SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Manuel Antônio de Almeida
Memórias de
um Sargento de
Milícias
rafabebum.blogspot.com
1. Introdução
 Publicadas em folhetins (48 caps.,
de 1852 a 1853)
 extensão de romance e dinamismo
de novela
 enredo desenvolvido no Rio de
Janeiro na época de D. João VI
 protagonista: Leonardo (anti-herói,
talvez pícaro)
rafabebum.blogspot.com
Ludwig Pfandl
Suas ocupações são pedir esmola, os
baixos trabalhos de ocasião, o vagar
preguiçosamente de cidade em cidade, o trato
com caminhantes, adivinhos e ciganos, o
jogar baralhos com vantagem, o exercício de
toda a classe de enganos e intrigas e de
brincadeiras graciosas ou de mau gosto. Mas
não é de modo algum mulherengo ou
beberrão, menos ainda rixento, pois lhe falta
valor para isso.
Pícaro:
rafabebum.blogspot.com
Ludwig Pfandl
(...) A necessidade de viver o faz
desavergonhado e inescrupuloso mas,
apesar da fome e dos fracassos, não
desejaria ser diferente do que é, e não
trocaria sua livre e despreocupada
existência por uma sedentariedade
honorável, por uma cama e um teto.
rafabebum.blogspot.com
Pícaro:
rafabebum.blogspot.com
Era no tempo do rei.
2. Tipos
 Leonardo Pataca: meirinho
 Maria da Hortaliça: saloia
 padrinho – compadre : barbeiro
 madrinha – comadre: parteira
 vizinha
 cigana: amante do Pataca e do mestre
de cerimônias (padre)
 Major Vidigal: chefe das milícias
 Tenente-coronel: suposto avô
 sacristão Tomás da Sé
rafabebum.blogspot.com
rafabebum.blogspot.com
Como sempre acontece a quem tem muito
onde escolher, o pequeno, a quem o padrinho
queria fazer clérigo mandando-o a Coimbra, a
quem a madrinha queria fazer artista metendo-o
na Conceição, a quem D. Maria queria fazer
rábula arranjando-o em algum cartório, e a quem
enfim cada conhecido ou amigo queria dar um
destino que julgava mais conveniente às
inclinações que nele descobria, o pequeno,
dizemos, tendo tantas coisas boas, escolheu a pior
possível: nem foi para Coimbra, nem para a
Conceição, nem para cartório algum; não fez
nenhuma destas coisas, nem também outra
qualquer: constituiu-se um completo vadio, vadio-
mestre, vadio-tipo.
rafabebum.blogspot.com
 Luisinha: sobrinha de D. Maria
 José Manuel: caça-dotes
 Chiquinha: nova companheira do
Pataca
 Vidinha: amada de Leonardo
 Toma-largura: almoxarife
 Teotônio: animador de festas
 Maria Regalada : amada do Vidigal
rafabebum.blogspot.com
Vidinha era uma mulatinha de dezoito a
vinte anos, de altura regular, ombros
largos, peito alteado, cintura fina e pés
pequeninos; tinha os olhos muito pretos e
muito vivos, os lábios grossos e úmidos,
os dentes alvíssimos. a fala era um pouco
descansada, doce e afinada.
rafabebum.blogspot.com
Daqui em diante aparece o reverso
da medalha. Seguiu-se a morte de D.
Maria, a do Leonardo-Pataca, e uma
enfiada de acontecimentos tristes que
pouparemos aos leitores, fazendo aqui
ponto-final.
rafabebum.blogspot.com
3. Observações finais
 Presença das camadas populares
 Linguajar coloquial
 Não há tensão bem X mal (visão
maniqueísta)
 Obra romântica de antecipação realista
 Narrador debochado (foco de 3.ª pessoa)
que conversa com o leitor – caracteríctica
herdada por Machado de Assis
rafabebum.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

MemóRia De Um Sargento De MilíCias Pps
MemóRia De Um Sargento De MilíCias PpsMemóRia De Um Sargento De MilíCias Pps
MemóRia De Um Sargento De MilíCias Pps
martinsramon
 
Manuel antônio de almeida Slide
Manuel antônio de almeida   SlideManuel antônio de almeida   Slide
Manuel antônio de almeida Slide
Jian Alberto
 
Trabalho de português
Trabalho de portuguêsTrabalho de português
Trabalho de português
TifanyAlves
 
Clara dos Anjos - 3ª B - 2011
Clara dos Anjos - 3ª B - 2011Clara dos Anjos - 3ª B - 2011
Clara dos Anjos - 3ª B - 2011
Daniel Leitão
 

Mais procurados (20)

Memorias de um sargento de milicias 3ºANO - ENSINO MÉDIO - 2013
Memorias de um sargento de milicias 3ºANO - ENSINO MÉDIO - 2013Memorias de um sargento de milicias 3ºANO - ENSINO MÉDIO - 2013
Memorias de um sargento de milicias 3ºANO - ENSINO MÉDIO - 2013
 
Memorias de Um Sargento de Milicias - 2°A 2014 EEPSGLB
Memorias de Um Sargento de Milicias - 2°A 2014 EEPSGLBMemorias de Um Sargento de Milicias - 2°A 2014 EEPSGLB
Memorias de Um Sargento de Milicias - 2°A 2014 EEPSGLB
 
Memórias de um Sargento de Milícias 3ª B - 2011
Memórias de um Sargento de Milícias   3ª B - 2011Memórias de um Sargento de Milícias   3ª B - 2011
Memórias de um Sargento de Milícias 3ª B - 2011
 
Memórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milíciasMemórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milícias
 
Memórias de um sargento de milícias (Versão curta, foi a explicação)
Memórias de um sargento de milícias (Versão curta, foi a explicação)Memórias de um sargento de milícias (Versão curta, foi a explicação)
Memórias de um sargento de milícias (Versão curta, foi a explicação)
 
Memórias de um sargento de milícias - Fuvest
Memórias de um sargento de milícias - FuvestMemórias de um sargento de milícias - Fuvest
Memórias de um sargento de milícias - Fuvest
 
Memórias de um sargento de melícias - Características da obra
Memórias de um sargento de melícias - Características da obra Memórias de um sargento de melícias - Características da obra
Memórias de um sargento de melícias - Características da obra
 
Memórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milíciasMemórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milícias
 
Memórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milíciasMemórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milícias
 
Memórias de um sargento de milícias (Versão detalhada)
Memórias de um sargento de milícias (Versão detalhada)Memórias de um sargento de milícias (Versão detalhada)
Memórias de um sargento de milícias (Versão detalhada)
 
Trabalho sargento de milicias
Trabalho sargento de miliciasTrabalho sargento de milicias
Trabalho sargento de milicias
 
Memórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milíciasMemórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milícias
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Memórias de um sargento d...
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Memórias de um sargento d...Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Memórias de um sargento d...
Sistema de Bibliotecas UCS - Seção de Obras Raras - Memórias de um sargento d...
 
Enredos das principais obras da prosa romântica
Enredos das principais obras da prosa românticaEnredos das principais obras da prosa romântica
Enredos das principais obras da prosa romântica
 
MemóRia De Um Sargento De MilíCias Pps
MemóRia De Um Sargento De MilíCias PpsMemóRia De Um Sargento De MilíCias Pps
MemóRia De Um Sargento De MilíCias Pps
 
Manuel antônio de almeida Slide
Manuel antônio de almeida   SlideManuel antônio de almeida   Slide
Manuel antônio de almeida Slide
 
Trabalho de português
Trabalho de portuguêsTrabalho de português
Trabalho de português
 
Clara dos Anjos - 3ª B - 2011
Clara dos Anjos - 3ª B - 2011Clara dos Anjos - 3ª B - 2011
Clara dos Anjos - 3ª B - 2011
 
Angústia, de Graciliano Ramos
Angústia, de Graciliano RamosAngústia, de Graciliano Ramos
Angústia, de Graciliano Ramos
 
Lima barreto
Lima barretoLima barreto
Lima barreto
 

Semelhante a Memórias de um sargento de milícias

Memórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milíciasMemórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milícias
Octávio Da Matta
 
Aula memc3b3rias-de-um-sargento-de-milc3adcias
Aula memc3b3rias-de-um-sargento-de-milc3adciasAula memc3b3rias-de-um-sargento-de-milc3adcias
Aula memc3b3rias-de-um-sargento-de-milc3adcias
Maria das Dores Justo
 
Matéria qorpo santo gladis
Matéria qorpo santo gladisMatéria qorpo santo gladis
Matéria qorpo santo gladis
Gladis Maia
 
Angústia – Graciliano Ramos - Aspectos Estruturais.pdf
Angústia – Graciliano Ramos - Aspectos Estruturais.pdfAngústia – Graciliano Ramos - Aspectos Estruturais.pdf
Angústia – Graciliano Ramos - Aspectos Estruturais.pdf
MaiteFerreira4
 
Amor de perdicao camilo castelo branco
Amor de perdicao   camilo castelo brancoAmor de perdicao   camilo castelo branco
Amor de perdicao camilo castelo branco
AnaRibeiro968038
 
Amor de perdicao camilo castelo branco
Amor de perdicao   camilo castelo brancoAmor de perdicao   camilo castelo branco
Amor de perdicao camilo castelo branco
AnaRibeiro968038
 
Casamento de conveniência
Casamento de conveniênciaCasamento de conveniência
Casamento de conveniência
alice872
 
O País das Quimeras
O País das QuimerasO País das Quimeras
O País das Quimeras
elibs_brasil
 

Semelhante a Memórias de um sargento de milícias (20)

Memórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milíciasMemórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milícias
 
Aula memc3b3rias-de-um-sargento-de-milc3adcias
Aula memc3b3rias-de-um-sargento-de-milc3adciasAula memc3b3rias-de-um-sargento-de-milc3adcias
Aula memc3b3rias-de-um-sargento-de-milc3adcias
 
Port 2_a_4b_1c_roteirodeatividades
 Port 2_a_4b_1c_roteirodeatividades Port 2_a_4b_1c_roteirodeatividades
Port 2_a_4b_1c_roteirodeatividades
 
Livro: O cortiço - 2º ano CIC
Livro: O cortiço - 2º ano CICLivro: O cortiço - 2º ano CIC
Livro: O cortiço - 2º ano CIC
 
Mandarim 2ª A - 2011
Mandarim   2ª A - 2011Mandarim   2ª A - 2011
Mandarim 2ª A - 2011
 
A divina comedia dante aliguieri
A divina comedia   dante aliguieriA divina comedia   dante aliguieri
A divina comedia dante aliguieri
 
A divina comedia dante aliguieri
A divina comedia   dante aliguieriA divina comedia   dante aliguieri
A divina comedia dante aliguieri
 
Sargento milícias
Sargento milíciasSargento milícias
Sargento milícias
 
Atividade autorregulada
Atividade autorreguladaAtividade autorregulada
Atividade autorregulada
 
Contosfluminenses
ContosfluminensesContosfluminenses
Contosfluminenses
 
Matéria qorpo santo gladis
Matéria qorpo santo gladisMatéria qorpo santo gladis
Matéria qorpo santo gladis
 
O cortiço-Aluísio de Azevedo
O cortiço-Aluísio de AzevedoO cortiço-Aluísio de Azevedo
O cortiço-Aluísio de Azevedo
 
MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS
MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIASMEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS
MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS
 
Angústia – Graciliano Ramos - Aspectos Estruturais.pdf
Angústia – Graciliano Ramos - Aspectos Estruturais.pdfAngústia – Graciliano Ramos - Aspectos Estruturais.pdf
Angústia – Graciliano Ramos - Aspectos Estruturais.pdf
 
Amor de perdicao camilo castelo branco
Amor de perdicao   camilo castelo brancoAmor de perdicao   camilo castelo branco
Amor de perdicao camilo castelo branco
 
Amor de perdicao camilo castelo branco
Amor de perdicao   camilo castelo brancoAmor de perdicao   camilo castelo branco
Amor de perdicao camilo castelo branco
 
A cara de veja
A cara de vejaA cara de veja
A cara de veja
 
O romance romântico
O romance românticoO romance romântico
O romance romântico
 
Casamento de conveniência
Casamento de conveniênciaCasamento de conveniência
Casamento de conveniência
 
O País das Quimeras
O País das QuimerasO País das Quimeras
O País das Quimeras
 

Mais de rafabebum

Mais de rafabebum (20)

LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsx
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsx
 
Dois Irmãos.ppsx
Dois Irmãos.ppsxDois Irmãos.ppsx
Dois Irmãos.ppsx
 
Nós Matamos o Cão Tinhoso.ppsx
Nós Matamos o Cão Tinhoso.ppsxNós Matamos o Cão Tinhoso.ppsx
Nós Matamos o Cão Tinhoso.ppsx
 
Machado de Assis blog.ppsx
Machado de Assis blog.ppsxMachado de Assis blog.ppsx
Machado de Assis blog.ppsx
 
Romanceiro da Inconfidência.ppsx
Romanceiro da Inconfidência.ppsxRomanceiro da Inconfidência.ppsx
Romanceiro da Inconfidência.ppsx
 
Romanceiro da Inconfidência - análise.pdf
Romanceiro da Inconfidência - análise.pdfRomanceiro da Inconfidência - análise.pdf
Romanceiro da Inconfidência - análise.pdf
 
Quincas Borba.ppsx
Quincas Borba.ppsxQuincas Borba.ppsx
Quincas Borba.ppsx
 
Quincas Borba - estudo.pdf
Quincas Borba - estudo.pdfQuincas Borba - estudo.pdf
Quincas Borba - estudo.pdf
 
Poemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdfPoemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdf
 
Nove Noites.ppsx
Nove Noites.ppsxNove Noites.ppsx
Nove Noites.ppsx
 
Angústia - material de aula.pdf
Angústia - material de aula.pdfAngústia - material de aula.pdf
Angústia - material de aula.pdf
 
Angústia.ppsx
Angústia.ppsxAngústia.ppsx
Angústia.ppsx
 
Vinicius de Moraes.pptx
Vinicius de Moraes.pptxVinicius de Moraes.pptx
Vinicius de Moraes.pptx
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo
"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo
"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo
 
"Minha Vida de Menina", de Helena Morley
"Minha Vida de Menina", de Helena Morley"Minha Vida de Menina", de Helena Morley
"Minha Vida de Menina", de Helena Morley
 
Minha vida de menina
Minha vida de meninaMinha vida de menina
Minha vida de menina
 
Terra sonâmbula
Terra sonâmbulaTerra sonâmbula
Terra sonâmbula
 

Último

472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 

Memórias de um sargento de milícias

  • 1. Manuel Antônio de Almeida Memórias de um Sargento de Milícias rafabebum.blogspot.com
  • 2. 1. Introdução  Publicadas em folhetins (48 caps., de 1852 a 1853)  extensão de romance e dinamismo de novela  enredo desenvolvido no Rio de Janeiro na época de D. João VI  protagonista: Leonardo (anti-herói, talvez pícaro) rafabebum.blogspot.com
  • 3. Ludwig Pfandl Suas ocupações são pedir esmola, os baixos trabalhos de ocasião, o vagar preguiçosamente de cidade em cidade, o trato com caminhantes, adivinhos e ciganos, o jogar baralhos com vantagem, o exercício de toda a classe de enganos e intrigas e de brincadeiras graciosas ou de mau gosto. Mas não é de modo algum mulherengo ou beberrão, menos ainda rixento, pois lhe falta valor para isso. Pícaro: rafabebum.blogspot.com
  • 4. Ludwig Pfandl (...) A necessidade de viver o faz desavergonhado e inescrupuloso mas, apesar da fome e dos fracassos, não desejaria ser diferente do que é, e não trocaria sua livre e despreocupada existência por uma sedentariedade honorável, por uma cama e um teto. rafabebum.blogspot.com Pícaro:
  • 6. 2. Tipos  Leonardo Pataca: meirinho  Maria da Hortaliça: saloia  padrinho – compadre : barbeiro  madrinha – comadre: parteira  vizinha  cigana: amante do Pataca e do mestre de cerimônias (padre)  Major Vidigal: chefe das milícias  Tenente-coronel: suposto avô  sacristão Tomás da Sé rafabebum.blogspot.com
  • 7. rafabebum.blogspot.com Como sempre acontece a quem tem muito onde escolher, o pequeno, a quem o padrinho queria fazer clérigo mandando-o a Coimbra, a quem a madrinha queria fazer artista metendo-o na Conceição, a quem D. Maria queria fazer rábula arranjando-o em algum cartório, e a quem enfim cada conhecido ou amigo queria dar um destino que julgava mais conveniente às inclinações que nele descobria, o pequeno, dizemos, tendo tantas coisas boas, escolheu a pior possível: nem foi para Coimbra, nem para a Conceição, nem para cartório algum; não fez nenhuma destas coisas, nem também outra qualquer: constituiu-se um completo vadio, vadio- mestre, vadio-tipo.
  • 9.  Luisinha: sobrinha de D. Maria  José Manuel: caça-dotes  Chiquinha: nova companheira do Pataca  Vidinha: amada de Leonardo  Toma-largura: almoxarife  Teotônio: animador de festas  Maria Regalada : amada do Vidigal rafabebum.blogspot.com
  • 10. Vidinha era uma mulatinha de dezoito a vinte anos, de altura regular, ombros largos, peito alteado, cintura fina e pés pequeninos; tinha os olhos muito pretos e muito vivos, os lábios grossos e úmidos, os dentes alvíssimos. a fala era um pouco descansada, doce e afinada. rafabebum.blogspot.com
  • 11. Daqui em diante aparece o reverso da medalha. Seguiu-se a morte de D. Maria, a do Leonardo-Pataca, e uma enfiada de acontecimentos tristes que pouparemos aos leitores, fazendo aqui ponto-final. rafabebum.blogspot.com
  • 12. 3. Observações finais  Presença das camadas populares  Linguajar coloquial  Não há tensão bem X mal (visão maniqueísta)  Obra romântica de antecipação realista  Narrador debochado (foco de 3.ª pessoa) que conversa com o leitor – caracteríctica herdada por Machado de Assis rafabebum.blogspot.com