SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE
DO SACRIFÍCIO
Pr. Juscelino Freitas Email: juscelinofreitas799@gmail.com
TEXTO ÁUREO
VERDADE PRÁTICA
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Gn 22.1-3
1 — E aconteceu, depois destas coisas, que
tentou Deus a Abraão e disse-lhe: Abraão! E ele
disse: Eis-me aqui.
2 — E disse: Toma agora o teu filho, o teu único
filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de
Moriá; e oferece-o ali em holocausto sobre uma
das montanhas, que eu te direi.
3 — Então, se levantou Abraão pela manhã, de
madrugada, e albardou o seu jumento, e tomou
consigo dois de seus moços e Isaque, seu filho;
e fendeu lenha para o holocausto, e levantou-se,
e foi ao lugar que Deus lhe dissera.
INTRODUÇÃO
Abraão enfrentou o maior desafio já proposto.
Deus provou a fé de Abraão, bem como o seu
amor e fidelidade. Ele não duvidou do poder de
Deus. O Senhor pediu que Abraão sacrificasse o
seu ÚNICO filho, o filho da promessa. Pela fé, ele
obedeceu à ordem de Deus indo ao lugar do
sacrifício com seu filho Isaque.
1. ABRAÃO É PROVADO.
• Abraão faz parte da
galeria dos heróis da
fé;
• Deus pediu a Abraão
algo fora do comum;
• Um dos maiores
desafios já
propostos.
I – FÉ PARA SUBIR
O MONTE DO SACRIFÍCIO
2. NO LIMITE DA CAPACIDADE
HUMANA.
• Abraão: linha tênue
entre a fé e a loucura;
• Deus não permite
situações que não
suportamos;
• Abraão chegou ao
máximo da sua
capacidade.
I – FÉ PARA SUBIR
O MONTE DO SACRIFÍCIO
3. UM PEDIDO DIFÍCIL.
• O pedido de Deus –
impossível de ser
atendido;
• Deus pediu em
holocausto, o seu ÚNICO
filho;
• Deus pedindo de volta o
que havia dado?
I – FÉ PARA SUBIR
O MONTE DO SACRIFÍCIO
1. AMOR, OBEDIÊNCIA E
FÉ NO MONTE DO
SACRIFÍCIO.
• Abraão amava Deus ou
o seu filho?
• Ele obedeceu mesmo
sem entender o pedido;
• Abraão, maduro, não
vacilou na fé.
II – PROVAÇÃO
NO MONTE DO SACRIFÍCIO
2. O CLÍMAX DA PROVA.
Três dias de viagem,
Abraão e Isaque em
silêncio;
Os dois moços ficaram ao
pé do monte;
Abraão e Isaque subiram
ao monte do sacrifício.
II – PROVAÇÃO
NO MONTE DO SACRIFÍCIO
3. O MOMENTO DECISIVO
DA PROVA.
O caminho da obediência
pode parecer o mais difícil;
Mas não é impossível.
Deus age no momento
certo;
Isaque aceitou ser provado
em favor do pai.
II – PROVAÇÃO
NO MONTE DO SACRIFÍCIO
1. O SACRIFÍCIO DO
CORDEIRO DE DEUS
• Deus proveu um
cordeiro para
substituir Isaque;
• E enviou seu Filho
para nos substituir na
cruz;
• Abraão não teve
trabalho para
“capturar” o cordeiro.
III – JESUS, O CORDEIRO
DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
2. A RECONCILIAÇÃO
MEDIANTE O
SACRIFÍCIO.
O sacrifico de Jesus nos
reconciliou com Deus;
Foi um sacrifício único e
definitivo;
Jesus, o Cordeiro, é o
autor e consumador da
nossa fé.
III – JESUS, O CORDEIRO
DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
3. A JUSTIFICAÇÃO
MEDIANTE O CORDEIRO
DE DEUS.
Jesus, o Cordeiro,
assumiu o castigo que
era nosso;
Ele tomou sobre si a
nossa condenação na
cruz;
Cristo cumpriu a nossa
pena, justificando-nos.
III – JESUS, O CORDEIRO
DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
Deus provê todas as nossas necessidades, em qualquer hora
e lugar, desde que estejamos dispostos a reconhecer sua
soberania e suprema vontade. Aprendamos com Abraão que
é perfeitamente possível viver uma vida em consonância
com as exigências divinas.
CONCLUSÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício
Lição 4   A  provisão de Deus no monte do sacrifícioLição 4   A  provisão de Deus no monte do sacrifício
Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifícioantonio vieira
 
Isaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter PacíficoIsaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter PacíficoMárcio Martins
 
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do SacrifícioLição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do SacrifícioAndrew Guimarães
 
2013 1o tri lição 11_os milagres de eliseu
2013 1o tri lição 11_os milagres de eliseu2013 1o tri lição 11_os milagres de eliseu
2013 1o tri lição 11_os milagres de eliseuNatalino das Neves Neves
 
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoLição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoI.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Licao 04 isaque um carater pacifico
Licao 04 isaque um carater pacificoLicao 04 isaque um carater pacifico
Licao 04 isaque um carater pacificoRODRIGO FERREIRA
 
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restauradoLição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restauradoErberson Pinheiro
 
Lição 4 - Isaque, um caráter pacífico
Lição 4 - Isaque, um caráter pacíficoLição 4 - Isaque, um caráter pacífico
Lição 4 - Isaque, um caráter pacíficoErberson Pinheiro
 
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...José Carlos Polozi
 
Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoJacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoMárcio Martins
 
Abraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da féAbraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da féMárcio Martins
 
Abraão um grande exemplo de fé
Abraão   um grande exemplo de féAbraão   um grande exemplo de fé
Abraão um grande exemplo de féWanderley da Silva
 
A difícil reconstrução
A difícil reconstruçãoA difícil reconstrução
A difícil reconstruçãoJUERP
 
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉFlavio Luz
 
Abraão e a fé
Abraão e a féAbraão e a fé
Abraão e a féEBD 21
 
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féLição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féNatalino das Neves Neves
 

Mais procurados (20)

Lição 4 - Isaque, um Caráter Pacífico
Lição 4 - Isaque, um Caráter PacíficoLição 4 - Isaque, um Caráter Pacífico
Lição 4 - Isaque, um Caráter Pacífico
 
Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício
Lição 4   A  provisão de Deus no monte do sacrifícioLição 4   A  provisão de Deus no monte do sacrifício
Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício
 
Isaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter PacíficoIsaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter Pacífico
 
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do SacrifícioLição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
Lição 4 - A Provisão de Deus no Monte do Sacrifício
 
2013 1o tri lição 11_os milagres de eliseu
2013 1o tri lição 11_os milagres de eliseu2013 1o tri lição 11_os milagres de eliseu
2013 1o tri lição 11_os milagres de eliseu
 
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoLição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
 
Isaque Um Caráter Pacífico
Isaque  Um Caráter PacíficoIsaque  Um Caráter Pacífico
Isaque Um Caráter Pacífico
 
Licao 04 isaque um carater pacifico
Licao 04 isaque um carater pacificoLicao 04 isaque um carater pacifico
Licao 04 isaque um carater pacifico
 
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restauradoLição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
Lição 5 - Jacó, um exemplo de um caráter restaurado
 
Lição 4 - Isaque, um caráter pacífico
Lição 4 - Isaque, um caráter pacíficoLição 4 - Isaque, um caráter pacífico
Lição 4 - Isaque, um caráter pacífico
 
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
 
Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoJacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
 
Abraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da féAbraão a esperança do pai da fé
Abraão a esperança do pai da fé
 
Abraão um grande exemplo de fé
Abraão   um grande exemplo de féAbraão   um grande exemplo de fé
Abraão um grande exemplo de fé
 
A difícil reconstrução
A difícil reconstruçãoA difícil reconstrução
A difícil reconstrução
 
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
 
Abraão e a fé
Abraão e a féAbraão e a fé
Abraão e a fé
 
Jacó - Patriarca
Jacó - Patriarca Jacó - Patriarca
Jacó - Patriarca
 
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da féLição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
Lição 3 - Abraão, a esperança do pai da fé
 
Aula4 Deus no monte do sacrificio
Aula4 Deus no monte do sacrificioAula4 Deus no monte do sacrificio
Aula4 Deus no monte do sacrificio
 

Destaque

A Promessa de Deus a Abrao
A Promessa de Deus a AbraoA Promessa de Deus a Abrao
A Promessa de Deus a AbraoCabralrocha
 
A bíblia das crianças - O sacrifício de Isaac (estória e atividades)
A bíblia das crianças - O sacrifício de Isaac (estória e atividades)A bíblia das crianças - O sacrifício de Isaac (estória e atividades)
A bíblia das crianças - O sacrifício de Isaac (estória e atividades)Cheila Peças
 
O Deus de Abraão, de Isaque e Jacó é o mesmo hoje
O Deus de Abraão, de Isaque e Jacó é o mesmo hojeO Deus de Abraão, de Isaque e Jacó é o mesmo hoje
O Deus de Abraão, de Isaque e Jacó é o mesmo hojeIMQ
 
Lição 12 Isaque, o sorriso de uma Promessa
Lição 12   Isaque, o sorriso de uma PromessaLição 12   Isaque, o sorriso de uma Promessa
Lição 12 Isaque, o sorriso de uma PromessaAndrew Guimarães
 
380 abraão e o se sacrifício
380   abraão e o se sacrifício380   abraão e o se sacrifício
380 abraão e o se sacrifícioSUSSURRO DE AMOR
 
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICA
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICAPANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICA
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICAJocilaine Moreira
 
Mídia e infância aula 1
Mídia e infância aula 1Mídia e infância aula 1
Mídia e infância aula 1UFCG
 

Destaque (12)

LIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
LIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIOLIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
LIÇÃO 04 - A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
 
A Promessa de Deus a Abrao
A Promessa de Deus a AbraoA Promessa de Deus a Abrao
A Promessa de Deus a Abrao
 
A bíblia das crianças - O sacrifício de Isaac (estória e atividades)
A bíblia das crianças - O sacrifício de Isaac (estória e atividades)A bíblia das crianças - O sacrifício de Isaac (estória e atividades)
A bíblia das crianças - O sacrifício de Isaac (estória e atividades)
 
O Deus de Abraão, de Isaque e Jacó é o mesmo hoje
O Deus de Abraão, de Isaque e Jacó é o mesmo hojeO Deus de Abraão, de Isaque e Jacó é o mesmo hoje
O Deus de Abraão, de Isaque e Jacó é o mesmo hoje
 
Lição 12 Isaque, o sorriso de uma Promessa
Lição 12   Isaque, o sorriso de uma PromessaLição 12   Isaque, o sorriso de uma Promessa
Lição 12 Isaque, o sorriso de uma Promessa
 
Abraão, homem de fé
Abraão, homem de féAbraão, homem de fé
Abraão, homem de fé
 
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉLIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
 
380 abraão e o se sacrifício
380   abraão e o se sacrifício380   abraão e o se sacrifício
380 abraão e o se sacrifício
 
LIÇÃO 06 - DEUS: O NOSSO PROVEDOR
LIÇÃO 06 - DEUS: O NOSSO PROVEDORLIÇÃO 06 - DEUS: O NOSSO PROVEDOR
LIÇÃO 06 - DEUS: O NOSSO PROVEDOR
 
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICA
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICAPANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICA
PANORAMA HISTÓRICO DA TRAJETÓRIA DE JESUS NA TERRA: O AUTOR DE UMA NOVA ÉTICA
 
Mídia e infância aula 1
Mídia e infância aula 1Mídia e infância aula 1
Mídia e infância aula 1
 
Abraão
AbraãoAbraão
Abraão
 

Semelhante a Abraão obedece a Deus no Monte do Sacrifício

EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 12 Isaque,o sorriso de uma p...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 12 Isaque,o sorriso de uma p...EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 12 Isaque,o sorriso de uma p...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 12 Isaque,o sorriso de uma p...GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Lição 1. Sacrificado? Eu?
Lição 1. Sacrificado? Eu? Lição 1. Sacrificado? Eu?
Lição 1. Sacrificado? Eu? Marcus Wagner
 
20jan2019-principios-milagres
20jan2019-principios-milagres20jan2019-principios-milagres
20jan2019-principios-milagresElton Melo
 
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguesePing Ponga
 

Semelhante a Abraão obedece a Deus no Monte do Sacrifício (8)

Fé viva 21 03 2013
Fé viva 21 03 2013Fé viva 21 03 2013
Fé viva 21 03 2013
 
Fé viva
Fé vivaFé viva
Fé viva
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 12 Isaque,o sorriso de uma p...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 12 Isaque,o sorriso de uma p...EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 12 Isaque,o sorriso de uma p...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 12 Isaque,o sorriso de uma p...
 
Lição 1. Sacrificado? Eu?
Lição 1. Sacrificado? Eu? Lição 1. Sacrificado? Eu?
Lição 1. Sacrificado? Eu?
 
Lição 12 apresentação
Lição 12 apresentaçãoLição 12 apresentação
Lição 12 apresentação
 
20jan2019-principios-milagres
20jan2019-principios-milagres20jan2019-principios-milagres
20jan2019-principios-milagres
 
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
05 DEUS prova o amor de Abraão / 05 god tests abrahams love portuguese
 
(01) Fábrica de ídolos - pdf
(01) Fábrica de ídolos - pdf(01) Fábrica de ídolos - pdf
(01) Fábrica de ídolos - pdf
 

Mais de Pastor Juscelino Freitas

Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhor
Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhorSer criança é bom de mais. ser adulto é muito melhor
Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhorPastor Juscelino Freitas
 
As características do Obreiro Coluna na igreja
As características do Obreiro Coluna na igrejaAs características do Obreiro Coluna na igreja
As características do Obreiro Coluna na igrejaPastor Juscelino Freitas
 
Culto de ação de graça... juscelino e edilene
Culto de ação de graça... juscelino e edileneCulto de ação de graça... juscelino e edilene
Culto de ação de graça... juscelino e edilenePastor Juscelino Freitas
 

Mais de Pastor Juscelino Freitas (20)

O verdadeiro arrependimento
O verdadeiro arrependimentoO verdadeiro arrependimento
O verdadeiro arrependimento
 
Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhor
Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhorSer criança é bom de mais. ser adulto é muito melhor
Ser criança é bom de mais. ser adulto é muito melhor
 
Curso Lealdade e Deslealdade
Curso Lealdade e DeslealdadeCurso Lealdade e Deslealdade
Curso Lealdade e Deslealdade
 
Que é uma liderança
Que é uma liderançaQue é uma liderança
Que é uma liderança
 
As características do Obreiro Coluna na igreja
As características do Obreiro Coluna na igrejaAs características do Obreiro Coluna na igreja
As características do Obreiro Coluna na igreja
 
Conselhos simples para ser um Bom Obreiro
Conselhos simples para ser um Bom ObreiroConselhos simples para ser um Bom Obreiro
Conselhos simples para ser um Bom Obreiro
 
Psicologia pastoral
Psicologia pastoralPsicologia pastoral
Psicologia pastoral
 
Interpretação bíblica método oica
Interpretação bíblica   método oicaInterpretação bíblica   método oica
Interpretação bíblica método oica
 
As crises dentro da familia
As crises dentro da familiaAs crises dentro da familia
As crises dentro da familia
 
I seminário para jovens 2017
I seminário para jovens 2017I seminário para jovens 2017
I seminário para jovens 2017
 
Panorama do novo e antigo testamento
Panorama do novo e antigo testamentoPanorama do novo e antigo testamento
Panorama do novo e antigo testamento
 
Figuras de linguagem biblica
Figuras de linguagem biblicaFiguras de linguagem biblica
Figuras de linguagem biblica
 
Material composição da bíblia
Material composição da bíbliaMaterial composição da bíblia
Material composição da bíblia
 
Hermeneutica bíblica cópia
Hermeneutica bíblica   cópiaHermeneutica bíblica   cópia
Hermeneutica bíblica cópia
 
Como interpretar a bíblia
Como interpretar a bíbliaComo interpretar a bíblia
Como interpretar a bíblia
 
Culto de ação de graça... juscelino e edilene
Culto de ação de graça... juscelino e edileneCulto de ação de graça... juscelino e edilene
Culto de ação de graça... juscelino e edilene
 
Dia internacional da mulher
Dia internacional da mulherDia internacional da mulher
Dia internacional da mulher
 
Secretaria de missões
Secretaria de missõesSecretaria de missões
Secretaria de missões
 
O que é e o que não ebd
O que é e o que não ebdO que é e o que não ebd
O que é e o que não ebd
 
A importancia da ebd
A importancia da ebdA importancia da ebd
A importancia da ebd
 

Último

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarIedaGoethe
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Mary Alvarenga
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 

Último (20)

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 

Abraão obedece a Deus no Monte do Sacrifício

  • 1. A PROVISÃO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO Pr. Juscelino Freitas Email: juscelinofreitas799@gmail.com
  • 4. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Gn 22.1-3 1 — E aconteceu, depois destas coisas, que tentou Deus a Abraão e disse-lhe: Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. 2 — E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi. 3 — Então, se levantou Abraão pela manhã, de madrugada, e albardou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços e Isaque, seu filho; e fendeu lenha para o holocausto, e levantou-se, e foi ao lugar que Deus lhe dissera.
  • 5. INTRODUÇÃO Abraão enfrentou o maior desafio já proposto. Deus provou a fé de Abraão, bem como o seu amor e fidelidade. Ele não duvidou do poder de Deus. O Senhor pediu que Abraão sacrificasse o seu ÚNICO filho, o filho da promessa. Pela fé, ele obedeceu à ordem de Deus indo ao lugar do sacrifício com seu filho Isaque.
  • 6. 1. ABRAÃO É PROVADO. • Abraão faz parte da galeria dos heróis da fé; • Deus pediu a Abraão algo fora do comum; • Um dos maiores desafios já propostos. I – FÉ PARA SUBIR O MONTE DO SACRIFÍCIO
  • 7. 2. NO LIMITE DA CAPACIDADE HUMANA. • Abraão: linha tênue entre a fé e a loucura; • Deus não permite situações que não suportamos; • Abraão chegou ao máximo da sua capacidade. I – FÉ PARA SUBIR O MONTE DO SACRIFÍCIO
  • 8. 3. UM PEDIDO DIFÍCIL. • O pedido de Deus – impossível de ser atendido; • Deus pediu em holocausto, o seu ÚNICO filho; • Deus pedindo de volta o que havia dado? I – FÉ PARA SUBIR O MONTE DO SACRIFÍCIO
  • 9. 1. AMOR, OBEDIÊNCIA E FÉ NO MONTE DO SACRIFÍCIO. • Abraão amava Deus ou o seu filho? • Ele obedeceu mesmo sem entender o pedido; • Abraão, maduro, não vacilou na fé. II – PROVAÇÃO NO MONTE DO SACRIFÍCIO
  • 10. 2. O CLÍMAX DA PROVA. Três dias de viagem, Abraão e Isaque em silêncio; Os dois moços ficaram ao pé do monte; Abraão e Isaque subiram ao monte do sacrifício. II – PROVAÇÃO NO MONTE DO SACRIFÍCIO
  • 11. 3. O MOMENTO DECISIVO DA PROVA. O caminho da obediência pode parecer o mais difícil; Mas não é impossível. Deus age no momento certo; Isaque aceitou ser provado em favor do pai. II – PROVAÇÃO NO MONTE DO SACRIFÍCIO
  • 12. 1. O SACRIFÍCIO DO CORDEIRO DE DEUS • Deus proveu um cordeiro para substituir Isaque; • E enviou seu Filho para nos substituir na cruz; • Abraão não teve trabalho para “capturar” o cordeiro. III – JESUS, O CORDEIRO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
  • 13. 2. A RECONCILIAÇÃO MEDIANTE O SACRIFÍCIO. O sacrifico de Jesus nos reconciliou com Deus; Foi um sacrifício único e definitivo; Jesus, o Cordeiro, é o autor e consumador da nossa fé. III – JESUS, O CORDEIRO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
  • 14. 3. A JUSTIFICAÇÃO MEDIANTE O CORDEIRO DE DEUS. Jesus, o Cordeiro, assumiu o castigo que era nosso; Ele tomou sobre si a nossa condenação na cruz; Cristo cumpriu a nossa pena, justificando-nos. III – JESUS, O CORDEIRO DE DEUS NO MONTE DO SACRIFÍCIO
  • 15. Deus provê todas as nossas necessidades, em qualquer hora e lugar, desde que estejamos dispostos a reconhecer sua soberania e suprema vontade. Aprendamos com Abraão que é perfeitamente possível viver uma vida em consonância com as exigências divinas. CONCLUSÃO