SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
EU E MINHA CASA
SERVIREMOS AO
SENHOR2º Trimestre de
2013
Lição 13
Pr. Moisés Sampaio de Paula
TEXTO ÁUREO
2Pr. Moisés Sampaio de Paula
"Porém, se vos parece mal aos vossos olhos
servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais:
se os deuses a quem serviram vossos pais, que
estavam dalém do rio, ou os deuses dos
amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a
minha casa serviremos ao SENHOR"
(Js 24.15).
VERDADE PRÁTICA
3Pr. Moisés Sampaio de Paula
Com a graça de Deus, a família cristã
vencerá os desafios da vida.
OBJETIVOS
• Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
• Conhecer o exemplo de Noé.
• Imitar a decisão de Josué.
• Compreender a fidelidade dos recabitas.
4Pr. Moisés Sampaio de Paula
Pense Nisso!
• Noé , Josué e os
Recabitas viveram numa
sociedade oposta aos
princípios de sua fé e
nem por isso deixaram de
se posicionar contra as
imoralidades daquela
época. É assim que
devemos nos comportar
diante de uma sociedade
corrupta.
Pr. Moisés Sampaio de Paula 5
Palavra chave: Casa
6Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. O EXEMPLO DECISIVO E CORAJOSO DE NOÉ
1. Noé andou com Deus.
2. Vivendo numa sociedade corrompida.
3. A salvação de Noé e sua família.
II. JOSUÉ - UMA DECISãO EXEMPLAR
1. A firme tomada de posição.
2. O perigo da omissão dos pais.
III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
1. Uma família exemplar.
2. Um exemplo de fidelidade.
Esboço da Lição
7Pr. Moisés Sampaio de Paula
• Neste trimestre estudamos os diversos males que
têm assolado a família e vimos também que Deus
é a única resposta. Por isso, devemos ter o
Senhor Jesus como o esteio e o centro de nosso
lar.
1. Se orarmos,
2. jejuarmos,
3. lermos a Bíblia e
4. fizermos o culto doméstico,
5. Frequentemos assiduamente a igreja e
6. não faltemos à Escola Dominical.
• Teremos condições de lutar contra as forças do
mal e vencê-las em nome de Jesus. A família
que fielmente serve ao Senhor jamais será
destruída.
8Pr. Moisés Sampaio de Paula
INTRODUÇÃO
Pense nisso!
• Vigiemos e oremos em
todo o tempo, para que
a nossa casa não seja
alcançada pelas águas
do dilúvio moral que
encobre o presente
século. Digamos, pois,
ousadamente: "Eu e a
minha casa serviremos
ao Senhor. Pr. Moisés Sampaio de Paula 9
POSICIONAMENTOS EM TEMPOS
DE CRISE
• NOÉ
• Ele andou com Deus. Viveu numa
sociedade absolutamente
corrompida. Esta era marcada por
uma imoralidade incontrolável. Ali,
não havia temor a Deus. Mesmo
assim Noé não hesitou em tomar a
decisão de fazer a arca e anunciar o
juízo de Deus para aquela sociedade.
Pela decisão de entrarem na Arca, o
Senhor livrou Noé e sua família do
juízo..
Pr. Moisés Sampaio de Paula 10
I. O EXEMPLO DECISIVO E
CORAJOSO DE NOÉ
11Pr. Moisés Sampaio de Paula
Noé andou com Deus
mesmo numa sociedade
corrompida. Sua decisão
e coragem é um
exemplo para nós.
1. Noé andou com Deus.
2. Vivendo numa sociedade corrompida.
3. A salvação de Noé e sua família.
• A vida de Noé revela as qualidades
indispensáveis de um servo de Deus:
"varão justo", "reto em suas gerações" e
que "andava com Deus" (Gn 6.9). Por isso
mesmo, o patriarca "achou graça aos olhos
do Senhor" (Gn 6.8). todas essas
características revelaram-se intensa e
visivelmente na vida de Noé em meio a
uma sociedade perversa, violenta, imoral e
inimiga do Santíssimo Deus. Opatriarca é
um exemplo para os pais de família destes
últimos dias.
12Pr. Moisés Sampaio de Paula
1. Noé andou com Deus.
I. O EXEMPLO DECISIVO E
CORAJOSO DE NOÉ
• A época de Noé foi marcada por uma
imoralidade incontrolável e por uma
ausência completa de temor a Deus (Gn
6.11,12). Não poderia haver mundo pior.
Quando analisamos a chamada sociedade
pós-moderna, depressa concluímos: não
há diferença entre o nosso século e o
século no qual vivia o santo patriarca. Eis
aí um dos mais fortes prenúncios da
iminente volta de Jesus (Mt 24.37,39).
• Portanto, que o exemplo de Noé nos
inspire a confiar em Deus e a agir como
Ele requer de todos os seus filhos. É hora
de lutar por nossas famílias, a fim de
que Satanás não as destrua. 13Pr. Moisés Sampaio de Paula
2. Vivendo numa sociedade corrompida.
I. O EXEMPLO DECISIVO E
CORAJOSO DE NOÉ
• No mundo antigo, apenas Noé e a sua
família escaparam do cataclismo que
devastou a terra (Gn 7.1). A fé de Noé
estendeu-se aos seus filhos, estes creram
em Deus e foram salvos do dilúvio. Não
havia nada que pudesse salvá-los, a não
ser a firme decisão de dizer "sim" ao
Senhor. Somente a graça de Deus, que
alcançou o patriarca e a sua casa, pode
salvar o nosso lar da destruição moral e
espiritual de nossos dias
14Pr. Moisés Sampaio de Paula
3. A salvação de Noé e sua família.
I. O EXEMPLO DECISIVO E
CORAJOSO DE NOÉ
Uma Pergunta
Caro professor, como foi exercício
magisterial deste semestre que
passou?
Pr. Moisés Sampaio de Paula 15
POSICIONAMENTOS EM TEMPOS
DE CRISE
• JOSUÉ
• Canaã estava num tempo de
lassidão moral e idolatria.
Naturalmente, o povo de Deus foi
influenciado por este contexto de
trevas. Mas Josué não deixou de se
posicionar e, categoricamente,
afirmou: “se vos parece mal aos
vossos olhos servir ao Senhor,
escolhei hoje a quem sirvais: [...];
porém eu e a minha casa serviremos
ao Senhor”.
Pr. Moisés Sampaio de Paula 16
II. JOSUÉ - UMA DECISãO
EXEMPLAR
17Pr. Moisés Sampaio de Paula
O patriarca Josué não se
omitiu diante da idolatria
que ameaçara as tribos
israelitas. Ele tomou uma
firme decisão juntamente
com a sua família: servir ao
Senhor.
1. A firme tomada de posição.
2. O perigo da omissão dos pais.
• Há muitos lares que, apesar de serem conhecidos
como cristãos, não mais servem a Cristo.
1. Os pais já abdicaram de suas responsabilidades
quanto à formação espiritual, moral e ética de
seus filhos.
2. Não mais os educam com amor e firmeza; não
lhes impõem qualquer limite.
3. E o que dizer da violência doméstica? Não
podemos confundir disciplina com truculência e
brutalidade, pois a esse respeito a Palavra de Deus
é bastante clara: "E vós, pais, não provoqueis a ira
a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e
admoestação do Senhor" (Ef 6.4).
18Pr. Moisés Sampaio de Paula
1. A firme tomada de posição.
II. JOSUÉ - UMA DECISãO
EXEMPLAR
Ruínas de Jericó
• A Palavra de Deus recomenda aos pais
que criem os seus filhos "na doutrina e
admoestação do Senhor" (Ef 6.4b). Isso
significa que não podemos nos omitir.
• Veja mais uma vez o exemplo de Josué. Ele
não se omitiu, mas levou toda a sua casa a
servir somente a Deus (Js 24.15).
• De igual modo, devemos educar nossos
filhos. Essa decisão tem de ser prioritária
em nossa vida. Assim agiu Josué, porque
ele sabia que, doutra forma, não haveria
esperança para o seu lar.
19Pr. Moisés Sampaio de Paula
2. O perigo da omissão dos pais.
II. JOSUÉ - UMA DECISãO
EXEMPLAR
Uma Pergunta
Como professor, os objetivos foram
cumpridos?
Pr. Moisés Sampaio de Paula 20
POSICIONAMENTOS EM TEMPOS
DE CRISE
• RECABITAS
• A sociedade judaica estava corrompida e
carregada de vícios. Indignidade e
infidelidade eram características dela.
Nesse contexto é que o profeta Jeremias
apresenta os Recabitas. Estes compunham
uma tribo nômade que havia recebido do
seu ancestral os princípios da lei do
Senhor. Passaram-se duzentos anos e os
recabitas não se dobraram à indignidade
daquele tempo. Eles honraram ao Senhor
e aos seus ancestrais.
Pr. Moisés Sampaio de Paula 21
III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
22Pr. Moisés Sampaio de Paula
Os recabitas são um
exemplo de fidelidade
aos princípios ensinados
pelo seu ancestral,
Recabe.
1. Uma família exemplar.
2. Um exemplo de fidelidade.
• A Bíblia de Estudo Pentecostal
afirma que os recabitas eram um
povo que "fazia parte de uma tribo
nômade aparentada com os
queneus e com Jetro, sogro de
Moisés (cf. Jz 1.16; 1 Cr 2.55).
• Seu ancestral, Jonadabe (cf. 2 Rs
10.15-27), ordenara a seus filhos,
mais de duzentos anos antes, que
não bebessem nenhum tipo de
vinho“.
23Pr. Moisés Sampaio de Paula
1. Uma família exemplar.
III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
• Mais tarde, o próprio Deus tomou
os recabitas como exemplo, para
mostrar como uma família pode e
deve comportar-se.
• Eles agiam com dignidade,
moderação e fidelidade ao Senhor
em meio a uma sociedade
corrompida e carregada de vícios (Jr
35.1-19).
24Pr. Moisés Sampaio de Paula
1. Uma família exemplar.
III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
“Não beberemos vinho, porque
Jonadabe, filho de Recabe,
nosso pai, nos ordenou: Nunca
jamais bebereis vinho, nem vós
nem vossos filhos; não
edificareis casa, não fareis
sementeiras, não plantareis,
• Aos seus filhos, Recabe
transmitira fielmente os
princípios da lei de Deus.
Passados duzentos anos, seus
descendentes continuavam a
observar-lhe as ordenanças e
a respeitar-lhe as tradições.
Por isso, o Senhor resolveu
mostrá-los como exemplo de
fidelidade aos filhos de Judá.
26Pr. Moisés Sampaio de Paula
2. Um exemplo de fidelidade.
III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
• Instruído por Deus, Jeremias leva-os a uma das
câmaras do Santo templo e oferece vinho
àqueles homens (Jr 35.1-14).
• Mas eles se recusam a beber, porque se
mantinham obedientes à voz de Recabe: "Não
beberemos vinho, porque Jonadabe, filho de
Recabe, nosso pai, nos mandou, dizendo: Nunca
bebereis vinho, nem vós nem vossos filhos; [...]
Obedecemos, pois, à voz de Jonadabe, filho de
Recabe, nosso pai, em tudo quanto nos
ordenou [...]" (Jr 35.6,8).
27Pr. Moisés Sampaio de Paula
2. Um exemplo de fidelidade.
III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
Pr. Moisés Sampaio de Paula 28
• Em virtude de sua obediência, os
recabitas foram grandemente
abençoados:
• Se encaminharmos nossos filhos nas
Sagradas Escrituras, eles também
serão preservados da tribulação
que virá sobre este mundo que jaz
no maligno. Portanto, instrua sua
casa na doutrina e na admoestação
do Senhor.
29Pr. Moisés Sampaio de Paula
2. Um exemplo de fidelidade.
III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
Eu e a minha casa serviremos ao
SENHOR" (Js 24.15).
Uma Pergunta
É hora de pensarmos e repensarmos a
nossa prática de ensino para
corrigirmos erros e vislumbrarmos
acertos no futuro. O que você acha?
Pr. Moisés Sampaio de Paula 31
Conclusão
• Se não agirmos com a mesma
firmeza, corremos o risco de
ver o nosso lar destruído pelo
Maligno. O momento requer
firmeza e coragem. O que
estamos esperando? Neste
momento, reúna o seu cônjuge
e filhos e renove os seus votos
de fidelidade a Deus. Agindo
assim, você terá o Senhor
Jesus como o seu hóspede
permanente. Oremos e
lutemos pela família cristã.
Pr. Moisés Sampaio de Paula 32
Pr. Moisés Sampaio de Paula 33

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila palestra para os pais
Apostila palestra para os pais  Apostila palestra para os pais
Apostila palestra para os pais Lucia Verissimo
 
ministério_infantil_2015
ministério_infantil_2015ministério_infantil_2015
ministério_infantil_2015rosihertel
 
Família projeto de deus
Família projeto de deusFamília projeto de deus
Família projeto de deusMax Pereira
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptJeronimo Nunes
 
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalLição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalÉder Tomé
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadeIBMemorialJC
 
A familia cristã e os desafios na criação dos filhos
A familia cristã e os desafios na criação dos filhosA familia cristã e os desafios na criação dos filhos
A familia cristã e os desafios na criação dos filhosSebastião Luiz Chagas
 
Família, criação de Deus
Família, criação de DeusFamília, criação de Deus
Família, criação de DeusMoisés Sampaio
 
Identidade cristã parte 1
Identidade cristã parte 1Identidade cristã parte 1
Identidade cristã parte 1Michele L D Pain
 
Doutrina tiago 4 (parte 1)
Doutrina  tiago 4 (parte 1)Doutrina  tiago 4 (parte 1)
Doutrina tiago 4 (parte 1)Joel Silva
 
Série Igreja A igreja que queremos ser
Série Igreja   A igreja que queremos serSérie Igreja   A igreja que queremos ser
Série Igreja A igreja que queremos serEid Marques
 

Mais procurados (20)

A família e a igreja
A família e a igrejaA família e a igreja
A família e a igreja
 
A importância do estudo bíblico para a igreja
A importância do estudo bíblico para a igrejaA importância do estudo bíblico para a igreja
A importância do estudo bíblico para a igreja
 
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIAA casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
 
Apostila palestra para os pais
Apostila palestra para os pais  Apostila palestra para os pais
Apostila palestra para os pais
 
ministério_infantil_2015
ministério_infantil_2015ministério_infantil_2015
ministério_infantil_2015
 
Família projeto de deus
Família projeto de deusFamília projeto de deus
Família projeto de deus
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
 
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casalLição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
Lição 4 - Orientações Bíblicas sobre a Intimidade do casal
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
 
A familia cristã e os desafios na criação dos filhos
A familia cristã e os desafios na criação dos filhosA familia cristã e os desafios na criação dos filhos
A familia cristã e os desafios na criação dos filhos
 
Mulher cristã na modernidade
Mulher cristã na modernidadeMulher cristã na modernidade
Mulher cristã na modernidade
 
Pais e filhos
Pais e filhosPais e filhos
Pais e filhos
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deusComo ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
 
Aprendendo com os erros de sansão
Aprendendo com os erros de sansãoAprendendo com os erros de sansão
Aprendendo com os erros de sansão
 
Família, criação de Deus
Família, criação de DeusFamília, criação de Deus
Família, criação de Deus
 
Conflitos no Lar
Conflitos no LarConflitos no Lar
Conflitos no Lar
 
Identidade cristã parte 1
Identidade cristã parte 1Identidade cristã parte 1
Identidade cristã parte 1
 
Doutrina tiago 4 (parte 1)
Doutrina  tiago 4 (parte 1)Doutrina  tiago 4 (parte 1)
Doutrina tiago 4 (parte 1)
 
Série Igreja A igreja que queremos ser
Série Igreja   A igreja que queremos serSérie Igreja   A igreja que queremos ser
Série Igreja A igreja que queremos ser
 

Destaque

Nosso deus é soberano
Nosso deus é soberanoNosso deus é soberano
Nosso deus é soberanorafael gomide
 
EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR – lição 13 – Escola Dominical
EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR – lição 13 – Escola DominicalEU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR – lição 13 – Escola Dominical
EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR – lição 13 – Escola Dominicalyosseph2013
 
Em tuas mãos Robson Monteiro
Em tuas mãos   Robson MonteiroEm tuas mãos   Robson Monteiro
Em tuas mãos Robson MonteiroSUSSURRO DE AMOR
 
2013 2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor
2013   2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor2013   2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor
2013 2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhorNatalino das Neves Neves
 
Ainda Que A Minha Casa NãO Seja Tal (Eu E Minha Casa LéA MendonçA)
Ainda Que A Minha Casa NãO Seja Tal (Eu E Minha Casa   LéA MendonçA)Ainda Que A Minha Casa NãO Seja Tal (Eu E Minha Casa   LéA MendonçA)
Ainda Que A Minha Casa NãO Seja Tal (Eu E Minha Casa LéA MendonçA)Rosa Maria Maia Carvalho
 
Deus da família min. sarando a terra ferida
Deus da família   min. sarando a terra feridaDeus da família   min. sarando a terra ferida
Deus da família min. sarando a terra feridaFábio Feijó
 
Oi Jesus!
Oi Jesus!Oi Jesus!
Oi Jesus!idosa
 
Bem aventurado é o que está firmado em tua casa... ok
Bem aventurado é o que está firmado em tua casa...  okBem aventurado é o que está firmado em tua casa...  ok
Bem aventurado é o que está firmado em tua casa... okrafael gomide
 
Bem Aventurado
Bem AventuradoBem Aventurado
Bem AventuradoMarcelino
 

Destaque (20)

Eu e minha casa
Eu e minha casaEu e minha casa
Eu e minha casa
 
Eu e minha casa
Eu e minha casaEu e minha casa
Eu e minha casa
 
Nosso deus é soberano
Nosso deus é soberanoNosso deus é soberano
Nosso deus é soberano
 
EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR – lição 13 – Escola Dominical
EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR – lição 13 – Escola DominicalEU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR – lição 13 – Escola Dominical
EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR – lição 13 – Escola Dominical
 
Em tuas mãos Robson Monteiro
Em tuas mãos   Robson MonteiroEm tuas mãos   Robson Monteiro
Em tuas mãos Robson Monteiro
 
Servir E Marchar. Jrcordeiro.
Servir E Marchar. Jrcordeiro.Servir E Marchar. Jrcordeiro.
Servir E Marchar. Jrcordeiro.
 
2013 2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor
2013   2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor2013   2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor
2013 2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor
 
Pregação - Ide e aprendei
Pregação - Ide e aprendeiPregação - Ide e aprendei
Pregação - Ide e aprendei
 
Deus da família
Deus da famíliaDeus da família
Deus da família
 
Vinho e pão
Vinho e pãoVinho e pão
Vinho e pão
 
Ainda Que A Minha Casa NãO Seja Tal (Eu E Minha Casa LéA MendonçA)
Ainda Que A Minha Casa NãO Seja Tal (Eu E Minha Casa   LéA MendonçA)Ainda Que A Minha Casa NãO Seja Tal (Eu E Minha Casa   LéA MendonçA)
Ainda Que A Minha Casa NãO Seja Tal (Eu E Minha Casa LéA MendonçA)
 
Deus da família min. sarando a terra ferida
Deus da família   min. sarando a terra feridaDeus da família   min. sarando a terra ferida
Deus da família min. sarando a terra ferida
 
Vou Seguir
Vou SeguirVou Seguir
Vou Seguir
 
Oi Jesus!
Oi Jesus!Oi Jesus!
Oi Jesus!
 
Tudo que sou
Tudo que souTudo que sou
Tudo que sou
 
Bem aventurado é o que está firmado em tua casa... ok
Bem aventurado é o que está firmado em tua casa...  okBem aventurado é o que está firmado em tua casa...  ok
Bem aventurado é o que está firmado em tua casa... ok
 
Lição 12 O Diaconato.
Lição 12 O Diaconato.Lição 12 O Diaconato.
Lição 12 O Diaconato.
 
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃOLIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
LIÇÃO 07 - A BELEZA DO SERVIÇO CRISTÃO
 
Bem Aventurado
Bem AventuradoBem Aventurado
Bem Aventurado
 
ConsagraçãO
ConsagraçãOConsagraçãO
ConsagraçãO
 

Semelhante a Eu e minha casa serviremos ao senhor

Família Cristã - Um referencial para a sociedade pós-moderna.pptx
Família Cristã - Um referencial para a sociedade pós-moderna.pptxFamília Cristã - Um referencial para a sociedade pós-moderna.pptx
Família Cristã - Um referencial para a sociedade pós-moderna.pptxFelipeMarques429020
 
A necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto domésticoA necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto domésticoMoisés Sampaio
 
Lição 05 Mefibosete e o milagre da restituição e da honra
Lição 05   Mefibosete e o milagre da restituição e da honraLição 05   Mefibosete e o milagre da restituição e da honra
Lição 05 Mefibosete e o milagre da restituição e da honraMarcos Magalhães da Silva
 
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela FamíliaLição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela FamíliaRegio Davis
 
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela FamíliaLição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela FamíliaAndrew Guimarães
 
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queirozadalbertovha
 
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queirozLeandro Morais Almeida
 
Lição 9 corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015
Lição 9   corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015Lição 9   corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015
Lição 9 corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
Lição 03 - 3° Trimestre de 2010
Lição 03 - 3° Trimestre de 2010Lição 03 - 3° Trimestre de 2010
Lição 03 - 3° Trimestre de 2010prthiagofalcao
 
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptxEntre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptxEdilson Jose Barbosa Barbosa
 
Boletim Janeiro 2016
Boletim Janeiro 2016Boletim Janeiro 2016
Boletim Janeiro 2016willams
 
Ebf 2013 li+º+úo 04 - rute e noemi
Ebf 2013 li+º+úo 04 - rute e noemiEbf 2013 li+º+úo 04 - rute e noemi
Ebf 2013 li+º+úo 04 - rute e noemivieirajoaquim1963
 

Semelhante a Eu e minha casa serviremos ao senhor (20)

Lição 13
Lição 13Lição 13
Lição 13
 
Família Cristã - Um referencial para a sociedade pós-moderna.pptx
Família Cristã - Um referencial para a sociedade pós-moderna.pptxFamília Cristã - Um referencial para a sociedade pós-moderna.pptx
Família Cristã - Um referencial para a sociedade pós-moderna.pptx
 
A necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto domésticoA necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto doméstico
 
Culto domésticco
Culto domésticcoCulto domésticco
Culto domésticco
 
Lição 05 Mefibosete e o milagre da restituição e da honra
Lição 05   Mefibosete e o milagre da restituição e da honraLição 05   Mefibosete e o milagre da restituição e da honra
Lição 05 Mefibosete e o milagre da restituição e da honra
 
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela FamíliaLição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
 
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela FamíliaLição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
Lição 8 - Rute, Deus Trabalha pela Família
 
03 08 celula
03 08 celula03 08 celula
03 08 celula
 
Desafios da familia
Desafios da familiaDesafios da familia
Desafios da familia
 
Bimba kids 03-03-2013
Bimba kids   03-03-2013Bimba kids   03-03-2013
Bimba kids 03-03-2013
 
Bimba kids 03-03-2013
Bimba kids   03-03-2013Bimba kids   03-03-2013
Bimba kids 03-03-2013
 
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz
 
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz
80625 estudos-para-celulas-sergio-luiz-queiroz
 
Lição 9 corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015
Lição 9   corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015Lição 9   corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015
Lição 9 corrupção dos ultimos dias 3º trimestre de 2015
 
Lição 03 - 3° Trimestre de 2010
Lição 03 - 3° Trimestre de 2010Lição 03 - 3° Trimestre de 2010
Lição 03 - 3° Trimestre de 2010
 
Boletim244
Boletim244 Boletim244
Boletim244
 
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptxEntre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
Entre a benção e a maldição. estudo 28. part1pptx
 
Boletim Janeiro 2016
Boletim Janeiro 2016Boletim Janeiro 2016
Boletim Janeiro 2016
 
Boletim 211
Boletim 211 Boletim 211
Boletim 211
 
Ebf 2013 li+º+úo 04 - rute e noemi
Ebf 2013 li+º+úo 04 - rute e noemiEbf 2013 li+º+úo 04 - rute e noemi
Ebf 2013 li+º+úo 04 - rute e noemi
 

Mais de Moisés Sampaio

Mais de Moisés Sampaio (20)

Jesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiroJesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiro
 
As limitações dos discípulos
As limitações dos discípulosAs limitações dos discípulos
As limitações dos discípulos
 
O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demôniosO poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
 
Poder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e mortePoder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e morte
 
Mulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram JesusMulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram Jesus
 
Jesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulosJesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulos
 
A tentação de Jesus
A tentação de JesusA tentação de Jesus
A tentação de Jesus
 
A infância de Jesus
A infância de JesusA infância de Jesus
A infância de Jesus
 
O nascimento de Jesus
O nascimento de JesusO nascimento de Jesus
O nascimento de Jesus
 
O evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo LucasO evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo Lucas
 
A igreja e a lei de Deus
A igreja e a lei de DeusA igreja e a lei de Deus
A igreja e a lei de Deus
 
9 - Cafarnaum
9 - Cafarnaum9 - Cafarnaum
9 - Cafarnaum
 
8 - Mar da Galiléia
8 - Mar da Galiléia8 - Mar da Galiléia
8 - Mar da Galiléia
 
Não cobiçarás
Não cobiçarásNão cobiçarás
Não cobiçarás
 
7- Tiberíades
7- Tiberíades7- Tiberíades
7- Tiberíades
 
6 meggido
6   meggido6   meggido
6 meggido
 
Não darás falso testemunho
Não darás falso testemunhoNão darás falso testemunho
Não darás falso testemunho
 
5 - Monte Carmelo
5 - Monte Carmelo5 - Monte Carmelo
5 - Monte Carmelo
 
4 - Haifa
4 - Haifa4 - Haifa
4 - Haifa
 
3 - Cesaréia Marítima
3 - Cesaréia Marítima3 - Cesaréia Marítima
3 - Cesaréia Marítima
 

Eu e minha casa serviremos ao senhor

  • 1. EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR2º Trimestre de 2013 Lição 13 Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 2. TEXTO ÁUREO 2Pr. Moisés Sampaio de Paula "Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR" (Js 24.15).
  • 3. VERDADE PRÁTICA 3Pr. Moisés Sampaio de Paula Com a graça de Deus, a família cristã vencerá os desafios da vida.
  • 4. OBJETIVOS • Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: • Conhecer o exemplo de Noé. • Imitar a decisão de Josué. • Compreender a fidelidade dos recabitas. 4Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 5. Pense Nisso! • Noé , Josué e os Recabitas viveram numa sociedade oposta aos princípios de sua fé e nem por isso deixaram de se posicionar contra as imoralidades daquela época. É assim que devemos nos comportar diante de uma sociedade corrupta. Pr. Moisés Sampaio de Paula 5
  • 6. Palavra chave: Casa 6Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 7. I. O EXEMPLO DECISIVO E CORAJOSO DE NOÉ 1. Noé andou com Deus. 2. Vivendo numa sociedade corrompida. 3. A salvação de Noé e sua família. II. JOSUÉ - UMA DECISãO EXEMPLAR 1. A firme tomada de posição. 2. O perigo da omissão dos pais. III. O EXEMPLO DOS RECABITAS 1. Uma família exemplar. 2. Um exemplo de fidelidade. Esboço da Lição 7Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 8. • Neste trimestre estudamos os diversos males que têm assolado a família e vimos também que Deus é a única resposta. Por isso, devemos ter o Senhor Jesus como o esteio e o centro de nosso lar. 1. Se orarmos, 2. jejuarmos, 3. lermos a Bíblia e 4. fizermos o culto doméstico, 5. Frequentemos assiduamente a igreja e 6. não faltemos à Escola Dominical. • Teremos condições de lutar contra as forças do mal e vencê-las em nome de Jesus. A família que fielmente serve ao Senhor jamais será destruída. 8Pr. Moisés Sampaio de Paula INTRODUÇÃO
  • 9. Pense nisso! • Vigiemos e oremos em todo o tempo, para que a nossa casa não seja alcançada pelas águas do dilúvio moral que encobre o presente século. Digamos, pois, ousadamente: "Eu e a minha casa serviremos ao Senhor. Pr. Moisés Sampaio de Paula 9
  • 10. POSICIONAMENTOS EM TEMPOS DE CRISE • NOÉ • Ele andou com Deus. Viveu numa sociedade absolutamente corrompida. Esta era marcada por uma imoralidade incontrolável. Ali, não havia temor a Deus. Mesmo assim Noé não hesitou em tomar a decisão de fazer a arca e anunciar o juízo de Deus para aquela sociedade. Pela decisão de entrarem na Arca, o Senhor livrou Noé e sua família do juízo.. Pr. Moisés Sampaio de Paula 10
  • 11. I. O EXEMPLO DECISIVO E CORAJOSO DE NOÉ 11Pr. Moisés Sampaio de Paula Noé andou com Deus mesmo numa sociedade corrompida. Sua decisão e coragem é um exemplo para nós. 1. Noé andou com Deus. 2. Vivendo numa sociedade corrompida. 3. A salvação de Noé e sua família.
  • 12. • A vida de Noé revela as qualidades indispensáveis de um servo de Deus: "varão justo", "reto em suas gerações" e que "andava com Deus" (Gn 6.9). Por isso mesmo, o patriarca "achou graça aos olhos do Senhor" (Gn 6.8). todas essas características revelaram-se intensa e visivelmente na vida de Noé em meio a uma sociedade perversa, violenta, imoral e inimiga do Santíssimo Deus. Opatriarca é um exemplo para os pais de família destes últimos dias. 12Pr. Moisés Sampaio de Paula 1. Noé andou com Deus. I. O EXEMPLO DECISIVO E CORAJOSO DE NOÉ
  • 13. • A época de Noé foi marcada por uma imoralidade incontrolável e por uma ausência completa de temor a Deus (Gn 6.11,12). Não poderia haver mundo pior. Quando analisamos a chamada sociedade pós-moderna, depressa concluímos: não há diferença entre o nosso século e o século no qual vivia o santo patriarca. Eis aí um dos mais fortes prenúncios da iminente volta de Jesus (Mt 24.37,39). • Portanto, que o exemplo de Noé nos inspire a confiar em Deus e a agir como Ele requer de todos os seus filhos. É hora de lutar por nossas famílias, a fim de que Satanás não as destrua. 13Pr. Moisés Sampaio de Paula 2. Vivendo numa sociedade corrompida. I. O EXEMPLO DECISIVO E CORAJOSO DE NOÉ
  • 14. • No mundo antigo, apenas Noé e a sua família escaparam do cataclismo que devastou a terra (Gn 7.1). A fé de Noé estendeu-se aos seus filhos, estes creram em Deus e foram salvos do dilúvio. Não havia nada que pudesse salvá-los, a não ser a firme decisão de dizer "sim" ao Senhor. Somente a graça de Deus, que alcançou o patriarca e a sua casa, pode salvar o nosso lar da destruição moral e espiritual de nossos dias 14Pr. Moisés Sampaio de Paula 3. A salvação de Noé e sua família. I. O EXEMPLO DECISIVO E CORAJOSO DE NOÉ
  • 15. Uma Pergunta Caro professor, como foi exercício magisterial deste semestre que passou? Pr. Moisés Sampaio de Paula 15
  • 16. POSICIONAMENTOS EM TEMPOS DE CRISE • JOSUÉ • Canaã estava num tempo de lassidão moral e idolatria. Naturalmente, o povo de Deus foi influenciado por este contexto de trevas. Mas Josué não deixou de se posicionar e, categoricamente, afirmou: “se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais: [...]; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor”. Pr. Moisés Sampaio de Paula 16
  • 17. II. JOSUÉ - UMA DECISãO EXEMPLAR 17Pr. Moisés Sampaio de Paula O patriarca Josué não se omitiu diante da idolatria que ameaçara as tribos israelitas. Ele tomou uma firme decisão juntamente com a sua família: servir ao Senhor. 1. A firme tomada de posição. 2. O perigo da omissão dos pais.
  • 18. • Há muitos lares que, apesar de serem conhecidos como cristãos, não mais servem a Cristo. 1. Os pais já abdicaram de suas responsabilidades quanto à formação espiritual, moral e ética de seus filhos. 2. Não mais os educam com amor e firmeza; não lhes impõem qualquer limite. 3. E o que dizer da violência doméstica? Não podemos confundir disciplina com truculência e brutalidade, pois a esse respeito a Palavra de Deus é bastante clara: "E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor" (Ef 6.4). 18Pr. Moisés Sampaio de Paula 1. A firme tomada de posição. II. JOSUÉ - UMA DECISãO EXEMPLAR Ruínas de Jericó
  • 19. • A Palavra de Deus recomenda aos pais que criem os seus filhos "na doutrina e admoestação do Senhor" (Ef 6.4b). Isso significa que não podemos nos omitir. • Veja mais uma vez o exemplo de Josué. Ele não se omitiu, mas levou toda a sua casa a servir somente a Deus (Js 24.15). • De igual modo, devemos educar nossos filhos. Essa decisão tem de ser prioritária em nossa vida. Assim agiu Josué, porque ele sabia que, doutra forma, não haveria esperança para o seu lar. 19Pr. Moisés Sampaio de Paula 2. O perigo da omissão dos pais. II. JOSUÉ - UMA DECISãO EXEMPLAR
  • 20. Uma Pergunta Como professor, os objetivos foram cumpridos? Pr. Moisés Sampaio de Paula 20
  • 21. POSICIONAMENTOS EM TEMPOS DE CRISE • RECABITAS • A sociedade judaica estava corrompida e carregada de vícios. Indignidade e infidelidade eram características dela. Nesse contexto é que o profeta Jeremias apresenta os Recabitas. Estes compunham uma tribo nômade que havia recebido do seu ancestral os princípios da lei do Senhor. Passaram-se duzentos anos e os recabitas não se dobraram à indignidade daquele tempo. Eles honraram ao Senhor e aos seus ancestrais. Pr. Moisés Sampaio de Paula 21
  • 22. III. O EXEMPLO DOS RECABITAS 22Pr. Moisés Sampaio de Paula Os recabitas são um exemplo de fidelidade aos princípios ensinados pelo seu ancestral, Recabe. 1. Uma família exemplar. 2. Um exemplo de fidelidade.
  • 23. • A Bíblia de Estudo Pentecostal afirma que os recabitas eram um povo que "fazia parte de uma tribo nômade aparentada com os queneus e com Jetro, sogro de Moisés (cf. Jz 1.16; 1 Cr 2.55). • Seu ancestral, Jonadabe (cf. 2 Rs 10.15-27), ordenara a seus filhos, mais de duzentos anos antes, que não bebessem nenhum tipo de vinho“. 23Pr. Moisés Sampaio de Paula 1. Uma família exemplar. III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
  • 24. • Mais tarde, o próprio Deus tomou os recabitas como exemplo, para mostrar como uma família pode e deve comportar-se. • Eles agiam com dignidade, moderação e fidelidade ao Senhor em meio a uma sociedade corrompida e carregada de vícios (Jr 35.1-19). 24Pr. Moisés Sampaio de Paula 1. Uma família exemplar. III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
  • 25. “Não beberemos vinho, porque Jonadabe, filho de Recabe, nosso pai, nos ordenou: Nunca jamais bebereis vinho, nem vós nem vossos filhos; não edificareis casa, não fareis sementeiras, não plantareis,
  • 26. • Aos seus filhos, Recabe transmitira fielmente os princípios da lei de Deus. Passados duzentos anos, seus descendentes continuavam a observar-lhe as ordenanças e a respeitar-lhe as tradições. Por isso, o Senhor resolveu mostrá-los como exemplo de fidelidade aos filhos de Judá. 26Pr. Moisés Sampaio de Paula 2. Um exemplo de fidelidade. III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
  • 27. • Instruído por Deus, Jeremias leva-os a uma das câmaras do Santo templo e oferece vinho àqueles homens (Jr 35.1-14). • Mas eles se recusam a beber, porque se mantinham obedientes à voz de Recabe: "Não beberemos vinho, porque Jonadabe, filho de Recabe, nosso pai, nos mandou, dizendo: Nunca bebereis vinho, nem vós nem vossos filhos; [...] Obedecemos, pois, à voz de Jonadabe, filho de Recabe, nosso pai, em tudo quanto nos ordenou [...]" (Jr 35.6,8). 27Pr. Moisés Sampaio de Paula 2. Um exemplo de fidelidade. III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
  • 28. Pr. Moisés Sampaio de Paula 28
  • 29. • Em virtude de sua obediência, os recabitas foram grandemente abençoados: • Se encaminharmos nossos filhos nas Sagradas Escrituras, eles também serão preservados da tribulação que virá sobre este mundo que jaz no maligno. Portanto, instrua sua casa na doutrina e na admoestação do Senhor. 29Pr. Moisés Sampaio de Paula 2. Um exemplo de fidelidade. III. O EXEMPLO DOS RECABITAS
  • 30. Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR" (Js 24.15).
  • 31. Uma Pergunta É hora de pensarmos e repensarmos a nossa prática de ensino para corrigirmos erros e vislumbrarmos acertos no futuro. O que você acha? Pr. Moisés Sampaio de Paula 31
  • 32. Conclusão • Se não agirmos com a mesma firmeza, corremos o risco de ver o nosso lar destruído pelo Maligno. O momento requer firmeza e coragem. O que estamos esperando? Neste momento, reúna o seu cônjuge e filhos e renove os seus votos de fidelidade a Deus. Agindo assim, você terá o Senhor Jesus como o seu hóspede permanente. Oremos e lutemos pela família cristã. Pr. Moisés Sampaio de Paula 32
  • 33. Pr. Moisés Sampaio de Paula 33