SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Reprodução

Professora
Juliana Evelyn dos Santos
O que é reprodução?
A reprodução é uma característica inerente a
todos os seres vivos. É a característica que
permite a continuidade das espécies e a
transmissão de características hereditárias.
Tipos de reprodução
• Geneticamente falando, podemos agrupar
todos os tipos de reprodução em dois tipos
principais: a reprodução sexuada e
a reprodução assexuada. Simplificadamente,
a reprodução sexuada é aquela em que
ocorre mistura de material genético de dois
indivíduos. Já a reprodução assexuada ocorre
quando o indivíduo se reproduz sozinho, sem,
portanto, misturar material genético.
Reprodução assexuada
A reprodução assexuada é uma reprodução em
que o individuo se reproduz sozinho, sem
misturar seu material genético com outro
organismo.
- A reprodução assexuada é considerada uma
reprodução agâmica.
- Os indivíduos resultantes desse tipo de
reprodução são geneticamente clones do
indivíduo que iniciou a reprodução.
Vantagens da reprodução assexuada:
• A reprodução sexuada, por não exigir a busca
por parceiros, na maioria das vezes, demanda
menos tempo e energia do que a reprodução
sexuada.
• Essa economia de tempo e energia permite,
por exemplo, que um indivíduo que pratique
reprodução assexuada se reproduza mais
vezes e produza mais descendentes ao longo
de sua vida.
Desvantagens da reprodução
assexuada
• Como os indivíduos produzidos
por reprodução assexuada são clones de seus
genitores, a população terá baixa variabilidade
genética. Dessa maneira, a população terá
menores chances de sobreviver a possíveis
mudanças ambientais.
Tipos de reprodução assexuada:
• Fissão binária ou cissiparidade:
Tipos de reprodução assexuada:
• Fissão transversal:
• http://www.youtube.com/watch?feature=play
er_embedded&v=LwBc5bK4BUQ
Tipos de reprodução assexuada:
• Brotamento:
Tipos de reprodução assexuada:
• Propagação vegetativa:
Tipos de reprodução assexuada:
• Partenogênese:
Reprodução sexuada:
• Na reprodução sexuada há a mistura de material
genético de dois indivíduos. Sendo assim, se faz
necessária a presença de células especiais que
vão carregar as características genéticas dos
genitores – os gametas.
• - É uma reprodução gâmica, uma vez que envolve
gametas. Nos animais, os gametas são produzidos
pelas gônadas. Nos machos as gônadas são os
testículos, responsáveis pela produção de
espermatozoides e de hormônios. Já nas fêmeas,
as gônadas são os ovários, responsáveis pela
produção de óvulos e também de hormônios.
Reprodução sexuada:
SERES VIVOS SEXO
Animais

GÔNADAS

GAMETAS
Espermatozóide

Feminino
Vegetais

Masculino Testículo

Óvulo

Ovário

Masculino Anterídeo

Anterozóide

feminino

Oosfera

Arquegônio
Desvantagens da reprodução
assexuada
• Como a reprodução sexuada envolve dois
indivíduos, há um maior gasto de energia e
tempo para que este tipo de reprodução
ocorra. Nos animais, por exemplo, muitas
espécies têm rituais sexuais para a conquista
de parceiros, logo, há maior demanda de
energia. Além disso, a geração de seres mais
complexos também demanda mais tempo na
especialização e formação dos diferentes tipos
de células.
http://www.youtube.com/watch?v=e4
NNKPdERBQ
Vantagens da reprodução sexuada:
• Apesar de ser dispendiosa energeticamente, a
reprodução sexuada tem um grande valor adaptativo,
uma vez que aumenta consideravelmente a
variabilidade genética. Esse aumento de variações
entre os indivíduos de uma população torna mais fácil
a sobrevivência da mesma, caso ocorram mudanças no
ambiente. Como os indivíduos dessa população são
diferentes entre si, uma mudança ambiental pode
afetar a todos, como também pode não afetar um
pequeno grupo que tenha alguma característica que
lhe permita sobreviver a esta mudança. Desta maneira,
este grupo sobrevivente poderá perpetuar aquela
população.
Fecundação
A fecundação é o processo de união de dois
gametas, misturando o material genético
presente neles. É importante lembra que os
gametas são células haploides que ao se
juntarem formam o zigoto, uma célula diploide.
Fecundação
• A fecundação pode ocorrer no ambiente,
sendo considerada como fecundação externa
(bastante comum em animais aquáticos).
Fecundação

• Pode ocorrer também internamente a um ou
aos dois indivíduos que participam da
reprodução, sendo considerada como
fecundação interna (como ocorre nos
mamíferos).
Monoico
• São classificados como monoicos os seres que
possuem ambos os sexos, ou seja, possuem
tanto gônadas masculinas quanto femininas
em um único organismo. Os seres monoicos
são também conhecidos como hermafroditas.
Exemplo: Minhocas.
Dioico
• São classificados como dioicos os seres que
possuem sexos separados, ou seja, o indivíduo
possui gônadas masculinas OU gônadas
femininas. Exemplo: Seres humanos
Desenvolvimento direto:
• O desenvolvimento de um ser vivo é
considerado como “direto” quando ele não
passa por um estágio intermediário de larva ou
ninfa. Isso quer dizer que o filhote ao nascer é
muito semelhante aos seus genitores,
necessitando apenas crescer. Exemplo: seres
humanos.
Desenvolvimento indireto:
• O desenvolvimento de um ser vivo é
considerado como “indireto” quando o ser
passa pelo estágio intermediário de larva ou
ninfa. Nestes casos, geralmente o filhote é
bastante diferente de seus pais, necessitando
desenvolver órgãos e estruturas para se
transformar em um adulto. Exemplo:
Borboletas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

I. 2 Origem da vida
I. 2 Origem da vidaI. 2 Origem da vida
I. 2 Origem da vidaRebeca Vale
 
Evolução biológica
Evolução biológicaEvolução biológica
Evolução biológicaCésar Milani
 
Reprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivosReprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivosAndreza Campos
 
IV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espéciesIV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espéciesRebeca Vale
 
III.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimentoIII.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimentoRebeca Vale
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCésar Milani
 
II. 1 As células
II. 1 As célulasII. 1 As células
II. 1 As célulasRebeca Vale
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosJuliana Mendes
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosRebeca Vale
 
Reprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuadaReprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuadaJocimar Araujo
 
V.1 Introdução a ecologia
V.1 Introdução a ecologiaV.1 Introdução a ecologia
V.1 Introdução a ecologiaRebeca Vale
 
Reprodução assexuada nos seres vivos
Reprodução assexuada nos seres vivos   Reprodução assexuada nos seres vivos
Reprodução assexuada nos seres vivos Isabel Lopes
 
Introdução à biologia 1º ano
Introdução à biologia   1º anoIntrodução à biologia   1º ano
Introdução à biologia 1º anoLuciana Mendes
 
II.4 Reino Fungi
II.4 Reino FungiII.4 Reino Fungi
II.4 Reino FungiRebeca Vale
 
7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantascrisbassanimedeiros
 

Mais procurados (20)

Reprodução humana - 8º ano
Reprodução humana - 8º anoReprodução humana - 8º ano
Reprodução humana - 8º ano
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
 
I. 2 Origem da vida
I. 2 Origem da vidaI. 2 Origem da vida
I. 2 Origem da vida
 
Evolução biológica
Evolução biológicaEvolução biológica
Evolução biológica
 
Reprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivosReprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivos
 
Variabilidade
VariabilidadeVariabilidade
Variabilidade
 
IV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espéciesIV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espécies
 
III.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimentoIII.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimento
 
Genética: Noções de Hereditariedade
Genética: Noções de HereditariedadeGenética: Noções de Hereditariedade
Genética: Noções de Hereditariedade
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
 
II. 1 As células
II. 1 As célulasII. 1 As células
II. 1 As células
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
I.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivosI.2 características dos seres vivos
I.2 características dos seres vivos
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Reprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuadaReprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuada
 
V.1 Introdução a ecologia
V.1 Introdução a ecologiaV.1 Introdução a ecologia
V.1 Introdução a ecologia
 
Reprodução assexuada nos seres vivos
Reprodução assexuada nos seres vivos   Reprodução assexuada nos seres vivos
Reprodução assexuada nos seres vivos
 
Introdução à biologia 1º ano
Introdução à biologia   1º anoIntrodução à biologia   1º ano
Introdução à biologia 1º ano
 
II.4 Reino Fungi
II.4 Reino FungiII.4 Reino Fungi
II.4 Reino Fungi
 
7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas
 

Destaque

ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)infoeducp2
 
Reprodução de plantas com flor
Reprodução de plantas com florReprodução de plantas com flor
Reprodução de plantas com florTânia Reis
 
Reprodução nas plantas
Reprodução nas plantasReprodução nas plantas
Reprodução nas plantasdanielpinheiro
 
Reprodução nas Plantas
Reprodução nas PlantasReprodução nas Plantas
Reprodução nas PlantasHelena Borralho
 
ReproduçãO Nas Plantas Com Flor
ReproduçãO Nas Plantas Com FlorReproduçãO Nas Plantas Com Flor
ReproduçãO Nas Plantas Com Florrukka
 
Plantas Gimnospermas Y Angiospermas
Plantas Gimnospermas Y AngiospermasPlantas Gimnospermas Y Angiospermas
Plantas Gimnospermas Y AngiospermasCarlos Aguirre
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuadaNuno Correia
 
Biologia 11 reprodução sexuada
Biologia 11   reprodução sexuadaBiologia 11   reprodução sexuada
Biologia 11 reprodução sexuadaNuno Correia
 

Destaque (10)

ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
 
Formação de fruto e semente
Formação de fruto e sementeFormação de fruto e semente
Formação de fruto e semente
 
Reprodução de plantas com flor
Reprodução de plantas com florReprodução de plantas com flor
Reprodução de plantas com flor
 
Reprodução nas plantas
Reprodução nas plantasReprodução nas plantas
Reprodução nas plantas
 
Reprodução nas Plantas
Reprodução nas PlantasReprodução nas Plantas
Reprodução nas Plantas
 
ReproduçãO Nas Plantas Com Flor
ReproduçãO Nas Plantas Com FlorReproduçãO Nas Plantas Com Flor
ReproduçãO Nas Plantas Com Flor
 
Plantas Gimnospermas Y Angiospermas
Plantas Gimnospermas Y AngiospermasPlantas Gimnospermas Y Angiospermas
Plantas Gimnospermas Y Angiospermas
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
 
Biologia 11 reprodução sexuada
Biologia 11   reprodução sexuadaBiologia 11   reprodução sexuada
Biologia 11 reprodução sexuada
 

Semelhante a Reprodução 7º ano

REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptxREPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptxRonaldoAlves313237
 
Aula sexo
Aula sexoAula sexo
Aula sexounesp
 
Tipos de Reprodução dos Seres Vivos - Biologia
Tipos de Reprodução dos Seres Vivos - BiologiaTipos de Reprodução dos Seres Vivos - Biologia
Tipos de Reprodução dos Seres Vivos - Biologiacleidianevieira7
 
Reprodução Nos Animais
Reprodução Nos AnimaisReprodução Nos Animais
Reprodução Nos Animaisvisiense
 
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo  W Inglesh trablho Sifa.docxsegundo  W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo W Inglesh trablho Sifa.docxabondio
 
Reprodução e desenvolvimento2
Reprodução e desenvolvimento2Reprodução e desenvolvimento2
Reprodução e desenvolvimento2César Milani
 
Reprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimentoReprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimentoCésar Milani
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoMariaJoão Agualuza
 
Sexo
SexoSexo
Sexounesp
 
Biologia da reprodução animal
Biologia da reprodução animalBiologia da reprodução animal
Biologia da reprodução animalbioalvarenga
 
8º CN - Mecanismos reprodutivos.pptx
8º CN - Mecanismos reprodutivos.pptx8º CN - Mecanismos reprodutivos.pptx
8º CN - Mecanismos reprodutivos.pptxWarlenSilva10
 
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdfciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdfAglis Delgado
 
Os seres vivos se reproduzem e evoluem
Os seres vivos se reproduzem e evoluemOs seres vivos se reproduzem e evoluem
Os seres vivos se reproduzem e evoluemGil Cunha
 
Características gerais dos seres vicos 2
Características gerais dos seres vicos 2Características gerais dos seres vicos 2
Características gerais dos seres vicos 2cleobio
 
Tipos de reprodução
Tipos de reproduçãoTipos de reprodução
Tipos de reproduçãoURCA
 

Semelhante a Reprodução 7º ano (20)

REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptxREPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
 
Aula sexo
Aula sexoAula sexo
Aula sexo
 
Tipos de Reprodução dos Seres Vivos - Biologia
Tipos de Reprodução dos Seres Vivos - BiologiaTipos de Reprodução dos Seres Vivos - Biologia
Tipos de Reprodução dos Seres Vivos - Biologia
 
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
 
Reprodução - Biologia
Reprodução - BiologiaReprodução - Biologia
Reprodução - Biologia
 
Reprodução Nos Animais
Reprodução Nos AnimaisReprodução Nos Animais
Reprodução Nos Animais
 
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo  W Inglesh trablho Sifa.docxsegundo  W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
 
Reprodução e desenvolvimento2
Reprodução e desenvolvimento2Reprodução e desenvolvimento2
Reprodução e desenvolvimento2
 
Reprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimentoReprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimento
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
 
Sexo
SexoSexo
Sexo
 
Animal Reproducao
Animal ReproducaoAnimal Reproducao
Animal Reproducao
 
59212842 texto-fecundacao
59212842 texto-fecundacao59212842 texto-fecundacao
59212842 texto-fecundacao
 
Biologia da reprodução animal
Biologia da reprodução animalBiologia da reprodução animal
Biologia da reprodução animal
 
8º CN - Mecanismos reprodutivos.pptx
8º CN - Mecanismos reprodutivos.pptx8º CN - Mecanismos reprodutivos.pptx
8º CN - Mecanismos reprodutivos.pptx
 
Embriologia só biologia
Embriologia só biologiaEmbriologia só biologia
Embriologia só biologia
 
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdfciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
 
Os seres vivos se reproduzem e evoluem
Os seres vivos se reproduzem e evoluemOs seres vivos se reproduzem e evoluem
Os seres vivos se reproduzem e evoluem
 
Características gerais dos seres vicos 2
Características gerais dos seres vicos 2Características gerais dos seres vicos 2
Características gerais dos seres vicos 2
 
Tipos de reprodução
Tipos de reproduçãoTipos de reprodução
Tipos de reprodução
 

Último

Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Centro Jacques Delors
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaREGIANELAURALOUREIRO1
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)Centro Jacques Delors
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptElifabio Sobreira Pereira
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 

Último (20)

Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 

Reprodução 7º ano

  • 2. O que é reprodução? A reprodução é uma característica inerente a todos os seres vivos. É a característica que permite a continuidade das espécies e a transmissão de características hereditárias.
  • 3. Tipos de reprodução • Geneticamente falando, podemos agrupar todos os tipos de reprodução em dois tipos principais: a reprodução sexuada e a reprodução assexuada. Simplificadamente, a reprodução sexuada é aquela em que ocorre mistura de material genético de dois indivíduos. Já a reprodução assexuada ocorre quando o indivíduo se reproduz sozinho, sem, portanto, misturar material genético.
  • 4. Reprodução assexuada A reprodução assexuada é uma reprodução em que o individuo se reproduz sozinho, sem misturar seu material genético com outro organismo. - A reprodução assexuada é considerada uma reprodução agâmica. - Os indivíduos resultantes desse tipo de reprodução são geneticamente clones do indivíduo que iniciou a reprodução.
  • 5. Vantagens da reprodução assexuada: • A reprodução sexuada, por não exigir a busca por parceiros, na maioria das vezes, demanda menos tempo e energia do que a reprodução sexuada. • Essa economia de tempo e energia permite, por exemplo, que um indivíduo que pratique reprodução assexuada se reproduza mais vezes e produza mais descendentes ao longo de sua vida.
  • 6. Desvantagens da reprodução assexuada • Como os indivíduos produzidos por reprodução assexuada são clones de seus genitores, a população terá baixa variabilidade genética. Dessa maneira, a população terá menores chances de sobreviver a possíveis mudanças ambientais.
  • 7. Tipos de reprodução assexuada: • Fissão binária ou cissiparidade:
  • 8. Tipos de reprodução assexuada: • Fissão transversal: • http://www.youtube.com/watch?feature=play er_embedded&v=LwBc5bK4BUQ
  • 9. Tipos de reprodução assexuada: • Brotamento:
  • 10. Tipos de reprodução assexuada: • Propagação vegetativa:
  • 11. Tipos de reprodução assexuada: • Partenogênese:
  • 12. Reprodução sexuada: • Na reprodução sexuada há a mistura de material genético de dois indivíduos. Sendo assim, se faz necessária a presença de células especiais que vão carregar as características genéticas dos genitores – os gametas. • - É uma reprodução gâmica, uma vez que envolve gametas. Nos animais, os gametas são produzidos pelas gônadas. Nos machos as gônadas são os testículos, responsáveis pela produção de espermatozoides e de hormônios. Já nas fêmeas, as gônadas são os ovários, responsáveis pela produção de óvulos e também de hormônios.
  • 13. Reprodução sexuada: SERES VIVOS SEXO Animais GÔNADAS GAMETAS Espermatozóide Feminino Vegetais Masculino Testículo Óvulo Ovário Masculino Anterídeo Anterozóide feminino Oosfera Arquegônio
  • 14. Desvantagens da reprodução assexuada • Como a reprodução sexuada envolve dois indivíduos, há um maior gasto de energia e tempo para que este tipo de reprodução ocorra. Nos animais, por exemplo, muitas espécies têm rituais sexuais para a conquista de parceiros, logo, há maior demanda de energia. Além disso, a geração de seres mais complexos também demanda mais tempo na especialização e formação dos diferentes tipos de células.
  • 16. Vantagens da reprodução sexuada: • Apesar de ser dispendiosa energeticamente, a reprodução sexuada tem um grande valor adaptativo, uma vez que aumenta consideravelmente a variabilidade genética. Esse aumento de variações entre os indivíduos de uma população torna mais fácil a sobrevivência da mesma, caso ocorram mudanças no ambiente. Como os indivíduos dessa população são diferentes entre si, uma mudança ambiental pode afetar a todos, como também pode não afetar um pequeno grupo que tenha alguma característica que lhe permita sobreviver a esta mudança. Desta maneira, este grupo sobrevivente poderá perpetuar aquela população.
  • 17.
  • 18. Fecundação A fecundação é o processo de união de dois gametas, misturando o material genético presente neles. É importante lembra que os gametas são células haploides que ao se juntarem formam o zigoto, uma célula diploide.
  • 19. Fecundação • A fecundação pode ocorrer no ambiente, sendo considerada como fecundação externa (bastante comum em animais aquáticos).
  • 20. Fecundação • Pode ocorrer também internamente a um ou aos dois indivíduos que participam da reprodução, sendo considerada como fecundação interna (como ocorre nos mamíferos).
  • 21. Monoico • São classificados como monoicos os seres que possuem ambos os sexos, ou seja, possuem tanto gônadas masculinas quanto femininas em um único organismo. Os seres monoicos são também conhecidos como hermafroditas. Exemplo: Minhocas.
  • 22. Dioico • São classificados como dioicos os seres que possuem sexos separados, ou seja, o indivíduo possui gônadas masculinas OU gônadas femininas. Exemplo: Seres humanos
  • 23. Desenvolvimento direto: • O desenvolvimento de um ser vivo é considerado como “direto” quando ele não passa por um estágio intermediário de larva ou ninfa. Isso quer dizer que o filhote ao nascer é muito semelhante aos seus genitores, necessitando apenas crescer. Exemplo: seres humanos.
  • 24. Desenvolvimento indireto: • O desenvolvimento de um ser vivo é considerado como “indireto” quando o ser passa pelo estágio intermediário de larva ou ninfa. Nestes casos, geralmente o filhote é bastante diferente de seus pais, necessitando desenvolver órgãos e estruturas para se transformar em um adulto. Exemplo: Borboletas.