SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 57
Comunicação e Redação
   Organizacional


                        PA01
Comunicação e Redação
    Organizacional
O professor:

- Nome: Ernandes Rodrigues
- E-mail: ernandesrn@gmail.com
- Facebook: http://www.facebook.com/ernandesrodrigues
- Formação: Mestre em Educação; Esp. em Educação à
Distância; Bel. em Administração.
Comunicação e Redação
     Organizacional
Atividades:
Consultor: Organizacional da Galdi Hospitalar;

Professor: Comportamento Organizacional, Administração
de Sistemas de Informação, Gestão da Qualidade, OSM e
Comunicação & Expressão na Faculdade Joaquim Nabuco;
Empreendedorismo, Gestão de Pessoas, Logística
Empresarial e Práticas Administrativas no Ponto Cidadão;

Coordenador Acadêmico EAD e Tutor do Curso de
Administração da LFG/Recife.
Comunicação e Redação
    Organizacional
Experiências:

Atuação na área de informática durante 10 anos (comp.
gráfica, programador, adm. de rede, sup. ao usuário e
gestor de TI);

Consultor Organizacional e de TI há mais de 6 anos;

Três anos de experiência como professor;

Vivência de 30 dias em Taiwan (república chinesa).
Comunicação e Redação
   Organizacional
               Objetivos da Palestra

  Conscientizar o alunado sobre a importância da
  leitura e da escrita, principalmente da produção
     científica, para uma nação promissora, por
consequência, um profissional mais qualificado para
                o mercado de trabalho.
Comunicação e Redação
   Organizacional
       Introdução a Comunicação & Expressão

  Qual a importância de reconhecer os processos
  comunicativos no cotidiano de um organização?

      “Comunicação é a arte de ser entendido.”
                  Peter Ustinov

“A palavra é a metade de quem a pronuncia e metade de
                    quem a ouve.”
                 Michel de Montaigne
Comunicação e Redação
Organizacional
        O QUE É COMUNICAÇÃO?

   QUAL O OBJETIVO DA COMUNICAÇÃO?
Comunicação e Redação
 Organizacional

   Origina-se do Latim: communicare(v.) = por em
                      comum.

     Finalidade: compartilhar ideias, sentimentos,
  pensamentos, desejos; comportamento, modos de
vida, regras sociais; conviver em comunidade, vida em
    comum, agrupamento solidário e consensual;
        entendimento entre os seres humanos.
Comunicação e Redação
Organizacional
                   O homem um animal
                  comunicativo: sistemas
                comunicacionais adaptáveis.

                 Comunicação interpessoal
                também estrutura o mundo
               interior, o pensar, o conhecer.

                 Comunicação depende da
                       linguagem.
Comunicação e Redação
Organizacional
Comunicação e Redação
   Organizacional
SENTIDO LATO = utilização de um sistema de signos, de
  qualquer natureza, capaz de servir à comunicação

   “A linguagem é o único privilégio de que o homem
dispõe para exprimir a superioridade de sua inteligência
    sobre as demais criaturas”. (CHERRY,1974,p.129)

“A aquisição de conhecimentos sobre a linguagem é
 parte integrante da comunicação humana, porque
  linguagem é comunicação e porque os limites da
         linguagem constituem os limites do
       conhecimento.”(PENTEADO,1982,p.31)
Comunicação e Redação
Organizacional
Linguagem Não-Verbal - Comunicação Icônica
   “uma imagem vale mais que mil palavras”
Comunicação e Redação
    Organizacional
                   Linguagem Verbal

Linguagem: “Faculdade que tem o homem de exprimir
seus estados mentais por meio de um sistema de sons
vocais chamado língua, que os organiza numa
representação compreensiva em face do mundo exterior
objetivo e do mundo subjetivo interior.” Camara Jr.(1977
a,p.159)
Comunicação e Redação
   Organizacional
                Linguagem Verbal

Fala: “ não é uma atividade simples executada por
um ou mais órgãos biologicamente a ela
destinados. É uma trama extremamente complexa
e ondeante de ajustamentos – no cérebro, no
sistema nervoso, e nos órgãos de articulação e
audição – em direção ao fim colimado, que é a
comunicação de ideias.”(SAPIR,1971,p.22)
Comunicação e Redação
   Organizacional
                Linguagem Verbal

Língua: “Uma unidade, uma estrutura ideal, que
apresenta em si os traços básicos comuns a todas
as suas variedades. É a invariante abstrata e
virtual, sobreposta a um mosaico de variantes
concretas e atuais.”(CAMARA JR.,1975,p.9)
Comunicação e Redação
Organizacional

    Três concepções de linguagem


       Expressão do pensamento

      Instrumento de comunicação

         Processo de interação
Comunicação e Redação
Organizacional
             Língua                   Linguagem

  Plano social(supra-         Plano individual
  individual)
  Plano social de             Plano individual do uso
  sistematização
  Plano social das            Plano individual das
  possibilidades              realizações(atualizações)
  Plano social do léxico      Plano individual do
                              vocabulário
  Plano social da abstração   Plano individual da
                              concretude
  Plano social espiritual     Plano individual do material
Comunicação e Redação
 Organizacional

                     Reflexão

Sempre que surge uma nova tecnologia, os meios já
 existentes são obrigados a se adaptarem às novas
condições, gerando novos hábitos de vida: trabalho,
              diversão, costumes etc.
Comunicação e Redação
    Organizacional
               Elementos da Comunicação

Emissor - emite, codifica a mensagem
Receptor - recebe, decodifica a mensagem
Mensagem - conteúdo transmitido pelo emissor
Código - conjunto de signos usado na transmissão e
recepção da mensagem
Refente - contexto relacionado a emissor e receptor
Canal - meio pelo qual circula a mensagem

Obs.: as atitudes e reações dos comunicantes são também
referentes e exercem influência sobre a comunicação
Comunicação e Redação
   Organizacional
                Funções da Linguagem

Função emotiva (ou expressiva): centralizada no
emissor, revelando sua opinião, sua emoção. Nela
prevalece a 1ª pessoa do singular, interjeições e
exclamações. É a linguagem das biografias, memórias,
poesias líricas e cartas de amor.
Comunicação e Redação
    Organizacional
                Funções da Linguagem

Função Referencial (ou denotativa): centralizada no
referente, quando o emissor procura oferecer
informações da realidade. Objetiva, direta, denotativa,
prevalecendo a 3ª pessoa do singular. Linguagem usada
nas notícias de jornal e livros científicos.
Comunicação e Redação
   Organizacional
                Funções da Linguagem

Função Apelativa (ou conativa): centraliza-se no
receptor; o emissor procura influenciar o
comportamento do receptor. Como o emissor se dirige
ao receptor, é comum o uso de tu e você, ou o nome da
pessoa, além dos vocativos e imperativo. Usada nos
discursos, sermões e propagandas que se dirigem
diretamente ao consumidor.
Comunicação e Redação
   Organizacional
                Funções da Linguagem

Função Fática: centralizada no canal, tendo como
objetivo prolongar ou não o contato com o receptor, ou
testar a eficiência do canal. Linguagem das falas
telefônicas, saudações e similares
Comunicação e Redação
    Organizacional
                 Funções da Linguagem

Função Poética: centralizada na mensagem, revelando
recursos imaginativos criados pelo emissor. Afetiva,
sugestiva, conotativa, ela é metafórica. Valorizam-se as
palavras, suas combinações. É a linguagem figurada
apresentada em obras literárias, letras de música, em
algumas propagandas etc
Comunicação e Redação
    Organizacional
                Funções da Linguagem

Função Metalinguística: centralizada no código, usando
a linguagem para falar dela mesma. A poesia que fala da
poesia, da sua função e do poeta, um texto que comenta
outro texto. Principalmente os dicionários são
repositórios de metalinguagem.

Obs.: Em um mesmo texto podem aparecer várias
funções da linguagem. O importante é saber qual a
função predominante no texto, para então defini-lo.
Comunicação e Redação
 Organizacional
Elementos da Comunicação x Funções da Linguagem

      Emissor  Função Emotiva (ou expressiva)

      Receptor Função Apelativa (ou conativa)

            Mensagem  Função Poética

           Código  Função Metalinguística

    Referente  Função Referencial (ou denotativa)

                Canal  Função Fática
Comunicação e Redação
Organizacional



                Reflexão.

  “Não há comunicação sem envolvimento.”
          Antoine de Saint-Exupéry
Comunicação e Redação
   Organizacional
 Português é fácil de aprender porque é uma língua que se
            escreve exatamente como se fala

“Pois é. U purtuguêis é muito fáciu di aprender, purqui é uma
língua qui a genti iscrevi ixatamenti cumu si fala. Num é cumu
inglêis qui dá até vontadi di ri quandu a genti discobri cumu é
       qui si iscrevi algumas palavras. Im portuguêis, é só
 prestátenção. U alemão pur exemplu. Qué coisa mais doida?
 Num bate nada cum nada. Até nu espanhol qui é parecidu, si
    iscrevi muito diferenti. Qui bom qui a minha lingua é u
           purtuguêis. Quem soubé falá, sabi iscrevê.”
                   Jô Soares, Veja, 28 /11/1990.
Comunicação e Redação
   Organizacional
Língua Oral:
-Utiliza sons e apelos visuais;
-Uso de gírias e onomatopéias;
-Omissão de termos;
-Modo descontraído e irreverente;
-Utilização livre dos pronomes;
-Ambiguidades com frases incabadas.
Comunicação e Redação
   Organizacional
Língua Escrita:
-Utiliza signos/letras que formam as palavras;
-Uso de referências mais precisas e elaboradas;
-Todos os termos devem aparecer na construção do
período;
-Colocação pronominal conforme as regras gramaticais;
-Frases bem estruturadas;
-Descrição metódica dos detalhes;
-Emprego variado da linguagem para evitar repetições;
-Evita improvisações e segue os padrões cultos da
língua.
Comunicação e Redação
   Organizacional
Linguagem da Internet
•Economia de palavras – Objetividade;
•Abreviação das palavras;
•Frases curtas;
•Uso de símbolos;
•Neologísmo;
Comunicação e Redação
   Organizacional
Características da Linguagem na Internet
•Diálogo a distância;
•Presença de onomatopeias;
•Troca de letras;
•Híbrido de escrita e fala;
•Linguagem não linear.
Comunicação e Redação
    Organizacional
Nível de Linguagem

Informal: situações de descontração com amigos, no
meio familiar, na escola...

Formal: maior formalidade, com melhor elaboração
sintática. Usado em palestras, conversas com superiores
e estranhos, quando não há intimidade entre os
interlocutores.
Comunicação e Redação
   Organizacional

   Qualidades de um texto empresarial moderno


  Independentemente da área de atuação, escrever
       corretamente constitui-se num requisito
imprescindível a qualquer pessoa que deseje alcançar o
                  sucesso profissional.
Comunicação e Redação
   Organizacional
      Encontramo-nos mergulhados em um mar de
informações, num contínuo e rápido avanço tecnológico
   o que provoca intensas mudanças na organização e
        hábitos do cotidiano social e empresarial.

   Uma dessas mudanças foi a valorização da palavra
escrita, através da informatização e da comunicação via
Internet, exigindo dos profissionais um aprimoramento
  na capacidade de expressão tanto oral como escrita.
Comunicação e Redação
Organizacional
              Antes e Depois

    Vimos por meio desta comunicar-lhe
            Comunicamos-lhe

  Diante do exposto, encaminhamos a V.Sa.
             Encaminhamos-lhe

         Acusamos o recebimento
              Recebemos
Comunicação e Redação
Organizacional
              Antes e Depois

     Levamos ao conhecimento de V.Sa.
             Informamos-lhe

     Vimos com a presente, solicitar-lhe
             Solicitamos-lhe

                 Rogamos
                Solicitamos
Comunicação e Redação
Organizacional
              Antes e Depois

   Subscrevemo-nos, mui respeitosamente
             Respeitosamente

                Outrossim
                Também

          Tem essa por finalidade
              Apresentamos
Antes e Depois

         Temos imenso prazer em sugerir-lhe
                  Sugerimos-lhe

                 Chegamos à conclusão
                      Concluímos

  Atenção! As duas formas estão de acordo com a norma
gramatical brasileira, ocorre que a comunicação empresarial
             tornou-se mais dinâmica e direta.
Comunicação e Redação
   Organizacional


   Como melhorar a produção textual Primeiramente
  “querer” aprimorar os conhecimentos, reconhecer as
limitações e buscar dirimir as dúvidas consultando livros
  de gramática moderna e dicionários onde os verbetes
     são ricos em informações e dados gramaticais.
Comunicação e Redação
   Organizacional

Ler sempre, através da leitura ampliamos o domínio do
léxico e o poder de persuadir, também, refletir sobre o
 que se lê e quando possível discutir são exercícios que
propiciam a interpretação e compreensão dos textos o
       que facilita o uso correto da norma culta.

        Só se aprende escrever “escrevendo”!
Comunicação e Redação
   Organizacional
Em qualquer situação de comunicação
- Ser objetivo
- Construir períodos curtos – concisão
- Evitar adjetivações
- Escrever na ordem direta
- Usar a voz ativa
- Simplicidade
- Adequar ao público-alvo
- Respeitar as normas gramaticais
Comunicação e Redação
   Organizacional

               Segundo Juarez Bahia:

Comunicação empresarial “é o conjunto de modelos ou
instrumentos de ação que a empresa utiliza para falar e
  se fazer ouvir. Interna e externamente, a informação
    prestada por ela corresponde a uma estratégia.”

 Reflexão: Onde você trabalha a comunicação interna
        atinge todos os funcionários? Por quê?
Comunicação e Redação
   Organizacional
   Formatos de comunicação dentro da organização

3.Comunicação Descendente: De cima para baixo.

5.Comunicação Ascendente: De baixo para cima.

7.Comunicação Lateral: Com pessoas de setores
diferentes.

9.Comunicação Diagonal: Entre níveis hierárquicos
diferentes.
Comunicação e Redação
    Organizacional
                  Recursos de Coesão

•Substituir nomes já expressos por palavras ou
expressões que o caracterizam:

  Charles Chaplin foi o mais famoso ator dos primeiros
   momentos do cinema mudo. Carlitos conquistou a
    simpatia e admiração do grande público atuando,
dirigindo, produzindo e escrevendo seus próprios filmes.
Comunicação e Redação
    Organizacional
                   Recursos de Coesão
•Usar palavras sinônimas:

 Funcionários eficientes são aqueles empregados bem
                dispostos ao trabalho.

•Utilizar pronomes:

   Essa decisão é fundamental para o andamento dos
      trabalhos, alterá-la só acarretará transtornos.
Comunicação e Redação
   Organizacional
                   Recursos de Coesão
•Transformar em substantivos verbos anteriormente
citados ou vice-versa:

 Temos que depor em juízo dentro do prazo estipulado
      pelo Tribunal. O depoimento será secreto

•Empregar advérbios pronominais:

Estivemos em férias no Nordeste durante 20 dias. Lá nos
           divertimos e passeamos bastante.
Comunicação e Redação
    Organizacional
                  Recursos de Coesão

•Associar ideias semelhantes:

  Em tempos de seca, qualquer descuido é razão para
incêndios. Esse transtorno climático afeta grande parte
                        do país.
Comunicação e Redação
Organizacional

Estruturamos nossa comunicação tanto oral como
    escrita nas três modalidades redacionais:
        Narração, Descrição e Dissertação.

        Em síntese podemos dizer que:

  Narrar é contar uma história real ou fictícia,
   apresentando uma sucessão de fatos e de
               acontecimentos;
Comunicação e Redação
   Organizacional


 Descrever é um texto literário ou não que utilizamos
para caracterizar seres, coisas, paisagens, sentimentos,
     modelos, produtos, método de pesquisa etc.;


  Dissertar é expor ideias a respeito de determinado
  assunto, discutir, persuadir, questionar, analisar e
   apresentar provas que justifiquem e convençam.
Comunicação e Redação
   Organizacional
                 GERÚNDIO ASSASSINO
- Boa tarde! Telepizza, às ordens.
- Boa tarde! Queria três grandes de mussarela. Demora
muito?
- Vamos estar entregando daqui a 40 ou 50 minutos.
- Ótimo! Quanto custam?
- A senhora vai estar pagando R$ 58,00 reais.
- Está bem.
- Mais alguma coisa?
- Não, obrigada.
- Por nada. Ligue sempre.
Comunicação e Redação
    Organizacional
Telefonistas, secretárias e profissionais de telemarketing
parecem ter recebido o mesmo treinamento e
assimilado o mesmo vício.

Trata-se do gerundismo.

Fruto de traduções malfeitas do inglês, o intruso quer
roubar o lugar do futuro da nossa língua. “ Vou estar
entregando”, “vai estar pagando”, “vai estar tendo”?
Comunicação e Redação
    Organizacional
Por que não usar nossos simpáticos futuros?

São dois. Um deles é o simples. Tem as terminações ei,
ás, á, emos, eis, ão (irei, irás, irá, iremos, ireis, irão).

Com ele, a telefonista teria feito bonito:
- Entregaremos a pizza daqui a 40 ou 50 minutos.
- A senhora pagará R$ 58,00 reais.
Comunicação e Redação
    Organizacional
O outro é o composto. Ele recorre ao auxiliar ir, mas sem
gerúndio:
- Vamos entregar a pizza daqui a 40 ou 50 minutos.
- A senhora vai pagar R$ 58,00 reais.

   O gerundismo avança. É flagrado nas conversas da
    meninada, pior, até nos bate-papos de gerentes,
 diretores. Devemos nos preocupar com este atentado
  gramatical o gerúndio assassino que mata prestígio,
                 promoções e vendas.
Comunicação e Redação
   Organizacional
Leitura:
1.
http://revistalingua.uol.com.br/textos.asp?codigo=12493

Dicas de Português:
1.
http://g1.globo.com/platb/portugues/2008/05/28/duvidas
2.http://g1.globo.com/platb/portugues/
Comunicação e Redação
    Organizacional
Atividade:

3.Estudar o novo Acordo Ortográfico da Língua
Portuguesa (AOLP);

5.Estudar as regras de pontuação e os aspectos
gramaticais: Crase; Uso dos (por que, porque, por quê e
porquê); Palavra Anexo;
Comunicação e Redação
     Organizacional
                               Referências

Fundação IDEPAC para o Desenvolvimento Profissional. Apostila de Técnicas
Administrativas. 2009.

MEDEIROS, João Bosco. Redação Empresarial. 6ª Ed. São Paulo: Atlas, 2009.

SISTI, Silvana Progetti Paschoal. et al. Administração. Valinhos: Anhanguera
Publicações, 2009.



* Outros assuntos de propriedade dos seus criadores, como professores e
pesquisadores, encontrados na internet e apresentados em sala de aulas de
vários cursos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Modelos de documentos
Modelos de documentosModelos de documentos
Modelos de documentosDiana Pilatti
 
Projeto de Vida Profissional
Projeto de Vida ProfissionalProjeto de Vida Profissional
Projeto de Vida ProfissionalDirceu Murakami
 
Elementos Essenciais da Comunicação Humana
Elementos Essenciais da Comunicação HumanaElementos Essenciais da Comunicação Humana
Elementos Essenciais da Comunicação HumanaMônica Melo
 
Entendendo a profissão Assistente administrativo
Entendendo a profissão Assistente administrativoEntendendo a profissão Assistente administrativo
Entendendo a profissão Assistente administrativoValéria Lins
 
Psicolinguística: algumas teorias sobre a aquisição da linguagem
Psicolinguística: algumas teorias sobre a aquisição da linguagem Psicolinguística: algumas teorias sobre a aquisição da linguagem
Psicolinguística: algumas teorias sobre a aquisição da linguagem Wagner da Matta
 
Raciocínio crítica desenvolvimento
Raciocínio crítica desenvolvimentoRaciocínio crítica desenvolvimento
Raciocínio crítica desenvolvimentoFrancisco Fernandes
 
Impactos da Tecnologia
Impactos da TecnologiaImpactos da Tecnologia
Impactos da Tecnologiacarla4m
 
Modelo europeu de_curriculum_vitae_(2)-3.doc_final
Modelo europeu de_curriculum_vitae_(2)-3.doc_finalModelo europeu de_curriculum_vitae_(2)-3.doc_final
Modelo europeu de_curriculum_vitae_(2)-3.doc_finalAbilio Coelho
 
Aula introdutória A Lei da Aprendizagem
Aula introdutória   A Lei da AprendizagemAula introdutória   A Lei da Aprendizagem
Aula introdutória A Lei da AprendizagemLuiz Siles
 
Relatório de estágio sistematização
Relatório de estágio sistematizaçãoRelatório de estágio sistematização
Relatório de estágio sistematizaçãoestudosacademicospedag
 
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESA
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESAMEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESA
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESANinho Cristo
 
Português instrumental I
Português instrumental IPortuguês instrumental I
Português instrumental ISinara Lustosa
 
As Competências SocioEmocionais
As Competências SocioEmocionaisAs Competências SocioEmocionais
As Competências SocioEmocionaisMnicaAlexandre9
 
Elementos da comunicacao
Elementos da comunicacaoElementos da comunicacao
Elementos da comunicacaoSandra Paula
 

Mais procurados (20)

BNCC - LINGUAGENS
BNCC - LINGUAGENSBNCC - LINGUAGENS
BNCC - LINGUAGENS
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Modelos de documentos
Modelos de documentosModelos de documentos
Modelos de documentos
 
Projeto de Vida Profissional
Projeto de Vida ProfissionalProjeto de Vida Profissional
Projeto de Vida Profissional
 
Elementos Essenciais da Comunicação Humana
Elementos Essenciais da Comunicação HumanaElementos Essenciais da Comunicação Humana
Elementos Essenciais da Comunicação Humana
 
Entendendo a profissão Assistente administrativo
Entendendo a profissão Assistente administrativoEntendendo a profissão Assistente administrativo
Entendendo a profissão Assistente administrativo
 
Psicolinguística: algumas teorias sobre a aquisição da linguagem
Psicolinguística: algumas teorias sobre a aquisição da linguagem Psicolinguística: algumas teorias sobre a aquisição da linguagem
Psicolinguística: algumas teorias sobre a aquisição da linguagem
 
Raciocínio crítica desenvolvimento
Raciocínio crítica desenvolvimentoRaciocínio crítica desenvolvimento
Raciocínio crítica desenvolvimento
 
Impactos da Tecnologia
Impactos da TecnologiaImpactos da Tecnologia
Impactos da Tecnologia
 
Modelo europeu de_curriculum_vitae_(2)-3.doc_final
Modelo europeu de_curriculum_vitae_(2)-3.doc_finalModelo europeu de_curriculum_vitae_(2)-3.doc_final
Modelo europeu de_curriculum_vitae_(2)-3.doc_final
 
Processos de Comunicação
Processos de ComunicaçãoProcessos de Comunicação
Processos de Comunicação
 
Tipos de comunicação
Tipos de comunicaçãoTipos de comunicação
Tipos de comunicação
 
Fundamentos da linguística
Fundamentos da linguísticaFundamentos da linguística
Fundamentos da linguística
 
Aula introdutória A Lei da Aprendizagem
Aula introdutória   A Lei da AprendizagemAula introdutória   A Lei da Aprendizagem
Aula introdutória A Lei da Aprendizagem
 
Relatório de estágio sistematização
Relatório de estágio sistematizaçãoRelatório de estágio sistematização
Relatório de estágio sistematização
 
Generos Textuais
Generos TextuaisGeneros Textuais
Generos Textuais
 
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESA
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESAMEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESA
MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA EMPRESA
 
Português instrumental I
Português instrumental IPortuguês instrumental I
Português instrumental I
 
As Competências SocioEmocionais
As Competências SocioEmocionaisAs Competências SocioEmocionais
As Competências SocioEmocionais
 
Elementos da comunicacao
Elementos da comunicacaoElementos da comunicacao
Elementos da comunicacao
 

Destaque

Portugues instrumental ifes
Portugues instrumental ifesPortugues instrumental ifes
Portugues instrumental ifesMarli Santos
 
Português instrumental II
Português instrumental IIPortuguês instrumental II
Português instrumental IISinara Lustosa
 
Redação e comunicação linguística
Redação e comunicação linguísticaRedação e comunicação linguística
Redação e comunicação linguísticaJose Arnaldo Silva
 
Plano de trabalho p.o (eixo i)
Plano de trabalho p.o (eixo i)Plano de trabalho p.o (eixo i)
Plano de trabalho p.o (eixo i)UyaraPortugal
 
Apostila gestão de pessoas 2013
Apostila gestão de pessoas 2013Apostila gestão de pessoas 2013
Apostila gestão de pessoas 2013Ricardo Verrengia
 
Htpc leitura contexto histórico
Htpc leitura contexto históricoHtpc leitura contexto histórico
Htpc leitura contexto históricogarapha
 
Curso de português lição 1
Curso de português   lição 1Curso de português   lição 1
Curso de português lição 1Luís Machado
 
Nucleo Celular (citologia, histologia)
Nucleo Celular (citologia, histologia)Nucleo Celular (citologia, histologia)
Nucleo Celular (citologia, histologia)Rodolfo Navarro
 
Aula 05 e 06 - Organização do trabalho e administração
Aula 05 e 06 - Organização do trabalho e administraçãoAula 05 e 06 - Organização do trabalho e administração
Aula 05 e 06 - Organização do trabalho e administraçãoAdriely Negrine Azevedo
 
Redacão jurídica aplicada_2013_1
Redacão jurídica aplicada_2013_1Redacão jurídica aplicada_2013_1
Redacão jurídica aplicada_2013_1DireitoUni9
 
O que fazer na hora do branco
O que fazer na hora do brancoO que fazer na hora do branco
O que fazer na hora do brancoWilton Ricardo
 
UI - A Biblia - Curso novocbic 2012
UI - A Biblia - Curso novocbic 2012UI - A Biblia - Curso novocbic 2012
UI - A Biblia - Curso novocbic 2012Ramón Zazatt
 
05 e 06 administração de pessoal (rotinas de admissção e contrato)
05 e 06   administração de pessoal (rotinas de admissção e contrato)05 e 06   administração de pessoal (rotinas de admissção e contrato)
05 e 06 administração de pessoal (rotinas de admissção e contrato)Elizeu Ferro
 

Destaque (20)

português instrumental
  português instrumental  português instrumental
português instrumental
 
Slide de portugues(1)
Slide de portugues(1)Slide de portugues(1)
Slide de portugues(1)
 
Portugues instrumental ifes
Portugues instrumental ifesPortugues instrumental ifes
Portugues instrumental ifes
 
Português instrumental II
Português instrumental IIPortuguês instrumental II
Português instrumental II
 
Redação e comunicação linguística
Redação e comunicação linguísticaRedação e comunicação linguística
Redação e comunicação linguística
 
Plano de trabalho p.o (eixo i)
Plano de trabalho p.o (eixo i)Plano de trabalho p.o (eixo i)
Plano de trabalho p.o (eixo i)
 
Apostila gestão de pessoas 2013
Apostila gestão de pessoas 2013Apostila gestão de pessoas 2013
Apostila gestão de pessoas 2013
 
Comunicação e redação organizacional-parte 2
Comunicação e redação organizacional-parte 2Comunicação e redação organizacional-parte 2
Comunicação e redação organizacional-parte 2
 
Rotina organizacional
Rotina organizacionalRotina organizacional
Rotina organizacional
 
Htpc leitura contexto histórico
Htpc leitura contexto históricoHtpc leitura contexto histórico
Htpc leitura contexto histórico
 
Curso de português lição 1
Curso de português   lição 1Curso de português   lição 1
Curso de português lição 1
 
Comportamento Corporativo
Comportamento CorporativoComportamento Corporativo
Comportamento Corporativo
 
Argumentação e Retórica
Argumentação e RetóricaArgumentação e Retórica
Argumentação e Retórica
 
Nucleo Celular (citologia, histologia)
Nucleo Celular (citologia, histologia)Nucleo Celular (citologia, histologia)
Nucleo Celular (citologia, histologia)
 
Aula 05 e 06 - Organização do trabalho e administração
Aula 05 e 06 - Organização do trabalho e administraçãoAula 05 e 06 - Organização do trabalho e administração
Aula 05 e 06 - Organização do trabalho e administração
 
Redacão jurídica aplicada_2013_1
Redacão jurídica aplicada_2013_1Redacão jurídica aplicada_2013_1
Redacão jurídica aplicada_2013_1
 
O que fazer na hora do branco
O que fazer na hora do brancoO que fazer na hora do branco
O que fazer na hora do branco
 
UI - A Biblia - Curso novocbic 2012
UI - A Biblia - Curso novocbic 2012UI - A Biblia - Curso novocbic 2012
UI - A Biblia - Curso novocbic 2012
 
Persuasão & Influencia
Persuasão & InfluenciaPersuasão & Influencia
Persuasão & Influencia
 
05 e 06 administração de pessoal (rotinas de admissção e contrato)
05 e 06   administração de pessoal (rotinas de admissção e contrato)05 e 06   administração de pessoal (rotinas de admissção e contrato)
05 e 06 administração de pessoal (rotinas de admissção e contrato)
 

Semelhante a Comunicação e redação organizacional-parte 1

comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.pptcomunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.pptJULIANEDANCZUK
 
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011Unip e Uniplan
 
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdfLINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdfIgorMarquez3
 
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemLíngua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemÉric Santos
 
Lingua em uso linguagem e lingua
Lingua em uso   linguagem e linguaLingua em uso   linguagem e lingua
Lingua em uso linguagem e linguaMoises Ribeiro
 
Comunicação e expressão
Comunicação e expressão Comunicação e expressão
Comunicação e expressão Karen Costa
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoHena Meira
 
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 01
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 01FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 01
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 01Jordano Santos Cerqueira
 
A comunicação humana e o seu papel social
A comunicação humana e o seu papel socialA comunicação humana e o seu papel social
A comunicação humana e o seu papel socialFeliciano Novo
 
Parte 1 linguística geral apresentação
Parte 1   linguística geral apresentaçãoParte 1   linguística geral apresentação
Parte 1 linguística geral apresentaçãoMariana Correia
 
Parte 1 linguística geral apresentação 2012
Parte 1   linguística geral  apresentação 2012Parte 1   linguística geral  apresentação 2012
Parte 1 linguística geral apresentação 2012Mariana Correia
 
Técnicas de expressão oral e escrita - Resumos
Técnicas de expressão oral e escrita - ResumosTécnicas de expressão oral e escrita - Resumos
Técnicas de expressão oral e escrita - ResumosCristiana Marques
 

Semelhante a Comunicação e redação organizacional-parte 1 (20)

comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.pptcomunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
comunicaoeredaoorganizacional-parte1-120501131104-phpapp02.ppt
 
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
 
Leitura e produção
Leitura e produçãoLeitura e produção
Leitura e produção
 
Slide de aula comunicação empresarial und 1
Slide de aula comunicação empresarial und  1Slide de aula comunicação empresarial und  1
Slide de aula comunicação empresarial und 1
 
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdfLINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
LINGUAGEM e COMUNICAÇÃO.pdf
 
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagemLíngua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
Língua e linguagem, código linguístico, funções da linguagem
 
Comunicação Aplicada B1
Comunicação Aplicada B1Comunicação Aplicada B1
Comunicação Aplicada B1
 
Ling.
Ling.Ling.
Ling.
 
O Processo de Comunicação
O Processo de ComunicaçãoO Processo de Comunicação
O Processo de Comunicação
 
Lingua em uso linguagem e lingua
Lingua em uso   linguagem e linguaLingua em uso   linguagem e lingua
Lingua em uso linguagem e lingua
 
Linguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação ILinguagem e comunicação I
Linguagem e comunicação I
 
Comunicação e expressão
Comunicação e expressão Comunicação e expressão
Comunicação e expressão
 
Capitulo 1
Capitulo 1Capitulo 1
Capitulo 1
 
Elementos da comunicação
Elementos da comunicaçãoElementos da comunicação
Elementos da comunicação
 
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 01
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 01FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 01
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 01
 
A comunicação humana e o seu papel social
A comunicação humana e o seu papel socialA comunicação humana e o seu papel social
A comunicação humana e o seu papel social
 
Parte 1 linguística geral apresentação
Parte 1   linguística geral apresentaçãoParte 1   linguística geral apresentação
Parte 1 linguística geral apresentação
 
Parte 1 linguística geral apresentação 2012
Parte 1   linguística geral  apresentação 2012Parte 1   linguística geral  apresentação 2012
Parte 1 linguística geral apresentação 2012
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Técnicas de expressão oral e escrita - Resumos
Técnicas de expressão oral e escrita - ResumosTécnicas de expressão oral e escrita - Resumos
Técnicas de expressão oral e escrita - Resumos
 

Mais de Ernandes Rodrigues Do Nascimento (9)

Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1
 
Comportamento organizacional
Comportamento organizacionalComportamento organizacional
Comportamento organizacional
 
Palestra administração de tempo
Palestra   administração de tempoPalestra   administração de tempo
Palestra administração de tempo
 
Palestra conquistando seu lugar no mercado de trabalho
Palestra   conquistando seu lugar no mercado de trabalhoPalestra   conquistando seu lugar no mercado de trabalho
Palestra conquistando seu lugar no mercado de trabalho
 
Palestra e sua empresa, como utiliza o marketing de serviço
Palestra   e sua empresa, como utiliza o marketing de serviçoPalestra   e sua empresa, como utiliza o marketing de serviço
Palestra e sua empresa, como utiliza o marketing de serviço
 
Conquistando seu lugar no mercado de trabalho
Conquistando seu lugar no mercado de trabalhoConquistando seu lugar no mercado de trabalho
Conquistando seu lugar no mercado de trabalho
 
Marketing de serviço uma reflexão sobre a copa do mundo de 2014 em PE
Marketing de serviço uma reflexão sobre a copa do mundo de 2014 em PEMarketing de serviço uma reflexão sobre a copa do mundo de 2014 em PE
Marketing de serviço uma reflexão sobre a copa do mundo de 2014 em PE
 
Administração de tempo
Administração de tempoAdministração de tempo
Administração de tempo
 
E sua empresa, como pratica o marketing de serviço?
E sua empresa, como pratica o marketing de serviço?E sua empresa, como pratica o marketing de serviço?
E sua empresa, como pratica o marketing de serviço?
 

Último

Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 

Último (20)

Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 

Comunicação e redação organizacional-parte 1

  • 1. Comunicação e Redação Organizacional PA01
  • 2. Comunicação e Redação Organizacional O professor: - Nome: Ernandes Rodrigues - E-mail: ernandesrn@gmail.com - Facebook: http://www.facebook.com/ernandesrodrigues - Formação: Mestre em Educação; Esp. em Educação à Distância; Bel. em Administração.
  • 3. Comunicação e Redação Organizacional Atividades: Consultor: Organizacional da Galdi Hospitalar; Professor: Comportamento Organizacional, Administração de Sistemas de Informação, Gestão da Qualidade, OSM e Comunicação & Expressão na Faculdade Joaquim Nabuco; Empreendedorismo, Gestão de Pessoas, Logística Empresarial e Práticas Administrativas no Ponto Cidadão; Coordenador Acadêmico EAD e Tutor do Curso de Administração da LFG/Recife.
  • 4. Comunicação e Redação Organizacional Experiências: Atuação na área de informática durante 10 anos (comp. gráfica, programador, adm. de rede, sup. ao usuário e gestor de TI); Consultor Organizacional e de TI há mais de 6 anos; Três anos de experiência como professor; Vivência de 30 dias em Taiwan (república chinesa).
  • 5. Comunicação e Redação Organizacional Objetivos da Palestra Conscientizar o alunado sobre a importância da leitura e da escrita, principalmente da produção científica, para uma nação promissora, por consequência, um profissional mais qualificado para o mercado de trabalho.
  • 6. Comunicação e Redação Organizacional Introdução a Comunicação & Expressão Qual a importância de reconhecer os processos comunicativos no cotidiano de um organização? “Comunicação é a arte de ser entendido.” Peter Ustinov “A palavra é a metade de quem a pronuncia e metade de quem a ouve.” Michel de Montaigne
  • 7. Comunicação e Redação Organizacional O QUE É COMUNICAÇÃO? QUAL O OBJETIVO DA COMUNICAÇÃO?
  • 8. Comunicação e Redação Organizacional Origina-se do Latim: communicare(v.) = por em comum. Finalidade: compartilhar ideias, sentimentos, pensamentos, desejos; comportamento, modos de vida, regras sociais; conviver em comunidade, vida em comum, agrupamento solidário e consensual; entendimento entre os seres humanos.
  • 9. Comunicação e Redação Organizacional O homem um animal comunicativo: sistemas comunicacionais adaptáveis. Comunicação interpessoal também estrutura o mundo interior, o pensar, o conhecer. Comunicação depende da linguagem.
  • 11. Comunicação e Redação Organizacional SENTIDO LATO = utilização de um sistema de signos, de qualquer natureza, capaz de servir à comunicação “A linguagem é o único privilégio de que o homem dispõe para exprimir a superioridade de sua inteligência sobre as demais criaturas”. (CHERRY,1974,p.129) “A aquisição de conhecimentos sobre a linguagem é parte integrante da comunicação humana, porque linguagem é comunicação e porque os limites da linguagem constituem os limites do conhecimento.”(PENTEADO,1982,p.31)
  • 12. Comunicação e Redação Organizacional Linguagem Não-Verbal - Comunicação Icônica “uma imagem vale mais que mil palavras”
  • 13. Comunicação e Redação Organizacional Linguagem Verbal Linguagem: “Faculdade que tem o homem de exprimir seus estados mentais por meio de um sistema de sons vocais chamado língua, que os organiza numa representação compreensiva em face do mundo exterior objetivo e do mundo subjetivo interior.” Camara Jr.(1977 a,p.159)
  • 14. Comunicação e Redação Organizacional Linguagem Verbal Fala: “ não é uma atividade simples executada por um ou mais órgãos biologicamente a ela destinados. É uma trama extremamente complexa e ondeante de ajustamentos – no cérebro, no sistema nervoso, e nos órgãos de articulação e audição – em direção ao fim colimado, que é a comunicação de ideias.”(SAPIR,1971,p.22)
  • 15. Comunicação e Redação Organizacional Linguagem Verbal Língua: “Uma unidade, uma estrutura ideal, que apresenta em si os traços básicos comuns a todas as suas variedades. É a invariante abstrata e virtual, sobreposta a um mosaico de variantes concretas e atuais.”(CAMARA JR.,1975,p.9)
  • 16. Comunicação e Redação Organizacional Três concepções de linguagem Expressão do pensamento Instrumento de comunicação Processo de interação
  • 17. Comunicação e Redação Organizacional Língua Linguagem Plano social(supra- Plano individual individual) Plano social de Plano individual do uso sistematização Plano social das Plano individual das possibilidades realizações(atualizações) Plano social do léxico Plano individual do vocabulário Plano social da abstração Plano individual da concretude Plano social espiritual Plano individual do material
  • 18. Comunicação e Redação Organizacional Reflexão Sempre que surge uma nova tecnologia, os meios já existentes são obrigados a se adaptarem às novas condições, gerando novos hábitos de vida: trabalho, diversão, costumes etc.
  • 19. Comunicação e Redação Organizacional Elementos da Comunicação Emissor - emite, codifica a mensagem Receptor - recebe, decodifica a mensagem Mensagem - conteúdo transmitido pelo emissor Código - conjunto de signos usado na transmissão e recepção da mensagem Refente - contexto relacionado a emissor e receptor Canal - meio pelo qual circula a mensagem Obs.: as atitudes e reações dos comunicantes são também referentes e exercem influência sobre a comunicação
  • 20. Comunicação e Redação Organizacional Funções da Linguagem Função emotiva (ou expressiva): centralizada no emissor, revelando sua opinião, sua emoção. Nela prevalece a 1ª pessoa do singular, interjeições e exclamações. É a linguagem das biografias, memórias, poesias líricas e cartas de amor.
  • 21. Comunicação e Redação Organizacional Funções da Linguagem Função Referencial (ou denotativa): centralizada no referente, quando o emissor procura oferecer informações da realidade. Objetiva, direta, denotativa, prevalecendo a 3ª pessoa do singular. Linguagem usada nas notícias de jornal e livros científicos.
  • 22. Comunicação e Redação Organizacional Funções da Linguagem Função Apelativa (ou conativa): centraliza-se no receptor; o emissor procura influenciar o comportamento do receptor. Como o emissor se dirige ao receptor, é comum o uso de tu e você, ou o nome da pessoa, além dos vocativos e imperativo. Usada nos discursos, sermões e propagandas que se dirigem diretamente ao consumidor.
  • 23. Comunicação e Redação Organizacional Funções da Linguagem Função Fática: centralizada no canal, tendo como objetivo prolongar ou não o contato com o receptor, ou testar a eficiência do canal. Linguagem das falas telefônicas, saudações e similares
  • 24. Comunicação e Redação Organizacional Funções da Linguagem Função Poética: centralizada na mensagem, revelando recursos imaginativos criados pelo emissor. Afetiva, sugestiva, conotativa, ela é metafórica. Valorizam-se as palavras, suas combinações. É a linguagem figurada apresentada em obras literárias, letras de música, em algumas propagandas etc
  • 25. Comunicação e Redação Organizacional Funções da Linguagem Função Metalinguística: centralizada no código, usando a linguagem para falar dela mesma. A poesia que fala da poesia, da sua função e do poeta, um texto que comenta outro texto. Principalmente os dicionários são repositórios de metalinguagem. Obs.: Em um mesmo texto podem aparecer várias funções da linguagem. O importante é saber qual a função predominante no texto, para então defini-lo.
  • 26. Comunicação e Redação Organizacional Elementos da Comunicação x Funções da Linguagem Emissor  Função Emotiva (ou expressiva) Receptor Função Apelativa (ou conativa) Mensagem  Função Poética Código  Função Metalinguística Referente  Função Referencial (ou denotativa) Canal  Função Fática
  • 27. Comunicação e Redação Organizacional Reflexão. “Não há comunicação sem envolvimento.” Antoine de Saint-Exupéry
  • 28. Comunicação e Redação Organizacional Português é fácil de aprender porque é uma língua que se escreve exatamente como se fala “Pois é. U purtuguêis é muito fáciu di aprender, purqui é uma língua qui a genti iscrevi ixatamenti cumu si fala. Num é cumu inglêis qui dá até vontadi di ri quandu a genti discobri cumu é qui si iscrevi algumas palavras. Im portuguêis, é só prestátenção. U alemão pur exemplu. Qué coisa mais doida? Num bate nada cum nada. Até nu espanhol qui é parecidu, si iscrevi muito diferenti. Qui bom qui a minha lingua é u purtuguêis. Quem soubé falá, sabi iscrevê.” Jô Soares, Veja, 28 /11/1990.
  • 29. Comunicação e Redação Organizacional Língua Oral: -Utiliza sons e apelos visuais; -Uso de gírias e onomatopéias; -Omissão de termos; -Modo descontraído e irreverente; -Utilização livre dos pronomes; -Ambiguidades com frases incabadas.
  • 30. Comunicação e Redação Organizacional Língua Escrita: -Utiliza signos/letras que formam as palavras; -Uso de referências mais precisas e elaboradas; -Todos os termos devem aparecer na construção do período; -Colocação pronominal conforme as regras gramaticais; -Frases bem estruturadas; -Descrição metódica dos detalhes; -Emprego variado da linguagem para evitar repetições; -Evita improvisações e segue os padrões cultos da língua.
  • 31. Comunicação e Redação Organizacional Linguagem da Internet •Economia de palavras – Objetividade; •Abreviação das palavras; •Frases curtas; •Uso de símbolos; •Neologísmo;
  • 32. Comunicação e Redação Organizacional Características da Linguagem na Internet •Diálogo a distância; •Presença de onomatopeias; •Troca de letras; •Híbrido de escrita e fala; •Linguagem não linear.
  • 33. Comunicação e Redação Organizacional Nível de Linguagem Informal: situações de descontração com amigos, no meio familiar, na escola... Formal: maior formalidade, com melhor elaboração sintática. Usado em palestras, conversas com superiores e estranhos, quando não há intimidade entre os interlocutores.
  • 34. Comunicação e Redação Organizacional Qualidades de um texto empresarial moderno Independentemente da área de atuação, escrever corretamente constitui-se num requisito imprescindível a qualquer pessoa que deseje alcançar o sucesso profissional.
  • 35. Comunicação e Redação Organizacional Encontramo-nos mergulhados em um mar de informações, num contínuo e rápido avanço tecnológico o que provoca intensas mudanças na organização e hábitos do cotidiano social e empresarial. Uma dessas mudanças foi a valorização da palavra escrita, através da informatização e da comunicação via Internet, exigindo dos profissionais um aprimoramento na capacidade de expressão tanto oral como escrita.
  • 36. Comunicação e Redação Organizacional Antes e Depois Vimos por meio desta comunicar-lhe Comunicamos-lhe Diante do exposto, encaminhamos a V.Sa. Encaminhamos-lhe Acusamos o recebimento Recebemos
  • 37. Comunicação e Redação Organizacional Antes e Depois Levamos ao conhecimento de V.Sa. Informamos-lhe Vimos com a presente, solicitar-lhe Solicitamos-lhe Rogamos Solicitamos
  • 38. Comunicação e Redação Organizacional Antes e Depois Subscrevemo-nos, mui respeitosamente Respeitosamente Outrossim Também Tem essa por finalidade Apresentamos
  • 39. Antes e Depois Temos imenso prazer em sugerir-lhe Sugerimos-lhe Chegamos à conclusão Concluímos Atenção! As duas formas estão de acordo com a norma gramatical brasileira, ocorre que a comunicação empresarial tornou-se mais dinâmica e direta.
  • 40. Comunicação e Redação Organizacional Como melhorar a produção textual Primeiramente “querer” aprimorar os conhecimentos, reconhecer as limitações e buscar dirimir as dúvidas consultando livros de gramática moderna e dicionários onde os verbetes são ricos em informações e dados gramaticais.
  • 41. Comunicação e Redação Organizacional Ler sempre, através da leitura ampliamos o domínio do léxico e o poder de persuadir, também, refletir sobre o que se lê e quando possível discutir são exercícios que propiciam a interpretação e compreensão dos textos o que facilita o uso correto da norma culta. Só se aprende escrever “escrevendo”!
  • 42. Comunicação e Redação Organizacional Em qualquer situação de comunicação - Ser objetivo - Construir períodos curtos – concisão - Evitar adjetivações - Escrever na ordem direta - Usar a voz ativa - Simplicidade - Adequar ao público-alvo - Respeitar as normas gramaticais
  • 43. Comunicação e Redação Organizacional Segundo Juarez Bahia: Comunicação empresarial “é o conjunto de modelos ou instrumentos de ação que a empresa utiliza para falar e se fazer ouvir. Interna e externamente, a informação prestada por ela corresponde a uma estratégia.” Reflexão: Onde você trabalha a comunicação interna atinge todos os funcionários? Por quê?
  • 44. Comunicação e Redação Organizacional Formatos de comunicação dentro da organização 3.Comunicação Descendente: De cima para baixo. 5.Comunicação Ascendente: De baixo para cima. 7.Comunicação Lateral: Com pessoas de setores diferentes. 9.Comunicação Diagonal: Entre níveis hierárquicos diferentes.
  • 45. Comunicação e Redação Organizacional Recursos de Coesão •Substituir nomes já expressos por palavras ou expressões que o caracterizam: Charles Chaplin foi o mais famoso ator dos primeiros momentos do cinema mudo. Carlitos conquistou a simpatia e admiração do grande público atuando, dirigindo, produzindo e escrevendo seus próprios filmes.
  • 46. Comunicação e Redação Organizacional Recursos de Coesão •Usar palavras sinônimas: Funcionários eficientes são aqueles empregados bem dispostos ao trabalho. •Utilizar pronomes: Essa decisão é fundamental para o andamento dos trabalhos, alterá-la só acarretará transtornos.
  • 47. Comunicação e Redação Organizacional Recursos de Coesão •Transformar em substantivos verbos anteriormente citados ou vice-versa: Temos que depor em juízo dentro do prazo estipulado pelo Tribunal. O depoimento será secreto •Empregar advérbios pronominais: Estivemos em férias no Nordeste durante 20 dias. Lá nos divertimos e passeamos bastante.
  • 48. Comunicação e Redação Organizacional Recursos de Coesão •Associar ideias semelhantes: Em tempos de seca, qualquer descuido é razão para incêndios. Esse transtorno climático afeta grande parte do país.
  • 49. Comunicação e Redação Organizacional Estruturamos nossa comunicação tanto oral como escrita nas três modalidades redacionais: Narração, Descrição e Dissertação. Em síntese podemos dizer que: Narrar é contar uma história real ou fictícia, apresentando uma sucessão de fatos e de acontecimentos;
  • 50. Comunicação e Redação Organizacional Descrever é um texto literário ou não que utilizamos para caracterizar seres, coisas, paisagens, sentimentos, modelos, produtos, método de pesquisa etc.; Dissertar é expor ideias a respeito de determinado assunto, discutir, persuadir, questionar, analisar e apresentar provas que justifiquem e convençam.
  • 51. Comunicação e Redação Organizacional GERÚNDIO ASSASSINO - Boa tarde! Telepizza, às ordens. - Boa tarde! Queria três grandes de mussarela. Demora muito? - Vamos estar entregando daqui a 40 ou 50 minutos. - Ótimo! Quanto custam? - A senhora vai estar pagando R$ 58,00 reais. - Está bem. - Mais alguma coisa? - Não, obrigada. - Por nada. Ligue sempre.
  • 52. Comunicação e Redação Organizacional Telefonistas, secretárias e profissionais de telemarketing parecem ter recebido o mesmo treinamento e assimilado o mesmo vício. Trata-se do gerundismo. Fruto de traduções malfeitas do inglês, o intruso quer roubar o lugar do futuro da nossa língua. “ Vou estar entregando”, “vai estar pagando”, “vai estar tendo”?
  • 53. Comunicação e Redação Organizacional Por que não usar nossos simpáticos futuros? São dois. Um deles é o simples. Tem as terminações ei, ás, á, emos, eis, ão (irei, irás, irá, iremos, ireis, irão). Com ele, a telefonista teria feito bonito: - Entregaremos a pizza daqui a 40 ou 50 minutos. - A senhora pagará R$ 58,00 reais.
  • 54. Comunicação e Redação Organizacional O outro é o composto. Ele recorre ao auxiliar ir, mas sem gerúndio: - Vamos entregar a pizza daqui a 40 ou 50 minutos. - A senhora vai pagar R$ 58,00 reais. O gerundismo avança. É flagrado nas conversas da meninada, pior, até nos bate-papos de gerentes, diretores. Devemos nos preocupar com este atentado gramatical o gerúndio assassino que mata prestígio, promoções e vendas.
  • 55. Comunicação e Redação Organizacional Leitura: 1. http://revistalingua.uol.com.br/textos.asp?codigo=12493 Dicas de Português: 1. http://g1.globo.com/platb/portugues/2008/05/28/duvidas 2.http://g1.globo.com/platb/portugues/
  • 56. Comunicação e Redação Organizacional Atividade: 3.Estudar o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (AOLP); 5.Estudar as regras de pontuação e os aspectos gramaticais: Crase; Uso dos (por que, porque, por quê e porquê); Palavra Anexo;
  • 57. Comunicação e Redação Organizacional Referências Fundação IDEPAC para o Desenvolvimento Profissional. Apostila de Técnicas Administrativas. 2009. MEDEIROS, João Bosco. Redação Empresarial. 6ª Ed. São Paulo: Atlas, 2009. SISTI, Silvana Progetti Paschoal. et al. Administração. Valinhos: Anhanguera Publicações, 2009. * Outros assuntos de propriedade dos seus criadores, como professores e pesquisadores, encontrados na internet e apresentados em sala de aulas de vários cursos.