SlideShare uma empresa Scribd logo
Entendendo a PEC 241 (55)
PEC do Teto dos Gastos Públicos
(para o OcupaCPII)
Miguel Freitas *
miguel@cpti.cetuc.puc-rio.br
* Engenheiro Pesquisador da PUC-Rio, não é economista.
Doutor em Eletromagnetismo Aplicado e Mestre em Telecomunicações.
“A nossa dificuldade em conseguir formar um pensamento é
muito maior do que a de vocês. Nós temos que ver tudo o
que a mídia nos passa, fazer um processo de compreensão,
de seleção, para daí conseguir ver do que a gente vai ser a
favor e do que a gente vai ser contra. É um processo difícil,
não é fácil para estudantes simplesmente decidir pelo que
lutar.” - Ana Júlia
PEC 241: O que diz o governo?
● Afirma ter havido um “aumento sem
precedentes da dívida pública federal”
● Temer: “uma família não pode gastar mais do
que arrecada”
● PEC: mecanismo proposto pelo governo para
frear o crescimento dos seus gastos, com o
objetivo de equilibrar o orçamento no longo prazo
e conter o aumento da dívida pública.
● PEC: por 20 anos o crescimento das despesas
da união seria limitado pela correção da inflação.
O que diz a Constituição:
● Impostos são cobrados segundo “capacidade
contributiva” => ricos devem pagar mais.
● Direitos dos cidadãos: Saúde, educação, moradia,
trabalho, previdência social, proteção à maternidade e à
infância, assistência aos desamparados, segurança,
lazer, vestuário, alimentação e transporte.
Reduzir desigualdades está na Constituição
● Pagar mais impostos não dá direito a mais serviços.
Impostos têm função redistributiva.
● Objetivos “fundamentais” da Constituição (art 3): I –
construir uma sociedade livre, justa e solidária; II –
garantir o desenvolvimento nacional; III – erradicar a
pobreza e a marginalização e reduzir as
desigualdades sociais e regionais; IV – promover o
bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo,
cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.
O que acontece quando os impostos não são
suficientes para pagar os serviços do estado?
● Despesas > Receitas : Déficit (contrário de superávit)
● O estado precisa pegar dinheiro emprestado.
● Entrega “títulos de dívida” em troca do dinheiro, se
comprometendo a pagar juros.
Algumas definições importantes:
● Despesas Primárias: Gastos com serviços (saúde,
educação, segurança etc) e funcionamento do estado,
sem incluir o pagamento de juros.
● Resultado Primário = Receitas – Despesas Primárias
● Resultado Nominal = Resultado Primário + Juros
Nominais.
● Juros Nominais = Juros sem descontar a inflação.
● Resultado Nominal = Resultado Primário + Juros Nominais
● De 1998 até 2013 o governo sempre obteve superávit primário
(barras azuis)
● O custo financeiro (juros+swap) é o maior responsável pelo
déficit nominal (linha amarela)
● A PEC desvia o foco da discussão (juros, sonegação, reforma
tributária, impostos sobre lucros e dividendos etc)
Fonte: TD 217 do
Senado (“A PEC dos
Gastos Públicos é
necessária?”)
(% do
PIB)
Obs: Gasto efetivo com juros cerca 25%
(tem que descontar receitas financeiras)
Não é 45% mas ainda é muito mais que
saúde/educação/etc
Ver Blog do Bianchini (analista do BC): “Por que a
Auditoria Cidadã não é levada a sério?”
Algumas coisas que o governo não diz...
● A dívida sempre aumenta em períodos de crise
econômica (fato histórico). Mas é claro que não pode
crescer indefinidamente.
● A comparação com gastos de uma família é simplória e não
é adequada:
- Gastos do governo movimentam economia
ex: R$ 1,00 gasto no SUS aumenta PIB em R$ 1,70*
- Uma família não cria dinheiro (não que isso seja uma
solução).
- Economistas não conseguiram definir um limite para o
endividamento máximo do governo (Japão 234% PIB,
Itália 139%, França 104%... Brasil 65%)
* Abrahão, Mostafa e Herculano, 2011
Deficit Primário quando
Despesa > Receita
Efeito da crise: a partir de
2014 receitas despencam.
(desonerações contribuiram)
Fonte: Blog do Bianchini: “O Novo Regime Fiscal e as vinculações...”
O que a PEC 241 realmente faz?
(independente da receita)
● Mas a despesa não é corrigida pela inflação? Não deveria
aumentar?
R: Não, o gasto REAL não aumenta.
● Malandragem: o congelamento só começa em 2018, usando
valores de despesa de 2017. A população vai demorar 2 anos
para perceber.
Despesas reais congeladas
por 20 anos (10+10)
PEC limita o teto e altera os pisos constitucionais
● Antes os gastos obrigatórios tinham que ser maiores que uma fração da
arrecadação.
Ex: Gasto mínimo educação = (despesa educação / arrecadação) > 18%
● A partir de 2018 os gastos obrigatórios serão corrigidos apenas pela inflação,
mesmo que a arrecadação aumente.
● Gastos mínimos em saúde aumentam de 13,7% para 15% em 2017.
● Malandragem: a arrecadação de 2016 (e 2017) é menor que a dos anos
anteriores, logo o mínimo real congelado será pequeno mesmo com % maior.
Despesas com saúde conforme regra atual
● Os gastos com saúde (em % da arrecadação) aumentaram em 2015 pois a
arrecadação caiu.
● “Ironicamente, o aumento da vinculação de despesas da União com saúde
foi um dos elementos da chamada pauta bomba, que visou impedir o ajuste
fiscal tentado por Dilma em seu segundo governo. Agora que o
impeachment foi consolidado, a medida sofre nova modificação.” - Bianchini
● Antes de 2015 (EC 86/15) os gastos de saúde eram corrigidos pela variação
nominal do PIB.
Mínimo de 15%
será antecipado
Despesas com saúde após a PEC
● Em 2030 a população brasileira terá 21 milhões de pessoas
a mais.
● Estas pessoas terão que ser tratadas com aproximadamente
a mesma quantia de recursos (reais) que em 2017.
● Todos os especialistas em saúde concordam que os
recursos atuais são insuficientes para prestar serviços de
qualidade.
● Governo: apenas as despesas totais são congeladas, saúde
pode aumentar se reduzir de outras áreas...
– Ok, mas vai tirar de onde?? (vide gráfico do orçamento)
– A maioria das despesas primárias, como previdência e
funcionalismo, é rígida. Há pouca margem para
remanejamento.
Despesas atuais do governo federal com educação
● As despesas com educação já estão acima do mínimo
constitucional (18% da arrecadação) desde 2001.
● O valor mínimo de 2017 será congelado por 20 anos.
● O FUNDEB não é afetado pela PEC. Ele redistribui os recursos
entre união/estados/municipios pelo número de alunos, mas não
aumenta o volume de recursos.
● O FUNDEB é somado/subtraído às despesas para comprovar o
mínimo constitucional.
● O FUNDEB acaba em 2020... e depois?
Fontes de receita para educação em 2015
● Responsabilidades distribuídas. Gov. Federal (superior), estados
(médio) e municípios (fundamental), prioritariamente.
● Mínimo de 25% dos estados e municípios não é afetado pela PEC.
● O mínimo da união (18% da arrecadação) corresponde a 21% dos
recursos mínimos previstos. Mesmo se fosse totalmente eliminado, em
tese, ainda sobrariam 79% dos recursos (mínimos).
Impactos da PEC na educação
● Ao preservar transferências para estados e municípios
e o FUNDEB a PEC preserva, em princípio, a
educação básica.
● O ajuste (cortes) devem incidir principalmente
sobre ensino profissionalizante (CEFETs) e
superior, além de casos especiais como o Pedro II.
● Os gastos atuais já são maiores que mínimo de 18%,
assim um governo já poderia reduzir os gastos mesmo
sem a PEC.
● O congelamento vai limitar a expansão do ensino
superior. Provável sucateamento das universidades
federais.
Salário dos servidores públicos
● A PEC estabelece que quando um poder descumprir o
teto do limite de gastos, será proibida a concessão de
aumentos ou reajustes de servidores, empregados
públicos e militares.
● Ou seja, em caso de descumprimento, mesmo a
reposição da inflação não seria permitida.
● Neste caso são proibidas também medidas que
aumentem despesas acima da inflação, o que na
prática congelaria o salário mínimo (a regra atual de
valorização do mínimo incorpora o crescimento do PIB
com 2 anos de atraso)
Crescimento constante da previdência
● Gastos com previdência continuarão crescendo com novas
aposentadorias
● Alguma reforma será necessária no futuro, com ou sem PEC
● Com a PEC, é inevitável que o crescimento da previdência
retire recursos das outras áreas
“despedalada”
(sairá do gráfico
do acumulado de
12 meses em
dez/2016, igual
ao degrau da
linha verde 2010)
Observações finais
● O governo usa argumentos falaciosos para defender a
PEC (aumento explosivo das despesas, culpa do déficit
primário, de que outros países teriam feito ajustes
semelhantes etc)
● Países que adotaram restrições semelhantes (ex: Holanda
citada pelo governo) relaxaram as medidas justamente para
enfrentar a crise
● A PEC não é o único ajuste possível (e certamente não
é o melhor)
● Não se discute a taxação de lucros e dividendos que
incidiria sobre os ricos (apenas a Estônia na OCDE isenta
como o Brasil), fim de desonerações fiscais etc
● A PEC não evita o crescimento da dívida pública,
apenas retira dinheiro de outras áreas para garantir o
pagamento dos juros
Observações finais
● A PEC indiscutivelmente vai aumentar a desigualdade,
penalizando os serviços prestados aos mais pobres
(serviços públicos são uma forma de transferência de
renda)
● A PEC agrava a recessão ao reduzir investimentos
públicos em infraestrutura e gastos sociais
● A PEC será particularmente catastrófica para saúde
pública, educação pública técnica, superior e CPII
● A PEC afeta os próximos 5 presidentes e retira a
possibilidade da população decidir os rumos do país
através do voto (e isso feito por um governo não eleito...)
● Estudo do Senado concluiu que a PEC é inconstitucional
(Boletim Legislativo 53)
Quem já se manifestou contra a PEC
Conselho Federal de Economia
Conselho Regional de Medicina do Estado do RJ (CREMERJ)
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)
Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO)
Conselho Regional de Medicina do Estado do RJ (CREMERJ)
Sociedade Brasileira de Pediatria
Ministério Público Federal
OAB
Defensoria Pública Federal
Fiocruz
Referências
https://bianchiniblog.wordpress.com/2016/10/15/o-novo-regime-fiscal-e-as-
vinculacoes-de-despesas-com-saude-e-educacao/
Ipea – Nota técnica 28 - Os impactos do novo regime fiscal para o
financiamento do sistema único de saúde e para a efetivação do direito à
saúde no brasil
Senado Federal – Boletim Legislativo 53 - As inconstitucionalidades do “novo
regime fiscal” instituído pela pec nº 55, de 2016 (pec nº 241)
Senado Federal – TD 217 - A PEC do teto dos gastos públicos é necessária?
Onde baixar esta apresentação?
www.cptibr.org/~miguel/pec-teto-dos-gastos.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
Erica Frau
 
Senso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científicoSenso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científico
Helena Serrão
 
fake news no cotidiano escolar
fake news no cotidiano escolarfake news no cotidiano escolar
fake news no cotidiano escolar
Washington Rocha
 
Filosofia: o racionalismo de Espinosa
Filosofia: o racionalismo de EspinosaFilosofia: o racionalismo de Espinosa
Filosofia: o racionalismo de Espinosa
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
Ética nas Redes Sociais
Ética nas Redes SociaisÉtica nas Redes Sociais
Ética nas Redes Sociais
Christian Devezas
 
O dualismo cartesiano
O dualismo cartesianoO dualismo cartesiano
O dualismo cartesiano
Caio Maximino
 
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADOTECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
JILAN C. GERAL
 
2 infancia int
2 infancia int2 infancia int
Filosofia Estética
Filosofia EstéticaFilosofia Estética
Filosofia Estética
Kely Cristina Metzker
 
Immanuel kant
Immanuel kantImmanuel kant
Immanuel kant
CarolineCougo
 
O Conhecimento Apreensão e Expressão da Realidade (1).ppt
O Conhecimento Apreensão e Expressão da Realidade (1).pptO Conhecimento Apreensão e Expressão da Realidade (1).ppt
O Conhecimento Apreensão e Expressão da Realidade (1).ppt
GabrielSilva602316
 
Aula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O EmpirismoAula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O Empirismo
Claudio Henrique Ramos Sales
 
O avanço da tecnologia
O avanço da tecnologiaO avanço da tecnologia
O avanço da tecnologia
Andre Amaral
 
Mapa conceitual - Estética
Mapa conceitual - EstéticaMapa conceitual - Estética
Mapa conceitual - Estética
Gilberto Cotrim
 
Teoria do conhecimento aristóteles
Teoria do conhecimento aristótelesTeoria do conhecimento aristóteles
Teoria do conhecimento aristóteles
Cristian Oliveira
 
Ilusão de óptica trabalho de física
Ilusão de óptica  trabalho de físicaIlusão de óptica  trabalho de física
Ilusão de óptica trabalho de física
Tiago Gomes da Silva
 
Como indicar bibliografia e webgrafia?
Como indicar bibliografia e webgrafia?Como indicar bibliografia e webgrafia?
Como indicar bibliografia e webgrafia?
Carla Crespo
 
Francis Bacon
Francis BaconFrancis Bacon
Francis Bacon
Lara Luisa
 
Tecnicas de Estudo
Tecnicas de EstudoTecnicas de Estudo
Tecnicas de Estudo
Vanessa Nogueira
 
História e evolução da tv
História e evolução da tvHistória e evolução da tv
História e evolução da tv
George Araujo
 

Mais procurados (20)

Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 
Senso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científicoSenso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científico
 
fake news no cotidiano escolar
fake news no cotidiano escolarfake news no cotidiano escolar
fake news no cotidiano escolar
 
Filosofia: o racionalismo de Espinosa
Filosofia: o racionalismo de EspinosaFilosofia: o racionalismo de Espinosa
Filosofia: o racionalismo de Espinosa
 
Ética nas Redes Sociais
Ética nas Redes SociaisÉtica nas Redes Sociais
Ética nas Redes Sociais
 
O dualismo cartesiano
O dualismo cartesianoO dualismo cartesiano
O dualismo cartesiano
 
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADOTECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NO MUNDO GLOBALIZADO
 
2 infancia int
2 infancia int2 infancia int
2 infancia int
 
Filosofia Estética
Filosofia EstéticaFilosofia Estética
Filosofia Estética
 
Immanuel kant
Immanuel kantImmanuel kant
Immanuel kant
 
O Conhecimento Apreensão e Expressão da Realidade (1).ppt
O Conhecimento Apreensão e Expressão da Realidade (1).pptO Conhecimento Apreensão e Expressão da Realidade (1).ppt
O Conhecimento Apreensão e Expressão da Realidade (1).ppt
 
Aula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O EmpirismoAula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O Empirismo
 
O avanço da tecnologia
O avanço da tecnologiaO avanço da tecnologia
O avanço da tecnologia
 
Mapa conceitual - Estética
Mapa conceitual - EstéticaMapa conceitual - Estética
Mapa conceitual - Estética
 
Teoria do conhecimento aristóteles
Teoria do conhecimento aristótelesTeoria do conhecimento aristóteles
Teoria do conhecimento aristóteles
 
Ilusão de óptica trabalho de física
Ilusão de óptica  trabalho de físicaIlusão de óptica  trabalho de física
Ilusão de óptica trabalho de física
 
Como indicar bibliografia e webgrafia?
Como indicar bibliografia e webgrafia?Como indicar bibliografia e webgrafia?
Como indicar bibliografia e webgrafia?
 
Francis Bacon
Francis BaconFrancis Bacon
Francis Bacon
 
Tecnicas de Estudo
Tecnicas de EstudoTecnicas de Estudo
Tecnicas de Estudo
 
História e evolução da tv
História e evolução da tvHistória e evolução da tv
História e evolução da tv
 

Destaque

Local Media: Your New BFFs
Local Media: Your New BFFsLocal Media: Your New BFFs
Local Media: Your New BFFs
marinabooh
 
The Changing Resource Development Paradigm: Maximizing Sustainable Local Be...
The Changing Resource Development Paradigm:   Maximizing Sustainable Local Be...The Changing Resource Development Paradigm:   Maximizing Sustainable Local Be...
The Changing Resource Development Paradigm: Maximizing Sustainable Local Be...
Wayne Dunn
 
Mullen SXSW Themes
Mullen SXSW ThemesMullen SXSW Themes
Mullen SXSW Themes
mullenunbound
 
Oap
OapOap
Engagor introduction pitch
Engagor introduction pitchEngagor introduction pitch
Engagor introduction pitch
Dimitri Callens
 
Link Building With Twitter
Link Building With TwitterLink Building With Twitter
Link Building With Twitter
Aman Talwar
 
Harnessing the Motivation Wave
Harnessing the Motivation WaveHarnessing the Motivation Wave
Harnessing the Motivation Wave
Angad Singh
 
Seven things to make your pup ONE in a million
Seven things to make your pup ONE in a millionSeven things to make your pup ONE in a million
Seven things to make your pup ONE in a million
Raymond J. Ramirez DVM speaking
 
Notam 08 mar-2015
Notam 08 mar-2015Notam 08 mar-2015
Notam 08 mar-2015
Carlos Carvalho
 
How to Search Twitter
How to Search TwitterHow to Search Twitter
How to Search Twitter
Vicky Ludas Orlofsky
 
TEATRO DE LA SENSACIÓN Hazte socia/o con ficha de inscripción
TEATRO DE LA SENSACIÓN Hazte socia/o con ficha de inscripciónTEATRO DE LA SENSACIÓN Hazte socia/o con ficha de inscripción
TEATRO DE LA SENSACIÓN Hazte socia/o con ficha de inscripción
Miguel Muñoz de Morales
 
33 deputados norte-americanos criticam o golpe
33 deputados norte-americanos criticam o golpe33 deputados norte-americanos criticam o golpe
33 deputados norte-americanos criticam o golpe
Miguel Rosario
 
Lecture ready class 4
Lecture ready class 4Lecture ready class 4
Lecture ready class 4
Les Davy
 
Kudavi 3.5.2016
Kudavi 3.5.2016Kudavi 3.5.2016
Kudavi 3.5.2016
Tom Currier
 
7 conferencia nacional_saude_anais
7 conferencia nacional_saude_anais7 conferencia nacional_saude_anais
7 conferencia nacional_saude_anais
José Roberto Sousa
 
Casablanca
CasablancaCasablanca
Casablanca
William Barker
 
CSS Layout Tutorial
CSS Layout TutorialCSS Layout Tutorial
CSS Layout Tutorial
hstryk
 
Writing up the final report (narrated)
Writing up the final report (narrated)Writing up the final report (narrated)
Writing up the final report (narrated)
Rachel Chung
 

Destaque (20)

Local Media: Your New BFFs
Local Media: Your New BFFsLocal Media: Your New BFFs
Local Media: Your New BFFs
 
The Changing Resource Development Paradigm: Maximizing Sustainable Local Be...
The Changing Resource Development Paradigm:   Maximizing Sustainable Local Be...The Changing Resource Development Paradigm:   Maximizing Sustainable Local Be...
The Changing Resource Development Paradigm: Maximizing Sustainable Local Be...
 
Mullen SXSW Themes
Mullen SXSW ThemesMullen SXSW Themes
Mullen SXSW Themes
 
Oap
OapOap
Oap
 
Engagor introduction pitch
Engagor introduction pitchEngagor introduction pitch
Engagor introduction pitch
 
Link Building With Twitter
Link Building With TwitterLink Building With Twitter
Link Building With Twitter
 
Harnessing the Motivation Wave
Harnessing the Motivation WaveHarnessing the Motivation Wave
Harnessing the Motivation Wave
 
Seven things to make your pup ONE in a million
Seven things to make your pup ONE in a millionSeven things to make your pup ONE in a million
Seven things to make your pup ONE in a million
 
Comicus-TheGreatest-2016
Comicus-TheGreatest-2016Comicus-TheGreatest-2016
Comicus-TheGreatest-2016
 
Notam 08 mar-2015
Notam 08 mar-2015Notam 08 mar-2015
Notam 08 mar-2015
 
How to Search Twitter
How to Search TwitterHow to Search Twitter
How to Search Twitter
 
Bijlagenboek 1 e
Bijlagenboek 1 eBijlagenboek 1 e
Bijlagenboek 1 e
 
TEATRO DE LA SENSACIÓN Hazte socia/o con ficha de inscripción
TEATRO DE LA SENSACIÓN Hazte socia/o con ficha de inscripciónTEATRO DE LA SENSACIÓN Hazte socia/o con ficha de inscripción
TEATRO DE LA SENSACIÓN Hazte socia/o con ficha de inscripción
 
33 deputados norte-americanos criticam o golpe
33 deputados norte-americanos criticam o golpe33 deputados norte-americanos criticam o golpe
33 deputados norte-americanos criticam o golpe
 
Lecture ready class 4
Lecture ready class 4Lecture ready class 4
Lecture ready class 4
 
Kudavi 3.5.2016
Kudavi 3.5.2016Kudavi 3.5.2016
Kudavi 3.5.2016
 
7 conferencia nacional_saude_anais
7 conferencia nacional_saude_anais7 conferencia nacional_saude_anais
7 conferencia nacional_saude_anais
 
Casablanca
CasablancaCasablanca
Casablanca
 
CSS Layout Tutorial
CSS Layout TutorialCSS Layout Tutorial
CSS Layout Tutorial
 
Writing up the final report (narrated)
Writing up the final report (narrated)Writing up the final report (narrated)
Writing up the final report (narrated)
 

Semelhante a Pec do Teto de Gastos - o que é?

Mentiras apresentadas pelos defensores da PEC 55
Mentiras apresentadas pelos defensores da PEC 55Mentiras apresentadas pelos defensores da PEC 55
Mentiras apresentadas pelos defensores da PEC 55
Liderança da Oposição
 
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temerNão à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
Fernando Alcoforado
 
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado (08/...
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado (08/...Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado (08/...
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado (08/...
Ministério da Economia
 
SUS e Seguridade: Retomar a cidadania e construir novas políticas econômicas
SUS e Seguridade: Retomar a cidadania e construir novas políticas econômicasSUS e Seguridade: Retomar a cidadania e construir novas políticas econômicas
SUS e Seguridade: Retomar a cidadania e construir novas políticas econômicas
Deputado Paulo Rubem - PDT
 
PEC 55 - Esclarecimentos e possíveis consequências
PEC 55 - Esclarecimentos e possíveis consequênciasPEC 55 - Esclarecimentos e possíveis consequências
PEC 55 - Esclarecimentos e possíveis consequências
Fernando Monteiro D'Andrea
 
Fórum de debate PEC 241 - Márcio Holland
Fórum de debate PEC 241 - Márcio HollandFórum de debate PEC 241 - Márcio Holland
Fórum de debate PEC 241 - Márcio Holland
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Crise financeira atinge estados e os países de maneira diferente
Crise financeira atinge estados e os países de maneira diferente  Crise financeira atinge estados e os países de maneira diferente
Crise financeira atinge estados e os países de maneira diferente
Enio Verri
 
A Seguridade Social Como Politica De Estado
A Seguridade Social Como Politica De EstadoA Seguridade Social Como Politica De Estado
A Seguridade Social Como Politica De Estado
Deputado Paulo Rubem - PDT
 
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
Ministério da Economia
 
Dqf ufpe pec 241 23 11 2016
Dqf ufpe pec 241 23 11 2016Dqf ufpe pec 241 23 11 2016
Dqf ufpe pec 241 23 11 2016
Deputado Paulo Rubem - PDT
 
O desastroso governo michel temer
O desastroso governo michel temerO desastroso governo michel temer
O desastroso governo michel temer
Fernando Alcoforado
 
O fiasco econômico do governo temer
O fiasco econômico do governo temerO fiasco econômico do governo temer
O fiasco econômico do governo temer
Fernando Alcoforado
 
Notícias CNTV
Notícias CNTVNotícias CNTV
Notícias CNTV
Elieljneto
 
Política fiscal
Política fiscalPolítica fiscal
Política fiscal
Paulo Lima
 
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
Fernando Alcoforado
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Fernando Alcoforado
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Fernando Alcoforado
 
Governo e bancos contra o povo
Governo e bancos contra o povoGoverno e bancos contra o povo
Governo e bancos contra o povo
Fernando Alcoforado
 
As reformas e a agenda parlamentar em 2020 - Marcos Mendes
As reformas e a agenda parlamentar em 2020 - Marcos MendesAs reformas e a agenda parlamentar em 2020 - Marcos Mendes
As reformas e a agenda parlamentar em 2020 - Marcos Mendes
Fundação Fernando Henrique Cardoso
 
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado com ...
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado com ...Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado com ...
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado com ...
Ministério da Economia
 

Semelhante a Pec do Teto de Gastos - o que é? (20)

Mentiras apresentadas pelos defensores da PEC 55
Mentiras apresentadas pelos defensores da PEC 55Mentiras apresentadas pelos defensores da PEC 55
Mentiras apresentadas pelos defensores da PEC 55
 
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temerNão à política econômica recessiva do governo michel temer
Não à política econômica recessiva do governo michel temer
 
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado (08/...
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado (08/...Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado (08/...
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado (08/...
 
SUS e Seguridade: Retomar a cidadania e construir novas políticas econômicas
SUS e Seguridade: Retomar a cidadania e construir novas políticas econômicasSUS e Seguridade: Retomar a cidadania e construir novas políticas econômicas
SUS e Seguridade: Retomar a cidadania e construir novas políticas econômicas
 
PEC 55 - Esclarecimentos e possíveis consequências
PEC 55 - Esclarecimentos e possíveis consequênciasPEC 55 - Esclarecimentos e possíveis consequências
PEC 55 - Esclarecimentos e possíveis consequências
 
Fórum de debate PEC 241 - Márcio Holland
Fórum de debate PEC 241 - Márcio HollandFórum de debate PEC 241 - Márcio Holland
Fórum de debate PEC 241 - Márcio Holland
 
Crise financeira atinge estados e os países de maneira diferente
Crise financeira atinge estados e os países de maneira diferente  Crise financeira atinge estados e os países de maneira diferente
Crise financeira atinge estados e os países de maneira diferente
 
A Seguridade Social Como Politica De Estado
A Seguridade Social Como Politica De EstadoA Seguridade Social Como Politica De Estado
A Seguridade Social Como Politica De Estado
 
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
Apresentação – Os 7 mitos sobre a PEC do Teto (08/11/2016)
 
Dqf ufpe pec 241 23 11 2016
Dqf ufpe pec 241 23 11 2016Dqf ufpe pec 241 23 11 2016
Dqf ufpe pec 241 23 11 2016
 
O desastroso governo michel temer
O desastroso governo michel temerO desastroso governo michel temer
O desastroso governo michel temer
 
O fiasco econômico do governo temer
O fiasco econômico do governo temerO fiasco econômico do governo temer
O fiasco econômico do governo temer
 
Notícias CNTV
Notícias CNTVNotícias CNTV
Notícias CNTV
 
Política fiscal
Política fiscalPolítica fiscal
Política fiscal
 
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
O insuficiente pacote econômico do governo michel temer para retomar o cresci...
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
 
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseffComo reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
Como reerguer o brasil pós impeachment de dilma rousseff
 
Governo e bancos contra o povo
Governo e bancos contra o povoGoverno e bancos contra o povo
Governo e bancos contra o povo
 
As reformas e a agenda parlamentar em 2020 - Marcos Mendes
As reformas e a agenda parlamentar em 2020 - Marcos MendesAs reformas e a agenda parlamentar em 2020 - Marcos Mendes
As reformas e a agenda parlamentar em 2020 - Marcos Mendes
 
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado com ...
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado com ...Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado com ...
Apresentação – Ajuste fiscal: pré-condição para o crescimento sustentado com ...
 

Mais de Miguel Rosario

Ofício de Lucas Furtado ao TCU - indisponibilidade de bens de Sergio Moro
Ofício de Lucas Furtado ao TCU - indisponibilidade de bens de Sergio MoroOfício de Lucas Furtado ao TCU - indisponibilidade de bens de Sergio Moro
Ofício de Lucas Furtado ao TCU - indisponibilidade de bens de Sergio Moro
Miguel Rosario
 
Ofício a Receita Federal para bloquear bens de Sergio Moro
Ofício a Receita Federal para bloquear bens de Sergio MoroOfício a Receita Federal para bloquear bens de Sergio Moro
Ofício a Receita Federal para bloquear bens de Sergio Moro
Miguel Rosario
 
Statement on Deyvid Bacelar
Statement on Deyvid BacelarStatement on Deyvid Bacelar
Statement on Deyvid Bacelar
Miguel Rosario
 
Novas transcrições da Vaza Jato
Novas transcrições da Vaza JatoNovas transcrições da Vaza Jato
Novas transcrições da Vaza Jato
Miguel Rosario
 
Dieese: Desempenho dos bancos em 2018
Dieese: Desempenho dos bancos em 2018Dieese: Desempenho dos bancos em 2018
Dieese: Desempenho dos bancos em 2018
Miguel Rosario
 
Nota Técnica do Dieese sobre o substitutivo da reforma da previdência
Nota Técnica do Dieese sobre o substitutivo da reforma da previdênciaNota Técnica do Dieese sobre o substitutivo da reforma da previdência
Nota Técnica do Dieese sobre o substitutivo da reforma da previdência
Miguel Rosario
 
Apresentação Caged - Abril 2019
Apresentação Caged - Abril 2019Apresentação Caged - Abril 2019
Apresentação Caged - Abril 2019
Miguel Rosario
 
Despacho 13 Vara Curitiba - 56 fase Lava Jato
Despacho 13 Vara Curitiba - 56 fase Lava JatoDespacho 13 Vara Curitiba - 56 fase Lava Jato
Despacho 13 Vara Curitiba - 56 fase Lava Jato
Miguel Rosario
 
Representação MP (parte 1) - 56 fase Lava Jato
Representação MP (parte 1) - 56 fase Lava JatoRepresentação MP (parte 1) - 56 fase Lava Jato
Representação MP (parte 1) - 56 fase Lava Jato
Miguel Rosario
 
Representação MP (parte 2) - 56 fase Lava Jato
Representação MP (parte 2) - 56 fase Lava JatoRepresentação MP (parte 2) - 56 fase Lava Jato
Representação MP (parte 2) - 56 fase Lava Jato
Miguel Rosario
 
Pesquisa xp-investimentos-avaliacao-governo-bolsonaro
Pesquisa xp-investimentos-avaliacao-governo-bolsonaroPesquisa xp-investimentos-avaliacao-governo-bolsonaro
Pesquisa xp-investimentos-avaliacao-governo-bolsonaro
Miguel Rosario
 
8 dias - despacho do juiz federal Luiz Antônio Bonat
8 dias - despacho do juiz federal Luiz Antônio Bonat8 dias - despacho do juiz federal Luiz Antônio Bonat
8 dias - despacho do juiz federal Luiz Antônio Bonat
Miguel Rosario
 
Apresentação da reforma da Previdência
Apresentação da reforma da PrevidênciaApresentação da reforma da Previdência
Apresentação da reforma da Previdência
Miguel Rosario
 
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdadePesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Miguel Rosario
 
RAF –RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO FISCAL • 11 DE MARÇO DE 2019 • N° 261
RAF –RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO FISCAL • 11 DE MARÇO DE 2019 • N° 261RAF –RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO FISCAL • 11 DE MARÇO DE 2019 • N° 261
RAF –RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO FISCAL • 11 DE MARÇO DE 2019 • N° 261
Miguel Rosario
 
Eduardo Moreira: 44 razões contra a reforma da previdência de Bolsonaro
Eduardo Moreira: 44 razões contra a reforma da previdência de BolsonaroEduardo Moreira: 44 razões contra a reforma da previdência de Bolsonaro
Eduardo Moreira: 44 razões contra a reforma da previdência de Bolsonaro
Miguel Rosario
 
Cronologia dos fatos relativos ao Fundo da Lava Jato
Cronologia dos fatos relativos ao Fundo da Lava JatoCronologia dos fatos relativos ao Fundo da Lava Jato
Cronologia dos fatos relativos ao Fundo da Lava Jato
Miguel Rosario
 
Veja abaixo a denúncia de Paulo Pimenta e da bancada do PT
Veja abaixo a denúncia de Paulo Pimenta e da bancada do PTVeja abaixo a denúncia de Paulo Pimenta e da bancada do PT
Veja abaixo a denúncia de Paulo Pimenta e da bancada do PT
Miguel Rosario
 
Acordo Petrobras e MPF para fundo de investimento
Acordo Petrobras e MPF para fundo de investimentoAcordo Petrobras e MPF para fundo de investimento
Acordo Petrobras e MPF para fundo de investimento
Miguel Rosario
 
Petrobras non prosecution-agreement
Petrobras non prosecution-agreementPetrobras non prosecution-agreement
Petrobras non prosecution-agreement
Miguel Rosario
 

Mais de Miguel Rosario (20)

Ofício de Lucas Furtado ao TCU - indisponibilidade de bens de Sergio Moro
Ofício de Lucas Furtado ao TCU - indisponibilidade de bens de Sergio MoroOfício de Lucas Furtado ao TCU - indisponibilidade de bens de Sergio Moro
Ofício de Lucas Furtado ao TCU - indisponibilidade de bens de Sergio Moro
 
Ofício a Receita Federal para bloquear bens de Sergio Moro
Ofício a Receita Federal para bloquear bens de Sergio MoroOfício a Receita Federal para bloquear bens de Sergio Moro
Ofício a Receita Federal para bloquear bens de Sergio Moro
 
Statement on Deyvid Bacelar
Statement on Deyvid BacelarStatement on Deyvid Bacelar
Statement on Deyvid Bacelar
 
Novas transcrições da Vaza Jato
Novas transcrições da Vaza JatoNovas transcrições da Vaza Jato
Novas transcrições da Vaza Jato
 
Dieese: Desempenho dos bancos em 2018
Dieese: Desempenho dos bancos em 2018Dieese: Desempenho dos bancos em 2018
Dieese: Desempenho dos bancos em 2018
 
Nota Técnica do Dieese sobre o substitutivo da reforma da previdência
Nota Técnica do Dieese sobre o substitutivo da reforma da previdênciaNota Técnica do Dieese sobre o substitutivo da reforma da previdência
Nota Técnica do Dieese sobre o substitutivo da reforma da previdência
 
Apresentação Caged - Abril 2019
Apresentação Caged - Abril 2019Apresentação Caged - Abril 2019
Apresentação Caged - Abril 2019
 
Despacho 13 Vara Curitiba - 56 fase Lava Jato
Despacho 13 Vara Curitiba - 56 fase Lava JatoDespacho 13 Vara Curitiba - 56 fase Lava Jato
Despacho 13 Vara Curitiba - 56 fase Lava Jato
 
Representação MP (parte 1) - 56 fase Lava Jato
Representação MP (parte 1) - 56 fase Lava JatoRepresentação MP (parte 1) - 56 fase Lava Jato
Representação MP (parte 1) - 56 fase Lava Jato
 
Representação MP (parte 2) - 56 fase Lava Jato
Representação MP (parte 2) - 56 fase Lava JatoRepresentação MP (parte 2) - 56 fase Lava Jato
Representação MP (parte 2) - 56 fase Lava Jato
 
Pesquisa xp-investimentos-avaliacao-governo-bolsonaro
Pesquisa xp-investimentos-avaliacao-governo-bolsonaroPesquisa xp-investimentos-avaliacao-governo-bolsonaro
Pesquisa xp-investimentos-avaliacao-governo-bolsonaro
 
8 dias - despacho do juiz federal Luiz Antônio Bonat
8 dias - despacho do juiz federal Luiz Antônio Bonat8 dias - despacho do juiz federal Luiz Antônio Bonat
8 dias - despacho do juiz federal Luiz Antônio Bonat
 
Apresentação da reforma da Previdência
Apresentação da reforma da PrevidênciaApresentação da reforma da Previdência
Apresentação da reforma da Previdência
 
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdadePesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
Pesquisa Oxfam / Datafolha sobre desigualdade
 
RAF –RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO FISCAL • 11 DE MARÇO DE 2019 • N° 261
RAF –RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO FISCAL • 11 DE MARÇO DE 2019 • N° 261RAF –RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO FISCAL • 11 DE MARÇO DE 2019 • N° 261
RAF –RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO FISCAL • 11 DE MARÇO DE 2019 • N° 261
 
Eduardo Moreira: 44 razões contra a reforma da previdência de Bolsonaro
Eduardo Moreira: 44 razões contra a reforma da previdência de BolsonaroEduardo Moreira: 44 razões contra a reforma da previdência de Bolsonaro
Eduardo Moreira: 44 razões contra a reforma da previdência de Bolsonaro
 
Cronologia dos fatos relativos ao Fundo da Lava Jato
Cronologia dos fatos relativos ao Fundo da Lava JatoCronologia dos fatos relativos ao Fundo da Lava Jato
Cronologia dos fatos relativos ao Fundo da Lava Jato
 
Veja abaixo a denúncia de Paulo Pimenta e da bancada do PT
Veja abaixo a denúncia de Paulo Pimenta e da bancada do PTVeja abaixo a denúncia de Paulo Pimenta e da bancada do PT
Veja abaixo a denúncia de Paulo Pimenta e da bancada do PT
 
Acordo Petrobras e MPF para fundo de investimento
Acordo Petrobras e MPF para fundo de investimentoAcordo Petrobras e MPF para fundo de investimento
Acordo Petrobras e MPF para fundo de investimento
 
Petrobras non prosecution-agreement
Petrobras non prosecution-agreementPetrobras non prosecution-agreement
Petrobras non prosecution-agreement
 

Pec do Teto de Gastos - o que é?

  • 1. Entendendo a PEC 241 (55) PEC do Teto dos Gastos Públicos (para o OcupaCPII) Miguel Freitas * miguel@cpti.cetuc.puc-rio.br * Engenheiro Pesquisador da PUC-Rio, não é economista. Doutor em Eletromagnetismo Aplicado e Mestre em Telecomunicações.
  • 2. “A nossa dificuldade em conseguir formar um pensamento é muito maior do que a de vocês. Nós temos que ver tudo o que a mídia nos passa, fazer um processo de compreensão, de seleção, para daí conseguir ver do que a gente vai ser a favor e do que a gente vai ser contra. É um processo difícil, não é fácil para estudantes simplesmente decidir pelo que lutar.” - Ana Júlia
  • 3. PEC 241: O que diz o governo? ● Afirma ter havido um “aumento sem precedentes da dívida pública federal” ● Temer: “uma família não pode gastar mais do que arrecada” ● PEC: mecanismo proposto pelo governo para frear o crescimento dos seus gastos, com o objetivo de equilibrar o orçamento no longo prazo e conter o aumento da dívida pública. ● PEC: por 20 anos o crescimento das despesas da união seria limitado pela correção da inflação.
  • 4. O que diz a Constituição: ● Impostos são cobrados segundo “capacidade contributiva” => ricos devem pagar mais. ● Direitos dos cidadãos: Saúde, educação, moradia, trabalho, previdência social, proteção à maternidade e à infância, assistência aos desamparados, segurança, lazer, vestuário, alimentação e transporte.
  • 5. Reduzir desigualdades está na Constituição ● Pagar mais impostos não dá direito a mais serviços. Impostos têm função redistributiva. ● Objetivos “fundamentais” da Constituição (art 3): I – construir uma sociedade livre, justa e solidária; II – garantir o desenvolvimento nacional; III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.
  • 6. O que acontece quando os impostos não são suficientes para pagar os serviços do estado? ● Despesas > Receitas : Déficit (contrário de superávit) ● O estado precisa pegar dinheiro emprestado. ● Entrega “títulos de dívida” em troca do dinheiro, se comprometendo a pagar juros. Algumas definições importantes: ● Despesas Primárias: Gastos com serviços (saúde, educação, segurança etc) e funcionamento do estado, sem incluir o pagamento de juros. ● Resultado Primário = Receitas – Despesas Primárias ● Resultado Nominal = Resultado Primário + Juros Nominais. ● Juros Nominais = Juros sem descontar a inflação.
  • 7. ● Resultado Nominal = Resultado Primário + Juros Nominais ● De 1998 até 2013 o governo sempre obteve superávit primário (barras azuis) ● O custo financeiro (juros+swap) é o maior responsável pelo déficit nominal (linha amarela) ● A PEC desvia o foco da discussão (juros, sonegação, reforma tributária, impostos sobre lucros e dividendos etc) Fonte: TD 217 do Senado (“A PEC dos Gastos Públicos é necessária?”) (% do PIB)
  • 8. Obs: Gasto efetivo com juros cerca 25% (tem que descontar receitas financeiras) Não é 45% mas ainda é muito mais que saúde/educação/etc Ver Blog do Bianchini (analista do BC): “Por que a Auditoria Cidadã não é levada a sério?”
  • 9. Algumas coisas que o governo não diz... ● A dívida sempre aumenta em períodos de crise econômica (fato histórico). Mas é claro que não pode crescer indefinidamente. ● A comparação com gastos de uma família é simplória e não é adequada: - Gastos do governo movimentam economia ex: R$ 1,00 gasto no SUS aumenta PIB em R$ 1,70* - Uma família não cria dinheiro (não que isso seja uma solução). - Economistas não conseguiram definir um limite para o endividamento máximo do governo (Japão 234% PIB, Itália 139%, França 104%... Brasil 65%) * Abrahão, Mostafa e Herculano, 2011
  • 10. Deficit Primário quando Despesa > Receita Efeito da crise: a partir de 2014 receitas despencam. (desonerações contribuiram) Fonte: Blog do Bianchini: “O Novo Regime Fiscal e as vinculações...”
  • 11. O que a PEC 241 realmente faz? (independente da receita) ● Mas a despesa não é corrigida pela inflação? Não deveria aumentar? R: Não, o gasto REAL não aumenta. ● Malandragem: o congelamento só começa em 2018, usando valores de despesa de 2017. A população vai demorar 2 anos para perceber. Despesas reais congeladas por 20 anos (10+10)
  • 12. PEC limita o teto e altera os pisos constitucionais ● Antes os gastos obrigatórios tinham que ser maiores que uma fração da arrecadação. Ex: Gasto mínimo educação = (despesa educação / arrecadação) > 18% ● A partir de 2018 os gastos obrigatórios serão corrigidos apenas pela inflação, mesmo que a arrecadação aumente. ● Gastos mínimos em saúde aumentam de 13,7% para 15% em 2017. ● Malandragem: a arrecadação de 2016 (e 2017) é menor que a dos anos anteriores, logo o mínimo real congelado será pequeno mesmo com % maior.
  • 13. Despesas com saúde conforme regra atual ● Os gastos com saúde (em % da arrecadação) aumentaram em 2015 pois a arrecadação caiu. ● “Ironicamente, o aumento da vinculação de despesas da União com saúde foi um dos elementos da chamada pauta bomba, que visou impedir o ajuste fiscal tentado por Dilma em seu segundo governo. Agora que o impeachment foi consolidado, a medida sofre nova modificação.” - Bianchini ● Antes de 2015 (EC 86/15) os gastos de saúde eram corrigidos pela variação nominal do PIB. Mínimo de 15% será antecipado
  • 14. Despesas com saúde após a PEC ● Em 2030 a população brasileira terá 21 milhões de pessoas a mais. ● Estas pessoas terão que ser tratadas com aproximadamente a mesma quantia de recursos (reais) que em 2017. ● Todos os especialistas em saúde concordam que os recursos atuais são insuficientes para prestar serviços de qualidade. ● Governo: apenas as despesas totais são congeladas, saúde pode aumentar se reduzir de outras áreas... – Ok, mas vai tirar de onde?? (vide gráfico do orçamento) – A maioria das despesas primárias, como previdência e funcionalismo, é rígida. Há pouca margem para remanejamento.
  • 15. Despesas atuais do governo federal com educação ● As despesas com educação já estão acima do mínimo constitucional (18% da arrecadação) desde 2001. ● O valor mínimo de 2017 será congelado por 20 anos.
  • 16. ● O FUNDEB não é afetado pela PEC. Ele redistribui os recursos entre união/estados/municipios pelo número de alunos, mas não aumenta o volume de recursos. ● O FUNDEB é somado/subtraído às despesas para comprovar o mínimo constitucional. ● O FUNDEB acaba em 2020... e depois?
  • 17. Fontes de receita para educação em 2015 ● Responsabilidades distribuídas. Gov. Federal (superior), estados (médio) e municípios (fundamental), prioritariamente. ● Mínimo de 25% dos estados e municípios não é afetado pela PEC. ● O mínimo da união (18% da arrecadação) corresponde a 21% dos recursos mínimos previstos. Mesmo se fosse totalmente eliminado, em tese, ainda sobrariam 79% dos recursos (mínimos).
  • 18. Impactos da PEC na educação ● Ao preservar transferências para estados e municípios e o FUNDEB a PEC preserva, em princípio, a educação básica. ● O ajuste (cortes) devem incidir principalmente sobre ensino profissionalizante (CEFETs) e superior, além de casos especiais como o Pedro II. ● Os gastos atuais já são maiores que mínimo de 18%, assim um governo já poderia reduzir os gastos mesmo sem a PEC. ● O congelamento vai limitar a expansão do ensino superior. Provável sucateamento das universidades federais.
  • 19. Salário dos servidores públicos ● A PEC estabelece que quando um poder descumprir o teto do limite de gastos, será proibida a concessão de aumentos ou reajustes de servidores, empregados públicos e militares. ● Ou seja, em caso de descumprimento, mesmo a reposição da inflação não seria permitida. ● Neste caso são proibidas também medidas que aumentem despesas acima da inflação, o que na prática congelaria o salário mínimo (a regra atual de valorização do mínimo incorpora o crescimento do PIB com 2 anos de atraso)
  • 20. Crescimento constante da previdência ● Gastos com previdência continuarão crescendo com novas aposentadorias ● Alguma reforma será necessária no futuro, com ou sem PEC ● Com a PEC, é inevitável que o crescimento da previdência retire recursos das outras áreas “despedalada” (sairá do gráfico do acumulado de 12 meses em dez/2016, igual ao degrau da linha verde 2010)
  • 21. Observações finais ● O governo usa argumentos falaciosos para defender a PEC (aumento explosivo das despesas, culpa do déficit primário, de que outros países teriam feito ajustes semelhantes etc) ● Países que adotaram restrições semelhantes (ex: Holanda citada pelo governo) relaxaram as medidas justamente para enfrentar a crise ● A PEC não é o único ajuste possível (e certamente não é o melhor) ● Não se discute a taxação de lucros e dividendos que incidiria sobre os ricos (apenas a Estônia na OCDE isenta como o Brasil), fim de desonerações fiscais etc ● A PEC não evita o crescimento da dívida pública, apenas retira dinheiro de outras áreas para garantir o pagamento dos juros
  • 22. Observações finais ● A PEC indiscutivelmente vai aumentar a desigualdade, penalizando os serviços prestados aos mais pobres (serviços públicos são uma forma de transferência de renda) ● A PEC agrava a recessão ao reduzir investimentos públicos em infraestrutura e gastos sociais ● A PEC será particularmente catastrófica para saúde pública, educação pública técnica, superior e CPII ● A PEC afeta os próximos 5 presidentes e retira a possibilidade da população decidir os rumos do país através do voto (e isso feito por um governo não eleito...) ● Estudo do Senado concluiu que a PEC é inconstitucional (Boletim Legislativo 53)
  • 23. Quem já se manifestou contra a PEC Conselho Federal de Economia Conselho Regional de Medicina do Estado do RJ (CREMERJ) Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) Conselho Regional de Medicina do Estado do RJ (CREMERJ) Sociedade Brasileira de Pediatria Ministério Público Federal OAB Defensoria Pública Federal Fiocruz
  • 24. Referências https://bianchiniblog.wordpress.com/2016/10/15/o-novo-regime-fiscal-e-as- vinculacoes-de-despesas-com-saude-e-educacao/ Ipea – Nota técnica 28 - Os impactos do novo regime fiscal para o financiamento do sistema único de saúde e para a efetivação do direito à saúde no brasil Senado Federal – Boletim Legislativo 53 - As inconstitucionalidades do “novo regime fiscal” instituído pela pec nº 55, de 2016 (pec nº 241) Senado Federal – TD 217 - A PEC do teto dos gastos públicos é necessária?
  • 25. Onde baixar esta apresentação? www.cptibr.org/~miguel/pec-teto-dos-gastos.pdf