SlideShare uma empresa Scribd logo
Lição 13 O Sacerdócio
Celestial
Objetivo Geral
Conscientizar de que Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote
Perfeito.
❷ Explicitar o Sacerdócio Universal da Igreja;
❶ Expor que o Sacerdócio Celestial tem um único
Sumo Sacerdote;
❸ Afirmar o Maior e mais Perfeito Tabernáculo.
11 - Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um
maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não
desta criação,
12 - nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue,
entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção.
13 - Porque, se o sangue dos touros e bodes e a cinza de uma novilha,
esparzida sobre os imundos, os santificam, quanto à purificação da
carne,
14 - quanto mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, se
ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará a vossa consciência
das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?
15 - E, por isso, é Mediador de um novo testamento, para que,
intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo
do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança
eterna.
Hebreus 9.11-15
1 - E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já o primeiro
céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.
2 - E eu, João, vi a Santa Cidade, a nova Jerusalém, que de
Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada
para o seu marido.
3 - E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o
tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles
habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará
com eles e será o seu Deus.
4 - E Deus limpará de seus olhos toda lágrima, e não haverá
mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor, porque já as
primeiras coisas são passadas.
Apocalipse 21.1-4
(Hebreus 7:26)
“Porque nos convinha um sumo
sacerdote como
este, santo, inculpável, sem
mácula, separado dos pecadores e
exaltado acima dos céus.”
Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote perfeito,
porque, sendo Ele a Oferta e o Ofertante,
garantiu-nos, no Calvário, uma salvação
eficaz e eterna.
Jesus Cristo é o
Sumo Sacerdote
Perfeito.
De tudo o que estudamos até a presente lição, podemos dizer
que o Tabernáculo de Israel é um tipo do “Tabernáculo Celestial”.
“O apóstolo Paulo escreveu que as festas, a dieta e os dias
sagrados são
“sombras das coisas futuras” (Cl 2.17).
O autor aos Hebreus reafirma que a lei era
“a sombra dos bens futuros e não a imagem
exata das coisas” (Hb 10.1).
De tudo o que
estudamos até
a presente
lição, podemos
dizer que o
Tabernáculo de
Israel é um tipo
do
“Tabernáculo
Celestial”
E, nesta lição, veremos que :
❶ Jesus é o Sumo
Sacerdote desse
Tabernáculo Celestial
❷ E Sua Igreja
é o sacerdócio
real.
1 – Cristo: o Sumo Sacerdote do Novo Testamento
I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo
Sacerdote
O ministério do NT mostra que, na Igreja, não há e não pode
haver uma classe sacerdotal exclusiva, como ocorre no
catolicismo romano.
1 – Cristo: o Sumo Sacerdote do Novo Testamento
“Santuário”
Ora, a palavra “sacerdote” não se aplica a nenhum
indivíduo, senão ao próprio Cristo ...
Na Nova
Aliança, Cristo
é o único
mediador entre
nós e o Pai
Celeste.
I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo
Sacerdote
“Santuário”“Santo dos Santos”
Segundo o ensino do Novo
Testamento, todo crente,
sem distinção, faz parte do
“sacerdócio real”
(1 Pe 2.9; Ap 1.6; 5.10)
Por meio de Jesus Cristo,
podemos oferecer
sacrifícios espirituais
(1 Tm 2.5; 1 Pe 2.5).
2 – O sacerdócio coletivo dos cristãos.
I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo
Sacerdote
Por outro lado,
“Santuário”
Acerca disso, o apóstolo Pedro escreveu os crentes
representam um corpo sacerdotal em Jesus Cristo. (1Pe 2.9)
2 – O sacerdócio coletivo dos cristãos.
I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo
Sacerdote
Em
Apocalipse,
o apóstolo
João retoma
esse mesmo
princípio:
“Aquele que nos ama, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados, e nos fez reis e
sacerdotes para Deus e seu Pai, a ele, poder e glória para todo o sempre. Amém”
(Ap 1.5,6).
3 – Jesus Cristo, o Sumo Sacerdote no céu.
“Santuário”“Santo dos Santos”
Este texto revela que Nosso
Senhor, o Sumo Sacerdote
perfeito, está à destra do
Pai, nos céus, e que, de
maneira singular e
verdadeira, ministra no
Tabernáculo Celestial.
I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo
Sacerdote
Atente, querido irmão, para o seguinte versículo: “Ora, a suma do
que temos dito é que temos um sumo sacerdote tal, que está
assentado nos céus à destra do trono da Majestade, ministro do
santuário e do verdadeiro tabernáculo, o qual o Senhor fundou, e
não o homem” (Hb 8.1,2).
3 – Jesus Cristo, o Sumo Sacerdote no céu.
“Santuário”“Santo dos Santos”
I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo
Sacerdote
Isso aconteceu porque
a sua obra foi completa
e perfeita. Por isso, Ele
é o nosso mediador,
advogado e intercessor.
Ele proveu para nós um
concerto melhor (Hb 8.6).
Jesus é o Sumo
Sacerdote do
Novo
Testamento, e os
cristãos são seus
sacerdotes.
II – O Sacerdócio Universal da Igreja
1 – Uma doutrina bíblica fundamentada na pedra que é
Cristo.
O sacerdócio
universal dos
crentes está
fundamentado
na pedra que é
Cristo Jesus,
nosso sumo
sacerdote.
A Pedra é Cristo (Is 28.16, Sl 118.22)
“Edificados sobre o fundamento dos
apóstolos e dos profetas, de que
Jesus Cristo é a principal pedra da
esquina;” Efésios 2:20
II – O Sacerdócio Universal da Igreja
1 – Uma doutrina bíblica fundamentada na pedra que é
Cristo.
Ao longo da Escritura, encontramos várias porções a respeito
da “pedra” que é Cristo (Is 28.16; Sl 118.22; Is 8.14).
No Novo Testamento, por exemplo, vemos tanto o apóstolo
Paulo quanto Pedro citarem Isaías 28.16. Ambos afirmam,
mediante o Espírito Santo, que Cristo é a “pedra”. Em
Efésios 2.20 está ratificado que Jesus Cristo é a
principal pedra da esquina. Assim, podemos afirmar
que o sacerdócio universal dos crentes, em primeiro lugar,
está fundamentado na pedra que é Cristo Jesus,
nosso Sumo Sacerdote.”
2 – Distinguindo “a pedra”, que é Cristo, de “pedras vivas”
que são os crentes.
E, chegando-vos
para ele, pedra
viva, reprovada, na
verdade, pelos
homens, mas para
com Deus eleita e
preciosa,
1 Pedro 2:4
Se Cristo é a principal pedra de esquina, os crentes são as
pedras vivas constituídas no grande edifício.
“...como pedras vivas,
sois edificados casa
espiritual e sacerdócio
santo, para oferecer
sacrifícios
espirituais ...”
1 Pedro 2:5
II – O Sacerdócio Universal da Igreja
Todos os membros da Igreja de Cristo são pedras vivas edificadas sobre
a Pedra Angular — Jesus, o Cordeiro de Deus.
2 – Distinguindo “a pedra”, que é Cristo, de “pedras vivas”
que são os crentes.
II – O Sacerdócio Universal da Igreja
Essa metáfora bíblica ilustra a doutrina fundamental do sacerdócio
universal dos crentes. Deus nos vê como sacerdotes, ministrando em
sua presença. Somos ministros de um templo espiritual. E cada “pedra
viva” constitui esse edifício. Por isso, você é chamado para ser um
sacerdote nestes dias difíceis. Essa escolha foi feita no Calvário,
mediante o sacrifício apresentado pelo Sumo Sacerdote Perfeito.
Portanto, os requisitos para a escolha desse ofício não estão
baseados na etnia ou em qualquer outra distinção humana; mas na
graça de Deus, por meio da fé em Cristo Jesus (Ef 2.8). Como
sacerdotes de Cristo, temos acesso ao trono da graça.”
O Sacerdócio
Universal da
Igreja é uma
doutrina bíblica
fundamental.
1 – O santuário terrestre.
No santuário terrestre, o Tabernáculo, as atividades
litúrgicas eram executadas em três lugares:
o Pátio (Átrio)
o Lugar Santo e
o Lugar Santíssimo.
O Pátio era descoberto,
Mas
o Lugar Santo e
o Lugar Santíssimo
achavam-se cobertos.
III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo
A mobília que compunha o Lugar Santo era constituída do
Castiçal de Ouro, da Mesa dos Pães da Proposição e do Altar
de Incenso.
Toda essa imagem tem
uma relação especial
com o ministério
sacerdotal de Jesus
Cristo no Santuário
Celestial.
(João 6.35; 17.1-26;
Hebreus 7.25).
1 – O santuário terrestre.
III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo
2 – O santuário celestial.
III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo
Esse santuário pode ser identificado com o Tabernáculo que
não foi feito por mãos humanas (Hb 9.11).
É o lugar onde Deus habitará com os homens para
sempre(Ap21.3).
2 – O santuário celestial.
Cristo Jesus garantiu-nos essa bênção quando, na
consumação de seu sacrifício, o véu do templo rasgou-se de
alto a baixo.
Assim, o
caminho para o
Tabernáculo
Celestial foi
aberto; nosso
acesso já está
garantido.
III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo
3 – O sacrifício perfeito de Cristo.
A Palavra de Deus mostra que o sacrifício de Jesus Cristo foi
suficiente e eterno (Hb 9.24).
Bastou um
único
sacrifício!
Diferentement
e do sacrifício
antigo, que
era parcial, o
de Cristo foi
definitivo e
perfeito.
III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo
Não era
preciso passar
repetidament
e pelo
Calvário para
garantir-nos a
redenção
eterna.
3 – O sacrifício perfeito de Cristo.
III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo
A Bíblia declara que Nosso Senhor, “na consumação dos
séculos, uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo
sacrifício de si mesmo” (Hb
9.26).
Que mensagem maravilhosa! Que palavra
consoladora!
O santuário
terrestre
apontava para o
celestial em que
o sacrifício de
Cristo é perfeito.
Uma vez que o Tabernáculo mosaico passou, temos
agora um santuário maior, um sacrifício suficiente e
uma salvação definitiva.
Na Aliança Antiga, as
pessoas comuns não
tinham acesso direto ao
Santo dos Santos;
Na Nova Aliança, qualquer pessoa, independente
de etnia ou classe, mediante Cristo Jesus, pode
entrar na presença de Deus pelo novo e vivo
caminho (Hb 10.20).
A quem se refere a palavra “sacerdote” no
Novo Testamento?
A palavra “sacerdote” não se aplica
a nenhum indivíduo, senão ao próprio Cristo,
que se constituiu Sumo Sacerdote
do povo redimido.
O que o texto de Hebreus 8.1,2 revela?
Ele revela que Nosso Senhor, o Sumo Sacerdote
perfeito, está à destra do Pai, nos céus, e que, de
maneira singular e verdadeira, ministra no
Tabernáculo Celestial.
De acordo com Paulo e Pedro quem é a pedra?
Ambos os apóstolos afirmam, mediante o
Espírito Santo, que Cristo é a “pedra”.
Se Cristo é a pedra de esquina, o que
são os crentes?
Se Cristo é a principal pedra de esquina, os crentes
são as pedras vivas constituídas no grande edifício
(1 Pe 2.4).
Foi preciso haver mais de um Calvário?
Justifique a sua resposta.
Não. A Palavra de Deus mostra que o sacrifício de
Jesus Cristo foi suficiente e eterno (Hb 9.24).
Lição 13 O SACERDÓCIO CELESTIAL
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
Marina de Morais
 
Lição 1 - A Igreja e o Plano Divino
Lição 1 - A Igreja e o Plano DivinoLição 1 - A Igreja e o Plano Divino
Lição 1 - A Igreja e o Plano Divino
Éder Tomé
 
Heresiologia
HeresiologiaHeresiologia
Heresiologia
Feitosa Lima
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
valmarques
 
2. o estado intermediario dos mortos
2. o estado intermediario dos mortos2. o estado intermediario dos mortos
2. o estado intermediario dos mortos
Moisés Sampaio
 
Estudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntiosEstudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntios
Vilmar Nascimento
 
Introdução ao estudo da teologia
Introdução ao estudo da teologiaIntrodução ao estudo da teologia
Introdução ao estudo da teologia
Francelia Carvalho Oliveira
 
Apocalipse 1
Apocalipse 1Apocalipse 1
Apocalipse 1
Elva Judy Nieri
 
Ceia do Senhor
Ceia do SenhorCeia do Senhor
Ceia do Senhor
Paulo Roberto
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Márcio Martins
 
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdfPalestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
Lázaro Marks
 
Lição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
Lição 6 - As Cortinas do TabernáculoLição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
Lição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
Éder Tomé
 
O poder da oração
O poder da oraçãoO poder da oração
O poder da oração
Daniel de Carvalho Luz
 
Evangelismo pessoal
Evangelismo pessoalEvangelismo pessoal
Evangelismo pessoal
Antonio Filho
 
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o PátioLição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Éder Tomé
 
Santificação
SantificaçãoSantificação
Santificação
Luan Almeida
 
Lição 08 - A Consagração do Sacerdote
Lição 08 - A Consagração do SacerdoteLição 08 - A Consagração do Sacerdote
Lição 08 - A Consagração do Sacerdote
Éder Tomé
 
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de DeusLição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Éder Tomé
 
Lição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na FéLição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na Fé
Éder Tomé
 
A Origem e História da Bíblia
A Origem e História da BíbliaA Origem e História da Bíblia
A Origem e História da Bíblia
Antonio Fernandes
 

Mais procurados (20)

2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
 
Lição 1 - A Igreja e o Plano Divino
Lição 1 - A Igreja e o Plano DivinoLição 1 - A Igreja e o Plano Divino
Lição 1 - A Igreja e o Plano Divino
 
Heresiologia
HeresiologiaHeresiologia
Heresiologia
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
2. o estado intermediario dos mortos
2. o estado intermediario dos mortos2. o estado intermediario dos mortos
2. o estado intermediario dos mortos
 
Estudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntiosEstudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntios
 
Introdução ao estudo da teologia
Introdução ao estudo da teologiaIntrodução ao estudo da teologia
Introdução ao estudo da teologia
 
Apocalipse 1
Apocalipse 1Apocalipse 1
Apocalipse 1
 
Ceia do Senhor
Ceia do SenhorCeia do Senhor
Ceia do Senhor
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
 
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdfPalestra Escatologia Bíblica.pdf
Palestra Escatologia Bíblica.pdf
 
Lição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
Lição 6 - As Cortinas do TabernáculoLição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
Lição 6 - As Cortinas do Tabernáculo
 
O poder da oração
O poder da oraçãoO poder da oração
O poder da oração
 
Evangelismo pessoal
Evangelismo pessoalEvangelismo pessoal
Evangelismo pessoal
 
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o PátioLição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
Lição 3 - Entrando no Tabernáculo: o Pátio
 
Santificação
SantificaçãoSantificação
Santificação
 
Lição 08 - A Consagração do Sacerdote
Lição 08 - A Consagração do SacerdoteLição 08 - A Consagração do Sacerdote
Lição 08 - A Consagração do Sacerdote
 
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de DeusLição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
 
Lição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na FéLição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na Fé
 
A Origem e História da Bíblia
A Origem e História da BíbliaA Origem e História da Bíblia
A Origem e História da Bíblia
 

Semelhante a Lição 13 O SACERDÓCIO CELESTIAL

Lição 13 - O Sacerdócio Celestial
Lição 13 - O Sacerdócio CelestialLição 13 - O Sacerdócio Celestial
Lição 13 - O Sacerdócio Celestial
Marina de Morais
 
Lição 13 - O Sacerdócio Celestial
Lição 13 - O Sacerdócio CelestialLição 13 - O Sacerdócio Celestial
Lição 13 - O Sacerdócio Celestial
Éder Tomé
 
Lição 9 hebreus
Lição 9   hebreusLição 9   hebreus
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptxLição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Celso Napoleon
 
Eucaristia
EucaristiaEucaristia
Eucaristia
Fábio Soares
 
A origem da Igreja-01.pptx
A origem da Igreja-01.pptxA origem da Igreja-01.pptx
A origem da Igreja-01.pptx
AMGAMES
 
Lição 3.pptx
Lição 3.pptxLição 3.pptx
Lição 3.pptx
IngridCarolinePontes1
 
Tese 10 eclesiologia
Tese 10 eclesiologiaTese 10 eclesiologia
Tese 10 eclesiologia
Zé Vitor Rabelo
 
Católicos
CatólicosCatólicos
Teologia da sacrosanctum concilium
Teologia da sacrosanctum conciliumTeologia da sacrosanctum concilium
Teologia da sacrosanctum concilium
Samuel Elanio
 
Jornal do Batismo
Jornal do BatismoJornal do Batismo
Jornal do Batismo
Alexandre Othon
 
01 paroquia imaculadocoracao
01 paroquia imaculadocoracao01 paroquia imaculadocoracao
01 paroquia imaculadocoracao
Juliana Felisberto Cardoso Silva
 
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptxFormação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
VivianeGomes635254
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Erberson Pinheiro
 
Dominum et Vivificantem
Dominum et VivificantemDominum et Vivificantem
Dominum et Vivificantem
Carlinhos Pregador
 
Quatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininosQuatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininos
Pastor Robson Colaço
 
Ao Nome de Jesus todo joelho se dobre !!
Ao Nome de Jesus todo joelho se dobre !!Ao Nome de Jesus todo joelho se dobre !!
Ao Nome de Jesus todo joelho se dobre !!
GRUPO DE ORAÇÃO ANJO RAFAEL
 
As últimas coisas: Jesus e os salvos_Lição da Escola Sabatina_original_com_te...
As últimas coisas: Jesus e os salvos_Lição da Escola Sabatina_original_com_te...As últimas coisas: Jesus e os salvos_Lição da Escola Sabatina_original_com_te...
As últimas coisas: Jesus e os salvos_Lição da Escola Sabatina_original_com_te...
Gerson G. Ramos
 
Lição 2 - A Atuação do Espírito Santo no Plano da Salvação (Windscreen)
Lição 2 - A Atuação do Espírito Santo no Plano da Salvação (Windscreen)Lição 2 - A Atuação do Espírito Santo no Plano da Salvação (Windscreen)
Lição 2 - A Atuação do Espírito Santo no Plano da Salvação (Windscreen)
Éder Tomé
 
010 efesios
010 efesios010 efesios
010 efesios
Diógenes Gimenes
 

Semelhante a Lição 13 O SACERDÓCIO CELESTIAL (20)

Lição 13 - O Sacerdócio Celestial
Lição 13 - O Sacerdócio CelestialLição 13 - O Sacerdócio Celestial
Lição 13 - O Sacerdócio Celestial
 
Lição 13 - O Sacerdócio Celestial
Lição 13 - O Sacerdócio CelestialLição 13 - O Sacerdócio Celestial
Lição 13 - O Sacerdócio Celestial
 
Lição 9 hebreus
Lição 9   hebreusLição 9   hebreus
Lição 9 hebreus
 
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptxLição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
 
Eucaristia
EucaristiaEucaristia
Eucaristia
 
A origem da Igreja-01.pptx
A origem da Igreja-01.pptxA origem da Igreja-01.pptx
A origem da Igreja-01.pptx
 
Lição 3.pptx
Lição 3.pptxLição 3.pptx
Lição 3.pptx
 
Tese 10 eclesiologia
Tese 10 eclesiologiaTese 10 eclesiologia
Tese 10 eclesiologia
 
Católicos
CatólicosCatólicos
Católicos
 
Teologia da sacrosanctum concilium
Teologia da sacrosanctum conciliumTeologia da sacrosanctum concilium
Teologia da sacrosanctum concilium
 
Jornal do Batismo
Jornal do BatismoJornal do Batismo
Jornal do Batismo
 
01 paroquia imaculadocoracao
01 paroquia imaculadocoracao01 paroquia imaculadocoracao
01 paroquia imaculadocoracao
 
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptxFormação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
 
Dominum et Vivificantem
Dominum et VivificantemDominum et Vivificantem
Dominum et Vivificantem
 
Quatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininosQuatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininos
 
Ao Nome de Jesus todo joelho se dobre !!
Ao Nome de Jesus todo joelho se dobre !!Ao Nome de Jesus todo joelho se dobre !!
Ao Nome de Jesus todo joelho se dobre !!
 
As últimas coisas: Jesus e os salvos_Lição da Escola Sabatina_original_com_te...
As últimas coisas: Jesus e os salvos_Lição da Escola Sabatina_original_com_te...As últimas coisas: Jesus e os salvos_Lição da Escola Sabatina_original_com_te...
As últimas coisas: Jesus e os salvos_Lição da Escola Sabatina_original_com_te...
 
Lição 2 - A Atuação do Espírito Santo no Plano da Salvação (Windscreen)
Lição 2 - A Atuação do Espírito Santo no Plano da Salvação (Windscreen)Lição 2 - A Atuação do Espírito Santo no Plano da Salvação (Windscreen)
Lição 2 - A Atuação do Espírito Santo no Plano da Salvação (Windscreen)
 
010 efesios
010 efesios010 efesios
010 efesios
 

Mais de Hamilton Souza

jogos de estafetas.pdf
jogos de estafetas.pdfjogos de estafetas.pdf
jogos de estafetas.pdf
Hamilton Souza
 
saude em movimento.ppt
saude em movimento.pptsaude em movimento.ppt
saude em movimento.ppt
Hamilton Souza
 
Lição 11: O HOMEM DO PECADO
Lição 11: O HOMEM DO PECADOLição 11: O HOMEM DO PECADO
Lição 11: O HOMEM DO PECADO
Hamilton Souza
 
Lição 10: SÓ O EVANGELHO MUDA A CULTURA HUMANA
Lição 10: SÓ O EVANGELHO MUDA A CULTURA HUMANALição 10: SÓ O EVANGELHO MUDA A CULTURA HUMANA
Lição 10: SÓ O EVANGELHO MUDA A CULTURA HUMANA
Hamilton Souza
 
Lição 9 - O Primeiro Projeto de Globalismo
Lição 9 - O Primeiro Projeto de GlobalismoLição 9 - O Primeiro Projeto de Globalismo
Lição 9 - O Primeiro Projeto de Globalismo
Hamilton Souza
 
Lição 8 - O Inicio da Civilização Humana
 Lição 8 - O Inicio da Civilização Humana Lição 8 - O Inicio da Civilização Humana
Lição 8 - O Inicio da Civilização Humana
Hamilton Souza
 
Lição 7 - A Queda do Ser Humano
Lição 7 - A Queda do Ser HumanoLição 7 - A Queda do Ser Humano
Lição 7 - A Queda do Ser Humano
Hamilton Souza
 
Lição 4 - Atributos do Ser Humano
Lição 4 - Atributos do Ser HumanoLição 4 - Atributos do Ser Humano
Lição 4 - Atributos do Ser Humano
Hamilton Souza
 
Lição 3: A NATUREZA DO SER HUMANO
Lição 3: A NATUREZA DO SER HUMANOLição 3: A NATUREZA DO SER HUMANO
Lição 3: A NATUREZA DO SER HUMANO
Hamilton Souza
 
Lição 2: A Criação de Eva, a Primeira Mulher
Lição 2: A Criação de Eva, a Primeira MulherLição 2: A Criação de Eva, a Primeira Mulher
Lição 2: A Criação de Eva, a Primeira Mulher
Hamilton Souza
 
Lição 1: ADÃO, O PRIMEIRO HOMEM
Lição 1: ADÃO, O PRIMEIRO HOMEMLição 1: ADÃO, O PRIMEIRO HOMEM
Lição 1: ADÃO, O PRIMEIRO HOMEM
Hamilton Souza
 
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
Hamilton Souza
 
Lição 13: A VELHICE DE DAVI
Lição 13: A VELHICE DE DAVI Lição 13: A VELHICE DE DAVI
Lição 13: A VELHICE DE DAVI
Hamilton Souza
 
Lição 12 - A Rebelião de Absalão
Lição 12 - A Rebelião de AbsalãoLição 12 - A Rebelião de Absalão
Lição 12 - A Rebelião de Absalão
Hamilton Souza
 
Lição 11 - As Consequências do Pecado de Davi
Lição 11 - As Consequências do Pecado de DaviLição 11 - As Consequências do Pecado de Davi
Lição 11 - As Consequências do Pecado de Davi
Hamilton Souza
 
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de DeusLição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
Hamilton Souza
 
LIÇÃO 9: O REINADO DE DAVI
LIÇÃO 9: O REINADO DE DAVILIÇÃO 9: O REINADO DE DAVI
LIÇÃO 9: O REINADO DE DAVI
Hamilton Souza
 
Lição 8 - O Exílio de Davi
Lição 8 - O Exílio de DaviLição 8 - O Exílio de Davi
Lição 8 - O Exílio de Davi
Hamilton Souza
 
Lição 7: DAVI É UNGIDO REI
Lição 7: DAVI É UNGIDO REILição 7: DAVI É UNGIDO REI
Lição 7: DAVI É UNGIDO REI
Hamilton Souza
 
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em IsraelLição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
Hamilton Souza
 

Mais de Hamilton Souza (20)

jogos de estafetas.pdf
jogos de estafetas.pdfjogos de estafetas.pdf
jogos de estafetas.pdf
 
saude em movimento.ppt
saude em movimento.pptsaude em movimento.ppt
saude em movimento.ppt
 
Lição 11: O HOMEM DO PECADO
Lição 11: O HOMEM DO PECADOLição 11: O HOMEM DO PECADO
Lição 11: O HOMEM DO PECADO
 
Lição 10: SÓ O EVANGELHO MUDA A CULTURA HUMANA
Lição 10: SÓ O EVANGELHO MUDA A CULTURA HUMANALição 10: SÓ O EVANGELHO MUDA A CULTURA HUMANA
Lição 10: SÓ O EVANGELHO MUDA A CULTURA HUMANA
 
Lição 9 - O Primeiro Projeto de Globalismo
Lição 9 - O Primeiro Projeto de GlobalismoLição 9 - O Primeiro Projeto de Globalismo
Lição 9 - O Primeiro Projeto de Globalismo
 
Lição 8 - O Inicio da Civilização Humana
 Lição 8 - O Inicio da Civilização Humana Lição 8 - O Inicio da Civilização Humana
Lição 8 - O Inicio da Civilização Humana
 
Lição 7 - A Queda do Ser Humano
Lição 7 - A Queda do Ser HumanoLição 7 - A Queda do Ser Humano
Lição 7 - A Queda do Ser Humano
 
Lição 4 - Atributos do Ser Humano
Lição 4 - Atributos do Ser HumanoLição 4 - Atributos do Ser Humano
Lição 4 - Atributos do Ser Humano
 
Lição 3: A NATUREZA DO SER HUMANO
Lição 3: A NATUREZA DO SER HUMANOLição 3: A NATUREZA DO SER HUMANO
Lição 3: A NATUREZA DO SER HUMANO
 
Lição 2: A Criação de Eva, a Primeira Mulher
Lição 2: A Criação de Eva, a Primeira MulherLição 2: A Criação de Eva, a Primeira Mulher
Lição 2: A Criação de Eva, a Primeira Mulher
 
Lição 1: ADÃO, O PRIMEIRO HOMEM
Lição 1: ADÃO, O PRIMEIRO HOMEMLição 1: ADÃO, O PRIMEIRO HOMEM
Lição 1: ADÃO, O PRIMEIRO HOMEM
 
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
 
Lição 13: A VELHICE DE DAVI
Lição 13: A VELHICE DE DAVI Lição 13: A VELHICE DE DAVI
Lição 13: A VELHICE DE DAVI
 
Lição 12 - A Rebelião de Absalão
Lição 12 - A Rebelião de AbsalãoLição 12 - A Rebelião de Absalão
Lição 12 - A Rebelião de Absalão
 
Lição 11 - As Consequências do Pecado de Davi
Lição 11 - As Consequências do Pecado de DaviLição 11 - As Consequências do Pecado de Davi
Lição 11 - As Consequências do Pecado de Davi
 
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de DeusLição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
 
LIÇÃO 9: O REINADO DE DAVI
LIÇÃO 9: O REINADO DE DAVILIÇÃO 9: O REINADO DE DAVI
LIÇÃO 9: O REINADO DE DAVI
 
Lição 8 - O Exílio de Davi
Lição 8 - O Exílio de DaviLição 8 - O Exílio de Davi
Lição 8 - O Exílio de Davi
 
Lição 7: DAVI É UNGIDO REI
Lição 7: DAVI É UNGIDO REILição 7: DAVI É UNGIDO REI
Lição 7: DAVI É UNGIDO REI
 
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em IsraelLição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
Lição 5 - A Instituição da Monarquia em Israel
 

Último

Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LucliaMartins5
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 

Lição 13 O SACERDÓCIO CELESTIAL

  • 1. Lição 13 O Sacerdócio Celestial
  • 2. Objetivo Geral Conscientizar de que Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote Perfeito. ❷ Explicitar o Sacerdócio Universal da Igreja; ❶ Expor que o Sacerdócio Celestial tem um único Sumo Sacerdote; ❸ Afirmar o Maior e mais Perfeito Tabernáculo.
  • 3. 11 - Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação, 12 - nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção. 13 - Porque, se o sangue dos touros e bodes e a cinza de uma novilha, esparzida sobre os imundos, os santificam, quanto à purificação da carne, 14 - quanto mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará a vossa consciência das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo? 15 - E, por isso, é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna. Hebreus 9.11-15
  • 4. 1 - E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. 2 - E eu, João, vi a Santa Cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido. 3 - E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles e será o seu Deus. 4 - E Deus limpará de seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor, porque já as primeiras coisas são passadas. Apocalipse 21.1-4
  • 5. (Hebreus 7:26) “Porque nos convinha um sumo sacerdote como este, santo, inculpável, sem mácula, separado dos pecadores e exaltado acima dos céus.” Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote perfeito, porque, sendo Ele a Oferta e o Ofertante, garantiu-nos, no Calvário, uma salvação eficaz e eterna.
  • 6. Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote Perfeito.
  • 7. De tudo o que estudamos até a presente lição, podemos dizer que o Tabernáculo de Israel é um tipo do “Tabernáculo Celestial”. “O apóstolo Paulo escreveu que as festas, a dieta e os dias sagrados são “sombras das coisas futuras” (Cl 2.17). O autor aos Hebreus reafirma que a lei era “a sombra dos bens futuros e não a imagem exata das coisas” (Hb 10.1). De tudo o que estudamos até a presente lição, podemos dizer que o Tabernáculo de Israel é um tipo do “Tabernáculo Celestial”
  • 8. E, nesta lição, veremos que : ❶ Jesus é o Sumo Sacerdote desse Tabernáculo Celestial ❷ E Sua Igreja é o sacerdócio real.
  • 9. 1 – Cristo: o Sumo Sacerdote do Novo Testamento I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo Sacerdote O ministério do NT mostra que, na Igreja, não há e não pode haver uma classe sacerdotal exclusiva, como ocorre no catolicismo romano.
  • 10. 1 – Cristo: o Sumo Sacerdote do Novo Testamento “Santuário” Ora, a palavra “sacerdote” não se aplica a nenhum indivíduo, senão ao próprio Cristo ... Na Nova Aliança, Cristo é o único mediador entre nós e o Pai Celeste. I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo Sacerdote
  • 11. “Santuário”“Santo dos Santos” Segundo o ensino do Novo Testamento, todo crente, sem distinção, faz parte do “sacerdócio real” (1 Pe 2.9; Ap 1.6; 5.10) Por meio de Jesus Cristo, podemos oferecer sacrifícios espirituais (1 Tm 2.5; 1 Pe 2.5). 2 – O sacerdócio coletivo dos cristãos. I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo Sacerdote Por outro lado,
  • 12. “Santuário” Acerca disso, o apóstolo Pedro escreveu os crentes representam um corpo sacerdotal em Jesus Cristo. (1Pe 2.9) 2 – O sacerdócio coletivo dos cristãos. I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo Sacerdote Em Apocalipse, o apóstolo João retoma esse mesmo princípio: “Aquele que nos ama, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados, e nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai, a ele, poder e glória para todo o sempre. Amém” (Ap 1.5,6).
  • 13. 3 – Jesus Cristo, o Sumo Sacerdote no céu. “Santuário”“Santo dos Santos” Este texto revela que Nosso Senhor, o Sumo Sacerdote perfeito, está à destra do Pai, nos céus, e que, de maneira singular e verdadeira, ministra no Tabernáculo Celestial. I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo Sacerdote Atente, querido irmão, para o seguinte versículo: “Ora, a suma do que temos dito é que temos um sumo sacerdote tal, que está assentado nos céus à destra do trono da Majestade, ministro do santuário e do verdadeiro tabernáculo, o qual o Senhor fundou, e não o homem” (Hb 8.1,2).
  • 14. 3 – Jesus Cristo, o Sumo Sacerdote no céu. “Santuário”“Santo dos Santos” I – O Sacerdócio Celestial tem um único Sumo Sacerdote Isso aconteceu porque a sua obra foi completa e perfeita. Por isso, Ele é o nosso mediador, advogado e intercessor. Ele proveu para nós um concerto melhor (Hb 8.6).
  • 15. Jesus é o Sumo Sacerdote do Novo Testamento, e os cristãos são seus sacerdotes.
  • 16. II – O Sacerdócio Universal da Igreja 1 – Uma doutrina bíblica fundamentada na pedra que é Cristo. O sacerdócio universal dos crentes está fundamentado na pedra que é Cristo Jesus, nosso sumo sacerdote. A Pedra é Cristo (Is 28.16, Sl 118.22) “Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;” Efésios 2:20
  • 17. II – O Sacerdócio Universal da Igreja 1 – Uma doutrina bíblica fundamentada na pedra que é Cristo. Ao longo da Escritura, encontramos várias porções a respeito da “pedra” que é Cristo (Is 28.16; Sl 118.22; Is 8.14). No Novo Testamento, por exemplo, vemos tanto o apóstolo Paulo quanto Pedro citarem Isaías 28.16. Ambos afirmam, mediante o Espírito Santo, que Cristo é a “pedra”. Em Efésios 2.20 está ratificado que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina. Assim, podemos afirmar que o sacerdócio universal dos crentes, em primeiro lugar, está fundamentado na pedra que é Cristo Jesus, nosso Sumo Sacerdote.”
  • 18. 2 – Distinguindo “a pedra”, que é Cristo, de “pedras vivas” que são os crentes. E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, 1 Pedro 2:4 Se Cristo é a principal pedra de esquina, os crentes são as pedras vivas constituídas no grande edifício. “...como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais ...” 1 Pedro 2:5 II – O Sacerdócio Universal da Igreja Todos os membros da Igreja de Cristo são pedras vivas edificadas sobre a Pedra Angular — Jesus, o Cordeiro de Deus.
  • 19. 2 – Distinguindo “a pedra”, que é Cristo, de “pedras vivas” que são os crentes. II – O Sacerdócio Universal da Igreja Essa metáfora bíblica ilustra a doutrina fundamental do sacerdócio universal dos crentes. Deus nos vê como sacerdotes, ministrando em sua presença. Somos ministros de um templo espiritual. E cada “pedra viva” constitui esse edifício. Por isso, você é chamado para ser um sacerdote nestes dias difíceis. Essa escolha foi feita no Calvário, mediante o sacrifício apresentado pelo Sumo Sacerdote Perfeito. Portanto, os requisitos para a escolha desse ofício não estão baseados na etnia ou em qualquer outra distinção humana; mas na graça de Deus, por meio da fé em Cristo Jesus (Ef 2.8). Como sacerdotes de Cristo, temos acesso ao trono da graça.”
  • 20. O Sacerdócio Universal da Igreja é uma doutrina bíblica fundamental.
  • 21. 1 – O santuário terrestre. No santuário terrestre, o Tabernáculo, as atividades litúrgicas eram executadas em três lugares: o Pátio (Átrio) o Lugar Santo e o Lugar Santíssimo. O Pátio era descoberto, Mas o Lugar Santo e o Lugar Santíssimo achavam-se cobertos. III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo
  • 22. A mobília que compunha o Lugar Santo era constituída do Castiçal de Ouro, da Mesa dos Pães da Proposição e do Altar de Incenso. Toda essa imagem tem uma relação especial com o ministério sacerdotal de Jesus Cristo no Santuário Celestial. (João 6.35; 17.1-26; Hebreus 7.25). 1 – O santuário terrestre. III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo
  • 23. 2 – O santuário celestial. III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo Esse santuário pode ser identificado com o Tabernáculo que não foi feito por mãos humanas (Hb 9.11). É o lugar onde Deus habitará com os homens para sempre(Ap21.3).
  • 24. 2 – O santuário celestial. Cristo Jesus garantiu-nos essa bênção quando, na consumação de seu sacrifício, o véu do templo rasgou-se de alto a baixo. Assim, o caminho para o Tabernáculo Celestial foi aberto; nosso acesso já está garantido. III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo
  • 25. 3 – O sacrifício perfeito de Cristo. A Palavra de Deus mostra que o sacrifício de Jesus Cristo foi suficiente e eterno (Hb 9.24). Bastou um único sacrifício! Diferentement e do sacrifício antigo, que era parcial, o de Cristo foi definitivo e perfeito. III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo Não era preciso passar repetidament e pelo Calvário para garantir-nos a redenção eterna.
  • 26. 3 – O sacrifício perfeito de Cristo. III – O Maior e mais Perfeito Tabernáculo A Bíblia declara que Nosso Senhor, “na consumação dos séculos, uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo” (Hb 9.26). Que mensagem maravilhosa! Que palavra consoladora!
  • 27. O santuário terrestre apontava para o celestial em que o sacrifício de Cristo é perfeito.
  • 28. Uma vez que o Tabernáculo mosaico passou, temos agora um santuário maior, um sacrifício suficiente e uma salvação definitiva. Na Aliança Antiga, as pessoas comuns não tinham acesso direto ao Santo dos Santos; Na Nova Aliança, qualquer pessoa, independente de etnia ou classe, mediante Cristo Jesus, pode entrar na presença de Deus pelo novo e vivo caminho (Hb 10.20).
  • 29. A quem se refere a palavra “sacerdote” no Novo Testamento? A palavra “sacerdote” não se aplica a nenhum indivíduo, senão ao próprio Cristo, que se constituiu Sumo Sacerdote do povo redimido.
  • 30. O que o texto de Hebreus 8.1,2 revela? Ele revela que Nosso Senhor, o Sumo Sacerdote perfeito, está à destra do Pai, nos céus, e que, de maneira singular e verdadeira, ministra no Tabernáculo Celestial.
  • 31. De acordo com Paulo e Pedro quem é a pedra? Ambos os apóstolos afirmam, mediante o Espírito Santo, que Cristo é a “pedra”.
  • 32. Se Cristo é a pedra de esquina, o que são os crentes? Se Cristo é a principal pedra de esquina, os crentes são as pedras vivas constituídas no grande edifício (1 Pe 2.4).
  • 33. Foi preciso haver mais de um Calvário? Justifique a sua resposta. Não. A Palavra de Deus mostra que o sacrifício de Jesus Cristo foi suficiente e eterno (Hb 9.24).
  • 35. Lição 1 - O que é Mordomia Cristã