SlideShare uma empresa Scribd logo
Planeta
Terra
Capítulo 3
Professora:Selma Hosni
Constituição e divisão da
Litosfera
Placas Tectônicas
A crosta terrestre está dividida em placas
tectônicas, devido a constante ação
(movimento) do manto (Bolhas).
Tipos de limites de placas
Convergentes – Duas placas na mesma direção.
Divergentes – Duas placas em direções opostas.
Transcorrentes – Uma placa passando pela outra, em direções opostas.
Deriva Continental – Processo de deslocamento da litosfera
que provoca mudanças na posição dos continentes e modifica
o relevo da Terra.
Tectônica das Placas– Teoria que surgiu para explicar as causas
desse movimento das placas, ou seja, ela complementou a
teoria da Deriva Continental.
Teoria da Tectônica das Placas
Deriva dos Continentes
Evolução
Agentes internos    lili
Agentes internos    lili
Agentes internos    lili
As rochas componentes da crosta
terrestre
A crosta terrestre constitui-se
predominantemente de rochas. A areia, o
granito, o mármore e a argila são algumas
das rochas nela encontradas.
De acordo com a sua origem ou formação,
essas rochas podem ser agrupadas em
magmáticas, sedimentares e
metamórficas.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Rochas magmáticas
Foram os primeiros tipos de rochas que se formaram, com a
consolidação da parte externa do planeta, há bilhões de anos.
A solidificação do magma pode se realizar tanto sobre a
superfície terrestre como no interior da crosta.
Esses tipos de rochas são
resultantes do resfriamento
e consolidação do magma,
que provém do interior da
Terra e é o principal
componente do manto.
O granito é um exemplo de rocha
magmática.
FabioColombini
Formam-se pela acumulação
(deposição) de sedimentos,
provenientes da fragmentação de
outras rochas; pela ação da água,
do vento e do gelo; e de restos de
organismos animais e vegetais. O
processo de formação das rochas
sedimentares é extremamente
lento.
FabioColombini
Rochas sedimentares
Uma rocha magmática exposta, por exemplo, na superfície da Terra
sofre a ação do tempo e vai sendo decomposta. Os sedimentos, por
sua vez, depositam-se aos poucos no fundo de um lago ou oceano.
Nesse local, eles vão sendo comprimidos em camadas que, depois de
muito tempo, formam rochas sedimentares, como o arenito.
O calcário é um exemplo de rocha
sedimentar.
Rochas metamórficas
Jazida de mármore em Carrara, na Itália.
AgeFotoStock/Keystock/Keystone
As rochas metamórficas
geralmente são ricas em metais.
Quando possuem grãos de ouro,
prata, ferro ou outros metais são
chamadas minérios, todas de
valor comercial.
Esses tipos de rochas são resultados da transformação de rochas
sedimentares ou magmáticas, submetidas a grandes pressões (peso)
e elevadas temperaturas.
Embora possam manter características da rocha original, as rochas
metamórficas geralmente adquirem características novas. Elas
costumam se formar abaixo da superfície, em grande profundidade.
CICLO DAS ROCHAS
A litosfera é formada pela ação de dois
agentes:
Agentes Internos – Elementos formadores
do relevo - Ocorrem de dentro para fora.
Exemplos Tectonismo, vulcanismo e abalos
sísmicos.
Agentes Externos – Elementos
modeladores da crosta - Ocorrem na parte
externa da litosfera. Exemplo: Ventos, rios,
chuvas, geleiras ...
Tectonismo
(Encontro de
duas placas)
VulcanismoAbalos Sísmicos
Elementos Formadores doElementos Formadores do
RelevoRelevo
Tectonismo de Dobra
Rocha flexível – maleável
mole – Ela dobra
Tectonismo de Falha
Rocha dura – Quebra , sendo que
uma parte sobe e a outra desce.
Abalos Sísmicos
Vulcanismo
Agentes internos    lili
Elementos Transformadores ouElementos Transformadores ou
modeladores do Relevomodeladores do Relevo
Agentes Externos
• São responsáveis pela modelagem.
• Possui ação contínua e prolongada.
• Provocam erosão das rochas.
Etapas da Erosão – Intemperismo /
Transporte / Sedimentação.
INTEMPERISMO
• FÍSICO – Desagregação das rochas,
principalmente, pela ação da temperatura.
• QUÍMICO – Desagregação das rochas pela ação
das águas.
• BIOLÓGICO – É gerado pela atuação de
microorganismos, formigas, mamíferos roedores,
raízes de plantas e arvores, etc.
Erosão Fluvial
• Causada pelos rios - Formam vales.
Erosão Marinha
• Também chamada
de abrasão
marinha.
• Formam as
Falésias (escarpas
no litoral).
• Deposição de
sedimentos
formando as praias,
Tômbolos
(depósitos de areia
que liga ilha ao
continente), lagoas
Falésias
Praias
Tômbolos
EROSÃO GLACIAL
EROSÃO
• Ação abrasiva do
gelo modifica os vales
de V para U.
ACUMULAÇÃO
• Depósito de
fragmentos de rocha
de vertente para a
base.
EROSÃO EÓLICA
A EROSÃO carrega
detritos desagredagos
formando as dunas.
Erosão dos Seres Vivos
Desmatamento nas encostas – deslizamentos
Desmatamento nas margens dos rios – assoreamento
Formação de recifes
Agentes internos    lili
Planaltos Planícies
Depressões
O solo
Kim-Ir-Sem
O solo é uma camada superficial de espessura variável. É o produto
da desintegração das rochas provocada pelo intemperismo (ação
da água, do calor e do frio, e dos seres vivos).
Solo de terra roxa em
Sertãozinho, SP.
Os solos brasileiros
No Brasil encontramos dois tipos de solo de grande fertilidade: a
terra roxa e o massapê.
A terra roxa é resultante da decomposição do basalto, uma rocha
magmática vulcânica. Esse tipo de solo é encontrado em maiores
extensões nos estados do Paraná e de São Paulo. Nele, cultiva-
se, desde o século XIX, o café, que vem sendo gradativamente
substituído pela cana-de-açúcar (no Paraná e em São Paulo), pela
soja e pelo trigo (no Paraná).
O massapê é proveniente da decomposição de rochas como o
granito e o calcário. Esse tipo de solo cobre uma extensa faixa do
Nordeste brasileiro.
Logo depois da chegada dos portugueses ao Brasil, o massapê
passou a ser bastante utilizado para o cultivo da cana-de-açúcar.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
Catir
 
Rochas e minerais
Rochas e mineraisRochas e minerais
Aula geologia 2
Aula geologia 2Aula geologia 2
Aula geologia 2
Gabriel Lecoque Francisco
 
Ficha informativa cn-7º-ano-dinamica-externa-da-terra-paisagens-geologicas
Ficha informativa   cn-7º-ano-dinamica-externa-da-terra-paisagens-geologicasFicha informativa   cn-7º-ano-dinamica-externa-da-terra-paisagens-geologicas
Ficha informativa cn-7º-ano-dinamica-externa-da-terra-paisagens-geologicas
Pelo Siro
 
112
112112
Formação das rochas
Formação das rochasFormação das rochas
Formação das rochas
guest8f5984
 
Dinâmica externa da terra
Dinâmica externa da terraDinâmica externa da terra
Dinâmica externa da terra
antoniopedropinheiro
 
BioGeo10-rochas
BioGeo10-rochasBioGeo10-rochas
BioGeo10-rochas
Rita Rainho
 
Paisagens geologicas
Paisagens geologicasPaisagens geologicas
Paisagens geologicas
N C
 
Dinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevoDinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevo
João José Ferreira Tojal
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
Tânia Reis
 
Estruturas geológicas
Estruturas geológicasEstruturas geológicas
Estruturas geológicas
Camilla Gonçalves Alcântara
 
Aula geologia 3
Aula geologia 3Aula geologia 3
Aula geologia 3
Gabriel Lecoque Francisco
 
TIPOS DE ROCHAS
 TIPOS DE ROCHAS TIPOS DE ROCHAS
TIPOS DE ROCHAS
Andrea Lemos
 
Os Agentes do Relevo - Geografia
Os Agentes do Relevo - GeografiaOs Agentes do Relevo - Geografia
Os Agentes do Relevo - Geografia
Antonio Pinto Pereira
 
Capítulo 04 a estrutura da terra
Capítulo 04   a estrutura da terraCapítulo 04   a estrutura da terra
Capítulo 04 a estrutura da terra
Igor Brant
 
Estruturaerochas
EstruturaerochasEstruturaerochas
Estruturaerochas
Professor
 
Estrutura geológica e relevo brasileiro
Estrutura geológica e relevo brasileiroEstrutura geológica e relevo brasileiro
Estrutura geológica e relevo brasileiro
dela28
 
ciclo_das_rochas.pptx
ciclo_das_rochas.pptxciclo_das_rochas.pptx
ciclo_das_rochas.pptx
Adriel Dantas
 
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formasA dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
Wesley Torres
 

Mais procurados (20)

Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
 
Rochas e minerais
Rochas e mineraisRochas e minerais
Rochas e minerais
 
Aula geologia 2
Aula geologia 2Aula geologia 2
Aula geologia 2
 
Ficha informativa cn-7º-ano-dinamica-externa-da-terra-paisagens-geologicas
Ficha informativa   cn-7º-ano-dinamica-externa-da-terra-paisagens-geologicasFicha informativa   cn-7º-ano-dinamica-externa-da-terra-paisagens-geologicas
Ficha informativa cn-7º-ano-dinamica-externa-da-terra-paisagens-geologicas
 
112
112112
112
 
Formação das rochas
Formação das rochasFormação das rochas
Formação das rochas
 
Dinâmica externa da terra
Dinâmica externa da terraDinâmica externa da terra
Dinâmica externa da terra
 
BioGeo10-rochas
BioGeo10-rochasBioGeo10-rochas
BioGeo10-rochas
 
Paisagens geologicas
Paisagens geologicasPaisagens geologicas
Paisagens geologicas
 
Dinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevoDinâmica interna e externa do relevo
Dinâmica interna e externa do relevo
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Estruturas geológicas
Estruturas geológicasEstruturas geológicas
Estruturas geológicas
 
Aula geologia 3
Aula geologia 3Aula geologia 3
Aula geologia 3
 
TIPOS DE ROCHAS
 TIPOS DE ROCHAS TIPOS DE ROCHAS
TIPOS DE ROCHAS
 
Os Agentes do Relevo - Geografia
Os Agentes do Relevo - GeografiaOs Agentes do Relevo - Geografia
Os Agentes do Relevo - Geografia
 
Capítulo 04 a estrutura da terra
Capítulo 04   a estrutura da terraCapítulo 04   a estrutura da terra
Capítulo 04 a estrutura da terra
 
Estruturaerochas
EstruturaerochasEstruturaerochas
Estruturaerochas
 
Estrutura geológica e relevo brasileiro
Estrutura geológica e relevo brasileiroEstrutura geológica e relevo brasileiro
Estrutura geológica e relevo brasileiro
 
ciclo_das_rochas.pptx
ciclo_das_rochas.pptxciclo_das_rochas.pptx
ciclo_das_rochas.pptx
 
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formasA dinâmica da terra   a formação do relevo e suas formas
A dinâmica da terra a formação do relevo e suas formas
 

Destaque

405 queres perdão
405   queres perdão405   queres perdão
405 queres perdão
SUSSURRO DE AMOR
 
Jardim do Alto Estilo Serviços
Jardim do Alto Estilo ServiçosJardim do Alto Estilo Serviços
Jardim do Alto Estilo Serviços
SuporteaoCorretor
 
473 outro bem não acharei
473   outro bem não acharei473   outro bem não acharei
473 outro bem não acharei
SUSSURRO DE AMOR
 
47 rocha eterna
47   rocha eterna47   rocha eterna
47 rocha eterna
SUSSURRO DE AMOR
 
Lumina Corporate
Lumina CorporateLumina Corporate
Lumina Corporate
SuporteaoCorretor
 
17 pensando em jesus
17   pensando em jesus17   pensando em jesus
17 pensando em jesus
SUSSURRO DE AMOR
 
Deus da minha vida
Deus da minha vidaDeus da minha vida
Deus da minha vida
SUSSURRO DE AMOR
 
Synergetics Data points
Synergetics Data pointsSynergetics Data points
UFCD_ 0487_Customer service_índice
UFCD_ 0487_Customer service_índiceUFCD_ 0487_Customer service_índice
UFCD_ 0487_Customer service_índice
Manuais Formação
 
UFCD_4256_Juventude e grupos de pares
UFCD_4256_Juventude e grupos de pares UFCD_4256_Juventude e grupos de pares
UFCD_4256_Juventude e grupos de pares
Manuais Formação
 

Destaque (10)

405 queres perdão
405   queres perdão405   queres perdão
405 queres perdão
 
Jardim do Alto Estilo Serviços
Jardim do Alto Estilo ServiçosJardim do Alto Estilo Serviços
Jardim do Alto Estilo Serviços
 
473 outro bem não acharei
473   outro bem não acharei473   outro bem não acharei
473 outro bem não acharei
 
47 rocha eterna
47   rocha eterna47   rocha eterna
47 rocha eterna
 
Lumina Corporate
Lumina CorporateLumina Corporate
Lumina Corporate
 
17 pensando em jesus
17   pensando em jesus17   pensando em jesus
17 pensando em jesus
 
Deus da minha vida
Deus da minha vidaDeus da minha vida
Deus da minha vida
 
Synergetics Data points
Synergetics Data pointsSynergetics Data points
Synergetics Data points
 
UFCD_ 0487_Customer service_índice
UFCD_ 0487_Customer service_índiceUFCD_ 0487_Customer service_índice
UFCD_ 0487_Customer service_índice
 
UFCD_4256_Juventude e grupos de pares
UFCD_4256_Juventude e grupos de pares UFCD_4256_Juventude e grupos de pares
UFCD_4256_Juventude e grupos de pares
 

Semelhante a Agentes internos lili

Rochas
RochasRochas
Rochas
ISPGAYA
 
Construção do modulado terrestre
Construção do modulado terrestreConstrução do modulado terrestre
Construção do modulado terrestre
Adriana Gomes Messias
 
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
Ap 2   rochas, arquivos da h  da terraAp 2   rochas, arquivos da h  da terra
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
essg
 
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
Ap 2   rochas, arquivos da h  da terraAp 2   rochas, arquivos da h  da terra
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
essg
 
As rochas, arquivos da história da Terra
As rochas, arquivos da história da TerraAs rochas, arquivos da história da Terra
As rochas, arquivos da história da Terra
Marta Espada
 
Rochas
RochasRochas
Gabarito da revisão 4ª etapa 6º ano
Gabarito da revisão 4ª etapa 6º anoGabarito da revisão 4ª etapa 6º ano
Gabarito da revisão 4ª etapa 6º ano
Márcia Dutra
 
Rochas
RochasRochas
Rochas e sua importância
Rochas e sua importânciaRochas e sua importância
Rochas e sua importância
Evandro Vilas Boas Coelho
 
Dinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestreDinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestre
Portal do Vestibulando
 
Estudo de geografia 6º ano – 3º trimestre – Novembro – 2012 – Prof.ª Ana ...
Estudo de geografia    6º ano – 3º trimestre – Novembro – 2012 – Prof.ª Ana  ...Estudo de geografia    6º ano – 3º trimestre – Novembro – 2012 – Prof.ª Ana  ...
Estudo de geografia 6º ano – 3º trimestre – Novembro – 2012 – Prof.ª Ana ...
Luiza Collet
 
Agentes formadores do relevo
Agentes formadores do relevoAgentes formadores do relevo
Agentes formadores do relevo
Fernando M. Knapik
 
Rochas
RochasRochas
Apostila geologia
Apostila geologiaApostila geologia
Apostila geologia
Carlos A Tristtao
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
ceama
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
ceama
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
Tânia Reis
 
1 Aula formaçao das rochas.pptx
1 Aula formaçao das rochas.pptx1 Aula formaçao das rochas.pptx
1 Aula formaçao das rochas.pptx
Sergio Luis Baraldi
 
ROCHAS E MINERAIS
ROCHAS E MINERAISROCHAS E MINERAIS
ROCHAS E MINERAIS
Rogerio Lulim
 
Rochas e minerais
Rochas e mineraisRochas e minerais
Rochas e minerais
Fabrício Almeida
 

Semelhante a Agentes internos lili (20)

Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Construção do modulado terrestre
Construção do modulado terrestreConstrução do modulado terrestre
Construção do modulado terrestre
 
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
Ap 2   rochas, arquivos da h  da terraAp 2   rochas, arquivos da h  da terra
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
 
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
Ap 2   rochas, arquivos da h  da terraAp 2   rochas, arquivos da h  da terra
Ap 2 rochas, arquivos da h da terra
 
As rochas, arquivos da história da Terra
As rochas, arquivos da história da TerraAs rochas, arquivos da história da Terra
As rochas, arquivos da história da Terra
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Gabarito da revisão 4ª etapa 6º ano
Gabarito da revisão 4ª etapa 6º anoGabarito da revisão 4ª etapa 6º ano
Gabarito da revisão 4ª etapa 6º ano
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Rochas e sua importância
Rochas e sua importânciaRochas e sua importância
Rochas e sua importância
 
Dinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestreDinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestre
 
Estudo de geografia 6º ano – 3º trimestre – Novembro – 2012 – Prof.ª Ana ...
Estudo de geografia    6º ano – 3º trimestre – Novembro – 2012 – Prof.ª Ana  ...Estudo de geografia    6º ano – 3º trimestre – Novembro – 2012 – Prof.ª Ana  ...
Estudo de geografia 6º ano – 3º trimestre – Novembro – 2012 – Prof.ª Ana ...
 
Agentes formadores do relevo
Agentes formadores do relevoAgentes formadores do relevo
Agentes formadores do relevo
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Apostila geologia
Apostila geologiaApostila geologia
Apostila geologia
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
1 Aula formaçao das rochas.pptx
1 Aula formaçao das rochas.pptx1 Aula formaçao das rochas.pptx
1 Aula formaçao das rochas.pptx
 
ROCHAS E MINERAIS
ROCHAS E MINERAISROCHAS E MINERAIS
ROCHAS E MINERAIS
 
Rochas e minerais
Rochas e mineraisRochas e minerais
Rochas e minerais
 

Agentes internos lili

  • 4. A crosta terrestre está dividida em placas tectônicas, devido a constante ação (movimento) do manto (Bolhas). Tipos de limites de placas Convergentes – Duas placas na mesma direção. Divergentes – Duas placas em direções opostas. Transcorrentes – Uma placa passando pela outra, em direções opostas.
  • 5. Deriva Continental – Processo de deslocamento da litosfera que provoca mudanças na posição dos continentes e modifica o relevo da Terra. Tectônica das Placas– Teoria que surgiu para explicar as causas desse movimento das placas, ou seja, ela complementou a teoria da Deriva Continental. Teoria da Tectônica das Placas Deriva dos Continentes
  • 10. As rochas componentes da crosta terrestre A crosta terrestre constitui-se predominantemente de rochas. A areia, o granito, o mármore e a argila são algumas das rochas nela encontradas. De acordo com a sua origem ou formação, essas rochas podem ser agrupadas em magmáticas, sedimentares e metamórficas. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  • 11. Rochas magmáticas Foram os primeiros tipos de rochas que se formaram, com a consolidação da parte externa do planeta, há bilhões de anos. A solidificação do magma pode se realizar tanto sobre a superfície terrestre como no interior da crosta. Esses tipos de rochas são resultantes do resfriamento e consolidação do magma, que provém do interior da Terra e é o principal componente do manto. O granito é um exemplo de rocha magmática. FabioColombini
  • 12. Formam-se pela acumulação (deposição) de sedimentos, provenientes da fragmentação de outras rochas; pela ação da água, do vento e do gelo; e de restos de organismos animais e vegetais. O processo de formação das rochas sedimentares é extremamente lento. FabioColombini Rochas sedimentares Uma rocha magmática exposta, por exemplo, na superfície da Terra sofre a ação do tempo e vai sendo decomposta. Os sedimentos, por sua vez, depositam-se aos poucos no fundo de um lago ou oceano. Nesse local, eles vão sendo comprimidos em camadas que, depois de muito tempo, formam rochas sedimentares, como o arenito. O calcário é um exemplo de rocha sedimentar.
  • 13. Rochas metamórficas Jazida de mármore em Carrara, na Itália. AgeFotoStock/Keystock/Keystone As rochas metamórficas geralmente são ricas em metais. Quando possuem grãos de ouro, prata, ferro ou outros metais são chamadas minérios, todas de valor comercial. Esses tipos de rochas são resultados da transformação de rochas sedimentares ou magmáticas, submetidas a grandes pressões (peso) e elevadas temperaturas. Embora possam manter características da rocha original, as rochas metamórficas geralmente adquirem características novas. Elas costumam se formar abaixo da superfície, em grande profundidade.
  • 15. A litosfera é formada pela ação de dois agentes: Agentes Internos – Elementos formadores do relevo - Ocorrem de dentro para fora. Exemplos Tectonismo, vulcanismo e abalos sísmicos. Agentes Externos – Elementos modeladores da crosta - Ocorrem na parte externa da litosfera. Exemplo: Ventos, rios, chuvas, geleiras ...
  • 16. Tectonismo (Encontro de duas placas) VulcanismoAbalos Sísmicos Elementos Formadores doElementos Formadores do RelevoRelevo
  • 17. Tectonismo de Dobra Rocha flexível – maleável mole – Ela dobra
  • 18. Tectonismo de Falha Rocha dura – Quebra , sendo que uma parte sobe e a outra desce.
  • 22. Elementos Transformadores ouElementos Transformadores ou modeladores do Relevomodeladores do Relevo
  • 23. Agentes Externos • São responsáveis pela modelagem. • Possui ação contínua e prolongada. • Provocam erosão das rochas. Etapas da Erosão – Intemperismo / Transporte / Sedimentação.
  • 24. INTEMPERISMO • FÍSICO – Desagregação das rochas, principalmente, pela ação da temperatura. • QUÍMICO – Desagregação das rochas pela ação das águas. • BIOLÓGICO – É gerado pela atuação de microorganismos, formigas, mamíferos roedores, raízes de plantas e arvores, etc.
  • 25. Erosão Fluvial • Causada pelos rios - Formam vales.
  • 26. Erosão Marinha • Também chamada de abrasão marinha. • Formam as Falésias (escarpas no litoral). • Deposição de sedimentos formando as praias, Tômbolos (depósitos de areia que liga ilha ao continente), lagoas Falésias Praias Tômbolos
  • 27. EROSÃO GLACIAL EROSÃO • Ação abrasiva do gelo modifica os vales de V para U. ACUMULAÇÃO • Depósito de fragmentos de rocha de vertente para a base.
  • 28. EROSÃO EÓLICA A EROSÃO carrega detritos desagredagos formando as dunas.
  • 29. Erosão dos Seres Vivos Desmatamento nas encostas – deslizamentos Desmatamento nas margens dos rios – assoreamento Formação de recifes
  • 32. O solo Kim-Ir-Sem O solo é uma camada superficial de espessura variável. É o produto da desintegração das rochas provocada pelo intemperismo (ação da água, do calor e do frio, e dos seres vivos). Solo de terra roxa em Sertãozinho, SP.
  • 33. Os solos brasileiros No Brasil encontramos dois tipos de solo de grande fertilidade: a terra roxa e o massapê. A terra roxa é resultante da decomposição do basalto, uma rocha magmática vulcânica. Esse tipo de solo é encontrado em maiores extensões nos estados do Paraná e de São Paulo. Nele, cultiva- se, desde o século XIX, o café, que vem sendo gradativamente substituído pela cana-de-açúcar (no Paraná e em São Paulo), pela soja e pelo trigo (no Paraná). O massapê é proveniente da decomposição de rochas como o granito e o calcário. Esse tipo de solo cobre uma extensa faixa do Nordeste brasileiro. Logo depois da chegada dos portugueses ao Brasil, o massapê passou a ser bastante utilizado para o cultivo da cana-de-açúcar.