SlideShare uma empresa Scribd logo
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
    Técnico em Radiologia




                                        Prof. Fábio Marques
       wallace.radiologia@hotmail.com
PAINEL DE COMANDO E PLANEJAMENTO
A ressonância magnética é um exame com bastante precisão, onde se visualizam
    órgãos específicos utilizando um campo magnético e ondas de
    radiofrequência. Não emite radiações como o RX ou TAC. É muito importante
    para detectar ou confirmar diagnósticos de algumas doenças ou lesões.

Realização do exame:

O exame demora normalmente 20 a 40 minutos e não causa dor.
O aparelho e constituído por um tubo comprido e largo, aberto em ambos os
   extremos, à volta do qual se apresenta um campo magnético e ondas de
   radiofrequência.
Para doentes que sintam claustrofobia (medo de lugares fechados) ou estejam
   muito ansiosos, o médico pode prescrever algum medicamento suave. Os
   bebés são sedados ou anestesiados.
Existe no interior do aparelho um botão próprio para poder comunicar com os
   profissionais de saúde. O aparelho tem luz e ar durante todo o exame e é
   normal fazer um barulho como se estivessem a bater.
O doente veste uma bata e deita-se na maca do aparelho. Quando for para iniciar,
   a maca entra no tubo e o doente deve ficar imóvel durante o exame para se
   conseguir efectuar sem ser necessário repeti-lo.
Conceito básico

Se você já viu um aparelho de ressonância magnética, deve saber que o design básico da
maioria deles é quase um cubo gigante.
O cubo de um aparelho comum deve ter 2 m de altura x 2 m de largura x 3 m de
comprimento, embora os modelos mais novos estejam ficando cada vez menores. Há um
tubo horizontal que atravessa o magneto (ímã) da parte dianteira até a traseira. Esse tubo é
uma espécie de vão do magneto.
O paciente, deitado de costas, desliza para dentro do vão por meio de uma mesa especial. O
que vai determinar se o paciente vai entrar primeiro com a cabeça ou com os pés, ou até
onde o magneto irá, é o tipo de exame que será realizado.
SISTEMA DE
GRADIENTES
AQUISIÇÃO MULTIPLANAR
Historico
     O conceito por trás de RNM existe desde o início do século 20.
 E no início da década de 30, Isidor Isaac Rabi, físico da Universidade de
    Columbia, fez experimentos com as propriedades magnéticas dos
 átomos. Ele descobriu que um campo magnético associado a ondas de
    rádio fazia com que os núcleos dos átomos "se movessem", uma
propriedade conhecida hoje como ressonância magnética. Em 1944, Rabi
       ganhou o Prêmio Nobel de Física por seu trabalho pioneiro.
Na década de 70, Paul Lauterbur, professor de química da Universidade Estadual de Nova
                         PRIMEIRO APARELHO
Iorque, e Peter Mansfield, professor de física da Universidade de Nottingham, na Inglaterra,
usaram individualmente a ressonância magnética como base para o desenvolvimento de
uma nova técnica diagnóstica chamada de ressonância nuclear magnética.

O primeiro scanner de RNM comercial foi produzido em 1980.
Em 1990 e inaugurado o primeiro centro de ressonância
 magnética em hospital público do Brasil, levando o HOSPITAL
DAS CLÍNICAS da FACULDADE de MEDICINA da UNIVERSIDADE
de SÃO PAULO à condição de hospital da rede pública mais bem
                     equipado do País.
Tipos de diagnostico
Por que o seu médico pediria uma ressonância magnética?
Porque a única maneira melhor de ver seu corpo por dentro é abri-lo. A tomografia por
ressonância magnética é ideal para:
•Diagnosticar: esclerose múltipla
•Diagnosticar: tumores na glândula pituitária e no cérebro
•Diagnosticar: infecções no cérebro, medula espinal ou articulações
•Visualizar: ligamentos rompidos no pulso, joelho e tornozelo
•Visualizar: lesões no ombro
•Diagnosticar: tendinite
•avaliar massas nos tecidos macios do corpo
•avaliar tumores ósseos, cistos e hérnias de disco na coluna
•diagnosticar: derrames em seus estágios iniciais

E essas são apenas algumas das muitas razões pelas quais um exame de ressonância deve
ser realizado.
ESTUDO DE
 TUMORES
SENSIBILIDADE EM
LESÕES MUSCULARES
RM DO CORAÇÃO
LOCALIZAÇÃO ESPACIAL
Vantagens
Vantagens

O fato de os aparelhos de ressonância não usarem radiação ionizante é um
conforto para muitos pacientes, assim como o fato de os materiais de contraste
terem uma incidência de efeitos colaterais muito pequena.

Outra grande vantagem da ressonância magnética é sua capacidade de gerar
imagens de qualquer plano.

A tomografia é limitada a um só plano, o plano axial (na analogia do pão, o plano
axial seria a maneira que normalmente fatiamos pães para fazer torradas).
Já um aparelho de ressonância magnética é capaz de criar imagens axiais e
imagens no plano sagital (como se o pão fosse cortado no sentido de sua
extensão) e coronal (imagine as camadas de um bolo) ou qualquer nível entre
esses. E o que é melhor, o paciente não precisa fazer nenhum movimento. Se
você já fez um exame de raio X, sabe que cada vez que eles tiram uma foto
diferente, você tem de se mexer.
Os 3 magnetos gradientes de que já falamos permitem que o aparelho de
ressonância escolha a parte exata do corpo da qual se quer gerar uma imagem e
oriente o corte das "fatias".
RM DAS MAMAS
Desvantagens

Embora esse tipo de exame seja ideal para diagnosticar e avaliar vários
problemas, ele tem suas desvantagens.
Há muitas pessoas que não podem fazer esse exame por questões de segurança
(por exemplo, pessoas com marca-passos) e há pessoas que são grandes demais
para entrar na máquina.
O número de pessoas com claustrofobia no mundo é muito grande. E estar em
um aparelho de ressonância magnética é uma experiência muito incômoda para
elas.
Durante o exame, a máquina faz muito barulho. São sons de batidas contínuas e
rápidas. Por isso, os pacientes recebem protetores ou fones de ouvido para
abafar o barulho (na maioria dos centros de exame de ressonância magnética,
você pode até levar uma fita cassete ou Cd para ouvir).

O barulho é criado pelo aumento da corrente elétrica nos fios dos magnetos
gradientes que estão enfrentando a resistência do campo magnético principal.
Quanto mais forte o campo principal, mais alto o barulho dos magnetos
gradientes.
RM FUNCIONAL
Os pacientes devem ficar completamente imóveis durante longos períodos de
tempo. Estes exames podem durar de 20 a 90 minutos ou mais. E mesmo o menor
movimento da parte do corpo sendo examinada pode fazer com que as imagens
fiquem completamente distorcidas e tenham de ser refeitas.
Equipamentos ortopédicos (pinos, placas, articulações artificiais) na área do
exame podem causar graves distorções nas imagens. Isso porque o equipamento
cria uma alteração significativa no campo magnético principal. Lembre-se, é
essencial que haja um campo uniforme na hora de gerar boas imagens.
Os equipamentos de ressonância são extremamente caros, o que acaba deixando
os exames caros também.
Os benefícios quase que ilimitados da ressonância magnética para a maior parte
dos pacientes batem de longe suas poucas desvantagens.
ANGIO RM
 capacidade de visualizar o sistema
arterial e venoso melhora a cada dia.
Como funciona Intensidade Magnetica

Para entender como o aparelho de tomografia por ressonância magnética
funciona, vamos começar pela palavra "magnética". O maior e mais importante
componente em um sistema de ressonância magnética é o magneto.
O magneto de um sistema de ressonância magnética é classificado por uma
unidade de medida conhecida como tesla.

Outra unidade de medida normalmente usada com magnetos é o gauss (1 tesla =
10 mil gauss). Os magnetos utilizados nos sistemas de ressonância magnética
atualmente estão dentro da faixa de 0,5 a 2 tesla, ou de 5 mil a 20 mil gauss.
Os campos magnéticos maiores do que 2 tesla não foram aprovados para uso
médico, apesar de haver magnetos muito mais poderosos (até 60 tesla) sendo
utilizados em pesquisas. Comparado com o campo magnético de 0,5 graus da
Terra, dá para ver a força desses magnetos.

Números assim ajudam a compreender racionalmente a força magnética, mas os
exemplos diários também são úteis. O local do aparelho de tomografia por
ressonância magnética pode ser um lugar perigoso se não tomarmos precauções
muito severas.
Objetos de metal podem se tornar projéteis perigosos se forem levados à sala de
exames.
Por exemplo, clipes de papel, canetas, chaves, tesouras, termostatos,
estetoscópios e quaisquer outros objetos pequenos podem ser puxados de
bolsos e do corpo de repente, voando para a abertura do magneto (onde o
paciente fica) a velocidades muito altas e ameaçando qualquer um que esteja na
sala.
Além disso, cartões de crédito, cartões de banco e qualquer outra coisa com
tarjas magnéticas terão seus dados apagados pela maioria dos sistemas de
ressonância magnética.
Preço

O aparelho de ressonância magnética é uma parte cara do equipamento (custa
entre US$ 500.000 e US$ 2 milhões), que visualiza o cérebro usando uma
combinação de ondas de rádio e um campo magnético incrivelmente poderoso
[fonte: Pesquisa de Frost & Sullivan (em inglês)].

O típico scanner de RNM da pesquisa possui uma força de três teslas - cerca de
50 mil vezes mais forte que o campo magnético da Terra [fonte: Universidade de
Oxford (em inglês)].
RM DO FETO
TRACTO RM
O futuro do exame de ressonância magnética
                                       Conclusão:

Para o grupo a principal vantagem da RM é que o futuro desse exame parece ser limitado
apenas pela nossa imaginação. Esta tecnologia ainda está engatinhando, se compararmos
com outras. Ela tem sido usada em larga escala por menos de 20 anos (quando
comparamos com os mais de 100 anos dos raios X).

Há muitos aparelhos menores em desenvolvimento para gerar imagens de partes
específicas do corpo. Por exemplo, um aparelho no qual você simplesmente coloca o seu
braço, joelho ou pé já são utilizados em algumas áreas.




Nossa capacidade de visualizar o sistema arterial e venoso melhora a cada dia.

O mapeamento das funções do cérebro (examinar o cérebro de uma pessoa enquanto ela
realiza uma tarefa física específica, como apertar uma bola ou olhar um tipo específico de
foto) está ajudando os pesquisadores a compreender melhor como funciona o cérebro.
Prever o futuro dos exames de ressonância magnética é um mero exercício de especulação,
mas não temos dúvidas de que será um futuro bastante empolgante para nós que
trabalhamos na área e benéfico para os pacientes de quem cuidamos. A tomografia por
ressonância magnética é um campo com futuro virtualmente ilimitado.
Insanidade é continuar fazendo
sempre a mesma coisa e esperar
     resultados diferentes.”




        Albert Einstein

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia ComputadorizadaAula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Jaqueline Almeida
 
Tomografia do Abdome
Tomografia do Abdome Tomografia do Abdome
Tomografia do Abdome
Herculys Douglas Clímaco Marques
 
HEMODINÂMICA
HEMODINÂMICAHEMODINÂMICA
RADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS X
RADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS XRADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS X
RADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS X
Herculys Douglas Clímaco Marques
 
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de Crânio
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de  CrânioAnatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de  Crânio
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de Crânio
Alex Eduardo Ribeiro
 
Meios de contraste 2
Meios de contraste 2Meios de contraste 2
Meios de contraste 2
Edna Souza
 
Técnicas de exames radiológicos
Técnicas de exames radiológicosTécnicas de exames radiológicos
Técnicas de exames radiológicos
radiomed
 
Aula 07 ultrassonografia
Aula 07 ultrassonografiaAula 07 ultrassonografia
Aula 07 ultrassonografia
Ailton de Sousa Gonçalves
 
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃO
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃORESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃO
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃO
Herculys Douglas Clímaco Marques
 
DiagnóStico Por Imagem Prof Vagner Sá
DiagnóStico Por Imagem   Prof  Vagner SáDiagnóStico Por Imagem   Prof  Vagner Sá
DiagnóStico Por Imagem Prof Vagner Sá
Secretaria Municipal da Cidade do Rio de Janeiro
 
História da radiologia no mundo aula 1
História da radiologia no mundo   aula 1História da radiologia no mundo   aula 1
História da radiologia no mundo aula 1
Magno Cavalheiro
 
SEQUÊNCIAS DE PULSO NA RM
SEQUÊNCIAS DE PULSO NA RMSEQUÊNCIAS DE PULSO NA RM
SEQUÊNCIAS DE PULSO NA RM
Herculys Douglas Clímaco Marques
 
Principios da radiologia
Principios da radiologiaPrincipios da radiologia
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
Profissão Professor
 
2. Meios de contraste.pptx
2. Meios de contraste.pptx2. Meios de contraste.pptx
2. Meios de contraste.pptx
CURSO TÉCNICO CEPRAMED
 
Aula 1 imaginologia
Aula 1 imaginologiaAula 1 imaginologia
Aula 1 imaginologia
radiomed
 
Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01
Walmor Godoi
 
APOSTILA TOMOGRAFIA
APOSTILA TOMOGRAFIAAPOSTILA TOMOGRAFIA
APOSTILA TOMOGRAFIA
Amanda Azevêdo
 
Conceitos basicos de qualidade da imagem
Conceitos basicos de qualidade da imagemConceitos basicos de qualidade da imagem
Conceitos basicos de qualidade da imagem
Pollyanna Medeiros
 
Contraste radiologico
Contraste radiologicoContraste radiologico
Contraste radiologico
radiomed
 

Mais procurados (20)

Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia ComputadorizadaAula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
 
Tomografia do Abdome
Tomografia do Abdome Tomografia do Abdome
Tomografia do Abdome
 
HEMODINÂMICA
HEMODINÂMICAHEMODINÂMICA
HEMODINÂMICA
 
RADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS X
RADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS XRADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS X
RADIOLOGIA CONVENCIONAL E FORMAÇÃO DOS RAIOS X
 
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de Crânio
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de  CrânioAnatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de  Crânio
Anatomia E Protocolo Tomografia Computadorizada de Crânio
 
Meios de contraste 2
Meios de contraste 2Meios de contraste 2
Meios de contraste 2
 
Técnicas de exames radiológicos
Técnicas de exames radiológicosTécnicas de exames radiológicos
Técnicas de exames radiológicos
 
Aula 07 ultrassonografia
Aula 07 ultrassonografiaAula 07 ultrassonografia
Aula 07 ultrassonografia
 
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃO
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃORESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃO
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA-ATUALIZAÇÃO
 
DiagnóStico Por Imagem Prof Vagner Sá
DiagnóStico Por Imagem   Prof  Vagner SáDiagnóStico Por Imagem   Prof  Vagner Sá
DiagnóStico Por Imagem Prof Vagner Sá
 
História da radiologia no mundo aula 1
História da radiologia no mundo   aula 1História da radiologia no mundo   aula 1
História da radiologia no mundo aula 1
 
SEQUÊNCIAS DE PULSO NA RM
SEQUÊNCIAS DE PULSO NA RMSEQUÊNCIAS DE PULSO NA RM
SEQUÊNCIAS DE PULSO NA RM
 
Principios da radiologia
Principios da radiologiaPrincipios da radiologia
Principios da radiologia
 
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
 
2. Meios de contraste.pptx
2. Meios de contraste.pptx2. Meios de contraste.pptx
2. Meios de contraste.pptx
 
Aula 1 imaginologia
Aula 1 imaginologiaAula 1 imaginologia
Aula 1 imaginologia
 
Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01
 
APOSTILA TOMOGRAFIA
APOSTILA TOMOGRAFIAAPOSTILA TOMOGRAFIA
APOSTILA TOMOGRAFIA
 
Conceitos basicos de qualidade da imagem
Conceitos basicos de qualidade da imagemConceitos basicos de qualidade da imagem
Conceitos basicos de qualidade da imagem
 
Contraste radiologico
Contraste radiologicoContraste radiologico
Contraste radiologico
 

Semelhante a Ressonancia magnetica

Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdfRessonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
PatriciaFarias81
 
Breve Introdução Sobre Ressonância Magnética Nuclear
Breve Introdução Sobre Ressonância Magnética NuclearBreve Introdução Sobre Ressonância Magnética Nuclear
Breve Introdução Sobre Ressonância Magnética Nuclear
Alex Eduardo Ribeiro
 
o que é exame de ressonância magnética
o que é exame de ressonância magnética o que é exame de ressonância magnética
o que é exame de ressonância magnética
VidaSaudavel7
 
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEARRESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR
Renata Oliveira
 
Apostila tomografia prof. ricardo pereira
Apostila tomografia   prof. ricardo pereiraApostila tomografia   prof. ricardo pereira
Apostila tomografia prof. ricardo pereira
Marcelo Martelli Rossilho
 
Benefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios XBenefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios X
ProfªThaiza Montine
 
Trabalho de Radiologia
 Trabalho de Radiologia  Trabalho de Radiologia
Trabalho de Radiologia
Thiago Da Silva Pereira
 
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
marioaraujorosas1
 
Ressonância magnética nuclear - Horizon FCUL 0
Ressonância magnética nuclear - Horizon FCUL 0Ressonância magnética nuclear - Horizon FCUL 0
Ressonância magnética nuclear - Horizon FCUL 0
HorizonFCUL
 
Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848
rodrison
 
Medicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia DigitalMedicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia Digital
Noara Thomaz
 
Como Funciona A Ressonância Nuclear Magnética Funcional
Como Funciona A Ressonância Nuclear Magnética FuncionalComo Funciona A Ressonância Nuclear Magnética Funcional
Como Funciona A Ressonância Nuclear Magnética Funcional
Alex Eduardo Ribeiro
 
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdfAULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
JosivaldoSilva32
 
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdfOficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
MonicaTapety
 
Imagenologia
ImagenologiaImagenologia
Imagenologia
Biomedicina
 
As ondas e a ultrassonografia
As ondas e a ultrassonografiaAs ondas e a ultrassonografia
As ondas e a ultrassonografia
Miguel De Lima
 
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Lucas Senna
 
Ressonância magnética Nuclear
Ressonância magnética NuclearRessonância magnética Nuclear
Ressonância magnética Nuclear
Lorem Morais
 
A RadiaçãO Na Medicina
A RadiaçãO Na MedicinaA RadiaçãO Na Medicina
A RadiaçãO Na Medicina
guest573ee4
 
Ressonancia magnetica
Ressonancia magneticaRessonancia magnetica
Ressonancia magnetica
TamilaLima
 

Semelhante a Ressonancia magnetica (20)

Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdfRessonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
 
Breve Introdução Sobre Ressonância Magnética Nuclear
Breve Introdução Sobre Ressonância Magnética NuclearBreve Introdução Sobre Ressonância Magnética Nuclear
Breve Introdução Sobre Ressonância Magnética Nuclear
 
o que é exame de ressonância magnética
o que é exame de ressonância magnética o que é exame de ressonância magnética
o que é exame de ressonância magnética
 
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEARRESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR
RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR
 
Apostila tomografia prof. ricardo pereira
Apostila tomografia   prof. ricardo pereiraApostila tomografia   prof. ricardo pereira
Apostila tomografia prof. ricardo pereira
 
Benefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios XBenefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios X
 
Trabalho de Radiologia
 Trabalho de Radiologia  Trabalho de Radiologia
Trabalho de Radiologia
 
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
 
Ressonância magnética nuclear - Horizon FCUL 0
Ressonância magnética nuclear - Horizon FCUL 0Ressonância magnética nuclear - Horizon FCUL 0
Ressonância magnética nuclear - Horizon FCUL 0
 
Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848
 
Medicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia DigitalMedicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia Digital
 
Como Funciona A Ressonância Nuclear Magnética Funcional
Como Funciona A Ressonância Nuclear Magnética FuncionalComo Funciona A Ressonância Nuclear Magnética Funcional
Como Funciona A Ressonância Nuclear Magnética Funcional
 
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdfAULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
 
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdfOficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
 
Imagenologia
ImagenologiaImagenologia
Imagenologia
 
As ondas e a ultrassonografia
As ondas e a ultrassonografiaAs ondas e a ultrassonografia
As ondas e a ultrassonografia
 
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
 
Ressonância magnética Nuclear
Ressonância magnética NuclearRessonância magnética Nuclear
Ressonância magnética Nuclear
 
A RadiaçãO Na Medicina
A RadiaçãO Na MedicinaA RadiaçãO Na Medicina
A RadiaçãO Na Medicina
 
Ressonancia magnetica
Ressonancia magneticaRessonancia magnetica
Ressonancia magnetica
 

Mais de Profissão Professor

Rollo May
Rollo May Rollo May
Behaviorismo
Behaviorismo Behaviorismo
Behaviorismo
Profissão Professor
 
Heterosemánticos
HeterosemánticosHeterosemánticos
Heterosemánticos
Profissão Professor
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
Profissão Professor
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
Profissão Professor
 
Sistema nervoso
Sistema nervoso Sistema nervoso
Sistema nervoso
Profissão Professor
 
Sentidos paladar
Sentidos paladarSentidos paladar
Sentidos paladar
Profissão Professor
 
cancer de mama
cancer de mamacancer de mama
cancer de mama
Profissão Professor
 
Tomografia trabalho
Tomografia trabalhoTomografia trabalho
Tomografia trabalho
Profissão Professor
 
Apresentação cumprimentos
Apresentação cumprimentosApresentação cumprimentos
Apresentação cumprimentos
Profissão Professor
 

Mais de Profissão Professor (10)

Rollo May
Rollo May Rollo May
Rollo May
 
Behaviorismo
Behaviorismo Behaviorismo
Behaviorismo
 
Heterosemánticos
HeterosemánticosHeterosemánticos
Heterosemánticos
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
 
Interdisciplinaridade
InterdisciplinaridadeInterdisciplinaridade
Interdisciplinaridade
 
Sistema nervoso
Sistema nervoso Sistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sentidos paladar
Sentidos paladarSentidos paladar
Sentidos paladar
 
cancer de mama
cancer de mamacancer de mama
cancer de mama
 
Tomografia trabalho
Tomografia trabalhoTomografia trabalho
Tomografia trabalho
 
Apresentação cumprimentos
Apresentação cumprimentosApresentação cumprimentos
Apresentação cumprimentos
 

Último

Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
MarcoAurlioResende
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Shakil Y. Rahim
 
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
FredPaixaoeSilva
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
ALEXANDRODECASTRODOS
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
MarcoAurlioResende
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
dataprovider
 

Último (20)

Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
 
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
 

Ressonancia magnetica

  • 1. RESSONÂNCIA MAGNÉTICA Técnico em Radiologia Prof. Fábio Marques wallace.radiologia@hotmail.com
  • 2.
  • 3. PAINEL DE COMANDO E PLANEJAMENTO
  • 4. A ressonância magnética é um exame com bastante precisão, onde se visualizam órgãos específicos utilizando um campo magnético e ondas de radiofrequência. Não emite radiações como o RX ou TAC. É muito importante para detectar ou confirmar diagnósticos de algumas doenças ou lesões. Realização do exame: O exame demora normalmente 20 a 40 minutos e não causa dor. O aparelho e constituído por um tubo comprido e largo, aberto em ambos os extremos, à volta do qual se apresenta um campo magnético e ondas de radiofrequência. Para doentes que sintam claustrofobia (medo de lugares fechados) ou estejam muito ansiosos, o médico pode prescrever algum medicamento suave. Os bebés são sedados ou anestesiados. Existe no interior do aparelho um botão próprio para poder comunicar com os profissionais de saúde. O aparelho tem luz e ar durante todo o exame e é normal fazer um barulho como se estivessem a bater. O doente veste uma bata e deita-se na maca do aparelho. Quando for para iniciar, a maca entra no tubo e o doente deve ficar imóvel durante o exame para se conseguir efectuar sem ser necessário repeti-lo.
  • 5. Conceito básico Se você já viu um aparelho de ressonância magnética, deve saber que o design básico da maioria deles é quase um cubo gigante. O cubo de um aparelho comum deve ter 2 m de altura x 2 m de largura x 3 m de comprimento, embora os modelos mais novos estejam ficando cada vez menores. Há um tubo horizontal que atravessa o magneto (ímã) da parte dianteira até a traseira. Esse tubo é uma espécie de vão do magneto. O paciente, deitado de costas, desliza para dentro do vão por meio de uma mesa especial. O que vai determinar se o paciente vai entrar primeiro com a cabeça ou com os pés, ou até onde o magneto irá, é o tipo de exame que será realizado.
  • 8. Historico O conceito por trás de RNM existe desde o início do século 20. E no início da década de 30, Isidor Isaac Rabi, físico da Universidade de Columbia, fez experimentos com as propriedades magnéticas dos átomos. Ele descobriu que um campo magnético associado a ondas de rádio fazia com que os núcleos dos átomos "se movessem", uma propriedade conhecida hoje como ressonância magnética. Em 1944, Rabi ganhou o Prêmio Nobel de Física por seu trabalho pioneiro.
  • 9. Na década de 70, Paul Lauterbur, professor de química da Universidade Estadual de Nova PRIMEIRO APARELHO Iorque, e Peter Mansfield, professor de física da Universidade de Nottingham, na Inglaterra, usaram individualmente a ressonância magnética como base para o desenvolvimento de uma nova técnica diagnóstica chamada de ressonância nuclear magnética. O primeiro scanner de RNM comercial foi produzido em 1980.
  • 10. Em 1990 e inaugurado o primeiro centro de ressonância magnética em hospital público do Brasil, levando o HOSPITAL DAS CLÍNICAS da FACULDADE de MEDICINA da UNIVERSIDADE de SÃO PAULO à condição de hospital da rede pública mais bem equipado do País.
  • 11. Tipos de diagnostico Por que o seu médico pediria uma ressonância magnética? Porque a única maneira melhor de ver seu corpo por dentro é abri-lo. A tomografia por ressonância magnética é ideal para: •Diagnosticar: esclerose múltipla •Diagnosticar: tumores na glândula pituitária e no cérebro •Diagnosticar: infecções no cérebro, medula espinal ou articulações •Visualizar: ligamentos rompidos no pulso, joelho e tornozelo •Visualizar: lesões no ombro •Diagnosticar: tendinite •avaliar massas nos tecidos macios do corpo •avaliar tumores ósseos, cistos e hérnias de disco na coluna •diagnosticar: derrames em seus estágios iniciais E essas são apenas algumas das muitas razões pelas quais um exame de ressonância deve ser realizado.
  • 16. Vantagens Vantagens O fato de os aparelhos de ressonância não usarem radiação ionizante é um conforto para muitos pacientes, assim como o fato de os materiais de contraste terem uma incidência de efeitos colaterais muito pequena. Outra grande vantagem da ressonância magnética é sua capacidade de gerar imagens de qualquer plano. A tomografia é limitada a um só plano, o plano axial (na analogia do pão, o plano axial seria a maneira que normalmente fatiamos pães para fazer torradas). Já um aparelho de ressonância magnética é capaz de criar imagens axiais e imagens no plano sagital (como se o pão fosse cortado no sentido de sua extensão) e coronal (imagine as camadas de um bolo) ou qualquer nível entre esses. E o que é melhor, o paciente não precisa fazer nenhum movimento. Se você já fez um exame de raio X, sabe que cada vez que eles tiram uma foto diferente, você tem de se mexer. Os 3 magnetos gradientes de que já falamos permitem que o aparelho de ressonância escolha a parte exata do corpo da qual se quer gerar uma imagem e oriente o corte das "fatias".
  • 18. Desvantagens Embora esse tipo de exame seja ideal para diagnosticar e avaliar vários problemas, ele tem suas desvantagens. Há muitas pessoas que não podem fazer esse exame por questões de segurança (por exemplo, pessoas com marca-passos) e há pessoas que são grandes demais para entrar na máquina. O número de pessoas com claustrofobia no mundo é muito grande. E estar em um aparelho de ressonância magnética é uma experiência muito incômoda para elas.
  • 19. Durante o exame, a máquina faz muito barulho. São sons de batidas contínuas e rápidas. Por isso, os pacientes recebem protetores ou fones de ouvido para abafar o barulho (na maioria dos centros de exame de ressonância magnética, você pode até levar uma fita cassete ou Cd para ouvir). O barulho é criado pelo aumento da corrente elétrica nos fios dos magnetos gradientes que estão enfrentando a resistência do campo magnético principal. Quanto mais forte o campo principal, mais alto o barulho dos magnetos gradientes.
  • 21. Os pacientes devem ficar completamente imóveis durante longos períodos de tempo. Estes exames podem durar de 20 a 90 minutos ou mais. E mesmo o menor movimento da parte do corpo sendo examinada pode fazer com que as imagens fiquem completamente distorcidas e tenham de ser refeitas. Equipamentos ortopédicos (pinos, placas, articulações artificiais) na área do exame podem causar graves distorções nas imagens. Isso porque o equipamento cria uma alteração significativa no campo magnético principal. Lembre-se, é essencial que haja um campo uniforme na hora de gerar boas imagens. Os equipamentos de ressonância são extremamente caros, o que acaba deixando os exames caros também. Os benefícios quase que ilimitados da ressonância magnética para a maior parte dos pacientes batem de longe suas poucas desvantagens.
  • 22. ANGIO RM capacidade de visualizar o sistema arterial e venoso melhora a cada dia.
  • 23.
  • 24. Como funciona Intensidade Magnetica Para entender como o aparelho de tomografia por ressonância magnética funciona, vamos começar pela palavra "magnética". O maior e mais importante componente em um sistema de ressonância magnética é o magneto. O magneto de um sistema de ressonância magnética é classificado por uma unidade de medida conhecida como tesla. Outra unidade de medida normalmente usada com magnetos é o gauss (1 tesla = 10 mil gauss). Os magnetos utilizados nos sistemas de ressonância magnética atualmente estão dentro da faixa de 0,5 a 2 tesla, ou de 5 mil a 20 mil gauss. Os campos magnéticos maiores do que 2 tesla não foram aprovados para uso médico, apesar de haver magnetos muito mais poderosos (até 60 tesla) sendo utilizados em pesquisas. Comparado com o campo magnético de 0,5 graus da Terra, dá para ver a força desses magnetos. Números assim ajudam a compreender racionalmente a força magnética, mas os exemplos diários também são úteis. O local do aparelho de tomografia por ressonância magnética pode ser um lugar perigoso se não tomarmos precauções muito severas.
  • 25. Objetos de metal podem se tornar projéteis perigosos se forem levados à sala de exames. Por exemplo, clipes de papel, canetas, chaves, tesouras, termostatos, estetoscópios e quaisquer outros objetos pequenos podem ser puxados de bolsos e do corpo de repente, voando para a abertura do magneto (onde o paciente fica) a velocidades muito altas e ameaçando qualquer um que esteja na sala. Além disso, cartões de crédito, cartões de banco e qualquer outra coisa com tarjas magnéticas terão seus dados apagados pela maioria dos sistemas de ressonância magnética.
  • 26. Preço O aparelho de ressonância magnética é uma parte cara do equipamento (custa entre US$ 500.000 e US$ 2 milhões), que visualiza o cérebro usando uma combinação de ondas de rádio e um campo magnético incrivelmente poderoso [fonte: Pesquisa de Frost & Sullivan (em inglês)]. O típico scanner de RNM da pesquisa possui uma força de três teslas - cerca de 50 mil vezes mais forte que o campo magnético da Terra [fonte: Universidade de Oxford (em inglês)].
  • 29. O futuro do exame de ressonância magnética Conclusão: Para o grupo a principal vantagem da RM é que o futuro desse exame parece ser limitado apenas pela nossa imaginação. Esta tecnologia ainda está engatinhando, se compararmos com outras. Ela tem sido usada em larga escala por menos de 20 anos (quando comparamos com os mais de 100 anos dos raios X). Há muitos aparelhos menores em desenvolvimento para gerar imagens de partes específicas do corpo. Por exemplo, um aparelho no qual você simplesmente coloca o seu braço, joelho ou pé já são utilizados em algumas áreas. Nossa capacidade de visualizar o sistema arterial e venoso melhora a cada dia. O mapeamento das funções do cérebro (examinar o cérebro de uma pessoa enquanto ela realiza uma tarefa física específica, como apertar uma bola ou olhar um tipo específico de foto) está ajudando os pesquisadores a compreender melhor como funciona o cérebro. Prever o futuro dos exames de ressonância magnética é um mero exercício de especulação, mas não temos dúvidas de que será um futuro bastante empolgante para nós que trabalhamos na área e benéfico para os pacientes de quem cuidamos. A tomografia por ressonância magnética é um campo com futuro virtualmente ilimitado.
  • 30. Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.” Albert Einstein