O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Uso da vírgula

9.106 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Uso da vírgula

  1. 1. Uso da Vírgula
  2. 2. 1. Vírgula de Coordenação A função mais comum da vírgula é separar elementos coordenados dentro da oração ou orações coordenadas dentro período.a. Separam-se por vírgula termos ou orações assindenticamente coordenados, isto é, quando não aparece a conjunção e. Não é incomum , porém, aparecer a vírgula, mesmo seguida de e.
  3. 3. iEx: Pilhas de livros, jornais, revistas velhas e folhetos de propaganda tomavam quase todo o espaço. Juliana teve um sorriso lívido, ergue-se com um grande ai, escabichou os dentes, apanhou a roupa e subiu no chão. b.Com exceção do e, as conjunções coordenativas devem ser precedidas de vírgula. Isso vale especialmente para as conjunções mas e pois (explicativo).
  4. 4. Ex.: A ideia foi lançada com entusiasmo, mas não vingou.
  5. 5. Obs: A conjunção pois pode ser explicativa ou conclusiva. A diferença aparece pelo sentido das proposições, mas é manifestada também pelo modo como as vírgulas são colocadas. Observe: O grande desafio consiste, pois, em respeitar a demanda dos jovens. (conclusivo)O funcionários dessa empresa trabalham satisfeitos , pois participam da distribuição de lucros.( explicativo)
  6. 6. 2. Vírgulas de intercalação São as que isolam elementos que seinterpõem entre termos que têm entre si relaçãoessencial, representando uma quebra nasequencia normal da ideia. São de variadanatureza os elementos que se podem intercalar,vindo, pois, isolados por duas vírgulas.
  7. 7. a. Aposto: Jürgen Habermas, um dos maiores filósofos da atualidade, já esteve no Brasil.b. Adjuntos adverbiais extensos: Houve, no segundo semestre daquele, um número excepcional de concordatas.Na sala mortuária achei Virgília, ao pé do féretro, a soluçar.
  8. 8. c. Conjunções pospostas – são pospostas as conjunções quando, em vez de iniciarem a oração, aparecem dentro dela: Essas esperanças, contudo, eram muito remotas.d. Expressões explicativas (isto é, a saber, por exemplo, ou melhor) :Jorge Amado, por exemplo, já teve várias obras traduzidas para o alemão.
  9. 9. e. Orações subordinadas adverbiais : Eu espero, se tudo correr bem, que o problema seja resolvido a próxima semana.f. Orações intercaladas: Sendo assim, concluiu o orador, os responsáveis continuarão impunes.g. Orações subordinadas adjetivas explicativas:A minha seção, que fica no segundo andar,
  10. 10. • Observação: é importante para o significado da frase a distinção entre adjetiva explicativa e adjetiva restritiva. Nessa distinção, a vírgula desempenha importante papel. A adjetiva explicativa fica obrigatoriamente entre vírgulas. A restritiva não fica isolada por duas vírgulas, mas, por razão de clareza, admite uma vírgula no final. Observe a diferença de sentido:
  11. 11. (1) As religiões que só se preocupam com o dinheiro iludem os ingênuos.(2) As religiões, que só se preocupam com o dinheiro , iludem os ingênuos.
  12. 12. 3. Vírgula de inversão Assinala o deslocamento de uma expressão de sua posição normal:a. Oração iniciada por adjunto adverbial: No segundo semestre daquele ano, houve um número excepcional de concordatas. b. Oração subordinada adverbial precedendo a principal: Quando a guerra estourou , ele fugiu para Portugal.c. Pleonasmo – Atos de heroísmo da pela pátria, ninguém mais os faz.Observe que o os é uma retomada de atos de heroísmo pela pátria.
  13. 13. 4. Vírgula Substitutiva:Representa a omissão de uma palavra ou expressão: O objetivo é o mesmo, mas os métodos, diferentes. ( a vírgula substitui o verbo ser)
  14. 14. 5. Vírgula de vocativo: Seja qual for o lugar da oração em que apareça, o vocativo é sempre isolado por vírgulas: Meus amigos, vocês não sabem quanto isso me tem custado. Vocês não sabem, meus amigos, quanto isso me tem custado! Vocês não sabem quanto isso me tem custado, meus amigos!

×