SlideShare uma empresa Scribd logo
"E disse Abraão: Deus proverá para
si o cordeiro para o holocausto, meu
filho. Assim, caminharam ambos
juntos." (Gn 22.8)
A declaração de Abraão se cumpriu
plenamente quando Cristo morreu
na cruz para perdão dos nossos
pecados.
1 - E aconteceu, depois destas coisas, que tentou Deus a
Abraão e disse-lhe: Abraão! E ele disse: Eis-me aqui.
2 - E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a
quem amas, e vai-te à terra de Moriá; e oferece-o ali em
holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi.
3 - Então, se levantou Abraão pela manhã, de madrugada, e
albardou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços e
Isaque, seu filho; e fendeu lenha para o holocausto, e levantou-
se, e foi ao lugar que Deus lhe dissera.
Gênesis 22.1-3
Ressaltar a
provisão de Deus
no monte do
sacrifício
Nesta lição, estudaremos a respeito do teste mais difícil que
Abraão poderia experimentar. Veremos também que Jesus
Cristo, o Cordeiro de Deus, morreu em nosso lugar para a
nossa salvação.
Deus estava provando a fé de Abraão, bem como o seu amor e
fidelidade. Em meio à provação, Abraão não duvidou do poder
sustentador de Jeová-Jirê, o Deus que provê. O Senhor pediu
que Abraão sacrificasse o seu único filho, o filho da promessa.
Pela fé, Abraão obedeceu à ordem de Deus indo ao lugar do
sacrifício com seu filho Isaque.
1. Abraão é provado
Abraão faz parte da galeria
dos heróis da fé (Hb 11). Ele
é conhecido como o "pai da
fé".
A prova a que Abraão fora
submetido parece um
paradoxo diante do Deus
amoroso, justo e que jamais
aceitaria um sacrifício
humano. Deus pediu a
Abraão algo fora do comum,
visto que sacrifícios humanos
eram praticados nas religiões
pagãs. Mas o desafio foi feito
Em outras ocasiões Abraão
falhou como homem e
desobedeceu a Deus, mas Ele
não o abandonou. O Senhor via
em Abraão qualidades que eram
superiores às suas fraquezas. E
o patriarca precisava aprender a
depender de Deus. As
dificuldades e provações fizeram
com que Abraão desenvolvesse
uma intimidade maior com o
Senhor. Abraão já havia
experimentado alguns momentos
de frustração e amargura que lhe
1. Abraão é provado
2. No limite da capacidade
humana.
O apóstolo Paulo,
escrevendo aos coríntios,
declarou: "Não veio sobre
vós tentação, senão
humana; mas fiel é Deus,
que vos não deixará tentar
acima do que podeis; antes,
com a tentação dará também
o escape, para que a
possais suportar" (1 Co
10.13).
A prova a que Abraão fora
submetido fez com ele
chegasse ao máximo da sua
3. Um pedido difícil.
O pedido de Deus parecia ser
ilógico, impróprio, irracional e
impossível de ser aceito. Deus
havia pedido, em holocausto, o seu
único filho, "o filho da promessa".
Tem-se a impressão de que Deus
estava pedindo a devolução de algo
que dera ao seu amigo. Abraão,
entretanto, em momento algum se
negou a obedecer a Deus. Quantas
vezes, em meio às dificuldades e
provações, dizemos para Deus que
não podemos obedecê-lo, que não
podemos suportar o que Ele nos
pede. Deus não quer o nosso mal,
pois nos prova para que o
1. Amor, obediência e fé no monte do sacrifício.
Esses três elementos
eram a essência da prova
a que Abraão estava
sendo submetido. O
primeiro elemento era o
seu amor para com Deus.
O Senhor queria provar
se Ele estava em primeiro
lugar no coração de
Abraão.
Deus tem de estar em
primeiro lugar em nossos
corações. Abraão amava
o seu filho Isaque, mas
obedecendo a Deus,
deixou claro que era o
Senhor que ocupava o
O segundo elemento era a
obediência. Abraão prontamente
obedeceu ao pedido que o
Senhor lhe fizera, mesmo não
compreendendo o porquê de tal
petição. O terceiro elemento
envolvido nessa prova era a fé.
Se antes, em algumas
circunstâncias, Abraão vacilou,
como no caso de ter um filho com
Agar, agora, amadurecido pelas
crises, ele confia plenamente em
Deus. Abraão confiou que Deus
seria capaz de operar um milagre.
1. Amor, obediência e fé no monte do sacrifício.
2. O clímax da
prova.
Depois de três dias
de viagem, Abraão,
Isaque e os moços
que estavam com
eles chegaram à
terra de Moriá (Gn
22.4).
Os dois moços
ficaram ao pé do
monte, e Abraão e
seu filho tomaram a
lenha e o cutelo e
subiram ao monte
2. O clímax da
prova.
Na subida, o pai e o filho
conversavam. Isaque não
sabia como seria feito
esse sacrifício, pois eles
não tinham consigo um
animal (um cordeiro) para
o holocausto. Isaque
perguntou ao seu pai: "[...]
Onde está o cordeiro para
o holocausto?"
(Gn 22.7), e Abraão, de
forma incisiva e confiante,
respondeu: [...] "Deus
proverá para si o cordeiro
1. O sacrifício do Cordeiro de Deus
O Deus que proveu
um cordeiro para
substituir Isaque no
monte do sacrifício é
o mesmo que enviou
seu Filho para nos
substituir na cruz do
Calvário. Deus
entregou seu
Cordeiro, Jesus
Cristo, para morrer
por nós. O sacrifício
de Jesus foi
necessário para o
O sacrifico de Jesus nos
reconciliou com Deus. O
sacrifício de Jesus Cristo foi
único e definitivo para a
nossa reconciliação com
Deus
(Ef 2.16). Jesus, o Cordeiro
de Deus, é o autor e
consumador da nossa fé
(Hb 12.2). Sem Ele
estaríamos perdidos, longe
de Deus e condenados ao
inferno. Temos um Criador
que nos ama e que não
2. A reconciliação mediante o sacrifício do
Cordeiro.
Jesus, o Cordeiro de
Deus, assumiu o
castigo que era
nosso. Ele tomou
sobre si a nossa
condenação. Na
cruz, Cristo cumpriu
a nossa pena,
justificando-nos
perante o Pai. Ele
nos libertou da lei do
pecado. Uma vez
livres e justificados
pela fé, temos paz
3. A justificação mediante o Cordeiro de Deus.
Creia que Deus provê todas as nossas necessidades, em
qualquer hora e lugar, desde que estejamos dispostos a
reconhecer sua soberania e suprema vontade. Aprendemos
com Abraão que é perfeitamente possível viver uma vida em
consonância com as exigências divinas.
1.Deus nos dá tentação além do que podemos suportar? Confirme a
resposta com uma referência.
1- Não. O apóstolo Paulo escrevendo aos coríntios declarou: "Não veio sobre
vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima
do que podeis; antes, com a tentação dará também o escape, para que a possais
suportar" (1 Co 10.13).
2. O que Deus pediu a Abraão?
2 - Deus pediu que ele sacrificasse seu único filho como oferta.
3.Quantos dias Abraão e Isaque tiveram que caminhar até chegar à terra de
Moriá?
3 - Acredita-se que eles caminharam durante três
dias.
4. Qual a resposta de Abraão a Isaque quando perguntou a respeito do animal
para o sacrifício?
4 - "Deus proverá para si o cordeiro" (Gn 22.8).
5. Quem é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do
mundo?
5- Jesus Cristo
"E disse Abraão: Deus proverá para
si o cordeiro para o holocausto, meu
filho. Assim, caminharam ambos
juntos." (Gn 22.8)
Lição 4   A  provisão de Deus no monte do sacrifício

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

17 malaquias
17   malaquias17   malaquias
17 malaquias
PIB Penha
 
Adoração no livro do apocalipse
Adoração no livro do apocalipseAdoração no livro do apocalipse
Adoração no livro do apocalipse
Diego Fortunatto
 
Abraão um grande exemplo de fé
Abraão   um grande exemplo de féAbraão   um grande exemplo de fé
Abraão um grande exemplo de fé
Wanderley da Silva
 
A QUEM DEVEMOS ADORAR
A QUEM DEVEMOS ADORARA QUEM DEVEMOS ADORAR
A QUEM DEVEMOS ADORAR
ASD Remanescentes
 
O QUE DIFERE O FILHO DO PAI
O QUE DIFERE O FILHO DO PAIO QUE DIFERE O FILHO DO PAI
O QUE DIFERE O FILHO DO PAI
ASD Remanescentes
 
O livro de hebreus
O livro de hebreusO livro de hebreus
O livro de hebreus
Fisioterapeuta
 
Kenneth e. hagin O nome de jesus
Kenneth e. hagin   O nome de jesusKenneth e. hagin   O nome de jesus
Kenneth e. hagin O nome de jesus
Roberto Dias
 
A provisão de deus no monte do sacrifício
A provisão de deus no monte do sacrifícioA provisão de deus no monte do sacrifício
A provisão de deus no monte do sacrifício
Pastor Juscelino Freitas
 
Abraão, Obediência e Revelação
Abraão, Obediência e RevelaçãoAbraão, Obediência e Revelação
Abraão, Obediência e Revelação
Fábio Ferreira
 
A natureza humana
A natureza humanaA natureza humana
A natureza humana
Jose Moraes
 
Domingo noite mensagem
Domingo noite   mensagemDomingo noite   mensagem
Domingo noite mensagem
Walmir Vigo Gonçalves
 
Dízimos e ofertas A LUZ DA BÍBLIA
Dízimos e ofertas A LUZ DA BÍBLIADízimos e ofertas A LUZ DA BÍBLIA
Dízimos e ofertas A LUZ DA BÍBLIA
fazag
 
Abel, exemplo de caráter que agrada a deus - Lição 2 - 2ºTrimestre 2017
Abel, exemplo de caráter que agrada a deus - Lição 2 - 2ºTrimestre 2017Abel, exemplo de caráter que agrada a deus - Lição 2 - 2ºTrimestre 2017
Abel, exemplo de caráter que agrada a deus - Lição 2 - 2ºTrimestre 2017
Pr. Andre Luiz
 
Jesus o filho de deus
Jesus o filho de deusJesus o filho de deus
Jesus o filho de deus
Monteiro07
 
A natureza humana de cristo
A natureza humana de cristoA natureza humana de cristo
A natureza humana de cristo
Monteiro07
 
A fé de abraão
A fé de abraãoA fé de abraão
A fé de abraão
Pr Pedro
 
3961114 jeova-yahweh-senhor
3961114 jeova-yahweh-senhor3961114 jeova-yahweh-senhor
3961114 jeova-yahweh-senhor
britocappa
 
A infância de Jesus - Lição 03 2º/2015
A infância de Jesus - Lição 03 2º/2015A infância de Jesus - Lição 03 2º/2015
A infância de Jesus - Lição 03 2º/2015
Pr. Andre Luiz
 
Romanos 14
Romanos 14Romanos 14
Romanos 14
RibamarCantanhede3
 
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restauradoLição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Erberson Pinheiro
 

Mais procurados (20)

17 malaquias
17   malaquias17   malaquias
17 malaquias
 
Adoração no livro do apocalipse
Adoração no livro do apocalipseAdoração no livro do apocalipse
Adoração no livro do apocalipse
 
Abraão um grande exemplo de fé
Abraão   um grande exemplo de féAbraão   um grande exemplo de fé
Abraão um grande exemplo de fé
 
A QUEM DEVEMOS ADORAR
A QUEM DEVEMOS ADORARA QUEM DEVEMOS ADORAR
A QUEM DEVEMOS ADORAR
 
O QUE DIFERE O FILHO DO PAI
O QUE DIFERE O FILHO DO PAIO QUE DIFERE O FILHO DO PAI
O QUE DIFERE O FILHO DO PAI
 
O livro de hebreus
O livro de hebreusO livro de hebreus
O livro de hebreus
 
Kenneth e. hagin O nome de jesus
Kenneth e. hagin   O nome de jesusKenneth e. hagin   O nome de jesus
Kenneth e. hagin O nome de jesus
 
A provisão de deus no monte do sacrifício
A provisão de deus no monte do sacrifícioA provisão de deus no monte do sacrifício
A provisão de deus no monte do sacrifício
 
Abraão, Obediência e Revelação
Abraão, Obediência e RevelaçãoAbraão, Obediência e Revelação
Abraão, Obediência e Revelação
 
A natureza humana
A natureza humanaA natureza humana
A natureza humana
 
Domingo noite mensagem
Domingo noite   mensagemDomingo noite   mensagem
Domingo noite mensagem
 
Dízimos e ofertas A LUZ DA BÍBLIA
Dízimos e ofertas A LUZ DA BÍBLIADízimos e ofertas A LUZ DA BÍBLIA
Dízimos e ofertas A LUZ DA BÍBLIA
 
Abel, exemplo de caráter que agrada a deus - Lição 2 - 2ºTrimestre 2017
Abel, exemplo de caráter que agrada a deus - Lição 2 - 2ºTrimestre 2017Abel, exemplo de caráter que agrada a deus - Lição 2 - 2ºTrimestre 2017
Abel, exemplo de caráter que agrada a deus - Lição 2 - 2ºTrimestre 2017
 
Jesus o filho de deus
Jesus o filho de deusJesus o filho de deus
Jesus o filho de deus
 
A natureza humana de cristo
A natureza humana de cristoA natureza humana de cristo
A natureza humana de cristo
 
A fé de abraão
A fé de abraãoA fé de abraão
A fé de abraão
 
3961114 jeova-yahweh-senhor
3961114 jeova-yahweh-senhor3961114 jeova-yahweh-senhor
3961114 jeova-yahweh-senhor
 
A infância de Jesus - Lição 03 2º/2015
A infância de Jesus - Lição 03 2º/2015A infância de Jesus - Lição 03 2º/2015
A infância de Jesus - Lição 03 2º/2015
 
Romanos 14
Romanos 14Romanos 14
Romanos 14
 
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restauradoLição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
 

Semelhante a Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício

A NATUREZA HUMANA DE CRISTO
A NATUREZA HUMANA DE CRISTOA NATUREZA HUMANA DE CRISTO
A NATUREZA HUMANA DE CRISTO
ASD Remanescentes
 
A Promessa de Deus a Abrao
A Promessa de Deus a AbraoA Promessa de Deus a Abrao
A Promessa de Deus a Abrao
Cabralrocha
 
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
Ping Ponga
 
Alegria perene pr_marciovaladão
Alegria perene pr_marciovaladãoAlegria perene pr_marciovaladão
Alegria perene pr_marciovaladão
Investimentos Mmn
 
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus CristoJustificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Erberson Pinheiro
 
Jesus filho deus
Jesus filho deusJesus filho deus
Jesus filho deus
Jose Moraes
 
20jan2019-principios-milagres
20jan2019-principios-milagres20jan2019-principios-milagres
20jan2019-principios-milagres
Elton Melo
 
Lição 1 - O Testemunho dos Patriarcas
Lição 1 - O Testemunho dos PatriarcasLição 1 - O Testemunho dos Patriarcas
Lição 1 - O Testemunho dos Patriarcas
Éder Tomé
 
A natureza humana de Cristo
A natureza humana de CristoA natureza humana de Cristo
A natureza humana de Cristo
Luciano Armando
 
A natureza humana
A natureza humanaA natureza humana
A natureza humana
Ticorodrigues
 
Jesus filho deus
Jesus filho deusJesus filho deus
Jesus filho deus
Histórico Angola
 
Aula4 Deus no monte do sacrificio
Aula4 Deus no monte do sacrificioAula4 Deus no monte do sacrificio
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
Márcio Melânia
 
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féLição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Natalino das Neves Neves
 
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus CristoLição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
LIÇÃO 03 - JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTO
LIÇÃO 03 - JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTOLIÇÃO 03 - JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTO
LIÇÃO 03 - JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTO
Lourinaldo Serafim
 
38 Uma época terrível para Jesus / 38 a terrible time for jesus portuguese
38 Uma época terrível para Jesus / 38 a terrible time for jesus portuguese38 Uma época terrível para Jesus / 38 a terrible time for jesus portuguese
38 Uma época terrível para Jesus / 38 a terrible time for jesus portuguese
Ping Ponga
 
Justificação, Somente Pela Fé em Jesus Cristo
Justificação, Somente Pela Fé em Jesus CristoJustificação, Somente Pela Fé em Jesus Cristo
Justificação, Somente Pela Fé em Jesus Cristo
Márcio Martins
 
A Fé que Salva
A Fé que SalvaA Fé que Salva
A Fé que Salva
selofinal
 
Ebf 2013 li+º+úo 05 - daniel e os tres amigos
Ebf 2013 li+º+úo 05 - daniel e os tres amigosEbf 2013 li+º+úo 05 - daniel e os tres amigos
Ebf 2013 li+º+úo 05 - daniel e os tres amigos
vieirajoaquim1963
 

Semelhante a Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício (20)

A NATUREZA HUMANA DE CRISTO
A NATUREZA HUMANA DE CRISTOA NATUREZA HUMANA DE CRISTO
A NATUREZA HUMANA DE CRISTO
 
A Promessa de Deus a Abrao
A Promessa de Deus a AbraoA Promessa de Deus a Abrao
A Promessa de Deus a Abrao
 
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
 
Alegria perene pr_marciovaladão
Alegria perene pr_marciovaladãoAlegria perene pr_marciovaladão
Alegria perene pr_marciovaladão
 
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus CristoJustificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
 
Jesus filho deus
Jesus filho deusJesus filho deus
Jesus filho deus
 
20jan2019-principios-milagres
20jan2019-principios-milagres20jan2019-principios-milagres
20jan2019-principios-milagres
 
Lição 1 - O Testemunho dos Patriarcas
Lição 1 - O Testemunho dos PatriarcasLição 1 - O Testemunho dos Patriarcas
Lição 1 - O Testemunho dos Patriarcas
 
A natureza humana de Cristo
A natureza humana de CristoA natureza humana de Cristo
A natureza humana de Cristo
 
A natureza humana
A natureza humanaA natureza humana
A natureza humana
 
Jesus filho deus
Jesus filho deusJesus filho deus
Jesus filho deus
 
Aula4 Deus no monte do sacrificio
Aula4 Deus no monte do sacrificioAula4 Deus no monte do sacrificio
Aula4 Deus no monte do sacrificio
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
 
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féLição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
 
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus CristoLição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
 
LIÇÃO 03 - JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTO
LIÇÃO 03 - JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTOLIÇÃO 03 - JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTO
LIÇÃO 03 - JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTO
 
38 Uma época terrível para Jesus / 38 a terrible time for jesus portuguese
38 Uma época terrível para Jesus / 38 a terrible time for jesus portuguese38 Uma época terrível para Jesus / 38 a terrible time for jesus portuguese
38 Uma época terrível para Jesus / 38 a terrible time for jesus portuguese
 
Justificação, Somente Pela Fé em Jesus Cristo
Justificação, Somente Pela Fé em Jesus CristoJustificação, Somente Pela Fé em Jesus Cristo
Justificação, Somente Pela Fé em Jesus Cristo
 
A Fé que Salva
A Fé que SalvaA Fé que Salva
A Fé que Salva
 
Ebf 2013 li+º+úo 05 - daniel e os tres amigos
Ebf 2013 li+º+úo 05 - daniel e os tres amigosEbf 2013 li+º+úo 05 - daniel e os tres amigos
Ebf 2013 li+º+úo 05 - daniel e os tres amigos
 

Mais de antonio vieira

Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
antonio vieira
 
Adao e eva
Adao e eva Adao e eva
Adao e eva
antonio vieira
 
Lição 5 a obra salvífica de jesus cristo
Lição 5  a obra salvífica de jesus cristo Lição 5  a obra salvífica de jesus cristo
Lição 5 a obra salvífica de jesus cristo
antonio vieira
 
Lição 4, salvação o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
Lição 4, salvação   o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...Lição 4, salvação   o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
Lição 4, salvação o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
antonio vieira
 
Lição 3 a salvação e o advento do salvador
Lição 3   a salvação e o advento do salvador Lição 3   a salvação e o advento do salvador
Lição 3 a salvação e o advento do salvador
antonio vieira
 
Lição 12 quem ama cumpre plenamente a lei
Lição 12  quem ama cumpre plenamente a lei Lição 12  quem ama cumpre plenamente a lei
Lição 12 quem ama cumpre plenamente a lei
antonio vieira
 
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominicalAula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
antonio vieira
 
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejasaula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
antonio vieira
 
Lição 08° a bondade que confere a vida
Lição 08°   a bondade que confere a vida Lição 08°   a bondade que confere a vida
Lição 08° a bondade que confere a vida
antonio vieira
 
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
 Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
antonio vieira
 
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇASLiçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
antonio vieira
 
Lição 5 as consequências das escolhas precipitadas
Lição 5   as consequências das escolhas precipitadasLição 5   as consequências das escolhas precipitadas
Lição 5 as consequências das escolhas precipitadas
antonio vieira
 
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da fé
 liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da fé
antonio vieira
 
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
antonio vieira
 
Liçaqo 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
Liçaqo 13  A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA Liçaqo 13  A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
Liçaqo 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
antonio vieira
 
O poder da evangelizao na familia
O poder da evangelizao na familiaO poder da evangelizao na familia
O poder da evangelizao na familia
antonio vieira
 
Lição 10 deveres civis morais e espirituais
Lição 10 deveres civis morais e espirituaisLição 10 deveres civis morais e espirituais
Lição 10 deveres civis morais e espirituais
antonio vieira
 
lição 4 A tentação de Jesus
lição 4  A tentação de Jesuslição 4  A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesus
antonio vieira
 
lição 4 A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesuslição 4 A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesus
antonio vieira
 
licao 3 A infancia de jesus
licao 3  A infancia de jesus licao 3  A infancia de jesus
licao 3 A infancia de jesus
antonio vieira
 

Mais de antonio vieira (20)

Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
Lição 8 - A Teologia de Zofar: O Justo não Passa por Tribulação?
 
Adao e eva
Adao e eva Adao e eva
Adao e eva
 
Lição 5 a obra salvífica de jesus cristo
Lição 5  a obra salvífica de jesus cristo Lição 5  a obra salvífica de jesus cristo
Lição 5 a obra salvífica de jesus cristo
 
Lição 4, salvação o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
Lição 4, salvação   o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...Lição 4, salvação   o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
Lição 4, salvação o amor e a misericórdia de Deus escola biblica dominical ...
 
Lição 3 a salvação e o advento do salvador
Lição 3   a salvação e o advento do salvador Lição 3   a salvação e o advento do salvador
Lição 3 a salvação e o advento do salvador
 
Lição 12 quem ama cumpre plenamente a lei
Lição 12  quem ama cumpre plenamente a lei Lição 12  quem ama cumpre plenamente a lei
Lição 12 quem ama cumpre plenamente a lei
 
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominicalAula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
 
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejasaula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
 
Lição 08° a bondade que confere a vida
Lição 08°   a bondade que confere a vida Lição 08°   a bondade que confere a vida
Lição 08° a bondade que confere a vida
 
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
 Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
 
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇASLiçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
Liçao 7 JOSÉ: FÉ EM MEIO ÀS INJUSTIÇAS
 
Lição 5 as consequências das escolhas precipitadas
Lição 5   as consequências das escolhas precipitadasLição 5   as consequências das escolhas precipitadas
Lição 5 as consequências das escolhas precipitadas
 
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da fé
 liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé liçao 3  Abraão, a esperança do pai da fé
liçao 3 Abraão, a esperança do pai da fé
 
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
Liçao 2 A PROVISÃO DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS
 
Liçaqo 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
Liçaqo 13  A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA Liçaqo 13  A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
Liçaqo 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA
 
O poder da evangelizao na familia
O poder da evangelizao na familiaO poder da evangelizao na familia
O poder da evangelizao na familia
 
Lição 10 deveres civis morais e espirituais
Lição 10 deveres civis morais e espirituaisLição 10 deveres civis morais e espirituais
Lição 10 deveres civis morais e espirituais
 
lição 4 A tentação de Jesus
lição 4  A tentação de Jesuslição 4  A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesus
 
lição 4 A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesuslição 4 A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesus
 
licao 3 A infancia de jesus
licao 3  A infancia de jesus licao 3  A infancia de jesus
licao 3 A infancia de jesus
 

Último

Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 

Último (16)

Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 

Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício

  • 1.
  • 2. "E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. Assim, caminharam ambos juntos." (Gn 22.8)
  • 3. A declaração de Abraão se cumpriu plenamente quando Cristo morreu na cruz para perdão dos nossos pecados.
  • 4. 1 - E aconteceu, depois destas coisas, que tentou Deus a Abraão e disse-lhe: Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. 2 - E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi. 3 - Então, se levantou Abraão pela manhã, de madrugada, e albardou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços e Isaque, seu filho; e fendeu lenha para o holocausto, e levantou- se, e foi ao lugar que Deus lhe dissera. Gênesis 22.1-3
  • 5. Ressaltar a provisão de Deus no monte do sacrifício
  • 6. Nesta lição, estudaremos a respeito do teste mais difícil que Abraão poderia experimentar. Veremos também que Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus, morreu em nosso lugar para a nossa salvação. Deus estava provando a fé de Abraão, bem como o seu amor e fidelidade. Em meio à provação, Abraão não duvidou do poder sustentador de Jeová-Jirê, o Deus que provê. O Senhor pediu que Abraão sacrificasse o seu único filho, o filho da promessa. Pela fé, Abraão obedeceu à ordem de Deus indo ao lugar do sacrifício com seu filho Isaque.
  • 7. 1. Abraão é provado Abraão faz parte da galeria dos heróis da fé (Hb 11). Ele é conhecido como o "pai da fé". A prova a que Abraão fora submetido parece um paradoxo diante do Deus amoroso, justo e que jamais aceitaria um sacrifício humano. Deus pediu a Abraão algo fora do comum, visto que sacrifícios humanos eram praticados nas religiões pagãs. Mas o desafio foi feito
  • 8. Em outras ocasiões Abraão falhou como homem e desobedeceu a Deus, mas Ele não o abandonou. O Senhor via em Abraão qualidades que eram superiores às suas fraquezas. E o patriarca precisava aprender a depender de Deus. As dificuldades e provações fizeram com que Abraão desenvolvesse uma intimidade maior com o Senhor. Abraão já havia experimentado alguns momentos de frustração e amargura que lhe 1. Abraão é provado
  • 9. 2. No limite da capacidade humana. O apóstolo Paulo, escrevendo aos coríntios, declarou: "Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis; antes, com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar" (1 Co 10.13). A prova a que Abraão fora submetido fez com ele chegasse ao máximo da sua
  • 10. 3. Um pedido difícil. O pedido de Deus parecia ser ilógico, impróprio, irracional e impossível de ser aceito. Deus havia pedido, em holocausto, o seu único filho, "o filho da promessa". Tem-se a impressão de que Deus estava pedindo a devolução de algo que dera ao seu amigo. Abraão, entretanto, em momento algum se negou a obedecer a Deus. Quantas vezes, em meio às dificuldades e provações, dizemos para Deus que não podemos obedecê-lo, que não podemos suportar o que Ele nos pede. Deus não quer o nosso mal, pois nos prova para que o
  • 11. 1. Amor, obediência e fé no monte do sacrifício. Esses três elementos eram a essência da prova a que Abraão estava sendo submetido. O primeiro elemento era o seu amor para com Deus. O Senhor queria provar se Ele estava em primeiro lugar no coração de Abraão. Deus tem de estar em primeiro lugar em nossos corações. Abraão amava o seu filho Isaque, mas obedecendo a Deus, deixou claro que era o Senhor que ocupava o
  • 12. O segundo elemento era a obediência. Abraão prontamente obedeceu ao pedido que o Senhor lhe fizera, mesmo não compreendendo o porquê de tal petição. O terceiro elemento envolvido nessa prova era a fé. Se antes, em algumas circunstâncias, Abraão vacilou, como no caso de ter um filho com Agar, agora, amadurecido pelas crises, ele confia plenamente em Deus. Abraão confiou que Deus seria capaz de operar um milagre. 1. Amor, obediência e fé no monte do sacrifício.
  • 13. 2. O clímax da prova. Depois de três dias de viagem, Abraão, Isaque e os moços que estavam com eles chegaram à terra de Moriá (Gn 22.4). Os dois moços ficaram ao pé do monte, e Abraão e seu filho tomaram a lenha e o cutelo e subiram ao monte
  • 14. 2. O clímax da prova. Na subida, o pai e o filho conversavam. Isaque não sabia como seria feito esse sacrifício, pois eles não tinham consigo um animal (um cordeiro) para o holocausto. Isaque perguntou ao seu pai: "[...] Onde está o cordeiro para o holocausto?" (Gn 22.7), e Abraão, de forma incisiva e confiante, respondeu: [...] "Deus proverá para si o cordeiro
  • 15. 1. O sacrifício do Cordeiro de Deus O Deus que proveu um cordeiro para substituir Isaque no monte do sacrifício é o mesmo que enviou seu Filho para nos substituir na cruz do Calvário. Deus entregou seu Cordeiro, Jesus Cristo, para morrer por nós. O sacrifício de Jesus foi necessário para o
  • 16. O sacrifico de Jesus nos reconciliou com Deus. O sacrifício de Jesus Cristo foi único e definitivo para a nossa reconciliação com Deus (Ef 2.16). Jesus, o Cordeiro de Deus, é o autor e consumador da nossa fé (Hb 12.2). Sem Ele estaríamos perdidos, longe de Deus e condenados ao inferno. Temos um Criador que nos ama e que não 2. A reconciliação mediante o sacrifício do Cordeiro.
  • 17. Jesus, o Cordeiro de Deus, assumiu o castigo que era nosso. Ele tomou sobre si a nossa condenação. Na cruz, Cristo cumpriu a nossa pena, justificando-nos perante o Pai. Ele nos libertou da lei do pecado. Uma vez livres e justificados pela fé, temos paz 3. A justificação mediante o Cordeiro de Deus.
  • 18. Creia que Deus provê todas as nossas necessidades, em qualquer hora e lugar, desde que estejamos dispostos a reconhecer sua soberania e suprema vontade. Aprendemos com Abraão que é perfeitamente possível viver uma vida em consonância com as exigências divinas.
  • 19. 1.Deus nos dá tentação além do que podemos suportar? Confirme a resposta com uma referência. 1- Não. O apóstolo Paulo escrevendo aos coríntios declarou: "Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis; antes, com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar" (1 Co 10.13). 2. O que Deus pediu a Abraão? 2 - Deus pediu que ele sacrificasse seu único filho como oferta. 3.Quantos dias Abraão e Isaque tiveram que caminhar até chegar à terra de Moriá? 3 - Acredita-se que eles caminharam durante três dias. 4. Qual a resposta de Abraão a Isaque quando perguntou a respeito do animal para o sacrifício? 4 - "Deus proverá para si o cordeiro" (Gn 22.8). 5. Quem é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo? 5- Jesus Cristo
  • 20. "E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. Assim, caminharam ambos juntos." (Gn 22.8)