SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
Concordância Nominal Profª.: Célia Trindade de Araújo e Silva
Concordância Nominal Regra Geral O   artigo,  o  pronome,  o  numeral  e o   adjetivo   devem concordar em gênero e número com o substantivo ao qual se referem. Ex.: Os  nossos  dois  brinquedos   preferidos  estão quebrados. artigo (masc.pl.) pronome (masc.pl.) numeral (masc.pl.) substantivo  ( masc.pl .) adjetivo ( masc.pl .) Observe que o artigo  os , o pronome  nossos , o numeral  dois  e o adjetivo  preferidos  referem-se ao substantivo (masculino/plural)  brinquedos . Por isso é que eles estão todos no masculino plural.
Casos especiais de Concordância Nominal I. Adjetivo referente a vários substantivos: 1. Quando o adjetivo vier depois de dois ou mais substantivos do  mesmo gênero , há duas possibilidades de concordância:    O adjetivo assume o gênero do substantivo e  vai para o plural , ou  concorda  em gênero e número  com o mais próximo . Ex.: O governador recebeu ministro e secretário  espanhol. concordou apenas com o mais próximo Ex.: O governador recebeu ministro e secretário  espanhóis . masculino/plural
2.  Quando o adjetivo vier posposto a dois ou mais substantivos de  gêneros diferentes , também há duas possibilidades de concordância:    O adjetivo vai para o masculino plural ou concorda em gênero e número com o substantivo mais próximo.  Ex.: Ele apresentou argumento e razão  justos. masculino/plural Ex.: Ele apresentou argumento e razão  justa . concordou com o substantivo mais próximo Ex.: Ele apresentou razão e argumento  justo . concordou com o substantivo  mais próximo.
3. Quando o adjetivo vier  anteposto  a dois ou mais substantivos, concordará com o mais próximo, se funcionar como adjunto adnominal; entretanto se funcionar como predicativo, haverá duas possibilidades: poderá ir para o plural ou concordar com o mais próximo. Ex.: Nunca vi  tamanho  desrespeito e ingratidão. adjetivo substantivo substantivo adjunto adnominal Ex.: Permaneceu  fechada  a porta e o portão. predicativo do sujeito (concorda com o mais próximo) Ex.: Permaneceram  fechados  a porta e o portão. predicativo do sujeito (masculino plural)
II.   Dois ou mais adjetivos referentes a um substantivo determinado por artigo:  Admitem duas possibilidades: a) O substantivo fica no singular e põe-se o artigo também antes do segundo adjetivo. Ex.: Meu professor ensina  a  língua inglesa e  a  francesa. b) O substantivo fica no plural e omite-se o artigo antes do segundo adjetivo: Ex.: Meu professor ensina  as  línguas inglesa e francesa.
Casos particulares de Concordância Nominal 1. As palavras  menos ,  alerta  e  pseudo  são advérbios e ficam invariáveis. Ex.: Os soldados estavam  alerta . Há  menos  pessoas do que prevíamos. 2. As expressões  é proibido ,  é necessário ,  é bom ,  é preciso  quando se referem a palavras desacompanhadas de determinantes, tomadas, portanto, em sua generalidade, ficam  invariáveis . Ex.:  É proibido  entrada. Cerveja  é bom . Coragem  é necessário . Porém, se a palavra estiver acompanhada de determinante, com ela devem concordar. Ex.:  É proibida   a  entrada. A  cerveja  é boa . A  coragem  é necessária .
3. As palavras  bastante ,  meio ,  pouco ,  muito ,  caro ,  barato   a) Quando têm valor de  adjetivo , concordam com o substantivo. Ex.: Serviu-nos  meia  porção de arroz. Conversamos  bastantes  vezes a esse respeito. Os automóveis estão  caros . As frutas estão  baratas . Já é meio-dia e  meia . b) Quando têm valor de  advérbio  ficam invariáveis. Ex.: Maria está  meio  aborrecida. Os alunos são  bastante  estudiosos. Esses automóveis custam  caro . As laranjas custam  barato . Estamos  muito  cansadas.
4. Os adjetivos  anexo ,  obrigado ,  incluso ,  mesmo ,  próprio ,  só ,  leso ,  quite  concordam com o substantivo a que se referem. Ex.: Seguem  anexos  os documentos da partilha de bens. A carta segue  anexa . Os documentos estão  inclusos . Ela  mesma  redigiu a carta. Eles estão  sós . Estou  quite  com você. Muito  obrigada  – disse ela. Observação: Os advérbios  só  (equivalente a somente),  menos  e  alerta  e as expressões  em anexo  e  a sós  são invariáveis. Ex.: Elas  só  esperam uma nova oportunidade. Leia a carta e veja as fotografias  em anexo . As meninas ficaram  a sós  no quarto.
Dicas : 1. Quando a palavra  só  equivaler a  sozinho  ela será  adjetivo  e, portanto, concordará com o substantivo. 2. Quando a palavra  só  equivaler a  somente  ela será  advérbio  e ficará invariável. 3. Quando a palavra  bastante  equivaler a  muitos/ muitas  ela será  adjetivo  e, portanto, concordará com o substantivo. 4.  A palavra  meio  equivalente a  metade  é  adjetivo  e concorda com o substantivo. 5. A palavra  meio  equivalendo a  um pouco  é advérbio e não varia.
Referências bibliográficas FERREIRA, Mauro.  Aprender e praticar gramática : teoria, sínteses das unidades, atividades práticas, exercícios de vestibulares: 2º Grau .  São Paulo: FTD, 1992. p. 343-352. SARMENTO, Leila L.  Gramática em texto .  1. ed. São Paulo: Moderna, 2000. p.470-475.  CEREJA, William Roberto & MAGALHÃES, Tereza C.  Gramática Reflexiva .  São Paulo: Atual, 1999. p. 334-336. MAIA, João D.  Português: Série Novo Ensino Médio .  São Paulo: Editora Ática, 2003. CIPRO NETO, Pasquale & INFANTE, Ulisses.  Gramática da Língua Portuguesa .  São Paulo: Scipione, 1997.  GIACOMOZZI, Gilio & VALÉRIO, Gildete & FENGA, Cláudia R.  Estudos de Gramática .  São Paulo: FTD, 1999.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaLucilene Barcelos
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerenciasilnog
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasBlog Estudo
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráficaMara dalto
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosLeisiane Jesus
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textualISJ
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacaobubble13
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavrascolveromachado
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoCDIM Daniel
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominalguest0cbfe
 

Mais procurados (20)

Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
 
Morfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes GramaticaisMorfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes Gramaticais
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
 
1.3 ortografia
1.3   ortografia1.3   ortografia
1.3 ortografia
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação Adverbios
 
Adjunto adverbial
Adjunto adverbialAdjunto adverbial
Adjunto adverbial
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
 
Preposições
PreposiçõesPreposições
Preposições
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
 
Uso dos porquês
Uso dos porquêsUso dos porquês
Uso dos porquês
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
 

Destaque (19)

Morfologia
MorfologiaMorfologia
Morfologia
 
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
 
8ª Série Gramática Colocação Pronominal
8ª Série Gramática   Colocação Pronominal8ª Série Gramática   Colocação Pronominal
8ª Série Gramática Colocação Pronominal
 
Estrut form palavras
Estrut form palavrasEstrut form palavras
Estrut form palavras
 
Concordância nominal slides
Concordância nominal slidesConcordância nominal slides
Concordância nominal slides
 
Acordo Ortográfico
Acordo OrtográficoAcordo Ortográfico
Acordo Ortográfico
 
FormaçãO Das Palavras2
FormaçãO Das Palavras2FormaçãO Das Palavras2
FormaçãO Das Palavras2
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
 
Cegueira Total
Cegueira TotalCegueira Total
Cegueira Total
 
Os lusíadas
Os lusíadasOs lusíadas
Os lusíadas
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Bordados
BordadosBordados
Bordados
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
 
FIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEMFIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEM
 
Mato grosso do sul
Mato grosso do sul Mato grosso do sul
Mato grosso do sul
 
Morfologia
MorfologiaMorfologia
Morfologia
 
Blocos Econômicos
Blocos EconômicosBlocos Econômicos
Blocos Econômicos
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
 

Semelhante a Concordância Nominal

Concordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º anoConcordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º anoLidiane Rodrigues
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância NominalBlog Estudo
 
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância NominalCefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância NominalProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16 Concordância nominal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16   Concordância nominalCefet/Coltec Intensivo Aula 16   Concordância nominal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16 Concordância nominalProfFernandaBraga
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL
CONCORDÂNCIA NOMINALCONCORDÂNCIA NOMINAL
CONCORDÂNCIA NOMINALguestcc4296e
 
Concordncia nominal
Concordncia nominalConcordncia nominal
Concordncia nominalRedeConcurso
 
Concordância nominal i
Concordância nominal iConcordância nominal i
Concordância nominal iNádia França
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominalEdson Alves
 
Concordancia nominal Prof: Karine Lima
Concordancia nominal Prof: Karine LimaConcordancia nominal Prof: Karine Lima
Concordancia nominal Prof: Karine LimaKarine Lima
 
concordancia nominal.pptx
concordancia nominal.pptxconcordancia nominal.pptx
concordancia nominal.pptxKarine Lima
 
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptxAula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptxEdianedaSilvaMadeiro
 
Aula 1 Concordância
Aula 1 ConcordânciaAula 1 Concordância
Aula 1 Concordância2º ano CSR
 
Apostila concordancia
Apostila concordanciaApostila concordancia
Apostila concordanciasandra
 

Semelhante a Concordância Nominal (20)

Concordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º anoConcordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º ano
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância NominalCefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal
Cefet/Coltec Aula 17 Concordância Nominal
 
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16 Concordância nominal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16   Concordância nominalCefet/Coltec Intensivo Aula 16   Concordância nominal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 16 Concordância nominal
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL
CONCORDÂNCIA NOMINALCONCORDÂNCIA NOMINAL
CONCORDÂNCIA NOMINAL
 
Concordncia nominal
Concordncia nominalConcordncia nominal
Concordncia nominal
 
Apresentação francinete
Apresentação francineteApresentação francinete
Apresentação francinete
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Concordância nominal i
Concordância nominal iConcordância nominal i
Concordância nominal i
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
Concordancia nominal Prof: Karine Lima
Concordancia nominal Prof: Karine LimaConcordancia nominal Prof: Karine Lima
Concordancia nominal Prof: Karine Lima
 
concordancia nominal.pptx
concordancia nominal.pptxconcordancia nominal.pptx
concordancia nominal.pptx
 
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptxAula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
Aula_12___Concord_ncia_nominal.pptx
 
Aula 1 Concordância
Aula 1 ConcordânciaAula 1 Concordância
Aula 1 Concordância
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Apostila concordancia
Apostila concordanciaApostila concordancia
Apostila concordancia
 
Gramática e Ortografia
Gramática e OrtografiaGramática e Ortografia
Gramática e Ortografia
 

Mais de Angela Santos

Mais de Angela Santos (18)

Arte Renascentista
Arte RenascentistaArte Renascentista
Arte Renascentista
 
Arte Renascentista
Arte RenascentistaArte Renascentista
Arte Renascentista
 
Historia social do classicismo
Historia social do classicismoHistoria social do classicismo
Historia social do classicismo
 
Apresentacao
ApresentacaoApresentacao
Apresentacao
 
Feliz Metade do Ano
Feliz Metade do AnoFeliz Metade do Ano
Feliz Metade do Ano
 
A reforma ortografica
A reforma ortograficaA reforma ortografica
A reforma ortografica
 
O Cachorro e o Coelho
O Cachorro e o CoelhoO Cachorro e o Coelho
O Cachorro e o Coelho
 
Colocação Pronominal
Colocação PronominalColocação Pronominal
Colocação Pronominal
 
Revisão
RevisãoRevisão
Revisão
 
Arte Românica
Arte RomânicaArte Românica
Arte Românica
 
Estrutura Das Palavras2
Estrutura Das Palavras2Estrutura Das Palavras2
Estrutura Das Palavras2
 
Estrutura Das Palavras1
Estrutura Das Palavras1Estrutura Das Palavras1
Estrutura Das Palavras1
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Estrutura Das Palavras1
Estrutura Das Palavras1Estrutura Das Palavras1
Estrutura Das Palavras1
 
Classes Gramaticais
Classes GramaticaisClasses Gramaticais
Classes Gramaticais
 
Hq Reduzido
Hq ReduzidoHq Reduzido
Hq Reduzido
 
Feliz Metade Do Ano
Feliz Metade Do AnoFeliz Metade Do Ano
Feliz Metade Do Ano
 

Concordância Nominal

  • 1. Concordância Nominal Profª.: Célia Trindade de Araújo e Silva
  • 2. Concordância Nominal Regra Geral O artigo, o pronome, o numeral e o adjetivo devem concordar em gênero e número com o substantivo ao qual se referem. Ex.: Os nossos dois brinquedos preferidos estão quebrados. artigo (masc.pl.) pronome (masc.pl.) numeral (masc.pl.) substantivo ( masc.pl .) adjetivo ( masc.pl .) Observe que o artigo os , o pronome nossos , o numeral dois e o adjetivo preferidos referem-se ao substantivo (masculino/plural) brinquedos . Por isso é que eles estão todos no masculino plural.
  • 3. Casos especiais de Concordância Nominal I. Adjetivo referente a vários substantivos: 1. Quando o adjetivo vier depois de dois ou mais substantivos do mesmo gênero , há duas possibilidades de concordância:  O adjetivo assume o gênero do substantivo e vai para o plural , ou concorda em gênero e número com o mais próximo . Ex.: O governador recebeu ministro e secretário espanhol. concordou apenas com o mais próximo Ex.: O governador recebeu ministro e secretário espanhóis . masculino/plural
  • 4. 2. Quando o adjetivo vier posposto a dois ou mais substantivos de gêneros diferentes , também há duas possibilidades de concordância:  O adjetivo vai para o masculino plural ou concorda em gênero e número com o substantivo mais próximo. Ex.: Ele apresentou argumento e razão justos. masculino/plural Ex.: Ele apresentou argumento e razão justa . concordou com o substantivo mais próximo Ex.: Ele apresentou razão e argumento justo . concordou com o substantivo mais próximo.
  • 5. 3. Quando o adjetivo vier anteposto a dois ou mais substantivos, concordará com o mais próximo, se funcionar como adjunto adnominal; entretanto se funcionar como predicativo, haverá duas possibilidades: poderá ir para o plural ou concordar com o mais próximo. Ex.: Nunca vi tamanho desrespeito e ingratidão. adjetivo substantivo substantivo adjunto adnominal Ex.: Permaneceu fechada a porta e o portão. predicativo do sujeito (concorda com o mais próximo) Ex.: Permaneceram fechados a porta e o portão. predicativo do sujeito (masculino plural)
  • 6. II. Dois ou mais adjetivos referentes a um substantivo determinado por artigo:  Admitem duas possibilidades: a) O substantivo fica no singular e põe-se o artigo também antes do segundo adjetivo. Ex.: Meu professor ensina a língua inglesa e a francesa. b) O substantivo fica no plural e omite-se o artigo antes do segundo adjetivo: Ex.: Meu professor ensina as línguas inglesa e francesa.
  • 7. Casos particulares de Concordância Nominal 1. As palavras menos , alerta e pseudo são advérbios e ficam invariáveis. Ex.: Os soldados estavam alerta . Há menos pessoas do que prevíamos. 2. As expressões é proibido , é necessário , é bom , é preciso quando se referem a palavras desacompanhadas de determinantes, tomadas, portanto, em sua generalidade, ficam invariáveis . Ex.: É proibido entrada. Cerveja é bom . Coragem é necessário . Porém, se a palavra estiver acompanhada de determinante, com ela devem concordar. Ex.: É proibida a entrada. A cerveja é boa . A coragem é necessária .
  • 8. 3. As palavras bastante , meio , pouco , muito , caro , barato a) Quando têm valor de adjetivo , concordam com o substantivo. Ex.: Serviu-nos meia porção de arroz. Conversamos bastantes vezes a esse respeito. Os automóveis estão caros . As frutas estão baratas . Já é meio-dia e meia . b) Quando têm valor de advérbio ficam invariáveis. Ex.: Maria está meio aborrecida. Os alunos são bastante estudiosos. Esses automóveis custam caro . As laranjas custam barato . Estamos muito cansadas.
  • 9. 4. Os adjetivos anexo , obrigado , incluso , mesmo , próprio , só , leso , quite concordam com o substantivo a que se referem. Ex.: Seguem anexos os documentos da partilha de bens. A carta segue anexa . Os documentos estão inclusos . Ela mesma redigiu a carta. Eles estão sós . Estou quite com você. Muito obrigada – disse ela. Observação: Os advérbios só (equivalente a somente), menos e alerta e as expressões em anexo e a sós são invariáveis. Ex.: Elas só esperam uma nova oportunidade. Leia a carta e veja as fotografias em anexo . As meninas ficaram a sós no quarto.
  • 10. Dicas : 1. Quando a palavra só equivaler a sozinho ela será adjetivo e, portanto, concordará com o substantivo. 2. Quando a palavra só equivaler a somente ela será advérbio e ficará invariável. 3. Quando a palavra bastante equivaler a muitos/ muitas ela será adjetivo e, portanto, concordará com o substantivo. 4. A palavra meio equivalente a metade é adjetivo e concorda com o substantivo. 5. A palavra meio equivalendo a um pouco é advérbio e não varia.
  • 11. Referências bibliográficas FERREIRA, Mauro. Aprender e praticar gramática : teoria, sínteses das unidades, atividades práticas, exercícios de vestibulares: 2º Grau . São Paulo: FTD, 1992. p. 343-352. SARMENTO, Leila L. Gramática em texto . 1. ed. São Paulo: Moderna, 2000. p.470-475. CEREJA, William Roberto & MAGALHÃES, Tereza C. Gramática Reflexiva . São Paulo: Atual, 1999. p. 334-336. MAIA, João D. Português: Série Novo Ensino Médio . São Paulo: Editora Ática, 2003. CIPRO NETO, Pasquale & INFANTE, Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa . São Paulo: Scipione, 1997. GIACOMOZZI, Gilio & VALÉRIO, Gildete & FENGA, Cláudia R. Estudos de Gramática . São Paulo: FTD, 1999.