SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
Durante a semana poderá haver atualizações de
conteúdo.
Favor retornar para verificar.
TEXTO DO DIA
"Seus filhos erijam,
crescem com o
trigo, saem, e nunca
mais tornam para
elas."
(Jó 39.4)
SÍNTESE
A ordem de deixar pai e
mãe não significa
desprezá-los, abandoná-
los, pois o dever de
honrá-los permanece
para sempre.
OBJETIVOS
• MOSTRAR que para a construção de uma nova
família, é imprescindível deixar pai e mãe;
• SABER que o afastamento em relação aos pais
deve acontecer nas dimensões geográfica,
psicológica e financeira;
• EXPLICAR o aparente conflito entre o
mandamento de honrar pai e mãe e o de deixá-
los para iniciar outro núcleo familiar.
LEITURA
BÍBLICA
Efésios 5.31-33
31. Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua
mulher; e serão dois numa carne.
32. Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da
igreja.
33. Assim também vós, cada um em particular ame a sua própria
mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.
Efésios 6.1-3
1. Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é
justo.
2. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com
promessa,
3. para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.
SUBSÍDIOS
SUBSÍDIOS 1
"O casamento bíblico começa 'deixando' (a fundação), é sustentado 'apegando-
se' (o processo) e resulta em uma carne (o resultado). Deixar implica em uma
transformação radical do básico e forte relacionamento pré-conjugal, entre o
homem e a mulher e seus respectivos pais, e, desta maneira, todos os demais
relacionamentos. A Bíblia não defende o abandono dos pais e parentes para se
casar (1 Tm 5.8), mas espera uma transformação radical no relacionamento
entre pais e filhos, de modo que uma nova unidade se forme, pelo casamento.
É importante que um casal recém-casado perceba que é de seu interesse
modificar o seu relacionamento com seus pais. A raiz de muitos maus
relacionamentos com os parentes do cônjuge frequentemente devem-se ao
fato de que os pais ou os filhos não são capazes de transformar o seu
relacionamento, [...], a fim de que se torne uma carne. [...] Um indivíduo não
pode se casar e se comportar como uma pessoa solteira, no que diz respeito à
administração do tempo, hábitos alimentares e associação com amigos e
parentes.
No entanto, a Bíblia se concentra no mais básico de todos os relacionamentos,
que é o de pai e filho, para enfatizar a necessidade de mudanças fundamentais,
que devem ocorrer no casamento" (ADEI, 2010, p. 110).
SUBSÍDIOS 2
"Deixará ('ãzabh) raiz primitiva; soltar, i. e., abandonar, permitir etc.: -
encomendar-se, entregar-se, deixar, abandonar, desamparar, ajudar,
retirar, mudar, dar de mão. Verbo derivado de duas raízes separadas. Na
Bíblia hebraica, a mais comum é 'ãzabhI, que significa partir, abandonar,
desamparar, soltar. A palavra pode ser usada para designar a partida
para um novo local (2 Rs 8. 6) ou para separar-se de outra pessoa (Gn
44.22 Rt 1.16).
Quando o pai de Zípora a encontrou sem Moisés, perguntou: 'Por que
deixastes o homem?' (Êx 2. 20). Um homem deve deixar os seus pais
para se casar (Gn 2. 24). Deixar na mão é uma expressão idiomática que
significa confiar (Gn 39. 6). A palavra também pode ter uma conotação
muito mais negativa. Os israelitas abandonaram suas cidades depois que
o exército fugiu (1 Sm 31.7) o sinal supremo de derrota (e
frequentemente do juízo de Deus) eram cidades abandonadas (Is 17.9; Jr
4.29; Sf 2.4). Os profetas conclamavam o povo para que abandonassem,
antes, os ídolos e o pecado (Is 55.7; Ez 20.8; 23.8)" (Bíblia de Estudo
Palavras-Chave Hebraico e Grego, CPAD, p. 1834).
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
• O primeiro mandamento de Deus para o homem
(não o maior mandamento) é que, antes de
casar, deve deixar seus pais (Gn 2.24).
• Quebra do forte elo que liga pais e filhos, para
poder surgir um novo ente social, a nova família.
• Alcance geográfico, psicológico e financeiro, não
significando o distanciamento entre pais e filhos,
mas colocando limites.
• O verbo está no imperativo: deixará!
I – O PRIMEIRO
MANDAMENTO
1. Requisito para a perfeita união
• Toda nova família deve ter características próprias
(identidade familiar própria), para ter uma união
perfeita.
• O novo casal terá novas experiências pessoais em
conjunto e deverão resolver seus próprios
problemas, sem interferências dos pais.
• O ideal é o casal ter sua própria habitação (Gn
12.1-3; Hb 11.9; Gn 24.67; 31.34)!
• Atenção e perigo: para os pais os filhos “nunca
crescem”.
• Por outro lado: filhos que preferem que tomem
decisões por eles.
2. Individuação
• A filosofia chama de individuação o fenômeno
através do qual um organismo se singulariza
dentro da espécie, sem abandonar as
características comuns dos seus pares.
• O novo casal deve participar dos eventos da
família, entretanto a singularização do ente
familiar que se formou é imperiosa.
• Não existem zebras com as mesmas listras, nem
leopardos com pintas iguais, nem seres
humanos que apresentem impressões digitais
idênticas.
• Da mesma forma, quando uma nova família
surge, ela precisa de um "DNA social" próprio.
3. Menção na Bíblia
• Na Bíblia, Deus fala de individuação em Jó 39,
mencionando como esse fenômeno acontece na
família das cabras monteses (vv. 1-4), “[...] nunca
mais tornam para elas".
• Até os filhos das cabras monteses precisam viver
sua própria história, colocando os ensinamentos
dos pais em prática.
• O certo é que, "à sombra" dos seus pais, elas
jamais poderiam cumprir integralmente o projeto
do Criador.
• Os descendentes caprinos procurarão suas
próprias montanhas para estabelecerem suas
famílias.
PENSE
Por que Deus
estabeleceu como
requisito para a
formação de uma
unidade nEle (marido
e mulher) a quebra de
outra unidade
perfeita (pais e
filhos)?
PONTO IMPORTANTE
Na família, os filhos devem
aprender com os pais, mas,
em tempo oportuno,
devem sair de casa para
ensinar também aos seus
próprios filhos. Esse é o
ciclo da vida.
II – ALCANCE DO
MANDAMENTO
1. Afastamento geográfico
• Toda família precisa de "espaço" para crescer.
• Tem pessoas que dizem: “eu me dou bem com
meus pais” ou “eu me dou bem com meu futuro
sogro e sogra” – “podemos morar juntos sem
problema”.
• Para se manter o bom relacionamento é preciso
o afastamento geográfico, pois de outra forma,
quando menos se espera, haverá interrupções
inconvenientes.
• Sem citar nomes, você conhece casais que
tiveram esse problema? Qual foi a experiência?
2. Afastamento psicológico
• Os pais não devem privar seus filhos dos eventuais
desafios psicológicos.
• É preciso que cada nova família adquira
individualidade, tomando suas próprias decisões.
• Por mais que "doa" ver os filhos passarem por certos
"percalços" no novo contexto familiar, se faz
necessário para o crescimento.
• Para o amadurecimento e desenvolvimento de
liderança se faz necessária a autonomia psicológica.
• O relacionamento se torna mais íntimo com a
vivência das dificuldades juntos. Até com Deus (Sl
46.1; Sl 121.5-6).
3. Afastamento financeiro
• A ordem de "deixar pai e mãe" também atinge a
parte financeira.
• Parâmetro do trinômio "necessidade-
possibilidade-proporcionalidade".
• Pais que se folgam solicitando aportes
financeiros mensais de filhos casados.
• Por outro lado, filhos casados que,
irresponsavelmente, querem viver à custa dos
pais.
• Os dois extremos estão errados e causam sérios
conflitos no lar.
• A independência financeira é salutar e saudável.
PENSE
Por que tantos pais
querem manter o
controle sobre o filho
após ele se casar?
Seria isso amor ou
egoísmo?
PONTO IMPORTANTE
Deixar o filho seguir seu próprio
caminho, para construir um
novo lar, como acontece com as
cabras monteses (Jó 39.4), é
sinal de amor.
Reter o que Deus liberou é
egoísmo!
III – CONFLITO
ENTRE
MANDAMENTOS
Há, na Bíblia, dois mandamentos que
aparentemente se contradizem:
deixar e também honrar pai e mãe.
1. Honrando pai e mãe
• Sejam bons ou maus, os pais devem ser
honrados incondicionalmente.
• Usar o bom senso nos problemas de
relacionamentos entre pais e o cônjuge.
• Será que o cônjuge deve ter sempre a
prioridade?
• Será que podemos aplicar o exemplo de Abraão
e Sara (Gn 21.12) para ouvir sempre a mulher,
como sugere o autor? Devemos generalizar?
• Deve-se honrar aos pais, mas também respeitar
o cônjuge. O ideal é usar o bem senso!
2. Deixando pai e mãe
• Enquanto estiverem em casa, os filhos deverão
ser totalmente obedientes aos pais, no Senhor.
• Quando se casarem, deverão continuar horando
pai e mãe, mas a prioridade é a unidade do novo
casal.
• As famílias cristãs devem ser exemplos de bom
relacionamentos familiares.
• Interessante: após falarem sobre o dever do
novo casal de deixar pai e mãe, Jesus e o
apóstolo Paulo acrescentam sempre o dever de
honrá-los (Mt 19.5,19; Mc 10.7,19 e Ef 5.31; 6.2),
ou seja, um mandamento não invalida o outro.
3. Filhos que podem morrer cedo
• O primeiro mandamento com promessa (vida
longa) é honrar pai e mãe, pois se dedicaram a
vida toda para dar o melhor possível aos filhos.
• quando os genitores não puderem mais cuidar
de si próprios, os filhos devem honrá-los e cuidar
com carinho deles. Fazendo assim, será feliz e
não guardará remorsos.
• Então Deus garante ao filho atencioso que viverá
muito, para poder cuidar de seus pais na velhice!
• O cristão não deve ser negligente com seus pais.
“O primeiro mandamento com promessa é
honrar pai e mãe, porque na primeira
infância os filhos ficam, diante de Deus,
com grande dívida com seus pais e o
momento propício para o pagamento é
quando os genitores não puderem mais
cuidar de si próprios” (LBJ CPAD).
PENSE
Quando o filho deixar os
pais para construir um
novo lar, pode esquecer
o que seus genitores
fizeram por ele durante
a vida?
PONTO IMPORTANTE
Sobre os filhos penderá,
sempre, o dever de honrar
os pais até o fim, entretanto
o dever de estarem em
submissão cessa com o
casamento do filho.
CONSIDERAÇÕES
FINAIS
Nesta lição aprendemos que:
1. Os pais e filhos que forem fiéis ao mandamento
mais antigo de Deus para a família - ao casar,
deixar pai e mãe - desfrutarão do ciclo da vida
familiar em conformidade com a vontade do
Criador.
2. O afastamento deve ser geográfico, psicológico
e financeiro.
3. Os filhos devem deixar os pais, mas continuar
os honrando, principalmente com amor e
cuidado quando idosos.
REFERÊNCIAS
ADEI, Stephen. Seja o Líder que Sua Família Precisa. Rio
de Janeiro: CPAD, 2010.
BENTHO, Esdras Costa. A Família no Antigo Testamento.
Rio de Janeiro: CPAD, 2011.
COLLINS, Gary. Aconselhamento cristão: século XXI. São
Paulo: Vida Nova, 2004.
COLSON, Charles; PEARCEY, Nancy. E Agora, como
Viveremos? 2.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2000.
GOMER, Ralph. Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos.
Rio de Janeiro: CPAD, 2002.
LIÇÕES BÍBLICAS JOVENS. Eu e minha casa: orientações
da Palavra de Deus para a família do século XXI. Reynaldo
Odilo (comentarista). Rio de Janeiro: 2016.
REFERÊNCIAS
LIMA, Elinaldo Renovato de. A Família Cristã e os
Ataques do Inimigo. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.
LUCADO, Max. Quebrando a Rotina. Rio de Janeiro:
CPAD, 2012.
ODILO, Reynaldo. Eu e minha casa: orientações da
Palavra de Deus para a família do século XXI. Rio de
Janeiro: 2016.
ROBERTS, Wes; WRIGTH, H. Norman. Antes do Sim. Rio
de Janeiro:CPAD, 2015.
SWINDOLL, Charles R. Vivendo Provérbios. Rio de
Janeiro: CPAD, 2013
WARREN, Meio Clark. Encontrando o Amor de Sua Vida.
Rio de Janeiro: CPAD, 2011.
Pr. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
Contatos:
natalino6612@gmail.com
(41) 8409 8094

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resolvendo áreas de conflito no casamento
Resolvendo áreas de conflito no casamentoResolvendo áreas de conflito no casamento
Resolvendo áreas de conflito no casamento
Michel Plattiny
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
Autonoma
 
Familia, criação de deus.
Familia, criação de deus.Familia, criação de deus.
Familia, criação de deus.
Josias Alixandre
 
As 12 colunas que sustentam um casamento
As 12 colunas que sustentam um casamentoAs 12 colunas que sustentam um casamento
As 12 colunas que sustentam um casamento
Willian Xavier
 
O relacionamento dos pais cristãos com os filhos
O relacionamento dos pais cristãos com os filhosO relacionamento dos pais cristãos com os filhos
O relacionamento dos pais cristãos com os filhos
Maria Da Penha Pereira
 
Melhorando o relacionamento conjugal
Melhorando o relacionamento conjugalMelhorando o relacionamento conjugal
Melhorando o relacionamento conjugal
Pr Ismael Carvalho
 
Namoro, noivado e s
Namoro, noivado e sNamoro, noivado e s
Namoro, noivado e s
FUNVIC
 

Mais procurados (20)

Resolvendo áreas de conflito no casamento
Resolvendo áreas de conflito no casamentoResolvendo áreas de conflito no casamento
Resolvendo áreas de conflito no casamento
 
Sete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidoSete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedido
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
 
Familia, criação de deus.
Familia, criação de deus.Familia, criação de deus.
Familia, criação de deus.
 
Lição 5 - Deixando Pai e Mãe
Lição 5 - Deixando Pai e MãeLição 5 - Deixando Pai e Mãe
Lição 5 - Deixando Pai e Mãe
 
Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família SaudávelPrincípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
 
Aliança conjugal - características.
Aliança conjugal - características.Aliança conjugal - características.
Aliança conjugal - características.
 
A familia cristã e os desafios na criação dos filhos
A familia cristã e os desafios na criação dos filhosA familia cristã e os desafios na criação dos filhos
A familia cristã e os desafios na criação dos filhos
 
7 inimigos da familia, influencias externas
7   inimigos da familia, influencias externas7   inimigos da familia, influencias externas
7 inimigos da familia, influencias externas
 
As 12 colunas que sustentam um casamento
As 12 colunas que sustentam um casamentoAs 12 colunas que sustentam um casamento
As 12 colunas que sustentam um casamento
 
LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIALBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA
 
Casamento vivendo uma aliança
Casamento   vivendo uma aliançaCasamento   vivendo uma aliança
Casamento vivendo uma aliança
 
Curso para casais 2015
Curso  para casais  2015Curso  para casais  2015
Curso para casais 2015
 
Sinais de alerta para o casal
Sinais de alerta para o casalSinais de alerta para o casal
Sinais de alerta para o casal
 
Imagem pessoal e Modestia crista
Imagem pessoal  e Modestia cristaImagem pessoal  e Modestia crista
Imagem pessoal e Modestia crista
 
O relacionamento dos pais cristãos com os filhos
O relacionamento dos pais cristãos com os filhosO relacionamento dos pais cristãos com os filhos
O relacionamento dos pais cristãos com os filhos
 
Encontro De Casais
Encontro De CasaisEncontro De Casais
Encontro De Casais
 
10 Lições para um casamento feliz [E-book]
10 Lições para um casamento feliz [E-book]10 Lições para um casamento feliz [E-book]
10 Lições para um casamento feliz [E-book]
 
Melhorando o relacionamento conjugal
Melhorando o relacionamento conjugalMelhorando o relacionamento conjugal
Melhorando o relacionamento conjugal
 
Namoro, noivado e s
Namoro, noivado e sNamoro, noivado e s
Namoro, noivado e s
 

Destaque

Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De TerceiroRelacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
Thiago de Almeida
 
Como o filho alegra o coração dos pais
Como o filho alegra o coração dos paisComo o filho alegra o coração dos pais
Como o filho alegra o coração dos pais
Vilmar Nascimento
 
Plano de aula slideshare
Plano de aula slidesharePlano de aula slideshare
Plano de aula slideshare
leneci
 
Amor
AmorAmor
Amor
Tiago
 

Destaque (20)

Lição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e MãeLição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e Mãe
 
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De TerceiroRelacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
 
Ser Feliz
Ser FelizSer Feliz
Ser Feliz
 
25 toques para ser feliz
25 toques para ser feliz25 toques para ser feliz
25 toques para ser feliz
 
Cultivar o Amor e o Melhor Caminho para Ser Feliz
Cultivar o Amor e o Melhor Caminho para Ser FelizCultivar o Amor e o Melhor Caminho para Ser Feliz
Cultivar o Amor e o Melhor Caminho para Ser Feliz
 
Filhos e más companhias
Filhos e más companhiasFilhos e más companhias
Filhos e más companhias
 
Eu quero mais é beijar na boca!
Eu quero mais é beijar na boca!Eu quero mais é beijar na boca!
Eu quero mais é beijar na boca!
 
Dia Do Beijo By Reynena
Dia Do Beijo By ReynenaDia Do Beijo By Reynena
Dia Do Beijo By Reynena
 
O beijo da vida
O  beijo da  vidaO  beijo da  vida
O beijo da vida
 
Como o filho alegra o coração dos pais
Como o filho alegra o coração dos paisComo o filho alegra o coração dos pais
Como o filho alegra o coração dos pais
 
Lição 1 O Valor dos Bons Conselhos
Lição 1   O Valor dos Bons ConselhosLição 1   O Valor dos Bons Conselhos
Lição 1 O Valor dos Bons Conselhos
 
Diferenças entre amor e paixão
Diferenças entre amor e paixãoDiferenças entre amor e paixão
Diferenças entre amor e paixão
 
Aula Guardando o coração
Aula   Guardando o coraçãoAula   Guardando o coração
Aula Guardando o coração
 
Lição 6ª Conselhos para casados e solteiros
Lição 6ª Conselhos para casados e solteirosLição 6ª Conselhos para casados e solteiros
Lição 6ª Conselhos para casados e solteiros
 
Eu disse adeus ao namoro
Eu disse adeus ao namoro   Eu disse adeus ao namoro
Eu disse adeus ao namoro
 
Plano de aula slideshare
Plano de aula slidesharePlano de aula slideshare
Plano de aula slideshare
 
Amizade
AmizadeAmizade
Amizade
 
Mereça ser feliz!
Mereça ser feliz!Mereça ser feliz!
Mereça ser feliz!
 
Amor
AmorAmor
Amor
 
Dia mundial do beijo rafaela martins
Dia mundial do beijo   rafaela martinsDia mundial do beijo   rafaela martins
Dia mundial do beijo rafaela martins
 

Semelhante a LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE

Boletim Maio 2012
Boletim Maio 2012Boletim Maio 2012
Boletim Maio 2012
willams
 
família estudo em guaira
família estudo em guairafamília estudo em guaira
família estudo em guaira
JonatasMLopes
 

Semelhante a LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE (20)

Licao 5 2o trim 2016 deixando pai e mae
Licao 5 2o trim 2016   deixando pai e maeLicao 5 2o trim 2016   deixando pai e mae
Licao 5 2o trim 2016 deixando pai e mae
 
LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE
LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃELBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE
LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE
 
LIÇÃO 7 - HONRARÁS PAI E MÃE
LIÇÃO 7 - HONRARÁS PAI E MÃELIÇÃO 7 - HONRARÁS PAI E MÃE
LIÇÃO 7 - HONRARÁS PAI E MÃE
 
4º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 024º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 02
 
4º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 024º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 02
 
O lar cristão
O lar cristãoO lar cristão
O lar cristão
 
Pregação Pr. Coty - Casamento
Pregação Pr. Coty - CasamentoPregação Pr. Coty - Casamento
Pregação Pr. Coty - Casamento
 
Boletim Maio 2012
Boletim Maio 2012Boletim Maio 2012
Boletim Maio 2012
 
família estudo em guaira
família estudo em guairafamília estudo em guaira
família estudo em guaira
 
Para os pais e para os filhos, conselhos do eterno
Para os pais e para os filhos, conselhos do eternoPara os pais e para os filhos, conselhos do eterno
Para os pais e para os filhos, conselhos do eterno
 
Licao 6 2o trim 2016 o papel do marido
Licao 6 2o trim 2016   o papel do maridoLicao 6 2o trim 2016   o papel do marido
Licao 6 2o trim 2016 o papel do marido
 
LBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIALBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 3 - AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS NA FAMÍLIA
 
11 a arte de pemancer casados
11  a arte de pemancer casados11  a arte de pemancer casados
11 a arte de pemancer casados
 
As bases do casamento cristão
As bases do casamento cristãoAs bases do casamento cristão
As bases do casamento cristão
 
LBJ LIÇÃO 6 - O PAPEL DO MARIDO NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 6 - O PAPEL DO MARIDO NA FAMÍLIALBJ LIÇÃO 6 - O PAPEL DO MARIDO NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 6 - O PAPEL DO MARIDO NA FAMÍLIA
 
Lição 3 - As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 3 - As Diferentes Mudanças Sociais da FamíliaLição 3 - As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 3 - As Diferentes Mudanças Sociais da Família
 
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em famíliaLição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em família
 
4 21 15 06 15 casamento
4 21 15 06 15 casamento4 21 15 06 15 casamento
4 21 15 06 15 casamento
 
LBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES
LBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARESLBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES
LBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES
 
Reconhecendo a paternidade de deus
Reconhecendo a paternidade de deusReconhecendo a paternidade de deus
Reconhecendo a paternidade de deus
 

Mais de Natalino das Neves Neves

Mais de Natalino das Neves Neves (20)

LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOLIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOSLIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
LIÇÃO 9 - PAULO CENSURA A CONTENDA ENTRE IRMÃOS
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 7 – É DEUS QUE DÁ O CRESCIMENTO
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PRELEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOSPROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
PROJEÇÃO_LIÇÃO 6 - A IMATURIDADE ESPIRITUAL DOS CORÍNTIOS
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULOPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 5 - O CARÁTER DA PREGAÇÃO DE PAULO
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PROJEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINAPRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
PRELEÇÃO_JOVENS_LIÇÃO 4 - A SABEDORIA DIVINA
 
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na IgrejaPROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
PROJEÇÃO_JOVENS_LIção 3 - Divisões na Igreja
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na IgrejaPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 3 - Divisões na Igreja
 
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoPreleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Preleção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
2021 2 tri_lbj_licao_1_prelecao
 

Último

472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 

Último (20)

472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 

LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE

  • 1.
  • 2.
  • 3. Durante a semana poderá haver atualizações de conteúdo. Favor retornar para verificar.
  • 4. TEXTO DO DIA "Seus filhos erijam, crescem com o trigo, saem, e nunca mais tornam para elas." (Jó 39.4)
  • 5. SÍNTESE A ordem de deixar pai e mãe não significa desprezá-los, abandoná- los, pois o dever de honrá-los permanece para sempre.
  • 7. • MOSTRAR que para a construção de uma nova família, é imprescindível deixar pai e mãe; • SABER que o afastamento em relação aos pais deve acontecer nas dimensões geográfica, psicológica e financeira; • EXPLICAR o aparente conflito entre o mandamento de honrar pai e mãe e o de deixá- los para iniciar outro núcleo familiar.
  • 9. Efésios 5.31-33 31. Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e serão dois numa carne. 32. Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja. 33. Assim também vós, cada um em particular ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido. Efésios 6.1-3 1. Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. 2. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, 3. para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.
  • 11. SUBSÍDIOS 1 "O casamento bíblico começa 'deixando' (a fundação), é sustentado 'apegando- se' (o processo) e resulta em uma carne (o resultado). Deixar implica em uma transformação radical do básico e forte relacionamento pré-conjugal, entre o homem e a mulher e seus respectivos pais, e, desta maneira, todos os demais relacionamentos. A Bíblia não defende o abandono dos pais e parentes para se casar (1 Tm 5.8), mas espera uma transformação radical no relacionamento entre pais e filhos, de modo que uma nova unidade se forme, pelo casamento. É importante que um casal recém-casado perceba que é de seu interesse modificar o seu relacionamento com seus pais. A raiz de muitos maus relacionamentos com os parentes do cônjuge frequentemente devem-se ao fato de que os pais ou os filhos não são capazes de transformar o seu relacionamento, [...], a fim de que se torne uma carne. [...] Um indivíduo não pode se casar e se comportar como uma pessoa solteira, no que diz respeito à administração do tempo, hábitos alimentares e associação com amigos e parentes. No entanto, a Bíblia se concentra no mais básico de todos os relacionamentos, que é o de pai e filho, para enfatizar a necessidade de mudanças fundamentais, que devem ocorrer no casamento" (ADEI, 2010, p. 110).
  • 12. SUBSÍDIOS 2 "Deixará ('ãzabh) raiz primitiva; soltar, i. e., abandonar, permitir etc.: - encomendar-se, entregar-se, deixar, abandonar, desamparar, ajudar, retirar, mudar, dar de mão. Verbo derivado de duas raízes separadas. Na Bíblia hebraica, a mais comum é 'ãzabhI, que significa partir, abandonar, desamparar, soltar. A palavra pode ser usada para designar a partida para um novo local (2 Rs 8. 6) ou para separar-se de outra pessoa (Gn 44.22 Rt 1.16). Quando o pai de Zípora a encontrou sem Moisés, perguntou: 'Por que deixastes o homem?' (Êx 2. 20). Um homem deve deixar os seus pais para se casar (Gn 2. 24). Deixar na mão é uma expressão idiomática que significa confiar (Gn 39. 6). A palavra também pode ter uma conotação muito mais negativa. Os israelitas abandonaram suas cidades depois que o exército fugiu (1 Sm 31.7) o sinal supremo de derrota (e frequentemente do juízo de Deus) eram cidades abandonadas (Is 17.9; Jr 4.29; Sf 2.4). Os profetas conclamavam o povo para que abandonassem, antes, os ídolos e o pecado (Is 55.7; Ez 20.8; 23.8)" (Bíblia de Estudo Palavras-Chave Hebraico e Grego, CPAD, p. 1834).
  • 14. INTRODUÇÃO • O primeiro mandamento de Deus para o homem (não o maior mandamento) é que, antes de casar, deve deixar seus pais (Gn 2.24). • Quebra do forte elo que liga pais e filhos, para poder surgir um novo ente social, a nova família. • Alcance geográfico, psicológico e financeiro, não significando o distanciamento entre pais e filhos, mas colocando limites. • O verbo está no imperativo: deixará!
  • 15. I – O PRIMEIRO MANDAMENTO
  • 16. 1. Requisito para a perfeita união • Toda nova família deve ter características próprias (identidade familiar própria), para ter uma união perfeita. • O novo casal terá novas experiências pessoais em conjunto e deverão resolver seus próprios problemas, sem interferências dos pais. • O ideal é o casal ter sua própria habitação (Gn 12.1-3; Hb 11.9; Gn 24.67; 31.34)! • Atenção e perigo: para os pais os filhos “nunca crescem”. • Por outro lado: filhos que preferem que tomem decisões por eles.
  • 17. 2. Individuação • A filosofia chama de individuação o fenômeno através do qual um organismo se singulariza dentro da espécie, sem abandonar as características comuns dos seus pares. • O novo casal deve participar dos eventos da família, entretanto a singularização do ente familiar que se formou é imperiosa. • Não existem zebras com as mesmas listras, nem leopardos com pintas iguais, nem seres humanos que apresentem impressões digitais idênticas. • Da mesma forma, quando uma nova família surge, ela precisa de um "DNA social" próprio.
  • 18. 3. Menção na Bíblia • Na Bíblia, Deus fala de individuação em Jó 39, mencionando como esse fenômeno acontece na família das cabras monteses (vv. 1-4), “[...] nunca mais tornam para elas". • Até os filhos das cabras monteses precisam viver sua própria história, colocando os ensinamentos dos pais em prática. • O certo é que, "à sombra" dos seus pais, elas jamais poderiam cumprir integralmente o projeto do Criador. • Os descendentes caprinos procurarão suas próprias montanhas para estabelecerem suas famílias.
  • 19. PENSE Por que Deus estabeleceu como requisito para a formação de uma unidade nEle (marido e mulher) a quebra de outra unidade perfeita (pais e filhos)?
  • 20. PONTO IMPORTANTE Na família, os filhos devem aprender com os pais, mas, em tempo oportuno, devem sair de casa para ensinar também aos seus próprios filhos. Esse é o ciclo da vida.
  • 21. II – ALCANCE DO MANDAMENTO
  • 22. 1. Afastamento geográfico • Toda família precisa de "espaço" para crescer. • Tem pessoas que dizem: “eu me dou bem com meus pais” ou “eu me dou bem com meu futuro sogro e sogra” – “podemos morar juntos sem problema”. • Para se manter o bom relacionamento é preciso o afastamento geográfico, pois de outra forma, quando menos se espera, haverá interrupções inconvenientes. • Sem citar nomes, você conhece casais que tiveram esse problema? Qual foi a experiência?
  • 23. 2. Afastamento psicológico • Os pais não devem privar seus filhos dos eventuais desafios psicológicos. • É preciso que cada nova família adquira individualidade, tomando suas próprias decisões. • Por mais que "doa" ver os filhos passarem por certos "percalços" no novo contexto familiar, se faz necessário para o crescimento. • Para o amadurecimento e desenvolvimento de liderança se faz necessária a autonomia psicológica. • O relacionamento se torna mais íntimo com a vivência das dificuldades juntos. Até com Deus (Sl 46.1; Sl 121.5-6).
  • 24. 3. Afastamento financeiro • A ordem de "deixar pai e mãe" também atinge a parte financeira. • Parâmetro do trinômio "necessidade- possibilidade-proporcionalidade". • Pais que se folgam solicitando aportes financeiros mensais de filhos casados. • Por outro lado, filhos casados que, irresponsavelmente, querem viver à custa dos pais. • Os dois extremos estão errados e causam sérios conflitos no lar. • A independência financeira é salutar e saudável.
  • 25. PENSE Por que tantos pais querem manter o controle sobre o filho após ele se casar? Seria isso amor ou egoísmo?
  • 26. PONTO IMPORTANTE Deixar o filho seguir seu próprio caminho, para construir um novo lar, como acontece com as cabras monteses (Jó 39.4), é sinal de amor. Reter o que Deus liberou é egoísmo!
  • 28. Há, na Bíblia, dois mandamentos que aparentemente se contradizem: deixar e também honrar pai e mãe.
  • 29. 1. Honrando pai e mãe • Sejam bons ou maus, os pais devem ser honrados incondicionalmente. • Usar o bom senso nos problemas de relacionamentos entre pais e o cônjuge. • Será que o cônjuge deve ter sempre a prioridade? • Será que podemos aplicar o exemplo de Abraão e Sara (Gn 21.12) para ouvir sempre a mulher, como sugere o autor? Devemos generalizar? • Deve-se honrar aos pais, mas também respeitar o cônjuge. O ideal é usar o bem senso!
  • 30. 2. Deixando pai e mãe • Enquanto estiverem em casa, os filhos deverão ser totalmente obedientes aos pais, no Senhor. • Quando se casarem, deverão continuar horando pai e mãe, mas a prioridade é a unidade do novo casal. • As famílias cristãs devem ser exemplos de bom relacionamentos familiares. • Interessante: após falarem sobre o dever do novo casal de deixar pai e mãe, Jesus e o apóstolo Paulo acrescentam sempre o dever de honrá-los (Mt 19.5,19; Mc 10.7,19 e Ef 5.31; 6.2), ou seja, um mandamento não invalida o outro.
  • 31. 3. Filhos que podem morrer cedo • O primeiro mandamento com promessa (vida longa) é honrar pai e mãe, pois se dedicaram a vida toda para dar o melhor possível aos filhos. • quando os genitores não puderem mais cuidar de si próprios, os filhos devem honrá-los e cuidar com carinho deles. Fazendo assim, será feliz e não guardará remorsos. • Então Deus garante ao filho atencioso que viverá muito, para poder cuidar de seus pais na velhice! • O cristão não deve ser negligente com seus pais.
  • 32. “O primeiro mandamento com promessa é honrar pai e mãe, porque na primeira infância os filhos ficam, diante de Deus, com grande dívida com seus pais e o momento propício para o pagamento é quando os genitores não puderem mais cuidar de si próprios” (LBJ CPAD).
  • 33. PENSE Quando o filho deixar os pais para construir um novo lar, pode esquecer o que seus genitores fizeram por ele durante a vida?
  • 34. PONTO IMPORTANTE Sobre os filhos penderá, sempre, o dever de honrar os pais até o fim, entretanto o dever de estarem em submissão cessa com o casamento do filho.
  • 36. Nesta lição aprendemos que: 1. Os pais e filhos que forem fiéis ao mandamento mais antigo de Deus para a família - ao casar, deixar pai e mãe - desfrutarão do ciclo da vida familiar em conformidade com a vontade do Criador. 2. O afastamento deve ser geográfico, psicológico e financeiro. 3. Os filhos devem deixar os pais, mas continuar os honrando, principalmente com amor e cuidado quando idosos.
  • 37. REFERÊNCIAS ADEI, Stephen. Seja o Líder que Sua Família Precisa. Rio de Janeiro: CPAD, 2010. BENTHO, Esdras Costa. A Família no Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2011. COLLINS, Gary. Aconselhamento cristão: século XXI. São Paulo: Vida Nova, 2004. COLSON, Charles; PEARCEY, Nancy. E Agora, como Viveremos? 2.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2000. GOMER, Ralph. Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos. Rio de Janeiro: CPAD, 2002. LIÇÕES BÍBLICAS JOVENS. Eu e minha casa: orientações da Palavra de Deus para a família do século XXI. Reynaldo Odilo (comentarista). Rio de Janeiro: 2016.
  • 38. REFERÊNCIAS LIMA, Elinaldo Renovato de. A Família Cristã e os Ataques do Inimigo. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. LUCADO, Max. Quebrando a Rotina. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. ODILO, Reynaldo. Eu e minha casa: orientações da Palavra de Deus para a família do século XXI. Rio de Janeiro: 2016. ROBERTS, Wes; WRIGTH, H. Norman. Antes do Sim. Rio de Janeiro:CPAD, 2015. SWINDOLL, Charles R. Vivendo Provérbios. Rio de Janeiro: CPAD, 2013 WARREN, Meio Clark. Encontrando o Amor de Sua Vida. Rio de Janeiro: CPAD, 2011.
  • 39. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Contatos: natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094