SlideShare uma empresa Scribd logo
Catequese e InICIação CrIstã
Fazer crescer no plano do
conhecimento e da vida, o gérmen
da fé semeado pelo Espírito Santo,
com o primeiro anúncio do
evangelho, e transmitido
eficazmente pelo Batismo.
( Catechesi Tradendae n° 20)
•O tempo atual é marcado pelo que?
•Que tempo é este?
•O que as pessoas buscam?
•O que move a cabeça e o coração das pessoas?
Ha a busca por algo que ainda não esta definido.
De um lado há uma forte resistência de superação da
catequese infanto juvenil em vista da celebração dos
sacramentos. Esta resistência permeia em todos os
níveis.
De outro lado há a incerteza sobre o novo e do novo.
Mais do que incerteza, “um certo medo” para
adentrar no novo.
E o novo está na linha de uma
“Metodologia para a Iniciação Cristã”.
Pe; Joel – texto
Para entender melhor:
“A catequese, como elemento importante da iniciação
à vida cristã, implica um longo processo vital de
introdução dos cristãos ainda não plenamente
iniciados, seja qual for a sua idade, nos diversos
aspectos essenciais da fé cristã” (DNC 38).
INTRODUZIR ALGUÉM NO
MINISTÉRIO DE CRISTO
PROCESSO DE EVANGELIZAÇÃO
INTERAÇÃO ENTRE FÉ E VIDA
A catequese de iniciação cristã,
distinta do Kerigma, semeia os
fundamentos da fé naqueles
que seguem o Senhor,
iniciando-os na plenitude da
vida Cristã. É o momento, em
que se prepara o catequizando
para conhecer, celebrar,
viver e contemplar o Mistério
de Cristo, pondo-o não apenas
em contato, mas em
comunhão, em intimidade com
Jesus Cristo, para que possa
participar ativamente na
realização da comunidade
eclesial, no anúncio,
testemunho e difusão do
Evangelho.
3. Para que a catequese inicie
os catequizandos na vida cristã
ela deve a realizar as seguintes
tarefas (Cf. DGC n° 85,86):
* Favorecer o conhecimento da fé.
A catequese deve, pois, ajudar a
compreender progressivamente
toda a verdade do projecto de
Deus, formando os discípulos de
Jesus Cristo no conhecimento
da tradição e da escritura)
Educação litúrgica. A comunhão com
Jesus Cristo leva a celebrar a sua
presença salvífica nos sacramentos e,
de modo especial, na Eucaristia
Formação Moral A conversão a Jesus
Cristo implica viver no seguimento da
sua vida. Por isso, a catequese deve
transmitir aos discípulos as atitudes
próprias do Mestre.
Ensinar a rezar. A comunhão com
Jesus Cristo conduz os discípulos a
assumirem a atitude orante e
contemplativa que o Mestre adotou.
Educação para a comunidade e para a missão. A
catequese prepara o cristão para viver em comunidade e
para participar ativamente na vida e na missão da Igreja.
Será que hoje a catequese realiza estas tarefas?
5. A iniciação cristã envolve
muitos agentes e meios, dos
quais destacamos
A família - é o berço da iniciação
cristã. É nela que os
catequizandos dão os primeiros
passos na caminhada da fé,
onde o despertar religioso
acontece, onde se estrutura e
interioriza a experiência da fé.
Infelizmente, grande parte dos
nossos catequizandos, não tem
um suporte familiar cristão.
Hoje, é a catequese paroquial, o
único local e meio para a
iniciação cristã das crianças, o
que levanta sérios problemas e
desafios. Como envolver a
família na iniciação cristã?
O catequista - elemento essencial na
iniciação cristã, é o educador, mestre e
testemunha da fé. Acompanha
pessoalmente os catequizandos na
aventura da vida, na descoberta e
vivência do mistério cristão. Teremos
nós catequista com perfil humano e
cristão para garantir uma iniciação
cristã? Como resolver este problema?
A comunidade - a comunidade cristã é a
origem, o lugar e a meta da catequese.
Cabe à comunidade, acolher, educar e
integrar o catequizando, para que
descubra nela urna referência e o local
privilegiado para exercer a sua missão
como discípulo. Não estará muitas
vezes a catequese separada da
comunidade? Como integrar a
catequese na comunidade?
O Pároco - é o pastor e primeiro
catequista da sua comunidade. Como
nos lembra o número 256 do DGC, é sua
missão:
- suscitar na comunidade cristã o
sentido da responsabilidade comum em
relação à catequese, como urna tarefa
que a todos envolve, bem como suscitar
o reconhecimento e o apreço pelos
catequistas e pela missão que
desempenham;
Texto p. 2 - Questionamentos
Uma proposta metodológica para um itinerário de iniciação à vida
cristã flutua entre diversos modelos.
Tememos três mais acentuados:
1 – Método que parte dos anseios
2 – Itinerário Kerigmático
3 – Conversão radical a JC
17
AparecidaAparecida questiona a
maneira como educamos
na fé e alimentamos a
experiência cristã..:
“É um desafio que
devemos encararencarar comcom
decisãodecisão, com coragemcom coragem e
criatividadecriatividade, visto que
em muitas partes a
iniciação cristãiniciação cristã tem
sido pobrepobre e
fragmentadafragmentada” (DAp 287).
"Iniciar na vida cristã os que querem abraçar"Iniciar na vida cristã os que querem abraçar
a fé é o grande desafio da paróquia" (DA).a fé é o grande desafio da paróquia" (DA).
A Iniciação Cristã não trata apenas de “
como” temos de administrar alguns
sacramentos da iniciação , mas sim “qual”
è o cristão que “ fazemos” ao preparar e
celebrar estes sacramentos.
O Catequista
hoje, mais do
que um
pedagogo, deve
ser um
mistagogo.
“Um grande meio para introduzir o povo de
Deus
No mistério de Cristo é a catequese”
A realidade atual exige de nós, educadores da fé,
novos passos.
A catequese com inspiração catecumenal é uma tentativa
de resposta a iniciação a vida cristã.
•Catequista mistagogo: introduz no mistério
•Catequista educador na fé: sentiu-se chamado
por Deus: discípulo – missionário
•Catequista com mística para iniciação a vida
cristã: testemunha sua fé
•Catequista com formação permanente: não
repasse conceitos mas vida
•Catequista orante: anunciador da Palavra de
Deus
•Catequista aberto aos sinais dos tempos
No processo de iniciação a vida cristã é preciso
deixar “marcas”.
“Levanta “marcos” para ti, coloca indicadores
de caminho, presta atenção ao percurso, no
caminho por onde caminhares” (Jr 31,21)
A catequese de inspiração catecumenal, tem um processo interativo.
A pessoa a ser evangelizada: criança, jovem e adulto, necessita de
alguém que caminhe com ele, que se aproxime para conhecê-lo, dar-
se a conhecer, escutar e orientar na experiência comunitária de fé
(At 18,24-28).
A comunidade precisa estar a caminho, ouvindo, estudando, criando
novas opções, avaliando e planejando de modo participativo.
A própria vida da comunidade é catequizadora.
Fornece experiências novas, alimenta a fé, aprofunda a intimidade
com Deus na oração, na liturgia, nos trabalhos pastorais.
A ação evangelizadora, catequética e pastoral da Igreja deve ajudar
os batizados a descobrirem a beleza do seguimento a Jesus Cristo
como uma proposta de vida coerente com o Evangelho.
26
O texto ficou estruturado em cinco capítuloscinco capítulos
 I – Iniciação à vida cristã: por quê? -por quê? -
Motivações
 II – Iniciação à vida cristã: o que é? –o que é? –
Natureza
 III – Iniciação à vida cristã: como? -como? -
Metodologia
 IV – Iniciação à vida cristã: para quem? –para quem? –
Destinatários - Interlocutores
 V – Iniciação à vida cristã: com quem?com quem?
onde? –onde? – Agentes e Lugares.
O texto ficou estruturado em cinco capítuloscinco capítulos
 I – Iniciação à vida cristã: por quê? -por quê? -
Motivações
 II – Iniciação à vida cristã: o que é? –o que é? –
Natureza
 III – Iniciação à vida cristã: como? -como? -
Metodologia
 IV – Iniciação à vida cristã: para quem? –para quem? –
Destinatários - Interlocutores
 V – Iniciação à vida cristã: com quem?com quem?
onde? –onde? – Agentes e Lugares.
* Catequista mistagógico: ou o catequista conduzirá
seu catequizando para “dentro do Mistério” ou
simplesmente o ensinará a repetir fórmulas e orações,
mas não a orar verdadeiramente.
Dom Juventino (CRP)
INICIAÇÃO A VIDA CRISTÃ
Iniciação cristã: não é somente assunto de Catequese , mas de Igreja no
mundo inteiro. Que esta tentando fazer sua renovação, um dos caminhos é
a iniciação cristã.
Catequese como educação da fé que atinge:
•Todos os movimentos
•Pastorais
•Deve ser estudo das pastorais
•Todas as comunidades
•Todos os serviços
•Todos os organismos
É uma forma que a Igreja desde Aparecida retoma. Ou nós ficamos na
manutenção (como já se fazia), ou partimos para a conversão pastoral.
Como esta a Iniciação Cristã em nossas comunidades?
•Preocupação na formação das lideranças;
• Participação dos movimentos onde esta acontecendo o Querigma;
que não acontece nas pastorais;
•Estrutura sacramental;
•Não somos mais a tetentora da Verdade;
Catequese   iniciacao a vida cristã ii

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Metologia na catequese
Metologia na catequeseMetologia na catequese
Metologia na catequese
Jorge Felliphe
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
Francisco Rodrigues
 
O sacramento do Crisma
O sacramento do CrismaO sacramento do Crisma
O sacramento do Crisma
António José Fonseca
 
Missa parte por_parte
Missa parte por_parteMissa parte por_parte
Missa parte por_parte
Presentepravoce SOS
 
Organização da catequese
Organização da catequeseOrganização da catequese
Organização da catequese
Catequese Anjos dos Céus
 
CNBB documento 107 - Aplicação prática
CNBB documento 107 - Aplicação práticaCNBB documento 107 - Aplicação prática
CNBB documento 107 - Aplicação prática
IRINEU FILHO
 
Encontro com Catequistas
Encontro com CatequistasEncontro com Catequistas
Encontro com Catequistas
José Vieira Dos Santos
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
Bruno Costa
 
Catequese dinâmica
Catequese dinâmicaCatequese dinâmica
Catequese dinâmica
jcsa.media
 
Missão do Catequista
Missão do CatequistaMissão do Catequista
Missão do Catequista
Jorge Felliphe
 
A Santa Missa
A Santa MissaA Santa Missa
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianosOs sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Presentepravoce SOS
 
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro ppsFormação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
José Luiz Silva Pinto
 
Curso de liturgia
Curso de liturgiaCurso de liturgia
Curso de liturgia
mbsilva1971
 
formação para catequistas
formação para catequistasformação para catequistas
formação para catequistas
Alexandre Alves Rocha
 
Formação em Liturgia
Formação em LiturgiaFormação em Liturgia
Formação em Liturgia
iaymesobrino
 
Crisma - Slide formativo
Crisma - Slide formativoCrisma - Slide formativo
Crisma - Slide formativo
Rafael Maciel
 
Material de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristãMaterial de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristã
Catequese Anjos dos Céus
 
A importancia do catequista hoje
A importancia do catequista hojeA importancia do catequista hoje
A importancia do catequista hoje
fagundes_daniel
 
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVERMetodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
Jorge Felliphe
 

Mais procurados (20)

Metologia na catequese
Metologia na catequeseMetologia na catequese
Metologia na catequese
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
 
O sacramento do Crisma
O sacramento do CrismaO sacramento do Crisma
O sacramento do Crisma
 
Missa parte por_parte
Missa parte por_parteMissa parte por_parte
Missa parte por_parte
 
Organização da catequese
Organização da catequeseOrganização da catequese
Organização da catequese
 
CNBB documento 107 - Aplicação prática
CNBB documento 107 - Aplicação práticaCNBB documento 107 - Aplicação prática
CNBB documento 107 - Aplicação prática
 
Encontro com Catequistas
Encontro com CatequistasEncontro com Catequistas
Encontro com Catequistas
 
A pessoa do catequista
A pessoa do catequistaA pessoa do catequista
A pessoa do catequista
 
Catequese dinâmica
Catequese dinâmicaCatequese dinâmica
Catequese dinâmica
 
Missão do Catequista
Missão do CatequistaMissão do Catequista
Missão do Catequista
 
A Santa Missa
A Santa MissaA Santa Missa
A Santa Missa
 
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianosOs sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
Os sacramentos-de-iniciação-cristã-salesianos
 
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro ppsFormação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
Formação para Ministros Extraordinário da Palavra 17° encontro pps
 
Curso de liturgia
Curso de liturgiaCurso de liturgia
Curso de liturgia
 
formação para catequistas
formação para catequistasformação para catequistas
formação para catequistas
 
Formação em Liturgia
Formação em LiturgiaFormação em Liturgia
Formação em Liturgia
 
Crisma - Slide formativo
Crisma - Slide formativoCrisma - Slide formativo
Crisma - Slide formativo
 
Material de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristãMaterial de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristã
 
A importancia do catequista hoje
A importancia do catequista hojeA importancia do catequista hoje
A importancia do catequista hoje
 
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVERMetodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
Metodologia na Catequese ~ VER-ILUMINAR-AGIR-CELEBRAR-REVER
 

Destaque

Apresentação a iniciação da vida cristã
Apresentação a iniciação da vida cristãApresentação a iniciação da vida cristã
Apresentação a iniciação da vida cristã
eusouaimaculada
 
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenalUma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
IRINEU FILHO
 
A iniciação à vida cristã os passos a serem dados
A iniciação à vida cristã   os passos a serem dadosA iniciação à vida cristã   os passos a serem dados
A iniciação à vida cristã os passos a serem dados
Liana Plentz
 
Livro Catequese com estilo catecumenal - Padre Lelo
Livro Catequese com estilo catecumenal - Padre LeloLivro Catequese com estilo catecumenal - Padre Lelo
Livro Catequese com estilo catecumenal - Padre Lelo
Vitor Nunes Rosa
 
Catecumenato
CatecumenatoCatecumenato
Catecumenato
paroquiasaojose
 
Formação de Catequistas - 2015
Formação de Catequistas - 2015Formação de Catequistas - 2015
Formação de Catequistas - 2015
Morgana Portugal
 
Encontros de catequese
Encontros de catequeseEncontros de catequese
Encontros de catequese
sheilajo
 
2015 apostila catequese primeira eucaristia
2015 apostila catequese primeira eucaristia2015 apostila catequese primeira eucaristia
2015 apostila catequese primeira eucaristia
Catequese Anjos dos Céus
 
Planejamento Semanal da Catequese
Planejamento Semanal da CatequesePlanejamento Semanal da Catequese
Planejamento Semanal da Catequese
Catequista Josivaldo
 
Planejamento dos encontros 2014
Planejamento dos encontros 2014Planejamento dos encontros 2014
Planejamento dos encontros 2014
Juliana Cristina M. Muniz
 
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de CatequeseCNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
Luís Miguel Rodrigues
 
Itinerários do processo da iniciação a vida cristã
Itinerários do processo da iniciação a vida cristãItinerários do processo da iniciação a vida cristã
Itinerários do processo da iniciação a vida cristã
lomes
 
A iniciação cristã
A iniciação cristãA iniciação cristã
A iniciação cristã
João Carlos Nara Júnior
 
Planejamento 2013
Planejamento 2013Planejamento 2013
Planejamento 2013
Liana Plentz
 
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
Alexandre Alves Rocha
 
Planejamento catequese 2010
Planejamento catequese 2010Planejamento catequese 2010
Planejamento catequese 2010
Silvio S. Santana
 
Pastoral da Catequese
Pastoral da CatequesePastoral da Catequese
Pastoral da Catequese
José Vieira Dos Santos
 
A historia da catequese
A historia da catequeseA historia da catequese
A historia da catequese
Hernane Freitas
 
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
Ser cristão   objetivo primeiro da catequeseSer cristão   objetivo primeiro da catequese
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
Catequese Anjos dos Céus
 
Catequese e família
Catequese e famíliaCatequese e família
Catequese e família
Catequese são sebastião
 

Destaque (20)

Apresentação a iniciação da vida cristã
Apresentação a iniciação da vida cristãApresentação a iniciação da vida cristã
Apresentação a iniciação da vida cristã
 
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenalUma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
 
A iniciação à vida cristã os passos a serem dados
A iniciação à vida cristã   os passos a serem dadosA iniciação à vida cristã   os passos a serem dados
A iniciação à vida cristã os passos a serem dados
 
Livro Catequese com estilo catecumenal - Padre Lelo
Livro Catequese com estilo catecumenal - Padre LeloLivro Catequese com estilo catecumenal - Padre Lelo
Livro Catequese com estilo catecumenal - Padre Lelo
 
Catecumenato
CatecumenatoCatecumenato
Catecumenato
 
Formação de Catequistas - 2015
Formação de Catequistas - 2015Formação de Catequistas - 2015
Formação de Catequistas - 2015
 
Encontros de catequese
Encontros de catequeseEncontros de catequese
Encontros de catequese
 
2015 apostila catequese primeira eucaristia
2015 apostila catequese primeira eucaristia2015 apostila catequese primeira eucaristia
2015 apostila catequese primeira eucaristia
 
Planejamento Semanal da Catequese
Planejamento Semanal da CatequesePlanejamento Semanal da Catequese
Planejamento Semanal da Catequese
 
Planejamento dos encontros 2014
Planejamento dos encontros 2014Planejamento dos encontros 2014
Planejamento dos encontros 2014
 
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de CatequeseCNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
 
Itinerários do processo da iniciação a vida cristã
Itinerários do processo da iniciação a vida cristãItinerários do processo da iniciação a vida cristã
Itinerários do processo da iniciação a vida cristã
 
A iniciação cristã
A iniciação cristãA iniciação cristã
A iniciação cristã
 
Planejamento 2013
Planejamento 2013Planejamento 2013
Planejamento 2013
 
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
 
Planejamento catequese 2010
Planejamento catequese 2010Planejamento catequese 2010
Planejamento catequese 2010
 
Pastoral da Catequese
Pastoral da CatequesePastoral da Catequese
Pastoral da Catequese
 
A historia da catequese
A historia da catequeseA historia da catequese
A historia da catequese
 
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
Ser cristão   objetivo primeiro da catequeseSer cristão   objetivo primeiro da catequese
Ser cristão objetivo primeiro da catequese
 
Catequese e família
Catequese e famíliaCatequese e família
Catequese e família
 

Semelhante a Catequese iniciacao a vida cristã ii

CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconatoCATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
Lucio Souza
 
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptxComo formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Nuno Melo
 
Catequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidadeCatequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidade
Fábio Vasconcelos
 
Itinerário catecumenal
Itinerário catecumenalItinerário catecumenal
Itinerário catecumenal
Sergio Cabral
 
O Que é Iniciação Cristã (1) - Barra.pptx
O Que é  Iniciação Cristã (1) - Barra.pptxO Que é  Iniciação Cristã (1) - Barra.pptx
O Que é Iniciação Cristã (1) - Barra.pptx
IvaneideRodrigues6
 
Detalhes do Novo Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com a...
Detalhes do Novo Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com a...Detalhes do Novo Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com a...
Detalhes do Novo Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com a...
BlogMaterialdeCatequ
 
Mistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistérioMistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistério
Fábio Vasconcelos
 
Para Que Acreditem E Tenham Vida
Para Que Acreditem E Tenham VidaPara Que Acreditem E Tenham Vida
Para Que Acreditem E Tenham Vida
Luís Miguel Rodrigues
 
METODOLOGIA.ppt
METODOLOGIA.pptMETODOLOGIA.ppt
METODOLOGIA.ppt
ssuser9cb078
 
APRESENTAÇÃO - Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com as ...
APRESENTAÇÃO - Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com as ...APRESENTAÇÃO - Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com as ...
APRESENTAÇÃO - Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com as ...
BlogMaterialdeCatequ
 
Natureza,finalidade e tarefas da catequese
Natureza,finalidade e tarefas da catequeseNatureza,finalidade e tarefas da catequese
Natureza,finalidade e tarefas da catequese
Catequese Anjos dos Céus
 
Querigma parte por parte
Querigma parte por parteQuerigma parte por parte
Querigma parte por parte
Cassio Felipe
 
Querigma parte por parte
Querigma parte por parteQuerigma parte por parte
Querigma parte por parte
Cassio Felipe
 
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptxPreparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
JosWolney
 
História da Iniciação à vida cristã desde a origem
História da Iniciação à vida cristã desde a origemHistória da Iniciação à vida cristã desde a origem
História da Iniciação à vida cristã desde a origem
JosWolney
 
Introdução a Catequese
Introdução a CatequeseIntrodução a Catequese
Introdução a Catequese
Alexandre
 
Diretrizes evangelização Arquidiocese de Manaus
Diretrizes evangelização Arquidiocese de ManausDiretrizes evangelização Arquidiocese de Manaus
Diretrizes evangelização Arquidiocese de Manaus
Paróquia Nossa Senhora das Mercês
 
INTRODUTOR.pptx
INTRODUTOR.pptxINTRODUTOR.pptx
INTRODUTOR.pptx
MariaJosDeBrito2
 
Palestra 1 - Pe Léo.pdf
Palestra 1 - Pe Léo.pdfPalestra 1 - Pe Léo.pdf
Formação de catequistas
Formação de catequistasFormação de catequistas
Formação de catequistas
Catequese Anjos dos Céus
 

Semelhante a Catequese iniciacao a vida cristã ii (20)

CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconatoCATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
 
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptxComo formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
 
Catequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidadeCatequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidade
 
Itinerário catecumenal
Itinerário catecumenalItinerário catecumenal
Itinerário catecumenal
 
O Que é Iniciação Cristã (1) - Barra.pptx
O Que é  Iniciação Cristã (1) - Barra.pptxO Que é  Iniciação Cristã (1) - Barra.pptx
O Que é Iniciação Cristã (1) - Barra.pptx
 
Detalhes do Novo Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com a...
Detalhes do Novo Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com a...Detalhes do Novo Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com a...
Detalhes do Novo Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com a...
 
Mistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistérioMistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistério
 
Para Que Acreditem E Tenham Vida
Para Que Acreditem E Tenham VidaPara Que Acreditem E Tenham Vida
Para Que Acreditem E Tenham Vida
 
METODOLOGIA.ppt
METODOLOGIA.pptMETODOLOGIA.ppt
METODOLOGIA.ppt
 
APRESENTAÇÃO - Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com as ...
APRESENTAÇÃO - Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com as ...APRESENTAÇÃO - Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com as ...
APRESENTAÇÃO - Itinerário de iniciação à vida cristã com as famílias, com as ...
 
Natureza,finalidade e tarefas da catequese
Natureza,finalidade e tarefas da catequeseNatureza,finalidade e tarefas da catequese
Natureza,finalidade e tarefas da catequese
 
Querigma parte por parte
Querigma parte por parteQuerigma parte por parte
Querigma parte por parte
 
Querigma parte por parte
Querigma parte por parteQuerigma parte por parte
Querigma parte por parte
 
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptxPreparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
 
História da Iniciação à vida cristã desde a origem
História da Iniciação à vida cristã desde a origemHistória da Iniciação à vida cristã desde a origem
História da Iniciação à vida cristã desde a origem
 
Introdução a Catequese
Introdução a CatequeseIntrodução a Catequese
Introdução a Catequese
 
Diretrizes evangelização Arquidiocese de Manaus
Diretrizes evangelização Arquidiocese de ManausDiretrizes evangelização Arquidiocese de Manaus
Diretrizes evangelização Arquidiocese de Manaus
 
INTRODUTOR.pptx
INTRODUTOR.pptxINTRODUTOR.pptx
INTRODUTOR.pptx
 
Palestra 1 - Pe Léo.pdf
Palestra 1 - Pe Léo.pdfPalestra 1 - Pe Léo.pdf
Palestra 1 - Pe Léo.pdf
 
Formação de catequistas
Formação de catequistasFormação de catequistas
Formação de catequistas
 

Catequese iniciacao a vida cristã ii

  • 1. Catequese e InICIação CrIstã Fazer crescer no plano do conhecimento e da vida, o gérmen da fé semeado pelo Espírito Santo, com o primeiro anúncio do evangelho, e transmitido eficazmente pelo Batismo. ( Catechesi Tradendae n° 20)
  • 2.
  • 3. •O tempo atual é marcado pelo que? •Que tempo é este? •O que as pessoas buscam? •O que move a cabeça e o coração das pessoas?
  • 4. Ha a busca por algo que ainda não esta definido. De um lado há uma forte resistência de superação da catequese infanto juvenil em vista da celebração dos sacramentos. Esta resistência permeia em todos os níveis. De outro lado há a incerteza sobre o novo e do novo. Mais do que incerteza, “um certo medo” para adentrar no novo. E o novo está na linha de uma “Metodologia para a Iniciação Cristã”.
  • 5. Pe; Joel – texto
  • 6. Para entender melhor: “A catequese, como elemento importante da iniciação à vida cristã, implica um longo processo vital de introdução dos cristãos ainda não plenamente iniciados, seja qual for a sua idade, nos diversos aspectos essenciais da fé cristã” (DNC 38).
  • 7. INTRODUZIR ALGUÉM NO MINISTÉRIO DE CRISTO PROCESSO DE EVANGELIZAÇÃO INTERAÇÃO ENTRE FÉ E VIDA
  • 8. A catequese de iniciação cristã, distinta do Kerigma, semeia os fundamentos da fé naqueles que seguem o Senhor, iniciando-os na plenitude da vida Cristã. É o momento, em que se prepara o catequizando para conhecer, celebrar, viver e contemplar o Mistério de Cristo, pondo-o não apenas em contato, mas em comunhão, em intimidade com Jesus Cristo, para que possa participar ativamente na realização da comunidade eclesial, no anúncio, testemunho e difusão do Evangelho.
  • 9. 3. Para que a catequese inicie os catequizandos na vida cristã ela deve a realizar as seguintes tarefas (Cf. DGC n° 85,86): * Favorecer o conhecimento da fé. A catequese deve, pois, ajudar a compreender progressivamente toda a verdade do projecto de Deus, formando os discípulos de Jesus Cristo no conhecimento da tradição e da escritura)
  • 10. Educação litúrgica. A comunhão com Jesus Cristo leva a celebrar a sua presença salvífica nos sacramentos e, de modo especial, na Eucaristia Formação Moral A conversão a Jesus Cristo implica viver no seguimento da sua vida. Por isso, a catequese deve transmitir aos discípulos as atitudes próprias do Mestre. Ensinar a rezar. A comunhão com Jesus Cristo conduz os discípulos a assumirem a atitude orante e contemplativa que o Mestre adotou.
  • 11. Educação para a comunidade e para a missão. A catequese prepara o cristão para viver em comunidade e para participar ativamente na vida e na missão da Igreja. Será que hoje a catequese realiza estas tarefas?
  • 12. 5. A iniciação cristã envolve muitos agentes e meios, dos quais destacamos A família - é o berço da iniciação cristã. É nela que os catequizandos dão os primeiros passos na caminhada da fé, onde o despertar religioso acontece, onde se estrutura e interioriza a experiência da fé. Infelizmente, grande parte dos nossos catequizandos, não tem um suporte familiar cristão. Hoje, é a catequese paroquial, o único local e meio para a iniciação cristã das crianças, o que levanta sérios problemas e desafios. Como envolver a família na iniciação cristã?
  • 13. O catequista - elemento essencial na iniciação cristã, é o educador, mestre e testemunha da fé. Acompanha pessoalmente os catequizandos na aventura da vida, na descoberta e vivência do mistério cristão. Teremos nós catequista com perfil humano e cristão para garantir uma iniciação cristã? Como resolver este problema? A comunidade - a comunidade cristã é a origem, o lugar e a meta da catequese. Cabe à comunidade, acolher, educar e integrar o catequizando, para que descubra nela urna referência e o local privilegiado para exercer a sua missão como discípulo. Não estará muitas vezes a catequese separada da comunidade? Como integrar a catequese na comunidade?
  • 14. O Pároco - é o pastor e primeiro catequista da sua comunidade. Como nos lembra o número 256 do DGC, é sua missão: - suscitar na comunidade cristã o sentido da responsabilidade comum em relação à catequese, como urna tarefa que a todos envolve, bem como suscitar o reconhecimento e o apreço pelos catequistas e pela missão que desempenham;
  • 15. Texto p. 2 - Questionamentos Uma proposta metodológica para um itinerário de iniciação à vida cristã flutua entre diversos modelos. Tememos três mais acentuados: 1 – Método que parte dos anseios 2 – Itinerário Kerigmático 3 – Conversão radical a JC
  • 16.
  • 17. 17 AparecidaAparecida questiona a maneira como educamos na fé e alimentamos a experiência cristã..: “É um desafio que devemos encararencarar comcom decisãodecisão, com coragemcom coragem e criatividadecriatividade, visto que em muitas partes a iniciação cristãiniciação cristã tem sido pobrepobre e fragmentadafragmentada” (DAp 287).
  • 18. "Iniciar na vida cristã os que querem abraçar"Iniciar na vida cristã os que querem abraçar a fé é o grande desafio da paróquia" (DA).a fé é o grande desafio da paróquia" (DA).
  • 19. A Iniciação Cristã não trata apenas de “ como” temos de administrar alguns sacramentos da iniciação , mas sim “qual” è o cristão que “ fazemos” ao preparar e celebrar estes sacramentos.
  • 20. O Catequista hoje, mais do que um pedagogo, deve ser um mistagogo.
  • 21. “Um grande meio para introduzir o povo de Deus No mistério de Cristo é a catequese”
  • 22. A realidade atual exige de nós, educadores da fé, novos passos. A catequese com inspiração catecumenal é uma tentativa de resposta a iniciação a vida cristã.
  • 23. •Catequista mistagogo: introduz no mistério •Catequista educador na fé: sentiu-se chamado por Deus: discípulo – missionário •Catequista com mística para iniciação a vida cristã: testemunha sua fé •Catequista com formação permanente: não repasse conceitos mas vida •Catequista orante: anunciador da Palavra de Deus •Catequista aberto aos sinais dos tempos
  • 24. No processo de iniciação a vida cristã é preciso deixar “marcas”. “Levanta “marcos” para ti, coloca indicadores de caminho, presta atenção ao percurso, no caminho por onde caminhares” (Jr 31,21)
  • 25. A catequese de inspiração catecumenal, tem um processo interativo. A pessoa a ser evangelizada: criança, jovem e adulto, necessita de alguém que caminhe com ele, que se aproxime para conhecê-lo, dar- se a conhecer, escutar e orientar na experiência comunitária de fé (At 18,24-28). A comunidade precisa estar a caminho, ouvindo, estudando, criando novas opções, avaliando e planejando de modo participativo. A própria vida da comunidade é catequizadora. Fornece experiências novas, alimenta a fé, aprofunda a intimidade com Deus na oração, na liturgia, nos trabalhos pastorais. A ação evangelizadora, catequética e pastoral da Igreja deve ajudar os batizados a descobrirem a beleza do seguimento a Jesus Cristo como uma proposta de vida coerente com o Evangelho.
  • 26. 26 O texto ficou estruturado em cinco capítuloscinco capítulos  I – Iniciação à vida cristã: por quê? -por quê? - Motivações  II – Iniciação à vida cristã: o que é? –o que é? – Natureza  III – Iniciação à vida cristã: como? -como? - Metodologia  IV – Iniciação à vida cristã: para quem? –para quem? – Destinatários - Interlocutores  V – Iniciação à vida cristã: com quem?com quem? onde? –onde? – Agentes e Lugares. O texto ficou estruturado em cinco capítuloscinco capítulos  I – Iniciação à vida cristã: por quê? -por quê? - Motivações  II – Iniciação à vida cristã: o que é? –o que é? – Natureza  III – Iniciação à vida cristã: como? -como? - Metodologia  IV – Iniciação à vida cristã: para quem? –para quem? – Destinatários - Interlocutores  V – Iniciação à vida cristã: com quem?com quem? onde? –onde? – Agentes e Lugares.
  • 27. * Catequista mistagógico: ou o catequista conduzirá seu catequizando para “dentro do Mistério” ou simplesmente o ensinará a repetir fórmulas e orações, mas não a orar verdadeiramente.
  • 28.
  • 29. Dom Juventino (CRP) INICIAÇÃO A VIDA CRISTÃ Iniciação cristã: não é somente assunto de Catequese , mas de Igreja no mundo inteiro. Que esta tentando fazer sua renovação, um dos caminhos é a iniciação cristã. Catequese como educação da fé que atinge: •Todos os movimentos •Pastorais •Deve ser estudo das pastorais •Todas as comunidades •Todos os serviços •Todos os organismos É uma forma que a Igreja desde Aparecida retoma. Ou nós ficamos na manutenção (como já se fazia), ou partimos para a conversão pastoral.
  • 30. Como esta a Iniciação Cristã em nossas comunidades? •Preocupação na formação das lideranças; • Participação dos movimentos onde esta acontecendo o Querigma; que não acontece nas pastorais; •Estrutura sacramental; •Não somos mais a tetentora da Verdade;