SlideShare uma empresa Scribd logo
PRAGAS IMPORTANTES
INTRODUÇÃO
BIBLIOGRAFIA CONSULTADA
No cultivo das hortaliças podem surgir pragas e doenças que
prejudicam o crescimento das plantas e a qualidade do produto.
Nas áreas de cultivo existem diversas espécies de insetos-praga
responsáveis por causarem problemas com certa frequência.
 
Curequerê da couve – Ascia monuste orseis (Lepidoptera: Pieridae)
A lagarta causa dano direto e indireto às culturas. A folha é
atacada por um grupo de lagartas que consomem toda a área foliar,
exceto as nervuras mais grossas. Desta forma, altas infestações
podem destruir plantios inteiros em curto período. As culturas mais
atacadas por esta praga são: couve, repolho e couve-flor.
Pulgões (Hemiptera: Aphididae)
Os pulgões são pequenos insetos sugadores. Estes insetos possuem
estiletes (aparelho bucal) que introduzem nas células do parênquima
até chegar ao floema do vegetal hospedeiro, onde sugam a seiva. Os
pulgões secretam substâncias açucaradas, denominadas “honeydew”
que atraem formigas e favorecem o desenvolvimento de fungos que
recobrem a superfície das plantas denominado de fumagina,
dificultando a respiração e a fotossíntese do vegetal. A excreção
dessa substância açucarada estabelece uma relação simbiótica na
qual as formigas oferecem proteção contra os inimigos naturais do
pulgão, favorecendo sua permanência no ambiente.
CARDOSO, M.O.; PAMPLONA, A.M.S.R.; FILHO, M.M. Recomendações Técnicas para o Controle de Lepidópteros-Praga em Couve e Repolho no Amazonas. Circular Técnica, 35. Embrapa.
Manaus-AM, Dezembro de 2010.
FILGUEIRA, F.A.R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 3. Ed. Viçosa: UFV, 2008. 421p.
PEREIRA, T.; PASINI, A.; OLIVEIRA, E.D.M. Biologia e Preferência Alimentar de Ascia monuste orseis (Latreille) (Lepidoptera: Pieridae) na Planta Invasora Raphanus raphanistrum L.
Neotropical Entomology, 32(4) p-727-727. 2003
WATANABE, M.A.; MELO, L.A.S. Controle Biológico de Pragas de Hortaliças. EMBRAPA MEIO AMBIENTE. Jaguariúna, 2006.
Vaquinha - Diabrotica speciosa (Coleoptera: Chysomelidae)
A larva de Diabrotica speciosa alimenta-se das raízes e interfere na
absorção de nutrientes e água reduzindo a sustentação das plantas. O
ataque ocasiona acamamento das plantas em situações de ventos fortes e de
alta precipitação pluviométrica.
Os adultos podem produzir injúrias sérias quando se alimentam das folhas,
principalmente em plantas nas sementeiras ou recém-transplantadas para o
campo.
Epilachna borealis (Coleoptera: Coccinellidae)
É uma espécie nativa do leste dos Estados Unidos, comumente confundida
com joaninha, não se alimentam de pulgões e sim de limbos foliares.
Possui aproximadamente 6 mm de comprimento e coloração alaranjada. Os
élitros possuem linhas finas e coberto por pelos finos, dando-lhes uma
aparência fosca, diferentemente da textura brilhante normalmente
encontrada nas joaninhas.
Diversas espécies de insetos são inimigos naturais importantes para combater
os insetos-pragas visto que predam ou parasitam as pragas. Os inimigos
naturais aparecem naturalmente nas hortas. O controle das pragas exercido
pelos inimigos naturais é denominado como controle biológico natural, isto é,
controle de pragas exercido por organismos vivos.
HOSPEDEIRO
As brássicas (crucíferas) constituem a família mais numerosa em termos de
espécies oleráceas, totalizando quatorze hortaliças de grande importância
econômica.
O grupo inclui inúmeras espécies de interesse econômico para o homem, como
alimento ou condimento culinário.
A família Brassicaceae é representada por grande diversidade de espécies
valorizadas pelas suas folhas (couve), raízes (nabo, rabanete), sementes
(mostarda), gemas (couve-de-bruxelas) e flores (couve-flor).
INSETOS BENÉFICOS
Pragas em Hortaliças
MARTINS, L.M.P.; NETO, I.M.C.; PROENÇA, L.A.B.; SANTOS, M.
Entomologia Agrícola – Faculdade Cantareira
Impressão: arboreo.net

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Agricultura geral aula 1 de_adubacao
Agricultura geral aula 1 de_adubacaoAgricultura geral aula 1 de_adubacao
Agricultura geral aula 1 de_adubacao
Emanuel Malai
 
Teoria da Trofobiose
Teoria da Trofobiose Teoria da Trofobiose
Teoria da Trofobiose
Raví Emanoel de Melo
 
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementesUnidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
Bruno Rodrigues
 
Sistema de Plantio Direto
Sistema de Plantio DiretoSistema de Plantio Direto
Sistema de Plantio Direto
Geagra UFG
 
Mecanismo de ação de inseticidas
Mecanismo de ação de inseticidasMecanismo de ação de inseticidas
Mecanismo de ação de inseticidas
Geagra UFG
 
Manejo Integrado de Doenças de Plantas
Manejo Integrado de Doenças de PlantasManejo Integrado de Doenças de Plantas
Manejo Integrado de Doenças de Plantas
AgriculturaSustentavel
 
Resposta do vegetal ao estresse
Resposta do vegetal ao estresseResposta do vegetal ao estresse
Resposta do vegetal ao estresse
Daiane Moura
 
Plantas daninhas e seu controle
Plantas daninhas e seu controlePlantas daninhas e seu controle
Plantas daninhas e seu controle
Geagra UFG
 
HERBICIDAS ( Inibidores de Protox, ALS e EPSPS )
HERBICIDAS ( Inibidores de Protox, ALS e EPSPS )HERBICIDAS ( Inibidores de Protox, ALS e EPSPS )
HERBICIDAS ( Inibidores de Protox, ALS e EPSPS )
Geagra UFG
 
Calagem e adubação para hortaliças sob cultivo protegido*
Calagem e adubação para hortaliças sob cultivo protegido*Calagem e adubação para hortaliças sob cultivo protegido*
Calagem e adubação para hortaliças sob cultivo protegido*
Rural Pecuária
 
Paisagismo Ii
Paisagismo IiPaisagismo Ii
Paisagismo Ii
CARLA RAISSA
 
MECANISMOS DE AÇÃO DE INSETICIDAS.pptx
MECANISMOS DE AÇÃO DE INSETICIDAS.pptxMECANISMOS DE AÇÃO DE INSETICIDAS.pptx
MECANISMOS DE AÇÃO DE INSETICIDAS.pptx
Geagra UFG
 
Manejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia OrgânicaManejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia Orgânica
Bruno Anacleto
 
Nutrição vegetal
Nutrição vegetalNutrição vegetal
Nutrição vegetal
grasiela abreu
 
Fenologia e Fisiologia da soja
Fenologia e Fisiologia da sojaFenologia e Fisiologia da soja
Fenologia e Fisiologia da soja
Geagra UFG
 
Estresse por déficit hídrico
Estresse por déficit hídricoEstresse por déficit hídrico
Estresse por déficit hídrico
Dailson Oliveira
 
Enxertia
EnxertiaEnxertia
Enxertia
Janeiro Ousa
 
Podridões de órgãos de reserva
Podridões de órgãos de reservaPodridões de órgãos de reserva
FUNGICIDAS (Trazóis, Estrobirulina e Carboxamidas)
FUNGICIDAS (Trazóis, Estrobirulina e Carboxamidas)FUNGICIDAS (Trazóis, Estrobirulina e Carboxamidas)
FUNGICIDAS (Trazóis, Estrobirulina e Carboxamidas)
Geagra UFG
 
Propagacão de plantas frutiferas
Propagacão de plantas frutiferasPropagacão de plantas frutiferas
Propagacão de plantas frutiferas
paisagista
 

Mais procurados (20)

Agricultura geral aula 1 de_adubacao
Agricultura geral aula 1 de_adubacaoAgricultura geral aula 1 de_adubacao
Agricultura geral aula 1 de_adubacao
 
Teoria da Trofobiose
Teoria da Trofobiose Teoria da Trofobiose
Teoria da Trofobiose
 
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementesUnidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
 
Sistema de Plantio Direto
Sistema de Plantio DiretoSistema de Plantio Direto
Sistema de Plantio Direto
 
Mecanismo de ação de inseticidas
Mecanismo de ação de inseticidasMecanismo de ação de inseticidas
Mecanismo de ação de inseticidas
 
Manejo Integrado de Doenças de Plantas
Manejo Integrado de Doenças de PlantasManejo Integrado de Doenças de Plantas
Manejo Integrado de Doenças de Plantas
 
Resposta do vegetal ao estresse
Resposta do vegetal ao estresseResposta do vegetal ao estresse
Resposta do vegetal ao estresse
 
Plantas daninhas e seu controle
Plantas daninhas e seu controlePlantas daninhas e seu controle
Plantas daninhas e seu controle
 
HERBICIDAS ( Inibidores de Protox, ALS e EPSPS )
HERBICIDAS ( Inibidores de Protox, ALS e EPSPS )HERBICIDAS ( Inibidores de Protox, ALS e EPSPS )
HERBICIDAS ( Inibidores de Protox, ALS e EPSPS )
 
Calagem e adubação para hortaliças sob cultivo protegido*
Calagem e adubação para hortaliças sob cultivo protegido*Calagem e adubação para hortaliças sob cultivo protegido*
Calagem e adubação para hortaliças sob cultivo protegido*
 
Paisagismo Ii
Paisagismo IiPaisagismo Ii
Paisagismo Ii
 
MECANISMOS DE AÇÃO DE INSETICIDAS.pptx
MECANISMOS DE AÇÃO DE INSETICIDAS.pptxMECANISMOS DE AÇÃO DE INSETICIDAS.pptx
MECANISMOS DE AÇÃO DE INSETICIDAS.pptx
 
Manejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia OrgânicaManejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia Orgânica
 
Nutrição vegetal
Nutrição vegetalNutrição vegetal
Nutrição vegetal
 
Fenologia e Fisiologia da soja
Fenologia e Fisiologia da sojaFenologia e Fisiologia da soja
Fenologia e Fisiologia da soja
 
Estresse por déficit hídrico
Estresse por déficit hídricoEstresse por déficit hídrico
Estresse por déficit hídrico
 
Enxertia
EnxertiaEnxertia
Enxertia
 
Podridões de órgãos de reserva
Podridões de órgãos de reservaPodridões de órgãos de reserva
Podridões de órgãos de reserva
 
FUNGICIDAS (Trazóis, Estrobirulina e Carboxamidas)
FUNGICIDAS (Trazóis, Estrobirulina e Carboxamidas)FUNGICIDAS (Trazóis, Estrobirulina e Carboxamidas)
FUNGICIDAS (Trazóis, Estrobirulina e Carboxamidas)
 
Propagacão de plantas frutiferas
Propagacão de plantas frutiferasPropagacão de plantas frutiferas
Propagacão de plantas frutiferas
 

Semelhante a Poster pragas em hortaliças ok

Manejo Integrado de Pragas no Arroz
Manejo Integrado de Pragas no ArrozManejo Integrado de Pragas no Arroz
Manejo Integrado de Pragas no Arroz
Geagra UFG
 
Fauna Auxiliar.pdf
Fauna Auxiliar.pdfFauna Auxiliar.pdf
Fauna Auxiliar.pdf
NelsonFernandes140519
 
Controle biológico de pragas
Controle biológico de pragasControle biológico de pragas
Controle biológico de pragas
mvezzone
 
Controle biologico de_pragas
Controle biologico de_pragasControle biologico de_pragas
Controle biologico de_pragas
Alexandre Panerai
 
Controle biologico de_pragas
Controle biologico de_pragasControle biologico de_pragas
Controle biologico de_pragas
Alexandre Panerai
 
Pragas e doencas
Pragas e doencasPragas e doencas
Pragas e doencas
UEM
 
Slides_Unidade_1__Biol._e_Cont._de_Plantas_Daninhas novo.pdf
Slides_Unidade_1__Biol._e_Cont._de_Plantas_Daninhas novo.pdfSlides_Unidade_1__Biol._e_Cont._de_Plantas_Daninhas novo.pdf
Slides_Unidade_1__Biol._e_Cont._de_Plantas_Daninhas novo.pdf
CRISTIANNE BURGO MORAES
 
Poster castanea sativa ok
Poster castanea sativa okPoster castanea sativa ok
Poster castanea sativa ok
arboreo.net
 
Controlo de pragas 12ect-mariana graca e catia cardoso
Controlo de pragas 12ect-mariana graca e catia cardosoControlo de pragas 12ect-mariana graca e catia cardoso
Controlo de pragas 12ect-mariana graca e catia cardoso
becresforte
 
Poster maracuja2 ok
Poster maracuja2 okPoster maracuja2 ok
Poster maracuja2 ok
arboreo.net
 
Relatório sobre Avaliação do estado fitossanitário de árvores individuais nos...
Relatório sobre Avaliação do estado fitossanitário de árvores individuais nos...Relatório sobre Avaliação do estado fitossanitário de árvores individuais nos...
Relatório sobre Avaliação do estado fitossanitário de árvores individuais nos...
Credencio Maunze
 
Guia de campo de orquídeas
Guia de campo de orquídeasGuia de campo de orquídeas
Guia de campo de orquídeas
Emerson Silva
 
Equipe verde
Equipe verdeEquipe verde
Equipe verde
equipe verde
 
Aula 7º ano - Reino Fungi
Aula 7º ano - Reino FungiAula 7º ano - Reino Fungi
Aula 7º ano - Reino Fungi
Leonardo Kaplan
 
Pragas Urbanas: As formigas
Pragas Urbanas: As formigasPragas Urbanas: As formigas
Pragas Urbanas: As formigas
Agricultura Sao Paulo
 
Os bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracaoOs bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracao
fernandaataide55
 
Popula+ç+òes e din+émica de popula+ç+òes para floresta
Popula+ç+òes e din+émica de popula+ç+òes para florestaPopula+ç+òes e din+émica de popula+ç+òes para floresta
Popula+ç+òes e din+émica de popula+ç+òes para floresta
Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA
 
Euphydryas aurinia
Euphydryas auriniaEuphydryas aurinia
Euphydryas aurinia
Leonor Paiva
 
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
jenneferbarbosa21
 
Interações ecológicas
Interações ecológicasInterações ecológicas
Interações ecológicas
Alpha Colégio e Vestibulares
 

Semelhante a Poster pragas em hortaliças ok (20)

Manejo Integrado de Pragas no Arroz
Manejo Integrado de Pragas no ArrozManejo Integrado de Pragas no Arroz
Manejo Integrado de Pragas no Arroz
 
Fauna Auxiliar.pdf
Fauna Auxiliar.pdfFauna Auxiliar.pdf
Fauna Auxiliar.pdf
 
Controle biológico de pragas
Controle biológico de pragasControle biológico de pragas
Controle biológico de pragas
 
Controle biologico de_pragas
Controle biologico de_pragasControle biologico de_pragas
Controle biologico de_pragas
 
Controle biologico de_pragas
Controle biologico de_pragasControle biologico de_pragas
Controle biologico de_pragas
 
Pragas e doencas
Pragas e doencasPragas e doencas
Pragas e doencas
 
Slides_Unidade_1__Biol._e_Cont._de_Plantas_Daninhas novo.pdf
Slides_Unidade_1__Biol._e_Cont._de_Plantas_Daninhas novo.pdfSlides_Unidade_1__Biol._e_Cont._de_Plantas_Daninhas novo.pdf
Slides_Unidade_1__Biol._e_Cont._de_Plantas_Daninhas novo.pdf
 
Poster castanea sativa ok
Poster castanea sativa okPoster castanea sativa ok
Poster castanea sativa ok
 
Controlo de pragas 12ect-mariana graca e catia cardoso
Controlo de pragas 12ect-mariana graca e catia cardosoControlo de pragas 12ect-mariana graca e catia cardoso
Controlo de pragas 12ect-mariana graca e catia cardoso
 
Poster maracuja2 ok
Poster maracuja2 okPoster maracuja2 ok
Poster maracuja2 ok
 
Relatório sobre Avaliação do estado fitossanitário de árvores individuais nos...
Relatório sobre Avaliação do estado fitossanitário de árvores individuais nos...Relatório sobre Avaliação do estado fitossanitário de árvores individuais nos...
Relatório sobre Avaliação do estado fitossanitário de árvores individuais nos...
 
Guia de campo de orquídeas
Guia de campo de orquídeasGuia de campo de orquídeas
Guia de campo de orquídeas
 
Equipe verde
Equipe verdeEquipe verde
Equipe verde
 
Aula 7º ano - Reino Fungi
Aula 7º ano - Reino FungiAula 7º ano - Reino Fungi
Aula 7º ano - Reino Fungi
 
Pragas Urbanas: As formigas
Pragas Urbanas: As formigasPragas Urbanas: As formigas
Pragas Urbanas: As formigas
 
Os bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracaoOs bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracao
 
Popula+ç+òes e din+émica de popula+ç+òes para floresta
Popula+ç+òes e din+émica de popula+ç+òes para florestaPopula+ç+òes e din+émica de popula+ç+òes para floresta
Popula+ç+òes e din+émica de popula+ç+òes para floresta
 
Euphydryas aurinia
Euphydryas auriniaEuphydryas aurinia
Euphydryas aurinia
 
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
Taxonomia: é a ciência que classifica os seres vivos, estabelecendo critérios...
 
Interações ecológicas
Interações ecológicasInterações ecológicas
Interações ecológicas
 

Mais de arboreo.net

Poster maracuja1 ok
Poster maracuja1 okPoster maracuja1 ok
Poster maracuja1 ok
arboreo.net
 
Poster beringela ok
Poster beringela okPoster beringela ok
Poster beringela ok
arboreo.net
 
Pepino poster ok
Pepino poster okPepino poster ok
Pepino poster ok
arboreo.net
 
Diversity of hymenopteran parasitoids (Hymenoptera: Chalcididae) associated w...
Diversity of hymenopteran parasitoids (Hymenoptera: Chalcididae) associated w...Diversity of hymenopteran parasitoids (Hymenoptera: Chalcididae) associated w...
Diversity of hymenopteran parasitoids (Hymenoptera: Chalcididae) associated w...
arboreo.net
 
Erva-de-passarinho
Erva-de-passarinhoErva-de-passarinho
Erva-de-passarinho
arboreo.net
 
Arborizacao x temperatura
Arborizacao x temperaturaArborizacao x temperatura
Arborizacao x temperatura
arboreo.net
 
Arborizacao x redes eletricas
Arborizacao x redes eletricasArborizacao x redes eletricas
Arborizacao x redes eletricas
arboreo.net
 
Ganoderma
GanodermaGanoderma
Ganoderma
arboreo.net
 
Mosca-branca-ficus
Mosca-branca-ficusMosca-branca-ficus
Mosca-branca-ficus
arboreo.net
 
manual da arvore
manual da arvoremanual da arvore
manual da arvore
arboreo.net
 
Controle natural
Controle naturalControle natural
Controle natural
arboreo.net
 
Algumas especies nativas da mata atlantica
Algumas especies nativas da mata atlanticaAlgumas especies nativas da mata atlantica
Algumas especies nativas da mata atlantica
arboreo.net
 
Politica de qualidade
Politica de qualidadePolitica de qualidade
Politica de qualidade
arboreo.net
 

Mais de arboreo.net (13)

Poster maracuja1 ok
Poster maracuja1 okPoster maracuja1 ok
Poster maracuja1 ok
 
Poster beringela ok
Poster beringela okPoster beringela ok
Poster beringela ok
 
Pepino poster ok
Pepino poster okPepino poster ok
Pepino poster ok
 
Diversity of hymenopteran parasitoids (Hymenoptera: Chalcididae) associated w...
Diversity of hymenopteran parasitoids (Hymenoptera: Chalcididae) associated w...Diversity of hymenopteran parasitoids (Hymenoptera: Chalcididae) associated w...
Diversity of hymenopteran parasitoids (Hymenoptera: Chalcididae) associated w...
 
Erva-de-passarinho
Erva-de-passarinhoErva-de-passarinho
Erva-de-passarinho
 
Arborizacao x temperatura
Arborizacao x temperaturaArborizacao x temperatura
Arborizacao x temperatura
 
Arborizacao x redes eletricas
Arborizacao x redes eletricasArborizacao x redes eletricas
Arborizacao x redes eletricas
 
Ganoderma
GanodermaGanoderma
Ganoderma
 
Mosca-branca-ficus
Mosca-branca-ficusMosca-branca-ficus
Mosca-branca-ficus
 
manual da arvore
manual da arvoremanual da arvore
manual da arvore
 
Controle natural
Controle naturalControle natural
Controle natural
 
Algumas especies nativas da mata atlantica
Algumas especies nativas da mata atlanticaAlgumas especies nativas da mata atlantica
Algumas especies nativas da mata atlantica
 
Politica de qualidade
Politica de qualidadePolitica de qualidade
Politica de qualidade
 

Último

STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
IsaiasJohaneSimango
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
GrazielaTorrezan
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 

Poster pragas em hortaliças ok

  • 1. PRAGAS IMPORTANTES INTRODUÇÃO BIBLIOGRAFIA CONSULTADA No cultivo das hortaliças podem surgir pragas e doenças que prejudicam o crescimento das plantas e a qualidade do produto. Nas áreas de cultivo existem diversas espécies de insetos-praga responsáveis por causarem problemas com certa frequência.   Curequerê da couve – Ascia monuste orseis (Lepidoptera: Pieridae) A lagarta causa dano direto e indireto às culturas. A folha é atacada por um grupo de lagartas que consomem toda a área foliar, exceto as nervuras mais grossas. Desta forma, altas infestações podem destruir plantios inteiros em curto período. As culturas mais atacadas por esta praga são: couve, repolho e couve-flor. Pulgões (Hemiptera: Aphididae) Os pulgões são pequenos insetos sugadores. Estes insetos possuem estiletes (aparelho bucal) que introduzem nas células do parênquima até chegar ao floema do vegetal hospedeiro, onde sugam a seiva. Os pulgões secretam substâncias açucaradas, denominadas “honeydew” que atraem formigas e favorecem o desenvolvimento de fungos que recobrem a superfície das plantas denominado de fumagina, dificultando a respiração e a fotossíntese do vegetal. A excreção dessa substância açucarada estabelece uma relação simbiótica na qual as formigas oferecem proteção contra os inimigos naturais do pulgão, favorecendo sua permanência no ambiente. CARDOSO, M.O.; PAMPLONA, A.M.S.R.; FILHO, M.M. Recomendações Técnicas para o Controle de Lepidópteros-Praga em Couve e Repolho no Amazonas. Circular Técnica, 35. Embrapa. Manaus-AM, Dezembro de 2010. FILGUEIRA, F.A.R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 3. Ed. Viçosa: UFV, 2008. 421p. PEREIRA, T.; PASINI, A.; OLIVEIRA, E.D.M. Biologia e Preferência Alimentar de Ascia monuste orseis (Latreille) (Lepidoptera: Pieridae) na Planta Invasora Raphanus raphanistrum L. Neotropical Entomology, 32(4) p-727-727. 2003 WATANABE, M.A.; MELO, L.A.S. Controle Biológico de Pragas de Hortaliças. EMBRAPA MEIO AMBIENTE. Jaguariúna, 2006. Vaquinha - Diabrotica speciosa (Coleoptera: Chysomelidae) A larva de Diabrotica speciosa alimenta-se das raízes e interfere na absorção de nutrientes e água reduzindo a sustentação das plantas. O ataque ocasiona acamamento das plantas em situações de ventos fortes e de alta precipitação pluviométrica. Os adultos podem produzir injúrias sérias quando se alimentam das folhas, principalmente em plantas nas sementeiras ou recém-transplantadas para o campo. Epilachna borealis (Coleoptera: Coccinellidae) É uma espécie nativa do leste dos Estados Unidos, comumente confundida com joaninha, não se alimentam de pulgões e sim de limbos foliares. Possui aproximadamente 6 mm de comprimento e coloração alaranjada. Os élitros possuem linhas finas e coberto por pelos finos, dando-lhes uma aparência fosca, diferentemente da textura brilhante normalmente encontrada nas joaninhas. Diversas espécies de insetos são inimigos naturais importantes para combater os insetos-pragas visto que predam ou parasitam as pragas. Os inimigos naturais aparecem naturalmente nas hortas. O controle das pragas exercido pelos inimigos naturais é denominado como controle biológico natural, isto é, controle de pragas exercido por organismos vivos. HOSPEDEIRO As brássicas (crucíferas) constituem a família mais numerosa em termos de espécies oleráceas, totalizando quatorze hortaliças de grande importância econômica. O grupo inclui inúmeras espécies de interesse econômico para o homem, como alimento ou condimento culinário. A família Brassicaceae é representada por grande diversidade de espécies valorizadas pelas suas folhas (couve), raízes (nabo, rabanete), sementes (mostarda), gemas (couve-de-bruxelas) e flores (couve-flor). INSETOS BENÉFICOS Pragas em Hortaliças MARTINS, L.M.P.; NETO, I.M.C.; PROENÇA, L.A.B.; SANTOS, M. Entomologia Agrícola – Faculdade Cantareira Impressão: arboreo.net