SlideShare uma empresa Scribd logo
Rochas Sedimentares
ESCOLA INFANTE D.PEDRO
PROFª CARLA CARVALHO
Tipos de Rochas
De acordo com a sua génese (modo de formação) as rochas podem ser
classificadas em TRÊS grandes grupos:
• Resultam da
solidificação
do magma, no
interior ou à
superfície da
Terra.
ROCHAS
MAGMÁTICAS
• Formam-se a partir
de outras no interior
da Terra, por vezes a
profundidades
consideráveis, onde
as condições de
pressão e
temperatura são
elevadas.
ROCHAS
METAMÓRFICAS
• Formam-se a partir
do desgaste de
outras e à
superfície da Terra
onde as condições
de pressão e
temperatura são
diminutas.
ROCHAS
SEDIMENTARES
Basalto, granito, …
Areias, calcário, …
RochasSedimentares
2
 As rochas sedimentares representam, apenas 5% do
volume da crosta terrestre, mas representam cerca de
75% das superfícies dos continentes e fundos de
oceanos.
Profª: CARLACARVALHO
3
 As rochas sedimentares resultam da acumulação de
sedimentos, de rochas pré-existentes (rochas
metamórficas, magmáticasou sedimentares).
RochasSedimentares
Etapasde formação
4
 A formação
sedimentar
de uma rocha
é consequência de
um processo geológico, que
podemos dividir em várias fases
e nas quais intervêm diferentes
mecanismos
METEORIZAÇÃO EROSÃO TRANSPORTE
SEDIMENTAÇÃO
OU DEPOSIÇÃO
DIAGÉNESE
5
Meteorização
Erosão
Sedimentação
Transporte
Meteorização (alteraçãodasrochaspreexistentesporação
dachuva,temperatura,vento,águaeseresvivos)
6
 As rochassãoalteradas do ponto de vista:
origina partículas cada
vezmais pequenas
modifica osminerais das
rochas,transformando-os
noutros
Profª: CarlaCarvalho
Ação da água
Ação do vento
Erosão
Os materiais resultantes da meteorização
(quer sejam fragmentos grandes, quer pequenas
partículas dissolvidas em água) são removidos
– muitas vezes para sítios bem
longínquos!
A erosão implica transporte de material
As rochas foram desgastadas
e desagregadas!
Erosão
8
Profª: CarlaCarvalho
… dos rios … da chuva … do gelo
Transporte
10
Ocorre quando há
deslocação das
partículas para outro
local.
O transporte pode
ser devido à
gravidade, à
energia dos
ventos, dos
glaciares ou das
correntes dos rios
e dos mares.
Profª Carla Carvalho
Transporte
Transporte
11
QUANTO MAIOR O TRANSPORTE, MENOR A DIMENSÃO DOS SEDIMENTOS
Profª: Carla Carvalho
É durante este processo que
podem também depositar-se
restos de organismos ou das
suas actividades (vão originar
fósseis - são contemporâneos da
rocha que os contém).
A sedimentação ocorre maioritariamente em
meio aquático - é que a água é um
excelente agente transportador…); é
também em meio aquático que é mais
provável a ocorrência de fósseis (os restos
mortais não estão sujeitos às instáveis
condições climatéricas ou à acção de outros
animais)!
Sedimentação
A ordem de sedimentação é
condicionada pelas
dimensões e pela densidade
dos sedimentos!
Primeiro depositam-se os mais
densos e maiores e depois os
mais pequenos e leves!
Formar-se-ão (desde que não ocorram perturbações)
ESTRATOS (camadas sobrepostas, paralelas e
horizontais que se distinguem pela espessura,
dimensão e coloração), nos quais é frequente
encontrar fósseis!
Sedimentação
Diagénese
- Compactação
A compactação de areias
envolve diminuição de
volume devido ao peso
dos sedimentos, à
redução dos espaços
vazios e à perda de água.
- Compactação -
A compactação de argilas,
cujas partículas são muito
menores do que os grãos de
areia, envolve grande
diminuição de volume,
redução dos espaços vazios,
perda de água e orientação
quase horizontal dos grãos
de argila.
Diagénese
Diagénese
- Cimentação -
Após a compactação pode
ocorrer a precipitação de
substâncias químicas dissolvidas
na água nos poros entre os
sedimentos, formando um
cimento natural que diminui a
porosidade das rochas. Este
processo denomina-se
cimentação.
Cimento
Durante a Diagénese…
Cascalho Areia Argila
Conglomerado Arenito Argilito
15
Formação de uma rocha sedimentar
Meteorização
e erosão.
Transportee sedimentação
promovidos pela água, vento, etc.
À medida que seacumulam
novossedimentos,osestratos
inferiores sofremumconjunto
de transformaçõese originam
rochassedimentares –
diagénese.
Profª: Carla Carvalho
Camadas
ou
estratos
Resumindo….
Detríticas
(consolidadas ou não consolidadas)
Formadas por detritos de outras rochas.
Ex: conglomerados, brechas, argilas, areias,
arenitos…
Quimiogénicas
Resultam da precipitação de substâncias
que estavam dissolvidas na água.
Ex: calcário, evaporitos (sal-gema),
RochasQuimiogénicas
19
Resultam da deposição de material
químico dissolvido na água, daí que
se formem em ambientes aquáticos
de regiões áridas.
Incluem os calcários, formados
essencialmente por calcite, e os
evaporitos.
As temperaturas elevadas aumentam
a evaporação da água e originam a
precipitação de sais dissolvidos,
formando o sal-gema e o gesso.
RochasQuimiogénicas
20
Calcário
GessoSal-gema de cor rosada
Halite
Travertino
RochasBiogénicas
Formam-se a partir de sedimentos de origem biológica.
Incluem-se nestas rochas os calcários recifais, formados a partir
da fossilização de corais, e os calcários conquíferos, que
possuem muitas conchas fossilizadas.
Calcário conquífero
Calcário recifal
RochasBiogénicas
23
PETRÓLEOCARVÃO
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3 a formaçãorochassedimentares
3 a  formaçãorochassedimentares3 a  formaçãorochassedimentares
3 a formaçãorochassedimentares
margaridabt
 
Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
Isabel Lopes
 
1ºRochas MagmáTicas
1ºRochas MagmáTicas1ºRochas MagmáTicas
1ºRochas MagmáTicas
Arminda Malho
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Ana Castro
 
Os minerais e as suas características
Os minerais e as suas característicasOs minerais e as suas características
Os minerais e as suas características
Catir
 
2 minerais
2  minerais2  minerais
2 minerais
margaridabt
 
Minerais e rochas
Minerais e rochasMinerais e rochas
Minerais e rochas
karolpoa
 
Apresentação mineralogia
Apresentação mineralogiaApresentação mineralogia
Apresentação mineralogia
Leonardo De Miranda
 
Rochas MetamóRficas
Rochas MetamóRficasRochas MetamóRficas
Rochas MetamóRficas
Arminda Malho
 
2 minerais
2  minerais2  minerais
2 minerais
margaridabt
 
DeformaçõEs Das Rochas
DeformaçõEs Das RochasDeformaçõEs Das Rochas
DeformaçõEs Das Rochas
Arminda Malho
 
Rochas Sedimentares
Rochas SedimentaresRochas Sedimentares
Rochas Sedimentares
Joka Bp
 
Rochas magmáticas
Rochas magmáticasRochas magmáticas
Rochas magmáticas
Tânia Reis
 
3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
margaridabt
 
Rochas Metamórficas
Rochas MetamórficasRochas Metamórficas
Rochas Metamórficas
Tânia Reis
 
3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
margaridabt
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
Tânia Reis
 
Rochas minerais
Rochas mineraisRochas minerais
Rochas minerais
fernandaataide55
 
Rochas metamorficas
Rochas metamorficasRochas metamorficas
Rochas metamorficas
professoraIsabel
 
XI - ROCHAS METAMÓRFICAS
XI - ROCHAS METAMÓRFICASXI - ROCHAS METAMÓRFICAS
XI - ROCHAS METAMÓRFICAS
Sandra Nascimento
 

Mais procurados (20)

3 a formaçãorochassedimentares
3 a  formaçãorochassedimentares3 a  formaçãorochassedimentares
3 a formaçãorochassedimentares
 
Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
 
1ºRochas MagmáTicas
1ºRochas MagmáTicas1ºRochas MagmáTicas
1ºRochas MagmáTicas
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
 
Os minerais e as suas características
Os minerais e as suas característicasOs minerais e as suas características
Os minerais e as suas características
 
2 minerais
2  minerais2  minerais
2 minerais
 
Minerais e rochas
Minerais e rochasMinerais e rochas
Minerais e rochas
 
Apresentação mineralogia
Apresentação mineralogiaApresentação mineralogia
Apresentação mineralogia
 
Rochas MetamóRficas
Rochas MetamóRficasRochas MetamóRficas
Rochas MetamóRficas
 
2 minerais
2  minerais2  minerais
2 minerais
 
DeformaçõEs Das Rochas
DeformaçõEs Das RochasDeformaçõEs Das Rochas
DeformaçõEs Das Rochas
 
Rochas Sedimentares
Rochas SedimentaresRochas Sedimentares
Rochas Sedimentares
 
Rochas magmáticas
Rochas magmáticasRochas magmáticas
Rochas magmáticas
 
3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
 
Rochas Metamórficas
Rochas MetamórficasRochas Metamórficas
Rochas Metamórficas
 
3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Rochas minerais
Rochas mineraisRochas minerais
Rochas minerais
 
Rochas metamorficas
Rochas metamorficasRochas metamorficas
Rochas metamorficas
 
XI - ROCHAS METAMÓRFICAS
XI - ROCHAS METAMÓRFICASXI - ROCHAS METAMÓRFICAS
XI - ROCHAS METAMÓRFICAS
 

Semelhante a Nº 3 rochas sedimentares

Apresentação final pet
Apresentação final petApresentação final pet
Apresentação final pet
Petgeologia
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
Leonardo Alves
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
ISPGAYA
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
Catir
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
Catir
 
Ppt rochas.
Ppt rochas.Ppt rochas.
Ppt rochas.
ZigFraGz
 
Processos supergênicos
Processos supergênicosProcessos supergênicos
Processos supergênicos
Jonathas Santos
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
Francisco Vasconcelos
 
Aula geologia 2
Aula geologia 2Aula geologia 2
Aula geologia 2
Gabriel Lecoque Francisco
 
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagensAmbiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
Catir
 
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
Ap 2   rochas, arquivos da h  da terraAp 2   rochas, arquivos da h  da terra
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
essg
 
Agentes internos lili
Agentes internos    liliAgentes internos    lili
Agentes internos lili
Juliano Fernandes
 
Agentes internos
Agentes internosAgentes internos
Agentes internos
Juliano Fernandes
 
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochasUnidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
ISJ
 
Rochas
RochasRochas
Geologia
GeologiaGeologia
Geologia
kerllott
 
X - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARESX - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARES
Sandra Nascimento
 
X rsedimentares-140324073457-phpapp01
X rsedimentares-140324073457-phpapp01X rsedimentares-140324073457-phpapp01
X rsedimentares-140324073457-phpapp01
MINEDU
 
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
Ap 2   rochas, arquivos da h  da terraAp 2   rochas, arquivos da h  da terra
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
essg
 
1 a idade da terra
1   a idade da terra1   a idade da terra
1 a idade da terra
margaridabt
 

Semelhante a Nº 3 rochas sedimentares (20)

Apresentação final pet
Apresentação final petApresentação final pet
Apresentação final pet
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 
Ppt rochas.
Ppt rochas.Ppt rochas.
Ppt rochas.
 
Processos supergênicos
Processos supergênicosProcessos supergênicos
Processos supergênicos
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 
Aula geologia 2
Aula geologia 2Aula geologia 2
Aula geologia 2
 
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagensAmbiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
 
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
Ap 2   rochas, arquivos da h  da terraAp 2   rochas, arquivos da h  da terra
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
 
Agentes internos lili
Agentes internos    liliAgentes internos    lili
Agentes internos lili
 
Agentes internos
Agentes internosAgentes internos
Agentes internos
 
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochasUnidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
Unidade 5 cap 1 processos de fomação das rochas
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Geologia
GeologiaGeologia
Geologia
 
X - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARESX - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARES
 
X rsedimentares-140324073457-phpapp01
X rsedimentares-140324073457-phpapp01X rsedimentares-140324073457-phpapp01
X rsedimentares-140324073457-phpapp01
 
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
Ap 2   rochas, arquivos da h  da terraAp 2   rochas, arquivos da h  da terra
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
 
1 a idade da terra
1   a idade da terra1   a idade da terra
1 a idade da terra
 

Mais de MINEDU

Meu
MeuMeu
Meu
MINEDU
 
Jan julh
Jan julhJan julh
Jan julh
MINEDU
 
Vulcões
VulcõesVulcões
Vulcões
MINEDU
 
Teste 2 deriva continental e tectónica de placas
Teste 2   deriva continental e tectónica de placasTeste 2   deriva continental e tectónica de placas
Teste 2 deriva continental e tectónica de placas
MINEDU
 
Identificação das rochas magmáticas
Identificação das rochas magmáticasIdentificação das rochas magmáticas
Identificação das rochas magmáticas
MINEDU
 
Fósseis
FósseisFósseis
Fósseis
MINEDU
 
Nº 5 deriva continental
Nº 5 deriva continentalNº 5 deriva continental
Nº 5 deriva continental
MINEDU
 
Génese r mag e met. ciclo das rochas
Génese r mag e met. ciclo das rochasGénese r mag e met. ciclo das rochas
Génese r mag e met. ciclo das rochas
MINEDU
 
Os fósseis
Os fósseisOs fósseis
Os fósseis
MINEDU
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
MINEDU
 
Nº 2 rochas e minerais
Nº 2   rochas e mineraisNº 2   rochas e minerais
Nº 2 rochas e minerais
MINEDU
 
Uma agulha que_flutua
Uma agulha que_flutuaUma agulha que_flutua
Uma agulha que_flutua
MINEDU
 
Escrita magica
Escrita magicaEscrita magica
Escrita magica
MINEDU
 
Vt7 teste 3 (1)
Vt7 teste 3 (1)Vt7 teste 3 (1)
Vt7 teste 3 (1)
MINEDU
 
Vulcanismo e sismologia 7º ano
Vulcanismo e sismologia   7º anoVulcanismo e sismologia   7º ano
Vulcanismo e sismologia 7º ano
MINEDU
 
1.1 interacções seres vivos factores abióticos
1.1   interacções seres vivos factores abióticos1.1   interacções seres vivos factores abióticos
1.1 interacções seres vivos factores abióticos
MINEDU
 
2 ficha av cn7 16 17 (1)
2 ficha av cn7 16 17 (1)2 ficha av cn7 16 17 (1)
2 ficha av cn7 16 17 (1)
MINEDU
 
Exercícios sobre células
Exercícios sobre célulasExercícios sobre células
Exercícios sobre células
MINEDU
 
Direito ao intervalo
Direito ao intervaloDireito ao intervalo
Direito ao intervalo
MINEDU
 
Estrutura interna terra
Estrutura interna terraEstrutura interna terra
Estrutura interna terra
MINEDU
 

Mais de MINEDU (20)

Meu
MeuMeu
Meu
 
Jan julh
Jan julhJan julh
Jan julh
 
Vulcões
VulcõesVulcões
Vulcões
 
Teste 2 deriva continental e tectónica de placas
Teste 2   deriva continental e tectónica de placasTeste 2   deriva continental e tectónica de placas
Teste 2 deriva continental e tectónica de placas
 
Identificação das rochas magmáticas
Identificação das rochas magmáticasIdentificação das rochas magmáticas
Identificação das rochas magmáticas
 
Fósseis
FósseisFósseis
Fósseis
 
Nº 5 deriva continental
Nº 5 deriva continentalNº 5 deriva continental
Nº 5 deriva continental
 
Génese r mag e met. ciclo das rochas
Génese r mag e met. ciclo das rochasGénese r mag e met. ciclo das rochas
Génese r mag e met. ciclo das rochas
 
Os fósseis
Os fósseisOs fósseis
Os fósseis
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Nº 2 rochas e minerais
Nº 2   rochas e mineraisNº 2   rochas e minerais
Nº 2 rochas e minerais
 
Uma agulha que_flutua
Uma agulha que_flutuaUma agulha que_flutua
Uma agulha que_flutua
 
Escrita magica
Escrita magicaEscrita magica
Escrita magica
 
Vt7 teste 3 (1)
Vt7 teste 3 (1)Vt7 teste 3 (1)
Vt7 teste 3 (1)
 
Vulcanismo e sismologia 7º ano
Vulcanismo e sismologia   7º anoVulcanismo e sismologia   7º ano
Vulcanismo e sismologia 7º ano
 
1.1 interacções seres vivos factores abióticos
1.1   interacções seres vivos factores abióticos1.1   interacções seres vivos factores abióticos
1.1 interacções seres vivos factores abióticos
 
2 ficha av cn7 16 17 (1)
2 ficha av cn7 16 17 (1)2 ficha av cn7 16 17 (1)
2 ficha av cn7 16 17 (1)
 
Exercícios sobre células
Exercícios sobre célulasExercícios sobre células
Exercícios sobre células
 
Direito ao intervalo
Direito ao intervaloDireito ao intervalo
Direito ao intervalo
 
Estrutura interna terra
Estrutura interna terraEstrutura interna terra
Estrutura interna terra
 

Último

D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 

Nº 3 rochas sedimentares

  • 1. Rochas Sedimentares ESCOLA INFANTE D.PEDRO PROFª CARLA CARVALHO
  • 2. Tipos de Rochas De acordo com a sua génese (modo de formação) as rochas podem ser classificadas em TRÊS grandes grupos: • Resultam da solidificação do magma, no interior ou à superfície da Terra. ROCHAS MAGMÁTICAS • Formam-se a partir de outras no interior da Terra, por vezes a profundidades consideráveis, onde as condições de pressão e temperatura são elevadas. ROCHAS METAMÓRFICAS • Formam-se a partir do desgaste de outras e à superfície da Terra onde as condições de pressão e temperatura são diminutas. ROCHAS SEDIMENTARES Basalto, granito, … Areias, calcário, …
  • 3. RochasSedimentares 2  As rochas sedimentares representam, apenas 5% do volume da crosta terrestre, mas representam cerca de 75% das superfícies dos continentes e fundos de oceanos.
  • 4. Profª: CARLACARVALHO 3  As rochas sedimentares resultam da acumulação de sedimentos, de rochas pré-existentes (rochas metamórficas, magmáticasou sedimentares). RochasSedimentares
  • 5. Etapasde formação 4  A formação sedimentar de uma rocha é consequência de um processo geológico, que podemos dividir em várias fases e nas quais intervêm diferentes mecanismos METEORIZAÇÃO EROSÃO TRANSPORTE SEDIMENTAÇÃO OU DEPOSIÇÃO DIAGÉNESE
  • 7. Meteorização (alteraçãodasrochaspreexistentesporação dachuva,temperatura,vento,águaeseresvivos) 6  As rochassãoalteradas do ponto de vista: origina partículas cada vezmais pequenas modifica osminerais das rochas,transformando-os noutros Profª: CarlaCarvalho
  • 9. Erosão Os materiais resultantes da meteorização (quer sejam fragmentos grandes, quer pequenas partículas dissolvidas em água) são removidos – muitas vezes para sítios bem longínquos! A erosão implica transporte de material As rochas foram desgastadas e desagregadas!
  • 10. Erosão 8 Profª: CarlaCarvalho … dos rios … da chuva … do gelo
  • 11. Transporte 10 Ocorre quando há deslocação das partículas para outro local. O transporte pode ser devido à gravidade, à energia dos ventos, dos glaciares ou das correntes dos rios e dos mares. Profª Carla Carvalho
  • 13. Transporte 11 QUANTO MAIOR O TRANSPORTE, MENOR A DIMENSÃO DOS SEDIMENTOS Profª: Carla Carvalho
  • 14. É durante este processo que podem também depositar-se restos de organismos ou das suas actividades (vão originar fósseis - são contemporâneos da rocha que os contém). A sedimentação ocorre maioritariamente em meio aquático - é que a água é um excelente agente transportador…); é também em meio aquático que é mais provável a ocorrência de fósseis (os restos mortais não estão sujeitos às instáveis condições climatéricas ou à acção de outros animais)! Sedimentação
  • 15. A ordem de sedimentação é condicionada pelas dimensões e pela densidade dos sedimentos! Primeiro depositam-se os mais densos e maiores e depois os mais pequenos e leves! Formar-se-ão (desde que não ocorram perturbações) ESTRATOS (camadas sobrepostas, paralelas e horizontais que se distinguem pela espessura, dimensão e coloração), nos quais é frequente encontrar fósseis! Sedimentação
  • 16. Diagénese - Compactação A compactação de areias envolve diminuição de volume devido ao peso dos sedimentos, à redução dos espaços vazios e à perda de água.
  • 17. - Compactação - A compactação de argilas, cujas partículas são muito menores do que os grãos de areia, envolve grande diminuição de volume, redução dos espaços vazios, perda de água e orientação quase horizontal dos grãos de argila. Diagénese
  • 18. Diagénese - Cimentação - Após a compactação pode ocorrer a precipitação de substâncias químicas dissolvidas na água nos poros entre os sedimentos, formando um cimento natural que diminui a porosidade das rochas. Este processo denomina-se cimentação. Cimento
  • 19. Durante a Diagénese… Cascalho Areia Argila Conglomerado Arenito Argilito
  • 20. 15 Formação de uma rocha sedimentar Meteorização e erosão. Transportee sedimentação promovidos pela água, vento, etc. À medida que seacumulam novossedimentos,osestratos inferiores sofremumconjunto de transformaçõese originam rochassedimentares – diagénese. Profª: Carla Carvalho Camadas ou estratos
  • 22. Detríticas (consolidadas ou não consolidadas) Formadas por detritos de outras rochas. Ex: conglomerados, brechas, argilas, areias, arenitos… Quimiogénicas Resultam da precipitação de substâncias que estavam dissolvidas na água. Ex: calcário, evaporitos (sal-gema),
  • 23. RochasQuimiogénicas 19 Resultam da deposição de material químico dissolvido na água, daí que se formem em ambientes aquáticos de regiões áridas. Incluem os calcários, formados essencialmente por calcite, e os evaporitos. As temperaturas elevadas aumentam a evaporação da água e originam a precipitação de sais dissolvidos, formando o sal-gema e o gesso.
  • 25. RochasBiogénicas Formam-se a partir de sedimentos de origem biológica. Incluem-se nestas rochas os calcários recifais, formados a partir da fossilização de corais, e os calcários conquíferos, que possuem muitas conchas fossilizadas. Calcário conquífero Calcário recifal
  • 27. FIM