SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
No anúncio pelo Governo de mais medidas de austeridade, que direccionam o país
                                      para uma situação social, laboral e económica insustentável, muito semelhante ao
                                      caso grego, torna-se indispensável a leitura de informação que permita a clarificação
                                      deste caminho (errado) que o neoliberalismo ganancioso e sem escrúpulos procura
                                      impor às sociedades democráticas europeias. Nesse sentido, e porque é fundamental

SINAPSA                               a discussão pública sobre esta ameaça, que paira sobre a independência dos povos e a
                                      soberania das nações, o SINAPSA apresenta um conjunto de textos jornalísticos, de
                                      diferentes quadrantes políticos e sem qualquer relação com o movimento sindical, que
                                      ajude à descodificação da falácia que os argumentos das “inevitabilidades” procuram
                                      justificar face a uma opinião pública cada vez mais atordoada e descrente pela
                                      sucessiva vaga de medidas governamentais regressivas e austeritárias.

O desenvolvimento do subdesenvolvimento
Que democracia é esta que transforma um ato de rendição numa afirmação dramática de coragem em nome do bem
comum?
Está em curso o processo de subdesenvolvimento do País. As medidas que o anunciam, longe de serem transitórias, são
estruturantes e os seus efeitos vão sentir-se por décadas. As crises criam oportunidades para redistribuir riqueza.
Consoante as forças políticas que as controlam, a redistribuição irá num sentido ou noutro. Imaginemos que a redução
de 15% do rendimento aplicada aos funcionários públicos, por via do corte dos subsídios de Natal e de férias, era aplicada
às grandes fortunas, a Américo Amorim, Alexandre Soares dos Santos, Belmiro de Azevedo, famílias Mello, etc. Recolher-
se-ia muito mais dinheiro e afetar-se-ia imensamente menos o bem-estar dos portugueses. À partida, a invocação de
uma emergência nacional aponta para sacrifícios extraordinários que devem ser impostos aos que estão em melhores
condições de os suportar. Por isso se convocam os jovens para a guerra, e não os velhos. Não estariam os superricos em
melhores condições de responder à emergência nacional?
Esta é uma das perplexidades que leva os indignados a manifestarem-se nas ruas. Mas há muito mais. Perguntam-se
muitos cidadãos: as medidas de austeridade vão dar resultado e permitir ver luz ao fundo do túnel daqui a dois anos?
Suspeitam que não porque, para além de irem conhecendo a tragédia grega, vão sabendo que as receitas do FMI, agora
adotadas pela UE, não deram resultado em nenhum país em que foram aplicadas - do México à Tanzânia, da Indonésia à
Argentina, do Brasil ao Equador - e terminaram sempre em desobediência e desastre social e económico. Quanto mais
cedo a desobediência, menor o desastre.
Em todos esses países foi sempre usado o argumento do desvio das contas superior ao previsto para justificar cortes mais
drásticos. Como é possível que as forças políticas não saibam isto e não se perguntem por que é que o FMI, apesar de ter
sido criado para regular as contas dos países subdesenvolvidos, tenha sido expulso de quase todos eles e os seus créditos
se confinem hoje à Europa. Porquê a cegueira do FMI e por que é que a UE a segue cegamente? O FMI é um clube de
credores dominado por meia dúzia de instituições financeiras, à frente das quais a Goldman Sachs, que pretendem
manter os países endividados a fim de poderem extorquir deles as suas riquezas e de fazê-lo nas melhores condições, sob
a forma de pagamento de juros extorsionários e das privatizações das empresas públicas vendidas sob pressão a preços
de saldo, empresas que acabam por cair nas mãos das multinacionais que atuam à sua sombra.
Assim, a privatização da água pode cair nas mãos de uma subsidiária da Bechtel (tal como aconteceu em Cochabamba,
após a intervenção do FMI na Bolívia), e destinos semelhantes terão a privatização da TAP, dos Correios ou da RTP. O back-
office do FMI são os representantes de multinacionais que, quais abutres, esperam que as presas lhes caiam nas mãos.
Como há que tirar lições mesmo do mais lúgubre evento, os europeus do Sul suspeitam hoje, por dura experiência,
quanta pilhagem não terão sofrido os países ditos do Terceiro Mundo sob a cruel fachada da ajuda ao desenvolvimento.
Mas a maior perplexidade dos cidadãos indignados reside na pergunta: que democracia é esta que transforma um ato de
rendição numa afirmação dramática de coragem em nome do bem comum? É uma democracia pós-institucional, quer
porque quem controla as instituições as subverte (instituições criadas para obedecer aos cidadãos passam a obedecer a
banqueiros e mercados) quer porque os cidadãos vão reconhecendo, à medida que passam da resignação e do choque à
indignação e à revolta, que esta forma de democracia partidocrática está esgotada e deve ser substituída por uma outra
mais deliberativa e participativa, com partidos mas pós-partidária, que blinde o Estado contra os mercados, e os cidadãos
contra o autoritarismo estatal e não estatal. Está aberto um novo processo constituinte. A reivindicação de uma nova
Assembleia Constituinte, com forte participação popular, não deverá tardar.

Boaventura Sousa Santos
In Visão - Radar Ensaio, 20 de Outubro de 2011


                                    Sindicato Nacional dos Profissionais de Seguros e Afins
                   PORTO - geral@sinapsa.pt    LISBOA - lisboa@sinapsa.pt     COIMBRA - coimbra@sinapsa.pt
                                                        www.sinapsa.pt

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Público 4 o 1 de maio e mercadorizaçao
Público 4 o 1 de maio e mercadorizaçaoPúblico 4 o 1 de maio e mercadorizaçao
Público 4 o 1 de maio e mercadorizaçao
Elisio Estanque
 
Democracia, democracia das empresas e wikileaks
Democracia, democracia das empresas e wikileaksDemocracia, democracia das empresas e wikileaks
Democracia, democracia das empresas e wikileaks
GRAZIA TANTA
 

Mais procurados (20)

Rendimentos decrescentes
Rendimentos decrescentesRendimentos decrescentes
Rendimentos decrescentes
 
Quando a dívida aumenta a democracia encolhe 1-
Quando a dívida aumenta a democracia encolhe  1-Quando a dívida aumenta a democracia encolhe  1-
Quando a dívida aumenta a democracia encolhe 1-
 
Comunicado nº 13
Comunicado nº 13Comunicado nº 13
Comunicado nº 13
 
As últimas eleições autárquicas. observações e comparações
As últimas eleições autárquicas. observações e comparaçõesAs últimas eleições autárquicas. observações e comparações
As últimas eleições autárquicas. observações e comparações
 
Para uma constituição democrática com caráter de urgência – 1
Para uma constituição democrática com caráter de urgência – 1Para uma constituição democrática com caráter de urgência – 1
Para uma constituição democrática com caráter de urgência – 1
 
Público 4 o 1 de maio e mercadorizaçao
Público 4 o 1 de maio e mercadorizaçaoPúblico 4 o 1 de maio e mercadorizaçao
Público 4 o 1 de maio e mercadorizaçao
 
O que se esconde na sombra da campanha do coronavírus
O que se esconde na sombra da campanha do coronavírusO que se esconde na sombra da campanha do coronavírus
O que se esconde na sombra da campanha do coronavírus
 
Decrescimento, capitalismo e democracia de mercado
Decrescimento, capitalismo e democracia de mercadoDecrescimento, capitalismo e democracia de mercado
Decrescimento, capitalismo e democracia de mercado
 
2201 a precariedade suprema no capitalismo do século xxi
2201   a precariedade suprema no capitalismo do século xxi2201   a precariedade suprema no capitalismo do século xxi
2201 a precariedade suprema no capitalismo do século xxi
 
A despolitização, o controlo social e as alternativas
A despolitização, o controlo social e as alternativasA despolitização, o controlo social e as alternativas
A despolitização, o controlo social e as alternativas
 
Economia
EconomiaEconomia
Economia
 
Atualidades Concurso - Professor Buda
Atualidades Concurso - Professor BudaAtualidades Concurso - Professor Buda
Atualidades Concurso - Professor Buda
 
Relatório totalitário
Relatório totalitárioRelatório totalitário
Relatório totalitário
 
Paródia na paróquia – a eleição presidencial
Paródia na paróquia – a eleição presidencial Paródia na paróquia – a eleição presidencial
Paródia na paróquia – a eleição presidencial
 
O Sociocapitalismo
O SociocapitalismoO Sociocapitalismo
O Sociocapitalismo
 
O panelaço da barriga cheia e do ódio
O panelaço da barriga cheia e do ódioO panelaço da barriga cheia e do ódio
O panelaço da barriga cheia e do ódio
 
Democracia, democracia das empresas e wikileaks
Democracia, democracia das empresas e wikileaksDemocracia, democracia das empresas e wikileaks
Democracia, democracia das empresas e wikileaks
 
O Sociocapitalismo ApresentaçãO
O Sociocapitalismo ApresentaçãOO Sociocapitalismo ApresentaçãO
O Sociocapitalismo ApresentaçãO
 
O volátil domínio da riqueza financeira
O volátil domínio da riqueza financeiraO volátil domínio da riqueza financeira
O volátil domínio da riqueza financeira
 
Crise plínio e wladimir pomar
Crise plínio e wladimir pomarCrise plínio e wladimir pomar
Crise plínio e wladimir pomar
 

Destaque

Safe and secure site 2
Safe and secure site 2Safe and secure site 2
Safe and secure site 2
Clive Burgess
 
Propuesta sobre la tecnologia educativa en el nivel
Propuesta sobre la tecnologia educativa en el nivelPropuesta sobre la tecnologia educativa en el nivel
Propuesta sobre la tecnologia educativa en el nivel
Mingo18
 
Artikel dubbel paspoort in intermediair
Artikel dubbel paspoort in intermediairArtikel dubbel paspoort in intermediair
Artikel dubbel paspoort in intermediair
Jasmino
 
Normas Icontec Al día ( todo completo)
Normas Icontec Al día ( todo completo)Normas Icontec Al día ( todo completo)
Normas Icontec Al día ( todo completo)
jayerxD
 
Proyecto tics presentacion power point
Proyecto  tics presentacion power pointProyecto  tics presentacion power point
Proyecto tics presentacion power point
victiroagar
 
L F Jennings Project Analysis
L F Jennings Project AnalysisL F Jennings Project Analysis
L F Jennings Project Analysis
ikoiko242
 

Destaque (20)

Redutor de pH liquido modo de usar
Redutor de pH liquido modo de usarRedutor de pH liquido modo de usar
Redutor de pH liquido modo de usar
 
Safe and secure site 2
Safe and secure site 2Safe and secure site 2
Safe and secure site 2
 
phase failure relay | phase failure relays |
phase failure relay | phase failure relays |phase failure relay | phase failure relays |
phase failure relay | phase failure relays |
 
Propuesta sobre la tecnologia educativa en el nivel
Propuesta sobre la tecnologia educativa en el nivelPropuesta sobre la tecnologia educativa en el nivel
Propuesta sobre la tecnologia educativa en el nivel
 
Explorar0009
Explorar0009Explorar0009
Explorar0009
 
PASEO AERÓBICO RECREATIVO CALETA CÓRDOVA
PASEO AERÓBICO RECREATIVO CALETA CÓRDOVAPASEO AERÓBICO RECREATIVO CALETA CÓRDOVA
PASEO AERÓBICO RECREATIVO CALETA CÓRDOVA
 
los numeros
los numeroslos numeros
los numeros
 
Outsourcing
OutsourcingOutsourcing
Outsourcing
 
Limpa borda modo de usar
Limpa borda modo de usarLimpa borda modo de usar
Limpa borda modo de usar
 
Tarea powerpoint
Tarea powerpointTarea powerpoint
Tarea powerpoint
 
Computing inenglish
Computing inenglishComputing inenglish
Computing inenglish
 
Price old54
Price old54Price old54
Price old54
 
Artikel dubbel paspoort in intermediair
Artikel dubbel paspoort in intermediairArtikel dubbel paspoort in intermediair
Artikel dubbel paspoort in intermediair
 
34 35页翻译
34 35页翻译34 35页翻译
34 35页翻译
 
Normas Icontec Al día ( todo completo)
Normas Icontec Al día ( todo completo)Normas Icontec Al día ( todo completo)
Normas Icontec Al día ( todo completo)
 
Proyecto tics presentacion power point
Proyecto  tics presentacion power pointProyecto  tics presentacion power point
Proyecto tics presentacion power point
 
1.1
1.11.1
1.1
 
Triptico
TripticoTriptico
Triptico
 
Dom 13-11
Dom 13-11Dom 13-11
Dom 13-11
 
L F Jennings Project Analysis
L F Jennings Project AnalysisL F Jennings Project Analysis
L F Jennings Project Analysis
 

Semelhante a O desenvolvimento do subdesenvolvimento

Lições a tirar da crise econômica internacional
Lições a tirar da crise econômica internacionalLições a tirar da crise econômica internacional
Lições a tirar da crise econômica internacional
Lucas Barbosa Pelissari
 
Nacionalização da banca piada ou mistificação
Nacionalização da banca   piada ou mistificaçãoNacionalização da banca   piada ou mistificação
Nacionalização da banca piada ou mistificação
GRAZIA TANTA
 
Descartaveis ou sujeitos de mudanca
Descartaveis ou sujeitos de mudancaDescartaveis ou sujeitos de mudanca
Descartaveis ou sujeitos de mudanca
Sinapsa
 
Juventude e rebelioes s 2013 31dez
Juventude e rebelioes s 2013 31dezJuventude e rebelioes s 2013 31dez
Juventude e rebelioes s 2013 31dez
Elisio Estanque
 

Semelhante a O desenvolvimento do subdesenvolvimento (20)

É o clima, estúpido!
É o clima, estúpido!É o clima, estúpido!
É o clima, estúpido!
 
Machete e a suspensão de direitos fundamentais
Machete e a suspensão de direitos fundamentaisMachete e a suspensão de direitos fundamentais
Machete e a suspensão de direitos fundamentais
 
434 an-03-julho-2013.ok
434 an-03-julho-2013.ok434 an-03-julho-2013.ok
434 an-03-julho-2013.ok
 
Jornal O Dia - Cada um ajuda como pode
Jornal O Dia - Cada um ajuda como podeJornal O Dia - Cada um ajuda como pode
Jornal O Dia - Cada um ajuda como pode
 
Como o sistema financeiro captura a humanidade através da dívida 2
Como o sistema financeiro captura a humanidade através da dívida    2Como o sistema financeiro captura a humanidade através da dívida    2
Como o sistema financeiro captura a humanidade através da dívida 2
 
Ensaio sobre atual crise política do Brasil e os efeitos da mídia.
Ensaio sobre atual crise política do Brasil e os efeitos da mídia.Ensaio sobre atual crise política do Brasil e os efeitos da mídia.
Ensaio sobre atual crise política do Brasil e os efeitos da mídia.
 
Lições a tirar da crise econômica internacional
Lições a tirar da crise econômica internacionalLições a tirar da crise econômica internacional
Lições a tirar da crise econômica internacional
 
União dos Povos da Europa ou o nacionalismo à solta
União dos Povos da Europa ou o nacionalismo à soltaUnião dos Povos da Europa ou o nacionalismo à solta
União dos Povos da Europa ou o nacionalismo à solta
 
Dívida pública beneficiários e pagadores 1ª parte-
Dívida pública   beneficiários e pagadores  1ª parte-Dívida pública   beneficiários e pagadores  1ª parte-
Dívida pública beneficiários e pagadores 1ª parte-
 
Nacionalização da banca piada ou mistificação
Nacionalização da banca   piada ou mistificaçãoNacionalização da banca   piada ou mistificação
Nacionalização da banca piada ou mistificação
 
Solidariedade com o povo grego
Solidariedade com o povo gregoSolidariedade com o povo grego
Solidariedade com o povo grego
 
Com tais rosários e gamanços, os pensionistas estão bem tramados!
Com tais rosários e gamanços, os pensionistas estão bem tramados!Com tais rosários e gamanços, os pensionistas estão bem tramados!
Com tais rosários e gamanços, os pensionistas estão bem tramados!
 
Crise virginia e altamiro
Crise virginia e altamiroCrise virginia e altamiro
Crise virginia e altamiro
 
Descartaveis ou sujeitos de mudanca
Descartaveis ou sujeitos de mudancaDescartaveis ou sujeitos de mudanca
Descartaveis ou sujeitos de mudanca
 
Vainer, carlos. mega eventos mega-negócios mega-protestos
Vainer, carlos. mega eventos mega-negócios mega-protestosVainer, carlos. mega eventos mega-negócios mega-protestos
Vainer, carlos. mega eventos mega-negócios mega-protestos
 
O sistema financeiro como elemento dominante no capitalismo atual
O sistema financeiro como elemento dominante no capitalismo atualO sistema financeiro como elemento dominante no capitalismo atual
O sistema financeiro como elemento dominante no capitalismo atual
 
Centro e periferias na europa – a dinâmica das desigualdades desde 1990 (1)
Centro e periferias na europa – a dinâmica das desigualdades desde 1990 (1)Centro e periferias na europa – a dinâmica das desigualdades desde 1990 (1)
Centro e periferias na europa – a dinâmica das desigualdades desde 1990 (1)
 
Juventude e rebelioes s 2013 31dez
Juventude e rebelioes s 2013 31dezJuventude e rebelioes s 2013 31dez
Juventude e rebelioes s 2013 31dez
 
Dívida pública – cancro não se trata com paracetamol
Dívida pública – cancro não se trata com paracetamolDívida pública – cancro não se trata com paracetamol
Dívida pública – cancro não se trata com paracetamol
 
Capitalismo e o espírito naif para a construção do futuro
Capitalismo e o espírito naif para a construção do futuroCapitalismo e o espírito naif para a construção do futuro
Capitalismo e o espírito naif para a construção do futuro
 

Mais de Sinapsa

Tranquilidade a incerteza_do_futuro
Tranquilidade a incerteza_do_futuroTranquilidade a incerteza_do_futuro
Tranquilidade a incerteza_do_futuro
Sinapsa
 
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOSEM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
Sinapsa
 
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
Sinapsa
 
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
Sinapsa
 
A tsu (taxa social única) revisitada...
A tsu (taxa social única) revisitada...A tsu (taxa social única) revisitada...
A tsu (taxa social única) revisitada...
Sinapsa
 
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
Sinapsa
 
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSAPROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
Sinapsa
 
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS 14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
Sinapsa
 
Convite dia mundial da criança 2014
Convite dia mundial da criança 2014Convite dia mundial da criança 2014
Convite dia mundial da criança 2014
Sinapsa
 
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
Sinapsa
 
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
Sinapsa
 
OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
OFICINA DE LITERATURA DE CORDELOFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
Sinapsa
 
Protocolo fit car wash place
Protocolo fit car wash placeProtocolo fit car wash place
Protocolo fit car wash place
Sinapsa
 

Mais de Sinapsa (20)

Visita museu dos descobrimentos 25 out 2014
Visita museu dos descobrimentos 25 out 2014Visita museu dos descobrimentos 25 out 2014
Visita museu dos descobrimentos 25 out 2014
 
Tranquilidade a incerteza_do_futuro
Tranquilidade a incerteza_do_futuroTranquilidade a incerteza_do_futuro
Tranquilidade a incerteza_do_futuro
 
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOSEM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA - NOVA OFENSIVA CONTRA OS DIREITOS E SALÁRIOS
 
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
TÍNHAMOS RAZÃO - O CCT 2008 ESTÁ EM VIGOR!
 
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
ROTA DO ALVARINHO | 19 DE JULHO 2014
 
A tsu (taxa social única) revisitada...
A tsu (taxa social única) revisitada...A tsu (taxa social única) revisitada...
A tsu (taxa social única) revisitada...
 
Ciclo de debates upp 30 junho 2014
Ciclo de debates upp 30 junho 2014Ciclo de debates upp 30 junho 2014
Ciclo de debates upp 30 junho 2014
 
SHOCHÛ-GEIKO (TREINO INTENSIVO DE KARATE VERÃO)
SHOCHÛ-GEIKO (TREINO INTENSIVO DE KARATE VERÃO)SHOCHÛ-GEIKO (TREINO INTENSIVO DE KARATE VERÃO)
SHOCHÛ-GEIKO (TREINO INTENSIVO DE KARATE VERÃO)
 
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
ACÇÃO JUDICIAL APS versus SINAPSA - CCT 2008
 
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSAPROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
PROTOCOLO ENTRE O ISAG E O SINAPSA
 
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS 14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
14 JUNHO - 15H30 | CONCENTRAÇÃO - PRAÇA DO MARQUÊS
 
Convite dia mundial da criança 2014
Convite dia mundial da criança 2014Convite dia mundial da criança 2014
Convite dia mundial da criança 2014
 
A troika tambem nos seguros
A troika tambem nos segurosA troika tambem nos seguros
A troika tambem nos seguros
 
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
VISITA AO MUSEU DOS DESCOBRIMENTOS | 31 MAIO 2014
 
Vamos ao 1º maio
Vamos ao 1º maioVamos ao 1º maio
Vamos ao 1º maio
 
Portugal 3 anos
Portugal 3 anosPortugal 3 anos
Portugal 3 anos
 
Seiva trupe aberdeen
Seiva trupe aberdeenSeiva trupe aberdeen
Seiva trupe aberdeen
 
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
25 ABRIL 2014 - 40 ANOS DE DEMOCRACIA
 
OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
OFICINA DE LITERATURA DE CORDELOFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
OFICINA DE LITERATURA DE CORDEL
 
Protocolo fit car wash place
Protocolo fit car wash placeProtocolo fit car wash place
Protocolo fit car wash place
 

O desenvolvimento do subdesenvolvimento

  • 1. No anúncio pelo Governo de mais medidas de austeridade, que direccionam o país para uma situação social, laboral e económica insustentável, muito semelhante ao caso grego, torna-se indispensável a leitura de informação que permita a clarificação deste caminho (errado) que o neoliberalismo ganancioso e sem escrúpulos procura impor às sociedades democráticas europeias. Nesse sentido, e porque é fundamental SINAPSA a discussão pública sobre esta ameaça, que paira sobre a independência dos povos e a soberania das nações, o SINAPSA apresenta um conjunto de textos jornalísticos, de diferentes quadrantes políticos e sem qualquer relação com o movimento sindical, que ajude à descodificação da falácia que os argumentos das “inevitabilidades” procuram justificar face a uma opinião pública cada vez mais atordoada e descrente pela sucessiva vaga de medidas governamentais regressivas e austeritárias. O desenvolvimento do subdesenvolvimento Que democracia é esta que transforma um ato de rendição numa afirmação dramática de coragem em nome do bem comum? Está em curso o processo de subdesenvolvimento do País. As medidas que o anunciam, longe de serem transitórias, são estruturantes e os seus efeitos vão sentir-se por décadas. As crises criam oportunidades para redistribuir riqueza. Consoante as forças políticas que as controlam, a redistribuição irá num sentido ou noutro. Imaginemos que a redução de 15% do rendimento aplicada aos funcionários públicos, por via do corte dos subsídios de Natal e de férias, era aplicada às grandes fortunas, a Américo Amorim, Alexandre Soares dos Santos, Belmiro de Azevedo, famílias Mello, etc. Recolher- se-ia muito mais dinheiro e afetar-se-ia imensamente menos o bem-estar dos portugueses. À partida, a invocação de uma emergência nacional aponta para sacrifícios extraordinários que devem ser impostos aos que estão em melhores condições de os suportar. Por isso se convocam os jovens para a guerra, e não os velhos. Não estariam os superricos em melhores condições de responder à emergência nacional? Esta é uma das perplexidades que leva os indignados a manifestarem-se nas ruas. Mas há muito mais. Perguntam-se muitos cidadãos: as medidas de austeridade vão dar resultado e permitir ver luz ao fundo do túnel daqui a dois anos? Suspeitam que não porque, para além de irem conhecendo a tragédia grega, vão sabendo que as receitas do FMI, agora adotadas pela UE, não deram resultado em nenhum país em que foram aplicadas - do México à Tanzânia, da Indonésia à Argentina, do Brasil ao Equador - e terminaram sempre em desobediência e desastre social e económico. Quanto mais cedo a desobediência, menor o desastre. Em todos esses países foi sempre usado o argumento do desvio das contas superior ao previsto para justificar cortes mais drásticos. Como é possível que as forças políticas não saibam isto e não se perguntem por que é que o FMI, apesar de ter sido criado para regular as contas dos países subdesenvolvidos, tenha sido expulso de quase todos eles e os seus créditos se confinem hoje à Europa. Porquê a cegueira do FMI e por que é que a UE a segue cegamente? O FMI é um clube de credores dominado por meia dúzia de instituições financeiras, à frente das quais a Goldman Sachs, que pretendem manter os países endividados a fim de poderem extorquir deles as suas riquezas e de fazê-lo nas melhores condições, sob a forma de pagamento de juros extorsionários e das privatizações das empresas públicas vendidas sob pressão a preços de saldo, empresas que acabam por cair nas mãos das multinacionais que atuam à sua sombra. Assim, a privatização da água pode cair nas mãos de uma subsidiária da Bechtel (tal como aconteceu em Cochabamba, após a intervenção do FMI na Bolívia), e destinos semelhantes terão a privatização da TAP, dos Correios ou da RTP. O back- office do FMI são os representantes de multinacionais que, quais abutres, esperam que as presas lhes caiam nas mãos. Como há que tirar lições mesmo do mais lúgubre evento, os europeus do Sul suspeitam hoje, por dura experiência, quanta pilhagem não terão sofrido os países ditos do Terceiro Mundo sob a cruel fachada da ajuda ao desenvolvimento. Mas a maior perplexidade dos cidadãos indignados reside na pergunta: que democracia é esta que transforma um ato de rendição numa afirmação dramática de coragem em nome do bem comum? É uma democracia pós-institucional, quer porque quem controla as instituições as subverte (instituições criadas para obedecer aos cidadãos passam a obedecer a banqueiros e mercados) quer porque os cidadãos vão reconhecendo, à medida que passam da resignação e do choque à indignação e à revolta, que esta forma de democracia partidocrática está esgotada e deve ser substituída por uma outra mais deliberativa e participativa, com partidos mas pós-partidária, que blinde o Estado contra os mercados, e os cidadãos contra o autoritarismo estatal e não estatal. Está aberto um novo processo constituinte. A reivindicação de uma nova Assembleia Constituinte, com forte participação popular, não deverá tardar. Boaventura Sousa Santos In Visão - Radar Ensaio, 20 de Outubro de 2011 Sindicato Nacional dos Profissionais de Seguros e Afins PORTO - geral@sinapsa.pt LISBOA - lisboa@sinapsa.pt COIMBRA - coimbra@sinapsa.pt www.sinapsa.pt