SlideShare uma empresa Scribd logo
Trabalho realizado por:
João Lestro nº13
Margarida Caetano nº14
Rodrigo Pedro nº23
Sofia Cairrão nº25
Tatiana Figueiredo nº27
Introduçãoo
Com este trabalho pretendemos ficar a conhecer melhor as
plantas invasoras de S. Martinho do Porto a que espécie
pertencem e de onde vem.
Plantas invasoras
As plantas invasoras são espécies exóticas que ocupam os ambientes
naturais tornando-se prejudiciais para as espécies nativas.
As plantas invasoras nascem sem ninguém as plantar.
Chorão-da-praia
Carpobrotus-edulis
Chorão-da-praia
O chorão da praia é uma planta suculenta rastejante natural da Africa
do sul em regiões com climas semelhantes, como o Mediterrâneo e
partes da Austrália e na Califórnia o humano não a conseguiu controlar
e então desde ai passou a ser uma planta invasora.
Classificação científica:
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Caryophyllales
Família: Aizoaceae
Género: Carpobrotus
Espécie: C. edulis
Chorão da praia
Localização geográfica em
Portugal
Canas
Arundo donax L
Cana-do-reino, Cana (Arundo donax) é uma planta perene, natural das
águas frescas do Mediterrâneo. Não é igual á cana-da-índia que é natural
da China e que o seu nome científico é Phyllostachys bambusoides(1).
Cresce mais ou menos 4 a 6m de altura, raramente passa dos 10 m, com os
ramos ocos de 2 a 3 cm de diâmetro. As suas folhas variam entre os 30 a
60 cm de comprimento e entre 2 a 6 cm de largura, de cor verde-acizentado
e as suas bases parecem tufos.
A sua flor nasce no verão tardio , nas secções elevadas da planta, com 40 a
60 cm de comprimento, e cuja as suas sementes são raramente férteis. Por
outro lado, esta planta produz se por meio de rizomas. Acredita-se que é
uma evolução a adequar se às enchentes das regiões onde cresce.
A sua alta taxa de crescimento (5 cm por dia na primavera) solicita de muita
água, disputando cada centímetro de solo com outra planta
Canas
Arundo Dolax L
Localização geográfica em Portugal
Avoadinha-Peluda
Conyza bonariensis
Avoadinha-peluda
A avoadinha peluda tambem conhecida como conyza bonariensis é de
origem Americana e vem da America do sul e é de introduçao ocidental
a avoadinha peluda embora não pareca é um planta invasora e existe
em s.marinho do porto.
Conyza bonariensis
Localização geográfica em Portugal
Senecio
Senecio bicolor
*A planta Senecio é um género botânico que pertence à
familia Asteraceae. O gênero Senecio é um dos maiores
generos de plantas com flores do mundo, apesar da
separação de muitas especies em outros genero.
*O Senecio vem da região mediterrânica oriental e
central
Senécio
Senecio
Localização geografica em Portugal
Azedas
Oxalis pes-caprae
As azedas são de Origem africana e vem da África do sul os motivos de
introdução são provavelmente para ornamentais não parecem plantas
invasoras mas são e existem muitas em S.Martinho do Porto.
Azedas
Azedas
Localização geográfica em Portugal
Em São Marinho do Porto, há poucas espécies invasoras perigosas mas grande
quantidade de canas e chorões-da-praia.
Há plantas invasoras que pensamos que não são invasoras mas enganamo-nos é o
Caso das azedas e da avoadinha-peluda.
Plantas Invasoras
Não se deve plantar em jardins plantas consideradas invasoras.
Deve-se erradicar qualquer foco de invasão deve ser logo combatida,
arrancando a planta pelas raízes, bolbos, e todas as partes
subterrâneas.
Prevenções
Com este trabalho concluímos que existem varias espécies de plantas
invasoras tem diferentes forma e que pertencem a diferentes “famílias”
percebemos também que algumas das plantas invasoras são plantas que
nos nunca imaginaríamos serem.
Conclusão
http://pt.wikipedia.org/wiki/Chor%C3%A3o-das-praias
Slideshare
Webgrafia
Plantas invasoras em são martinho do porto (1) renovado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Banana Doenças
Banana DoençasBanana Doenças
Banana Doenças
Cristieli Mendes
 
Pepino
PepinoPepino
Doenças fúngicas na melancia
Doenças fúngicas na melancia Doenças fúngicas na melancia
Doenças fúngicas na melancia
Hemilly Rayanne
 
Plantas sem flor
Plantas sem florPlantas sem flor
Plantas sem flor
MariaJoão Agualuza
 
Pantanal Garden Center :: Curso Básico de Cultivo de Orquídeas
Pantanal Garden Center :: Curso Básico de Cultivo de OrquídeasPantanal Garden Center :: Curso Básico de Cultivo de Orquídeas
Pantanal Garden Center :: Curso Básico de Cultivo de Orquídeas
Pantanal Garden Center
 
plantas e flores
plantas e floresplantas e flores
plantas e flores
Bárbara Marques
 
A Diversidade Das Flores
A Diversidade Das FloresA Diversidade Das Flores
A Diversidade Das Flores
michelechristine
 
Plantas úteis em agricultura biológica
Plantas úteis em agricultura biológicaPlantas úteis em agricultura biológica
Plantas úteis em agricultura biológica
Jorge Castro
 
Implantação de um pomar
Implantação de um pomarImplantação de um pomar
Implantação de um pomar
Sabrina Nascimento
 
Fungos nas Plantas - Oídio e Míldio
Fungos nas Plantas - Oídio e MíldioFungos nas Plantas - Oídio e Míldio
Fungos nas Plantas - Oídio e Míldio
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Plantas sem flor
Plantas sem florPlantas sem flor
Plantas sem flor
MariaJoão Agualuza
 
Apostila Orquídeas
Apostila OrquídeasApostila Orquídeas
Apostila Orquídeas
Pupi Crystel
 
Os coentros
Os coentros Os coentros
Morfologia e Fenologia do Feijão
Morfologia e Fenologia do FeijãoMorfologia e Fenologia do Feijão
Morfologia e Fenologia do Feijão
Killer Max
 
Ervas e Saúde - Manual do Uso
Ervas e Saúde - Manual do UsoErvas e Saúde - Manual do Uso
Ervas e Saúde - Manual do Uso
V.X. Carmo
 
Orquídeas 3 C
Orquídeas 3 COrquídeas 3 C
Produção de Rosas
Produção de RosasProdução de Rosas
Produção de Rosas
Sabrina Nascimento
 
Abacate
AbacateAbacate
Míldio da videira (Plasmopara viticola)
Míldio da videira (Plasmopara viticola)Míldio da videira (Plasmopara viticola)
Míldio da videira (Plasmopara viticola)
Tales Gonçalves Rodrigues
 

Mais procurados (19)

Banana Doenças
Banana DoençasBanana Doenças
Banana Doenças
 
Pepino
PepinoPepino
Pepino
 
Doenças fúngicas na melancia
Doenças fúngicas na melancia Doenças fúngicas na melancia
Doenças fúngicas na melancia
 
Plantas sem flor
Plantas sem florPlantas sem flor
Plantas sem flor
 
Pantanal Garden Center :: Curso Básico de Cultivo de Orquídeas
Pantanal Garden Center :: Curso Básico de Cultivo de OrquídeasPantanal Garden Center :: Curso Básico de Cultivo de Orquídeas
Pantanal Garden Center :: Curso Básico de Cultivo de Orquídeas
 
plantas e flores
plantas e floresplantas e flores
plantas e flores
 
A Diversidade Das Flores
A Diversidade Das FloresA Diversidade Das Flores
A Diversidade Das Flores
 
Plantas úteis em agricultura biológica
Plantas úteis em agricultura biológicaPlantas úteis em agricultura biológica
Plantas úteis em agricultura biológica
 
Implantação de um pomar
Implantação de um pomarImplantação de um pomar
Implantação de um pomar
 
Fungos nas Plantas - Oídio e Míldio
Fungos nas Plantas - Oídio e MíldioFungos nas Plantas - Oídio e Míldio
Fungos nas Plantas - Oídio e Míldio
 
Plantas sem flor
Plantas sem florPlantas sem flor
Plantas sem flor
 
Apostila Orquídeas
Apostila OrquídeasApostila Orquídeas
Apostila Orquídeas
 
Os coentros
Os coentros Os coentros
Os coentros
 
Morfologia e Fenologia do Feijão
Morfologia e Fenologia do FeijãoMorfologia e Fenologia do Feijão
Morfologia e Fenologia do Feijão
 
Ervas e Saúde - Manual do Uso
Ervas e Saúde - Manual do UsoErvas e Saúde - Manual do Uso
Ervas e Saúde - Manual do Uso
 
Orquídeas 3 C
Orquídeas 3 COrquídeas 3 C
Orquídeas 3 C
 
Produção de Rosas
Produção de RosasProdução de Rosas
Produção de Rosas
 
Abacate
AbacateAbacate
Abacate
 
Míldio da videira (Plasmopara viticola)
Míldio da videira (Plasmopara viticola)Míldio da videira (Plasmopara viticola)
Míldio da videira (Plasmopara viticola)
 

Destaque

Fauna de são martinho do porto (2)
Fauna de são martinho do porto (2)Fauna de são martinho do porto (2)
Fauna de são martinho do porto (2)
michelpimenta
 
Espécies vegetais invasoras
Espécies vegetais invasorasEspécies vegetais invasoras
Espécies vegetais invasoras
malex86
 
Património edificado S. Martinho do Porto
Património edificado S. Martinho do PortoPatrimónio edificado S. Martinho do Porto
Património edificado S. Martinho do Porto
bibliotecasmp
 
São martinho do porto.
São martinho do porto.São martinho do porto.
São martinho do porto.
Catarina Costa Fonte
 
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlotaAs algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
michelpimenta
 
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlotaAs algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
michelpimenta
 
Património edificado S. Martinho do Porto
Património edificado S. Martinho do PortoPatrimónio edificado S. Martinho do Porto
Património edificado S. Martinho do Porto
bibliotecasmp
 
Espécies invasoras de PE
Espécies invasoras de PEEspécies invasoras de PE
Espécies invasoras de PE
vfalcao
 
Parque natural litoral norte
Parque natural litoral norteParque natural litoral norte
Parque natural litoral norte
Agrupamento de Escolas de Mortágua
 
Plantas Invasoras - VIII Jornadas PROSEPE
Plantas Invasoras - VIII Jornadas PROSEPEPlantas Invasoras - VIII Jornadas PROSEPE
Plantas Invasoras - VIII Jornadas PROSEPE
Plantas Invasoras em Portugal
 
Parque Natural do Litoral Norte
Parque Natural do Litoral NorteParque Natural do Litoral Norte
Parque Natural do Litoral Norte
Pedro Peixoto
 
Parque Natural do Montesinho
Parque Natural do MontesinhoParque Natural do Montesinho
Parque Natural do Montesinho
Pedro Peixoto
 
Atlas portugal
Atlas portugalAtlas portugal
Atlas portugal
marcokiko84
 
Espécies invasoras
Espécies invasorasEspécies invasoras
Espécies invasoras
Akene Shionara
 
Vegetação Litorânea
Vegetação Litorânea Vegetação Litorânea
Vegetação Litorânea
Maria Olandina Machado
 
A vegetação
A vegetação A vegetação
A vegetação
António Luís Catarino
 
Dunas
DunasDunas
Dunas
Luisd3000
 
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atualLitoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Idalina Leite
 
1 ocupação antrópica - zonas costeiras
1   ocupação antrópica - zonas costeiras1   ocupação antrópica - zonas costeiras
1 ocupação antrópica - zonas costeiras
margaridabt
 
Algarve
AlgarveAlgarve
Algarve
davidsilva142
 

Destaque (20)

Fauna de são martinho do porto (2)
Fauna de são martinho do porto (2)Fauna de são martinho do porto (2)
Fauna de são martinho do porto (2)
 
Espécies vegetais invasoras
Espécies vegetais invasorasEspécies vegetais invasoras
Espécies vegetais invasoras
 
Património edificado S. Martinho do Porto
Património edificado S. Martinho do PortoPatrimónio edificado S. Martinho do Porto
Património edificado S. Martinho do Porto
 
São martinho do porto.
São martinho do porto.São martinho do porto.
São martinho do porto.
 
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlotaAs algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
 
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlotaAs algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
As algas de são martinho do porto (1) cheila maria carlota
 
Património edificado S. Martinho do Porto
Património edificado S. Martinho do PortoPatrimónio edificado S. Martinho do Porto
Património edificado S. Martinho do Porto
 
Espécies invasoras de PE
Espécies invasoras de PEEspécies invasoras de PE
Espécies invasoras de PE
 
Parque natural litoral norte
Parque natural litoral norteParque natural litoral norte
Parque natural litoral norte
 
Plantas Invasoras - VIII Jornadas PROSEPE
Plantas Invasoras - VIII Jornadas PROSEPEPlantas Invasoras - VIII Jornadas PROSEPE
Plantas Invasoras - VIII Jornadas PROSEPE
 
Parque Natural do Litoral Norte
Parque Natural do Litoral NorteParque Natural do Litoral Norte
Parque Natural do Litoral Norte
 
Parque Natural do Montesinho
Parque Natural do MontesinhoParque Natural do Montesinho
Parque Natural do Montesinho
 
Atlas portugal
Atlas portugalAtlas portugal
Atlas portugal
 
Espécies invasoras
Espécies invasorasEspécies invasoras
Espécies invasoras
 
Vegetação Litorânea
Vegetação Litorânea Vegetação Litorânea
Vegetação Litorânea
 
A vegetação
A vegetação A vegetação
A vegetação
 
Dunas
DunasDunas
Dunas
 
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atualLitoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
 
1 ocupação antrópica - zonas costeiras
1   ocupação antrópica - zonas costeiras1   ocupação antrópica - zonas costeiras
1 ocupação antrópica - zonas costeiras
 
Algarve
AlgarveAlgarve
Algarve
 

Semelhante a Plantas invasoras em são martinho do porto (1) renovado

Plantas invasoras em são martinho do porto (1)
Plantas invasoras em são martinho do porto (1)Plantas invasoras em são martinho do porto (1)
Plantas invasoras em são martinho do porto (1)
eco-escolas
 
A Diversidade Das Flores
A Diversidade Das FloresA Diversidade Das Flores
A Diversidade Das Flores
michelechristine
 
Espécies exóticas invasoras
Espécies exóticas invasorasEspécies exóticas invasoras
Espécies exóticas invasoras
Mirian Gonçalves Ramos
 
Plantas em extinção3 B
Plantas em extinção3 BPlantas em extinção3 B
Plantas em extinção3 B
Maria Teresa Iannaco Grego
 
AMB_FAUNA & FLORA_AlineCruz
AMB_FAUNA & FLORA_AlineCruzAMB_FAUNA & FLORA_AlineCruz
AMB_FAUNA & FLORA_AlineCruz
Aline Cruz
 
Cegonha preta
Cegonha pretaCegonha preta
Cegonha preta
Sara Gonçalves
 
Espécies exóticas invasoras
Espécies exóticas invasorasEspécies exóticas invasoras
Espécies exóticas invasoras
Mirian Gonçalves Ramos
 
Plantas exoticas em Portugal-modulo 5 de cn.pptx
Plantas exoticas em Portugal-modulo 5 de cn.pptxPlantas exoticas em Portugal-modulo 5 de cn.pptx
Plantas exoticas em Portugal-modulo 5 de cn.pptx
AnaMariaGalante
 
Plantas invasorasdocx.docx
Plantas invasorasdocx.docxPlantas invasorasdocx.docx
Plantas invasorasdocx.docx
encontrosemrede
 
Pingo de ouro
Pingo de ouro Pingo de ouro
Pingo de ouro
liedjovem
 
Equipe verde
Equipe verdeEquipe verde
Equipe verde
equipe verde
 
Reserva Natural das Berlengas
Reserva Natural das BerlengasReserva Natural das Berlengas
Reserva Natural das Berlengas
MariaJoão Agualuza
 
ML
MLML
Fauna brasileira
Fauna brasileiraFauna brasileira
Fauna brasileira
cjopa
 
Parquedamaternidade2
Parquedamaternidade2Parquedamaternidade2
Parquedamaternidade2
Claudiomar Cunha
 
Bromelias 2
Bromelias 2Bromelias 2
Bromelias epifitas
Bromelias epifitas Bromelias epifitas
Bromelias epifitas
william tito nina
 
Ppt plantas ameaçadas
Ppt   plantas ameaçadasPpt   plantas ameaçadas
Ppt plantas ameaçadas
maria
 
Sala Verde Inhotim Informativo 15
Sala Verde Inhotim   Informativo 15Sala Verde Inhotim   Informativo 15
Sala Verde Inhotim Informativo 15
José André
 
Fauna e flora
Fauna e floraFauna e flora
Fauna e flora
ebelly26
 

Semelhante a Plantas invasoras em são martinho do porto (1) renovado (20)

Plantas invasoras em são martinho do porto (1)
Plantas invasoras em são martinho do porto (1)Plantas invasoras em são martinho do porto (1)
Plantas invasoras em são martinho do porto (1)
 
A Diversidade Das Flores
A Diversidade Das FloresA Diversidade Das Flores
A Diversidade Das Flores
 
Espécies exóticas invasoras
Espécies exóticas invasorasEspécies exóticas invasoras
Espécies exóticas invasoras
 
Plantas em extinção3 B
Plantas em extinção3 BPlantas em extinção3 B
Plantas em extinção3 B
 
AMB_FAUNA & FLORA_AlineCruz
AMB_FAUNA & FLORA_AlineCruzAMB_FAUNA & FLORA_AlineCruz
AMB_FAUNA & FLORA_AlineCruz
 
Cegonha preta
Cegonha pretaCegonha preta
Cegonha preta
 
Espécies exóticas invasoras
Espécies exóticas invasorasEspécies exóticas invasoras
Espécies exóticas invasoras
 
Plantas exoticas em Portugal-modulo 5 de cn.pptx
Plantas exoticas em Portugal-modulo 5 de cn.pptxPlantas exoticas em Portugal-modulo 5 de cn.pptx
Plantas exoticas em Portugal-modulo 5 de cn.pptx
 
Plantas invasorasdocx.docx
Plantas invasorasdocx.docxPlantas invasorasdocx.docx
Plantas invasorasdocx.docx
 
Pingo de ouro
Pingo de ouro Pingo de ouro
Pingo de ouro
 
Equipe verde
Equipe verdeEquipe verde
Equipe verde
 
Reserva Natural das Berlengas
Reserva Natural das BerlengasReserva Natural das Berlengas
Reserva Natural das Berlengas
 
ML
MLML
ML
 
Fauna brasileira
Fauna brasileiraFauna brasileira
Fauna brasileira
 
Parquedamaternidade2
Parquedamaternidade2Parquedamaternidade2
Parquedamaternidade2
 
Bromelias 2
Bromelias 2Bromelias 2
Bromelias 2
 
Bromelias epifitas
Bromelias epifitas Bromelias epifitas
Bromelias epifitas
 
Ppt plantas ameaçadas
Ppt   plantas ameaçadasPpt   plantas ameaçadas
Ppt plantas ameaçadas
 
Sala Verde Inhotim Informativo 15
Sala Verde Inhotim   Informativo 15Sala Verde Inhotim   Informativo 15
Sala Verde Inhotim Informativo 15
 
Fauna e flora
Fauna e floraFauna e flora
Fauna e flora
 

Último

Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 

Plantas invasoras em são martinho do porto (1) renovado

  • 1. Trabalho realizado por: João Lestro nº13 Margarida Caetano nº14 Rodrigo Pedro nº23 Sofia Cairrão nº25 Tatiana Figueiredo nº27
  • 2. Introduçãoo Com este trabalho pretendemos ficar a conhecer melhor as plantas invasoras de S. Martinho do Porto a que espécie pertencem e de onde vem.
  • 3. Plantas invasoras As plantas invasoras são espécies exóticas que ocupam os ambientes naturais tornando-se prejudiciais para as espécies nativas. As plantas invasoras nascem sem ninguém as plantar.
  • 5. Chorão-da-praia O chorão da praia é uma planta suculenta rastejante natural da Africa do sul em regiões com climas semelhantes, como o Mediterrâneo e partes da Austrália e na Califórnia o humano não a conseguiu controlar e então desde ai passou a ser uma planta invasora. Classificação científica: Reino: Plantae Divisão: Magnoliophyta Classe: Magnoliopsida Ordem: Caryophyllales Família: Aizoaceae Género: Carpobrotus Espécie: C. edulis
  • 6. Chorão da praia Localização geográfica em Portugal
  • 8. Cana-do-reino, Cana (Arundo donax) é uma planta perene, natural das águas frescas do Mediterrâneo. Não é igual á cana-da-índia que é natural da China e que o seu nome científico é Phyllostachys bambusoides(1). Cresce mais ou menos 4 a 6m de altura, raramente passa dos 10 m, com os ramos ocos de 2 a 3 cm de diâmetro. As suas folhas variam entre os 30 a 60 cm de comprimento e entre 2 a 6 cm de largura, de cor verde-acizentado e as suas bases parecem tufos. A sua flor nasce no verão tardio , nas secções elevadas da planta, com 40 a 60 cm de comprimento, e cuja as suas sementes são raramente férteis. Por outro lado, esta planta produz se por meio de rizomas. Acredita-se que é uma evolução a adequar se às enchentes das regiões onde cresce. A sua alta taxa de crescimento (5 cm por dia na primavera) solicita de muita água, disputando cada centímetro de solo com outra planta Canas
  • 9. Arundo Dolax L Localização geográfica em Portugal
  • 11. Avoadinha-peluda A avoadinha peluda tambem conhecida como conyza bonariensis é de origem Americana e vem da America do sul e é de introduçao ocidental a avoadinha peluda embora não pareca é um planta invasora e existe em s.marinho do porto.
  • 14. *A planta Senecio é um género botânico que pertence à familia Asteraceae. O gênero Senecio é um dos maiores generos de plantas com flores do mundo, apesar da separação de muitas especies em outros genero. *O Senecio vem da região mediterrânica oriental e central Senécio
  • 17. As azedas são de Origem africana e vem da África do sul os motivos de introdução são provavelmente para ornamentais não parecem plantas invasoras mas são e existem muitas em S.Martinho do Porto. Azedas
  • 19. Em São Marinho do Porto, há poucas espécies invasoras perigosas mas grande quantidade de canas e chorões-da-praia. Há plantas invasoras que pensamos que não são invasoras mas enganamo-nos é o Caso das azedas e da avoadinha-peluda. Plantas Invasoras
  • 20. Não se deve plantar em jardins plantas consideradas invasoras. Deve-se erradicar qualquer foco de invasão deve ser logo combatida, arrancando a planta pelas raízes, bolbos, e todas as partes subterrâneas. Prevenções
  • 21. Com este trabalho concluímos que existem varias espécies de plantas invasoras tem diferentes forma e que pertencem a diferentes “famílias” percebemos também que algumas das plantas invasoras são plantas que nos nunca imaginaríamos serem. Conclusão