SlideShare uma empresa Scribd logo
rafabebum.blogspot.com
oi
Realismo/Naturalismo no Brasil (a partir de 1881)
rafabebum.blogspot.com
MACHADO DE ASSIS
Realismo no Brasil (1881)
rafabebum.blogspot.com
MACHADO DE ASSIS
Realismo no Brasil
(1881)
evitou a tese do Determinismo
(meio ambiente, genética, momento histórico)
rafabebum.blogspot.com
rafabebum.blogspot.com
Morro do Livramento
Casa em que nasceu Machado, ainda habitada
rafabebum.blogspot.com
Casa em que Machado viveu 24 anos
rafabebum.blogspot.com
Onde morava Machado de Assis hoje é posto do INSS,
já foi “pizzaria”!
rafabebum.blogspot.com
Rua onde morava Machado de Assis, no Rio
MACHADO DE ASSIS
− universalismo
− metalinguagem e digressões
− ironia sutil (“humor inglês”)
− pessimismo
− descreve a fragilidade das aparências
rafabebum.blogspot.com
Contos e romances da fase realista
rafabebum.blogspot.com
Humanitismo (ou “Humanitas”)
princípio filosófico de Quincas Borba
(ironia às teorias científicas do século XIX)
“ao vencedor, as batatas.”
− Rubião
rafabebum.blogspot.com
Quincas Borba
(romance, 201 capítulos, 3.ª pessoa)
Este Quincas Borba, se acaso
me fizeste o favor de ler as Memórias
Póstumas de Brás Cubas, é aquele
mesmo náufrago da existência, que ali
aparece, mendigo, herdeiro inopinado,
e inventor de uma filosofia. (cap. IV)
rafabebum.blogspot.com
Humanitismo (ou “Humanitas”)
princípio filosófico de Quincas Borba
(ironia às teorias científicas do século XIX)
“ao vencedor, as batatas.”
rafabebum.blogspot.com
Barbacena-MG
− 2 Quincas
− Rubião
− Cristiano Palha
− Sofia
rafabebum.blogspot.com
Quincas Borba
(romance, 201 capítulos, 3.ª pessoa)
(filósofo,cão)
rafabebum.blogspot.com
Não a façamos mais santa do que é, nem menos. Para as
despesas da vaidade, bastavam-lhe os olhos, que eram
ridentes, inquietos, convidativos (...)
Para que escancarar as
janelas?
Escancarou-as, finalmente; mas
a porta, se assim podemos
chamar ao coração, essa
estava
trancada e retrancada. (cap.
XXXV)
Sofia
rafabebum.blogspot.com
A possibilidade de estar ali o testador dava-lhe arrepios.
(cap. XLIX)
O cão olhava para ele, de tal jeito que parecia estar ali
dentro o próprio e defunto Quincas Borba; era o mesmo
olhar
meditativo do filósofo, quando examinava negócios
humanos... (cap. XLIX)
Quincas Borba
rafabebum.blogspot.com
‒ Cristiano: sociedade
em firma de importação
‒ Freitas, aproveitador
‒ Camacho, politiqueiro
demagogo
− 2 Quincas
− Rubião
− Cristiano Palha
− Sofia
rafabebum.blogspot.com
Quincas Borba
(romance, 201 capítulos, 3.ª pessoa)
(filósofo,cão)
rafabebum.blogspot.com
− major Siqueira
− D. Tonica
E enquanto uma chora, outra ri; é a lei do mundo,
meu rico senhor; é a perfeição universal. Tudo chorando
seria monótono, tudo rindo cansativo, mas uma boa
distribuição de lágrimas e polcas, soluços e sarabandas,
acaba por trazer à alma do mundo a variedade
necessária, e faz-se o equilíbrio da vida. (cap. LXV)
− 2 Quincas
− Rubião
− Cristiano Palha
− Sofia
− Carlos Maria
− Maria Benedita
rafabebum.blogspot.com
Quincas Borba
(romance, 201 capítulos, 3.ª pessoa)
(filósofo,cão)
rafabebum.blogspot.com
Comissão de Alagoas
rafabebum.blogspot.com
Casal Palha: Santa Teresa > praia do Flamengo > Botafogo
Rubião: Botafogo > clínica
− 2 Quincas
− Rubião
− Cristiano Palha
− Sofia
rafabebum.blogspot.com
Quincas Borba
(romance, 201 capítulos, 3.ª pessoa)
(filósofo,cão)
“ao vencedor,
as batatas.”
rafabebum.blogspot.com
CAPÍTULO CC
Poucos dias depois morreu... Não morreu súdito
nem vencido. Antes de principiar a agonia, que foi curta,
pôs a coroa na cabeça, − uma coroa que não era, ao
menos, um chapéu velho ou uma bacia, onde os
espectadores palpassem a ilusão. Não, senhor; ele
pegou em nada, levantou nada e cingiu nada; só ele via
a insígnia imperial, pesada de ouro, rútila de brilhantes e
outras pedras preciosas. O esforço que fizera para
erguer meio corpo não
durou muito; o corpo caiu outra vez; o rosto conservou
porventura uma expressão gloriosa.
− Guardem a minha coroa, murmurou. Ao
vencedor...
A cara ficou séria, porque a morte é séria; dous
minutos de agonia um trejeito horrível, e estava assinada
rafabebum.blogspot.com
CAPÍTULO CCI
Queria dizer aqui o fim do Quincas Borba, que
adoeceu também, ganiu infinitamente, fugiu desvairado em
busca do dono, e amanheceu morto na rua, três dias
depois. Mas, vendo a morte do cão narrada em capítulo
especial, é provável que me perguntes se ele, se o seu
defunto homônimo é que dá o título ao livro, e por que antes
um que outro, − questão prenhe de questões, que nos
levariam longe... Eia! chora os dous recentes mortos, se
tens lágrimas. Se só tens riso ri-te! É a mesma cousa. O
Cruzeiro, que a linda Sofia não quis fitar como lhe pedia
Rubião, está assaz alto para não discernir os risos e as
lágrimas dos homens.
MACHADO DE ASSIS
− universalismo
− metalinguagem e digressões
− ironia sutil (“humor inglês”)
− pessimismo
− descreve a fragilidade das aparências
rafabebum.blogspot.com
Contos e romances da fase realista

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Quincas Borba.ppsx

Realismo, Naturalismo, Impressionismo, Parnasianismo, Simbolismo
Realismo, Naturalismo, Impressionismo, Parnasianismo, SimbolismoRealismo, Naturalismo, Impressionismo, Parnasianismo, Simbolismo
Realismo, Naturalismo, Impressionismo, Parnasianismo, Simbolismo
Paula Meyer Piagentini
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 67-68
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 67-68Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 67-68
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 67-68
luisprista
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 107-108
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 107-108Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 107-108
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 107-108
luisprista
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
Daniel Paes Cuter
 
ROMANTISMO
ROMANTISMOROMANTISMO
ROMANTISMO
Diego
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
luisprista
 
Realismo / Naturalismo / Impressionismo / Parnasianismo / Simbolismo
Realismo / Naturalismo / Impressionismo / Parnasianismo / SimbolismoRealismo / Naturalismo / Impressionismo / Parnasianismo / Simbolismo
Realismo / Naturalismo / Impressionismo / Parnasianismo / Simbolismo
Paula Meyer Piagentini
 
Jb news informativo nr. 0177
Jb news   informativo nr. 0177Jb news   informativo nr. 0177
Jb news informativo nr. 0177
JB News
 
Machado Soraya
Machado SorayaMachado Soraya
Machado Soraya
lucario
 
Realismo_e_Naturalismo_Lista_de_Exercicios_Literatura_ENEM (2) (1).pdf
Realismo_e_Naturalismo_Lista_de_Exercicios_Literatura_ENEM (2) (1).pdfRealismo_e_Naturalismo_Lista_de_Exercicios_Literatura_ENEM (2) (1).pdf
Realismo_e_Naturalismo_Lista_de_Exercicios_Literatura_ENEM (2) (1).pdf
CyntiaJorge
 
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
ma.no.el.ne.ves
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 123-124
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 123-124Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 123-124
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 123-124
luisprista
 
Agatha christie desenterrando o passado
Agatha christie   desenterrando o passadoAgatha christie   desenterrando o passado
Agatha christie desenterrando o passado
grasiele_ertal
 
Terceira Geração Do Romantismo (1).pptx
Terceira Geração Do Romantismo (1).pptxTerceira Geração Do Romantismo (1).pptx
Terceira Geração Do Romantismo (1).pptx
JosifranFelix1
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsx
rafabebum
 
Os Maias de A a Z
Os Maias de A a ZOs Maias de A a Z
Os Maias de A a Z
lumigopereira
 
CONFIRA A ATUALIZAÇÃO DESTA APRESENTAÇÃO EM https://www.slideshare.net/clauhe...
CONFIRA A ATUALIZAÇÃO DESTA APRESENTAÇÃO EM https://www.slideshare.net/clauhe...CONFIRA A ATUALIZAÇÃO DESTA APRESENTAÇÃO EM https://www.slideshare.net/clauhe...
CONFIRA A ATUALIZAÇÃO DESTA APRESENTAÇÃO EM https://www.slideshare.net/clauhe...
Cláudia Heloísa
 
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
silviaelisabete
 
Eçadequeirós
EçadequeirósEçadequeirós
Eçadequeirós
clbxfwqi
 
cidade perdida
cidade perdidacidade perdida
cidade perdida
Onésimo Remígio
 

Semelhante a Quincas Borba.ppsx (20)

Realismo, Naturalismo, Impressionismo, Parnasianismo, Simbolismo
Realismo, Naturalismo, Impressionismo, Parnasianismo, SimbolismoRealismo, Naturalismo, Impressionismo, Parnasianismo, Simbolismo
Realismo, Naturalismo, Impressionismo, Parnasianismo, Simbolismo
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 67-68
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 67-68Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 67-68
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 67-68
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 107-108
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 107-108Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 107-108
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 107-108
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
 
ROMANTISMO
ROMANTISMOROMANTISMO
ROMANTISMO
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 125-126
 
Realismo / Naturalismo / Impressionismo / Parnasianismo / Simbolismo
Realismo / Naturalismo / Impressionismo / Parnasianismo / SimbolismoRealismo / Naturalismo / Impressionismo / Parnasianismo / Simbolismo
Realismo / Naturalismo / Impressionismo / Parnasianismo / Simbolismo
 
Jb news informativo nr. 0177
Jb news   informativo nr. 0177Jb news   informativo nr. 0177
Jb news informativo nr. 0177
 
Machado Soraya
Machado SorayaMachado Soraya
Machado Soraya
 
Realismo_e_Naturalismo_Lista_de_Exercicios_Literatura_ENEM (2) (1).pdf
Realismo_e_Naturalismo_Lista_de_Exercicios_Literatura_ENEM (2) (1).pdfRealismo_e_Naturalismo_Lista_de_Exercicios_Literatura_ENEM (2) (1).pdf
Realismo_e_Naturalismo_Lista_de_Exercicios_Literatura_ENEM (2) (1).pdf
 
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 123-124
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 123-124Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 123-124
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 123-124
 
Agatha christie desenterrando o passado
Agatha christie   desenterrando o passadoAgatha christie   desenterrando o passado
Agatha christie desenterrando o passado
 
Terceira Geração Do Romantismo (1).pptx
Terceira Geração Do Romantismo (1).pptxTerceira Geração Do Romantismo (1).pptx
Terceira Geração Do Romantismo (1).pptx
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 2.ppsx
 
Os Maias de A a Z
Os Maias de A a ZOs Maias de A a Z
Os Maias de A a Z
 
CONFIRA A ATUALIZAÇÃO DESTA APRESENTAÇÃO EM https://www.slideshare.net/clauhe...
CONFIRA A ATUALIZAÇÃO DESTA APRESENTAÇÃO EM https://www.slideshare.net/clauhe...CONFIRA A ATUALIZAÇÃO DESTA APRESENTAÇÃO EM https://www.slideshare.net/clauhe...
CONFIRA A ATUALIZAÇÃO DESTA APRESENTAÇÃO EM https://www.slideshare.net/clauhe...
 
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
50981331-OS-MAIAS-sintese (2).ppt
 
Eçadequeirós
EçadequeirósEçadequeirós
Eçadequeirós
 
cidade perdida
cidade perdidacidade perdida
cidade perdida
 

Mais de rafabebum

A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós
A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de QueirósA Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós
A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós
rafabebum
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
rafabebum
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsx
rafabebum
 
Dois Irmãos.ppsx
Dois Irmãos.ppsxDois Irmãos.ppsx
Dois Irmãos.ppsx
rafabebum
 
Nós Matamos o Cão Tinhoso.ppsx
Nós Matamos o Cão Tinhoso.ppsxNós Matamos o Cão Tinhoso.ppsx
Nós Matamos o Cão Tinhoso.ppsx
rafabebum
 
Romanceiro da Inconfidência.ppsx
Romanceiro da Inconfidência.ppsxRomanceiro da Inconfidência.ppsx
Romanceiro da Inconfidência.ppsx
rafabebum
 
Romanceiro da Inconfidência - análise.pdf
Romanceiro da Inconfidência - análise.pdfRomanceiro da Inconfidência - análise.pdf
Romanceiro da Inconfidência - análise.pdf
rafabebum
 
Quincas Borba - estudo.pdf
Quincas Borba - estudo.pdfQuincas Borba - estudo.pdf
Quincas Borba - estudo.pdf
rafabebum
 
Poemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdfPoemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdf
rafabebum
 
Nove Noites.ppsx
Nove Noites.ppsxNove Noites.ppsx
Nove Noites.ppsx
rafabebum
 
Angústia - material de aula.pdf
Angústia - material de aula.pdfAngústia - material de aula.pdf
Angústia - material de aula.pdf
rafabebum
 
Angústia.ppsx
Angústia.ppsxAngústia.ppsx
Angústia.ppsx
rafabebum
 
Vinicius de Moraes.pptx
Vinicius de Moraes.pptxVinicius de Moraes.pptx
Vinicius de Moraes.pptx
rafabebum
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
rafabebum
 
"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo
"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo
"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo
rafabebum
 
"Minha Vida de Menina", de Helena Morley
"Minha Vida de Menina", de Helena Morley"Minha Vida de Menina", de Helena Morley
"Minha Vida de Menina", de Helena Morley
rafabebum
 
Minha vida de menina
Minha vida de meninaMinha vida de menina
Minha vida de menina
rafabebum
 
Terra sonâmbula
Terra sonâmbulaTerra sonâmbula
Terra sonâmbula
rafabebum
 
Mayombe
MayombeMayombe
Mayombe
rafabebum
 
Mayombe
MayombeMayombe
Mayombe
rafabebum
 

Mais de rafabebum (20)

A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós
A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de QueirósA Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós
A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 1.ppsx
 
Dois Irmãos.ppsx
Dois Irmãos.ppsxDois Irmãos.ppsx
Dois Irmãos.ppsx
 
Nós Matamos o Cão Tinhoso.ppsx
Nós Matamos o Cão Tinhoso.ppsxNós Matamos o Cão Tinhoso.ppsx
Nós Matamos o Cão Tinhoso.ppsx
 
Romanceiro da Inconfidência.ppsx
Romanceiro da Inconfidência.ppsxRomanceiro da Inconfidência.ppsx
Romanceiro da Inconfidência.ppsx
 
Romanceiro da Inconfidência - análise.pdf
Romanceiro da Inconfidência - análise.pdfRomanceiro da Inconfidência - análise.pdf
Romanceiro da Inconfidência - análise.pdf
 
Quincas Borba - estudo.pdf
Quincas Borba - estudo.pdfQuincas Borba - estudo.pdf
Quincas Borba - estudo.pdf
 
Poemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdfPoemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdf
 
Nove Noites.ppsx
Nove Noites.ppsxNove Noites.ppsx
Nove Noites.ppsx
 
Angústia - material de aula.pdf
Angústia - material de aula.pdfAngústia - material de aula.pdf
Angústia - material de aula.pdf
 
Angústia.ppsx
Angústia.ppsxAngústia.ppsx
Angústia.ppsx
 
Vinicius de Moraes.pptx
Vinicius de Moraes.pptxVinicius de Moraes.pptx
Vinicius de Moraes.pptx
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo
"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo
"Caminhos Cruzados", de Érico Veríssimo
 
"Minha Vida de Menina", de Helena Morley
"Minha Vida de Menina", de Helena Morley"Minha Vida de Menina", de Helena Morley
"Minha Vida de Menina", de Helena Morley
 
Minha vida de menina
Minha vida de meninaMinha vida de menina
Minha vida de menina
 
Terra sonâmbula
Terra sonâmbulaTerra sonâmbula
Terra sonâmbula
 
Mayombe
MayombeMayombe
Mayombe
 
Mayombe
MayombeMayombe
Mayombe
 

Último

Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 

Último (20)

Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 

Quincas Borba.ppsx

  • 2. Realismo/Naturalismo no Brasil (a partir de 1881) rafabebum.blogspot.com
  • 3. MACHADO DE ASSIS Realismo no Brasil (1881) rafabebum.blogspot.com
  • 4. MACHADO DE ASSIS Realismo no Brasil (1881) evitou a tese do Determinismo (meio ambiente, genética, momento histórico) rafabebum.blogspot.com
  • 5. rafabebum.blogspot.com Morro do Livramento Casa em que nasceu Machado, ainda habitada
  • 6. rafabebum.blogspot.com Casa em que Machado viveu 24 anos
  • 7. rafabebum.blogspot.com Onde morava Machado de Assis hoje é posto do INSS, já foi “pizzaria”!
  • 8. rafabebum.blogspot.com Rua onde morava Machado de Assis, no Rio
  • 9. MACHADO DE ASSIS − universalismo − metalinguagem e digressões − ironia sutil (“humor inglês”) − pessimismo − descreve a fragilidade das aparências rafabebum.blogspot.com Contos e romances da fase realista
  • 10. rafabebum.blogspot.com Humanitismo (ou “Humanitas”) princípio filosófico de Quincas Borba (ironia às teorias científicas do século XIX) “ao vencedor, as batatas.”
  • 11. − Rubião rafabebum.blogspot.com Quincas Borba (romance, 201 capítulos, 3.ª pessoa) Este Quincas Borba, se acaso me fizeste o favor de ler as Memórias Póstumas de Brás Cubas, é aquele mesmo náufrago da existência, que ali aparece, mendigo, herdeiro inopinado, e inventor de uma filosofia. (cap. IV)
  • 12. rafabebum.blogspot.com Humanitismo (ou “Humanitas”) princípio filosófico de Quincas Borba (ironia às teorias científicas do século XIX) “ao vencedor, as batatas.”
  • 14. − 2 Quincas − Rubião − Cristiano Palha − Sofia rafabebum.blogspot.com Quincas Borba (romance, 201 capítulos, 3.ª pessoa) (filósofo,cão)
  • 15. rafabebum.blogspot.com Não a façamos mais santa do que é, nem menos. Para as despesas da vaidade, bastavam-lhe os olhos, que eram ridentes, inquietos, convidativos (...) Para que escancarar as janelas? Escancarou-as, finalmente; mas a porta, se assim podemos chamar ao coração, essa estava trancada e retrancada. (cap. XXXV) Sofia
  • 16. rafabebum.blogspot.com A possibilidade de estar ali o testador dava-lhe arrepios. (cap. XLIX) O cão olhava para ele, de tal jeito que parecia estar ali dentro o próprio e defunto Quincas Borba; era o mesmo olhar meditativo do filósofo, quando examinava negócios humanos... (cap. XLIX) Quincas Borba
  • 17. rafabebum.blogspot.com ‒ Cristiano: sociedade em firma de importação ‒ Freitas, aproveitador ‒ Camacho, politiqueiro demagogo
  • 18. − 2 Quincas − Rubião − Cristiano Palha − Sofia rafabebum.blogspot.com Quincas Borba (romance, 201 capítulos, 3.ª pessoa) (filósofo,cão)
  • 19. rafabebum.blogspot.com − major Siqueira − D. Tonica E enquanto uma chora, outra ri; é a lei do mundo, meu rico senhor; é a perfeição universal. Tudo chorando seria monótono, tudo rindo cansativo, mas uma boa distribuição de lágrimas e polcas, soluços e sarabandas, acaba por trazer à alma do mundo a variedade necessária, e faz-se o equilíbrio da vida. (cap. LXV)
  • 20. − 2 Quincas − Rubião − Cristiano Palha − Sofia − Carlos Maria − Maria Benedita rafabebum.blogspot.com Quincas Borba (romance, 201 capítulos, 3.ª pessoa) (filósofo,cão)
  • 22. rafabebum.blogspot.com Casal Palha: Santa Teresa > praia do Flamengo > Botafogo Rubião: Botafogo > clínica
  • 23. − 2 Quincas − Rubião − Cristiano Palha − Sofia rafabebum.blogspot.com Quincas Borba (romance, 201 capítulos, 3.ª pessoa) (filósofo,cão) “ao vencedor, as batatas.”
  • 24. rafabebum.blogspot.com CAPÍTULO CC Poucos dias depois morreu... Não morreu súdito nem vencido. Antes de principiar a agonia, que foi curta, pôs a coroa na cabeça, − uma coroa que não era, ao menos, um chapéu velho ou uma bacia, onde os espectadores palpassem a ilusão. Não, senhor; ele pegou em nada, levantou nada e cingiu nada; só ele via a insígnia imperial, pesada de ouro, rútila de brilhantes e outras pedras preciosas. O esforço que fizera para erguer meio corpo não durou muito; o corpo caiu outra vez; o rosto conservou porventura uma expressão gloriosa. − Guardem a minha coroa, murmurou. Ao vencedor... A cara ficou séria, porque a morte é séria; dous minutos de agonia um trejeito horrível, e estava assinada
  • 25. rafabebum.blogspot.com CAPÍTULO CCI Queria dizer aqui o fim do Quincas Borba, que adoeceu também, ganiu infinitamente, fugiu desvairado em busca do dono, e amanheceu morto na rua, três dias depois. Mas, vendo a morte do cão narrada em capítulo especial, é provável que me perguntes se ele, se o seu defunto homônimo é que dá o título ao livro, e por que antes um que outro, − questão prenhe de questões, que nos levariam longe... Eia! chora os dous recentes mortos, se tens lágrimas. Se só tens riso ri-te! É a mesma cousa. O Cruzeiro, que a linda Sofia não quis fitar como lhe pedia Rubião, está assaz alto para não discernir os risos e as lágrimas dos homens.
  • 26. MACHADO DE ASSIS − universalismo − metalinguagem e digressões − ironia sutil (“humor inglês”) − pessimismo − descreve a fragilidade das aparências rafabebum.blogspot.com Contos e romances da fase realista