SlideShare uma empresa Scribd logo
Os Infortúnios
ocultos
ESE, Cap. XIII – Que a vossa mão esquerda não
saiba o que dá a vossa mão direita, item 4.
Caridade nas grandes trajédias
O Comoção coletiva
O Grande visibilidade da solidariedade
O Fomenta a esperança
**Há colaboradores e aproveitadores
2
Desastres particulares
O Materiais
O Emocionais
O Intelectuais
O Morais
“...infortúnios discretos e ocultos,
que a verdadeira generosidade
sabe descobrir, sem esperar que
venham pedir assistência.”
3
A verdadeira caridade
O Humildade
O Ausência de preconceito
O Doa com respeito e consideração, sem
vaidade;
O “Procura” oportunidades de auxílio;
4
A verdadeira caridade
O Dá de si mesma
O Estimula ao bem pelo exemplo;
O Corresponde aos compromissos sociais;
O Usufrui adequadamente, dos benefícios
que tem
O “...não lhe interessa outra aprovação que
a de Deus e da sua própria consciência.”
5
Por um pedaço de pão
O Por um pedaço de pão e por um
pouco de vinho, eu já vi mais de
um irmão se desviar do caminho
Por um pedaço de pão e por um
pouco de vinho, eu também vi
muita gente encontrar novamente
o caminho do céu, Eu também vi
muita gente voltar novamente ao
convívio de Deus;
O Por um pedaço de pão e por um
pouco de vinho, eu já vi mais de
um irmão tornar-se um homem
mesquinho
Por um pedaço de pão e por um
pouco de vinho, vejo as nações
em conflito e este mundo
“maldito por não partilhar”, vejo
metade dos homens morrendo
de fome, sem Deus e sem lar;
O Por não ter vinho nem pão, por
lhe faltar a comida, eu já vi mais
de um irmão desiludido da vida
E por não dar do seu pão, e por
não dar do seu vinho, vi quem
dizia ser crente, perder de
repente os valores morais, vi que
o caminho da paz só se faz com
justiça e direitos iguais
Padre Zezinho
6
Conclusão
O “Vivei com os homens do vosso tempo, como
devem viver os homens;
O ...Basta referir todos os vossos atos ao Criador,
que vos deu a vida.
O A perfeição, como disse o Cristo, encontra-se
inteiramente na prática da caridade sem limites,
pois os deveres da caridade abrangem todas as
posições sociais...O homem que vivesse isolado
não teria como exercer a caridade. Somente no
contato com os semelhantes, nas lutas mais
penosas, ele encontra a ocasião de praticá-la.
Aquele que se isola, portanto, priva-se
voluntariamente do mais poderoso meio de
perfeição...”
O homem no mundo.ESE, Cap. XVII – SEDE PERFEITOS, item 10
7

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra beneficência
Palestra beneficênciaPalestra beneficência
Palestra beneficência
Denise Tamaê
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Causas anteriores das aflições
Causas anteriores das afliçõesCausas anteriores das aflições
Causas anteriores das aflições
Marcos Antônio Alves
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
A fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 eseA fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 ese
ctollin
 
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmoPalestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
Divulgador do Espiritismo
 
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOSAMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
Jorge Luiz dos Santos
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
Sergio Menezes
 
O Ódio - O amor que enlouqueceu
O Ódio - O amor que enlouqueceuO Ódio - O amor que enlouqueceu
O Ódio - O amor que enlouqueceu
Izabel Cristina Fonseca
 
Missão do homem inteligente na terra (Leonardo Pereira).
Missão do homem inteligente na terra (Leonardo Pereira).Missão do homem inteligente na terra (Leonardo Pereira).
Missão do homem inteligente na terra (Leonardo Pereira).
Leonardo Pereira
 
Palestra reforma íntima
Palestra   reforma íntimaPalestra   reforma íntima
Palestra reforma íntima
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Honrar pai e mãe
Honrar pai e mãeHonrar pai e mãe
Honrar pai e mãe
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
Semente de Esperança
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
Sergio Menezes
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Izabel Cristina Fonseca
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
Fatoze
 
Segundo Módulo - Aula 11 - Lei de liberdade
Segundo Módulo - Aula 11 - Lei de liberdadeSegundo Módulo - Aula 11 - Lei de liberdade
Segundo Módulo - Aula 11 - Lei de liberdade
CeiClarencio
 
O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
Graça Maciel
 
O Dever
O DeverO Dever
O Dever
CEENA_SS
 
Palestra Espirita - Buscai e Achareis
Palestra Espirita - Buscai e AchareisPalestra Espirita - Buscai e Achareis
Palestra Espirita - Buscai e Achareis
manumino
 

Mais procurados (20)

Palestra beneficência
Palestra beneficênciaPalestra beneficência
Palestra beneficência
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
 
Causas anteriores das aflições
Causas anteriores das afliçõesCausas anteriores das aflições
Causas anteriores das aflições
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
 
A fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 eseA fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 ese
 
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmoPalestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
 
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOSAMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
 
O Ódio - O amor que enlouqueceu
O Ódio - O amor que enlouqueceuO Ódio - O amor que enlouqueceu
O Ódio - O amor que enlouqueceu
 
Missão do homem inteligente na terra (Leonardo Pereira).
Missão do homem inteligente na terra (Leonardo Pereira).Missão do homem inteligente na terra (Leonardo Pereira).
Missão do homem inteligente na terra (Leonardo Pereira).
 
Palestra reforma íntima
Palestra   reforma íntimaPalestra   reforma íntima
Palestra reforma íntima
 
Honrar pai e mãe
Honrar pai e mãeHonrar pai e mãe
Honrar pai e mãe
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
 
Segundo Módulo - Aula 11 - Lei de liberdade
Segundo Módulo - Aula 11 - Lei de liberdadeSegundo Módulo - Aula 11 - Lei de liberdade
Segundo Módulo - Aula 11 - Lei de liberdade
 
O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
 
O Dever
O DeverO Dever
O Dever
 
Palestra Espirita - Buscai e Achareis
Palestra Espirita - Buscai e AchareisPalestra Espirita - Buscai e Achareis
Palestra Espirita - Buscai e Achareis
 

Destaque

Infortúnios ocultos
Infortúnios ocultosInfortúnios ocultos
Infortúnios ocultos
Nertan Jucá
 
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dorTormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Danilo Galvão
 
Caridade
CaridadeCaridade
Amor incondicional 1
Amor incondicional 1Amor incondicional 1
Amor incondicional 1
Luciane Belchior
 
Fora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há SalvaçãoFora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há Salvação
Luciane Belchior
 
Caridade
CaridadeCaridade
Felicidade E Infelicidade Relativa
Felicidade E  Infelicidade  RelativaFelicidade E  Infelicidade  Relativa
Felicidade E Infelicidade Relativa
Sergio Menezes
 
Penas e gozos futuros
Penas e gozos futurosPenas e gozos futuros
Penas e gozos futuros
Luciane Belchior
 
Alqueire
AlqueireAlqueire
Sacrifícios do amor
Sacrifícios do amorSacrifícios do amor
Sacrifícios do amor
Luciane Belchior
 
Como criar boas apresentações em powerpoint [Palestra Espírita]
Como criar boas apresentações em powerpoint [Palestra Espírita]Como criar boas apresentações em powerpoint [Palestra Espírita]
Como criar boas apresentações em powerpoint [Palestra Espírita]
Departamento de Comunicação - DECOM | FEEES
 
O cisco e a trave no olho
O cisco e a trave no olhoO cisco e a trave no olho
O cisco e a trave no olho
Luciane Belchior
 
Para refletir
Para refletirPara refletir
Para refletir
Luciane Belchior
 
Os tormentos voluntários
Os tormentos voluntáriosOs tormentos voluntários
Os tormentos voluntários
balsense
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
gmo1973
 
Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
Izabel Cristina Fonseca
 
O poder da língua
O poder da línguaO poder da língua
O poder da língua
Luciane Belchior
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
Luciane Belchior
 
A paciência
A paciênciaA paciência
A paciência
home
 
Paciencia Em Ti
Paciencia Em TiPaciencia Em Ti
Paciencia Em Ti
Luise .
 

Destaque (20)

Infortúnios ocultos
Infortúnios ocultosInfortúnios ocultos
Infortúnios ocultos
 
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dorTormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dor
 
Caridade
CaridadeCaridade
Caridade
 
Amor incondicional 1
Amor incondicional 1Amor incondicional 1
Amor incondicional 1
 
Fora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há SalvaçãoFora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há Salvação
 
Caridade
CaridadeCaridade
Caridade
 
Felicidade E Infelicidade Relativa
Felicidade E  Infelicidade  RelativaFelicidade E  Infelicidade  Relativa
Felicidade E Infelicidade Relativa
 
Penas e gozos futuros
Penas e gozos futurosPenas e gozos futuros
Penas e gozos futuros
 
Alqueire
AlqueireAlqueire
Alqueire
 
Sacrifícios do amor
Sacrifícios do amorSacrifícios do amor
Sacrifícios do amor
 
Como criar boas apresentações em powerpoint [Palestra Espírita]
Como criar boas apresentações em powerpoint [Palestra Espírita]Como criar boas apresentações em powerpoint [Palestra Espírita]
Como criar boas apresentações em powerpoint [Palestra Espírita]
 
O cisco e a trave no olho
O cisco e a trave no olhoO cisco e a trave no olho
O cisco e a trave no olho
 
Para refletir
Para refletirPara refletir
Para refletir
 
Os tormentos voluntários
Os tormentos voluntáriosOs tormentos voluntários
Os tormentos voluntários
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
 
Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
 
O poder da língua
O poder da línguaO poder da língua
O poder da língua
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
 
A paciência
A paciênciaA paciência
A paciência
 
Paciencia Em Ti
Paciencia Em TiPaciencia Em Ti
Paciencia Em Ti
 

Semelhante a Infortunios ocultos palestra

Convidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESE
Convidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESEConvidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESE
Convidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESE
Fernanda Florian
 
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direitaQue sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
0123
01230123
0123
boasnovas
 
0123
01230123
Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13
Patricia Farias
 
O Adeus Final do Cristão Idoso ao Mundo e Suas Vaidades - John Whitson
O Adeus Final do Cristão Idoso ao Mundo e Suas Vaidades - John WhitsonO Adeus Final do Cristão Idoso ao Mundo e Suas Vaidades - John Whitson
O Adeus Final do Cristão Idoso ao Mundo e Suas Vaidades - John Whitson
Silvio Dutra
 
O voluntariado
O voluntariadoO voluntariado
O voluntariado
Henrique Vieira
 
Pensamentos de santo_agostinho
Pensamentos de santo_agostinhoPensamentos de santo_agostinho
Pensamentos de santo_agostinho
Carlos Roberto Deberge
 
11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos
JPS Junior
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - 199 pensamentos de santo agostinho
( Espiritismo)   # - amag ramgis - 199 pensamentos de santo agostinho( Espiritismo)   # - amag ramgis - 199 pensamentos de santo agostinho
( Espiritismo) # - amag ramgis - 199 pensamentos de santo agostinho
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
OrdineGesu
 
EU PENSO, TU PENSAS, ELES PENSAM (Temas diversos)
EU PENSO, TU PENSAS, ELES PENSAM (Temas diversos)EU PENSO, TU PENSAS, ELES PENSAM (Temas diversos)
EU PENSO, TU PENSAS, ELES PENSAM (Temas diversos)
Rozilda Euzebio Costa
 
Paonosso l10
Paonosso l10Paonosso l10
Paonosso l10
Manoel Gamas
 

Semelhante a Infortunios ocultos palestra (13)

Convidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESE
Convidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESEConvidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESE
Convidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESE
 
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direitaQue sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
Que sua mão esquerda não saiba o que faz a direita
 
0123
01230123
0123
 
0123
01230123
0123
 
Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13
 
O Adeus Final do Cristão Idoso ao Mundo e Suas Vaidades - John Whitson
O Adeus Final do Cristão Idoso ao Mundo e Suas Vaidades - John WhitsonO Adeus Final do Cristão Idoso ao Mundo e Suas Vaidades - John Whitson
O Adeus Final do Cristão Idoso ao Mundo e Suas Vaidades - John Whitson
 
O voluntariado
O voluntariadoO voluntariado
O voluntariado
 
Pensamentos de santo_agostinho
Pensamentos de santo_agostinhoPensamentos de santo_agostinho
Pensamentos de santo_agostinho
 
11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - 199 pensamentos de santo agostinho
( Espiritismo)   # - amag ramgis - 199 pensamentos de santo agostinho( Espiritismo)   # - amag ramgis - 199 pensamentos de santo agostinho
( Espiritismo) # - amag ramgis - 199 pensamentos de santo agostinho
 
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
 
EU PENSO, TU PENSAS, ELES PENSAM (Temas diversos)
EU PENSO, TU PENSAS, ELES PENSAM (Temas diversos)EU PENSO, TU PENSAS, ELES PENSAM (Temas diversos)
EU PENSO, TU PENSAS, ELES PENSAM (Temas diversos)
 
Paonosso l10
Paonosso l10Paonosso l10
Paonosso l10
 

Último

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 

Último (14)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 

Infortunios ocultos palestra

  • 1. Os Infortúnios ocultos ESE, Cap. XIII – Que a vossa mão esquerda não saiba o que dá a vossa mão direita, item 4.
  • 2. Caridade nas grandes trajédias O Comoção coletiva O Grande visibilidade da solidariedade O Fomenta a esperança **Há colaboradores e aproveitadores 2
  • 3. Desastres particulares O Materiais O Emocionais O Intelectuais O Morais “...infortúnios discretos e ocultos, que a verdadeira generosidade sabe descobrir, sem esperar que venham pedir assistência.” 3
  • 4. A verdadeira caridade O Humildade O Ausência de preconceito O Doa com respeito e consideração, sem vaidade; O “Procura” oportunidades de auxílio; 4
  • 5. A verdadeira caridade O Dá de si mesma O Estimula ao bem pelo exemplo; O Corresponde aos compromissos sociais; O Usufrui adequadamente, dos benefícios que tem O “...não lhe interessa outra aprovação que a de Deus e da sua própria consciência.” 5
  • 6. Por um pedaço de pão O Por um pedaço de pão e por um pouco de vinho, eu já vi mais de um irmão se desviar do caminho Por um pedaço de pão e por um pouco de vinho, eu também vi muita gente encontrar novamente o caminho do céu, Eu também vi muita gente voltar novamente ao convívio de Deus; O Por um pedaço de pão e por um pouco de vinho, eu já vi mais de um irmão tornar-se um homem mesquinho Por um pedaço de pão e por um pouco de vinho, vejo as nações em conflito e este mundo “maldito por não partilhar”, vejo metade dos homens morrendo de fome, sem Deus e sem lar; O Por não ter vinho nem pão, por lhe faltar a comida, eu já vi mais de um irmão desiludido da vida E por não dar do seu pão, e por não dar do seu vinho, vi quem dizia ser crente, perder de repente os valores morais, vi que o caminho da paz só se faz com justiça e direitos iguais Padre Zezinho 6
  • 7. Conclusão O “Vivei com os homens do vosso tempo, como devem viver os homens; O ...Basta referir todos os vossos atos ao Criador, que vos deu a vida. O A perfeição, como disse o Cristo, encontra-se inteiramente na prática da caridade sem limites, pois os deveres da caridade abrangem todas as posições sociais...O homem que vivesse isolado não teria como exercer a caridade. Somente no contato com os semelhantes, nas lutas mais penosas, ele encontra a ocasião de praticá-la. Aquele que se isola, portanto, priva-se voluntariamente do mais poderoso meio de perfeição...” O homem no mundo.ESE, Cap. XVII – SEDE PERFEITOS, item 10 7