SlideShare uma empresa Scribd logo
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] [Presented by Hugo Pedrosa]
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Definição e conceito de Ligadura Funcional A Ligadura Funcional apoia e  protege de forma selectiva,  estruturas funcionais, lesionadas ou  submetidas a esforços específicos  limitando ou controlando gestos  susceptíveis de originar ou agravar  uma lesão.
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] A quem se dirige?  Atletas e população em geral Qual o objectivo? Meio de prevenção e reabilitação Que material a utilizar? Aplicação apropriada a cada caso
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Objectivos: 1 - Modalidade terapêutica utilizada em lesões do sistema  musculoesquelético, integrada num contexto de cuidados globais;  2 - Vantagens em relação às imobilizações rígidas (parciais e totais); 3 - Promove e acelera o processo de reparação tecidular; 4 - Evita os efeitos negativos das imobilizações  rígidas, permitindo o movimento selectivo;
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Material Ligaduras elásticas adesivas Ligaduras adesivas (não elásticas) TAPE
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Almofadas (foam) Material
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Mousse protectora, ligadura elástica adesiva e não adesiva (tradicional) Material
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Tesoura de pontas rombas; Lâmina;  Creme hidratante; Tape remover; Material
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] 1 - Terapêuticas Desde a fase mais precoce até à  reintegração funcional 2 - Preventivas Primária; Secundária; Terciária; Tipos de Ligaduras Funcionais
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] 1 - Taping imediato – Imediatamente após a lesão Objectivos:  a) Minimizar complicações secundárias; b) Controlar fase inflamatória; c) Estabilizar situação; 2 - Taping protector – Após diagnóstico das unidades funcionais lesadas Objectivos:  a) Manter as estruturas afectadas na posição ideal para cicatrização b) Criar as melhores condições para o processo de remodelação,  minimizando  o risco de recidivas; c) Potenciar a função sem comprometer a remodelação;  Tipos de Ligaduras Funcionais (pós-lesão)
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] 1 - Taping Profilático (prevenção primária) Objectivos: a) Proteger  determinadas estruturas de forças de tensão específicas,  inerentes às actividades funcionais e modalidade desportiva; 2 - Taping pós lesão (prevenção secundária) Objectivos: a) Conferir apoio adicional após recuperação da lesão, minimizando recidivas; b) Controlar a mobilidade, anulando stresse adicional; 3 - Taping terciário (prevenção terciária) Objectivos: a) Potenciar a mobilidade para uma melhor adaptação funcional;  Tipos de Ligaduras Funcionais (preventivas)
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Ligaduras Funcionais - Princípios básicos de aplicação
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Ligaduras Funcionais - Efeitos 1 - Mecânicos 2 - Exteropceptivos e Proprioceptivos 3 - Psicológicos
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] 1 - Efeito Mecânico Limita e/ou controla mecanicamente (de forma selectiva) a mobilidade  articular e tecidular: a) Correcção do alinhamento; b) Controlo dos mecanismos da lesão; c) Encurtamento de estruturas; d) Alivia tensão nas estruturas a proteger; e) Contenção;
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] ,[object Object],[object Object],b) Respeita a função  (input mais próximo  do normal); c) Reforça a informação de origem cutânea  e sub-cutânea; 2 - Efeitos exteropceptivos e proprioceptivos
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] ,[object Object],[object Object],[object Object],3 - Efeito Psicológico
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Ligaduras Funcionais - Vantagens a) Protecção selectiva da unidade funcional b) Preserva o padrão normal de movimento; d) Controla e minimiza o stresse sobre  as estruturas lesadas; c) Promove uma reparação tecidular  mais rápida;
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] a) Material relativamente dispendioso; Diferentes estudos apontam como desvantagens das Ligaduras Funcionais: a) Perda de eficácia após prolongada actividade (desportiva); b) Instabilidade articular após a utilização de Ligadura Funcional; c) Intolerância ao adesivo; d) Aplicações prolongadas (complicações cutâneas); Ligaduras Funcionais - desvantagens b) Lesões cutâneas;
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Ligaduras Funcionais - Indicações
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] 1. Rupturas totais dos tecidos moles; 2. Fracturas ósseas e condrais; 3. Alterações circulatórias graves; 4. Hemorragias extensas; 5. Lesões da pele; 6. Intolerância ao adesivo; 7. Edema;  8. Feridas abertas; Ligaduras Funcionais – Contra-indicações
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Imagem exemplificativa da limitação do movimento articular:
Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Ligadura recomendada para Hallux Valgus Construção: Colocamos TAPE ( 1,5 cm ) na  parte interna do dedo do pé  com tensão suficiente para  corrigir o ângulo externo do dedo Depois colocar duas ou três tiras em função da tensão que se quer obter.
Hugo Pedrosa 2009 [hpedrosa_31@sapo.pt]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vinhoterapia
VinhoterapiaVinhoterapia
Vinhoterapia
giboeng
 
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Cleanto Santos Vieira
 
Reabilitação domiciliar de Joelho
Reabilitação domiciliar de JoelhoReabilitação domiciliar de Joelho
Reabilitação domiciliar de Joelho
Daniel Xavier
 
Reabilitação aquática débora marques
Reabilitação aquática débora marquesReabilitação aquática débora marques
Reabilitação aquática débora marques
Debora_Marques
 
Cinesiologia musculos
Cinesiologia musculosCinesiologia musculos
Cinesiologia musculos
marcelosilveirazero1
 
Eletroterapia Resumo
Eletroterapia ResumoEletroterapia Resumo
Eletroterapia Resumo
Danillo Aguiar
 
2014827 111116 lesao+ligamentar+joelho
2014827 111116 lesao+ligamentar+joelho2014827 111116 lesao+ligamentar+joelho
2014827 111116 lesao+ligamentar+joelho
Isabel Amarante
 
Hidroterapia introdução - aula 1
Hidroterapia   introdução - aula 1Hidroterapia   introdução - aula 1
Hidroterapia introdução - aula 1
Cleanto Santos Vieira
 
Massagens
MassagensMassagens
Massagens
Adriana Alves
 
Fisioterapia aquática traumatologia
Fisioterapia aquática   traumatologiaFisioterapia aquática   traumatologia
Fisioterapia aquática traumatologia
Priscila Freitas
 
Treinamento de Força
Treinamento de ForçaTreinamento de Força
Treinamento de Força
Fernando Farias
 
Aula Eletroterapia
Aula EletroterapiaAula Eletroterapia
Aula Eletroterapia
Jacqueline Bexiga
 
Anatomia do joelho
Anatomia do joelhoAnatomia do joelho
Anatomia do joelho
Marcelo Madureira Montroni
 
Massagem modeladora
Massagem modeladoraMassagem modeladora
Massagem modeladora
Amanda Hamaue
 
Punho e mao
Punho e maoPunho e mao
Punho e mao
Natha Fisioterapia
 
Slideshre cinesioterapia fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
 Slideshre cinesioterapia   fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013 Slideshre cinesioterapia   fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
Slideshre cinesioterapia fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
Fabio Mazzola
 
Reabilitacao L C A
Reabilitacao  L C AReabilitacao  L C A
Reabilitacao L C A
carabola84
 
Massagens corporal
Massagens corporalMassagens corporal
Massagens corporal
Carlos Titi Tomasi
 
Ficha de Anamnese Corporal - Flér Dermocosméticos
Ficha de Anamnese Corporal - Flér DermocosméticosFicha de Anamnese Corporal - Flér Dermocosméticos
Ficha de Anamnese Corporal - Flér Dermocosméticos
AmericanFisio
 
15 -amplitude_de_movimento
15  -amplitude_de_movimento15  -amplitude_de_movimento
15 -amplitude_de_movimento
Johnny Martins
 

Mais procurados (20)

Vinhoterapia
VinhoterapiaVinhoterapia
Vinhoterapia
 
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
 
Reabilitação domiciliar de Joelho
Reabilitação domiciliar de JoelhoReabilitação domiciliar de Joelho
Reabilitação domiciliar de Joelho
 
Reabilitação aquática débora marques
Reabilitação aquática débora marquesReabilitação aquática débora marques
Reabilitação aquática débora marques
 
Cinesiologia musculos
Cinesiologia musculosCinesiologia musculos
Cinesiologia musculos
 
Eletroterapia Resumo
Eletroterapia ResumoEletroterapia Resumo
Eletroterapia Resumo
 
2014827 111116 lesao+ligamentar+joelho
2014827 111116 lesao+ligamentar+joelho2014827 111116 lesao+ligamentar+joelho
2014827 111116 lesao+ligamentar+joelho
 
Hidroterapia introdução - aula 1
Hidroterapia   introdução - aula 1Hidroterapia   introdução - aula 1
Hidroterapia introdução - aula 1
 
Massagens
MassagensMassagens
Massagens
 
Fisioterapia aquática traumatologia
Fisioterapia aquática   traumatologiaFisioterapia aquática   traumatologia
Fisioterapia aquática traumatologia
 
Treinamento de Força
Treinamento de ForçaTreinamento de Força
Treinamento de Força
 
Aula Eletroterapia
Aula EletroterapiaAula Eletroterapia
Aula Eletroterapia
 
Anatomia do joelho
Anatomia do joelhoAnatomia do joelho
Anatomia do joelho
 
Massagem modeladora
Massagem modeladoraMassagem modeladora
Massagem modeladora
 
Punho e mao
Punho e maoPunho e mao
Punho e mao
 
Slideshre cinesioterapia fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
 Slideshre cinesioterapia   fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013 Slideshre cinesioterapia   fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
Slideshre cinesioterapia fisioterapia do trabalho e ergonomia fevereiro 2013
 
Reabilitacao L C A
Reabilitacao  L C AReabilitacao  L C A
Reabilitacao L C A
 
Massagens corporal
Massagens corporalMassagens corporal
Massagens corporal
 
Ficha de Anamnese Corporal - Flér Dermocosméticos
Ficha de Anamnese Corporal - Flér DermocosméticosFicha de Anamnese Corporal - Flér Dermocosméticos
Ficha de Anamnese Corporal - Flér Dermocosméticos
 
15 -amplitude_de_movimento
15  -amplitude_de_movimento15  -amplitude_de_movimento
15 -amplitude_de_movimento
 

Destaque

10 tecnica-de_ligaduras
10  tecnica-de_ligaduras10  tecnica-de_ligaduras
10 tecnica-de_ligaduras
Johnny Martins
 
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
Elcos&Ulcus - Sociedade Feridas
 
Preparação do leito ferida, exsudados e desbridamento ELCOS VII jornadas AEES...
Preparação do leito ferida, exsudados e desbridamento ELCOS VII jornadas AEES...Preparação do leito ferida, exsudados e desbridamento ELCOS VII jornadas AEES...
Preparação do leito ferida, exsudados e desbridamento ELCOS VII jornadas AEES...
Elcos&Ulcus - Sociedade Feridas
 
Praticas de imobilizações
Praticas de imobilizaçõesPraticas de imobilizações
Praticas de imobilizações
foconavida
 
Manual-fita-kinesio-pdf
 Manual-fita-kinesio-pdf Manual-fita-kinesio-pdf
Manual-fita-kinesio-pdf
Claudia Pinto
 
Spiral Taping
Spiral TapingSpiral Taping
Spiral Taping
Medchi
 
Método ortopédico-funcional de tratar fracturas_Técnica de execução
Método ortopédico-funcional de tratar fracturas_Técnica de execuçãoMétodo ortopédico-funcional de tratar fracturas_Técnica de execução
Método ortopédico-funcional de tratar fracturas_Técnica de execução
Paulo Homem
 
Formação académica em feridas
Formação académica em feridasFormação académica em feridas
Formação académica em feridas
Elcos&Ulcus - Sociedade Feridas
 
Ulcera Venosa e IPTB
Ulcera Venosa e IPTBUlcera Venosa e IPTB
Ulcera Venosa e IPTB
Univas
 
Powerpoint trações
Powerpoint traçõesPowerpoint trações
Powerpoint trações
Tiago Barata
 
Lesões vasculares dos membros inferiores elcos cova beira 2010
Lesões vasculares dos membros inferiores elcos cova beira 2010Lesões vasculares dos membros inferiores elcos cova beira 2010
Lesões vasculares dos membros inferiores elcos cova beira 2010
Elcos&Ulcus - Sociedade Feridas
 
Higienização dos materiais
Higienização dos materiaisHigienização dos materiais
Higienização dos materiais
Ester Figueira
 
Spiral taping ou esparadrapoterapia
Spiral taping ou  esparadrapoterapiaSpiral taping ou  esparadrapoterapia
Spiral taping ou esparadrapoterapia
Claudemir Sewald
 
Prevenção no Pé Diabético: Educação
Prevenção no Pé Diabético: EducaçãoPrevenção no Pé Diabético: Educação
Prevenção no Pé Diabético: Educação
Elcos&Ulcus - Sociedade Feridas
 
Pé DiabéTico FormaçãO
Pé DiabéTico FormaçãOPé DiabéTico FormaçãO
Pé DiabéTico FormaçãO
guestb54443
 
Úlceras Vasculogênicas
Úlceras VasculogênicasÚlceras Vasculogênicas
Úlceras Vasculogênicas
Janaína Lassala
 
Manual de bolso gesso
Manual de bolso gessoManual de bolso gesso
Manual de bolso gesso
Joaquim Wilmar
 
Ombro hemiplégico
Ombro hemiplégicoOmbro hemiplégico
Ombro hemiplégico
Renan Nalin
 
Ps ferimentos db
Ps ferimentos dbPs ferimentos db
Ps ferimentos db
felipethoaldo
 
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Karina Pereira
 

Destaque (20)

10 tecnica-de_ligaduras
10  tecnica-de_ligaduras10  tecnica-de_ligaduras
10 tecnica-de_ligaduras
 
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
Terapia compressiva ELCOS Cova da Beira 2010
 
Preparação do leito ferida, exsudados e desbridamento ELCOS VII jornadas AEES...
Preparação do leito ferida, exsudados e desbridamento ELCOS VII jornadas AEES...Preparação do leito ferida, exsudados e desbridamento ELCOS VII jornadas AEES...
Preparação do leito ferida, exsudados e desbridamento ELCOS VII jornadas AEES...
 
Praticas de imobilizações
Praticas de imobilizaçõesPraticas de imobilizações
Praticas de imobilizações
 
Manual-fita-kinesio-pdf
 Manual-fita-kinesio-pdf Manual-fita-kinesio-pdf
Manual-fita-kinesio-pdf
 
Spiral Taping
Spiral TapingSpiral Taping
Spiral Taping
 
Método ortopédico-funcional de tratar fracturas_Técnica de execução
Método ortopédico-funcional de tratar fracturas_Técnica de execuçãoMétodo ortopédico-funcional de tratar fracturas_Técnica de execução
Método ortopédico-funcional de tratar fracturas_Técnica de execução
 
Formação académica em feridas
Formação académica em feridasFormação académica em feridas
Formação académica em feridas
 
Ulcera Venosa e IPTB
Ulcera Venosa e IPTBUlcera Venosa e IPTB
Ulcera Venosa e IPTB
 
Powerpoint trações
Powerpoint traçõesPowerpoint trações
Powerpoint trações
 
Lesões vasculares dos membros inferiores elcos cova beira 2010
Lesões vasculares dos membros inferiores elcos cova beira 2010Lesões vasculares dos membros inferiores elcos cova beira 2010
Lesões vasculares dos membros inferiores elcos cova beira 2010
 
Higienização dos materiais
Higienização dos materiaisHigienização dos materiais
Higienização dos materiais
 
Spiral taping ou esparadrapoterapia
Spiral taping ou  esparadrapoterapiaSpiral taping ou  esparadrapoterapia
Spiral taping ou esparadrapoterapia
 
Prevenção no Pé Diabético: Educação
Prevenção no Pé Diabético: EducaçãoPrevenção no Pé Diabético: Educação
Prevenção no Pé Diabético: Educação
 
Pé DiabéTico FormaçãO
Pé DiabéTico FormaçãOPé DiabéTico FormaçãO
Pé DiabéTico FormaçãO
 
Úlceras Vasculogênicas
Úlceras VasculogênicasÚlceras Vasculogênicas
Úlceras Vasculogênicas
 
Manual de bolso gesso
Manual de bolso gessoManual de bolso gesso
Manual de bolso gesso
 
Ombro hemiplégico
Ombro hemiplégicoOmbro hemiplégico
Ombro hemiplégico
 
Ps ferimentos db
Ps ferimentos dbPs ferimentos db
Ps ferimentos db
 
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
 

Semelhante a Ligaduras Funcionais

Manual ligaduras funcionais.pptx (2).pdf
Manual ligaduras funcionais.pptx (2).pdfManual ligaduras funcionais.pptx (2).pdf
Manual ligaduras funcionais.pptx (2).pdf
SusanaJoaoSousaOlive
 
REABILITAÇÃO DOS PACIENTES COM AMPUTAÇÃO EM MMII.pdf
 REABILITAÇÃO DOS PACIENTES COM AMPUTAÇÃO EM MMII.pdf REABILITAÇÃO DOS PACIENTES COM AMPUTAÇÃO EM MMII.pdf
REABILITAÇÃO DOS PACIENTES COM AMPUTAÇÃO EM MMII.pdf
ManuelaLima58
 
Lesoes
LesoesLesoes
Lesoes
LesoesLesoes
Amplitude articular
Amplitude articularAmplitude articular
Amplitude articular
Marcelo Costa
 
Análise funcional e operacional de equipamentos de Movimentação Passiva Contí...
Análise funcional e operacional de equipamentos de Movimentação Passiva Contí...Análise funcional e operacional de equipamentos de Movimentação Passiva Contí...
Análise funcional e operacional de equipamentos de Movimentação Passiva Contí...
Carlos Fernando Jung
 

Semelhante a Ligaduras Funcionais (6)

Manual ligaduras funcionais.pptx (2).pdf
Manual ligaduras funcionais.pptx (2).pdfManual ligaduras funcionais.pptx (2).pdf
Manual ligaduras funcionais.pptx (2).pdf
 
REABILITAÇÃO DOS PACIENTES COM AMPUTAÇÃO EM MMII.pdf
 REABILITAÇÃO DOS PACIENTES COM AMPUTAÇÃO EM MMII.pdf REABILITAÇÃO DOS PACIENTES COM AMPUTAÇÃO EM MMII.pdf
REABILITAÇÃO DOS PACIENTES COM AMPUTAÇÃO EM MMII.pdf
 
Lesoes
LesoesLesoes
Lesoes
 
Lesoes
LesoesLesoes
Lesoes
 
Amplitude articular
Amplitude articularAmplitude articular
Amplitude articular
 
Análise funcional e operacional de equipamentos de Movimentação Passiva Contí...
Análise funcional e operacional de equipamentos de Movimentação Passiva Contí...Análise funcional e operacional de equipamentos de Movimentação Passiva Contí...
Análise funcional e operacional de equipamentos de Movimentação Passiva Contí...
 

Mais de Hugo Pedrosa

Reflexologia Podal
Reflexologia PodalReflexologia Podal
Reflexologia Podal
Hugo Pedrosa
 
Bibliografia 1
Bibliografia 1Bibliografia 1
Bibliografia 1
Hugo Pedrosa
 
Apresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de ReflexologiaApresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de Reflexologia
Hugo Pedrosa
 
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutasBiblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
Hugo Pedrosa
 
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia ClínicaBiblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Hugo Pedrosa
 
Efeitos da Massagem
Efeitos da MassagemEfeitos da Massagem
Efeitos da Massagem
Hugo Pedrosa
 
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De AnatomiaBiblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
Hugo Pedrosa
 
Biblioteca 2 - Stretching Anatomy
Biblioteca 2 - Stretching AnatomyBiblioteca 2 - Stretching Anatomy
Biblioteca 2 - Stretching Anatomy
Hugo Pedrosa
 
Apresentações
ApresentaçõesApresentações
Apresentações
Hugo Pedrosa
 
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares ModernasBiblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
Hugo Pedrosa
 
Expectativas Formador
Expectativas FormadorExpectativas Formador
Expectativas Formador
Hugo Pedrosa
 
Miologia posterior do tronco
Miologia posterior do troncoMiologia posterior do tronco
Miologia posterior do tronco
Hugo Pedrosa
 
Manual Thera Cane
Manual Thera CaneManual Thera Cane
Manual Thera Cane
Hugo Pedrosa
 
Anamnese
AnamneseAnamnese
Anamnese
Hugo Pedrosa
 
Fisiologia Muscular
Fisiologia MuscularFisiologia Muscular
Fisiologia Muscular
Hugo Pedrosa
 
CV tradicional versus Portfólio fotografico
CV tradicional versus Portfólio fotograficoCV tradicional versus Portfólio fotografico
CV tradicional versus Portfólio fotografico
Hugo Pedrosa
 
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos ProfundosExcerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
Hugo Pedrosa
 
Portfolio Massagem Tecidos Profundos
Portfolio Massagem Tecidos ProfundosPortfolio Massagem Tecidos Profundos
Portfolio Massagem Tecidos Profundos
Hugo Pedrosa
 
Excerto do manual de Massagem Terapêutica
Excerto do manual de Massagem TerapêuticaExcerto do manual de Massagem Terapêutica
Excerto do manual de Massagem Terapêutica
Hugo Pedrosa
 
Portfolio Massagem Cadeira
Portfolio Massagem CadeiraPortfolio Massagem Cadeira
Portfolio Massagem Cadeira
Hugo Pedrosa
 

Mais de Hugo Pedrosa (20)

Reflexologia Podal
Reflexologia PodalReflexologia Podal
Reflexologia Podal
 
Bibliografia 1
Bibliografia 1Bibliografia 1
Bibliografia 1
 
Apresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de ReflexologiaApresentação - Curso de Reflexologia
Apresentação - Curso de Reflexologia
 
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutasBiblioteca 5   guia de patologias para massoterapeutas
Biblioteca 5 guia de patologias para massoterapeutas
 
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia ClínicaBiblioteca 4 - Massoterapia Clínica
Biblioteca 4 - Massoterapia Clínica
 
Efeitos da Massagem
Efeitos da MassagemEfeitos da Massagem
Efeitos da Massagem
 
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De AnatomiaBiblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
Biblioteca 3 - Yokochi Atlas FotográFico De Anatomia
 
Biblioteca 2 - Stretching Anatomy
Biblioteca 2 - Stretching AnatomyBiblioteca 2 - Stretching Anatomy
Biblioteca 2 - Stretching Anatomy
 
Apresentações
ApresentaçõesApresentações
Apresentações
 
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares ModernasBiblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
Biblioteca 1 - Técnicas Neuromusculares Modernas
 
Expectativas Formador
Expectativas FormadorExpectativas Formador
Expectativas Formador
 
Miologia posterior do tronco
Miologia posterior do troncoMiologia posterior do tronco
Miologia posterior do tronco
 
Manual Thera Cane
Manual Thera CaneManual Thera Cane
Manual Thera Cane
 
Anamnese
AnamneseAnamnese
Anamnese
 
Fisiologia Muscular
Fisiologia MuscularFisiologia Muscular
Fisiologia Muscular
 
CV tradicional versus Portfólio fotografico
CV tradicional versus Portfólio fotograficoCV tradicional versus Portfólio fotografico
CV tradicional versus Portfólio fotografico
 
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos ProfundosExcerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
Excerto do manual de Massagem dos Tecidos Profundos
 
Portfolio Massagem Tecidos Profundos
Portfolio Massagem Tecidos ProfundosPortfolio Massagem Tecidos Profundos
Portfolio Massagem Tecidos Profundos
 
Excerto do manual de Massagem Terapêutica
Excerto do manual de Massagem TerapêuticaExcerto do manual de Massagem Terapêutica
Excerto do manual de Massagem Terapêutica
 
Portfolio Massagem Cadeira
Portfolio Massagem CadeiraPortfolio Massagem Cadeira
Portfolio Massagem Cadeira
 

Último

PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 

Último (20)

PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 

Ligaduras Funcionais

  • 1. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] [Presented by Hugo Pedrosa]
  • 2. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Definição e conceito de Ligadura Funcional A Ligadura Funcional apoia e protege de forma selectiva, estruturas funcionais, lesionadas ou submetidas a esforços específicos limitando ou controlando gestos susceptíveis de originar ou agravar uma lesão.
  • 3. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] A quem se dirige? Atletas e população em geral Qual o objectivo? Meio de prevenção e reabilitação Que material a utilizar? Aplicação apropriada a cada caso
  • 4. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Objectivos: 1 - Modalidade terapêutica utilizada em lesões do sistema musculoesquelético, integrada num contexto de cuidados globais; 2 - Vantagens em relação às imobilizações rígidas (parciais e totais); 3 - Promove e acelera o processo de reparação tecidular; 4 - Evita os efeitos negativos das imobilizações rígidas, permitindo o movimento selectivo;
  • 5. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Material Ligaduras elásticas adesivas Ligaduras adesivas (não elásticas) TAPE
  • 6. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Almofadas (foam) Material
  • 7. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Mousse protectora, ligadura elástica adesiva e não adesiva (tradicional) Material
  • 8. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Tesoura de pontas rombas; Lâmina; Creme hidratante; Tape remover; Material
  • 9. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] 1 - Terapêuticas Desde a fase mais precoce até à reintegração funcional 2 - Preventivas Primária; Secundária; Terciária; Tipos de Ligaduras Funcionais
  • 10. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] 1 - Taping imediato – Imediatamente após a lesão Objectivos: a) Minimizar complicações secundárias; b) Controlar fase inflamatória; c) Estabilizar situação; 2 - Taping protector – Após diagnóstico das unidades funcionais lesadas Objectivos: a) Manter as estruturas afectadas na posição ideal para cicatrização b) Criar as melhores condições para o processo de remodelação, minimizando o risco de recidivas; c) Potenciar a função sem comprometer a remodelação; Tipos de Ligaduras Funcionais (pós-lesão)
  • 11. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] 1 - Taping Profilático (prevenção primária) Objectivos: a) Proteger determinadas estruturas de forças de tensão específicas, inerentes às actividades funcionais e modalidade desportiva; 2 - Taping pós lesão (prevenção secundária) Objectivos: a) Conferir apoio adicional após recuperação da lesão, minimizando recidivas; b) Controlar a mobilidade, anulando stresse adicional; 3 - Taping terciário (prevenção terciária) Objectivos: a) Potenciar a mobilidade para uma melhor adaptação funcional; Tipos de Ligaduras Funcionais (preventivas)
  • 12.
  • 13. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Ligaduras Funcionais - Efeitos 1 - Mecânicos 2 - Exteropceptivos e Proprioceptivos 3 - Psicológicos
  • 14. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] 1 - Efeito Mecânico Limita e/ou controla mecanicamente (de forma selectiva) a mobilidade articular e tecidular: a) Correcção do alinhamento; b) Controlo dos mecanismos da lesão; c) Encurtamento de estruturas; d) Alivia tensão nas estruturas a proteger; e) Contenção;
  • 15.
  • 16.
  • 17. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Ligaduras Funcionais - Vantagens a) Protecção selectiva da unidade funcional b) Preserva o padrão normal de movimento; d) Controla e minimiza o stresse sobre as estruturas lesadas; c) Promove uma reparação tecidular mais rápida;
  • 18. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] a) Material relativamente dispendioso; Diferentes estudos apontam como desvantagens das Ligaduras Funcionais: a) Perda de eficácia após prolongada actividade (desportiva); b) Instabilidade articular após a utilização de Ligadura Funcional; c) Intolerância ao adesivo; d) Aplicações prolongadas (complicações cutâneas); Ligaduras Funcionais - desvantagens b) Lesões cutâneas;
  • 19.
  • 20. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] 1. Rupturas totais dos tecidos moles; 2. Fracturas ósseas e condrais; 3. Alterações circulatórias graves; 4. Hemorragias extensas; 5. Lesões da pele; 6. Intolerância ao adesivo; 7. Edema; 8. Feridas abertas; Ligaduras Funcionais – Contra-indicações
  • 21. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Imagem exemplificativa da limitação do movimento articular:
  • 22. Hugo Pedrosa 2009 [Ligaduras funcionais] Ligadura recomendada para Hallux Valgus Construção: Colocamos TAPE ( 1,5 cm ) na parte interna do dedo do pé com tensão suficiente para corrigir o ângulo externo do dedo Depois colocar duas ou três tiras em função da tensão que se quer obter.
  • 23. Hugo Pedrosa 2009 [hpedrosa_31@sapo.pt]