SlideShare uma empresa Scribd logo
O Perdão de si
mesmo – auto cura
Culpa
De acordo com a doutrina espírita
Casa Espírita “Paulo de Tarso” – JuaraCasa Espírita “Paulo de Tarso” – Juara
Palestrante: Valéria DominguesPalestrante: Valéria Domingues
PERDOAR
-A SI MESMO
-O PRÓXIMO
- Familiares
- Próximos no convívio social
- Estranhos ao convívio
Auto-cura
As faces do
perdão
Caridade
O ódio desperta rixas; a caridade, porém, supre todas as faltas. (Provérbios 10,12)
1 – Bem-aventurados os misericordiosos porque eles alcançarão misericórdia. (Mateus, 
V: 7).
2 – Se perdoardes aos homens as ofensas que vos fazem, também vosso Pai celestial vos 
perdoará os vossos pecados. Mas se não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai 
vos perdoará os vossos pecados. (Mateus, VI: 14 e 15).
3 – Se vosso irmão pecar contra ti, vai, e corrige-o entre ti e ele somente; se te ouvir,
ganhado terás a teu irmão. Então, chegando-se Pedro a ele, perguntou: Senhor, quantas
vezes poderá pecar meu irmão contra mim, para que eu lhe perdoe? Será até sete vezes?
Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete vezes.
(Mateus, XVIII: 15, 21e 22).
Bem Aventurança - Misericórdia Divina – Evolução
Perdão – EVANGELHO SEGUNDOPerdão – EVANGELHO SEGUNDO
O ESPIRITISMOO ESPIRITISMO
1) O PERDÃO TE AJUDA A SEGUIR ADIANTE1) O PERDÃO TE AJUDA A SEGUIR ADIANTE
2) O MAIOR BENEFICIÁRIO DO PERDÃO É QUEM DÁ E NÃO QUEM O RECEBE2) O MAIOR BENEFICIÁRIO DO PERDÃO É QUEM DÁ E NÃO QUEM O RECEBE
3) JESUS ENSINOU O PERDÃO PORQUE ELE É MUITO IMPORTANTE PARA A EVOLUÇÃO ESPIRITUAL3) JESUS ENSINOU O PERDÃO PORQUE ELE É MUITO IMPORTANTE PARA A EVOLUÇÃO ESPIRITUAL
4) O PERDÃO TE ENSINA QUE O IMPORTANTE NA VIDA É VENCER A SI MESMO4) O PERDÃO TE ENSINA QUE O IMPORTANTE NA VIDA É VENCER A SI MESMO
5) O PERDÃO É GRATIDÃO PARA COM DEUS QUE É MISERICORDIOSO COM TODOS OS ESPÍRITOS5) O PERDÃO É GRATIDÃO PARA COM DEUS QUE É MISERICORDIOSO COM TODOS OS ESPÍRITOS
(DEUS NÃO QUER VER NINGUÉM JUDIANDO DE OUTRAS CRIATURAS)(DEUS NÃO QUER VER NINGUÉM JUDIANDO DE OUTRAS CRIATURAS)
6) O PERDÃO PERMITE O RECOMEÇO. NADA SERÁ IGUAL AO QUE ERA ANTES, MAS HÁ UM NOVO RECOMEÇO6) O PERDÃO PERMITE O RECOMEÇO. NADA SERÁ IGUAL AO QUE ERA ANTES, MAS HÁ UM NOVO RECOMEÇO
07) QUEM MAIS EVOLUI É QUEM PERDOA MAIS FACILMENTE07) QUEM MAIS EVOLUI É QUEM PERDOA MAIS FACILMENTE
Oração do Pai Nosso e o perdão
• “...Perdoai as nossas ofensas, assim como perdoamos aqueles que
nos têm ofendido...” Jesus , ensinando o Pai Nosso
A Oração do Pai Nosso nos ensina, que para eu
conseguir perdão preciso aprender a perdoar,
Se quero amor preciso dar amor,
Se quero evoluir preciso abrir meu coração para a
luz
O que CULPA ?O que CULPA ?
O que deve fazer aquele que, no último momento, na horada morte, reconhece
as suas faltas, mas não tem tempo para repará-las? É suficiente arrepender-
se, nesse caso?
Resposta dos Espíritos — O arrependimento apressa a sua reabilitação, mas
não o absolve. Não tem ele o futuro pela frente, que jamais se lhe fecha?
Texto retirado do Livro dos Espíritos (Livro Quarto – Cap. 2 – Item VI)‟
WIKIPEDIA : Culpa se refere à responsabilidade dada à pessoa por um ato que provocou
prejuízo material, moral ou espiritual a si mesma ou a outrem.
QUESTÃO 1002 - Livro os EspíritosQUESTÃO 1002 - Livro os Espíritos
Tipos de culpaTipos de culpa
1- Sentimento trazido de outras vidas, de fatos passados.
2- Prática consciente ou inconsciente de alguma ação
que causou prejuízos a alguém.
3- Deixar de fazer alguma ação que acredita ser lesivo
por costumes e tradições.
4- Sentimento alimentando pela crença de que teria
como evitar o mal ocorrido.
5- Quaisquer ato ou pensamento em desacordo com as
leis Divinas.
Alma presaAlma presa
pela culpapela culpa
Infância conflituosaInfância conflituosa
Desejos de vingança contra pais e professoresDesejos de vingança contra pais e professores
Processos autopunitivosProcessos autopunitivos
DepressãoDepressão
Comportamento agressivoComportamento agressivo
Criminosos seriaisCriminosos seriais
Fobia SocialFobia Social
"A culpa surge como forma de catarse necessária para a libertação de conflitos. Encontra-se insculpida nos
alicerces do espírito e manifesta-se em expressão consciente ou através de complexos mecanismos de auto-
punição inconsciente. Suas raízes podem estar fixadas no pretérito - erros e crimes ocultos que não foram
justiçados - ou em passado próximo, nas ações da extravagância e da delinquência. Geradora de graves
distúrbios, a culpa deve ser liberada a fim de que os seus danos desapareçam. A existência terrena é toda uma
oportunidade para enriquecimento contínuo. Cada instante é ensejo de nova ação propiciadora
de crescimento, de conhecimento, de conquista. Saber utilizá-lo é desafio para a criatura que anela pela
evolução espiritual. Águas passadas não movem moinhos - afirma o brocardo popular, com sabedoria . As
lembranças negativas entorpecem o entusiasmo para as ações edificantes, únicas portadoras de esperança
para a liberação da culpa. Desse modo, quem se detém nas sombrias paisagens da culpa ainda não descobriu
a consciência da própria responsabilidade perante a vida, negando-se à benção da libertação. Sai da forma do
arrependimento e age de maneira correta, edificante. Reabilita-te do erro através de ações novas
que representam o teu atual estado de alma. A soma das tuas ações positivas quitará o débito moral que
contraíste perante a Divina Consciência, porquanto o Importante não é a quem se faz o bem ou o mal, e sim, a
ação em si mesma em relação à harmonia universal. A culpa deve ser superada mediante ações positivas,
reabilitadoras, que resultarão dos pensamentos íntimos enobrecedores."
Autor: Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Franco. Livro: Momentos de Meditação
Culpa e Consciência
CatarseCatarse [do grego kátharsis] - 1. Depuração, purgação, limpeza; evacuação natural ou
provocada. 2. Em Psicologia, processo de depuração emocional, em que a pessoa
conscientiza lembrança traumatizante antes reprimida, aliviando tensões.
Nos processos obsessivo-espirituais, a natureza humana é a mesma, ou seja,
alimentados por sentimentos de ódio e vingança, os espíritos mantém-se ligados aos
seus obsedados, sejam estes encarnados ou desencarnados. Quando levados à
regressão de memória pelo dirigente da reunião mediúnica espírita, estas entidades
acessam situações de vidas anteriores, nas quais eles foram os vilões da "história" que
envolvia o convívio entre estes indivíduos, onde amor e ódio deixaram as suas marcas
nas relações. Contudo, é através do amor, que a postura vingativa do obsessor pode dar
lugar a emoções que provocam a catarse, no momento em que sentimentos amorosos,
que encontravam-se perdidos nos labirintos do tempo, emergem à luz da consciência
pela regressão de memória.
Sentimento de culpa consciente é oSentimento de culpa consciente é o
reconhecimento do erro...reconhecimento do erro...
O alicerce do nosso resgate é a culpaO alicerce do nosso resgate é a culpa
Deus manifesta-se em nós através de nossa consciência. Deus
está dentro de nós. As leis divinas estão gravadas em nossa
consciência. Não importa onde você nasceu, as leis divinas estão
dentro de nós e todas as vezes que agimos em confronto a essas
leis... Sentiremos culpa !!
Nós geramos um processo interior de culpa existem duas maneiras de se resolver.
1- Resgate pela dor. O resgate é um processo de auto perdão pelo sofrimento
Exemplo: eu tiro patrimônio de alguém, como um sócio por exemplo, eu experimento
uma profunda culpa conhece alguém, então eu experimento a dor de ser enganado e
perder um bem material, porque alguém fez a mesma coisa comigo. Esse é o resgate pela
dor.
2- Perdoar outras pessoas: O dia que eu for capaz de perdoar qualquer ofensa que
alguém cometer contra mim, eu serei capaz de me perdoar integralmente nesse dia. O
problema de quem não perdoa é que ele não se perdoa. Quanto mais inflexível eu sou
com outro, mas inflexível sou comigo mesmo. Mas eu percorro uma via de dor, do
sofrimento desnecessário.
Por isso Jesus disse Pai perdoa na medida em que eu perdoo. Quanto mais eu sou capaz
de perdoar, mais eu vou experimentar perdão. A misericórdia de Deus é um oceano mas
cada um vai com seu copo
Joanna de Angelis Médium Divaldo franco
• Uma das grandes fontes de autoagressão vem da busca apressada de perfeição absoluta,
como se todos devêssemos ser deuses ou deusas de um momento para outro. Aliás, a
exigência de perfeição é considerada a pior inimiga da criatura, pois leva a alma a uma
constante hostilidade contra si mesma, exigindo-lhe capacidades e habilidades que ela ainda
não possui.
Pode alguém, por um proceder impecável na vida atual, transpor todos os graus da escala do
aperfeiçoamento e tornar-se Espírito puro, sem passar por outros graus intermédios?
Resposta: "Não, pois o que o homem julga perfeito longe está da perfeição. Há qualidades que
lhe são desconhecidas e incompreensíveis. Poderá ser tão perfeito quanto o comporte a sua
natureza terrena, mas isso não é a perfeição absoluta.
A culpa se estrutura nas crenças antigas do “pecado” irreparável e nos alicerces do
perfeccionismo.
Livro dos Espíritos – questão - 192Livro dos Espíritos – questão - 192
O auto-perdão não pode induzir-nos ao comodismo?
A gênese do não-perdão a si mesmo está baseada no tipo de informações e mensagens que
acumulamos através das diversas fases de evolução de nossa existência de almas imortais.
Podemos experimentar culpa e condenação, perdão e liberdade de acordo com os nossos
valores, crenças, normas e regras, vigentes, podendo variar de indivíduo para indivíduo,
conforme seu país, sexo, raça, classe social, formação familiar e fé religiosa.
Entendemos assim que, para atingir o auto perdão, é necessário que reexaminemos nossas
convicções profundas sobre natureza do nosso próprio ser, estudando as leis da vida
Superior, bem como as raízes da educação que recebemos na infância, nesta existência.
Uma das grandes fontes de auto-agressão vem da busca apressada de perfeição absoluta,
como se todos devêssemos ser deuses ou deusas de um momento para outro. Ali ás, a
exigência de perfeição é considerada a pior inimiga da criatura, pois leva a alma a uma
constante hostilidade contra si mesma, exigindo-lhe capacidades e habilidades que ela
ainda não possui.
Perdoar-nos resulta no amor a nós mesmos - o pré-requisito para alcançarmos a plenitude
do bem viver.
Perdoar-nos é não importar-nos como o que fomos, pois a renovação está no instante
presente; o que importa é como somos hoje e qual é nossa determinação de buscar nosso
progresso espiritual.
Perdoar-nos é conviver com a mais nítida realidade, não se distraindo com ilusões de que
os outros e nós mesmos deveríamos ser algo que imaginamos e fantasiamos.
Perdoar-nos é compreender que os que nos cercam são reflexos de nós mesmos, criações
nossas que materializamos com nossos pensamentos e convicções íntimas.
 
Joanna de Angelis
Médium Divaldo franco
• QUESTÃO 909 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS
Paixões
 
• 909. Poderia sempre o homem, pelos seus esforços, vencer as suas
más inclinações?
 
• “Sim, e, freqüentemente, fazendo esforços muito insignificantes. O
que lhe falta é a vontade. Ah! Quão poucos dentre vós fazem
esforços!”
Mapas mentais inadequadosMapas mentais inadequados
impedem a pessoa de se perdoar e impedem a pessoa de se perdoar e 
evoluirevoluir
• Jean-Jacques Rousseau, um dos grandes nomes do 
iluminismo, nasceu em Genebra, no ano de 1712.A 
mãe, do parto, devido complicações após seu 
nascimento. Quando completou dez anos de idade, seu 
pai envolveu-se em uma discussão com pessoa 
importante da cidade, e, com receio de represálias, 
fugiu, deixando o filho para ser educado por um tio.  
• Tornou-se, na vida adulta,compositor auto-didata, 
teórico político, filósofo e escritor. Contribuiu 
amplamente para as grandes reformas ocorridas na 
América e na Europa, no século XIX, com seus ideais de 
liberdade, igualdade e fraternidade, sendo ainda um 
dos colaboradores da famosa Enciclopedie, de Diderot e 
D´Alembert. Escreveu vários livros, influenciando 
diversas culturas e gerações. 
Jean-Jacques RousseauJean-Jacques Rousseau
Um de seus escritos, de estrondoso sucesso, chama-se Emílio, ou Da
Educação . Nesta obra, Rousseau cria um personagem fictício, de nome Emilio‟
e vai, no transcorrer de seus escritos, contando ao leitor sobre a forma como
ele educa este personagem. O objetivo de Emílio é “formar um homem livre; e o
verdadeiro amor pelas crianças…”.Hoje esta obra é vista não apenas como
uma referência obrigatória para todos os educadores [pais,professores, etc],
mas, acima de tudo, como uma lição de vida.
Entretanto, Rousseau, este mesmo homem, filósofo, escritor, teve seus cinco
filhos. E os abandonou, a todos, em orfanatos. No prefácio de sua obra, o
tradutor assim comenta: “Como levar a sério um livro sobre a educação escrito
por um homem que abandonou os cinco filhos que teve com Thérese
Levasseur? Esta questão prévia, repetida pelos jovens leitores de ontem e de
hoje, deve ser colocada, não para ser ela própria levada a sério, mas para que
nos desvencilhemos dela de uma vez por todas. Rousseau é daqueles que
acham que não há covardia pior do que o abandono dos filhos que se teve o
prazer de fazer
Escreveu Rousseau em sua obra Emilio: “Um pai, quando gera e
sustenta filhos, só realiza com isso um terço de sua tarefa. Ele deve
homens à sua espécie, deve à sociedade homens sociáveis, deve
cidadãos ao Estado. Todo homem que pode pagar essa dívida tríplice
e não paga, é culpado, e talvez, ainda mais culpado, quando só paga
pela metade. Quem não pode cumprir os deveres de pai, não tem
direito de tornar-se pai. Não há pobreza, trabalhos nem respeito
humanos que os dispensem de sustentar seus filhos e de educá-los
ele próprio. Leitores, podeis acreditar do que digo. Para quem quer
que tenha entranhas e desdenhe tão santos deveres, prevejo que por
muito tempo derramará por sua culpa lágrimas amargas e jamais se
consolará disso..
Foi justamente por sentir-se culpado que Rousseau escreveu Emilio (de
1757 a 1762). Não podemos pretender que o livro não tenha nada para
nos ensinar porque seu autor não o colocou em prática.
Para isso, seria necessário inverter a cronologia e proibir a Rousseau
toda a oportunidade de um arrependimento sincero que busca a
reparação.
Afirmou o autor de Emílio:
“Não escrevo para desculpar meus erros, mas para impedir meus
leitores de os imitar”.
Jacques Rousseau reabilitou-se de
sua culpa
....Reabilita-te do erro através de ações novas que representam o teu
atual estado de alma. A soma das tuas ações positivas quitará o
débito moral que contraíste perante a Divina Consciência, porquanto
o Importante não é a quem se faz o bem ou o mal, e sim, a ação em
si mesma em relação à harmonia universal. A culpa deve ser superada
mediante ações positivas, reabilitadoras, que resultarão
dos pensamentos íntimos enobrecedores."
Joana de Angelis
Oração diária paraOração diária para
mudar o mapa mentalmudar o mapa mental
sobre si mesmosobre si mesmo
PODER DA GRATIDÃO.. AGRADEÇA TODAS AS OPORTUNIDADES QUE VOCE VIVE.
ELAS ESTÃO CONTRIBUINDO PARA SUA EVOLUÇÃO.
Deus de amor...Muito obrigada por me permitir evoluir.
Obrigada pela oportunidade que me dá de ser alguém
melhor, de aprender com meus erros, de cultivar a
Sua luz dentro de mim. Eu me perdoo assim como
perdoo a quem me tem ofendido.
Emane gratidão....
• Fonte:Fonte:
• Livro dos Espíritos
• Palestra Haroldo Dutra
• Palestra Rossandro Klinjey
• Artigos diversos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2
Grupo Espírita Cristão
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
Ronaldo Pereira Rodrigues
 
ÓDIO na visão Espírita
ÓDIO na visão EspíritaÓDIO na visão Espírita
ÓDIO na visão Espírita
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Provas Voluntárias e Verdadeiro Cilício.pptx
Provas Voluntárias e Verdadeiro Cilício.pptxProvas Voluntárias e Verdadeiro Cilício.pptx
Provas Voluntárias e Verdadeiro Cilício.pptx
francisco celio
 
A lei de amor ppt
A lei de amor pptA lei de amor ppt
A lei de amor ppt
Silvânio Barcelos
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
Marcos Accioly
 
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e PazEvangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Ricardo Azevedo
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
Graça Maciel
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
Jerri Almeida
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Casamento na ótica espirita
Casamento na ótica espiritaCasamento na ótica espirita
Casamento na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Simpatia e antipatia
Simpatia e antipatiaSimpatia e antipatia
Simpatia e antipatia
Graça Maciel
 
A paciência
A paciênciaA paciência
A paciência
home
 
Honrar pai e mãe
Honrar pai e mãeHonrar pai e mãe
Honrar pai e mãe
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Caracteres da perfeição
Caracteres da perfeiçãoCaracteres da perfeição
Caracteres da perfeição
home
 
Vigiando o pensamento-1,5h
Vigiando o pensamento-1,5hVigiando o pensamento-1,5h
Vigiando o pensamento-1,5h
home
 
Família material e espiritual
Família material e espiritualFamília material e espiritual
Família material e espiritual
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Os sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntariosOs sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntarios
Marcos Antônio Alves
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiosos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
AULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalhoAULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalho
Harleyde Santos
 

Mais procurados (20)

Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
 
ÓDIO na visão Espírita
ÓDIO na visão EspíritaÓDIO na visão Espírita
ÓDIO na visão Espírita
 
Provas Voluntárias e Verdadeiro Cilício.pptx
Provas Voluntárias e Verdadeiro Cilício.pptxProvas Voluntárias e Verdadeiro Cilício.pptx
Provas Voluntárias e Verdadeiro Cilício.pptx
 
A lei de amor ppt
A lei de amor pptA lei de amor ppt
A lei de amor ppt
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
 
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e PazEvangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
 
Casamento na ótica espirita
Casamento na ótica espiritaCasamento na ótica espirita
Casamento na ótica espirita
 
Simpatia e antipatia
Simpatia e antipatiaSimpatia e antipatia
Simpatia e antipatia
 
A paciência
A paciênciaA paciência
A paciência
 
Honrar pai e mãe
Honrar pai e mãeHonrar pai e mãe
Honrar pai e mãe
 
Caracteres da perfeição
Caracteres da perfeiçãoCaracteres da perfeição
Caracteres da perfeição
 
Vigiando o pensamento-1,5h
Vigiando o pensamento-1,5hVigiando o pensamento-1,5h
Vigiando o pensamento-1,5h
 
Família material e espiritual
Família material e espiritualFamília material e espiritual
Família material e espiritual
 
Os sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntariosOs sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntarios
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiosos
 
AULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalhoAULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalho
 

Semelhante a O Auto Perdão - Espiritismo

Como se libertar do sentimento de culpa
Como se libertar do sentimento de culpaComo se libertar do sentimento de culpa
Como se libertar do sentimento de culpa
M.R.L
 
Auto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpaAuto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpa
Lisete B.
 
Considerando o arrependimento
Considerando o arrependimentoConsiderando o arrependimento
Considerando o arrependimento
Bernadete Costa
 
O Perdão,lei de Evolução e Progresso
O Perdão,lei de Evolução e ProgressoO Perdão,lei de Evolução e Progresso
O Perdão,lei de Evolução e Progresso
Ceile Bernardo
 
Perdo 130429173017-phpapp01
Perdo 130429173017-phpapp01Perdo 130429173017-phpapp01
Perdo 130429173017-phpapp01
apqbarros
 
A dor.pptx
A dor.pptxA dor.pptx
A dor.pptx
M.R.L
 
Reforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírioReforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírio
grupodepaisceb
 
Mente humana e necessidades para se entender
Mente humana e necessidades para se entenderMente humana e necessidades para se entender
Mente humana e necessidades para se entender
MarianaGuadalupi
 
O Perdão - Espirtismo
O Perdão - EspirtismoO Perdão - Espirtismo
O Perdão - Espirtismo
Valéria Domingues
 
As bases do transformar se
As bases do transformar seAs bases do transformar se
As bases do transformar se
paikachambi
 
Em Que Estou melhorando
Em Que Estou melhorandoEm Que Estou melhorando
Em Que Estou melhorando
Idéias Luz
 
Perguntas para o estudo
Perguntas para o estudoPerguntas para o estudo
Perguntas para o estudo
Aurenir Simões
 
Culpa
CulpaCulpa
(28) Cura Interior.pdf
(28) Cura Interior.pdf(28) Cura Interior.pdf
(28) Cura Interior.pdf
LeonardoRangelCruz
 
Reencarnação instrumento pedagógico
Reencarnação instrumento pedagógicoReencarnação instrumento pedagógico
Reencarnação instrumento pedagógico
Helio Cruz
 
Reforma intima real
Reforma intima realReforma intima real
Reforma intima real
Norberto Scavone Augusto
 
Aula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento ReencarnatórioAula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento Reencarnatório
Mocidade Bezzerra de Menezes
 
Conflitos psicológicos
Conflitos psicológicosConflitos psicológicos
Conflitos psicológicos
Helio Cruz
 
Reconciliação com os adversários
Reconciliação com os adversáriosReconciliação com os adversários
Reconciliação com os adversários
Marcelo Bomfim de Aguiar
 
Reforma-Intíma-sem-martírio.pdf
Reforma-Intíma-sem-martírio.pdfReforma-Intíma-sem-martírio.pdf
Reforma-Intíma-sem-martírio.pdf
DeniseTofanello
 

Semelhante a O Auto Perdão - Espiritismo (20)

Como se libertar do sentimento de culpa
Como se libertar do sentimento de culpaComo se libertar do sentimento de culpa
Como se libertar do sentimento de culpa
 
Auto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpaAuto perdão = felicidade sem culpa
Auto perdão = felicidade sem culpa
 
Considerando o arrependimento
Considerando o arrependimentoConsiderando o arrependimento
Considerando o arrependimento
 
O Perdão,lei de Evolução e Progresso
O Perdão,lei de Evolução e ProgressoO Perdão,lei de Evolução e Progresso
O Perdão,lei de Evolução e Progresso
 
Perdo 130429173017-phpapp01
Perdo 130429173017-phpapp01Perdo 130429173017-phpapp01
Perdo 130429173017-phpapp01
 
A dor.pptx
A dor.pptxA dor.pptx
A dor.pptx
 
Reforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírioReforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírio
 
Mente humana e necessidades para se entender
Mente humana e necessidades para se entenderMente humana e necessidades para se entender
Mente humana e necessidades para se entender
 
O Perdão - Espirtismo
O Perdão - EspirtismoO Perdão - Espirtismo
O Perdão - Espirtismo
 
As bases do transformar se
As bases do transformar seAs bases do transformar se
As bases do transformar se
 
Em Que Estou melhorando
Em Que Estou melhorandoEm Que Estou melhorando
Em Que Estou melhorando
 
Perguntas para o estudo
Perguntas para o estudoPerguntas para o estudo
Perguntas para o estudo
 
Culpa
CulpaCulpa
Culpa
 
(28) Cura Interior.pdf
(28) Cura Interior.pdf(28) Cura Interior.pdf
(28) Cura Interior.pdf
 
Reencarnação instrumento pedagógico
Reencarnação instrumento pedagógicoReencarnação instrumento pedagógico
Reencarnação instrumento pedagógico
 
Reforma intima real
Reforma intima realReforma intima real
Reforma intima real
 
Aula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento ReencarnatórioAula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento Reencarnatório
 
Conflitos psicológicos
Conflitos psicológicosConflitos psicológicos
Conflitos psicológicos
 
Reconciliação com os adversários
Reconciliação com os adversáriosReconciliação com os adversários
Reconciliação com os adversários
 
Reforma-Intíma-sem-martírio.pdf
Reforma-Intíma-sem-martírio.pdfReforma-Intíma-sem-martírio.pdf
Reforma-Intíma-sem-martírio.pdf
 

Último

1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 

Último (16)

1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 

O Auto Perdão - Espiritismo

  • 1. O Perdão de si mesmo – auto cura Culpa De acordo com a doutrina espírita Casa Espírita “Paulo de Tarso” – JuaraCasa Espírita “Paulo de Tarso” – Juara Palestrante: Valéria DominguesPalestrante: Valéria Domingues
  • 2. PERDOAR -A SI MESMO -O PRÓXIMO - Familiares - Próximos no convívio social - Estranhos ao convívio Auto-cura As faces do perdão Caridade O ódio desperta rixas; a caridade, porém, supre todas as faltas. (Provérbios 10,12)
  • 3. 1 – Bem-aventurados os misericordiosos porque eles alcançarão misericórdia. (Mateus,  V: 7). 2 – Se perdoardes aos homens as ofensas que vos fazem, também vosso Pai celestial vos  perdoará os vossos pecados. Mas se não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai  vos perdoará os vossos pecados. (Mateus, VI: 14 e 15). 3 – Se vosso irmão pecar contra ti, vai, e corrige-o entre ti e ele somente; se te ouvir, ganhado terás a teu irmão. Então, chegando-se Pedro a ele, perguntou: Senhor, quantas vezes poderá pecar meu irmão contra mim, para que eu lhe perdoe? Será até sete vezes? Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete vezes. (Mateus, XVIII: 15, 21e 22). Bem Aventurança - Misericórdia Divina – Evolução Perdão – EVANGELHO SEGUNDOPerdão – EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMOO ESPIRITISMO
  • 4. 1) O PERDÃO TE AJUDA A SEGUIR ADIANTE1) O PERDÃO TE AJUDA A SEGUIR ADIANTE 2) O MAIOR BENEFICIÁRIO DO PERDÃO É QUEM DÁ E NÃO QUEM O RECEBE2) O MAIOR BENEFICIÁRIO DO PERDÃO É QUEM DÁ E NÃO QUEM O RECEBE 3) JESUS ENSINOU O PERDÃO PORQUE ELE É MUITO IMPORTANTE PARA A EVOLUÇÃO ESPIRITUAL3) JESUS ENSINOU O PERDÃO PORQUE ELE É MUITO IMPORTANTE PARA A EVOLUÇÃO ESPIRITUAL 4) O PERDÃO TE ENSINA QUE O IMPORTANTE NA VIDA É VENCER A SI MESMO4) O PERDÃO TE ENSINA QUE O IMPORTANTE NA VIDA É VENCER A SI MESMO 5) O PERDÃO É GRATIDÃO PARA COM DEUS QUE É MISERICORDIOSO COM TODOS OS ESPÍRITOS5) O PERDÃO É GRATIDÃO PARA COM DEUS QUE É MISERICORDIOSO COM TODOS OS ESPÍRITOS (DEUS NÃO QUER VER NINGUÉM JUDIANDO DE OUTRAS CRIATURAS)(DEUS NÃO QUER VER NINGUÉM JUDIANDO DE OUTRAS CRIATURAS) 6) O PERDÃO PERMITE O RECOMEÇO. NADA SERÁ IGUAL AO QUE ERA ANTES, MAS HÁ UM NOVO RECOMEÇO6) O PERDÃO PERMITE O RECOMEÇO. NADA SERÁ IGUAL AO QUE ERA ANTES, MAS HÁ UM NOVO RECOMEÇO 07) QUEM MAIS EVOLUI É QUEM PERDOA MAIS FACILMENTE07) QUEM MAIS EVOLUI É QUEM PERDOA MAIS FACILMENTE
  • 5. Oração do Pai Nosso e o perdão • “...Perdoai as nossas ofensas, assim como perdoamos aqueles que nos têm ofendido...” Jesus , ensinando o Pai Nosso A Oração do Pai Nosso nos ensina, que para eu conseguir perdão preciso aprender a perdoar, Se quero amor preciso dar amor, Se quero evoluir preciso abrir meu coração para a luz
  • 6. O que CULPA ?O que CULPA ? O que deve fazer aquele que, no último momento, na horada morte, reconhece as suas faltas, mas não tem tempo para repará-las? É suficiente arrepender- se, nesse caso? Resposta dos Espíritos — O arrependimento apressa a sua reabilitação, mas não o absolve. Não tem ele o futuro pela frente, que jamais se lhe fecha? Texto retirado do Livro dos Espíritos (Livro Quarto – Cap. 2 – Item VI)‟ WIKIPEDIA : Culpa se refere à responsabilidade dada à pessoa por um ato que provocou prejuízo material, moral ou espiritual a si mesma ou a outrem. QUESTÃO 1002 - Livro os EspíritosQUESTÃO 1002 - Livro os Espíritos
  • 7. Tipos de culpaTipos de culpa 1- Sentimento trazido de outras vidas, de fatos passados. 2- Prática consciente ou inconsciente de alguma ação que causou prejuízos a alguém. 3- Deixar de fazer alguma ação que acredita ser lesivo por costumes e tradições. 4- Sentimento alimentando pela crença de que teria como evitar o mal ocorrido. 5- Quaisquer ato ou pensamento em desacordo com as leis Divinas.
  • 8. Alma presaAlma presa pela culpapela culpa Infância conflituosaInfância conflituosa Desejos de vingança contra pais e professoresDesejos de vingança contra pais e professores Processos autopunitivosProcessos autopunitivos DepressãoDepressão Comportamento agressivoComportamento agressivo Criminosos seriaisCriminosos seriais Fobia SocialFobia Social
  • 9. "A culpa surge como forma de catarse necessária para a libertação de conflitos. Encontra-se insculpida nos alicerces do espírito e manifesta-se em expressão consciente ou através de complexos mecanismos de auto- punição inconsciente. Suas raízes podem estar fixadas no pretérito - erros e crimes ocultos que não foram justiçados - ou em passado próximo, nas ações da extravagância e da delinquência. Geradora de graves distúrbios, a culpa deve ser liberada a fim de que os seus danos desapareçam. A existência terrena é toda uma oportunidade para enriquecimento contínuo. Cada instante é ensejo de nova ação propiciadora de crescimento, de conhecimento, de conquista. Saber utilizá-lo é desafio para a criatura que anela pela evolução espiritual. Águas passadas não movem moinhos - afirma o brocardo popular, com sabedoria . As lembranças negativas entorpecem o entusiasmo para as ações edificantes, únicas portadoras de esperança para a liberação da culpa. Desse modo, quem se detém nas sombrias paisagens da culpa ainda não descobriu a consciência da própria responsabilidade perante a vida, negando-se à benção da libertação. Sai da forma do arrependimento e age de maneira correta, edificante. Reabilita-te do erro através de ações novas que representam o teu atual estado de alma. A soma das tuas ações positivas quitará o débito moral que contraíste perante a Divina Consciência, porquanto o Importante não é a quem se faz o bem ou o mal, e sim, a ação em si mesma em relação à harmonia universal. A culpa deve ser superada mediante ações positivas, reabilitadoras, que resultarão dos pensamentos íntimos enobrecedores." Autor: Joanna de Ângelis Psicografia de Divaldo Franco. Livro: Momentos de Meditação Culpa e Consciência
  • 10. CatarseCatarse [do grego kátharsis] - 1. Depuração, purgação, limpeza; evacuação natural ou provocada. 2. Em Psicologia, processo de depuração emocional, em que a pessoa conscientiza lembrança traumatizante antes reprimida, aliviando tensões. Nos processos obsessivo-espirituais, a natureza humana é a mesma, ou seja, alimentados por sentimentos de ódio e vingança, os espíritos mantém-se ligados aos seus obsedados, sejam estes encarnados ou desencarnados. Quando levados à regressão de memória pelo dirigente da reunião mediúnica espírita, estas entidades acessam situações de vidas anteriores, nas quais eles foram os vilões da "história" que envolvia o convívio entre estes indivíduos, onde amor e ódio deixaram as suas marcas nas relações. Contudo, é através do amor, que a postura vingativa do obsessor pode dar lugar a emoções que provocam a catarse, no momento em que sentimentos amorosos, que encontravam-se perdidos nos labirintos do tempo, emergem à luz da consciência pela regressão de memória.
  • 11. Sentimento de culpa consciente é oSentimento de culpa consciente é o reconhecimento do erro...reconhecimento do erro... O alicerce do nosso resgate é a culpaO alicerce do nosso resgate é a culpa Deus manifesta-se em nós através de nossa consciência. Deus está dentro de nós. As leis divinas estão gravadas em nossa consciência. Não importa onde você nasceu, as leis divinas estão dentro de nós e todas as vezes que agimos em confronto a essas leis... Sentiremos culpa !!
  • 12.
  • 13. Nós geramos um processo interior de culpa existem duas maneiras de se resolver. 1- Resgate pela dor. O resgate é um processo de auto perdão pelo sofrimento Exemplo: eu tiro patrimônio de alguém, como um sócio por exemplo, eu experimento uma profunda culpa conhece alguém, então eu experimento a dor de ser enganado e perder um bem material, porque alguém fez a mesma coisa comigo. Esse é o resgate pela dor. 2- Perdoar outras pessoas: O dia que eu for capaz de perdoar qualquer ofensa que alguém cometer contra mim, eu serei capaz de me perdoar integralmente nesse dia. O problema de quem não perdoa é que ele não se perdoa. Quanto mais inflexível eu sou com outro, mas inflexível sou comigo mesmo. Mas eu percorro uma via de dor, do sofrimento desnecessário. Por isso Jesus disse Pai perdoa na medida em que eu perdoo. Quanto mais eu sou capaz de perdoar, mais eu vou experimentar perdão. A misericórdia de Deus é um oceano mas cada um vai com seu copo
  • 14. Joanna de Angelis Médium Divaldo franco • Uma das grandes fontes de autoagressão vem da busca apressada de perfeição absoluta, como se todos devêssemos ser deuses ou deusas de um momento para outro. Aliás, a exigência de perfeição é considerada a pior inimiga da criatura, pois leva a alma a uma constante hostilidade contra si mesma, exigindo-lhe capacidades e habilidades que ela ainda não possui. Pode alguém, por um proceder impecável na vida atual, transpor todos os graus da escala do aperfeiçoamento e tornar-se Espírito puro, sem passar por outros graus intermédios? Resposta: "Não, pois o que o homem julga perfeito longe está da perfeição. Há qualidades que lhe são desconhecidas e incompreensíveis. Poderá ser tão perfeito quanto o comporte a sua natureza terrena, mas isso não é a perfeição absoluta. A culpa se estrutura nas crenças antigas do “pecado” irreparável e nos alicerces do perfeccionismo. Livro dos Espíritos – questão - 192Livro dos Espíritos – questão - 192
  • 15. O auto-perdão não pode induzir-nos ao comodismo? A gênese do não-perdão a si mesmo está baseada no tipo de informações e mensagens que acumulamos através das diversas fases de evolução de nossa existência de almas imortais. Podemos experimentar culpa e condenação, perdão e liberdade de acordo com os nossos valores, crenças, normas e regras, vigentes, podendo variar de indivíduo para indivíduo, conforme seu país, sexo, raça, classe social, formação familiar e fé religiosa. Entendemos assim que, para atingir o auto perdão, é necessário que reexaminemos nossas convicções profundas sobre natureza do nosso próprio ser, estudando as leis da vida Superior, bem como as raízes da educação que recebemos na infância, nesta existência. Uma das grandes fontes de auto-agressão vem da busca apressada de perfeição absoluta, como se todos devêssemos ser deuses ou deusas de um momento para outro. Ali ás, a exigência de perfeição é considerada a pior inimiga da criatura, pois leva a alma a uma constante hostilidade contra si mesma, exigindo-lhe capacidades e habilidades que ela ainda não possui.
  • 16. Perdoar-nos resulta no amor a nós mesmos - o pré-requisito para alcançarmos a plenitude do bem viver. Perdoar-nos é não importar-nos como o que fomos, pois a renovação está no instante presente; o que importa é como somos hoje e qual é nossa determinação de buscar nosso progresso espiritual. Perdoar-nos é conviver com a mais nítida realidade, não se distraindo com ilusões de que os outros e nós mesmos deveríamos ser algo que imaginamos e fantasiamos. Perdoar-nos é compreender que os que nos cercam são reflexos de nós mesmos, criações nossas que materializamos com nossos pensamentos e convicções íntimas.   Joanna de Angelis Médium Divaldo franco
  • 17. • QUESTÃO 909 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS Paixões   • 909. Poderia sempre o homem, pelos seus esforços, vencer as suas más inclinações?   • “Sim, e, freqüentemente, fazendo esforços muito insignificantes. O que lhe falta é a vontade. Ah! Quão poucos dentre vós fazem esforços!”
  • 19. • Jean-Jacques Rousseau, um dos grandes nomes do  iluminismo, nasceu em Genebra, no ano de 1712.A  mãe, do parto, devido complicações após seu  nascimento. Quando completou dez anos de idade, seu  pai envolveu-se em uma discussão com pessoa  importante da cidade, e, com receio de represálias,  fugiu, deixando o filho para ser educado por um tio.   • Tornou-se, na vida adulta,compositor auto-didata,  teórico político, filósofo e escritor. Contribuiu  amplamente para as grandes reformas ocorridas na  América e na Europa, no século XIX, com seus ideais de  liberdade, igualdade e fraternidade, sendo ainda um  dos colaboradores da famosa Enciclopedie, de Diderot e  D´Alembert. Escreveu vários livros, influenciando  diversas culturas e gerações.  Jean-Jacques RousseauJean-Jacques Rousseau
  • 20. Um de seus escritos, de estrondoso sucesso, chama-se Emílio, ou Da Educação . Nesta obra, Rousseau cria um personagem fictício, de nome Emilio‟ e vai, no transcorrer de seus escritos, contando ao leitor sobre a forma como ele educa este personagem. O objetivo de Emílio é “formar um homem livre; e o verdadeiro amor pelas crianças…”.Hoje esta obra é vista não apenas como uma referência obrigatória para todos os educadores [pais,professores, etc], mas, acima de tudo, como uma lição de vida. Entretanto, Rousseau, este mesmo homem, filósofo, escritor, teve seus cinco filhos. E os abandonou, a todos, em orfanatos. No prefácio de sua obra, o tradutor assim comenta: “Como levar a sério um livro sobre a educação escrito por um homem que abandonou os cinco filhos que teve com Thérese Levasseur? Esta questão prévia, repetida pelos jovens leitores de ontem e de hoje, deve ser colocada, não para ser ela própria levada a sério, mas para que nos desvencilhemos dela de uma vez por todas. Rousseau é daqueles que acham que não há covardia pior do que o abandono dos filhos que se teve o prazer de fazer
  • 21. Escreveu Rousseau em sua obra Emilio: “Um pai, quando gera e sustenta filhos, só realiza com isso um terço de sua tarefa. Ele deve homens à sua espécie, deve à sociedade homens sociáveis, deve cidadãos ao Estado. Todo homem que pode pagar essa dívida tríplice e não paga, é culpado, e talvez, ainda mais culpado, quando só paga pela metade. Quem não pode cumprir os deveres de pai, não tem direito de tornar-se pai. Não há pobreza, trabalhos nem respeito humanos que os dispensem de sustentar seus filhos e de educá-los ele próprio. Leitores, podeis acreditar do que digo. Para quem quer que tenha entranhas e desdenhe tão santos deveres, prevejo que por muito tempo derramará por sua culpa lágrimas amargas e jamais se consolará disso..
  • 22. Foi justamente por sentir-se culpado que Rousseau escreveu Emilio (de 1757 a 1762). Não podemos pretender que o livro não tenha nada para nos ensinar porque seu autor não o colocou em prática. Para isso, seria necessário inverter a cronologia e proibir a Rousseau toda a oportunidade de um arrependimento sincero que busca a reparação. Afirmou o autor de Emílio: “Não escrevo para desculpar meus erros, mas para impedir meus leitores de os imitar”.
  • 23. Jacques Rousseau reabilitou-se de sua culpa ....Reabilita-te do erro através de ações novas que representam o teu atual estado de alma. A soma das tuas ações positivas quitará o débito moral que contraíste perante a Divina Consciência, porquanto o Importante não é a quem se faz o bem ou o mal, e sim, a ação em si mesma em relação à harmonia universal. A culpa deve ser superada mediante ações positivas, reabilitadoras, que resultarão dos pensamentos íntimos enobrecedores." Joana de Angelis
  • 24. Oração diária paraOração diária para mudar o mapa mentalmudar o mapa mental sobre si mesmosobre si mesmo PODER DA GRATIDÃO.. AGRADEÇA TODAS AS OPORTUNIDADES QUE VOCE VIVE. ELAS ESTÃO CONTRIBUINDO PARA SUA EVOLUÇÃO. Deus de amor...Muito obrigada por me permitir evoluir. Obrigada pela oportunidade que me dá de ser alguém melhor, de aprender com meus erros, de cultivar a Sua luz dentro de mim. Eu me perdoo assim como perdoo a quem me tem ofendido. Emane gratidão....
  • 25. • Fonte:Fonte: • Livro dos Espíritos • Palestra Haroldo Dutra • Palestra Rossandro Klinjey • Artigos diversos