regras de
negócio, protótipos ou casos de
uso.
Scrum
Scrum
Scrum
Scrum
Scrum
Mentimeter Slide 2
 Slide Final.
https://quizizz.com/join?gc=5315
7418
 Obrigado
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Ok vamos relembrar algumas coisas
para fechar nossa conversa.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 PAPÉIS
◦ Product Owner: Dono do Produto, responsável por
criar a visão do produto. Gerenciar o Backlog do
Produto, priorizar as necessidade e compreender
expectativas. É a voz do cliente.
◦ Scrum Master: Líder servidor, facilitador,
removedor de impedimentos do Time Scrum e
demais stakeholders. Garante que os eventos
Scrum sejam executados. Responsável por manter
o Scrum fluindo na organização.
◦ Time de Desenvolvimento: Formado por equipe
auto-organizada, responsável por realizar o
trabalho que irá gerar a entrega da Sprint,
possivelmente resultando em uma versão usável do
produto. Seu tamanho ideal é de 03 à 09 pessoas.
Os papéis de Product Owner e Scrum Master não
fazem parte do time de desenvolvimento, ao menos
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 ARTEFATOS
◦ Product Backlog:
 Lista dinâmica e ordenada de tudo que deve ser
necessário no produto, incluindo todas as
características, funções, requisitos, melhorias e
correções que formam as mudanças que devem ser
feitas no produto nas futuras versões.
◦ Sprint Backlog:
 Itens do Product Backlog que foram selecionados para a
Sprint. O Backlog da Sprint retrata os itens que estão
sendo trabalhados e que estarão disponíveis no próximo
incremento.
◦ Definition of Done
 Ao definir que um item está pronto, é preciso que
todos tenham o mesmo conceito do que é pronto na
determinada Sprint. O Time deve ter um
entendimento compartilhado do que significa o
trabalho estar completo, assegurando a
transparência. A definição de pronto é capaz de
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 EVENTOS
◦ Sprint
 O que é: Sprint é o coração do Scrum. Onde
um incremento de produto, potencialmente
utilizável é criado.
 Duração: No máximo 4 semanas.
 Quem participa: Time Scrum.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
◦ Sprint Planning
◦ O que é: Reunião colaborativa do Time
Scrum, onde é definido pelo Time de
Desenvolvimento, os itens de Backlog do
Produto que serão entregues ao final da
Sprint. Estes itens selecionados pelo Time de
Desenvolvimento é chamado da Sprint
Backlog. Durante esta etapa de
planejamento, é definido também a meta da
sprint, ou seja, o objetivo definido para a
Sprint que pode ser satisfeito através da
implementação dos itens da Sprint Backlog.
◦ Duração: No máximo 8 horas.
◦ Quem participa: Time Scrum.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
◦ Daily Scrum
◦ O que é: Reunião diária, executada pelo
Time de Desenvolvimento e Scrum Master,
onde objetiva-se o sincronismo das tarefas e
planejamento para as próximas 24h.
Algumas questões importantes devem ser
levadas para a Daily Scrum, como por
exemplo: O que foi feito no dia anterior, o
que será feito no dia atual e possíveis
impedimentos que estão dificultando a
conclusão de tarefas.
◦ Duração: No máximo 15 minutos.
◦ Quem participa: Time de Desenvolvimento
e Scrum Master.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
◦ Sprint Review
◦ O que é: Reunião realizada no último dia da
Sprint, onde é demonstrado para o product
Owner e demais stakeholders, o incremento
do produto criado. Focado no aceite ou
rejeição do trabalho realizado. O resultado
da Revisão da Sprint é um Backlog de
Produto revisado, que define os itens
prováveis de Backlog da próxima Sprint.
◦ Duração: No máximo 4 horas.
◦ Quem participa: Time Scrum e demais
stakeholders que o Product Owner julgar
necessário.
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
◦ Sprint Retrospective
◦ O que é: Reunião que ocorre após a
Revisão da Sprint. Focado em rever o
processo de trabalho e o que poderá ser
melhorado. Está relacionada a garantia
da qualidade.
◦ Duração: No máximo 3 horas.
◦ Quem participa: Time Scrum.
Atividades
 Dinâmica adaptação da fabrica de
aviões:
 Parte 1 Separar a sala em Grupos.
 Definir os Papeis:
◦ Scrum Master;
◦ Team;
◦ PO (Product Owner).
Atividades
 A Sprint tem duração de 15 minutos
 Definir :
 ARTEFATOS
◦ Product Backlog: Construir Aviões de
Papel.
◦ Sprint Backlog: Quantos aviões de papel
realmente construímos.
Atividades
 Reuniões:
 Sprint Planning – Dentro da Sprint 2
minutos.
 Daily Scrum – Dentro da Sprint – 1
minuto.
 Sprint Review – Minuto final da Sprint –
1 minuto.
 Sprint Retrospective – Na dinâmica após
a Sprint Review e apresentação ao PO.
Referencias
 https://www.youtube.com/watch?v=WjZBn
Ya58B4
 http://www.fabiocruz.com.br/frameworkscr
umold/artefatos-scrum/ * Linguagem
simples
 http://www.scriptcaseblog.com.br/artefatos
-na-metodologia-scrum/
 https://www.devmedia.com.br/introducao-
ao-scrum-eventos-e-regras/29567 *
Linguagem Técnica
 https://www.devmedia.com.br/conhecendo
-o-scrum/25744
 http://www.alexandrebrodt.com.br/scrum-
Apresentação Parcial
 Cada grupo tem no máximo 5 minutos
para explicar a X-soft + Problemas,
Soluções e Proposta de Processo.
Referencias
 SOMMERVILLE, Ian (org.). Engenharia de
Software. 9ª ed. São Paulo: PEARSON,
2011.
 Apresentação da professora Isabella
Fonseca, na FUMSOFT em 2013;
 http://www.cic.unb.br/~genaina/ES/Aulas/CA
P11.pdf
 http://www.devmedia.com.br/arquitetura-de-
software-atributos-para-decisoes-do-projeto-
arquitetural/16121
 http://www.devmedia.com.br/arquitetura-de-
software-desenvolvimento-orientado-para-
arquitetura/8033
Referencias
 http://www.devmedia.com.br/engenharia-
de-software-2-tecnicas-para-
levantamento-de-requisitos/9151
 http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handl
e/10183/80313/000881952.pdf?sequenc
e=1
 http://homepages.dcc.ufmg.br/~rprates/g
e_vis/cap6_vfinal.pdf
 https://www.devmedia.com.br/introducao
-ao-padrao-mvc/29308
 https://pt.stackoverflow.com/questions/55
486/o-que-%C3%A9-mvcmodel-view-
controller
Referencias
Referencias
Scrum
 Vamos aprender Scrum ... Em 9
minutos;
 Vamos comentar parte a parte ok?
 Primeiro para não ficar chato...
 Segundo para vocês não dormirem.
 https://www.youtube.com/watch?v=Xfv
QWnRgxG0
Scrum – O Retorno dos Artefatos
e Cerimonias
 Kanban ( não e oficial mas e muito
utilizado).
 https://www.youtube.com/watch?v=Wj
ZBnYa58B4
 https://trello.com/
 https://trello.com/b/Nl6Zlab6/feira-
pitagoras
Scrum
 Papeis do Scrum... Afinal cada um
tem o seu...
 https://www.youtube.com/watch?v=9_
_bzr_lX88

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Softdrops - Sprint Review Meeting
Softdrops - Sprint Review MeetingSoftdrops - Sprint Review Meeting
Softdrops - Sprint Review Meeting
Sheila Kimura
 
Metodologia SCRUM
Metodologia SCRUMMetodologia SCRUM
Metodologia SCRUM
Rafael Pinheiro
 
Softdrops - Planning Meeting & Refinement Session
Softdrops -  Planning Meeting & Refinement SessionSoftdrops -  Planning Meeting & Refinement Session
Softdrops - Planning Meeting & Refinement Session
Sheila Kimura
 
Softdrops - Sprint Retrospective Meeting
Softdrops - Sprint Retrospective MeetingSoftdrops - Sprint Retrospective Meeting
Softdrops - Sprint Retrospective Meeting
Sheila Kimura
 
Um guia definitivo para o Scrum em Português
Um guia definitivo para o Scrum em PortuguêsUm guia definitivo para o Scrum em Português
Um guia definitivo para o Scrum em Português
Marcelo Gaspar BLACK BELT, CISA, CGEIT
 
Scrum
ScrumScrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
MindMasterBrasil
 
Treinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / ScrumTreinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / Scrum
Alessandro Rodrigues, CSM, SFC
 
Artigo Metodologia ágil: Scrum
Artigo  Metodologia ágil: ScrumArtigo  Metodologia ágil: Scrum
Artigo Metodologia ágil: Scrum
Bruno Teixeira
 
Agile SCRUM
Agile SCRUMAgile SCRUM
Agile SCRUM
Eduardo Bregaida
 
Scrum
ScrumScrum
Gestao agil de projetos
Gestao agil de projetosGestao agil de projetos
Gestao agil de projetos
Adriano Tavares
 
O que é SCRUM
O que é SCRUMO que é SCRUM
Scrum em 20 minutos
Scrum em 20 minutosScrum em 20 minutos
Scrum em 20 minutos
davidals
 
"A Metodologia SCRUM"
"A Metodologia SCRUM""A Metodologia SCRUM"
"A Metodologia SCRUM"
Renato Gosling
 
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum MasterGuia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
Paulo Lomanto
 
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumScrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
André Borgonovo
 
Sobre o Scrum
Sobre o ScrumSobre o Scrum
Sobre o Scrum
Juliana Amorim
 
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Lays Lopes
 

Mais procurados (19)

Softdrops - Sprint Review Meeting
Softdrops - Sprint Review MeetingSoftdrops - Sprint Review Meeting
Softdrops - Sprint Review Meeting
 
Metodologia SCRUM
Metodologia SCRUMMetodologia SCRUM
Metodologia SCRUM
 
Softdrops - Planning Meeting & Refinement Session
Softdrops -  Planning Meeting & Refinement SessionSoftdrops -  Planning Meeting & Refinement Session
Softdrops - Planning Meeting & Refinement Session
 
Softdrops - Sprint Retrospective Meeting
Softdrops - Sprint Retrospective MeetingSoftdrops - Sprint Retrospective Meeting
Softdrops - Sprint Retrospective Meeting
 
Um guia definitivo para o Scrum em Português
Um guia definitivo para o Scrum em PortuguêsUm guia definitivo para o Scrum em Português
Um guia definitivo para o Scrum em Português
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
 
Treinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / ScrumTreinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / Scrum
 
Artigo Metodologia ágil: Scrum
Artigo  Metodologia ágil: ScrumArtigo  Metodologia ágil: Scrum
Artigo Metodologia ágil: Scrum
 
Agile SCRUM
Agile SCRUMAgile SCRUM
Agile SCRUM
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Gestao agil de projetos
Gestao agil de projetosGestao agil de projetos
Gestao agil de projetos
 
O que é SCRUM
O que é SCRUMO que é SCRUM
O que é SCRUM
 
Scrum em 20 minutos
Scrum em 20 minutosScrum em 20 minutos
Scrum em 20 minutos
 
"A Metodologia SCRUM"
"A Metodologia SCRUM""A Metodologia SCRUM"
"A Metodologia SCRUM"
 
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum MasterGuia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
Guia do Papel e Responsabilidade do Scrum Master
 
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumScrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
 
Sobre o Scrum
Sobre o ScrumSobre o Scrum
Sobre o Scrum
 
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XP
 

Semelhante a Scrum - Engenharia de Software

Aula 06 Scrum - parte II completo.ppt
Aula 06 Scrum - parte II completo.pptAula 06 Scrum - parte II completo.ppt
Aula 06 Scrum - parte II completo.ppt
AntonioVieiraMSc
 
Scrum
ScrumScrum
Antigo_Scrum
Antigo_ScrumAntigo_Scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrumGerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
Audasi Tecnologia e Inovação
 
Desenvolvimento ágil com scrum
Desenvolvimento ágil com scrumDesenvolvimento ágil com scrum
Desenvolvimento ágil com scrum
Carlos Lucas Brandão
 
Agilidade Com Scrum
Agilidade Com ScrumAgilidade Com Scrum
Agilidade Com Scrum
Luis Guimaraes
 
Alterações no Guia do Scrum 2020
Alterações no Guia do Scrum 2020Alterações no Guia do Scrum 2020
Alterações no Guia do Scrum 2020
Alvaro Junqueira
 
Scrum
ScrumScrum
ENGSW_Aula_Scrum.pdf
ENGSW_Aula_Scrum.pdfENGSW_Aula_Scrum.pdf
ENGSW_Aula_Scrum.pdf
ssuserbe3ad6
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum - Gerenciamento de Projetos
Scrum - Gerenciamento de ProjetosScrum - Gerenciamento de Projetos
Scrum - Gerenciamento de Projetos
William Lima
 
Visão Macro do SCRUM
Visão Macro do SCRUMVisão Macro do SCRUM
Visão Macro do SCRUM
Ricardo Moura
 
SCRUM
SCRUMSCRUM
Metodologia agil scrum
Metodologia agil scrumMetodologia agil scrum
Metodologia agil scrum
Pablo Juan ஃ
 
Scrum - Visão Geral
Scrum - Visão GeralScrum - Visão Geral
Scrum - Visão Geral
Leonardo Melo Santos
 
SCRUM
SCRUMSCRUM
SCRUM do tradicional a o irreverente
SCRUM do tradicional a o irreverenteSCRUM do tradicional a o irreverente
SCRUM do tradicional a o irreverente
Rafael Barbosa Camargo
 
Compartilhando Conceitos Desenvolvimento Ágil e SCRUM
Compartilhando Conceitos Desenvolvimento Ágil e SCRUMCompartilhando Conceitos Desenvolvimento Ágil e SCRUM
Compartilhando Conceitos Desenvolvimento Ágil e SCRUM
Robson David
 
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMGerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
Lucas Vinícius
 
PDS_SCRUM.pptx
PDS_SCRUM.pptxPDS_SCRUM.pptx
PDS_SCRUM.pptx
luismota86
 

Semelhante a Scrum - Engenharia de Software (20)

Aula 06 Scrum - parte II completo.ppt
Aula 06 Scrum - parte II completo.pptAula 06 Scrum - parte II completo.ppt
Aula 06 Scrum - parte II completo.ppt
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Antigo_Scrum
Antigo_ScrumAntigo_Scrum
Antigo_Scrum
 
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrumGerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
 
Desenvolvimento ágil com scrum
Desenvolvimento ágil com scrumDesenvolvimento ágil com scrum
Desenvolvimento ágil com scrum
 
Agilidade Com Scrum
Agilidade Com ScrumAgilidade Com Scrum
Agilidade Com Scrum
 
Alterações no Guia do Scrum 2020
Alterações no Guia do Scrum 2020Alterações no Guia do Scrum 2020
Alterações no Guia do Scrum 2020
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
ENGSW_Aula_Scrum.pdf
ENGSW_Aula_Scrum.pdfENGSW_Aula_Scrum.pdf
ENGSW_Aula_Scrum.pdf
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum - Gerenciamento de Projetos
Scrum - Gerenciamento de ProjetosScrum - Gerenciamento de Projetos
Scrum - Gerenciamento de Projetos
 
Visão Macro do SCRUM
Visão Macro do SCRUMVisão Macro do SCRUM
Visão Macro do SCRUM
 
SCRUM
SCRUMSCRUM
SCRUM
 
Metodologia agil scrum
Metodologia agil scrumMetodologia agil scrum
Metodologia agil scrum
 
Scrum - Visão Geral
Scrum - Visão GeralScrum - Visão Geral
Scrum - Visão Geral
 
SCRUM
SCRUMSCRUM
SCRUM
 
SCRUM do tradicional a o irreverente
SCRUM do tradicional a o irreverenteSCRUM do tradicional a o irreverente
SCRUM do tradicional a o irreverente
 
Compartilhando Conceitos Desenvolvimento Ágil e SCRUM
Compartilhando Conceitos Desenvolvimento Ágil e SCRUMCompartilhando Conceitos Desenvolvimento Ágil e SCRUM
Compartilhando Conceitos Desenvolvimento Ágil e SCRUM
 
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMGerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
 
PDS_SCRUM.pptx
PDS_SCRUM.pptxPDS_SCRUM.pptx
PDS_SCRUM.pptx
 

Último

epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 

Último (20)

epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 

Scrum - Engenharia de Software

  • 1. Projetos de Software  Unidade 2 Seção 1  SCRUM.
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 8. SCRUM  No ano de 2020 o Scrum sofreu algumas alterações. As alterações podem ser acessadas pelo seguinte link:  https://scrumguides.org/index.html  Por serem mudanças ainda novas, nosso curso vamos ver alguns elementos antes das alterações de 2020.
  • 9. Mudanças de 2017 X 2020  Ainda Menos Prescritivo ◦ Ao longo dos anos, o Guia Scrum começou a ficar um pouco mais prescritivo. A versão 2020 buscou trazer o Scrum de volta a ser um framework minimamente suficiente removendo ou suavizando a linguagem prescritiva, por exemplo: removidas as questões da Daily Scrum, linguagem suavizada em relação a atributos do PBI, linguagem suavizada em relação a itens de retrospectiva no Sprint Backlog, diminuição da seção referente ao Cancelamento da Sprint, e mais.
  • 10. Mudanças de 2017 X 2020  Um Time, focado em Um Produto ◦ O objetivo era eliminar o conceito de um time separado dentro do time o que tem guiado para comportamentos de “proxy” ou de “nós e eles” entre o PO e o Time de Desenvolvimento. Há agora apenas um Scrum Team focado no mesmo objetivo, com três responsabilidades: PO, SM e Developers.
  • 11. Mudanças de 2017 X 2020  Introdução da Meta do Produto ◦ O Guia Scrum 2020 introduz o conceito de Meta do Produto para fornecer foco para o Scrum Team em direção a um objetivo mais valioso. Cada sprint deve trazer o produto mais próximo da Meta geral do Produto.
  • 12. Mudanças de 2017 X 2020  Uma casa para a Meta da Sprint, Definição de Pronto, e Meta do Produto ◦ Os Guias Scrum anteriores descreviam a Meta da Sprint e a Definição de Pronto sem realmente lhes dar uma identidade. Eles não eram bem um artefato mas eram de alguma forma anexados a artefatos. Com a adição da Meta do Produto, a versão 2020 fornece mais clareza a isso. Cada um dos três artefatos agora contém “comprometimentos” a eles. Para o Product Backlog é a Meta do Produto, o Sprint Backlog tem a Meta da Sprint, e o Incremento possui a Definição de Pronto (agora sem as aspas). Eles existem para trazer transparência e
  • 13. Mudanças de 2017 X 2020  Auto-Gerenciáveis acima de Auto- Organizados  Os Guias Scrum anteriores se referiam ao Time de Desenvolvimento como Auto- Organizados, escolhendo quem e como fariam o trabalho. Com mais foco no Scrum Team, a versão 2020 enfatiza um Scrum Team auto-gerenciado, escolhendo quem, como e no que trabalhar.  Os Três Tópicos da Sprint Planning  Em adição aos tópicos da Sprint Planning “O que” e “Como”, o Guia Scrum 2020 coloca ênfase a um terceiro tópico, “Por que”, referente a Meta da Sprint.
  • 14. Mudanças de 2017 X 2020  Simplificação Geral de Linguagem para uma Audiência mais Ampla ◦ O Guia Scrum 2020 coloca ênfase na eliminação de informações redundantes e complexas assim como removendo qualquer inferência remanescente ao trabalho de IT (por exemplo, testes, sistemas, design, requerimento, etc). O Guia Scrum agora possui menos do que 13 páginas.
  • 16. Scrum
  • 17. Scrum
  • 18. Scrum
  • 19. Scrum
  • 23. Scrum
  • 24. Scrum
  • 25. Scrum
  • 26. Scrum
  • 27. Scrum
  • 28. Scrum
  • 29. Scrum
  • 30. Scrum  Para finalizar por enquanto as principais dificuldades na implementação...  Os principais desafios... E são muitos…
  • 31. Scrum  “O Scrum e uma mudança cultural dentro de uma organização... Antes de mais nada e sobre mudar a organização e a cultura dela e isso e muito complexo.”  Moreira e Alves, sobre o treinamento Scrum que não deu certo.  Reflita sobre a seguinte afirmação de Moreira e Alves.
  • 32. Scrum
  • 33. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Quais são os 3 Papeis que existem dentro do Scrum? ◦ Scrum Team (Develop Team, Team...);  Correção temos o Time Dev. O Scrum team e composto pelo Scrum Master, Product Owner é Dev Team. ◦ Product Owner; ◦ Scrum Master.
  • 34. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O Scrum também possui alguns eventos que são utilizados para criar uma rotina e também minimizar qualquer outra reunião que não sejam as definidas pelo Scrum. Todos os eventos do Scrum possuem uma duração máxima. ◦ Além disso, todos os eventos devem ser realizados, isso garante transparência e inspeção criteriosa.
  • 35. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  SPRINT:  Todo projeto realizado com SCRUM possui uma Sprint, que tem duração de um mês ou menos, onde se cria o produto que será utilizado pelo cliente. Essas Sprints são compostas por uma reunião de planejamento, reuniões diárias, o trabalho de desenvolvimento, uma revisão da Sprint e a retrospectiva da Sprint.
  • 36. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Ter no máximo um mês de duração proporciona um maior controle sobre o objetivo da Sprint, diminuindo os riscos do desenvolvimento adquirir muita complexibilidade. Cada Sprint deve ter um objetivo a ser alcançado pelo Scrum Team. ◦ Esse objetivo resulta no incremento do produto final.
  • 37. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Em uma Sprint acontecem quatro eventos do Scrum, a Sprint Planning Meeting , Daily Scrum Meeting , Sprint Review e Sprint Retrospective.
  • 38. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Sprint Planning Meeting  O Sprint Planning Meeting é a reunião de planejamento que ocorre antes do início de uma Sprint como resultado de um trabalho colaborativo do Scrum Team.
  • 39. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Deve ter um time box de oito horas de duração para Sprints de quatro semanas.  Ao fim de uma Sprint Planning Meeting oTeam deve saber responder ao Scrum Master e ao Product Owner o que será entregue como resultado do próximo incremento e como o trabalho será desenvolvido para chegar ao resultado esperado.
  • 40. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O PO apresenta para o Scrum Team o Product Backlog, que consiste em uma lista ordenada de tudo que é necessário para o produto final, para que o Development Team escolha quantos itens será capaz de desenvolver na próxima Sprint.
  • 41. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Essa é uma decisão que deve ser tomada apenas pelo o Development Team, pois é este quem vai desenvolver o produto que representará o resultado da Sprint. ◦ O PO tem a responsabilidade de definir a prioridade dos itens do Product Backlog, mas quem sabe quantos itens serão desenvolvidos é o DT.  Na internet existem diversos exemplos de Product Backlogs … vamos ver alguns.
  • 42.
  • 43. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Após a criação do Sprint Backlog que representa a seleção dos itens do Product Backlog que serão desenvolvidos na Sprint o Scrum Team define o objetivo da Sprint que é a meta para qual todos devem trabalhar até o término da Sprint.
  • 44. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Como dito antes o Scrum Team tem como característica ser auto-organizável e multifuncional. Seguindo esse pensamento o Development Team deve ser capaz de decidir a melhor forma de alcançar os objetivos da Sprint. Usando de seu conhecimento para transformar o Sprint Backlog em um produto utilizável.
  • 45. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O Scrum não prescreve praticas da engenharia de software a serem usadas dentro do desenvolvimento do sistema. Essa é uma decisão do Development Team.
  • 46. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Daily Scrum Meeting ◦ A Daily Scrum Meeting é uma reunião diária time box geralmente de 15 minutos. ◦ Se a reunião puder ser realizada em menor tempo melhor ainda.
  • 47. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O seu objetivo principal é fazer o Development Team refletir a respeito das seguintes questões: ◦ “O que foi completado desde a última reunião?”, ◦ “O que será feito até a próxima reunião e quais os obstáculos que estão no caminho?” Em 2020 existiram algumas mudanças sobre.
  • 48. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O ideal é que a reunião diária ocorra todos os dias e sempre no mesmo horário e no mesmo local. Durante esta reunião cada integrante da equipe de desenvolvimento responde as seguintes perguntas: O que foi completado desde a última reunião? O que será feito até a próxima reunião? Quais os obstáculos que estão no caminho?
  • 49. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Essa reunião assegura que o time está seguindo a direção correta em relação ao objetivo da Sprint. Como regra do Scrum somente os integrantes do Development Team devem participar da Daily Scrum Meeting. ◦ A reunião diária melhora a comunicação, identifica e remove impedimentos para o desenvolvimento e melhora o nível de conhecimento da Equipe de
  • 50. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Sprint Review  A Sprint Review acontece ao final de cada Sprint e tem como objetivo avaliar o que foi produzido pelo Development Team. ◦ É uma reunião time box com duração de 4 horas para Sprints de um mês.
  • 51. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Na Sprint Review o Product Owner se encarrega de verificar se o incremento desenvolvido realmente atende a expectativa de “Pronto”. Nesse momento o PO se encarrega de atualizar o Product Backlog e através disso torna-se capaz projetar possíveis conclusões.
  • 52. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Portanto, na Revisão da Sprint temos os seguintes elementos: O Product Owner identifica o que foi feito e o que não foi feito na Sprint. A Equipe de desenvolvimento discute o que foi bem e quais problemas ocorreram e como foram resolvidos dentro da Sprint. A Equipe de desenvolvimento demonstra o trabalho que está feito e responde quaisquer questões relativas ao incremento. O Product Owner discute como o Backlog do Produto está atualmente e projeta as datas de conclusão baseando-se no progresso até agora. Todo o grupo discute sobre o que fazer na próxima Sprint. Com isso a reunião de revisão também fornece entradas para a Reunião de Planejamento.
  • 53. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Assim sendo, a reunião de revisão é um Backlog do Produto revisado e define também o provável Backlog do Produto para a próxima Sprint. Nada impede também do Backlog do Produto ser ajustado para atender as novas oportunidades.
  • 54. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  A Sprint Review chega a fornece informações importantes que serão usadas na Sprint Planning Meeting da próxima Sprint.
  • 55. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Sprint Retrospective  Esta é uma reunião time box de duração de três horas para uma Sprint de um mês. E tem como objetivo avaliar o desempenho do Development Team, criando melhorias a esse respeito para a próxima Sprint.
  • 56. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Deve ocorrer ao final da Sprint Review e serve como uma forma de inspeção e adaptação em que o Scrum Team enxerga melhores formas de trabalhar a fim de otimizar o seu desempenho na Sprint posterior.
  • 57. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O propósito da Reunião de Retrospectiva da Sprint é: ◦ Inspecionar como foi a última Sprint em relação às pessoas, relações, processos e ferramentas. ◦ Identificar e ordenar os principais itens que foram bem e possíveis melhorias. ◦ Criar um plano para que sejam implementadas melhorias no modo que o Time Scrum faz o seu trabalho.  Essa reunião de retrospectiva ajuda o Time Scrum a melhorar, o processo de desenvolvimento e as práticas. Além disso, o Time Scrum planeja formas para aumentar a qualidade do produto.
  • 58. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Reflexão: ◦ Inspecionar como foi a última Sprint em relação às pessoas, relações, processos e ferramentas.  Por que e importante revisar tais pontos?
  • 59. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Artefatos do Scrum  Os artefatos do Scrum são projetados para fornecerem a transparência das informações necessárias para assegurar que o Time Scrum tenha sucesso na entrega do produto.
  • 60. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O Backlog é nada mais nada menos do que os requisitos do produto que precisa ser entregue, bem como todo o entendimento necessário para se atender aos requisitos, produzir funcionalidades e por fim entregar um produto.
  • 61. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O primeiro artefato do Scrum é o Backlog do Produto que se trata de uma lista ordenada de tudo que deve ser necessário para o produto. O responsável pelo Backlog do Produto é o Product Owner, e isso inclui o conteúdo do Backlog do Produto, a disponibilidade e a ordenação.
  • 62. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O Backlog do Produto nunca está completo. No inicio o Backlog do Produto tem apenas os requisitos inicialmente conhecidos e melhor entendidos, após isso o Backlog do Produto vai evoluindo tanto quando o produto e o ambiente na qual ele será utilizado.
  • 63. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Backlog do Produto é dinâmico, mudando sempre para identificar o que o produto necessita para ser mais apropriado, competitivo e útil. Enquanto o produto existir o Backlog do produto também existirá, sempre se adequando quando for necessário.
  • 64. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  É preciso ter em mente que o Backlog é dinâmico, no sentido de que ele está constantemente mudando para identificar o que o produto necessita para ser apropriado, competitivo e útil, e lembre-se: Enquanto existir um produto, o Backlog deste produto também existirá.
  • 65. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Dica: O Backlog é fruto do entendimento do produto e do negócio do cliente, análises de negócio são muito bem vindas para a obtenção de um Backlog completo, e documentos auxiliares que podem compor o Backlog são: Estórias, Protótipos, Especificações de regras de negócio e Casos de uso.  O Backlog é dividido em duas partes, o Backlog do produto (Product Backlog) e o Backlog da Sprint (Sprint Backlog).
  • 66. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Product Backlog  É o conjunto de requisitos de todo o produto, ou seja, o Backlog do produto representa tudo que é necessário para desenvolver e lançar um produto completo, e representa o produto final que será entregue após a execução do projeto.
  • 67. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O Product Backlog geralmente é separado em itens de backlog. Os itens de Backlog devem ter seu tamanho estimado, frequentemente definidos como Story Points. Estas estimativas devem ser realizadas pelo Time.
  • 68. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Os itens do Backlog do Produto também precisam ser priorizados, tendo em mente que os mais prioritários devem ser os itens que mais agregam valor ao produto do cliente. Esta priorização deve ser realizada pelo Product Owner, e deve estar clara e visível para todos do Time.
  • 69. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Sprint Backlog  É o conjunto de requisitos contidos no objetivo de uma Sprint, ou seja, o Backlog da Sprint representa tudo que é necessário para desenvolver e/ou entregar uma part e do produto, definido como objetivo de uma Sprint. ◦ Todo o conteúdo do Backlog da Sprint deve estar contido dentro do Backlog do Produto, e as primeiras Sprints devem conter sempre os itens do Backlog mais prioritários e críticos para o sucesso do produto.
  • 70. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Somente os itens do Backlog da Sprint são decompostos em tarefas menor es, para que possam ser realizados dentro da Sprint, e recebem uma estimativa de conclusão em horas. O ideal é que estas tarefas tenham um tamanho de no máximo 8 horas, para que possam ser realizadas dentro de 1 (um) dia contido na Sprint.
  • 71. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  O Recomendável e que todas as tarefas possam ser realizadas em 1 dia de 8 horas*.  Existem situações em que tarefas são complexas demais e devem ser quebradas em dias sem ultrapassar o período da Sprint. ◦ Ex: Uma tarefa pode ser divida em 14 partes e ser realizada durante toda uma Sprint, como o desenvolvimento de um modulo de cadastro completo.
  • 72. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  No Backlog do Produto temos as características, funções, requisitos, melhorias e correções que formam as mudanças que devem ser feitas no produto nas futuras versões. Todos os itens do Backlog do Produto possuem os atributos da descrição, ordem e estimativa.
  • 73. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Dica: Tanto o Product Backlog quanto o Sprint Backlog são geralmente representados como Estórias do Usuário, ou User Stories. https://writeafeature.com /
  • 74. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Estórias  É uma descrição resumida, porém clara e objetiva, de alguma funcionalidade que deverá ser fornecida pelo produto a ser entregue, sempre do ponto de vista do usuário final do produto.
  • 75. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Uma estória não se trata de uma especificação completa de uma funcionalidade, mas sim uma promessa de se discutir uma funcionalidade, ou simplesmente um lembrete de que a discussão já aconteceu.
  • 76. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  As estórias devem ser curtas e objetivas, para que caibam em um post it como estes ilustrados acima. Um modelo simples de como escrever uma história seria: ◦ “Como um <tipo de usuário>, eu quero <um objetivo> para que <atenda uma necessidade>.”
  • 77. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Exemplos: ◦ “Como um comprador, eu quero consultar livros para que eu possa escolher qual comprar.” ◦ “Como um vendedor, eu quero cadastrar livros para que eu possa vendê-los.”
  • 78. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Dica: Escreva as estórias com uma linguagem do cliente, e não técnica. Como complemento ao entendimento das estórias o Product Owner pode produzir especificações de regras de negócio, protótipos ou casos de uso.
  • 79. Scrum
  • 80. Scrum
  • 81. Scrum
  • 82. Scrum
  • 83. Scrum
  • 84. Mentimeter Slide 2  Slide Final.
  • 85.
  • 87. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias
  • 88. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Ok vamos relembrar algumas coisas para fechar nossa conversa.
  • 89. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  PAPÉIS ◦ Product Owner: Dono do Produto, responsável por criar a visão do produto. Gerenciar o Backlog do Produto, priorizar as necessidade e compreender expectativas. É a voz do cliente. ◦ Scrum Master: Líder servidor, facilitador, removedor de impedimentos do Time Scrum e demais stakeholders. Garante que os eventos Scrum sejam executados. Responsável por manter o Scrum fluindo na organização. ◦ Time de Desenvolvimento: Formado por equipe auto-organizada, responsável por realizar o trabalho que irá gerar a entrega da Sprint, possivelmente resultando em uma versão usável do produto. Seu tamanho ideal é de 03 à 09 pessoas. Os papéis de Product Owner e Scrum Master não fazem parte do time de desenvolvimento, ao menos
  • 90. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  ARTEFATOS ◦ Product Backlog:  Lista dinâmica e ordenada de tudo que deve ser necessário no produto, incluindo todas as características, funções, requisitos, melhorias e correções que formam as mudanças que devem ser feitas no produto nas futuras versões. ◦ Sprint Backlog:  Itens do Product Backlog que foram selecionados para a Sprint. O Backlog da Sprint retrata os itens que estão sendo trabalhados e que estarão disponíveis no próximo incremento. ◦ Definition of Done  Ao definir que um item está pronto, é preciso que todos tenham o mesmo conceito do que é pronto na determinada Sprint. O Time deve ter um entendimento compartilhado do que significa o trabalho estar completo, assegurando a transparência. A definição de pronto é capaz de
  • 91. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  EVENTOS ◦ Sprint  O que é: Sprint é o coração do Scrum. Onde um incremento de produto, potencialmente utilizável é criado.  Duração: No máximo 4 semanas.  Quem participa: Time Scrum.
  • 92. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias ◦ Sprint Planning ◦ O que é: Reunião colaborativa do Time Scrum, onde é definido pelo Time de Desenvolvimento, os itens de Backlog do Produto que serão entregues ao final da Sprint. Estes itens selecionados pelo Time de Desenvolvimento é chamado da Sprint Backlog. Durante esta etapa de planejamento, é definido também a meta da sprint, ou seja, o objetivo definido para a Sprint que pode ser satisfeito através da implementação dos itens da Sprint Backlog. ◦ Duração: No máximo 8 horas. ◦ Quem participa: Time Scrum.
  • 93. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias ◦ Daily Scrum ◦ O que é: Reunião diária, executada pelo Time de Desenvolvimento e Scrum Master, onde objetiva-se o sincronismo das tarefas e planejamento para as próximas 24h. Algumas questões importantes devem ser levadas para a Daily Scrum, como por exemplo: O que foi feito no dia anterior, o que será feito no dia atual e possíveis impedimentos que estão dificultando a conclusão de tarefas. ◦ Duração: No máximo 15 minutos. ◦ Quem participa: Time de Desenvolvimento e Scrum Master.
  • 94. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias ◦ Sprint Review ◦ O que é: Reunião realizada no último dia da Sprint, onde é demonstrado para o product Owner e demais stakeholders, o incremento do produto criado. Focado no aceite ou rejeição do trabalho realizado. O resultado da Revisão da Sprint é um Backlog de Produto revisado, que define os itens prováveis de Backlog da próxima Sprint. ◦ Duração: No máximo 4 horas. ◦ Quem participa: Time Scrum e demais stakeholders que o Product Owner julgar necessário.
  • 95. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias ◦ Sprint Retrospective ◦ O que é: Reunião que ocorre após a Revisão da Sprint. Focado em rever o processo de trabalho e o que poderá ser melhorado. Está relacionada a garantia da qualidade. ◦ Duração: No máximo 3 horas. ◦ Quem participa: Time Scrum.
  • 96.
  • 97. Atividades  Dinâmica adaptação da fabrica de aviões:  Parte 1 Separar a sala em Grupos.  Definir os Papeis: ◦ Scrum Master; ◦ Team; ◦ PO (Product Owner).
  • 98. Atividades  A Sprint tem duração de 15 minutos  Definir :  ARTEFATOS ◦ Product Backlog: Construir Aviões de Papel. ◦ Sprint Backlog: Quantos aviões de papel realmente construímos.
  • 99. Atividades  Reuniões:  Sprint Planning – Dentro da Sprint 2 minutos.  Daily Scrum – Dentro da Sprint – 1 minuto.  Sprint Review – Minuto final da Sprint – 1 minuto.  Sprint Retrospective – Na dinâmica após a Sprint Review e apresentação ao PO.
  • 100. Referencias  https://www.youtube.com/watch?v=WjZBn Ya58B4  http://www.fabiocruz.com.br/frameworkscr umold/artefatos-scrum/ * Linguagem simples  http://www.scriptcaseblog.com.br/artefatos -na-metodologia-scrum/  https://www.devmedia.com.br/introducao- ao-scrum-eventos-e-regras/29567 * Linguagem Técnica  https://www.devmedia.com.br/conhecendo -o-scrum/25744  http://www.alexandrebrodt.com.br/scrum-
  • 101. Apresentação Parcial  Cada grupo tem no máximo 5 minutos para explicar a X-soft + Problemas, Soluções e Proposta de Processo.
  • 102. Referencias  SOMMERVILLE, Ian (org.). Engenharia de Software. 9ª ed. São Paulo: PEARSON, 2011.  Apresentação da professora Isabella Fonseca, na FUMSOFT em 2013;  http://www.cic.unb.br/~genaina/ES/Aulas/CA P11.pdf  http://www.devmedia.com.br/arquitetura-de- software-atributos-para-decisoes-do-projeto- arquitetural/16121  http://www.devmedia.com.br/arquitetura-de- software-desenvolvimento-orientado-para- arquitetura/8033
  • 103. Referencias  http://www.devmedia.com.br/engenharia- de-software-2-tecnicas-para- levantamento-de-requisitos/9151  http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handl e/10183/80313/000881952.pdf?sequenc e=1  http://homepages.dcc.ufmg.br/~rprates/g e_vis/cap6_vfinal.pdf  https://www.devmedia.com.br/introducao -ao-padrao-mvc/29308  https://pt.stackoverflow.com/questions/55 486/o-que-%C3%A9-mvcmodel-view- controller
  • 106. Scrum  Vamos aprender Scrum ... Em 9 minutos;  Vamos comentar parte a parte ok?  Primeiro para não ficar chato...  Segundo para vocês não dormirem.  https://www.youtube.com/watch?v=Xfv QWnRgxG0
  • 107. Scrum – O Retorno dos Artefatos e Cerimonias  Kanban ( não e oficial mas e muito utilizado).  https://www.youtube.com/watch?v=Wj ZBnYa58B4  https://trello.com/  https://trello.com/b/Nl6Zlab6/feira- pitagoras
  • 108. Scrum  Papeis do Scrum... Afinal cada um tem o seu...  https://www.youtube.com/watch?v=9_ _bzr_lX88