SlideShare uma empresa Scribd logo
Midia do eu
Panorama das Mídias
            As mídias mostraram-se
   tradicionalmente instrumentos de
                              poder

 Este paradigma manifestou-se num
   sistema hierárquico de cima para
  baixo, em forma de pirâmide, com
    uma única fonte no topo e tantas
células estanques quanto fossem os
Panorama das Mídias
Em contrapartida, no que diz respeito ao consumo e
     estilos de vida, as mídias assumiram um papel
  diferenciado e anteciparam o futuro. Em lugar do
         pensamento único, a concorrência entre os
        meios, a rivalidade de idéias e as diferentes
   técnicas de sedução do target proporcionaram a
  expressão de uma enorme diversidade de meios.

O surgimento desse mosaico midiático ensinou aos
   seus consumidores o que eram as mídias, como
         fazer sua leitura e como compreendê-las.
Panorama das Mídias
 Essa multiplicidade midiática acompanhou o
      progresso da sociedade, estando a sua
                                     frente.
  Desse modo, todos tinham a impressão de
       que suas expectativas, e mesmo seus
    desejos manifestos ou não, encontravam
                         respostas na mídia.
      Em paralelo a proliferação de canais
  aumentou a fragmentação do público de
massa. Partimos da “transmissão em rede”
  para uma “transmissão segmentada” de
    mensagens para segmentos-chave do
Panorama das Mídias
   Hoje somos capazes de nos reconhecer
                        nessa exuberância
midiática, experimentando um número cada
   vez maior de mídias, num universo onde
 todos os pólos de interesse encontram-se
           tomados pelos veículos de mídia.

É por meio do consumo midiático que as
pessoas obtém um conhecimento e uma
   compreensão do mundo, assim como
                uma “expressão” de si.
Neste novo e
     multifacetado
         cenário da
atualidade, vemos
 revelada uma das
      facetas mais
  significativas do
             que se
    convencionou
         chamar de
         Consumer
  Generated Media
Mídias e Tecnocultura
      A nova identidade social baseada no
               consumo e nos mass media
     (LEMOS, 2007) chega a seu ápice na
  década de 1960 para começar a ceder a
 um novo princípio: a imersão no culto da
                    técnica e seus objetos.

     A tecnologia passa a ter uma vertente
  mágica, ressacralizante, alicerçada agora
   não na eliminação do individual, mas na
   sua reafirmação através de uma nova
dimensão – uma tecnocultura socializante.
Mídias e Tecnocultura
Nesse contexto, o uso das tecnologias passa a
    ser um instrumento de construção social e
                     convivência comunitária.

            Nesta perspectiva, o surgimento da
                     cibercultura, de universos
      virtuais, comunicação eletrônica e outros
      modelos e espaços de comunicação são
  frutos de uma sociedade que integrou estes
                   avanços à sua esfera social.
Mídias e Tecnocultura
   O próprio ser social também passa a se
      apropriar dessas ferrramentas como
expressão artística e identitária, desviando
    o uso da tecnologia do seu fim técnico
     para o agrupamento em torno de uma
                      atividade em comum.

O ciberespaço cria um universo que opera
     interligado por nuvens de informação
  digital, onde uma nova ordem gregária é
 firmada com base nos interesses dessas
informações e ferramentas, e não mais no
Essa nova dimensão faz com que a
mídia deixe de ser algo que vem a nós
    e passe a fazer parte de nós, num
mundo no qual fracionamos nosso eu
  em blogs, videologs e comunidades
                              virtuais.

     São esses cyborgs midiáticos os
    construtores de uma nova relação
   entre as mídias e a sociedade, com
           efeitos ainda imprevisíveis.
Ciberespaço e Mídias Sociais
      Os novos meios abrem duas frentes de
  atuação direta que criam um ambiente ideal
   para o surgimento de uma nova maneira de
                consumir e encarar as mídias.
A primeira potencializa a capacidade dos meios
 já existentes, prolongando e multiplicando sua
                                  competência.
   A segunda frente, a geração de tecnologias
  híbridas cria novos aparelhos multifuncionais
        e uma relação convergente entre estes
Ciberespaço e Mídias Sociais
No entanto, a tecnologia passa a ser importante
        não como fim, mas como parte de uma
   simbiose aparentemente paradoxal entre
  tecnicidade e socialidade. (LEMOS, 2004)
    A comunicação da atualidade, de essência
 digital, se caracteriza, pela multiplicidade de
   relações envolvidas e de direcionamento
            das mensagens, fugindo do modelo
 estabelecido pela comunicação de massa que
              tendeu sempre a centralização e à
                              unidirecionalidade.
as novas mídias se opõem às mídias
          tradicionais, pois “tudo pode ser
   transformado ou mesclado em tudo”. É
justamente daí que surge todo o potencial
     hipermidiático, onde os aparelhos e a
  comunicação convergem em apenas um
   meio, oferecendo, assim, uma gama de
               possibilidades aos usuários
A Web laboratório
Olhando este cenário vemos a Internet
        como laboratório de uma nova
instância midiática, onde o eu passa a
 ser base da indústria de produção de
                             conteúdo.
 Isso acontece pois a web provê algo
     que nenhuma das outras mídias
 convergentes foi capaz de nos dar: a
possibilidade de uma personalização
A Web laboratório
 Esta variável torna tal mídia capaz de
criar infinitos segmentos dentro dos
            segmentos clássicos– uma
                   ultrassegmentação.
        Como mídia, somos capazes de
    segmentar nosso público dentro de
 filtros antes inimagináveis, em tempo
real e com a possibilidade de rastrear
    o acesso destes ultrassegmentos a
           fragmentos específicos do
A Web laboratório
 Esta variável torna tal mídia capaz de
criar infinitos segmentos dentro dos
            segmentos clássicos– uma
                   ultrassegmentação.
        Como mídia, somos capazes de
    segmentar nosso público dentro de
 filtros antes inimagináveis, em tempo
real e com a possibilidade de rastrear
    o acesso destes ultrassegmentos a
           fragmentos específicos do
A Web laboratório
Nesse universo laboratorial que a Internet de
  hoje se tornou um terreno mais que “fértil”
       para o florescimento da mídia do eu.
  O uso do mapeamento por etiquetas ainda
   faz com que a web - futuramente provida
    de sistemas baseados em IA - proponha
   para o usuário, consumidor da mídia, um
 universo de informações calcado nos seus
     interesses individuais, e não mais de
      segmentos particulares como fazemos
                                        hoje.
Imersos em um mar de
notícias, dados, pesquisas,
     arquivos e almanaques
      eletrônicos simples de
                       serem
    acessados, podemos, a
qualquer hora, em qualquer
 lugar do planeta acessar e
           interagir com este
  conteúdo. Sob o signo da
             abundância e da
  diversidade, a sociedade
      jamais teve em mãos
Considerações Finais
  Antigamente, as mensagens não podiam ser
      diferenciadas, sendo destinadas à maior
   audiência possível; a palavra de ordem era
        homogeneizar gostos e opiniões. Essa
   estratégia atendeu com relativa precisão às
   necessidades de uma incipiente sociedade
           industrial, muito diferente da nossa.
Hoje, precisamos identificar maneiras de afinar
  ainda mais as audiências para um consumo
              de fato individualizado do meio.
Estamos diante da mídia do “eu”, ou da “eu-
Considerações Finais
 A customização e a personalização, já não
 são acessórias, mas obrigatórias, desde o
        carro que dirigimos, até a calça que
usamos e os sapatos que estão em nossos
                                        pés.


      “Já não estamos vivendo uma
       revolução industrial; estamos
    vivendo uma revolução de outra
        espécie”. (JAFFE, 2008, p.26).
Dessa forma, os
   consumidores da
   mídia são os que
  regem o show em
      seus próprios
            termos.
 São indivíduos que
      estão sempre
conectados, sempr
       e exigentes e
    sempre aptos a
            obter as
Todavia, é válido que se esclareça que a
   “mídia do eu” não substitui a mídia de
 massa ou a mídia tida por “tradicional”, ela
          apenas se coloca a seu
lado, complementando-a por meio de um
                 outro papel
Karla Patriota: karlapatriota.ufpe@gmail.com
   Rodrigo Duguay: duguay@uol.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvadorApresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
Vera Lúcia Vieira (Vera Vernareccia)
 
Cultura de Convergência
Cultura de ConvergênciaCultura de Convergência
Cultura de Convergência
Carmem Júlia
 
Slides
SlidesSlides
Slides
paulo gomes
 
A Primavera Árabe e a Revolução Semântica
A Primavera Árabe e a Revolução SemânticaA Primavera Árabe e a Revolução Semântica
A Primavera Árabe e a Revolução Semântica
Inês Amaral
 
Um tema e muitos caminhos
Um tema e muitos caminhosUm tema e muitos caminhos
Um tema e muitos caminhos
Ana Luísa A. Nunes
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
Maurício Martins
 
Bases de dados como dispositivo para o jornalismo colaborativo
Bases de dados como dispositivo  para o jornalismo colaborativo Bases de dados como dispositivo  para o jornalismo colaborativo
Bases de dados como dispositivo para o jornalismo colaborativo
Yuri Almeida
 
Produção transmídia dentro da realidade audiovisual brasileira
Produção transmídia dentro da realidade audiovisual brasileiraProdução transmídia dentro da realidade audiovisual brasileira
Produção transmídia dentro da realidade audiovisual brasileira
Thiago Quadros
 
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
guesta08be6
 
Aula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergênciaAula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergência
lilianedb
 
Cultura convergencia upe antropologia geografia
Cultura convergencia upe antropologia geografiaCultura convergencia upe antropologia geografia
Cultura convergencia upe antropologia geografia
Italo Alan
 
Transmídia storytelling
Transmídia storytellingTransmídia storytelling
Transmídia storytelling
Aline Corso
 
Convergência de mídias e narrativa transmídia
Convergência de mídias e narrativa transmídiaConvergência de mídias e narrativa transmídia
Convergência de mídias e narrativa transmídia
Alysson Lisboa
 
Entre a utopia e o ceticismo: as potencialidades dos diários virtuais no merc...
Entre a utopia e o ceticismo: as potencialidades dos diários virtuais no merc...Entre a utopia e o ceticismo: as potencialidades dos diários virtuais no merc...
Entre a utopia e o ceticismo: as potencialidades dos diários virtuais no merc...
Mariana Tavernari
 
Estratégias de negocios nas redes sociais
Estratégias de negocios nas redes sociaisEstratégias de negocios nas redes sociais
Estratégias de negocios nas redes sociais
Ivone Rocha
 
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
Talita Moretto
 
O futuro da internet Cap. 3
O futuro da internet Cap. 3O futuro da internet Cap. 3
O futuro da internet Cap. 3
Rosemary Santos
 
Resumo do livro "Cultura da Convergência", de Henry Jenkins
Resumo do livro "Cultura da Convergência", de Henry JenkinsResumo do livro "Cultura da Convergência", de Henry Jenkins
Resumo do livro "Cultura da Convergência", de Henry Jenkins
Wilson Ferreira
 
Impacto das Tecnologias Digitais (MBA/FGV): Breve análise sobre o mercado edi...
Impacto das Tecnologias Digitais (MBA/FGV): Breve análise sobre o mercado edi...Impacto das Tecnologias Digitais (MBA/FGV): Breve análise sobre o mercado edi...
Impacto das Tecnologias Digitais (MBA/FGV): Breve análise sobre o mercado edi...
Daniel Carmona
 
Tv e novas tecnologias
Tv e novas tecnologiasTv e novas tecnologias
Tv e novas tecnologias
Atitude Digital
 

Mais procurados (20)

Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvadorApresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
 
Cultura de Convergência
Cultura de ConvergênciaCultura de Convergência
Cultura de Convergência
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
A Primavera Árabe e a Revolução Semântica
A Primavera Árabe e a Revolução SemânticaA Primavera Árabe e a Revolução Semântica
A Primavera Árabe e a Revolução Semântica
 
Um tema e muitos caminhos
Um tema e muitos caminhosUm tema e muitos caminhos
Um tema e muitos caminhos
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
 
Bases de dados como dispositivo para o jornalismo colaborativo
Bases de dados como dispositivo  para o jornalismo colaborativo Bases de dados como dispositivo  para o jornalismo colaborativo
Bases de dados como dispositivo para o jornalismo colaborativo
 
Produção transmídia dentro da realidade audiovisual brasileira
Produção transmídia dentro da realidade audiovisual brasileiraProdução transmídia dentro da realidade audiovisual brasileira
Produção transmídia dentro da realidade audiovisual brasileira
 
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
 
Aula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergênciaAula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergência
 
Cultura convergencia upe antropologia geografia
Cultura convergencia upe antropologia geografiaCultura convergencia upe antropologia geografia
Cultura convergencia upe antropologia geografia
 
Transmídia storytelling
Transmídia storytellingTransmídia storytelling
Transmídia storytelling
 
Convergência de mídias e narrativa transmídia
Convergência de mídias e narrativa transmídiaConvergência de mídias e narrativa transmídia
Convergência de mídias e narrativa transmídia
 
Entre a utopia e o ceticismo: as potencialidades dos diários virtuais no merc...
Entre a utopia e o ceticismo: as potencialidades dos diários virtuais no merc...Entre a utopia e o ceticismo: as potencialidades dos diários virtuais no merc...
Entre a utopia e o ceticismo: as potencialidades dos diários virtuais no merc...
 
Estratégias de negocios nas redes sociais
Estratégias de negocios nas redes sociaisEstratégias de negocios nas redes sociais
Estratégias de negocios nas redes sociais
 
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
Mídias Digitais - Apresentação da aula 02 (11/08/2012)
 
O futuro da internet Cap. 3
O futuro da internet Cap. 3O futuro da internet Cap. 3
O futuro da internet Cap. 3
 
Resumo do livro "Cultura da Convergência", de Henry Jenkins
Resumo do livro "Cultura da Convergência", de Henry JenkinsResumo do livro "Cultura da Convergência", de Henry Jenkins
Resumo do livro "Cultura da Convergência", de Henry Jenkins
 
Impacto das Tecnologias Digitais (MBA/FGV): Breve análise sobre o mercado edi...
Impacto das Tecnologias Digitais (MBA/FGV): Breve análise sobre o mercado edi...Impacto das Tecnologias Digitais (MBA/FGV): Breve análise sobre o mercado edi...
Impacto das Tecnologias Digitais (MBA/FGV): Breve análise sobre o mercado edi...
 
Tv e novas tecnologias
Tv e novas tecnologiasTv e novas tecnologias
Tv e novas tecnologias
 

Semelhante a Midia do eu

Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era DigitalPublicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
renatofrigo
 
Publicidade De Massa X Nichos De Comunicao 21810
Publicidade De Massa X Nichos De Comunicao 21810Publicidade De Massa X Nichos De Comunicao 21810
Publicidade De Massa X Nichos De Comunicao 21810
taniamaciel
 
Massaxnicho
MassaxnichoMassaxnicho
Massaxnicho
renatofrigo
 
Aula 7 Ferramentas Comuni Organizacional.ppt
Aula 7 Ferramentas Comuni Organizacional.pptAula 7 Ferramentas Comuni Organizacional.ppt
Aula 7 Ferramentas Comuni Organizacional.ppt
cris388743
 
Slides
SlidesSlides
Slides
paulo gomes
 
Aula 15 A Sociedade em Rede
Aula 15   A Sociedade em RedeAula 15   A Sociedade em Rede
Aula 15 A Sociedade em Rede
Elizeu Nascimento Silva
 
Conceicao e aida
Conceicao e aidaConceicao e aida
Conceicao e aida
aventuradamoda
 
Ultrasegmentada, convergente e múltipla a publicidade nas novas mídias
Ultrasegmentada, convergente e múltipla   a publicidade nas novas mídiasUltrasegmentada, convergente e múltipla   a publicidade nas novas mídias
Ultrasegmentada, convergente e múltipla a publicidade nas novas mídias
Janise Rafaela
 
Jornalismo: Muito Além do Tempo Real
Jornalismo: Muito Além do Tempo RealJornalismo: Muito Além do Tempo Real
Jornalismo: Muito Além do Tempo Real
Bruno Cardoso
 
Apresentacao teias atualizada
Apresentacao teias atualizadaApresentacao teias atualizada
Apresentacao teias atualizada
minasinvest
 
Fernanda maia silva _e_adelaide
Fernanda maia silva _e_adelaideFernanda maia silva _e_adelaide
Fernanda maia silva _e_adelaide
aventuradamoda
 
novas_midias_prof_andre_bomfim
novas_midias_prof_andre_bomfimnovas_midias_prof_andre_bomfim
novas_midias_prof_andre_bomfim
André Bomfim
 
Alice e candida
Alice e candidaAlice e candida
Alice e candida
aventuradamoda
 
Macro
 Macro Macro
Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha]
Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha]Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha]
Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha]
Tarcízio Silva
 
Cultura da convergência
Cultura da convergênciaCultura da convergência
Cultura da convergência
Thiago Assumpção
 
Ensino, multimídia
Ensino, multimídiaEnsino, multimídia
Ensino, multimídia
sergioborgato
 
Ensino, multimídia
Ensino, multimídiaEnsino, multimídia
Ensino, multimídia
sergioborgato
 
fazendo juntos
fazendo juntosfazendo juntos
fazendo juntos
vida simples
 
Média Social
Média SocialMédia Social
Média Social
marade
 

Semelhante a Midia do eu (20)

Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era DigitalPublicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
 
Publicidade De Massa X Nichos De Comunicao 21810
Publicidade De Massa X Nichos De Comunicao 21810Publicidade De Massa X Nichos De Comunicao 21810
Publicidade De Massa X Nichos De Comunicao 21810
 
Massaxnicho
MassaxnichoMassaxnicho
Massaxnicho
 
Aula 7 Ferramentas Comuni Organizacional.ppt
Aula 7 Ferramentas Comuni Organizacional.pptAula 7 Ferramentas Comuni Organizacional.ppt
Aula 7 Ferramentas Comuni Organizacional.ppt
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Aula 15 A Sociedade em Rede
Aula 15   A Sociedade em RedeAula 15   A Sociedade em Rede
Aula 15 A Sociedade em Rede
 
Conceicao e aida
Conceicao e aidaConceicao e aida
Conceicao e aida
 
Ultrasegmentada, convergente e múltipla a publicidade nas novas mídias
Ultrasegmentada, convergente e múltipla   a publicidade nas novas mídiasUltrasegmentada, convergente e múltipla   a publicidade nas novas mídias
Ultrasegmentada, convergente e múltipla a publicidade nas novas mídias
 
Jornalismo: Muito Além do Tempo Real
Jornalismo: Muito Além do Tempo RealJornalismo: Muito Além do Tempo Real
Jornalismo: Muito Além do Tempo Real
 
Apresentacao teias atualizada
Apresentacao teias atualizadaApresentacao teias atualizada
Apresentacao teias atualizada
 
Fernanda maia silva _e_adelaide
Fernanda maia silva _e_adelaideFernanda maia silva _e_adelaide
Fernanda maia silva _e_adelaide
 
novas_midias_prof_andre_bomfim
novas_midias_prof_andre_bomfimnovas_midias_prof_andre_bomfim
novas_midias_prof_andre_bomfim
 
Alice e candida
Alice e candidaAlice e candida
Alice e candida
 
Macro
 Macro Macro
Macro
 
Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha]
Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha]Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha]
Ciberculturas Juveniles - Marcelo Urresti [Resenha]
 
Cultura da convergência
Cultura da convergênciaCultura da convergência
Cultura da convergência
 
Ensino, multimídia
Ensino, multimídiaEnsino, multimídia
Ensino, multimídia
 
Ensino, multimídia
Ensino, multimídiaEnsino, multimídia
Ensino, multimídia
 
fazendo juntos
fazendo juntosfazendo juntos
fazendo juntos
 
Média Social
Média SocialMédia Social
Média Social
 

Mais de Rodrigo Duguay

2024 disciplina empreendedorismo inicial FBV.pptx
2024 disciplina empreendedorismo inicial FBV.pptx2024 disciplina empreendedorismo inicial FBV.pptx
2024 disciplina empreendedorismo inicial FBV.pptx
Rodrigo Duguay
 
TEMA PUBLICITARIO
 TEMA PUBLICITARIO TEMA PUBLICITARIO
TEMA PUBLICITARIO
Rodrigo Duguay
 
Mono 2020 apresentacao etapas
Mono 2020 apresentacao etapasMono 2020 apresentacao etapas
Mono 2020 apresentacao etapas
Rodrigo Duguay
 
OOH Out Of Home
OOH Out Of HomeOOH Out Of Home
OOH Out Of Home
Rodrigo Duguay
 
Muralismo base
Muralismo baseMuralismo base
Muralismo base
Rodrigo Duguay
 
Historia internet 2014-2
Historia internet   2014-2Historia internet   2014-2
Historia internet 2014-2
Rodrigo Duguay
 

Mais de Rodrigo Duguay (6)

2024 disciplina empreendedorismo inicial FBV.pptx
2024 disciplina empreendedorismo inicial FBV.pptx2024 disciplina empreendedorismo inicial FBV.pptx
2024 disciplina empreendedorismo inicial FBV.pptx
 
TEMA PUBLICITARIO
 TEMA PUBLICITARIO TEMA PUBLICITARIO
TEMA PUBLICITARIO
 
Mono 2020 apresentacao etapas
Mono 2020 apresentacao etapasMono 2020 apresentacao etapas
Mono 2020 apresentacao etapas
 
OOH Out Of Home
OOH Out Of HomeOOH Out Of Home
OOH Out Of Home
 
Muralismo base
Muralismo baseMuralismo base
Muralismo base
 
Historia internet 2014-2
Historia internet   2014-2Historia internet   2014-2
Historia internet 2014-2
 

Último

28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
Estuda.com
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 

Midia do eu

  • 2. Panorama das Mídias As mídias mostraram-se tradicionalmente instrumentos de poder Este paradigma manifestou-se num sistema hierárquico de cima para baixo, em forma de pirâmide, com uma única fonte no topo e tantas células estanques quanto fossem os
  • 3. Panorama das Mídias Em contrapartida, no que diz respeito ao consumo e estilos de vida, as mídias assumiram um papel diferenciado e anteciparam o futuro. Em lugar do pensamento único, a concorrência entre os meios, a rivalidade de idéias e as diferentes técnicas de sedução do target proporcionaram a expressão de uma enorme diversidade de meios. O surgimento desse mosaico midiático ensinou aos seus consumidores o que eram as mídias, como fazer sua leitura e como compreendê-las.
  • 4. Panorama das Mídias Essa multiplicidade midiática acompanhou o progresso da sociedade, estando a sua frente. Desse modo, todos tinham a impressão de que suas expectativas, e mesmo seus desejos manifestos ou não, encontravam respostas na mídia. Em paralelo a proliferação de canais aumentou a fragmentação do público de massa. Partimos da “transmissão em rede” para uma “transmissão segmentada” de mensagens para segmentos-chave do
  • 5. Panorama das Mídias Hoje somos capazes de nos reconhecer nessa exuberância midiática, experimentando um número cada vez maior de mídias, num universo onde todos os pólos de interesse encontram-se tomados pelos veículos de mídia. É por meio do consumo midiático que as pessoas obtém um conhecimento e uma compreensão do mundo, assim como uma “expressão” de si.
  • 6. Neste novo e multifacetado cenário da atualidade, vemos revelada uma das facetas mais significativas do que se convencionou chamar de Consumer Generated Media
  • 7. Mídias e Tecnocultura A nova identidade social baseada no consumo e nos mass media (LEMOS, 2007) chega a seu ápice na década de 1960 para começar a ceder a um novo princípio: a imersão no culto da técnica e seus objetos. A tecnologia passa a ter uma vertente mágica, ressacralizante, alicerçada agora não na eliminação do individual, mas na sua reafirmação através de uma nova dimensão – uma tecnocultura socializante.
  • 8. Mídias e Tecnocultura Nesse contexto, o uso das tecnologias passa a ser um instrumento de construção social e convivência comunitária. Nesta perspectiva, o surgimento da cibercultura, de universos virtuais, comunicação eletrônica e outros modelos e espaços de comunicação são frutos de uma sociedade que integrou estes avanços à sua esfera social.
  • 9. Mídias e Tecnocultura O próprio ser social também passa a se apropriar dessas ferrramentas como expressão artística e identitária, desviando o uso da tecnologia do seu fim técnico para o agrupamento em torno de uma atividade em comum. O ciberespaço cria um universo que opera interligado por nuvens de informação digital, onde uma nova ordem gregária é firmada com base nos interesses dessas informações e ferramentas, e não mais no
  • 10. Essa nova dimensão faz com que a mídia deixe de ser algo que vem a nós e passe a fazer parte de nós, num mundo no qual fracionamos nosso eu em blogs, videologs e comunidades virtuais. São esses cyborgs midiáticos os construtores de uma nova relação entre as mídias e a sociedade, com efeitos ainda imprevisíveis.
  • 11. Ciberespaço e Mídias Sociais Os novos meios abrem duas frentes de atuação direta que criam um ambiente ideal para o surgimento de uma nova maneira de consumir e encarar as mídias. A primeira potencializa a capacidade dos meios já existentes, prolongando e multiplicando sua competência. A segunda frente, a geração de tecnologias híbridas cria novos aparelhos multifuncionais e uma relação convergente entre estes
  • 12. Ciberespaço e Mídias Sociais No entanto, a tecnologia passa a ser importante não como fim, mas como parte de uma simbiose aparentemente paradoxal entre tecnicidade e socialidade. (LEMOS, 2004) A comunicação da atualidade, de essência digital, se caracteriza, pela multiplicidade de relações envolvidas e de direcionamento das mensagens, fugindo do modelo estabelecido pela comunicação de massa que tendeu sempre a centralização e à unidirecionalidade.
  • 13. as novas mídias se opõem às mídias tradicionais, pois “tudo pode ser transformado ou mesclado em tudo”. É justamente daí que surge todo o potencial hipermidiático, onde os aparelhos e a comunicação convergem em apenas um meio, oferecendo, assim, uma gama de possibilidades aos usuários
  • 14. A Web laboratório Olhando este cenário vemos a Internet como laboratório de uma nova instância midiática, onde o eu passa a ser base da indústria de produção de conteúdo. Isso acontece pois a web provê algo que nenhuma das outras mídias convergentes foi capaz de nos dar: a possibilidade de uma personalização
  • 15. A Web laboratório Esta variável torna tal mídia capaz de criar infinitos segmentos dentro dos segmentos clássicos– uma ultrassegmentação. Como mídia, somos capazes de segmentar nosso público dentro de filtros antes inimagináveis, em tempo real e com a possibilidade de rastrear o acesso destes ultrassegmentos a fragmentos específicos do
  • 16. A Web laboratório Esta variável torna tal mídia capaz de criar infinitos segmentos dentro dos segmentos clássicos– uma ultrassegmentação. Como mídia, somos capazes de segmentar nosso público dentro de filtros antes inimagináveis, em tempo real e com a possibilidade de rastrear o acesso destes ultrassegmentos a fragmentos específicos do
  • 17. A Web laboratório Nesse universo laboratorial que a Internet de hoje se tornou um terreno mais que “fértil” para o florescimento da mídia do eu. O uso do mapeamento por etiquetas ainda faz com que a web - futuramente provida de sistemas baseados em IA - proponha para o usuário, consumidor da mídia, um universo de informações calcado nos seus interesses individuais, e não mais de segmentos particulares como fazemos hoje.
  • 18. Imersos em um mar de notícias, dados, pesquisas, arquivos e almanaques eletrônicos simples de serem acessados, podemos, a qualquer hora, em qualquer lugar do planeta acessar e interagir com este conteúdo. Sob o signo da abundância e da diversidade, a sociedade jamais teve em mãos
  • 19. Considerações Finais Antigamente, as mensagens não podiam ser diferenciadas, sendo destinadas à maior audiência possível; a palavra de ordem era homogeneizar gostos e opiniões. Essa estratégia atendeu com relativa precisão às necessidades de uma incipiente sociedade industrial, muito diferente da nossa. Hoje, precisamos identificar maneiras de afinar ainda mais as audiências para um consumo de fato individualizado do meio. Estamos diante da mídia do “eu”, ou da “eu-
  • 20. Considerações Finais A customização e a personalização, já não são acessórias, mas obrigatórias, desde o carro que dirigimos, até a calça que usamos e os sapatos que estão em nossos pés. “Já não estamos vivendo uma revolução industrial; estamos vivendo uma revolução de outra espécie”. (JAFFE, 2008, p.26).
  • 21. Dessa forma, os consumidores da mídia são os que regem o show em seus próprios termos. São indivíduos que estão sempre conectados, sempr e exigentes e sempre aptos a obter as
  • 22. Todavia, é válido que se esclareça que a “mídia do eu” não substitui a mídia de massa ou a mídia tida por “tradicional”, ela apenas se coloca a seu lado, complementando-a por meio de um outro papel
  • 23. Karla Patriota: karlapatriota.ufpe@gmail.com Rodrigo Duguay: duguay@uol.com.br