SlideShare uma empresa Scribd logo
INCLUSÃO
Toma-se como objetivo principal a unificação de pessoas com todo e qualquer tipo de deficiência em todos os ambientes. Voltando-se para a escola, a criança que tem alguma deficiência deve ser introduzida em uma turma regular. Objetivo da Inclusão:
“ Todas as pessoas com deficiência tem direito de expressar os seus desejos em relação à educação.” Salamanca, 1994, parag. 2
É importante lembrar que a escola deve se adequar ao aluno, não o contrário. “ As escolas centradas na criança são a base de construção de uma sociedade orientada para as pessoas, respeitando as diferenças e a dignidade de todos os seres humanos. “ Salamanca, 1994, parag 4
“ O princípio fundamental das escolas inclusivas consiste em todos os alunos aprenderem juntos, sempre que possível, independentemente das dificuldades e das diferenças que apresentem.” Salamanca, 1994, parag 4
“ Nas escolas inclusivas, os alunos com necessidades educativas especiais devem receber o apoio suplementar de que precisam para assegurar uma educação eficaz.” Salamanca, 1994, parag 8
Adequando a  escola ao aluno “ O currículo deve adaptar-se as crianças. As escolas terão de fornecer oportunidades curriculares que correspondam às crianças com capacidades e interesses distintos.” Salamanca, 1994 parag 28
“A colocação de crianças com deficiência nas classes regulares deve constituir parte integrante dos planos nacionais que visam a educação para todos.” Salamanca, 1994 parag. 19
Capacitando  Profissionais “ A preparação adequada de todo o pessoal educativo constitui o fator-chave na promoção das escolas inclusivas. Para isso, reconhece-se, cada vez mais, a importância do recrutamento de professores com deficiência que possam servir de modelo para as crianças deficientes.” Salamanca, 1994, parag 40
Pais e professores  trabalhando juntos Para se obter o êxito na educação das crianças com Necessidades Educacionais especiais, é necessário que pais e professores trabalhem juntos e apoiem-se mutuamente. “ Tanto os pais como os educadores podem precisar de apoio e encorajamento para aprenderem a trabalhar em conjunto, como parceiros.” Salamanca, 1994, parag 59
Pontos que devem ser ressaltados: Cada criança tem o direito fundamental à educação e deve ter a oportunidade de consegui-la e mantê-la um nível aceitável de aprendizagem; Cada criança tem características, interesses, capacidades e necessidades de aprendizagem que lhe são próprias; Os sistemas de educação devem ser planejados e os programas educativos implementados, tendo em vista a vasta diversidade destas características e necessidades; As crianças e jovens com necessidades educativas especiais devem ter acesso às escolas regulares, que a elas se devem adequar através duma pedagogia centrada na criança, capaz de ir ao encontro destas necessidades.
De acordo com a nossa constituição é direito de todos ir e vir, assim como ter uma educação de qualidade fornecida e assegurada pelo Estado. Torna-se dever do mesmo proteger as crianças contra todo e qualquer tipo de violência, tendo em vista o preconceito como uma delas.
 
Componentes do Grupo: Rafaela Mascarenhas Thais Duarte  Turma: 4003 Professora: Lídia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ed inclusiva unidade 1
Ed inclusiva unidade 1Ed inclusiva unidade 1
Ed inclusiva unidade 1
Daniel Rodrigues de Lima
 
Inclusão
InclusãoInclusão
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
carmemlima
 
Família, Escola e Comunidade
Família, Escola e ComunidadeFamília, Escola e Comunidade
Família, Escola e Comunidade
Luúh Reis
 
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
Instituto Consciência GO
 
Primeira Infância - Olhares e Desafios
Primeira Infância - Olhares e DesafiosPrimeira Infância - Olhares e Desafios
Primeira Infância - Olhares e Desafios
ACTEBA
 
Cartilha inclusao escolar
Cartilha inclusao escolarCartilha inclusao escolar
Cartilha inclusao escolar
SA Asperger
 
Inclusão na Educação Infantil
Inclusão na Educação InfantilInclusão na Educação Infantil
Inclusão na Educação Infantil
Lucas Silva
 
Deficiências
DeficiênciasDeficiências
Deficiências
Adaptar e Incluir
 
Inclusão escolar fundamentos
Inclusão escolar fundamentosInclusão escolar fundamentos
Inclusão escolar fundamentos
Thiago Tavares
 
Slide educação especial
Slide educação especialSlide educação especial
Slide educação especial
Andreia Gomes
 
Formação para Cuidadores Educacional
Formação para Cuidadores EducacionalFormação para Cuidadores Educacional
Formação para Cuidadores Educacional
Rosana Santos
 
Reflexões sobre a relação família escola
Reflexões sobre a relação família escolaReflexões sobre a relação família escola
Reflexões sobre a relação família escola
Sonia Piaya
 
A importância da parceria família e escola(chico mendes)
A importância da parceria família e escola(chico mendes)A importância da parceria família e escola(chico mendes)
A importância da parceria família e escola(chico mendes)
Isabela Rodrigues
 
A importância da Família no Processo de Educar
A importância da Família no Processo de EducarA importância da Família no Processo de Educar
A importância da Família no Processo de Educar
Claudia Dutra
 
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
Elizangela Quintela Miranda Costa
 
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇASA EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
Pedagogo Santos
 
Pedagogia da educação inclusiva
Pedagogia da educação inclusivaPedagogia da educação inclusiva
Pedagogia da educação inclusiva
Carina Zandonai
 
Educação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no BrasilEducação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no Brasil
Arlindo Nascimento Rocha - "Oficina Acadêmica"
 
Palestra emanoele inclusão ou integração
Palestra emanoele   inclusão ou integraçãoPalestra emanoele   inclusão ou integração
Palestra emanoele inclusão ou integração
Emanoele freitas
 

Mais procurados (20)

Ed inclusiva unidade 1
Ed inclusiva unidade 1Ed inclusiva unidade 1
Ed inclusiva unidade 1
 
Inclusão
InclusãoInclusão
Inclusão
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
 
Família, Escola e Comunidade
Família, Escola e ComunidadeFamília, Escola e Comunidade
Família, Escola e Comunidade
 
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
 
Primeira Infância - Olhares e Desafios
Primeira Infância - Olhares e DesafiosPrimeira Infância - Olhares e Desafios
Primeira Infância - Olhares e Desafios
 
Cartilha inclusao escolar
Cartilha inclusao escolarCartilha inclusao escolar
Cartilha inclusao escolar
 
Inclusão na Educação Infantil
Inclusão na Educação InfantilInclusão na Educação Infantil
Inclusão na Educação Infantil
 
Deficiências
DeficiênciasDeficiências
Deficiências
 
Inclusão escolar fundamentos
Inclusão escolar fundamentosInclusão escolar fundamentos
Inclusão escolar fundamentos
 
Slide educação especial
Slide educação especialSlide educação especial
Slide educação especial
 
Formação para Cuidadores Educacional
Formação para Cuidadores EducacionalFormação para Cuidadores Educacional
Formação para Cuidadores Educacional
 
Reflexões sobre a relação família escola
Reflexões sobre a relação família escolaReflexões sobre a relação família escola
Reflexões sobre a relação família escola
 
A importância da parceria família e escola(chico mendes)
A importância da parceria família e escola(chico mendes)A importância da parceria família e escola(chico mendes)
A importância da parceria família e escola(chico mendes)
 
A importância da Família no Processo de Educar
A importância da Família no Processo de EducarA importância da Família no Processo de Educar
A importância da Família no Processo de Educar
 
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
 
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇASA EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
 
Pedagogia da educação inclusiva
Pedagogia da educação inclusivaPedagogia da educação inclusiva
Pedagogia da educação inclusiva
 
Educação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no BrasilEducação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no Brasil
 
Palestra emanoele inclusão ou integração
Palestra emanoele   inclusão ou integraçãoPalestra emanoele   inclusão ou integração
Palestra emanoele inclusão ou integração
 

Semelhante a Inclusão slide

Inclusoslide 100616073720-phpapp01
Inclusoslide 100616073720-phpapp01Inclusoslide 100616073720-phpapp01
Inclusoslide 100616073720-phpapp01
DANY VIEIRA
 
Declaração de Salamanca(Parte I) GT10
Declaração de Salamanca(Parte I) GT10 Declaração de Salamanca(Parte I) GT10
Declaração de Salamanca(Parte I) GT10
♥Marcinhatinelli♥
 
Inc Forma De Diretores 2009 Parte I
Inc Forma De Diretores 2009 Parte IInc Forma De Diretores 2009 Parte I
Inc Forma De Diretores 2009 Parte I
Iris Elisabeth Tempel Costa
 
Dcn educação especial
Dcn  educação especialDcn  educação especial
Dcn educação especial
marcaocampos
 
Módulo i
Módulo iMódulo i
Módulo i
Paula Pires
 
1 - Escola inclusiva
1 - Escola inclusiva1 - Escola inclusiva
1 - Escola inclusiva
psicologiaestoi
 
Sala de recursos
Sala de recursosSala de recursos
Sala de recursos
cefaprodematupa
 
EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
EDUCAÇÃO ESPECIAL:  A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...EDUCAÇÃO ESPECIAL:  A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
christianceapcursos
 
Slides apresentação tcc final
Slides apresentação tcc finalSlides apresentação tcc final
Slides apresentação tcc final
Edu Uninter
 
Como atuar com o AEE
Como atuar com o AEEComo atuar com o AEE
Como atuar com o AEE
Natália Rodrigues
 
Como desenvolver o AEE
Como desenvolver o AEEComo desenvolver o AEE
Como desenvolver o AEE
Natália Rodrigues
 
TCC - Facon
TCC - FaconTCC - Facon
TCC - Facon
mkbariotto
 
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
mkbariotto
 
Bibliotecarbe10
Bibliotecarbe10Bibliotecarbe10
Bibliotecarbe10
IsabelPereira2010
 
Educação Especial e Inclusiva - UN4 - Vídeo 08.pptx
Educação Especial e Inclusiva - UN4 - Vídeo 08.pptxEducação Especial e Inclusiva - UN4 - Vídeo 08.pptx
Educação Especial e Inclusiva - UN4 - Vídeo 08.pptx
ThiagoBerthaud1
 
Inclusão
InclusãoInclusão
Inclusão
kalydymer
 
O acesso de alunos com deficiencia
O acesso de alunos com deficienciaO acesso de alunos com deficiencia
O acesso de alunos com deficiencia
Silvia Maltempi
 
Edsucação Inclusiva.pdf
Edsucação Inclusiva.pdfEdsucação Inclusiva.pdf
Edsucação Inclusiva.pdf
José Roberto Pinto
 
DESAFIOS NAS AÇÕES ESCOLARES INCLUSIVA
DESAFIOS NAS AÇÕES ESCOLARES INCLUSIVADESAFIOS NAS AÇÕES ESCOLARES INCLUSIVA
DESAFIOS NAS AÇÕES ESCOLARES INCLUSIVA
Marileide Alves
 
DECLARAÇÃO DE SALAMANCA.pptx
DECLARAÇÃO DE SALAMANCA.pptxDECLARAÇÃO DE SALAMANCA.pptx
DECLARAÇÃO DE SALAMANCA.pptx
ssuser7c005d
 

Semelhante a Inclusão slide (20)

Inclusoslide 100616073720-phpapp01
Inclusoslide 100616073720-phpapp01Inclusoslide 100616073720-phpapp01
Inclusoslide 100616073720-phpapp01
 
Declaração de Salamanca(Parte I) GT10
Declaração de Salamanca(Parte I) GT10 Declaração de Salamanca(Parte I) GT10
Declaração de Salamanca(Parte I) GT10
 
Inc Forma De Diretores 2009 Parte I
Inc Forma De Diretores 2009 Parte IInc Forma De Diretores 2009 Parte I
Inc Forma De Diretores 2009 Parte I
 
Dcn educação especial
Dcn  educação especialDcn  educação especial
Dcn educação especial
 
Módulo i
Módulo iMódulo i
Módulo i
 
1 - Escola inclusiva
1 - Escola inclusiva1 - Escola inclusiva
1 - Escola inclusiva
 
Sala de recursos
Sala de recursosSala de recursos
Sala de recursos
 
EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
EDUCAÇÃO ESPECIAL:  A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...EDUCAÇÃO ESPECIAL:  A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
 
Slides apresentação tcc final
Slides apresentação tcc finalSlides apresentação tcc final
Slides apresentação tcc final
 
Como atuar com o AEE
Como atuar com o AEEComo atuar com o AEE
Como atuar com o AEE
 
Como desenvolver o AEE
Como desenvolver o AEEComo desenvolver o AEE
Como desenvolver o AEE
 
TCC - Facon
TCC - FaconTCC - Facon
TCC - Facon
 
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
 
Bibliotecarbe10
Bibliotecarbe10Bibliotecarbe10
Bibliotecarbe10
 
Educação Especial e Inclusiva - UN4 - Vídeo 08.pptx
Educação Especial e Inclusiva - UN4 - Vídeo 08.pptxEducação Especial e Inclusiva - UN4 - Vídeo 08.pptx
Educação Especial e Inclusiva - UN4 - Vídeo 08.pptx
 
Inclusão
InclusãoInclusão
Inclusão
 
O acesso de alunos com deficiencia
O acesso de alunos com deficienciaO acesso de alunos com deficiencia
O acesso de alunos com deficiencia
 
Edsucação Inclusiva.pdf
Edsucação Inclusiva.pdfEdsucação Inclusiva.pdf
Edsucação Inclusiva.pdf
 
DESAFIOS NAS AÇÕES ESCOLARES INCLUSIVA
DESAFIOS NAS AÇÕES ESCOLARES INCLUSIVADESAFIOS NAS AÇÕES ESCOLARES INCLUSIVA
DESAFIOS NAS AÇÕES ESCOLARES INCLUSIVA
 
DECLARAÇÃO DE SALAMANCA.pptx
DECLARAÇÃO DE SALAMANCA.pptxDECLARAÇÃO DE SALAMANCA.pptx
DECLARAÇÃO DE SALAMANCA.pptx
 

Último

Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 

Inclusão slide

  • 2. Toma-se como objetivo principal a unificação de pessoas com todo e qualquer tipo de deficiência em todos os ambientes. Voltando-se para a escola, a criança que tem alguma deficiência deve ser introduzida em uma turma regular. Objetivo da Inclusão:
  • 3. “ Todas as pessoas com deficiência tem direito de expressar os seus desejos em relação à educação.” Salamanca, 1994, parag. 2
  • 4. É importante lembrar que a escola deve se adequar ao aluno, não o contrário. “ As escolas centradas na criança são a base de construção de uma sociedade orientada para as pessoas, respeitando as diferenças e a dignidade de todos os seres humanos. “ Salamanca, 1994, parag 4
  • 5. “ O princípio fundamental das escolas inclusivas consiste em todos os alunos aprenderem juntos, sempre que possível, independentemente das dificuldades e das diferenças que apresentem.” Salamanca, 1994, parag 4
  • 6. “ Nas escolas inclusivas, os alunos com necessidades educativas especiais devem receber o apoio suplementar de que precisam para assegurar uma educação eficaz.” Salamanca, 1994, parag 8
  • 7. Adequando a escola ao aluno “ O currículo deve adaptar-se as crianças. As escolas terão de fornecer oportunidades curriculares que correspondam às crianças com capacidades e interesses distintos.” Salamanca, 1994 parag 28
  • 8. “A colocação de crianças com deficiência nas classes regulares deve constituir parte integrante dos planos nacionais que visam a educação para todos.” Salamanca, 1994 parag. 19
  • 9. Capacitando Profissionais “ A preparação adequada de todo o pessoal educativo constitui o fator-chave na promoção das escolas inclusivas. Para isso, reconhece-se, cada vez mais, a importância do recrutamento de professores com deficiência que possam servir de modelo para as crianças deficientes.” Salamanca, 1994, parag 40
  • 10. Pais e professores trabalhando juntos Para se obter o êxito na educação das crianças com Necessidades Educacionais especiais, é necessário que pais e professores trabalhem juntos e apoiem-se mutuamente. “ Tanto os pais como os educadores podem precisar de apoio e encorajamento para aprenderem a trabalhar em conjunto, como parceiros.” Salamanca, 1994, parag 59
  • 11. Pontos que devem ser ressaltados: Cada criança tem o direito fundamental à educação e deve ter a oportunidade de consegui-la e mantê-la um nível aceitável de aprendizagem; Cada criança tem características, interesses, capacidades e necessidades de aprendizagem que lhe são próprias; Os sistemas de educação devem ser planejados e os programas educativos implementados, tendo em vista a vasta diversidade destas características e necessidades; As crianças e jovens com necessidades educativas especiais devem ter acesso às escolas regulares, que a elas se devem adequar através duma pedagogia centrada na criança, capaz de ir ao encontro destas necessidades.
  • 12. De acordo com a nossa constituição é direito de todos ir e vir, assim como ter uma educação de qualidade fornecida e assegurada pelo Estado. Torna-se dever do mesmo proteger as crianças contra todo e qualquer tipo de violência, tendo em vista o preconceito como uma delas.
  • 13.  
  • 14. Componentes do Grupo: Rafaela Mascarenhas Thais Duarte Turma: 4003 Professora: Lídia