SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Irmãos Lumiére
AUGUSTE E LOUIS LUMIÈRE
AUGUSTE MARIE LUMIÈRE E LOUIS NICHOLAS LUMIÈRE
OS IRMÃOS LUMIÈRE, AUGUSTE LUMIÈRE (1862-1954) E LOUIS LUMIÈRE (1864-1948) NASCERAM
EM FRANÇA EM BESANÇON. FILHOS DE ANTOINE LUMIÈRE, FOTÓGRAFO, PROPRIETÁRIO DE UMA
INDÚSTRIA DE FILMES E FABRICANTE DE PAPÉIS FOTOGRÁFICOS. APÓS FREQUENTAREM A ESCOLA
TÉCNICA, REALIZARAM ESTUDOS ACERCA DOS PROCESSOS FOTOGRÁFICOS, ATÉ CHEGAREM AO
CINEMATÓGRAFO. LOUIS LUMIÈRE FOI O PRIMEIRO CINEASTA REALIZADOR. O SEU IRMÃO AUGUSTE
PARTICIPOU TAMBÉM NAS PRIMEIRAS DESCOBERTAS.
Auguste Lumiére Louis Lumiére
Os irmãos Lumière e a invenção do cinema.
• VER FILMES NÃO SERIA POSSÍVEL SEM UM PRINCÍPIO CIENTÍFICO DESIGNADO: “A MEMÓRIA
DA RETINA” OU "A PERSISTÊNCIA DA IMAGEM NA RETINA", SINTETIZADO PELO BELGA
JOSEPH-ANTOINE PLATEAU. A RETINA É A PARTE DO OLHO HUMANO QUE CAPTA A LUZ,
TRANSMITINDO IMAGENS AO CÉREBRO. A DURAÇÃO DESSA TRANSMISSÃO É MAIS LENTA QUE A
RECEPÇÃO DE 24 IMAGENS FIXAS POR SEGUNDO, NA RETINA, O QUE FAZ COM QUE O CÉREBRO
HUMANO INTERPRETE MOVIMENTO AO RELACIONAR IMAGENS VISUALIZADAS A ESSA VELOCIDADE
(24 IMAGENS/ POR SEGUNDO).
Ou seja, Ao serem projectadas
numa tela 24 fotografias (24
imagens fixas), onde os
objetos se apresentam numa
sequência de movimento, com
uma pequena diferença de tempo
entre elas, a retina humana
não tem capacidade para as
acompanhar, devido à
persistência da imagem na
retina, o que faz com que se
crie a ilusão de movimento.
Princípio da sucessão das imagens, o suporte para a sua
fixação e a projeção das mesmas.
A Lanterna Mágica(projetor de
imagens) foi inventada pelo
padre jesuíta Athanasius
Kirchner, no século XVII.Mas
só com a descoberta da
fotografia, inventada em 1822
por Joseph Niépce, e
aperfeiçoada em 1839 por
Louis-Jacques é que se tornou
possível fixá-las num suporte
físico película e papel
fotográfico)
FORAM INÚMEROS OS APARELHOS QUE SE
SURGIRAM PARA MOVIMENTAR AS
FOTOGRAFIAS SEGUNDO O PRINCÍPIO DE
PLATEAU. DE MAIOR RELEVÂNCIA,
O PRAXINOSCÓPIO DE CHARLES ÉMIL
REYNAUD, QUE PERMITIU PELA PRIMEIRA
VEZ EM 1888 A PROJECÇÃO DE IMAGENS
EM MOVIMENTO ATRAVÉS DE UM ESPELHO.
O Kinetoscópio (caixa para
observar imagens)de Thomas
Alva Edison, criado em 1891,
permitia uma visão direta de
imagens em movimento, mas não
projetava as imagens.
• O CINEMATÓGRAFO DE LÉON BOULY SURGE
EM 1893, MAS FOI A 13 DE FEVEREIRO DE
1895 QUE LOUIS LUMIÈRE TIROU A
PATENTE DE UM APARELHO QUE SERVIA
PARA A CAPTAÇÃO DE PROVAS
CRONOFOTOGRAFIAS (SUCESSÃO DE IMAGENS
DO MOVIMENTO DECOMPOSTO), E QUE COM A
MESMA DENOMINAÇÃO, ERA JÁ UMA ESPÉCIE
DE MÁQUINA DE FILMAR "ANCESTRAL“.
• É MOVIDO À MANIVELA E UTILIZA
NEGATIVOS PERFURADOS (FOTOGRAFIAS EM
PELÍCULA) E UM SISTEMA DE RODAS
DENTADAS, TORNANDO POSSÍVEL A
PROJEÇÃO DE IMAGENS EM MOVIMENTO, AO
PÚBLICO. O NOME DO APARELHO PASSOU A
IDENTIFICAR, EM TODAS AS LÍNGUAS, A
NOVA ARTE DAS IMAGENS EM MOVIMENTO.
A primeira projeção cinematográfica.
Paris, 28 de Dezembro de 1895.
Apenas 33 pessoas atenderam ao
apelo inscrito no cartaz e
resolveram testemunhar a
primeira sessão de cinema da
história, apresentada pelos
irmãos Lumière, no Grand- Café
do Boulevard des Capucines,
de Paris.
O PRIMEIRO FILME APRESENTADO FOI
“SAÍDA DOS TRABALHADORES DA
FÁBRICALUMIÈRE”. TRATAVA-SE PURA E
SIMPLESMENTE DA SAÍDA DOS
TRABALHADORES DA FÁBRICA
LUMIÈRE.
No segundo filme “Chegada de um
Comboio à Gare de La Ciotat”,
consta que o comboio parecia
sair da tela" e a reação do
público foi de susto,
escondendo-se debaixo das
cadeiras...
Análise da obra dos irmãos Lumière
• Os filmes dos irmãos Lumière têm no geral, cerca de 17 metros de filme
e cerca de 50 segundos de duração. Filmados ao ar livre, são o registro
de cenas do quotidiano, produções documentais de tendência realista.
Mas existem também algumas comédias, apresentadas normalmente sob
números de palhaços.
• Os filmes não tinham som. Apesar de já se terem tentado algumas
experiências, o som só chega ao cinema em 1927.
• As imagens eram a preto e branco, pois o primeiro filme inteiramente
rodado a cores só surge em 1935.
• Os figurantes, nos seus primeiros filmes, eram na maior parte das vezes
familiares e amigos da família. As instruções dos Lumière eram para que
estes quando filmados ignorassem a câmara, no sentido de tornar as
situações o mais natural possível.
• O primeiro efeito especial dos filmes Lumière, surge acidentalmente. Ao
filmarem “Destruição deuma Muro”, moveram por engano a fita para trás
reconstruindo a parede em filme. O público vibrou com o fenómeno visual
a que não estava habituado.
• Os filmes Lumière são sempre filmados de câmara fixa. O
primeiro Travelling surge à experiência. A câmara é fixa mas encontra-
se a filmar dentro de um barco em movimento.
Colégio São Lucas!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

02 Fotografia Digital - Historia da fotografia
02 Fotografia Digital - Historia da fotografia02 Fotografia Digital - Historia da fotografia
02 Fotografia Digital - Historia da fotografia
Paulo Neves
 
Expressionismo Alemão
Expressionismo AlemãoExpressionismo Alemão
Expressionismo Alemão
Michele Pó
 
Pós-impressionismo
Pós-impressionismoPós-impressionismo
Pós-impressionismo
marta Maria
 
História da Fotografia
História da FotografiaHistória da Fotografia
História da Fotografia
guest668b3
 

Mais procurados (20)

A Era do Cinema mudo
A Era do Cinema mudoA Era do Cinema mudo
A Era do Cinema mudo
 
A história da fotografia
A história da fotografiaA história da fotografia
A história da fotografia
 
Arte e Mídia
Arte e MídiaArte e Mídia
Arte e Mídia
 
Aula 4 Griffith
Aula 4 GriffithAula 4 Griffith
Aula 4 Griffith
 
Arte - Realismo
Arte - RealismoArte - Realismo
Arte - Realismo
 
Teorias da montagem cinematográfica
Teorias da montagem cinematográficaTeorias da montagem cinematográfica
Teorias da montagem cinematográfica
 
CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)
CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)
CINEMA - Parte 2 (Desenvolvimento e indústria)
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
A história do cinema
A história do cinemaA história do cinema
A história do cinema
 
HISTÓRIA DA FOTOGRAFIA -PIONEIROS E SUAS CONTRIBUIÇÕES
HISTÓRIA DA FOTOGRAFIA -PIONEIROS E SUAS CONTRIBUIÇÕESHISTÓRIA DA FOTOGRAFIA -PIONEIROS E SUAS CONTRIBUIÇÕES
HISTÓRIA DA FOTOGRAFIA -PIONEIROS E SUAS CONTRIBUIÇÕES
 
02 Fotografia Digital - Historia da fotografia
02 Fotografia Digital - Historia da fotografia02 Fotografia Digital - Historia da fotografia
02 Fotografia Digital - Historia da fotografia
 
Expressionismo Alemão
Expressionismo AlemãoExpressionismo Alemão
Expressionismo Alemão
 
Origem cinema
Origem cinemaOrigem cinema
Origem cinema
 
Pós - Impressionismo
Pós - ImpressionismoPós - Impressionismo
Pós - Impressionismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 
Walter Gropius e a Escola De Bauhaus
Walter Gropius e a Escola De BauhausWalter Gropius e a Escola De Bauhaus
Walter Gropius e a Escola De Bauhaus
 
Art Nouveau (Arte Nova)
Art Nouveau (Arte Nova)Art Nouveau (Arte Nova)
Art Nouveau (Arte Nova)
 
Pós-impressionismo
Pós-impressionismoPós-impressionismo
Pós-impressionismo
 
História da Fotografia
História da FotografiaHistória da Fotografia
História da Fotografia
 

Destaque

Os irmãos lumier etpm
Os irmãos lumier  etpmOs irmãos lumier  etpm
Os irmãos lumier etpm
João Soares
 
Irmãos lumière
Irmãos lumière  Irmãos lumière
Irmãos lumière
Ronyduarte
 
Cinema, filosofia e sociedade.pptx
Cinema, filosofia e sociedade.pptx   Cinema, filosofia e sociedade.pptx
Cinema, filosofia e sociedade.pptx
gabiimedeiros
 
Didática commedia dell'arte
Didática   commedia  dell'arteDidática   commedia  dell'arte
Didática commedia dell'arte
Leitier
 
Roubando
RoubandoRoubando
Roubando
JNR
 
História do Cinema
História do CinemaHistória do Cinema
História do Cinema
Filipe Leal
 
A cultura do cinema
A cultura do cinema   A cultura do cinema
A cultura do cinema
Ana Barreiros
 

Destaque (14)

Os irmãos lumiere
Os irmãos lumiereOs irmãos lumiere
Os irmãos lumiere
 
Irmãos Lumière
Irmãos Lumière Irmãos Lumière
Irmãos Lumière
 
Irmãos lumière
Irmãos lumièreIrmãos lumière
Irmãos lumière
 
Os irmãos lumier etpm
Os irmãos lumier  etpmOs irmãos lumier  etpm
Os irmãos lumier etpm
 
Irmãos lumière
Irmãos lumière  Irmãos lumière
Irmãos lumière
 
Cinema, filosofia e sociedade.pptx
Cinema, filosofia e sociedade.pptx   Cinema, filosofia e sociedade.pptx
Cinema, filosofia e sociedade.pptx
 
Os irmãos lumiére
Os irmãos lumiéreOs irmãos lumiére
Os irmãos lumiére
 
Didática commedia dell'arte
Didática   commedia  dell'arteDidática   commedia  dell'arte
Didática commedia dell'arte
 
Roubando
RoubandoRoubando
Roubando
 
História do Cinema
História do CinemaHistória do Cinema
História do Cinema
 
Historia do cinema
Historia do cinemaHistoria do cinema
Historia do cinema
 
CINEMA - Parte 1 (O início da história)
CINEMA - Parte 1 (O início da história)CINEMA - Parte 1 (O início da história)
CINEMA - Parte 1 (O início da história)
 
A cultura do cinema
A cultura do cinema   A cultura do cinema
A cultura do cinema
 
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
 

Semelhante a Irmãos Lumiére - Artes

A sétima arte e os Irmãos lumier
A sétima arte e os Irmãos lumierA sétima arte e os Irmãos lumier
A sétima arte e os Irmãos lumier
catiapereiramanuela
 
A 7 arte e os irmaos lumiere1
A 7 arte e os irmaos lumiere1A 7 arte e os irmaos lumiere1
A 7 arte e os irmaos lumiere1
Ananas125
 
A sétima arte e os irmãos lumière
A sétima arte e os irmãos lumièreA sétima arte e os irmãos lumière
A sétima arte e os irmãos lumière
dianaa18
 
A sétima arte e os irmãos lumiere4
A sétima arte e os irmãos lumiere4A sétima arte e os irmãos lumiere4
A sétima arte e os irmãos lumiere4
dianaa18
 
A sétima arte e os irmãos lumière
A sétima arte e os irmãos lumièreA sétima arte e os irmãos lumière
A sétima arte e os irmãos lumière
dianaa18
 
Os irmãos lumière tiago
Os irmãos lumière tiagoOs irmãos lumière tiago
Os irmãos lumière tiago
pipo888
 
Irmãos lumière
Irmãos lumièreIrmãos lumière
Irmãos lumière
jose18cga
 
A origem do cinema
A origem do cinemaA origem do cinema
A origem do cinema
olivia57
 
Fotografia cinematografica
Fotografia cinematograficaFotografia cinematografica
Fotografia cinematografica
Gleimeson Souza
 
A sétima arte e os irmãos lumiére
A sétima arte e os irmãos lumiéreA sétima arte e os irmãos lumiére
A sétima arte e os irmãos lumiére
kanina211
 

Semelhante a Irmãos Lumiére - Artes (20)

1-historia do cinema.pptx
1-historia do cinema.pptx1-historia do cinema.pptx
1-historia do cinema.pptx
 
Irmãos lumière
Irmãos lumière Irmãos lumière
Irmãos lumière
 
A sétima arte e os Irmãos lumier
A sétima arte e os Irmãos lumierA sétima arte e os Irmãos lumier
A sétima arte e os Irmãos lumier
 
história_cinema
história_cinemahistória_cinema
história_cinema
 
A 7 arte e os irmaos lumiere1
A 7 arte e os irmaos lumiere1A 7 arte e os irmaos lumiere1
A 7 arte e os irmaos lumiere1
 
Cinema
CinemaCinema
Cinema
 
História do cinema
História do cinemaHistória do cinema
História do cinema
 
A sétima arte e os irmãos lumière
A sétima arte e os irmãos lumièreA sétima arte e os irmãos lumière
A sétima arte e os irmãos lumière
 
A sétima arte e os irmãos lumiere4
A sétima arte e os irmãos lumiere4A sétima arte e os irmãos lumiere4
A sétima arte e os irmãos lumiere4
 
A sétima arte e os irmãos lumière
A sétima arte e os irmãos lumièreA sétima arte e os irmãos lumière
A sétima arte e os irmãos lumière
 
Os irmãos lumière tiago
Os irmãos lumière tiagoOs irmãos lumière tiago
Os irmãos lumière tiago
 
Irmãos lumière
Irmãos lumièreIrmãos lumière
Irmãos lumière
 
A origem do cinema
A origem do cinemaA origem do cinema
A origem do cinema
 
Fotografia cinematografica
Fotografia cinematograficaFotografia cinematografica
Fotografia cinematografica
 
O cinema faz 120 anos
O cinema faz 120 anosO cinema faz 120 anos
O cinema faz 120 anos
 
Irmaos lumiere
Irmaos lumiereIrmaos lumiere
Irmaos lumiere
 
Imagens na-historia
Imagens na-historiaImagens na-historia
Imagens na-historia
 
curso de animacao 2d Senac-George Alberto
curso de animacao 2d Senac-George Albertocurso de animacao 2d Senac-George Alberto
curso de animacao 2d Senac-George Alberto
 
A sétima arte e os irmãos lumiére
A sétima arte e os irmãos lumiéreA sétima arte e os irmãos lumiére
A sétima arte e os irmãos lumiére
 
Módulo 1 - CGA
Módulo 1 - CGAMódulo 1 - CGA
Módulo 1 - CGA
 

Mais de Rayra Santos

Mais de Rayra Santos (13)

Tecido Conjuntivo - Ciências
Tecido Conjuntivo - CiênciasTecido Conjuntivo - Ciências
Tecido Conjuntivo - Ciências
 
Substantivo - Português
Substantivo - PortuguêsSubstantivo - Português
Substantivo - Português
 
Sistemas (aberto e fechado) - Química
Sistemas (aberto e fechado) - QuímicaSistemas (aberto e fechado) - Química
Sistemas (aberto e fechado) - Química
 
Preconceito - Geografia
Preconceito - GeografiaPreconceito - Geografia
Preconceito - Geografia
 
Hepatite B e C - Ciências - Biologia
Hepatite B e C - Ciências - Biologia Hepatite B e C - Ciências - Biologia
Hepatite B e C - Ciências - Biologia
 
Olfato - Ciências - Sentido
Olfato - Ciências - Sentido Olfato - Ciências - Sentido
Olfato - Ciências - Sentido
 
Índios Alagoanos - Arte
Índios Alagoanos - Arte Índios Alagoanos - Arte
Índios Alagoanos - Arte
 
Independência Dos Estados Unidos - História
Independência Dos Estados Unidos - HistóriaIndependência Dos Estados Unidos - História
Independência Dos Estados Unidos - História
 
Fotorrelatório - Guns n' Roses
Fotorrelatório - Guns n' RosesFotorrelatório - Guns n' Roses
Fotorrelatório - Guns n' Roses
 
Criança - Ciências
Criança - CiênciasCriança - Ciências
Criança - Ciências
 
Escultura e Arte!
Escultura e Arte!Escultura e Arte!
Escultura e Arte!
 
Coca Cola - Geografia
Coca Cola - GeografiaCoca Cola - Geografia
Coca Cola - Geografia
 
Bruno Giorgi - Artes
Bruno Giorgi - Artes Bruno Giorgi - Artes
Bruno Giorgi - Artes
 

Último

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e SenegalTrabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 

Irmãos Lumiére - Artes

  • 1. Irmãos Lumiére AUGUSTE E LOUIS LUMIÈRE AUGUSTE MARIE LUMIÈRE E LOUIS NICHOLAS LUMIÈRE
  • 2. OS IRMÃOS LUMIÈRE, AUGUSTE LUMIÈRE (1862-1954) E LOUIS LUMIÈRE (1864-1948) NASCERAM EM FRANÇA EM BESANÇON. FILHOS DE ANTOINE LUMIÈRE, FOTÓGRAFO, PROPRIETÁRIO DE UMA INDÚSTRIA DE FILMES E FABRICANTE DE PAPÉIS FOTOGRÁFICOS. APÓS FREQUENTAREM A ESCOLA TÉCNICA, REALIZARAM ESTUDOS ACERCA DOS PROCESSOS FOTOGRÁFICOS, ATÉ CHEGAREM AO CINEMATÓGRAFO. LOUIS LUMIÈRE FOI O PRIMEIRO CINEASTA REALIZADOR. O SEU IRMÃO AUGUSTE PARTICIPOU TAMBÉM NAS PRIMEIRAS DESCOBERTAS. Auguste Lumiére Louis Lumiére
  • 3. Os irmãos Lumière e a invenção do cinema. • VER FILMES NÃO SERIA POSSÍVEL SEM UM PRINCÍPIO CIENTÍFICO DESIGNADO: “A MEMÓRIA DA RETINA” OU "A PERSISTÊNCIA DA IMAGEM NA RETINA", SINTETIZADO PELO BELGA JOSEPH-ANTOINE PLATEAU. A RETINA É A PARTE DO OLHO HUMANO QUE CAPTA A LUZ, TRANSMITINDO IMAGENS AO CÉREBRO. A DURAÇÃO DESSA TRANSMISSÃO É MAIS LENTA QUE A RECEPÇÃO DE 24 IMAGENS FIXAS POR SEGUNDO, NA RETINA, O QUE FAZ COM QUE O CÉREBRO HUMANO INTERPRETE MOVIMENTO AO RELACIONAR IMAGENS VISUALIZADAS A ESSA VELOCIDADE (24 IMAGENS/ POR SEGUNDO). Ou seja, Ao serem projectadas numa tela 24 fotografias (24 imagens fixas), onde os objetos se apresentam numa sequência de movimento, com uma pequena diferença de tempo entre elas, a retina humana não tem capacidade para as acompanhar, devido à persistência da imagem na retina, o que faz com que se crie a ilusão de movimento.
  • 4. Princípio da sucessão das imagens, o suporte para a sua fixação e a projeção das mesmas. A Lanterna Mágica(projetor de imagens) foi inventada pelo padre jesuíta Athanasius Kirchner, no século XVII.Mas só com a descoberta da fotografia, inventada em 1822 por Joseph Niépce, e aperfeiçoada em 1839 por Louis-Jacques é que se tornou possível fixá-las num suporte físico película e papel fotográfico)
  • 5. FORAM INÚMEROS OS APARELHOS QUE SE SURGIRAM PARA MOVIMENTAR AS FOTOGRAFIAS SEGUNDO O PRINCÍPIO DE PLATEAU. DE MAIOR RELEVÂNCIA, O PRAXINOSCÓPIO DE CHARLES ÉMIL REYNAUD, QUE PERMITIU PELA PRIMEIRA VEZ EM 1888 A PROJECÇÃO DE IMAGENS EM MOVIMENTO ATRAVÉS DE UM ESPELHO.
  • 6. O Kinetoscópio (caixa para observar imagens)de Thomas Alva Edison, criado em 1891, permitia uma visão direta de imagens em movimento, mas não projetava as imagens.
  • 7. • O CINEMATÓGRAFO DE LÉON BOULY SURGE EM 1893, MAS FOI A 13 DE FEVEREIRO DE 1895 QUE LOUIS LUMIÈRE TIROU A PATENTE DE UM APARELHO QUE SERVIA PARA A CAPTAÇÃO DE PROVAS CRONOFOTOGRAFIAS (SUCESSÃO DE IMAGENS DO MOVIMENTO DECOMPOSTO), E QUE COM A MESMA DENOMINAÇÃO, ERA JÁ UMA ESPÉCIE DE MÁQUINA DE FILMAR "ANCESTRAL“. • É MOVIDO À MANIVELA E UTILIZA NEGATIVOS PERFURADOS (FOTOGRAFIAS EM PELÍCULA) E UM SISTEMA DE RODAS DENTADAS, TORNANDO POSSÍVEL A PROJEÇÃO DE IMAGENS EM MOVIMENTO, AO PÚBLICO. O NOME DO APARELHO PASSOU A IDENTIFICAR, EM TODAS AS LÍNGUAS, A NOVA ARTE DAS IMAGENS EM MOVIMENTO.
  • 8. A primeira projeção cinematográfica. Paris, 28 de Dezembro de 1895. Apenas 33 pessoas atenderam ao apelo inscrito no cartaz e resolveram testemunhar a primeira sessão de cinema da história, apresentada pelos irmãos Lumière, no Grand- Café do Boulevard des Capucines, de Paris.
  • 9. O PRIMEIRO FILME APRESENTADO FOI “SAÍDA DOS TRABALHADORES DA FÁBRICALUMIÈRE”. TRATAVA-SE PURA E SIMPLESMENTE DA SAÍDA DOS TRABALHADORES DA FÁBRICA LUMIÈRE. No segundo filme “Chegada de um Comboio à Gare de La Ciotat”, consta que o comboio parecia sair da tela" e a reação do público foi de susto, escondendo-se debaixo das cadeiras...
  • 10. Análise da obra dos irmãos Lumière • Os filmes dos irmãos Lumière têm no geral, cerca de 17 metros de filme e cerca de 50 segundos de duração. Filmados ao ar livre, são o registro de cenas do quotidiano, produções documentais de tendência realista. Mas existem também algumas comédias, apresentadas normalmente sob números de palhaços. • Os filmes não tinham som. Apesar de já se terem tentado algumas experiências, o som só chega ao cinema em 1927. • As imagens eram a preto e branco, pois o primeiro filme inteiramente rodado a cores só surge em 1935. • Os figurantes, nos seus primeiros filmes, eram na maior parte das vezes familiares e amigos da família. As instruções dos Lumière eram para que estes quando filmados ignorassem a câmara, no sentido de tornar as situações o mais natural possível. • O primeiro efeito especial dos filmes Lumière, surge acidentalmente. Ao filmarem “Destruição deuma Muro”, moveram por engano a fita para trás reconstruindo a parede em filme. O público vibrou com o fenómeno visual a que não estava habituado. • Os filmes Lumière são sempre filmados de câmara fixa. O primeiro Travelling surge à experiência. A câmara é fixa mas encontra- se a filmar dentro de um barco em movimento.