SlideShare uma empresa Scribd logo
1) Tipo do produto: Projeto educacional
As reuniões semanais oportunizaram momentos de reflexões enriquecedoras
para todos os participantes, com registros em portfólios, demonstrando assim,
a grande importância do projeto PIBID na promoção da formação do futuro
docente para a melhoria da educação.
PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS
2) Tipo do produto: Projeto educacional
CURSO - PEDAGOGIA
PROJETO EDUCACIONAL DE RECUPERAÇÃO
EMEF PROF. IVONETE AMARAL DA SILVA ROSA
PC – Maria Jesus da Cunha Borges
PS- Cleide de Fátima Moretti Girardi
A.P- Crislene Pacheco
A.P- Erica Eliane dos Santos
A.P- Luciana Santos
A.P- Patrícia
A.P- Renata Duarte
Projeto Educacional: Superando dificuldades.
ANO: 5º Ano.
JUSTIFICATIVA
Este projeto visa à busca do avanço dos alunos que apresentam
dificuldades de aprendizagem, assegurando aos mesmos a equidade nas
condições de acesso, permanência e conclusão adequada, através da
existência de acompanhamento pedagógico (leitura/letramento e matemática
com recuperação paralela).
OBJETIVOS:
- Melhorar a competência leitora;
- Reescrever ou produzir textos de autoria, utilizando recursos da
linguagem escrita e procedimentos de escritor em diferentes gêneros textuais;
- utilizar recursos para compreender ou superar dificuldades de
compreensão durante a leitura;
- Resolver situações problemas, a partir da interpretação de enunciados
orais e escritos, desenvolvendo procedimentos para planejar, executar e
checar soluções (formular hipóteses, fazer tentativas ou simulações), para
comunicar resultados e compara-los com outros, validando ou não os
procedimentos e as soluções encontradas.
CONTEÚDOS:
Língua Portuguesa:
- Textos de diferentes gêneros (Poemas, parlendas, leitura de jornais e
revistas e cantigas) para trabalhar a leitura;
- Reescrita e escrita de texto de autoria, para trabalhar a ortografia.
Matemática:
- Operações: divisão, multiplicação;
- Situações problemas, para trabalhar a interpretação.
METODOLOGIA:
As atividades serão de forma alfabetizadora, com a intervenção
pontual dos pibidianos, levando o aluno a refletir sobre a leitura/escrita,
raciocínio e faze-lo avançar, de acordo com os seguintes princípios:
- Os alunos precisam por em jogo tudo o que sabem e pensam sobre o
conteúdo em torno do qual o professor organizou a tarefa;
- Os alunos têm problemas a resolver e decisões a tomar em função do
que se propõem a produzir;
- Os conteúdos trabalhados matem as suas características de objeto
sociocultural real;
- A organização da tarefa garante a máxima civilização de informação
possível entre os alunos.
AVALIAÇAO:
A avaliação será um processo formativo e continuo em que os
pibidianos possam analisar o avanço dos alunos em relação as expectativas de
aprendizagem e esta será utilizada para diagnosticar suas dificuldades
oferecendo aos pibidianos a oportunidade de estruturar novas situações de
aprendizagem, para superar os problemas identificados e relacionar o trabalho,
quando necessário.
O desempenho do aluno será avaliado continuamente por meio
de instrumentos diversificados e os resultados alcançados, de acordo com as
expectativas de aprendizagem, serão registrados em ficha de
acompanhamento do desempenho do aluno.
CRONOGRAMA
O Projeto educacional será desenvolvido de maio a novembro do
corrente ano.
PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS
1) Tipo do produto: Projeto educacional
SUBPROJETO - PEDAGOGIA
EMEF PROF. IVONETE AMARAL DA SILVA ROSA
PC – Maria Jesus da Cunha Borges
PS- Cleide de Fátima Moretti Girardi
A.P- Crislene Pacheco
A.P- Erica Eliane dos Santos
A.P- Luciana Santos
A.P- Patrícia
A.P- Renata Duarte
PROJETO: SARAU DE POEMAS
PÚBLICO ALVO
Alunos do 5º ano
JUSTIFICATIVA
É importante para que os alunos conheçam que poema não é só um
texto que se reparte em estrofes e versos. Poema é uma forma de se
expressar e comunicar sentimentos, emoções e pensamentos. O poema é a
forma em que a poesia se expressa com a linguagem escrita. No poema, as
palavras se combinam de uma forma especial.
Esse projeto justifica-se em um sarau, uma troca fantástica de cultura e
experiências pessoais, em clima reflexivo e informal. Junta a turma, porque
manifesta, quase sem querer, intimidades, gostos e desejos e aprimora o gosto
pelas letras e pela cultura.
Com este projeto o aluno será incentivado a melhorar a sua fluência
leitora e a capacidade de apreciar textos literários através dos diversos
poemas.
OBJETIVOS GERAL
Incentivar o gosto pela leitura, oferecendo um conjunto de atividades
culturais, a partir de poemas, priorizando a leitura e sua dramatização com as
demais linguagens artísticas, visando facilitar o acesso das crianças no ensino
aprendizagem.
OBJETIVOS ESPECÍFICO
- Ampliar o repertório dos alunos a respeito de autores;
- Instigar o desenvolvimento do potencial criativo do educando,
despertando-o para o prazer da leitura e da escrita;
- Permitir aos alunos por meio de discussões em grupos: a ampliação
dos critérios de apreciação dos poemas;
- Propiciar aos alunos uma aproximação com a linguagem poética
fortalecendo o hábito de leitura e despertando-os para o universo mágico dos
poemas;
- Contribuir para o desenvolvimento da oralidade, expressividade,
vocabulário.
CONTEÚDOS
- Trabalhar escrita e desenhos (varal de poesias e confecções de
livrinhos). Autor Vinícius de Morais, poemas: O pato, A porta, A casa e A foca.
- Trabalhar a interpretação do texto;
- Trabalhar as letras, compreendendo o contexto;
- Trabalhar a leitura (entonação);
- Trabalhar a dramatização (expressão corporal);
- Trabalhar ensaios (confecções do cenário, personagens e etc);
- Apresentação e filmagem.
METODOLOGIA
O projeto será realizado pelos pibidianos do curso de Pedagogia
juntamente com a participação dos pibidianos do curso de educação física.
1ª Etapa: Convidar os alunos a participar do projeto;
2ª Etapa: Estudar os poemas, e como se da à leitura e a interpretação;
3ª Etapa: Construir o varal de poema;
4ª Etapa: Fazer a entonação dos poemas de Vinícius de Morais: O pato,
A porta, A casa e A foca;
5ª Etapa: Orientar os discentes em suas escolhas e tarefas;
6ª Etapa: Elaboração da coreografia
7ª Etapa: Montar toda a apresentação;
8ª Etapa: Reunir os alunos interessados para os ensaios;
9ª Etapa: Construir os cenários;
10ª Etapa: Confeccionar os figurinos;
11ª Etapa: Ensaiar a dramatização da canção curiosa: palavra cantada
“O rato”;
12ª Etapa: Rever os detalhes;
13ª Etapa: Apresentar o produto final para a escola;
14ª Etapa: Apresentar o projeto no Simpósio do PIBID.
RECURSOS MATERIAIS
Livros, papel camurça, tesoura, cola, régua, barbante, elástico, trajes
(figurino), TNT, canetinha, tinta facial, guache, lápis de cor, linha e EVA.
Recursos Audiovisuais:
Notebook, máquina fotográfica, caixa de som, microfone, data show.
CRONOGRAMA
Esse projeto será realizado de maio a novembro.
RESULTADOS ESPERADOS
Espera-se que ao final desse projeto os alunos tenham compreendido o
que é o poema e suas estruturas, e que desperte o gosto pela leitura de vários
gêneros, melhorando sua fluência leitora.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Documentos acadêmicos;
Site:
http://www.nossosantaclara.com.br/arquivos/projetos/96320100817094946.pdf.
PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS –
PROJETO DOS CINCO SENTIDOS
Público alvo: Alunos das classes de pré-escola nos períodos matutino e
vespertino da escola EMEIEF “Maria Simão”.
Duração: 5 meses
Responsáveis pelo desenvolvimento: Acadêmicas do curso de Pedagogia
da FEF, bolsistas do PIBID – Ellen Oliveira da Silva; Fabiana Fagundes Borges
Silva; Isabela de Castro Souza; Jane Graciele Pinto da Silva e Maria Isabel
Rodrigues Teixeira.
Acompanhamento: Responsabilidade da Professora Supervisora Daniela
Adelina da Silva e da Professora Coordenadora Maria Jesus da Cunha Borges.
INTRODUÇÃO
O ambiente escolar é um espaço múltiplo com diversas necessidades e
áreas a serem exploradas, nesse contexto foi idealizado um projeto com o
apoio literário da Coleção 5 Sentidos de Ruth Rocha e Anna Flora da Editora
Melhoramentos, com o intuito de aproximar o universo do campo sensitivo às
crianças da pré-escola.
A sensibilização sensorial viabiliza uma aproximação da criança com o
mundo que a cerca. Essa abordagem enfatizam a percepção e a
funcionalidade dos órgãos dos sentidos e tiram a roupagem mecânica dos
mesmos.
A construção dessa aprendizagem gera ao aluno um autoconhecimento
e um olhar mais crítico a respeito da funcionalidade de seu corpo e do corpo
dos demais que o rodeia, bem como os que não têm alguns dos órgãos
sensoriais.
Essa compreensão viabiliza uma conversa direta com o aluno, o seu
corpo, suas necessidades básicas e seu meio.
JUSTIFICATIVA
A relevância de trabalhar com os sentidos em uma turma de
alfabetização é a de problematizar experiências no campo sensorial, bem como
suas respectivas ausências. Desta forma, cada aluno poderá socializar suas
vivências, trazendo e levando para seu meio de convívio social, influenciando
na abordagem e no desenvolvimento como um todo.
OBJETIVO GERAL
Mostrar aos alunos a importância dos órgãos sensitivos, fazendo-os
compreender a abrangência do campo sensorial.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Estimular o autoconhecimento;
 Incentivá-los a perceber a funcionalidade de cada órgão dos sentidos;
 Identificar os órgãos sensoriais;
 Estimular a exploração do meio a sua volta;
 Vivenciar as sensações e ausências de cada sentido.
MATERIAL DE APOIO
 Coleção 5 Sentidos de Ruth Rocha e Anna Flora da Editora
Melhoramentos;
 Cartolinas;
 Cola;
 EVA;
 Revistas, jornais e panfletos de supermercados;
 Tesouras;
 Tecidos;
 Fitas adesivas;
 Canetas esferográficas, giz de cera e lápis de cor;
 Brinquedos;
 Areia;
 Lixas;
 Pelúcias;
 Sementes;
 Folhas diversas;
 Alimentos: condimentos, temperos, frutas e doces.
METODOLOGIA - Plano de Ação
Será apresentado as crianças a música da Eliana (Os sentidos).
Aproveitaremos essa música para ser trabalhada durante todo o projeto no
início de todas as aulas como forma de motivação e descontração.
Os sentidos serão divididos em VER-VISÃO, CHEIRAR-OLFATO,
COMER-PALADAR, TOCAR-TATO e OUVIR-AUDIÇÃO.
Cada sentido será trabalhado separadamente, com o enfoque de
explorá-lo ao máximo, visualizando suas sensações e simulando a ausência
dos mesmos, a fim de proporcionar experiências no campo das necessidades
especiais. No final será realizada uma exposição para os pais no pátio da
escola.
As atividades serão elaboradas a partir das sugestões da Coleção 5
Sentidos, da seguinte maneira:
VER
No primeiro encontro, será trabalhado o campo visual, com a leitura do
livro: Ver (Ruth Rocha) como se enxerga, estruturas do olho, olhos fechados,
olhos abertos, imagem no espelho, visão das formas e cores, distâncias e
movimentos. Faremos também com as crianças no pátio a dinâmica do espelho
(em anexo).
Já no segundo momento, os olhos das crianças serão vendados
enquanto andam pelo pátio, isso fará com que percebam como é a realidade
de uma pessoa sem esse sentido. Faremos a brincadeira da Cabra-cega, a
qual uma criança de cada vez tem que vendar os olhos e procurar as demais e
também serão levados óculos coloridos ou de celofane em diversas cores, para
que possam experimentar sensações de visualizar o mesmo local, como o
pátio da escola, em cores diferentes.
No terceiro encontro faremos um cartaz com imagens retiradas de
revistas ou jornais que retratam sobre o tema que será utilizado no final do
projeto para a nossa exposição.
TOCAR
Iniciaremos a aula sobre o tocar assistindo ao filme: Frozen. Após o filme
falaremos sobre o que as crianças entenderam sobre o filme e relacionaremos
o filme com o sentido em questão (tato) fazendo uso do livro: Tocar (Ruth
Rocha). Também faremos a brincadeira da caixa surpresa (a criança terá que
tocar diversos objetos e coisas diferentes, para adivinhar os objetos). Também
será proposto o toque sem as mãos, a fim de uma percepção de quem não tem
os membros superiores.
COMER
No dia do sentido do paladar, a boca e a língua será o enfoque da
explanação. Faremos a leitura do livro: Comer (Ruth Rocha). A criança se
colocará a frente do espelho e perceberá a anatomia da língua, sua textura,
seus buraquinhos, as partes que sentem cada sabor.
Depois será oferecido um lanchinho para que possam experimentar
diferentes sabores e texturas na comida.
Sugestão de lanche:
 Banana amassada;
 Bolacha de água e sal com suco de limão;
 Gelatina ou outro doce;
OUVIR
Explorar as partes da orelha, como é sentido o som. Explicar a relação
da percepção do som de alguns animais serem melhor do que do ser humano
e o porquê. Falar que a orelha não serve apenas para escutar, ela também
controla o equilíbrio. Fazer a leitura do livro: Ouvir (Ruth Rocha). Relacionar os
diferentes tipos de som e a reação que provoca em nosso humor e atitude.
Fazer com que as crianças fiquem em silêncio e se comuniquem usando gesto,
dessa forma se fará perceptivo a linguagem de quem é mudo.
Faremos a brincadeira diferenciando sons (Utilizar diversas garrafas
iguais com objetivos variados dentro e as crianças terão que descobrir o que
tem dentro da garrafa apenas através do som).
CHEIRAR
Primeiramente será trabalhado o cheiro em si e seu órgão
correspondente, o nariz com a leitura do livro: Cheirar (Ruth Rocha),
explorando as diferentes imagens, como se sente o cheiro e por que, a relação
do cheiro nos animais.
Faremos com os alunos a Brincadeira Olfativa na qual sentirão
diferentes tipos de cheiros (café, terra molhada, sabonete, cravo, canela,
perfume, chás, etc.) e posteriormente, utilizaremos esse material para expor
em um painel olfativo, colocando esses materiais em saquinhos e prendendo
em um cartaz.
No próximo encontro dividiremos as salas em grupos e cada grupo fará
um cartaz com imagens retiradas de revistas ou jornais que retratam sobre um
determinado sentido. Juntaremos todas as imagens e faremos cartazes
referentes a cada sentido que será utilizado para a exposição final.
Após a exploração de todos os sentidos vamos utilizar o laboratório de
informática para trabalhar atividades lúdicas no computador que envolva todos
os sentidos e assistiremos a história: Panda e o tesouro dos sentidos.
Produto Final:
Apresentação de uma exposição com os materiais utilizados e
confeccionados durante o projeto. Também faremos uma pequena
apresentação com cada turma:
 Pré – escola A: Música: Os sentidos (Eliane);
 Pré – escola B: Teatro: Adaptação da história: Uma formiga
especial (Márcia Honora);
 Pré – escola C: Dança.
 Entrega da lembrancinha referente ao nosso projeto.
AVALIAÇÃO
O processo avaliativo será realizado durante todo o desenvolvimento do
trabalho, com a análise da participação dos alunos, do entendimento que
alcançaram acerca do assunto.
Anexo
* DINÂMICA DO ESPELHO
Dinâmica do espelho
Apresentar uma caixa com tampa, decorada e atraente dizendo que dentro
dela tem o que existe de mais precioso, de mais importante, um verdadeiro
tesouro. Propor, então, uma brincadeira onde cada um terá que olhar o que
tem dentro da caixa, ver qual é este tesouro e manter segredo · Dentro da
caixa deve conter um espelho, bem no fundo, do tamanho exato da mesma. No
momento em que a criança for olhar o tesouro verá refletida sua própria
imagem. Ficar atento a cada reação individual ao deparar-se com a própria
imagem. É fundamental criar um clima de muito interesse provocando sempre:
Qual será este tesouro? Após todos terem visto, abrir a conversa informal. "O
que vocês viram dentro da caixa? Descobriram o tesouro?" Aproveitar cada
resposta dos alunos, orientando-os quando necessário, mas propiciando que
se expressem. A conversa deve fluir até o ponto em que os alunos percebam
que eles são o tesouro – cada um deles – por isso não poderiam contar o
segredo – pois todos somos únicos – Ninguém é igual a ninguém.
Organização de portfólios com os registros das alunas bolsistas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Romantismo - 1ª geração - Literauta.
Romantismo - 1ª geração - Literauta.Romantismo - 1ª geração - Literauta.
Romantismo - 1ª geração - Literauta.
Julia Maldonado Garcia
 
Gênero poesia
Gênero poesiaGênero poesia
Gênero poesia
Edson Alves
 
Objetivos de aprendizagem - Códigos BNCC
Objetivos de aprendizagem - Códigos BNCCObjetivos de aprendizagem - Códigos BNCC
Objetivos de aprendizagem - Códigos BNCC
Alba Marilia
 
Aulas de Redação: narração
Aulas de Redação: narraçãoAulas de Redação: narração
Aulas de Redação: narração
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º anoProjeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
Christiane Queiroz
 
A Maior Flor do Mundo.pdf
A Maior Flor do Mundo.pdfA Maior Flor do Mundo.pdf
A Maior Flor do Mundo.pdf
Eugénia Moura
 
Terceira geração romântica
Terceira geração românticaTerceira geração romântica
Terceira geração romântica
Viviane Gomes
 
O romance urbano
O romance urbanoO romance urbano
O romance urbano
Luciane Souza
 
Lenda característica e classificação
Lenda  característica e classificaçãoLenda  característica e classificação
Lenda característica e classificação
7aeb23dalousa
 
A literatura portuguesa. moises, massaud
A literatura portuguesa. moises, massaudA literatura portuguesa. moises, massaud
A literatura portuguesa. moises, massaud
Sonia Matias
 
Vidas secas
Vidas secas Vidas secas
Vidas secas
milton junior
 
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino MédioConteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
Jomari
 
A Metamorfose- Franz Kafka
A Metamorfose- Franz KafkaA Metamorfose- Franz Kafka
A Metamorfose- Franz Kafka
Quilvia de Sioux
 
Sérgio Capparelli
Sérgio CapparelliSérgio Capparelli
Sérgio Capparelli
Jéssica Gottert
 
Conto
ContoConto
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docxJOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
Paula Meyer Piagentini
 
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na IlhaContos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
bedjoaoii
 
Tirinha, gêneros e tipologia textual - Alunos CEV 2015 1°C
Tirinha, gêneros e tipologia textual -  Alunos CEV 2015 1°CTirinha, gêneros e tipologia textual -  Alunos CEV 2015 1°C
Tirinha, gêneros e tipologia textual - Alunos CEV 2015 1°C
Jefferson Barroso
 
Texto dramático e teatro
Texto dramático e teatroTexto dramático e teatro
Texto dramático e teatro
Cristina Fontes
 
Romantismo contexto historico caracteristicas
Romantismo contexto historico caracteristicasRomantismo contexto historico caracteristicas
Romantismo contexto historico caracteristicas
Sirlene Rosa Santos
 

Mais procurados (20)

Romantismo - 1ª geração - Literauta.
Romantismo - 1ª geração - Literauta.Romantismo - 1ª geração - Literauta.
Romantismo - 1ª geração - Literauta.
 
Gênero poesia
Gênero poesiaGênero poesia
Gênero poesia
 
Objetivos de aprendizagem - Códigos BNCC
Objetivos de aprendizagem - Códigos BNCCObjetivos de aprendizagem - Códigos BNCC
Objetivos de aprendizagem - Códigos BNCC
 
Aulas de Redação: narração
Aulas de Redação: narraçãoAulas de Redação: narração
Aulas de Redação: narração
 
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º anoProjeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
 
A Maior Flor do Mundo.pdf
A Maior Flor do Mundo.pdfA Maior Flor do Mundo.pdf
A Maior Flor do Mundo.pdf
 
Terceira geração romântica
Terceira geração românticaTerceira geração romântica
Terceira geração romântica
 
O romance urbano
O romance urbanoO romance urbano
O romance urbano
 
Lenda característica e classificação
Lenda  característica e classificaçãoLenda  característica e classificação
Lenda característica e classificação
 
A literatura portuguesa. moises, massaud
A literatura portuguesa. moises, massaudA literatura portuguesa. moises, massaud
A literatura portuguesa. moises, massaud
 
Vidas secas
Vidas secas Vidas secas
Vidas secas
 
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino MédioConteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 2º ano do Ensino Médio
 
A Metamorfose- Franz Kafka
A Metamorfose- Franz KafkaA Metamorfose- Franz Kafka
A Metamorfose- Franz Kafka
 
Sérgio Capparelli
Sérgio CapparelliSérgio Capparelli
Sérgio Capparelli
 
Conto
ContoConto
Conto
 
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docxJOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
JOGO DA MEMÓRIA (FIGURAS DE LINGUAGEM).docx
 
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na IlhaContos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
 
Tirinha, gêneros e tipologia textual - Alunos CEV 2015 1°C
Tirinha, gêneros e tipologia textual -  Alunos CEV 2015 1°CTirinha, gêneros e tipologia textual -  Alunos CEV 2015 1°C
Tirinha, gêneros e tipologia textual - Alunos CEV 2015 1°C
 
Texto dramático e teatro
Texto dramático e teatroTexto dramático e teatro
Texto dramático e teatro
 
Romantismo contexto historico caracteristicas
Romantismo contexto historico caracteristicasRomantismo contexto historico caracteristicas
Romantismo contexto historico caracteristicas
 

Destaque

Os 5 Sentidos
Os 5 SentidosOs 5 Sentidos
Os 5 Sentidos
Li Tagarelinhas
 
Projeto rei leão
Projeto rei leãoProjeto rei leão
Projeto rei leão
Nokkas
 
Aprsentaçao 5 sentidos
Aprsentaçao 5 sentidosAprsentaçao 5 sentidos
Aprsentaçao 5 sentidos
paulasalvador
 
Slide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leãoSlide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leão
Shirleianne_Nunes
 
OS CINCO SENTIDOS HUMANOS
OS CINCO SENTIDOS HUMANOSOS CINCO SENTIDOS HUMANOS
OS CINCO SENTIDOS HUMANOS
Margarete433
 
Os+sentidos
Os+sentidosOs+sentidos
Os+sentidos
joao chanoca
 
Plano de aula pronto
Plano de aula prontoPlano de aula pronto
Plano de aula pronto
Marina Panciarelli
 

Destaque (7)

Os 5 Sentidos
Os 5 SentidosOs 5 Sentidos
Os 5 Sentidos
 
Projeto rei leão
Projeto rei leãoProjeto rei leão
Projeto rei leão
 
Aprsentaçao 5 sentidos
Aprsentaçao 5 sentidosAprsentaçao 5 sentidos
Aprsentaçao 5 sentidos
 
Slide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leãoSlide planejamento rei leão
Slide planejamento rei leão
 
OS CINCO SENTIDOS HUMANOS
OS CINCO SENTIDOS HUMANOSOS CINCO SENTIDOS HUMANOS
OS CINCO SENTIDOS HUMANOS
 
Os+sentidos
Os+sentidosOs+sentidos
Os+sentidos
 
Plano de aula pronto
Plano de aula prontoPlano de aula pronto
Plano de aula pronto
 

Semelhante a Projeto educacional

PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
Ðouglas Rocha
 
Material impresso na educação ana
Material impresso na educação anaMaterial impresso na educação ana
Material impresso na educação ana
Cristiane Trindade
 
Projeto afilhados da camões.
Projeto afilhados da camões.Projeto afilhados da camões.
Projeto afilhados da camões.
nelyrocha
 
Projeto afilhados da camões.
Projeto afilhados da camões.Projeto afilhados da camões.
Projeto afilhados da camões.
nelyrocha
 
Saber ler saber comunicar
Saber ler saber comunicarSaber ler saber comunicar
Saber ler saber comunicar
elizabetejesus
 
Projeto de Intervenção Socioeducativa - 2011
Projeto de Intervenção Socioeducativa - 2011Projeto de Intervenção Socioeducativa - 2011
Projeto de Intervenção Socioeducativa - 2011
EC306norte
 
Pacto nacional pela alfabetização na idade certa
Pacto nacional pela alfabetização na idade certaPacto nacional pela alfabetização na idade certa
Pacto nacional pela alfabetização na idade certa
Cida Nenê Leite
 
Ativ2 1claudia projeto leitura
Ativ2 1claudia projeto leituraAtiv2 1claudia projeto leitura
Ativ2 1claudia projeto leitura
Cecilia Andricia
 
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITECApresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Claudia Val
 
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITECApresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Claudia Val
 
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTILPROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
Claudia Val
 
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITECApresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Claudia Val
 
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITECApresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Claudia Val
 
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITECApresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Claudia Val
 
Projeto de Literatura e Redação
Projeto de Literatura e RedaçãoProjeto de Literatura e Redação
Projeto de Literatura e Redação
Maria Inês de Souza Vitorino Justino
 
Projeto Carta do Leitor
Projeto Carta do LeitorProjeto Carta do Leitor
Projeto Carta do Leitor
Ana Luiza Lima
 
Unidade 7
Unidade 7Unidade 7
Unidade 7
Bete Feliciano
 
Projeto radio escolar
Projeto radio escolar Projeto radio escolar
Projeto radio escolar
EMEF JOÃO DA SILVA
 
Desafio profissional ltr4_2bim
Desafio profissional ltr4_2bimDesafio profissional ltr4_2bim
Desafio profissional ltr4_2bim
Danubia23
 
Projeto ProduçãO De Textos
Projeto ProduçãO De TextosProjeto ProduçãO De Textos
Projeto ProduçãO De Textos
guest67b92
 

Semelhante a Projeto educacional (20)

PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
 
Material impresso na educação ana
Material impresso na educação anaMaterial impresso na educação ana
Material impresso na educação ana
 
Projeto afilhados da camões.
Projeto afilhados da camões.Projeto afilhados da camões.
Projeto afilhados da camões.
 
Projeto afilhados da camões.
Projeto afilhados da camões.Projeto afilhados da camões.
Projeto afilhados da camões.
 
Saber ler saber comunicar
Saber ler saber comunicarSaber ler saber comunicar
Saber ler saber comunicar
 
Projeto de Intervenção Socioeducativa - 2011
Projeto de Intervenção Socioeducativa - 2011Projeto de Intervenção Socioeducativa - 2011
Projeto de Intervenção Socioeducativa - 2011
 
Pacto nacional pela alfabetização na idade certa
Pacto nacional pela alfabetização na idade certaPacto nacional pela alfabetização na idade certa
Pacto nacional pela alfabetização na idade certa
 
Ativ2 1claudia projeto leitura
Ativ2 1claudia projeto leituraAtiv2 1claudia projeto leitura
Ativ2 1claudia projeto leitura
 
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITECApresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
 
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITECApresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
 
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTILPROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
PROJETO LEITURA NA EDUCACÃO INFANTIL
 
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITECApresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
 
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITECApresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
 
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITECApresentação projeto ativ 1.5 PITEC
Apresentação projeto ativ 1.5 PITEC
 
Projeto de Literatura e Redação
Projeto de Literatura e RedaçãoProjeto de Literatura e Redação
Projeto de Literatura e Redação
 
Projeto Carta do Leitor
Projeto Carta do LeitorProjeto Carta do Leitor
Projeto Carta do Leitor
 
Unidade 7
Unidade 7Unidade 7
Unidade 7
 
Projeto radio escolar
Projeto radio escolar Projeto radio escolar
Projeto radio escolar
 
Desafio profissional ltr4_2bim
Desafio profissional ltr4_2bimDesafio profissional ltr4_2bim
Desafio profissional ltr4_2bim
 
Projeto ProduçãO De Textos
Projeto ProduçãO De TextosProjeto ProduçãO De Textos
Projeto ProduçãO De Textos
 

Mais de Claudia Kluge

20201005135423 ii-simulado
20201005135423 ii-simulado20201005135423 ii-simulado
20201005135423 ii-simulado
Claudia Kluge
 
Atividades vogais ideia criativa
Atividades vogais ideia criativaAtividades vogais ideia criativa
Atividades vogais ideia criativa
Claudia Kluge
 
Recreação para dia de chuva
Recreação para dia de chuvaRecreação para dia de chuva
Recreação para dia de chuva
Claudia Kluge
 
33. recreação na escola raul ferreira neto
33. recreação na escola   raul ferreira neto33. recreação na escola   raul ferreira neto
33. recreação na escola raul ferreira neto
Claudia Kluge
 
Molde ateliê arte amiga casal leitura
Molde ateliê arte amiga casal leituraMolde ateliê arte amiga casal leitura
Molde ateliê arte amiga casal leitura
Claudia Kluge
 
Relevo
RelevoRelevo

Mais de Claudia Kluge (6)

20201005135423 ii-simulado
20201005135423 ii-simulado20201005135423 ii-simulado
20201005135423 ii-simulado
 
Atividades vogais ideia criativa
Atividades vogais ideia criativaAtividades vogais ideia criativa
Atividades vogais ideia criativa
 
Recreação para dia de chuva
Recreação para dia de chuvaRecreação para dia de chuva
Recreação para dia de chuva
 
33. recreação na escola raul ferreira neto
33. recreação na escola   raul ferreira neto33. recreação na escola   raul ferreira neto
33. recreação na escola raul ferreira neto
 
Molde ateliê arte amiga casal leitura
Molde ateliê arte amiga casal leituraMolde ateliê arte amiga casal leitura
Molde ateliê arte amiga casal leitura
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 

Projeto educacional

  • 1. 1) Tipo do produto: Projeto educacional As reuniões semanais oportunizaram momentos de reflexões enriquecedoras para todos os participantes, com registros em portfólios, demonstrando assim, a grande importância do projeto PIBID na promoção da formação do futuro docente para a melhoria da educação.
  • 2. PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS 2) Tipo do produto: Projeto educacional CURSO - PEDAGOGIA PROJETO EDUCACIONAL DE RECUPERAÇÃO EMEF PROF. IVONETE AMARAL DA SILVA ROSA PC – Maria Jesus da Cunha Borges PS- Cleide de Fátima Moretti Girardi A.P- Crislene Pacheco A.P- Erica Eliane dos Santos A.P- Luciana Santos A.P- Patrícia A.P- Renata Duarte Projeto Educacional: Superando dificuldades. ANO: 5º Ano. JUSTIFICATIVA Este projeto visa à busca do avanço dos alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem, assegurando aos mesmos a equidade nas condições de acesso, permanência e conclusão adequada, através da existência de acompanhamento pedagógico (leitura/letramento e matemática com recuperação paralela). OBJETIVOS: - Melhorar a competência leitora; - Reescrever ou produzir textos de autoria, utilizando recursos da linguagem escrita e procedimentos de escritor em diferentes gêneros textuais;
  • 3. - utilizar recursos para compreender ou superar dificuldades de compreensão durante a leitura; - Resolver situações problemas, a partir da interpretação de enunciados orais e escritos, desenvolvendo procedimentos para planejar, executar e checar soluções (formular hipóteses, fazer tentativas ou simulações), para comunicar resultados e compara-los com outros, validando ou não os procedimentos e as soluções encontradas. CONTEÚDOS: Língua Portuguesa: - Textos de diferentes gêneros (Poemas, parlendas, leitura de jornais e revistas e cantigas) para trabalhar a leitura; - Reescrita e escrita de texto de autoria, para trabalhar a ortografia. Matemática: - Operações: divisão, multiplicação; - Situações problemas, para trabalhar a interpretação. METODOLOGIA: As atividades serão de forma alfabetizadora, com a intervenção pontual dos pibidianos, levando o aluno a refletir sobre a leitura/escrita, raciocínio e faze-lo avançar, de acordo com os seguintes princípios: - Os alunos precisam por em jogo tudo o que sabem e pensam sobre o conteúdo em torno do qual o professor organizou a tarefa; - Os alunos têm problemas a resolver e decisões a tomar em função do que se propõem a produzir; - Os conteúdos trabalhados matem as suas características de objeto sociocultural real; - A organização da tarefa garante a máxima civilização de informação possível entre os alunos. AVALIAÇAO: A avaliação será um processo formativo e continuo em que os pibidianos possam analisar o avanço dos alunos em relação as expectativas de aprendizagem e esta será utilizada para diagnosticar suas dificuldades oferecendo aos pibidianos a oportunidade de estruturar novas situações de
  • 4. aprendizagem, para superar os problemas identificados e relacionar o trabalho, quando necessário. O desempenho do aluno será avaliado continuamente por meio de instrumentos diversificados e os resultados alcançados, de acordo com as expectativas de aprendizagem, serão registrados em ficha de acompanhamento do desempenho do aluno. CRONOGRAMA O Projeto educacional será desenvolvido de maio a novembro do corrente ano. PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS 1) Tipo do produto: Projeto educacional SUBPROJETO - PEDAGOGIA EMEF PROF. IVONETE AMARAL DA SILVA ROSA PC – Maria Jesus da Cunha Borges PS- Cleide de Fátima Moretti Girardi A.P- Crislene Pacheco A.P- Erica Eliane dos Santos A.P- Luciana Santos A.P- Patrícia A.P- Renata Duarte PROJETO: SARAU DE POEMAS PÚBLICO ALVO Alunos do 5º ano JUSTIFICATIVA
  • 5. É importante para que os alunos conheçam que poema não é só um texto que se reparte em estrofes e versos. Poema é uma forma de se expressar e comunicar sentimentos, emoções e pensamentos. O poema é a forma em que a poesia se expressa com a linguagem escrita. No poema, as palavras se combinam de uma forma especial. Esse projeto justifica-se em um sarau, uma troca fantástica de cultura e experiências pessoais, em clima reflexivo e informal. Junta a turma, porque manifesta, quase sem querer, intimidades, gostos e desejos e aprimora o gosto pelas letras e pela cultura. Com este projeto o aluno será incentivado a melhorar a sua fluência leitora e a capacidade de apreciar textos literários através dos diversos poemas. OBJETIVOS GERAL Incentivar o gosto pela leitura, oferecendo um conjunto de atividades culturais, a partir de poemas, priorizando a leitura e sua dramatização com as demais linguagens artísticas, visando facilitar o acesso das crianças no ensino aprendizagem. OBJETIVOS ESPECÍFICO - Ampliar o repertório dos alunos a respeito de autores; - Instigar o desenvolvimento do potencial criativo do educando, despertando-o para o prazer da leitura e da escrita; - Permitir aos alunos por meio de discussões em grupos: a ampliação dos critérios de apreciação dos poemas; - Propiciar aos alunos uma aproximação com a linguagem poética fortalecendo o hábito de leitura e despertando-os para o universo mágico dos poemas; - Contribuir para o desenvolvimento da oralidade, expressividade, vocabulário. CONTEÚDOS - Trabalhar escrita e desenhos (varal de poesias e confecções de livrinhos). Autor Vinícius de Morais, poemas: O pato, A porta, A casa e A foca. - Trabalhar a interpretação do texto; - Trabalhar as letras, compreendendo o contexto;
  • 6. - Trabalhar a leitura (entonação); - Trabalhar a dramatização (expressão corporal); - Trabalhar ensaios (confecções do cenário, personagens e etc); - Apresentação e filmagem. METODOLOGIA O projeto será realizado pelos pibidianos do curso de Pedagogia juntamente com a participação dos pibidianos do curso de educação física. 1ª Etapa: Convidar os alunos a participar do projeto; 2ª Etapa: Estudar os poemas, e como se da à leitura e a interpretação; 3ª Etapa: Construir o varal de poema; 4ª Etapa: Fazer a entonação dos poemas de Vinícius de Morais: O pato, A porta, A casa e A foca; 5ª Etapa: Orientar os discentes em suas escolhas e tarefas; 6ª Etapa: Elaboração da coreografia 7ª Etapa: Montar toda a apresentação; 8ª Etapa: Reunir os alunos interessados para os ensaios; 9ª Etapa: Construir os cenários; 10ª Etapa: Confeccionar os figurinos; 11ª Etapa: Ensaiar a dramatização da canção curiosa: palavra cantada “O rato”; 12ª Etapa: Rever os detalhes; 13ª Etapa: Apresentar o produto final para a escola; 14ª Etapa: Apresentar o projeto no Simpósio do PIBID. RECURSOS MATERIAIS Livros, papel camurça, tesoura, cola, régua, barbante, elástico, trajes (figurino), TNT, canetinha, tinta facial, guache, lápis de cor, linha e EVA. Recursos Audiovisuais: Notebook, máquina fotográfica, caixa de som, microfone, data show. CRONOGRAMA Esse projeto será realizado de maio a novembro. RESULTADOS ESPERADOS
  • 7. Espera-se que ao final desse projeto os alunos tenham compreendido o que é o poema e suas estruturas, e que desperte o gosto pela leitura de vários gêneros, melhorando sua fluência leitora. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Documentos acadêmicos; Site: http://www.nossosantaclara.com.br/arquivos/projetos/96320100817094946.pdf. PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS – PROJETO DOS CINCO SENTIDOS Público alvo: Alunos das classes de pré-escola nos períodos matutino e vespertino da escola EMEIEF “Maria Simão”. Duração: 5 meses Responsáveis pelo desenvolvimento: Acadêmicas do curso de Pedagogia da FEF, bolsistas do PIBID – Ellen Oliveira da Silva; Fabiana Fagundes Borges Silva; Isabela de Castro Souza; Jane Graciele Pinto da Silva e Maria Isabel Rodrigues Teixeira. Acompanhamento: Responsabilidade da Professora Supervisora Daniela Adelina da Silva e da Professora Coordenadora Maria Jesus da Cunha Borges. INTRODUÇÃO O ambiente escolar é um espaço múltiplo com diversas necessidades e áreas a serem exploradas, nesse contexto foi idealizado um projeto com o apoio literário da Coleção 5 Sentidos de Ruth Rocha e Anna Flora da Editora Melhoramentos, com o intuito de aproximar o universo do campo sensitivo às crianças da pré-escola. A sensibilização sensorial viabiliza uma aproximação da criança com o mundo que a cerca. Essa abordagem enfatizam a percepção e a funcionalidade dos órgãos dos sentidos e tiram a roupagem mecânica dos mesmos. A construção dessa aprendizagem gera ao aluno um autoconhecimento e um olhar mais crítico a respeito da funcionalidade de seu corpo e do corpo
  • 8. dos demais que o rodeia, bem como os que não têm alguns dos órgãos sensoriais. Essa compreensão viabiliza uma conversa direta com o aluno, o seu corpo, suas necessidades básicas e seu meio. JUSTIFICATIVA A relevância de trabalhar com os sentidos em uma turma de alfabetização é a de problematizar experiências no campo sensorial, bem como suas respectivas ausências. Desta forma, cada aluno poderá socializar suas vivências, trazendo e levando para seu meio de convívio social, influenciando na abordagem e no desenvolvimento como um todo. OBJETIVO GERAL Mostrar aos alunos a importância dos órgãos sensitivos, fazendo-os compreender a abrangência do campo sensorial. OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Estimular o autoconhecimento;  Incentivá-los a perceber a funcionalidade de cada órgão dos sentidos;  Identificar os órgãos sensoriais;  Estimular a exploração do meio a sua volta;  Vivenciar as sensações e ausências de cada sentido. MATERIAL DE APOIO  Coleção 5 Sentidos de Ruth Rocha e Anna Flora da Editora Melhoramentos;  Cartolinas;  Cola;  EVA;  Revistas, jornais e panfletos de supermercados;  Tesouras;  Tecidos;  Fitas adesivas;  Canetas esferográficas, giz de cera e lápis de cor;  Brinquedos;  Areia;  Lixas;
  • 9.  Pelúcias;  Sementes;  Folhas diversas;  Alimentos: condimentos, temperos, frutas e doces. METODOLOGIA - Plano de Ação Será apresentado as crianças a música da Eliana (Os sentidos). Aproveitaremos essa música para ser trabalhada durante todo o projeto no início de todas as aulas como forma de motivação e descontração. Os sentidos serão divididos em VER-VISÃO, CHEIRAR-OLFATO, COMER-PALADAR, TOCAR-TATO e OUVIR-AUDIÇÃO. Cada sentido será trabalhado separadamente, com o enfoque de explorá-lo ao máximo, visualizando suas sensações e simulando a ausência dos mesmos, a fim de proporcionar experiências no campo das necessidades especiais. No final será realizada uma exposição para os pais no pátio da escola. As atividades serão elaboradas a partir das sugestões da Coleção 5 Sentidos, da seguinte maneira: VER No primeiro encontro, será trabalhado o campo visual, com a leitura do livro: Ver (Ruth Rocha) como se enxerga, estruturas do olho, olhos fechados, olhos abertos, imagem no espelho, visão das formas e cores, distâncias e
  • 10. movimentos. Faremos também com as crianças no pátio a dinâmica do espelho (em anexo). Já no segundo momento, os olhos das crianças serão vendados enquanto andam pelo pátio, isso fará com que percebam como é a realidade de uma pessoa sem esse sentido. Faremos a brincadeira da Cabra-cega, a qual uma criança de cada vez tem que vendar os olhos e procurar as demais e também serão levados óculos coloridos ou de celofane em diversas cores, para que possam experimentar sensações de visualizar o mesmo local, como o pátio da escola, em cores diferentes. No terceiro encontro faremos um cartaz com imagens retiradas de revistas ou jornais que retratam sobre o tema que será utilizado no final do projeto para a nossa exposição. TOCAR Iniciaremos a aula sobre o tocar assistindo ao filme: Frozen. Após o filme falaremos sobre o que as crianças entenderam sobre o filme e relacionaremos o filme com o sentido em questão (tato) fazendo uso do livro: Tocar (Ruth Rocha). Também faremos a brincadeira da caixa surpresa (a criança terá que tocar diversos objetos e coisas diferentes, para adivinhar os objetos). Também será proposto o toque sem as mãos, a fim de uma percepção de quem não tem os membros superiores. COMER No dia do sentido do paladar, a boca e a língua será o enfoque da explanação. Faremos a leitura do livro: Comer (Ruth Rocha). A criança se colocará a frente do espelho e perceberá a anatomia da língua, sua textura, seus buraquinhos, as partes que sentem cada sabor. Depois será oferecido um lanchinho para que possam experimentar diferentes sabores e texturas na comida.
  • 11. Sugestão de lanche:  Banana amassada;  Bolacha de água e sal com suco de limão;  Gelatina ou outro doce; OUVIR Explorar as partes da orelha, como é sentido o som. Explicar a relação da percepção do som de alguns animais serem melhor do que do ser humano e o porquê. Falar que a orelha não serve apenas para escutar, ela também controla o equilíbrio. Fazer a leitura do livro: Ouvir (Ruth Rocha). Relacionar os diferentes tipos de som e a reação que provoca em nosso humor e atitude. Fazer com que as crianças fiquem em silêncio e se comuniquem usando gesto, dessa forma se fará perceptivo a linguagem de quem é mudo. Faremos a brincadeira diferenciando sons (Utilizar diversas garrafas iguais com objetivos variados dentro e as crianças terão que descobrir o que tem dentro da garrafa apenas através do som). CHEIRAR Primeiramente será trabalhado o cheiro em si e seu órgão correspondente, o nariz com a leitura do livro: Cheirar (Ruth Rocha), explorando as diferentes imagens, como se sente o cheiro e por que, a relação do cheiro nos animais. Faremos com os alunos a Brincadeira Olfativa na qual sentirão diferentes tipos de cheiros (café, terra molhada, sabonete, cravo, canela, perfume, chás, etc.) e posteriormente, utilizaremos esse material para expor em um painel olfativo, colocando esses materiais em saquinhos e prendendo em um cartaz. No próximo encontro dividiremos as salas em grupos e cada grupo fará um cartaz com imagens retiradas de revistas ou jornais que retratam sobre um determinado sentido. Juntaremos todas as imagens e faremos cartazes referentes a cada sentido que será utilizado para a exposição final. Após a exploração de todos os sentidos vamos utilizar o laboratório de informática para trabalhar atividades lúdicas no computador que envolva todos os sentidos e assistiremos a história: Panda e o tesouro dos sentidos. Produto Final: Apresentação de uma exposição com os materiais utilizados e confeccionados durante o projeto. Também faremos uma pequena apresentação com cada turma:
  • 12.  Pré – escola A: Música: Os sentidos (Eliane);  Pré – escola B: Teatro: Adaptação da história: Uma formiga especial (Márcia Honora);  Pré – escola C: Dança.  Entrega da lembrancinha referente ao nosso projeto. AVALIAÇÃO O processo avaliativo será realizado durante todo o desenvolvimento do trabalho, com a análise da participação dos alunos, do entendimento que alcançaram acerca do assunto. Anexo * DINÂMICA DO ESPELHO Dinâmica do espelho Apresentar uma caixa com tampa, decorada e atraente dizendo que dentro dela tem o que existe de mais precioso, de mais importante, um verdadeiro tesouro. Propor, então, uma brincadeira onde cada um terá que olhar o que tem dentro da caixa, ver qual é este tesouro e manter segredo · Dentro da
  • 13. caixa deve conter um espelho, bem no fundo, do tamanho exato da mesma. No momento em que a criança for olhar o tesouro verá refletida sua própria imagem. Ficar atento a cada reação individual ao deparar-se com a própria imagem. É fundamental criar um clima de muito interesse provocando sempre: Qual será este tesouro? Após todos terem visto, abrir a conversa informal. "O que vocês viram dentro da caixa? Descobriram o tesouro?" Aproveitar cada resposta dos alunos, orientando-os quando necessário, mas propiciando que se expressem. A conversa deve fluir até o ponto em que os alunos percebam que eles são o tesouro – cada um deles – por isso não poderiam contar o segredo – pois todos somos únicos – Ninguém é igual a ninguém.
  • 14. Organização de portfólios com os registros das alunas bolsistas.