SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
HISTÓRIA  DA  CATEQUESE
CATEQUESE: KATÁ : ALGO QUE VEM DO ALTO ECHÉO-ÉKOS : O ATO DE FAZER ECOAR
[object Object],DESPERTAVA PARA O SEGUIMENTO DE JESUS CRISTO, COMO PROCESSO DE CONVERSÃO;
VIVÊNCIA FRATERNA NA COMUNIDADE; CELEBRAÇÃO LITÚRGICA CENTRADA NA PARTILHA DA PALAVRA E DO PÃO; CUIDADO COM A VIDA DOS NECESSITADOS
CONTEÚDO CENTRAL: PESSOA DE JESUS CRISTO SUA MENSAGEM SALVÍFICA A MISSÃO DE JESUS
SER CRISTÃO COMPORTAVA UMA IDENTIDADE  ESPECÍFICA, ESTA IDENTIDADE INCLUÍA  ESSENCIALMENTE A CONVERSÃO A JESUS CRISTO  E SE CONFIRMAVA PELA CONVIVÊNCIA CRISTÃ QUE PASSAVA AO CONVERTIDO, CONHECIMENTOS CADA VEZ MAIS PROFUNDOS E AMPLOS DA FÉ,  EXIGÊNCIAS E, SOBRETUDO, ESTÍMULOS DE VIVÊNCIA DOS VALORES CRISTÃOS.
CATECUMENATO:  PREPARAVA OS CANDIDATOS À  VIVÊNCIA NA COMUNIDADE CRISTÃ, ATRAVÉS DA  ESCUTA DA PALAVRA,  DAS CELEBRAÇÕES  DO  TESTEMUNHO.
INTRODUZIA  PROGRESSIVAMENTE  NA  PARTICIPAÇÃO DA VIDA CRISTÃ DENTRO DA  COMUNIDADE.
VISAVA:  COMPREENDER MELHOR A FÉ; DEIXAR DE LADO OS COSTUMES PAGÃOS; REALIZAR UM TEMPO DE CONVERSÃO E SANTIFICAÇÃO
II. A CATEQUESE NA IDADE MÉDIA: A IDENTIDADE CRISTÃ GERA A CRISTANDADE (SEC. V - XVI) COMO A RELIGIÃO CRISTÃ FOI IMPOSTA COMO OFICIAL, TODOS ERAM, DE CERTA FORMA, OBRIGADOS A ACATÁ-LA.
AS CELEBRAÇÕES SAIRAM DAS CATACUMBAS E RESIDENCIAS  E FORAM PARA AS CATEDRAIS
A SOCIEDADE SE CONSIDERAVA ANIMADA PELA  RELIGIÃO CRISTÃ, QUE ESTABELECEU UMA ALIANÇA ENTRE O PODER CIVIL E O PODER RELIGIOSO. A CATEQUESE JÁ NÃO CONSISTIA TANTO NUMA INICIAÇÃO À COMUNIDADE DE FÉ.
A CRIANÇA BATIZADA VIVIA EM TOTAL SIMBIOSE COM UMA SOCIEDADE, POR “NATUREZA CRISTÔ, DESDE O COLO DA MÃE, CRESCENDO NUM CONTEXTO SOCIAL “PLENAMENTE CRISTÃO”. A VIDA E A ARTE RETRATAVAM A MENSAGEM CRISTÃ: ESCULTURA, PINTURA, MÚSICA, TEATRO, VITRAIS, ARQUITETURA, FESTAS...
A EDUCAÇÃO DA FÉ SE REALIZAVA PELA  PARTICIPAÇÃO NUMA VIDA SOCIAL, PROFISSIONAL E ARTÍSTICA MARCADA PELO RELIGIOSO, NUM  “ AMBIENTE CRISTÃO”  PRESENTE NA SOCIEDADE INTEIRA.
III. A CATEQUESE NA IDADE MODERNA:  BUSCA DE IDENTIDADE   CATÓLICA FACE AO PROTESTANTISMO (DO SEC. XVI AO VATICANO II) A CATEQUESE PASSOU A VALORIZAR MAIS A  APRENDIZAGEM INDIVIDUAL, NA QUAL JÁ NÃO ERA  TÃO MARCANTE A LIGAÇÃO COM A COMUNIDADE
CATEQUESE COMO INSTRUÇÃO FATORES: A) PREOCUPAÇÃO COM A CLAREZA E A EXATIDÃO DAS FORMULAÇÕES DOUTRINAIS; B) DESCOBERTA DA  IMPRENSA E A DIFUSÃO DAS ESCOLAS; C) INFLUÊNCIA DO ILUMINISMO.
A CATEQUESE SAI DA FAMÍLIA E DA IGREJA PARA IR AO MEIO ESCOLAR, COMO ENSINO OBRIGATÓRIO; O MELHOR CRISTÃO ER AQUELE QUE MAIS SABIA SOBRE RELIGIÃO E NÃO AQUELE QUE SE COMPROMETIA COM A VIDA E A VIVÊNCIA DA FÉ;
A ATENÇÃO ERA DADA AS CRIANÇAS E NÃO AOS ADULTOS; IMPORTANTE ERA A FIDELIDADE ÀS FÓRMULAS VALORIZANDO A EXATIDÃO E A CLAREZA DO ENSINO DOUTRINAL; O CATECISMO TORNOU-SE UM REFERENCIAL DE SEGURANÇA SOBRE AS QUESTÕES DE FÉ.
A CATEQUESE PASSOU A SER DOUTRINA.
IV. EDUCAÇÃO PARA A FÉ E A VIDA (DO VATICANO II AOS NOSSOS DIAS) FRENTE A UMA CATEQUESE FRIA E TEÓRICA, É PRECISO VOLTAR ÀS FONTES E APRESENTÁ-LA COM UM NOVO ROSTO ADEQUADO PARA OS NOSSOS TEMPOS APÓS O VATICANO II, A IGREJA ABRE SUAS PORTAS PARA O NOVO E RENOVA SUA PRESENÇA NO MUNDO COMO SINAL DO REINO.
EM 1983, A CATEQUESE GANHA UM GRANDE IMPULSO COM O DOCUMENTO 26:  “CATEQUESE RENOVADA”.
CATEQUESE: “  É UM PROCESSO  DE  EDUCAÇÃO COMUNITÁRIA, PERMANENTE,  PROGRESSIVA, ORDENADA, ORGÂNICA E  SISTEMÁTICA DA FÉ. SUA FINALIDADE É A  MATURIDADES DA FÉ, NUM COMPROMISSO  PESSOAL E COMUNITÁRIO DE LIBERTAÇÃO  INTEGRAL, QUE DEVE ACONTECER JÁ AQUI E CULMINAR NO REINO DEFINITIVO” (CR 318)
CARACTERÍSTICAS: LEVA EM CONSIDERAÇÃO A PESSOA E A COMUNIDADE; A BÍBLIA É O LIVRO FONTE; O ADULTO É O PRINCIPAL DESTINATÁRIO; CENTRALIZADA NO SEGMENTO DE JESUS CRISTO; PRIVILEGIA A OPÇÃO PELOS POBRES.
elaborado  RAMÓN GIMENEZ 9191-3742 [email_address]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequistaBruno Costa
 
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptxChaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptxLuizHonorio4
 
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenalUma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenalIRINEU FILHO
 
A espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequistaA espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequistafagundes_daniel
 
Ano liturgico
Ano liturgicoAno liturgico
Ano liturgicoJean
 
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro ppsFormação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro ppsJosé Luiz Silva Pinto
 
Catequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidadeCatequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidadeFábio Vasconcelos
 
CNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASIL
CNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASILCNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASIL
CNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASILJosé Vieira Dos Santos
 
Concílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 AnosConcílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 AnosRubens Júnior
 
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianosOs sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianosPresentepravoce SOS
 

Mais procurados (20)

formação para catequistas
formação para catequistasformação para catequistas
formação para catequistas
 
Catequese renovada
Catequese renovadaCatequese renovada
Catequese renovada
 
Sagrado Magistério da Igreja Católica
Sagrado Magistério da Igreja Católica Sagrado Magistério da Igreja Católica
Sagrado Magistério da Igreja Católica
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
 
A historia da catequese
A historia da catequeseA historia da catequese
A historia da catequese
 
Catequese iniciacao a vida cristã ii
Catequese   iniciacao a vida cristã iiCatequese   iniciacao a vida cristã ii
Catequese iniciacao a vida cristã ii
 
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptxChaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
 
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenalUma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
 
A espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequistaA espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequista
 
Ano liturgico
Ano liturgicoAno liturgico
Ano liturgico
 
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro ppsFormação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
 
Catequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidadeCatequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidade
 
Querigma e catequese
Querigma e catequeseQuerigma e catequese
Querigma e catequese
 
CNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASIL
CNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASILCNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASIL
CNBB DOC 43 ANIMAÇÃO DA VIDA LITÚRGICA NO BRASIL
 
Concílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 AnosConcílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 Anos
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
 
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianosOs sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
 
Encontro com Catequistas
Encontro com CatequistasEncontro com Catequistas
Encontro com Catequistas
 
O sacramento do Crisma
O sacramento do CrismaO sacramento do Crisma
O sacramento do Crisma
 
Catequese batismo-adultos-resumo
Catequese batismo-adultos-resumoCatequese batismo-adultos-resumo
Catequese batismo-adultos-resumo
 

Semelhante a Historia da catequese

ECUMENISMO
ECUMENISMOECUMENISMO
ECUMENISMOluciano
 
ENCONTRO DE CATEQUISTAS.pptx
ENCONTRO DE CATEQUISTAS.pptxENCONTRO DE CATEQUISTAS.pptx
ENCONTRO DE CATEQUISTAS.pptxssuserfbb6b4
 
Repasse do nordestão(liturgia) 1
Repasse do nordestão(liturgia) 1Repasse do nordestão(liturgia) 1
Repasse do nordestão(liturgia) 1Jean
 
Identidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em PdfIdentidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em PdfAlexandre
 
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latina
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latinaContribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latina
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latinaRenata R. Lucas
 
Identidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em PdfIdentidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em PdfAlexandrebn
 
Seitas e-heresias-aula-05-nova-era
Seitas e-heresias-aula-05-nova-eraSeitas e-heresias-aula-05-nova-era
Seitas e-heresias-aula-05-nova-eraadão Ferreira
 
Relatorio leitura 2013
Relatorio leitura 2013Relatorio leitura 2013
Relatorio leitura 2013Jair Luna
 
06a ist - história da igreja iv
06a   ist - história da igreja iv06a   ist - história da igreja iv
06a ist - história da igreja ivLéo Mendonça
 
Historia da espiritualidade [1] / Aldir Crocoli
Historia da espiritualidade [1] / Aldir CrocoliHistoria da espiritualidade [1] / Aldir Crocoli
Historia da espiritualidade [1] / Aldir CrocoliEugenio Hansen, OFS
 
Segredos Do Vaticano
Segredos Do VaticanoSegredos Do Vaticano
Segredos Do VaticanoJNR
 
Crenças religiosas - Tempo Para todas as coisas
Crenças religiosas - Tempo Para todas as coisasCrenças religiosas - Tempo Para todas as coisas
Crenças religiosas - Tempo Para todas as coisasFrancelia Carvalho Oliveira
 
Liturgia breve histórico
Liturgia   breve históricoLiturgia   breve histórico
Liturgia breve históricoNúccia Ortega
 
Religiao De Jesus
Religiao De JesusReligiao De Jesus
Religiao De Jesusockotber
 
Religiao De Jesus
Religiao De JesusReligiao De Jesus
Religiao De Jesusockotber
 
COMO FALAR DE DEUS HOJE?
COMO FALAR DE DEUS HOJE?COMO FALAR DE DEUS HOJE?
COMO FALAR DE DEUS HOJE?domeduardo
 
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃPARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃRamon Gimenez
 

Semelhante a Historia da catequese (20)

ECUMENISMO
ECUMENISMOECUMENISMO
ECUMENISMO
 
ENCONTRO DE CATEQUISTAS.pptx
ENCONTRO DE CATEQUISTAS.pptxENCONTRO DE CATEQUISTAS.pptx
ENCONTRO DE CATEQUISTAS.pptx
 
Repasse do nordestão(liturgia) 1
Repasse do nordestão(liturgia) 1Repasse do nordestão(liturgia) 1
Repasse do nordestão(liturgia) 1
 
Identidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em PdfIdentidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em Pdf
 
CRISTÃOS, JUDEUS E PAGÃOS
CRISTÃOS, JUDEUS E PAGÃOSCRISTÃOS, JUDEUS E PAGÃOS
CRISTÃOS, JUDEUS E PAGÃOS
 
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latina
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latinaContribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latina
Contribuição da vocação do leigo e da irmã da consolação na américa latina
 
Identidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em PdfIdentidade Da C Atequese Em Pdf
Identidade Da C Atequese Em Pdf
 
Seitas e-heresias-aula-05-nova-era
Seitas e-heresias-aula-05-nova-eraSeitas e-heresias-aula-05-nova-era
Seitas e-heresias-aula-05-nova-era
 
Relatorio leitura 2013
Relatorio leitura 2013Relatorio leitura 2013
Relatorio leitura 2013
 
06a ist - história da igreja iv
06a   ist - história da igreja iv06a   ist - história da igreja iv
06a ist - história da igreja iv
 
Historia da espiritualidade [1] / Aldir Crocoli
Historia da espiritualidade [1] / Aldir CrocoliHistoria da espiritualidade [1] / Aldir Crocoli
Historia da espiritualidade [1] / Aldir Crocoli
 
Segredos Do Vaticano
Segredos Do VaticanoSegredos Do Vaticano
Segredos Do Vaticano
 
Crenças religiosas - Tempo Para todas as coisas
Crenças religiosas - Tempo Para todas as coisasCrenças religiosas - Tempo Para todas as coisas
Crenças religiosas - Tempo Para todas as coisas
 
Liturgia breve histórico
Liturgia   breve históricoLiturgia   breve histórico
Liturgia breve histórico
 
HISTÓRIA DA IGREJA 2.pptx
HISTÓRIA DA IGREJA 2.pptxHISTÓRIA DA IGREJA 2.pptx
HISTÓRIA DA IGREJA 2.pptx
 
Congresso Lima
Congresso LimaCongresso Lima
Congresso Lima
 
Religiao De Jesus
Religiao De JesusReligiao De Jesus
Religiao De Jesus
 
Religiao De Jesus
Religiao De JesusReligiao De Jesus
Religiao De Jesus
 
COMO FALAR DE DEUS HOJE?
COMO FALAR DE DEUS HOJE?COMO FALAR DE DEUS HOJE?
COMO FALAR DE DEUS HOJE?
 
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃPARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
 

Mais de Ramon Gimenez

Mais de Ramon Gimenez (8)

Ano liturgico.ritmos
Ano liturgico.ritmosAno liturgico.ritmos
Ano liturgico.ritmos
 
Maria
MariaMaria
Maria
 
Evangelho segundo Marcos
Evangelho segundo MarcosEvangelho segundo Marcos
Evangelho segundo Marcos
 
Biblia na catequese
Biblia na catequeseBiblia na catequese
Biblia na catequese
 
Pessoa de jesus
Pessoa de jesusPessoa de jesus
Pessoa de jesus
 
Falar em publico
Falar em publicoFalar em publico
Falar em publico
 
Eucaristia
EucaristiaEucaristia
Eucaristia
 
O que é ser um lider
O que é ser um liderO que é ser um lider
O que é ser um lider
 

Último

Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 

Último (13)

Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 

Historia da catequese

  • 1. HISTÓRIA DA CATEQUESE
  • 2. CATEQUESE: KATÁ : ALGO QUE VEM DO ALTO ECHÉO-ÉKOS : O ATO DE FAZER ECOAR
  • 3.
  • 4. VIVÊNCIA FRATERNA NA COMUNIDADE; CELEBRAÇÃO LITÚRGICA CENTRADA NA PARTILHA DA PALAVRA E DO PÃO; CUIDADO COM A VIDA DOS NECESSITADOS
  • 5. CONTEÚDO CENTRAL: PESSOA DE JESUS CRISTO SUA MENSAGEM SALVÍFICA A MISSÃO DE JESUS
  • 6. SER CRISTÃO COMPORTAVA UMA IDENTIDADE ESPECÍFICA, ESTA IDENTIDADE INCLUÍA ESSENCIALMENTE A CONVERSÃO A JESUS CRISTO E SE CONFIRMAVA PELA CONVIVÊNCIA CRISTÃ QUE PASSAVA AO CONVERTIDO, CONHECIMENTOS CADA VEZ MAIS PROFUNDOS E AMPLOS DA FÉ, EXIGÊNCIAS E, SOBRETUDO, ESTÍMULOS DE VIVÊNCIA DOS VALORES CRISTÃOS.
  • 7. CATECUMENATO: PREPARAVA OS CANDIDATOS À VIVÊNCIA NA COMUNIDADE CRISTÃ, ATRAVÉS DA ESCUTA DA PALAVRA, DAS CELEBRAÇÕES DO TESTEMUNHO.
  • 8. INTRODUZIA PROGRESSIVAMENTE NA PARTICIPAÇÃO DA VIDA CRISTÃ DENTRO DA COMUNIDADE.
  • 9. VISAVA: COMPREENDER MELHOR A FÉ; DEIXAR DE LADO OS COSTUMES PAGÃOS; REALIZAR UM TEMPO DE CONVERSÃO E SANTIFICAÇÃO
  • 10. II. A CATEQUESE NA IDADE MÉDIA: A IDENTIDADE CRISTÃ GERA A CRISTANDADE (SEC. V - XVI) COMO A RELIGIÃO CRISTÃ FOI IMPOSTA COMO OFICIAL, TODOS ERAM, DE CERTA FORMA, OBRIGADOS A ACATÁ-LA.
  • 11. AS CELEBRAÇÕES SAIRAM DAS CATACUMBAS E RESIDENCIAS E FORAM PARA AS CATEDRAIS
  • 12. A SOCIEDADE SE CONSIDERAVA ANIMADA PELA RELIGIÃO CRISTÃ, QUE ESTABELECEU UMA ALIANÇA ENTRE O PODER CIVIL E O PODER RELIGIOSO. A CATEQUESE JÁ NÃO CONSISTIA TANTO NUMA INICIAÇÃO À COMUNIDADE DE FÉ.
  • 13. A CRIANÇA BATIZADA VIVIA EM TOTAL SIMBIOSE COM UMA SOCIEDADE, POR “NATUREZA CRISTÔ, DESDE O COLO DA MÃE, CRESCENDO NUM CONTEXTO SOCIAL “PLENAMENTE CRISTÃO”. A VIDA E A ARTE RETRATAVAM A MENSAGEM CRISTÃ: ESCULTURA, PINTURA, MÚSICA, TEATRO, VITRAIS, ARQUITETURA, FESTAS...
  • 14. A EDUCAÇÃO DA FÉ SE REALIZAVA PELA PARTICIPAÇÃO NUMA VIDA SOCIAL, PROFISSIONAL E ARTÍSTICA MARCADA PELO RELIGIOSO, NUM “ AMBIENTE CRISTÃO” PRESENTE NA SOCIEDADE INTEIRA.
  • 15. III. A CATEQUESE NA IDADE MODERNA: BUSCA DE IDENTIDADE CATÓLICA FACE AO PROTESTANTISMO (DO SEC. XVI AO VATICANO II) A CATEQUESE PASSOU A VALORIZAR MAIS A APRENDIZAGEM INDIVIDUAL, NA QUAL JÁ NÃO ERA TÃO MARCANTE A LIGAÇÃO COM A COMUNIDADE
  • 16. CATEQUESE COMO INSTRUÇÃO FATORES: A) PREOCUPAÇÃO COM A CLAREZA E A EXATIDÃO DAS FORMULAÇÕES DOUTRINAIS; B) DESCOBERTA DA IMPRENSA E A DIFUSÃO DAS ESCOLAS; C) INFLUÊNCIA DO ILUMINISMO.
  • 17. A CATEQUESE SAI DA FAMÍLIA E DA IGREJA PARA IR AO MEIO ESCOLAR, COMO ENSINO OBRIGATÓRIO; O MELHOR CRISTÃO ER AQUELE QUE MAIS SABIA SOBRE RELIGIÃO E NÃO AQUELE QUE SE COMPROMETIA COM A VIDA E A VIVÊNCIA DA FÉ;
  • 18. A ATENÇÃO ERA DADA AS CRIANÇAS E NÃO AOS ADULTOS; IMPORTANTE ERA A FIDELIDADE ÀS FÓRMULAS VALORIZANDO A EXATIDÃO E A CLAREZA DO ENSINO DOUTRINAL; O CATECISMO TORNOU-SE UM REFERENCIAL DE SEGURANÇA SOBRE AS QUESTÕES DE FÉ.
  • 19. A CATEQUESE PASSOU A SER DOUTRINA.
  • 20. IV. EDUCAÇÃO PARA A FÉ E A VIDA (DO VATICANO II AOS NOSSOS DIAS) FRENTE A UMA CATEQUESE FRIA E TEÓRICA, É PRECISO VOLTAR ÀS FONTES E APRESENTÁ-LA COM UM NOVO ROSTO ADEQUADO PARA OS NOSSOS TEMPOS APÓS O VATICANO II, A IGREJA ABRE SUAS PORTAS PARA O NOVO E RENOVA SUA PRESENÇA NO MUNDO COMO SINAL DO REINO.
  • 21. EM 1983, A CATEQUESE GANHA UM GRANDE IMPULSO COM O DOCUMENTO 26: “CATEQUESE RENOVADA”.
  • 22. CATEQUESE: “ É UM PROCESSO DE EDUCAÇÃO COMUNITÁRIA, PERMANENTE, PROGRESSIVA, ORDENADA, ORGÂNICA E SISTEMÁTICA DA FÉ. SUA FINALIDADE É A MATURIDADES DA FÉ, NUM COMPROMISSO PESSOAL E COMUNITÁRIO DE LIBERTAÇÃO INTEGRAL, QUE DEVE ACONTECER JÁ AQUI E CULMINAR NO REINO DEFINITIVO” (CR 318)
  • 23. CARACTERÍSTICAS: LEVA EM CONSIDERAÇÃO A PESSOA E A COMUNIDADE; A BÍBLIA É O LIVRO FONTE; O ADULTO É O PRINCIPAL DESTINATÁRIO; CENTRALIZADA NO SEGMENTO DE JESUS CRISTO; PRIVILEGIA A OPÇÃO PELOS POBRES.
  • 24. elaborado RAMÓN GIMENEZ 9191-3742 [email_address]