SlideShare uma empresa Scribd logo
ORIGEM DOS SOLOS 1. O processo de formação 	1.1 Intemperismo 2. Os tipos de solos 3. Horizontes dos solos Professor Murilo Sierro
O processo  de formação do solo engloba todos os mecanismos que transformam uma rocha alterada em solo e é denominado:  PEDOGÊNESE Professor Murilo Sierro
O ciclo da rocha: Professor Murilo Sierro
Processos geológicos de formação dos solos: ,[object Object],           Físico             Químico            Biológico ,[object Object],Fluvial Pluvial Marinho Eólico Gravitacional Glacial Professor Murilo Sierro
As etapas de formação do solo: Professor Murilo Sierro
As etapas de formação do solo: 	As forças bioclimáticas atuam de cima para baixo, noperfil . Quanto mais próxima da superfície estiver, por exemplo, um pedaço de rocha que esteja se intemperizando, mais rapidamente isso se fará.  Professor Murilo Sierro
As etapas de formação do solo: O rejuvenescimento das rochas é causada pelos movimentos tectônicos. Professor Murilo Sierro
Os tipos de solos: ,[object Object]
Provenientes da decomposição e degradação de rocha subjacente. Também chamados de “in situ”.
TRANSPORTADOS:
Provenientes de erosão, transporte e deposição de solos pré existentes.Professor Murilo Sierro
Os tipos de solos: Latossolos: são os solos predominantes no Brasil e, em geral, apresentam relevo suave, grande profundidade, alta permeabilidade Dentro da classificação de latossolos, ainda existe uma subdivisão, ou seja, eles podem ser classificados de acordo com sua coloração, a qual reflete maior ou menor riqueza em óxidos de ferro.  Professor Murilo Sierro
Os tipos de solos: TERRA ROXA: solo é encontrado no planalto meridional brasileiro e tem sua formação originada na Era Mesozóica, a partir do derramamento de lava vulcânica na crosta terrestre, o que ocorreu através da abertura de fendas. Essa lava, ao ser resfriada instantaneamente, deu origem às rochas BASÁLTICAS e DIABÁSIAS. Este acontecimento é chamado nos vestibulares de “Derrame de Trapp”. A terra roxa é muito fértil e, por isso, extremamente importante para a agricultura. Professor Murilo Sierro
Os tipos de solos: ,[object Object]
Hidromórficos: são desenvolvidos em condições de excesso d’água, ou seja, sob influência de lençol freático. Estes solos apresentam a cor cinza em virtude da presença de ferro reduzido, ou ausência de ferro.Professor Murilo Sierro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 1 solos
Aula 1 solosAula 1 solos
Aula 1 solos
Giovanna Ortiz
 
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃOSOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
Conceição Fontolan
 
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosãoCiêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
Jaicinha
 
Solos
SolosSolos
Classificação geral dos solos e solos do brasil
Classificação geral dos solos e solos do brasilClassificação geral dos solos e solos do brasil
Classificação geral dos solos e solos do brasil
Thamires Bragança
 
Aula Geologia
Aula Geologia Aula Geologia
Aula Geologia
Eduardo Mendes
 
Características do solo
Características do soloCaracterísticas do solo
Características do solo
Gabriel Lecoque Francisco
 
Paisagem
PaisagemPaisagem
Pedologia
PedologiaPedologia
Pedologia
Ruana Viana
 
Erosões
ErosõesErosões
Estrutura geológica e formas de relevo terrestre - atualizado
Estrutura geológica e formas de relevo terrestre - atualizadoEstrutura geológica e formas de relevo terrestre - atualizado
Estrutura geológica e formas de relevo terrestre - atualizado
Jones Godinho
 
Pedologia
PedologiaPedologia
1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem
Fernanda Lopes
 
Pedologia
PedologiaPedologia
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
Sérgio Luiz
 
Solos
SolosSolos
Solos
ceama
 
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃOSOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
Conceição Fontolan
 
ESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASIL
ESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASILESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASIL
ESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASIL
Prof.Paulo/geografia
 
A biosfera
A biosferaA biosfera
Unidade 2 6º ano
Unidade 2   6º anoUnidade 2   6º ano
Unidade 2 6º ano
Christie Freitas
 

Mais procurados (20)

Aula 1 solos
Aula 1 solosAula 1 solos
Aula 1 solos
 
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃOSOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
 
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosãoCiêcias- A Erosão , tipos de erosão
Ciêcias- A Erosão , tipos de erosão
 
Solos
SolosSolos
Solos
 
Classificação geral dos solos e solos do brasil
Classificação geral dos solos e solos do brasilClassificação geral dos solos e solos do brasil
Classificação geral dos solos e solos do brasil
 
Aula Geologia
Aula Geologia Aula Geologia
Aula Geologia
 
Características do solo
Características do soloCaracterísticas do solo
Características do solo
 
Paisagem
PaisagemPaisagem
Paisagem
 
Pedologia
PedologiaPedologia
Pedologia
 
Erosões
ErosõesErosões
Erosões
 
Estrutura geológica e formas de relevo terrestre - atualizado
Estrutura geológica e formas de relevo terrestre - atualizadoEstrutura geológica e formas de relevo terrestre - atualizado
Estrutura geológica e formas de relevo terrestre - atualizado
 
Pedologia
PedologiaPedologia
Pedologia
 
1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem
 
Pedologia
PedologiaPedologia
Pedologia
 
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
 
Solos
SolosSolos
Solos
 
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃOSOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
 
ESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASIL
ESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASILESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASIL
ESTRUTURA GEOLÓGICA DO BRASIL
 
A biosfera
A biosferaA biosfera
A biosfera
 
Unidade 2 6º ano
Unidade 2   6º anoUnidade 2   6º ano
Unidade 2 6º ano
 

Destaque

6º ano - 1º bimestre - Solo
6º ano - 1º bimestre - Solo6º ano - 1º bimestre - Solo
6º ano - 1º bimestre - Solo
Carolina Suisso
 
O solo: formação e tipos
O solo: formação e tiposO solo: formação e tipos
O solo: formação e tipos
Regina Oliveira
 
Planeta terra 6º ano 2013
Planeta terra 6º ano 2013Planeta terra 6º ano 2013
Planeta terra 6º ano 2013
Simoneprof
 
Solos
SolosSolos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solosAula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Leonardo Kaplan
 
Powerpoint Solo
Powerpoint   SoloPowerpoint   Solo
Powerpoint Solo
Rosa Pereira
 
Os fatores e processos de formação dos solos
Os fatores e processos de formação dos solosOs fatores e processos de formação dos solos
Os fatores e processos de formação dos solos
Jadson Belem de Moura
 
Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02
Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02
Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02
Colegio D. Temoteo
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
fernandaataide55
 
A construção do espaço brasileiro 4
A construção do espaço brasileiro 4A construção do espaço brasileiro 4
A construção do espaço brasileiro 4
Carlos Roberto de Oliveira
 
O crescimento da população brasileira
O crescimento da população brasileiraO crescimento da população brasileira
O crescimento da população brasileira
dantasrdl
 
Construção Do Espaco Geográfico
Construção Do Espaco GeográficoConstrução Do Espaco Geográfico
Construção Do Espaco Geográfico
Prof. Francesco Torres
 
Agropecuária Brasileira - Geografia
Agropecuária Brasileira - GeografiaAgropecuária Brasileira - Geografia
Agropecuária Brasileira - Geografia
Bruna M
 
Erosao
ErosaoErosao
Aula origem dos solos
Aula  origem dos solosAula  origem dos solos
Aula origem dos solos
Carolina Corrêa
 
Efeito de estufa
Efeito de estufaEfeito de estufa
Efeito de estufa
Marta Azevedo
 
1 aula
1 aula1 aula
Geografia do Brasil - Relevo e Vegetacao Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgon...
Geografia do Brasil - Relevo e Vegetacao Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgon...Geografia do Brasil - Relevo e Vegetacao Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgon...
Geografia do Brasil - Relevo e Vegetacao Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgon...
Marco Aurélio Gondim
 
Formação e Transformação do Relevo Terrestre
Formação e Transformação do Relevo TerrestreFormação e Transformação do Relevo Terrestre
Formação e Transformação do Relevo Terrestre
Mauricio Martins
 
Solos
SolosSolos
Solos
Cica2010
 

Destaque (20)

6º ano - 1º bimestre - Solo
6º ano - 1º bimestre - Solo6º ano - 1º bimestre - Solo
6º ano - 1º bimestre - Solo
 
O solo: formação e tipos
O solo: formação e tiposO solo: formação e tipos
O solo: formação e tipos
 
Planeta terra 6º ano 2013
Planeta terra 6º ano 2013Planeta terra 6º ano 2013
Planeta terra 6º ano 2013
 
Solos
SolosSolos
Solos
 
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solosAula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
 
Powerpoint Solo
Powerpoint   SoloPowerpoint   Solo
Powerpoint Solo
 
Os fatores e processos de formação dos solos
Os fatores e processos de formação dos solosOs fatores e processos de formação dos solos
Os fatores e processos de formação dos solos
 
Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02
Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02
Relevoestruturageologica 100417095104-phpapp02
 
Compostagem
CompostagemCompostagem
Compostagem
 
A construção do espaço brasileiro 4
A construção do espaço brasileiro 4A construção do espaço brasileiro 4
A construção do espaço brasileiro 4
 
O crescimento da população brasileira
O crescimento da população brasileiraO crescimento da população brasileira
O crescimento da população brasileira
 
Construção Do Espaco Geográfico
Construção Do Espaco GeográficoConstrução Do Espaco Geográfico
Construção Do Espaco Geográfico
 
Agropecuária Brasileira - Geografia
Agropecuária Brasileira - GeografiaAgropecuária Brasileira - Geografia
Agropecuária Brasileira - Geografia
 
Erosao
ErosaoErosao
Erosao
 
Aula origem dos solos
Aula  origem dos solosAula  origem dos solos
Aula origem dos solos
 
Efeito de estufa
Efeito de estufaEfeito de estufa
Efeito de estufa
 
1 aula
1 aula1 aula
1 aula
 
Geografia do Brasil - Relevo e Vegetacao Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgon...
Geografia do Brasil - Relevo e Vegetacao Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgon...Geografia do Brasil - Relevo e Vegetacao Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgon...
Geografia do Brasil - Relevo e Vegetacao Prof. Marco Aurelio Gondim [www.mgon...
 
Formação e Transformação do Relevo Terrestre
Formação e Transformação do Relevo TerrestreFormação e Transformação do Relevo Terrestre
Formação e Transformação do Relevo Terrestre
 
Solos
SolosSolos
Solos
 

Semelhante a Origem dos Solos

origem dos solos!
origem dos solos!origem dos solos!
origem dos solos!
LucAs Oliveira
 
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃOSOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
Conceição Fontolan
 
GÊNESE DO SOLO
GÊNESE DO SOLO GÊNESE DO SOLO
GÊNESE DO SOLO
AnaClaudiaHonorio
 
Solo - Pedogênese
Solo - PedogêneseSolo - Pedogênese
Solo - Pedogênese
Leandro A. Machado de Moura
 
Pedologia / solo - Professor Edu Gonzaga 2013
Pedologia / solo - Professor Edu Gonzaga 2013Pedologia / solo - Professor Edu Gonzaga 2013
Pedologia / solo - Professor Edu Gonzaga 2013
Edu Gonzaga
 
Solos E Ocupação Rural No Mundo
Solos E Ocupação Rural No MundoSolos E Ocupação Rural No Mundo
Solos E Ocupação Rural No Mundo
ProfMario De Mori
 
Solos
SolosSolos
Brozura solos bie
Brozura solos bieBrozura solos bie
Brozura solos bie
Lóide Chivinda
 
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptxDEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
ssuser51d27c1
 
Formação dos solos.docx
Formação dos solos.docxFormação dos solos.docx
Formação dos solos.docx
LUISDONIZETIDASILVA
 
O solo
O soloO solo
agricultura_principios_de_form_cons_nutri_de_solos_e_qualid_da_agua.pdf
agricultura_principios_de_form_cons_nutri_de_solos_e_qualid_da_agua.pdfagricultura_principios_de_form_cons_nutri_de_solos_e_qualid_da_agua.pdf
agricultura_principios_de_form_cons_nutri_de_solos_e_qualid_da_agua.pdf
nnat3
 
Classificaogeraldossolosesolosdobrasil 120821200540-phpapp02
Classificaogeraldossolosesolosdobrasil 120821200540-phpapp02Classificaogeraldossolosesolosdobrasil 120821200540-phpapp02
Classificaogeraldossolosesolosdobrasil 120821200540-phpapp02Bárbara Ruth
 
Solos
SolosSolos
Apostila solos
Apostila solosApostila solos
Apostila solos
Carlos José de Mesquita
 
Solos
SolosSolos
Solo
SoloSolo
Tipos de solo e suas características
Tipos de solo e suas característicasTipos de solo e suas características
Tipos de solo e suas características
philipe8
 
Origem dos solos
Origem dos solosOrigem dos solos
Origem dos solos
Adsson Luz
 
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluiçãoCiências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
elonvila
 

Semelhante a Origem dos Solos (20)

origem dos solos!
origem dos solos!origem dos solos!
origem dos solos!
 
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃOSOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
SOLO, ORIGEM E FORMAÇÃO
 
GÊNESE DO SOLO
GÊNESE DO SOLO GÊNESE DO SOLO
GÊNESE DO SOLO
 
Solo - Pedogênese
Solo - PedogêneseSolo - Pedogênese
Solo - Pedogênese
 
Pedologia / solo - Professor Edu Gonzaga 2013
Pedologia / solo - Professor Edu Gonzaga 2013Pedologia / solo - Professor Edu Gonzaga 2013
Pedologia / solo - Professor Edu Gonzaga 2013
 
Solos E Ocupação Rural No Mundo
Solos E Ocupação Rural No MundoSolos E Ocupação Rural No Mundo
Solos E Ocupação Rural No Mundo
 
Solos
SolosSolos
Solos
 
Brozura solos bie
Brozura solos bieBrozura solos bie
Brozura solos bie
 
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptxDEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
 
Formação dos solos.docx
Formação dos solos.docxFormação dos solos.docx
Formação dos solos.docx
 
O solo
O soloO solo
O solo
 
agricultura_principios_de_form_cons_nutri_de_solos_e_qualid_da_agua.pdf
agricultura_principios_de_form_cons_nutri_de_solos_e_qualid_da_agua.pdfagricultura_principios_de_form_cons_nutri_de_solos_e_qualid_da_agua.pdf
agricultura_principios_de_form_cons_nutri_de_solos_e_qualid_da_agua.pdf
 
Classificaogeraldossolosesolosdobrasil 120821200540-phpapp02
Classificaogeraldossolosesolosdobrasil 120821200540-phpapp02Classificaogeraldossolosesolosdobrasil 120821200540-phpapp02
Classificaogeraldossolosesolosdobrasil 120821200540-phpapp02
 
Solos
SolosSolos
Solos
 
Apostila solos
Apostila solosApostila solos
Apostila solos
 
Solos
SolosSolos
Solos
 
Solo
SoloSolo
Solo
 
Tipos de solo e suas características
Tipos de solo e suas característicasTipos de solo e suas características
Tipos de solo e suas características
 
Origem dos solos
Origem dos solosOrigem dos solos
Origem dos solos
 
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluiçãoCiências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
 

Último

A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 

Origem dos Solos

  • 1. ORIGEM DOS SOLOS 1. O processo de formação 1.1 Intemperismo 2. Os tipos de solos 3. Horizontes dos solos Professor Murilo Sierro
  • 2. O processo de formação do solo engloba todos os mecanismos que transformam uma rocha alterada em solo e é denominado: PEDOGÊNESE Professor Murilo Sierro
  • 3. O ciclo da rocha: Professor Murilo Sierro
  • 4.
  • 5. As etapas de formação do solo: Professor Murilo Sierro
  • 6. As etapas de formação do solo: As forças bioclimáticas atuam de cima para baixo, noperfil . Quanto mais próxima da superfície estiver, por exemplo, um pedaço de rocha que esteja se intemperizando, mais rapidamente isso se fará. Professor Murilo Sierro
  • 7. As etapas de formação do solo: O rejuvenescimento das rochas é causada pelos movimentos tectônicos. Professor Murilo Sierro
  • 8.
  • 9. Provenientes da decomposição e degradação de rocha subjacente. Também chamados de “in situ”.
  • 11. Provenientes de erosão, transporte e deposição de solos pré existentes.Professor Murilo Sierro
  • 12. Os tipos de solos: Latossolos: são os solos predominantes no Brasil e, em geral, apresentam relevo suave, grande profundidade, alta permeabilidade Dentro da classificação de latossolos, ainda existe uma subdivisão, ou seja, eles podem ser classificados de acordo com sua coloração, a qual reflete maior ou menor riqueza em óxidos de ferro. Professor Murilo Sierro
  • 13. Os tipos de solos: TERRA ROXA: solo é encontrado no planalto meridional brasileiro e tem sua formação originada na Era Mesozóica, a partir do derramamento de lava vulcânica na crosta terrestre, o que ocorreu através da abertura de fendas. Essa lava, ao ser resfriada instantaneamente, deu origem às rochas BASÁLTICAS e DIABÁSIAS. Este acontecimento é chamado nos vestibulares de “Derrame de Trapp”. A terra roxa é muito fértil e, por isso, extremamente importante para a agricultura. Professor Murilo Sierro
  • 14.
  • 15. Hidromórficos: são desenvolvidos em condições de excesso d’água, ou seja, sob influência de lençol freático. Estes solos apresentam a cor cinza em virtude da presença de ferro reduzido, ou ausência de ferro.Professor Murilo Sierro
  • 16. Os tipos de solos: No DF ocorrem características de região de clima tropical e úmido (solos zonais) e típicos de vegetação de florestas e cerrados. Possuem cor vermelho-alaranjada ou amarelada, são geologicamente envelhecidos, apresentam grande espessura, quer dizer, muito profundo, os horizontes são pouco diferenciados e pobres em nutrientes. São marcados pela baixa fertilidade natural. Professor Murilo Sierro
  • 17. Os horizontes dos solos: Os solos evoluídos possuem normalmente várias camadas sobrepostas, designadas por horizontes. Estas camadas são formadas pela ação simultânea de processos físicos, químicos e biológicos e podem distinguir-se entre si através de determinadas propriedades, como por exemplo a cor, a textura e o teor em argilas.. Professor Murilo Sierro
  • 18. Exercícios: 1- (Univ. Católica) Com base nos conhecimentos sobre solos e seu uso, pode-se concluir: a) Os solos zonais – inexistentes no Brasil – têm sua formação associada a fatores locais e possuem elevada fertilidade. b) Os latossolos – encontrados em todas as latitudes – são pouco desenvolvidos. c) A terra roxa é um latossolo e foi desenvolvido a partir da decomposição de rochas eruptivas como o basalto. d) O solo de loess – predominante no Nordeste brasileiro – é formado por sedimentos eólicos e possui granulação fina. e) O solo de massapê, muito utilizado no Nordeste para o cultivo da cana-de-açúcar, é um solo intrazonal, com coloração clara, arenoso e com baixo teor de argilas. 2- (U. E. Londrina-PR) Em relação às características dos solos nas diferentes áreas continentais, é INCORRETO afirmar: a) Solos aluviais são aqueles constituídos a partir de sedimentos fluviais. b) Os solos são resultantes dos processos de desintegração e decomposição das rochas. c) Os solos hidromórficos estão situados em locais de grande umidade. d) Os latossolos são solos rasos e jovens, de elevada fertilidade natural. e) Textura, estrutura e profundidade são características importantes dos solos. Professor Murilo Sierro
  • 19. 3 – (Univ. Católica) A partir da análise da ilustração e dos conhecimentos sobre formação, perfil, tipos e uso do solo, pode-se concluir: a) A formação do solo nas regiões tropicais é muito rápida porque as altas temperaturas e a grande amplitude térmica aceleram a desagregação das rochas. b) A laterização do solo não afeta sua fertilidade, todavia a exploração excessiva e a utilização de terraceamento provocam sua lixiviação e, conseqüentemente, o seu esgotamento. c) O solo é formado a partir da ação do intemperismo físico, químico e biológico nas rochas. d) Os solos predominantes no Brasil são os azonais, com baixa fertilidade, boa drenagem e horizontes definidos. e) O horizonte A corresponde ao subsolo, é rico em minerais e pobre em matéria orgânica. Professor Murilo Sierro