SlideShare uma empresa Scribd logo
RADIAÇÕES
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],RADIAÇÕES IONIZANTES
[object Object],[object Object],RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES
Radiologia    Raios X
Descoberta ,[object Object],Wilhelm Conrad Roentgen Nasceu em 27 de março de 1845, em Lennep, Alemanha. Faleceu em 1923. Em 8 de novembro de 1895, Roentgen estava realizando experimentos com descargas elétricas em gases rarefeitos, quando descobriu os raios X. Em três semanas Roentgen investigou quase tudo que sabemos hoje sobre esta radiação, excetuando apenas o fenômeno da difração, que só foi descoberto por volta de 1912. Pela descoberta dos raios X, Roentgen ganhou o Prêmio Nobel de 1901.
Os raios X são produzidos quando elétrons em alta  velocidade, provenientes do filamento aquecido, chocam-se com o alvo (anodo).  Os raios X possuem propriedades que os tornam  extremamente úteis: * Enegrecem filme fotográfico * São radiações eletromagnéticas * Tornam-se “duros” (mais penetrantes) após passarem por filtros. * Produzem radiação secundária (dispersa) ao atravessar um corpo. * Propagam-se em linha reta e em todas as direções. * Propagam-se com a velocidade da luz (300.000 km/s)
Produção de raio x AMPOLA DE RAIOS X
Produção de raio x Radiação de freamento ou  “Bremsstrahlung” ,   Uma pequena fração dos elétrons incidentes no alvo se aproxima dos núcleos dos átomos que constituem o alvo . Eles podem perder de uma só vez uma fração considerável de sua energia emitindo um fóton de raio x
Imagens de radiografias
Atenuação de um feixe de radiação monocromática   A Atenuação obedece a uma lei exponencial
EQUIPAMENTOS DE RX
Filme Radiográfico
 
EQUIPAMENTOS DE RX DIGITAL
RX MÓVEL
FLUOROSCOPIA
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],FLUOROSCOPIA
TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA
 
 
 
 
APARELHO DE RESONÂNCIA MAGNÉTICA
3 Teslas = 60.000 x campo magnético da Terra!
Imagem ponderada em T1
Imagem ponderada em T2
Contraste paramagnético
Alzheimer's disease   assymetric  atrophy of the right medial temporal  lobe
 
 
MAMOGRAFIA
 
 
MAMOGRAFIA
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DA MAMA
MEDICINA NUCLEAR A Medicina Nuclear é uma especialidade médica relacionada  à Radiologia que se ocupa das técnicas de imagem, diagnóstico  e terapêutica utilizando nuclídeos radioativos. A Medicina Nuclear está para a Fisiologia como a Radiologia  para a Anatomia".
A Medicina Nuclear permite observar o estado fisiológico  dos tecidos de forma não invasiva, através da marcação  de moléculas participantes nesses processos fisiológicos  com marcadores radioativos   que marcam sua localização  com a emissão de partículas detectáveis ou raios gama   Tipos de Radiofármacos Utilizados Um radiofármaco incorpora dois componentes: um radionuclídeo e um vetor fisiológico, isto é, uma  molécula orgânica com fixação preferencial em determinado  tecido ou órgão
CINTILOGRAFIA
ULTRASONOGRAFIA
* 3 to 1 MHz extended operating frequency range  *2D, Live 3D Echo, Color Doppler with 2D, biplane  and 3D  Adult and pediatric cardiology applications     *10 to 5 MHz extended frequency range  *Biplane (transverse and sagittal) Steerable pulsed Doppler,  Color Doppler, and imaging Endocavitary applications  including urology, endorectal and endovaginal  *Supports transrectal biopsy procedures
 
 
Proteção radiológica ,[object Object],[object Object],[object Object],D = E / M
Proteção radiológica ,[object Object],H = D . W r Tipos de radiação e intervalos de energia w R Raios X e raios gama 1 Elétrons  1 Nêutros com energia <10 KeV 10-100KeV >100KeV a 2 MeV >2 MEV a 20 MeV >20 MeV   5 10 20 10 5 Particulas alfa  20
Fatores de tecido ou órgão Dose Efetiva unidade: sievert (Sv) (1 Sv = 100 rem)   H e  = H t  . W t Tecido ou órgão w T Tecido ou órgão w T Gônadas  0,20 Fígado 0,05 Medula óssea 0,12 Esôfago 0,05 Colo 0,12 Tireóide  0,05 Pulmão 0,12 Pele 0,01 Estômago 0,12 Superfície do osso 0,01 Bexiga 0,05 Restante  0,05 Mama 0,05 Soma total 1,00
Proteção radiológica Grandeza Limite de dose ocupacional Limite de dose para o público Dose efetiva 20 mSv/ano (média de 5 anos) 1mSv/ano Dose equivalente anual Cristalino do olho Pele Mãos e pés 150 mSv 150mSv 500mSv 15 m Sv 50 m Sv
Exame Dose  Raio X Tórax 0,03 mSv TC cabeça 2 mSv TC abdomen 10 mSv Urografia 4 mSv Intervenção 1 – 100 mSV
[object Object],O dosímetro deverá ser usado na altura  do tórax por cima do avental plumbífero.
Proteção de Chumbo
Proteção de Chumbo
 
[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
Profissão Professor
 
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA: INTRODUÇÃO
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA: INTRODUÇÃORESSONÂNCIA MAGNÉTICA: INTRODUÇÃO
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA: INTRODUÇÃO
Herculys Douglas Clímaco Marques
 
Aula de tomografia - Wendesor Oliveira
Aula de tomografia  - Wendesor Oliveira Aula de tomografia  - Wendesor Oliveira
Aula de tomografia - Wendesor Oliveira
Wendesor Oliveira
 
Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01
Walmor Godoi
 
FILMES E ECRÁNS
FILMES E ECRÁNSFILMES E ECRÁNS
Aula 02 proteção radiológica
Aula 02 proteção radiológicaAula 02 proteção radiológica
Aula 02 proteção radiológica
Nathanael Melchisedeck Brancaglione
 
Princípios Físicos Ressonância Magnética
Princípios Físicos Ressonância MagnéticaPrincípios Físicos Ressonância Magnética
Princípios Físicos Ressonância Magnética
Alex Eduardo Ribeiro
 
Aula de rm prof. luis aguiar
Aula de rm   prof. luis aguiarAula de rm   prof. luis aguiar
Aula de rm prof. luis aguiar
waddan coelho da cruz
 
Principios da radiologia
Principios da radiologiaPrincipios da radiologia
Ressonancia Magnetica
Ressonancia MagneticaRessonancia Magnetica
Ressonancia Magnetica
Nilton Campos
 
APOSTILA TOMOGRAFIA
APOSTILA TOMOGRAFIAAPOSTILA TOMOGRAFIA
APOSTILA TOMOGRAFIA
Amanda Azevêdo
 
HEMODINÂMICA - RADIOLOGIA
HEMODINÂMICA - RADIOLOGIAHEMODINÂMICA - RADIOLOGIA
HEMODINÂMICA - RADIOLOGIA
Herculys Douglas Clímaco Marques
 
Aula de tomografia 2019
Aula de tomografia   2019Aula de tomografia   2019
Aula de tomografia 2019
FLAVIO LOBATO
 
Aula 05 proteção e higiene das radiações
Aula 05 proteção e higiene das radiaçõesAula 05 proteção e higiene das radiações
Aula 05 proteção e higiene das radiações
Nathanael Melchisedeck Brancaglione
 
Aula 03 proteção radológica
Aula 03 proteção radológicaAula 03 proteção radológica
Aula 03 proteção radológica
Nathanael Melchisedeck Brancaglione
 
Introdução à radiologia red. giordano
Introdução à radiologia red. giordanoIntrodução à radiologia red. giordano
Introdução à radiologia red. giordano
grtalves
 
Medicina nuclear
Medicina nuclearMedicina nuclear
Medicina nuclear
Douglas Henrique
 
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia ComputadorizadaAula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Jaqueline Almeida
 
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesRadioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Fernando Belome Feltrin
 
Física das Radiações 2a
Física das Radiações 2aFísica das Radiações 2a
Física das Radiações 2a
Renata Cristina
 

Mais procurados (20)

Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
 
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA: INTRODUÇÃO
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA: INTRODUÇÃORESSONÂNCIA MAGNÉTICA: INTRODUÇÃO
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA: INTRODUÇÃO
 
Aula de tomografia - Wendesor Oliveira
Aula de tomografia  - Wendesor Oliveira Aula de tomografia  - Wendesor Oliveira
Aula de tomografia - Wendesor Oliveira
 
Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01
 
FILMES E ECRÁNS
FILMES E ECRÁNSFILMES E ECRÁNS
FILMES E ECRÁNS
 
Aula 02 proteção radiológica
Aula 02 proteção radiológicaAula 02 proteção radiológica
Aula 02 proteção radiológica
 
Princípios Físicos Ressonância Magnética
Princípios Físicos Ressonância MagnéticaPrincípios Físicos Ressonância Magnética
Princípios Físicos Ressonância Magnética
 
Aula de rm prof. luis aguiar
Aula de rm   prof. luis aguiarAula de rm   prof. luis aguiar
Aula de rm prof. luis aguiar
 
Principios da radiologia
Principios da radiologiaPrincipios da radiologia
Principios da radiologia
 
Ressonancia Magnetica
Ressonancia MagneticaRessonancia Magnetica
Ressonancia Magnetica
 
APOSTILA TOMOGRAFIA
APOSTILA TOMOGRAFIAAPOSTILA TOMOGRAFIA
APOSTILA TOMOGRAFIA
 
HEMODINÂMICA - RADIOLOGIA
HEMODINÂMICA - RADIOLOGIAHEMODINÂMICA - RADIOLOGIA
HEMODINÂMICA - RADIOLOGIA
 
Aula de tomografia 2019
Aula de tomografia   2019Aula de tomografia   2019
Aula de tomografia 2019
 
Aula 05 proteção e higiene das radiações
Aula 05 proteção e higiene das radiaçõesAula 05 proteção e higiene das radiações
Aula 05 proteção e higiene das radiações
 
Aula 03 proteção radológica
Aula 03 proteção radológicaAula 03 proteção radológica
Aula 03 proteção radológica
 
Introdução à radiologia red. giordano
Introdução à radiologia red. giordanoIntrodução à radiologia red. giordano
Introdução à radiologia red. giordano
 
Medicina nuclear
Medicina nuclearMedicina nuclear
Medicina nuclear
 
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia ComputadorizadaAula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
 
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesRadioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
 
Física das Radiações 2a
Física das Radiações 2aFísica das Radiações 2a
Física das Radiações 2a
 

Semelhante a Imagenologia

RADIAÃ_Ã_O.pptx
RADIAÃ_Ã_O.pptxRADIAÃ_Ã_O.pptx
RADIAÃ_Ã_O.pptx
ANDRESSADOSSANTOSMAT
 
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdfOficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
MonicaTapety
 
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
marioaraujorosas1
 
Benefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios XBenefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios X
ProfªThaiza Montine
 
Aula de introdução à proteção radiológica
Aula de introdução à proteção radiológicaAula de introdução à proteção radiológica
Aula de introdução à proteção radiológica
Gustavo Vasconcelos
 
introdução a proteção radiológica radiologia
introdução a proteção radiológica radiologiaintrodução a proteção radiológica radiologia
introdução a proteção radiológica radiologia
PalomaCssiaVasconcel
 
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Lucas Senna
 
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdfRessonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
PatriciaFarias81
 
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdfAULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
JosivaldoSilva32
 
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
"Somos Físicos" Medicina Nuclear"Somos Físicos" Medicina Nuclear
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Apresentação biofísica da radioatividade
Apresentação biofísica da  radioatividadeApresentação biofísica da  radioatividade
Apresentação biofísica da radioatividade
Elyda Santos
 
DiagnóStico Por Imagem Prof Vagner Sá
DiagnóStico Por Imagem   Prof  Vagner SáDiagnóStico Por Imagem   Prof  Vagner Sá
DiagnóStico Por Imagem Prof Vagner Sá
Secretaria Municipal da Cidade do Rio de Janeiro
 
Estudo Complementar de Radiologia
Estudo Complementar de RadiologiaEstudo Complementar de Radiologia
Estudo Complementar de Radiologia
Dr Renato Soares de Melo
 
RadiaçõEs
RadiaçõEsRadiaçõEs
RadiaçõEs
guestd9d5ba
 
Ondas Eletromgnéticas
Ondas EletromgnéticasOndas Eletromgnéticas
Ondas Eletromgnéticas
Roberto Silva Roberto
 
Ressonancia magnetica
Ressonancia magneticaRessonancia magnetica
Ressonancia magnetica
Profissão Professor
 
Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848
rodrison
 
Raio x
Raio  xRaio  x
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
Tatiana Machado
 
Proteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestraProteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestra
Renata Cristina
 

Semelhante a Imagenologia (20)

RADIAÃ_Ã_O.pptx
RADIAÃ_Ã_O.pptxRADIAÃ_Ã_O.pptx
RADIAÃ_Ã_O.pptx
 
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdfOficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
 
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
 
Benefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios XBenefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios X
 
Aula de introdução à proteção radiológica
Aula de introdução à proteção radiológicaAula de introdução à proteção radiológica
Aula de introdução à proteção radiológica
 
introdução a proteção radiológica radiologia
introdução a proteção radiológica radiologiaintrodução a proteção radiológica radiologia
introdução a proteção radiológica radiologia
 
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
 
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdfRessonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
 
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdfAULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
 
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
"Somos Físicos" Medicina Nuclear"Somos Físicos" Medicina Nuclear
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
 
Apresentação biofísica da radioatividade
Apresentação biofísica da  radioatividadeApresentação biofísica da  radioatividade
Apresentação biofísica da radioatividade
 
DiagnóStico Por Imagem Prof Vagner Sá
DiagnóStico Por Imagem   Prof  Vagner SáDiagnóStico Por Imagem   Prof  Vagner Sá
DiagnóStico Por Imagem Prof Vagner Sá
 
Estudo Complementar de Radiologia
Estudo Complementar de RadiologiaEstudo Complementar de Radiologia
Estudo Complementar de Radiologia
 
RadiaçõEs
RadiaçõEsRadiaçõEs
RadiaçõEs
 
Ondas Eletromgnéticas
Ondas EletromgnéticasOndas Eletromgnéticas
Ondas Eletromgnéticas
 
Ressonancia magnetica
Ressonancia magneticaRessonancia magnetica
Ressonancia magnetica
 
Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848
 
Raio x
Raio  xRaio  x
Raio x
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Proteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestraProteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestra
 

Último

A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 

Último (20)

A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 

Imagenologia

  • 2.
  • 3.
  • 4. Radiologia Raios X
  • 5.
  • 6. Os raios X são produzidos quando elétrons em alta velocidade, provenientes do filamento aquecido, chocam-se com o alvo (anodo). Os raios X possuem propriedades que os tornam extremamente úteis: * Enegrecem filme fotográfico * São radiações eletromagnéticas * Tornam-se “duros” (mais penetrantes) após passarem por filtros. * Produzem radiação secundária (dispersa) ao atravessar um corpo. * Propagam-se em linha reta e em todas as direções. * Propagam-se com a velocidade da luz (300.000 km/s)
  • 7. Produção de raio x AMPOLA DE RAIOS X
  • 8. Produção de raio x Radiação de freamento ou “Bremsstrahlung” , Uma pequena fração dos elétrons incidentes no alvo se aproxima dos núcleos dos átomos que constituem o alvo . Eles podem perder de uma só vez uma fração considerável de sua energia emitindo um fóton de raio x
  • 10. Atenuação de um feixe de radiação monocromática A Atenuação obedece a uma lei exponencial
  • 13.  
  • 17.
  • 19.  
  • 20.  
  • 21.  
  • 22.  
  • 24. 3 Teslas = 60.000 x campo magnético da Terra!
  • 28. Alzheimer's disease assymetric atrophy of the right medial temporal lobe
  • 29.  
  • 30.  
  • 32.  
  • 33.  
  • 36. MEDICINA NUCLEAR A Medicina Nuclear é uma especialidade médica relacionada à Radiologia que se ocupa das técnicas de imagem, diagnóstico e terapêutica utilizando nuclídeos radioativos. A Medicina Nuclear está para a Fisiologia como a Radiologia para a Anatomia&quot;.
  • 37. A Medicina Nuclear permite observar o estado fisiológico dos tecidos de forma não invasiva, através da marcação de moléculas participantes nesses processos fisiológicos com marcadores radioativos que marcam sua localização com a emissão de partículas detectáveis ou raios gama Tipos de Radiofármacos Utilizados Um radiofármaco incorpora dois componentes: um radionuclídeo e um vetor fisiológico, isto é, uma molécula orgânica com fixação preferencial em determinado tecido ou órgão
  • 40. * 3 to 1 MHz extended operating frequency range *2D, Live 3D Echo, Color Doppler with 2D, biplane and 3D  Adult and pediatric cardiology applications   *10 to 5 MHz extended frequency range *Biplane (transverse and sagittal) Steerable pulsed Doppler, Color Doppler, and imaging Endocavitary applications including urology, endorectal and endovaginal *Supports transrectal biopsy procedures
  • 41.  
  • 42.  
  • 43.
  • 44.
  • 45. Fatores de tecido ou órgão Dose Efetiva unidade: sievert (Sv) (1 Sv = 100 rem) H e = H t . W t Tecido ou órgão w T Tecido ou órgão w T Gônadas 0,20 Fígado 0,05 Medula óssea 0,12 Esôfago 0,05 Colo 0,12 Tireóide 0,05 Pulmão 0,12 Pele 0,01 Estômago 0,12 Superfície do osso 0,01 Bexiga 0,05 Restante 0,05 Mama 0,05 Soma total 1,00
  • 46. Proteção radiológica Grandeza Limite de dose ocupacional Limite de dose para o público Dose efetiva 20 mSv/ano (média de 5 anos) 1mSv/ano Dose equivalente anual Cristalino do olho Pele Mãos e pés 150 mSv 150mSv 500mSv 15 m Sv 50 m Sv
  • 47. Exame Dose Raio X Tórax 0,03 mSv TC cabeça 2 mSv TC abdomen 10 mSv Urografia 4 mSv Intervenção 1 – 100 mSV
  • 48.
  • 51.  
  • 52.