SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso de Formação “Integração de Ferramentas Digitais no Processo de
Aprendizagem Inclusivo”
2015
Vera Oliveira
Reflexão Módulo 0
Após a realização do questionário VARK, os resultados obtidos confirmaram que o meu
perfil de aprendizagem é facilitado no que respeita ao estilo visual. Contudo, gostaria de
salientar que relativamente aos outros estilos de aprendizagem (auditivo, leitura/escrita e
cinestesia) estes apresentam valores muito semelhantes.
Assim sendo, seguidamente apresento os resultados obtidos:
- Visual – 11
- Aural – 7
- Read/Write – 6
- Kinesthetic – 7
Enquanto aluna/estudante, a minha visão sobre esta temática foi variando ao longo
dos tempos.
Durante o meu percurso escolar no ensino básico, secundário e até mesmo superior,
não tinha conhecimento sobre a Teoria das Inteligências Múltiplas. Aquando da realização do
1º Ciclo, os únicos recursos na sala de aula eram os mapas, o quadro preto e, quase sempre, o
giz branco, ou seja, nem a aprendizagem com apelo à utilização de cores diferentes era
permanente. Naquela época, segundo o que me recordo, os alunos eram tratados como “ um
modelo fast-food” em que predominava a estandardização – expressão pronunciada por Sir
Ken Robinson, sendo de frisar que achei a mesma muito interessante e pertinente face a este
meu período escolar.
Recordo-me que naqueles tempos, tínhamos de saber a tabuada na “ponta da língua”
e escrever sem erros, ou então a régua entrava em ação nas palmas das nossas mãos!
Hoje, pergunto-me a mim mesma – naquele período não existiam alunos com
problemas de dislexia e disortografia?! Foram muitas as vezes a que assisti a cenas de
humilhação do professor para com o aluno por este apresentar muitos erros ortográficos nos
ditados e nas cópias. Hoje, enquanto adulta e professora, sinto alguma revolta perante o
comportamento de alguns professores daquela época, pois alguns tinham muito pouco afeto e
compreensão face às dificuldades de aprendizagem dos seus alunos. É exatamente nesta idade
que as crianças estão no processo de formação da sua personalidade e a professora do 1º Ciclo
Curso de Formação “Integração de Ferramentas Digitais no Processo de
Aprendizagem Inclusivo”
2015
Vera Oliveira
será sempre uma pessoa que terá um papel preponderante na vida de um aluno. Neste
sentido, tenho a certeza de que existem muitos adultos hoje que se devem sentir bastante
frustrados e com a sensação de que são “burros” porque durante o seu 1º Ciclo foram
constantemente apelidados de “burros” e chegaram mesmo a ter umas “orelhas de burro” e o
castigo de estar voltados para a parede!
De acordo com Sir Ken Robinson, muitas pessoas não sabem quais são as suas
aptidões inatas, o que faz com que na atualidade se viva a “crise de recursos humanos”, talvez
porque não tiveram uma orientação neste sentido, nomeadamente a ajuda dos professores
para se autodescobrirem. Deste modo, muitos alunos transformaram-se em adultos
trabalhadores que, atualmente, apenas exercem uma profissão porque são obrigados mas não
o fazem com gosto/paixão, pelo que apenas suportam o que fazem em vez de desfrutarem do
que fazem, o que se reflete na sua realização profissional e, em alguns casos, no seu
desempenho profissional.
Felizmente, não me enquadro neste grupo. Sou professora, gosto do que faço e tento
melhorar as minhas práticas pedagógicas por forma a motivar os meus alunos e a promover
maior sucesso no processo de ensino-aprendizagem dos mesmos. E este é o principal motivo
que me levou a frequentar a atual formação.
Ao longo dos tempos, pude constatar que o sistema educativo português sofreu
alterações, assim como também se verificaram alterações políticas, económicas, tecnológicas,
sociais e culturais.
Ao longo do meu percurso escolar, pude constatar que existiram mudanças nas
abordagens pedagógicas dos docentes, sendo estas maiores, quanto mais jovens eram os
professores. Aquando do ensino secundário, alguns professores já utilizaram recursos mais
inovadores e estratégias pedagógicas diferenciadas, recorrendo à utilização das novas
Tecnologias de Informação e Comunicação. Recordo-me que a avaliação de algumas disciplinas
era baseada em fichas de avaliação, trabalhos escritos e apresentações orais, pelo que havia
uma maior preocupação na diversificação de instrumentos, o que permitia aos alunos
evidenciar-se nas suas melhores formas de aprendizagem.
Na atualidade, a expressão “nativos digitais” é frequente e eu considero que faço
parte deste grupo. Quer em termos pessoais, quer em termos profissionais, utilizo
regularmente tecnologias digitais.
Curso de Formação “Integração de Ferramentas Digitais no Processo de
Aprendizagem Inclusivo”
2015
Vera Oliveira
Relativamente à minha prática profissional, é preponderante a utilização destas
tecnologias digitais, uma vez que existem Agrupamento de Escolas em que a comunicação
entre indivíduos é efetuada unicamente por esta via.
Por outro lado, enquanto professora de Geografia, recorro frequentemente às
Tecnologias de Informação e Comunicação: os alunos fazem muitos trabalhos de pesquisa,
realizam apresentações em powerpoint ou realizam vídeos, recebem os objetivos das fichas de
avaliação por e-mail (chego inclusivamente a manter contacto com os encarregados de
educação por e-mail, quando sou diretora de turma), entre outros.
Do meu ponto de vista, todos os alunos são capazes de aprender e de ter sucesso, se
forem utilizadas as técnicas adequadas, motivantes e relevantes para eles. Assim, costumo
partir da premissa de que os alunos possuem áreas de preferência, no modo como aprendem
e utilizam conceitos e competências, sendo que o sucesso da sua aprendizagem é ampliado
quando se recorre ao seu estilo de aprendizagem favorito.
Tendo em atenção este facto, quando faço o planeamento das minhas aulas atendo à
utilização de materiais e estratégias diversificadas, na abordagem de um conteúdo.
Tal como refere Pacheco (2008), a diferenciação curricular pressupõe que os alunos
tenham um mesmo percurso nas suas opções, mas que precisem de seguir caminhos
diferentes para que todos possam atingir o sucesso educativo, sendo essencial mudanças na
metodologia e na avaliação, assim como uma avaliação formativa que ajude o aluno a
aprender e a dominar os métodos de trabalho e de aprendizagem.
Talvez pelo facto de eu aprender mais facilmente através de um recurso visual,
costumo utilizar muito esta aprendizagem com os meus alunos e recorro frequentemente a
esquemas, diagramas e mapas, com recurso ao uso de cor; contudo, também forneço material
de escrita para aqueles que gostam mais de ler e ainda privilegio bastante a oralidade,
principalmente este ano letivo que tenho um aluno com baixa visão numa das turmas que
leciono.
“Tornar uma escola inclusiva não é tarefa fácil” (Ainscow, 1998, cit. por Ferreira, 2011)
e a heterogeneidade requer modificações estruturais importantes, quer a nível organizacional,
quer metodológico. Num contexto de diversidade, a escola deve dar resposta às necessidades
diferenciadas de aprendizagem dos seus alunos, com vista ao desenvolvimento pleno e
harmonioso das suas capacidades, pelo que o professor deve recorrer a uma variedade de
Curso de Formação “Integração de Ferramentas Digitais no Processo de
Aprendizagem Inclusivo”
2015
Vera Oliveira
métodos e técnicas a fim de proporcionar aprendizagens significativas e possibilitar aos alunos
ter uma maior responsabilidade e participação na sua aprendizagem.
Eu enquanto professora, tento promover dinâmicas que garantam equidade e
igualdade de oportunidades a todos os alunos, subjacente ao conceito de uma escola de todos
e para todos.
Em suma, na minha prática pedagógica dou muita importância aos perfis de
aprendizagem e ao nível de preparação e de interesses, pois assim tenho oportunidade de
diferenciar o conteúdo, o processo e o produto, apesar de em turmas muito numerosas e,
quando se tem apenas uma aula de noventas minutos por semana, esta tarefa ser bastante
dificultada e nem sempre exequível em todos os parâmetros. Ter noção que é necessário
mudar mentalidades e formas de atuação é “meio caminho andado para a mudança”… E eu
pretendo continuar a melhorar a minha prática pedagógica!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reflexão final e pessoal
Reflexão final e pessoalReflexão final e pessoal
Reflexão final e pessoal
Anaigreja
 
Reflexão crítica fátima pedro
Reflexão crítica   fátima pedroReflexão crítica   fátima pedro
Reflexão crítica fátima pedro
Fatimapedro
 
Relatório final oficina de formação isabel ricardo
Relatório final  oficina de formação isabel ricardoRelatório final  oficina de formação isabel ricardo
Relatório final oficina de formação isabel ricardo
João Alves Ribeiro Ferreira
 
Reflexao final
Reflexao finalReflexao final
Reflexao final
Debora Cunha
 
ReflexãO Individual Ana Santos
ReflexãO Individual   Ana SantosReflexãO Individual   Ana Santos
ReflexãO Individual Ana Santos
AnaSAnaO
 
Relatorio critico
Relatorio criticoRelatorio critico
Relatorio critico
Margarida Costa
 
Ana rasteiro ft ufcd 3244_reflexão
Ana rasteiro ft ufcd 3244_reflexãoAna rasteiro ft ufcd 3244_reflexão
Ana rasteiro ft ufcd 3244_reflexão
rasteiro
 
Portefolio reflexivo de_aprendizagem
Portefolio reflexivo de_aprendizagemPortefolio reflexivo de_aprendizagem
Portefolio reflexivo de_aprendizagem
Elisa Dias
 
Portefólio – Técnicas de Apoio à Gestão, Escola Profissional Cristóvão Colomb...
Portefólio – Técnicas de Apoio à Gestão, Escola Profissional Cristóvão Colomb...Portefólio – Técnicas de Apoio à Gestão, Escola Profissional Cristóvão Colomb...
Portefólio – Técnicas de Apoio à Gestão, Escola Profissional Cristóvão Colomb...
Quirino Vieira
 
relatorio-critico-auto-avaliacao
 relatorio-critico-auto-avaliacao relatorio-critico-auto-avaliacao
relatorio-critico-auto-avaliacao
7f14_15
 
Relatór reflexcrític.ana aleixo
Relatór reflexcrític.ana aleixoRelatór reflexcrític.ana aleixo
Relatór reflexcrític.ana aleixo
anaaleixoc
 
Ana maria rasteiro reflexão ft ufcd 3273 corrigida pela mediadora
Ana maria rasteiro reflexão ft ufcd 3273 corrigida pela mediadoraAna maria rasteiro reflexão ft ufcd 3273 corrigida pela mediadora
Ana maria rasteiro reflexão ft ufcd 3273 corrigida pela mediadora
rasteiro
 
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
J P
 
Reflexão - CP5
Reflexão - CP5Reflexão - CP5
Reflexão - CP5
Sizes & Patterns
 
Planos de sessão
Planos de sessãoPlanos de sessão
Planos de sessão
Ana Narciso
 
Reflexão crítica final
Reflexão crítica final Reflexão crítica final
Reflexão crítica final
martamedeiros
 
FT Módulo 649
FT Módulo 649FT Módulo 649
FT Módulo 649
Raquel Silva
 
Relatór reflexcrític.sandramarques
Relatór reflexcrític.sandramarquesRelatór reflexcrític.sandramarques
Relatór reflexcrític.sandramarques
Sandra Marques
 
Reflexão - STC-6
Reflexão - STC-6Reflexão - STC-6
Reflexão - STC-6
Sizes & Patterns
 
Relatório formação-plataforma moodle-1
Relatório formação-plataforma moodle-1Relatório formação-plataforma moodle-1
Relatório formação-plataforma moodle-1
fatimaneves28
 

Mais procurados (20)

Reflexão final e pessoal
Reflexão final e pessoalReflexão final e pessoal
Reflexão final e pessoal
 
Reflexão crítica fátima pedro
Reflexão crítica   fátima pedroReflexão crítica   fátima pedro
Reflexão crítica fátima pedro
 
Relatório final oficina de formação isabel ricardo
Relatório final  oficina de formação isabel ricardoRelatório final  oficina de formação isabel ricardo
Relatório final oficina de formação isabel ricardo
 
Reflexao final
Reflexao finalReflexao final
Reflexao final
 
ReflexãO Individual Ana Santos
ReflexãO Individual   Ana SantosReflexãO Individual   Ana Santos
ReflexãO Individual Ana Santos
 
Relatorio critico
Relatorio criticoRelatorio critico
Relatorio critico
 
Ana rasteiro ft ufcd 3244_reflexão
Ana rasteiro ft ufcd 3244_reflexãoAna rasteiro ft ufcd 3244_reflexão
Ana rasteiro ft ufcd 3244_reflexão
 
Portefolio reflexivo de_aprendizagem
Portefolio reflexivo de_aprendizagemPortefolio reflexivo de_aprendizagem
Portefolio reflexivo de_aprendizagem
 
Portefólio – Técnicas de Apoio à Gestão, Escola Profissional Cristóvão Colomb...
Portefólio – Técnicas de Apoio à Gestão, Escola Profissional Cristóvão Colomb...Portefólio – Técnicas de Apoio à Gestão, Escola Profissional Cristóvão Colomb...
Portefólio – Técnicas de Apoio à Gestão, Escola Profissional Cristóvão Colomb...
 
relatorio-critico-auto-avaliacao
 relatorio-critico-auto-avaliacao relatorio-critico-auto-avaliacao
relatorio-critico-auto-avaliacao
 
Relatór reflexcrític.ana aleixo
Relatór reflexcrític.ana aleixoRelatór reflexcrític.ana aleixo
Relatór reflexcrític.ana aleixo
 
Ana maria rasteiro reflexão ft ufcd 3273 corrigida pela mediadora
Ana maria rasteiro reflexão ft ufcd 3273 corrigida pela mediadoraAna maria rasteiro reflexão ft ufcd 3273 corrigida pela mediadora
Ana maria rasteiro reflexão ft ufcd 3273 corrigida pela mediadora
 
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
 
Reflexão - CP5
Reflexão - CP5Reflexão - CP5
Reflexão - CP5
 
Planos de sessão
Planos de sessãoPlanos de sessão
Planos de sessão
 
Reflexão crítica final
Reflexão crítica final Reflexão crítica final
Reflexão crítica final
 
FT Módulo 649
FT Módulo 649FT Módulo 649
FT Módulo 649
 
Relatór reflexcrític.sandramarques
Relatór reflexcrític.sandramarquesRelatór reflexcrític.sandramarques
Relatór reflexcrític.sandramarques
 
Reflexão - STC-6
Reflexão - STC-6Reflexão - STC-6
Reflexão - STC-6
 
Relatório formação-plataforma moodle-1
Relatório formação-plataforma moodle-1Relatório formação-plataforma moodle-1
Relatório formação-plataforma moodle-1
 

Destaque

Questionário vark
Questionário varkQuestionário vark
Questionário vark
Manuel Sequeira
 
Test de-vark
Test de-varkTest de-vark
Test de-vark
Laura Perez Castillo
 
Test de vark
Test de varkTest de vark
Test de vark
lagambetaestrada
 
The vark questionnaire portuguese
The vark questionnaire   portugueseThe vark questionnaire   portuguese
The vark questionnaire portuguese
leticiacapelao
 
Modelo VARK de estilo de aprendizado
Modelo VARK de estilo de aprendizadoModelo VARK de estilo de aprendizado
Modelo VARK de estilo de aprendizado
Clever Corp
 
Vasco Pedro Moretto - Prova. Um momento privilegiado de Estudo, não um acerto...
Vasco Pedro Moretto - Prova. Um momento privilegiado de Estudo, não um acerto...Vasco Pedro Moretto - Prova. Um momento privilegiado de Estudo, não um acerto...
Vasco Pedro Moretto - Prova. Um momento privilegiado de Estudo, não um acerto...
Jordano Santos Cerqueira
 
Estilos de Aprendizagem
Estilos de AprendizagemEstilos de Aprendizagem
Estilos de Aprendizagem
cplp
 

Destaque (7)

Questionário vark
Questionário varkQuestionário vark
Questionário vark
 
Test de-vark
Test de-varkTest de-vark
Test de-vark
 
Test de vark
Test de varkTest de vark
Test de vark
 
The vark questionnaire portuguese
The vark questionnaire   portugueseThe vark questionnaire   portuguese
The vark questionnaire portuguese
 
Modelo VARK de estilo de aprendizado
Modelo VARK de estilo de aprendizadoModelo VARK de estilo de aprendizado
Modelo VARK de estilo de aprendizado
 
Vasco Pedro Moretto - Prova. Um momento privilegiado de Estudo, não um acerto...
Vasco Pedro Moretto - Prova. Um momento privilegiado de Estudo, não um acerto...Vasco Pedro Moretto - Prova. Um momento privilegiado de Estudo, não um acerto...
Vasco Pedro Moretto - Prova. Um momento privilegiado de Estudo, não um acerto...
 
Estilos de Aprendizagem
Estilos de AprendizagemEstilos de Aprendizagem
Estilos de Aprendizagem
 

Semelhante a Reflexão módulo 0 - Vera Oliveira

Maria vitoria estagio
Maria vitoria estagioMaria vitoria estagio
Maria vitoria estagio
Marizelia Freitas
 
Educação no ambiente da Tecnologia de informação.pptx
Educação no ambiente da Tecnologia de informação.pptxEducação no ambiente da Tecnologia de informação.pptx
Educação no ambiente da Tecnologia de informação.pptx
maurasilva1705
 
A importância dos gêneros textuais como ferramenta de práticas pedagógicas no...
A importância dos gêneros textuais como ferramenta de práticas pedagógicas no...A importância dos gêneros textuais como ferramenta de práticas pedagógicas no...
A importância dos gêneros textuais como ferramenta de práticas pedagógicas no...
Arlene Oliveira
 
Apresent sobre o encerramento curso
Apresent sobre o encerramento cursoApresent sobre o encerramento curso
Apresent sobre o encerramento curso
Maria Do Carmo Souza
 
Apresent sobre o encerramento curso
Apresent sobre o encerramento cursoApresent sobre o encerramento curso
Apresent sobre o encerramento curso
Maria Do Carmo Souza
 
Blended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as iesBlended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as ies
Inge Suhr
 
EducaçãO A DistâNcia
EducaçãO A DistâNciaEducaçãO A DistâNcia
EducaçãO A DistâNcia
andersonluisnunes
 
Auto avaliação
Auto avaliaçãoAuto avaliação
Auto avaliação
Ana Monteiro
 
Artigo olivia CONEDU
Artigo olivia CONEDUArtigo olivia CONEDU
Artigo olivia CONEDU
PIBIDSolondeLucena
 
Projeto proinfo
Projeto proinfoProjeto proinfo
Projeto proinfo
Fatima Liutheviciene
 
Ativ 1 suilan_cem
Ativ 1 suilan_cemAtiv 1 suilan_cem
Ativ 1 suilan_cem
suilancosta
 
Memorial reflexivo
Memorial reflexivoMemorial reflexivo
Memorial reflexivo
Jucimara Carvalho Dos Anjos
 
Portfóli eliane
Portfóli elianePortfóli eliane
Portfóli eliane
familiaestagio
 
Metodologias do Ensino Superior.pdf
Metodologias do Ensino Superior.pdfMetodologias do Ensino Superior.pdf
Metodologias do Ensino Superior.pdf
ManoelCarlosdeOlivei3
 
Paula sabino t1 1300595
Paula sabino t1 1300595Paula sabino t1 1300595
Paula sabino t1 1300595
paula1300595
 
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
ProfessorPrincipiante
 
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_02_a_pvou114_ravel_gimenes
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_02_a_pvou114_ravel_gimenes Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_02_a_pvou114_ravel_gimenes
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_02_a_pvou114_ravel_gimenes
Ravel Gimenes
 
Ensinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escolaEnsinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escola
cefaprodematupa
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
dricaaa
 
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagensA intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
helio123456
 

Semelhante a Reflexão módulo 0 - Vera Oliveira (20)

Maria vitoria estagio
Maria vitoria estagioMaria vitoria estagio
Maria vitoria estagio
 
Educação no ambiente da Tecnologia de informação.pptx
Educação no ambiente da Tecnologia de informação.pptxEducação no ambiente da Tecnologia de informação.pptx
Educação no ambiente da Tecnologia de informação.pptx
 
A importância dos gêneros textuais como ferramenta de práticas pedagógicas no...
A importância dos gêneros textuais como ferramenta de práticas pedagógicas no...A importância dos gêneros textuais como ferramenta de práticas pedagógicas no...
A importância dos gêneros textuais como ferramenta de práticas pedagógicas no...
 
Apresent sobre o encerramento curso
Apresent sobre o encerramento cursoApresent sobre o encerramento curso
Apresent sobre o encerramento curso
 
Apresent sobre o encerramento curso
Apresent sobre o encerramento cursoApresent sobre o encerramento curso
Apresent sobre o encerramento curso
 
Blended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as iesBlended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as ies
 
EducaçãO A DistâNcia
EducaçãO A DistâNciaEducaçãO A DistâNcia
EducaçãO A DistâNcia
 
Auto avaliação
Auto avaliaçãoAuto avaliação
Auto avaliação
 
Artigo olivia CONEDU
Artigo olivia CONEDUArtigo olivia CONEDU
Artigo olivia CONEDU
 
Projeto proinfo
Projeto proinfoProjeto proinfo
Projeto proinfo
 
Ativ 1 suilan_cem
Ativ 1 suilan_cemAtiv 1 suilan_cem
Ativ 1 suilan_cem
 
Memorial reflexivo
Memorial reflexivoMemorial reflexivo
Memorial reflexivo
 
Portfóli eliane
Portfóli elianePortfóli eliane
Portfóli eliane
 
Metodologias do Ensino Superior.pdf
Metodologias do Ensino Superior.pdfMetodologias do Ensino Superior.pdf
Metodologias do Ensino Superior.pdf
 
Paula sabino t1 1300595
Paula sabino t1 1300595Paula sabino t1 1300595
Paula sabino t1 1300595
 
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
 
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_02_a_pvou114_ravel_gimenes
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_02_a_pvou114_ravel_gimenes Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_02_a_pvou114_ravel_gimenes
Sistemas de tutoria_em_cursos_a_distância_02_a_pvou114_ravel_gimenes
 
Ensinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escolaEnsinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escola
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagensA intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
A intervenção do Psicopedagogo nas dificuldades de aprendizagens
 

Último

1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 

Último (20)

1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 

Reflexão módulo 0 - Vera Oliveira

  • 1. Curso de Formação “Integração de Ferramentas Digitais no Processo de Aprendizagem Inclusivo” 2015 Vera Oliveira Reflexão Módulo 0 Após a realização do questionário VARK, os resultados obtidos confirmaram que o meu perfil de aprendizagem é facilitado no que respeita ao estilo visual. Contudo, gostaria de salientar que relativamente aos outros estilos de aprendizagem (auditivo, leitura/escrita e cinestesia) estes apresentam valores muito semelhantes. Assim sendo, seguidamente apresento os resultados obtidos: - Visual – 11 - Aural – 7 - Read/Write – 6 - Kinesthetic – 7 Enquanto aluna/estudante, a minha visão sobre esta temática foi variando ao longo dos tempos. Durante o meu percurso escolar no ensino básico, secundário e até mesmo superior, não tinha conhecimento sobre a Teoria das Inteligências Múltiplas. Aquando da realização do 1º Ciclo, os únicos recursos na sala de aula eram os mapas, o quadro preto e, quase sempre, o giz branco, ou seja, nem a aprendizagem com apelo à utilização de cores diferentes era permanente. Naquela época, segundo o que me recordo, os alunos eram tratados como “ um modelo fast-food” em que predominava a estandardização – expressão pronunciada por Sir Ken Robinson, sendo de frisar que achei a mesma muito interessante e pertinente face a este meu período escolar. Recordo-me que naqueles tempos, tínhamos de saber a tabuada na “ponta da língua” e escrever sem erros, ou então a régua entrava em ação nas palmas das nossas mãos! Hoje, pergunto-me a mim mesma – naquele período não existiam alunos com problemas de dislexia e disortografia?! Foram muitas as vezes a que assisti a cenas de humilhação do professor para com o aluno por este apresentar muitos erros ortográficos nos ditados e nas cópias. Hoje, enquanto adulta e professora, sinto alguma revolta perante o comportamento de alguns professores daquela época, pois alguns tinham muito pouco afeto e compreensão face às dificuldades de aprendizagem dos seus alunos. É exatamente nesta idade que as crianças estão no processo de formação da sua personalidade e a professora do 1º Ciclo
  • 2. Curso de Formação “Integração de Ferramentas Digitais no Processo de Aprendizagem Inclusivo” 2015 Vera Oliveira será sempre uma pessoa que terá um papel preponderante na vida de um aluno. Neste sentido, tenho a certeza de que existem muitos adultos hoje que se devem sentir bastante frustrados e com a sensação de que são “burros” porque durante o seu 1º Ciclo foram constantemente apelidados de “burros” e chegaram mesmo a ter umas “orelhas de burro” e o castigo de estar voltados para a parede! De acordo com Sir Ken Robinson, muitas pessoas não sabem quais são as suas aptidões inatas, o que faz com que na atualidade se viva a “crise de recursos humanos”, talvez porque não tiveram uma orientação neste sentido, nomeadamente a ajuda dos professores para se autodescobrirem. Deste modo, muitos alunos transformaram-se em adultos trabalhadores que, atualmente, apenas exercem uma profissão porque são obrigados mas não o fazem com gosto/paixão, pelo que apenas suportam o que fazem em vez de desfrutarem do que fazem, o que se reflete na sua realização profissional e, em alguns casos, no seu desempenho profissional. Felizmente, não me enquadro neste grupo. Sou professora, gosto do que faço e tento melhorar as minhas práticas pedagógicas por forma a motivar os meus alunos e a promover maior sucesso no processo de ensino-aprendizagem dos mesmos. E este é o principal motivo que me levou a frequentar a atual formação. Ao longo dos tempos, pude constatar que o sistema educativo português sofreu alterações, assim como também se verificaram alterações políticas, económicas, tecnológicas, sociais e culturais. Ao longo do meu percurso escolar, pude constatar que existiram mudanças nas abordagens pedagógicas dos docentes, sendo estas maiores, quanto mais jovens eram os professores. Aquando do ensino secundário, alguns professores já utilizaram recursos mais inovadores e estratégias pedagógicas diferenciadas, recorrendo à utilização das novas Tecnologias de Informação e Comunicação. Recordo-me que a avaliação de algumas disciplinas era baseada em fichas de avaliação, trabalhos escritos e apresentações orais, pelo que havia uma maior preocupação na diversificação de instrumentos, o que permitia aos alunos evidenciar-se nas suas melhores formas de aprendizagem. Na atualidade, a expressão “nativos digitais” é frequente e eu considero que faço parte deste grupo. Quer em termos pessoais, quer em termos profissionais, utilizo regularmente tecnologias digitais.
  • 3. Curso de Formação “Integração de Ferramentas Digitais no Processo de Aprendizagem Inclusivo” 2015 Vera Oliveira Relativamente à minha prática profissional, é preponderante a utilização destas tecnologias digitais, uma vez que existem Agrupamento de Escolas em que a comunicação entre indivíduos é efetuada unicamente por esta via. Por outro lado, enquanto professora de Geografia, recorro frequentemente às Tecnologias de Informação e Comunicação: os alunos fazem muitos trabalhos de pesquisa, realizam apresentações em powerpoint ou realizam vídeos, recebem os objetivos das fichas de avaliação por e-mail (chego inclusivamente a manter contacto com os encarregados de educação por e-mail, quando sou diretora de turma), entre outros. Do meu ponto de vista, todos os alunos são capazes de aprender e de ter sucesso, se forem utilizadas as técnicas adequadas, motivantes e relevantes para eles. Assim, costumo partir da premissa de que os alunos possuem áreas de preferência, no modo como aprendem e utilizam conceitos e competências, sendo que o sucesso da sua aprendizagem é ampliado quando se recorre ao seu estilo de aprendizagem favorito. Tendo em atenção este facto, quando faço o planeamento das minhas aulas atendo à utilização de materiais e estratégias diversificadas, na abordagem de um conteúdo. Tal como refere Pacheco (2008), a diferenciação curricular pressupõe que os alunos tenham um mesmo percurso nas suas opções, mas que precisem de seguir caminhos diferentes para que todos possam atingir o sucesso educativo, sendo essencial mudanças na metodologia e na avaliação, assim como uma avaliação formativa que ajude o aluno a aprender e a dominar os métodos de trabalho e de aprendizagem. Talvez pelo facto de eu aprender mais facilmente através de um recurso visual, costumo utilizar muito esta aprendizagem com os meus alunos e recorro frequentemente a esquemas, diagramas e mapas, com recurso ao uso de cor; contudo, também forneço material de escrita para aqueles que gostam mais de ler e ainda privilegio bastante a oralidade, principalmente este ano letivo que tenho um aluno com baixa visão numa das turmas que leciono. “Tornar uma escola inclusiva não é tarefa fácil” (Ainscow, 1998, cit. por Ferreira, 2011) e a heterogeneidade requer modificações estruturais importantes, quer a nível organizacional, quer metodológico. Num contexto de diversidade, a escola deve dar resposta às necessidades diferenciadas de aprendizagem dos seus alunos, com vista ao desenvolvimento pleno e harmonioso das suas capacidades, pelo que o professor deve recorrer a uma variedade de
  • 4. Curso de Formação “Integração de Ferramentas Digitais no Processo de Aprendizagem Inclusivo” 2015 Vera Oliveira métodos e técnicas a fim de proporcionar aprendizagens significativas e possibilitar aos alunos ter uma maior responsabilidade e participação na sua aprendizagem. Eu enquanto professora, tento promover dinâmicas que garantam equidade e igualdade de oportunidades a todos os alunos, subjacente ao conceito de uma escola de todos e para todos. Em suma, na minha prática pedagógica dou muita importância aos perfis de aprendizagem e ao nível de preparação e de interesses, pois assim tenho oportunidade de diferenciar o conteúdo, o processo e o produto, apesar de em turmas muito numerosas e, quando se tem apenas uma aula de noventas minutos por semana, esta tarefa ser bastante dificultada e nem sempre exequível em todos os parâmetros. Ter noção que é necessário mudar mentalidades e formas de atuação é “meio caminho andado para a mudança”… E eu pretendo continuar a melhorar a minha prática pedagógica!