SlideShare uma empresa Scribd logo
Gêneros Orais
Professora Edilane Lira – Assessora Pedagógica
Texto oral:
“Ao ingressarem na escola, os
alunos já dispõem de competência
discursiva e linguística para
comunicar-se em interações que
envolvem relações sociais de seu
dia-a-dia, inclusive as que se
estabelecem em sua vida escolar.
Acreditando que a aprendizagem da
língua oral, por se dar no espaço
doméstico, não é tarefa da escola,
as situações de ensino vêm
utilizando a modalidade oral da
linguagem unicamente como
instrumento para permitir o
tratamento dos diversos conteúdos.”
(PCN’s)
“Quem não apresenta suas ideias com
clareza ou defende mal seus argumentos
diante um grupo enfrenta problemas tanto na
sala de aula como na vida profissional. A
escola, no entanto, não tem se dedicado à
questão como deve. Embora o ensino da
língua oral esteja previsto nos Parâmetros
Curriculares Nacionais (PCNs) há mais de
uma década, essa prática está longe de ser
prioridade. Ela é confundida com atividades de
leitura em voz alta e conversas informais, que
não preparam para os contextos de
comunicação.”
A língua oral está organizada em
gêneros:
 Mesa-redonda,
 Debates,
 Seminários,
 Entrevistas,
 Saraus,
 Depoimentos.
“É preciso criar contextos de produção também para os
gêneros orais - em que se determinam quem é o público, o que será dito e
como. É isso que permite aos alunos se apropriarem das noções, das
técnicas e dos instrumentos necessários ao desenvolvimento de suas
capacidades de expressão em situações de comunicação”. Bernard Schneuwly
Como podemos
trabalhar os gêneros
orais...
Debate:
Como organizar um debate?
O
D
e
b
a
t
e
:
Avaliando o debate:
Ou:
Entrevista:
A entrevista é resultado de um diálogo. A
participação de um e outro na conversa varia conforme
o direcionamento feito por quem pergunta e a reação de
quem responde. O objetivo é obter informações a ser
transmitidas a ouvintes, leitores ou telespectadores.
Para que tenha um bom resultado, o "repórter" deve
conhecer o assunto abordado, além de formular
perguntas precisas e instigantes. É ele quem orienta a
interação.
Preparação da entrevista:
Comece escolhendo o
assunto e o entrevistado:
Realização da entrevista:
Registro da entrevista:
Avaliação da entrevista:
Seminário...
Para que um seminário seja
eficiente, o aluno precisa se
sentir um especialista sobre
o assunto que vai expor e ser
claro ao apresentar suas
ideias. Ele deve passar ao
público o que considera mais
importante e, ao tomar o
lugar que geralmente é do
professor, pensar na melhor
maneira de fazer isso.
Organizando o seminário:
1. Pesquisa;
2. Produção de um roteiro:
3. Definir a ordem das apresentações e a
sequência das falas para não haver furos,
cortes ou falta de sentido.
É importante:
 Manter o roteiro;
 Evitar conversas paralelas dentre os apresentadores;
 Estar atendo aos sinais dos ouvintes: se parecem
interessados, desatentos, cansados;
 Uso da língua padrão;
 Sequência das falas.
O seminário será avaliado não apenas pelo
conteúdo, mas também pela condução e pela
apresentação do grupo.
Sarau:
No sarau... Escolha o tema e...
Como fazer o sarau?
Defina os critérios de avaliação. Originalidade deve
ser um deles.
Agora é com
vocês!!!!
Coleções de referência:
 Viva Português – Ensino Médio – Editora
Ática;
 Tudo é Linguagem – 6° ao 9° ano – Editora
Ática;
 Projeto Radix – Produção de Texto – 6° ao 9°
ano – Editora Scipione.
Edilane Lira (Dila)
Assessora Pedagógica
edilanelira@hotmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
Cláudia Heloísa
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
fabrinnem
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
marlospg
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Edna Brito
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
Cláudia Heloísa
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
Jaicinha
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
Denise
 
Linguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e InformalLinguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e Informal
Kelvin Illitch Santos
 
A redação aula 1
A redação   aula 1A redação   aula 1
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
Marcelo Cordeiro Souza
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Ana Claudia André
 
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeLinguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Karen Olivan
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Verônica Carvalho
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
ISJ
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
Luciene Gomes
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
silnog
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
pnaicdertsis
 
Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos
Professor Rômulo Viana
 
Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguística
Denise
 

Mais procurados (20)

Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
 
Linguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e InformalLinguagem Formal e Informal
Linguagem Formal e Informal
 
A redação aula 1
A redação   aula 1A redação   aula 1
A redação aula 1
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeLinguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidade
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
 
Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos Compreensão e Interpretação de Textos
Compreensão e Interpretação de Textos
 
Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguística
 

Semelhante a Gêneros orais

Planificações das sessões 1º momento
Planificações das sessões 1º momentoPlanificações das sessões 1º momento
Planificações das sessões 1º momento
Telma Sá
 
2ª ReplicaçãO Modo Oral 1
2ª ReplicaçãO   Modo Oral 12ª ReplicaçãO   Modo Oral 1
2ª ReplicaçãO Modo Oral 1
sandravieira1969
 
2ª ReplicaçãO Modo Oral 1
2ª ReplicaçãO   Modo Oral 12ª ReplicaçãO   Modo Oral 1
2ª ReplicaçãO Modo Oral 1
sandravieira1969
 
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Fundação Victor Civita
 
Unidade 2 - PNAIC - Planejamento
Unidade 2 - PNAIC - PlanejamentoUnidade 2 - PNAIC - Planejamento
Unidade 2 - PNAIC - Planejamento
Elaine Cruz
 
Apresentacao melhor gestao , melhor ensino
Apresentacao melhor gestao , melhor ensinoApresentacao melhor gestao , melhor ensino
Apresentacao melhor gestao , melhor ensino
SHEILA MONTEIRO
 
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa  Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
helanysousa
 
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Patrícia Talhari
 
Projecto_de_Tutoria.pptx
Projecto_de_Tutoria.pptxProjecto_de_Tutoria.pptx
Projecto_de_Tutoria.pptx
Pedro Mesquita
 
L livro maria josé
L livro  maria joséL livro  maria josé
L livro maria josé
Cristiane Trindade
 
L livro maria josé
L livro  maria joséL livro  maria josé
L livro maria josé
Cristiane Trindade
 
Projeto proinfo
Projeto proinfoProjeto proinfo
Projeto proinfo
Fatima Liutheviciene
 
Projeto Carta do Leitor
Projeto Carta do LeitorProjeto Carta do Leitor
Projeto Carta do Leitor
Ana Luiza Lima
 
Eliorefe cruz lima tcc lp009 vf edgard francisco
Eliorefe cruz lima tcc lp009 vf edgard franciscoEliorefe cruz lima tcc lp009 vf edgard francisco
Eliorefe cruz lima tcc lp009 vf edgard francisco
Eliorefe
 
PNAIC - Avaliação
PNAIC - AvaliaçãoPNAIC - Avaliação
PNAIC - Avaliação
ElieneDias
 
Lições de lp para o 5º ano
Lições de lp para o 5º anoLições de lp para o 5º ano
Lições de lp para o 5º ano
Maria Leticia Rocha Rocha
 
Caderno 3 ano lp vol 1
Caderno 3 ano lp   vol 1Caderno 3 ano lp   vol 1
Caderno 3 ano lp vol 1
Elizangela Teixeira
 
Inventario dos estilos_de_aprendiz
Inventario dos estilos_de_aprendizInventario dos estilos_de_aprendiz
Inventario dos estilos_de_aprendiz
Acácio Duarte
 
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
myrianlaste
 
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativaDidática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
Rosária Nakashima
 

Semelhante a Gêneros orais (20)

Planificações das sessões 1º momento
Planificações das sessões 1º momentoPlanificações das sessões 1º momento
Planificações das sessões 1º momento
 
2ª ReplicaçãO Modo Oral 1
2ª ReplicaçãO   Modo Oral 12ª ReplicaçãO   Modo Oral 1
2ª ReplicaçãO Modo Oral 1
 
2ª ReplicaçãO Modo Oral 1
2ª ReplicaçãO   Modo Oral 12ª ReplicaçãO   Modo Oral 1
2ª ReplicaçãO Modo Oral 1
 
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
 
Unidade 2 - PNAIC - Planejamento
Unidade 2 - PNAIC - PlanejamentoUnidade 2 - PNAIC - Planejamento
Unidade 2 - PNAIC - Planejamento
 
Apresentacao melhor gestao , melhor ensino
Apresentacao melhor gestao , melhor ensinoApresentacao melhor gestao , melhor ensino
Apresentacao melhor gestao , melhor ensino
 
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa  Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
Habilidades comunicativas da Língua Inglesa
 
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
Pratica ou perfeicao apostila efii em 2011
 
Projecto_de_Tutoria.pptx
Projecto_de_Tutoria.pptxProjecto_de_Tutoria.pptx
Projecto_de_Tutoria.pptx
 
L livro maria josé
L livro  maria joséL livro  maria josé
L livro maria josé
 
L livro maria josé
L livro  maria joséL livro  maria josé
L livro maria josé
 
Projeto proinfo
Projeto proinfoProjeto proinfo
Projeto proinfo
 
Projeto Carta do Leitor
Projeto Carta do LeitorProjeto Carta do Leitor
Projeto Carta do Leitor
 
Eliorefe cruz lima tcc lp009 vf edgard francisco
Eliorefe cruz lima tcc lp009 vf edgard franciscoEliorefe cruz lima tcc lp009 vf edgard francisco
Eliorefe cruz lima tcc lp009 vf edgard francisco
 
PNAIC - Avaliação
PNAIC - AvaliaçãoPNAIC - Avaliação
PNAIC - Avaliação
 
Lições de lp para o 5º ano
Lições de lp para o 5º anoLições de lp para o 5º ano
Lições de lp para o 5º ano
 
Caderno 3 ano lp vol 1
Caderno 3 ano lp   vol 1Caderno 3 ano lp   vol 1
Caderno 3 ano lp vol 1
 
Inventario dos estilos_de_aprendiz
Inventario dos estilos_de_aprendizInventario dos estilos_de_aprendiz
Inventario dos estilos_de_aprendiz
 
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
O ensino da língua portuguesa seminário diana bovi_emanuelecomim_julianabonot...
 
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativaDidática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
Didática dinâmica: componente para a aprendizagem ativa
 

Mais de Jean Carvalho

Os simpsons
Os simpsonsOs simpsons
Os simpsons
Jean Carvalho
 
Trabalho do lucas
Trabalho do lucasTrabalho do lucas
Trabalho do lucas
Jean Carvalho
 
Handebol informática
Handebol informáticaHandebol informática
Handebol informática
Jean Carvalho
 
Esportes ana carolina
Esportes   ana carolinaEsportes   ana carolina
Esportes ana carolina
Jean Carvalho
 
Esmalte
EsmalteEsmalte
Esmalte
Jean Carvalho
 
Yorkshire terrier
Yorkshire terrierYorkshire terrier
Yorkshire terrier
Jean Carvalho
 
Apresentaçao mil e uma noites
Apresentaçao mil e uma noitesApresentaçao mil e uma noites
Apresentaçao mil e uma noites
Jean Carvalho
 
Slides sobre cães último 2
Slides sobre cães último 2Slides sobre cães último 2
Slides sobre cães último 2
Jean Carvalho
 
Taekwondo 1010
Taekwondo 1010Taekwondo 1010
Taekwondo 1010
Jean Carvalho
 
Brasília
BrasíliaBrasília
Brasília
Jean Carvalho
 
Dia do índio
Dia do índioDia do índio
Dia do índio
Jean Carvalho
 
rugas irretocáveis
rugas irretocáveisrugas irretocáveis
rugas irretocáveis
Jean Carvalho
 
Dicionário de humor infantil pedro bloch
Dicionário de humor infantil   pedro blochDicionário de humor infantil   pedro bloch
Dicionário de humor infantil pedro bloch
Jean Carvalho
 
Relações Públicas na Era Digital
Relações Públicas na Era DigitalRelações Públicas na Era Digital
Relações Públicas na Era Digital
Jean Carvalho
 
prolog
prologprolog
sistemas especialistas
sistemas especialistassistemas especialistas
sistemas especialistas
Jean Carvalho
 
inteligencia artificial
inteligencia artificialinteligencia artificial
inteligencia artificial
Jean Carvalho
 
Processo e objetivos da alfabetização
Processo e objetivos da alfabetizaçãoProcesso e objetivos da alfabetização
Processo e objetivos da alfabetização
Jean Carvalho
 
Comunicação eletrônica
Comunicação eletrônicaComunicação eletrônica
Comunicação eletrônica
Jean Carvalho
 

Mais de Jean Carvalho (20)

Os simpsons
Os simpsonsOs simpsons
Os simpsons
 
Trabalho do lucas
Trabalho do lucasTrabalho do lucas
Trabalho do lucas
 
Handebol informática
Handebol informáticaHandebol informática
Handebol informática
 
Esportes ana carolina
Esportes   ana carolinaEsportes   ana carolina
Esportes ana carolina
 
Esmalte
EsmalteEsmalte
Esmalte
 
Yorkshire terrier
Yorkshire terrierYorkshire terrier
Yorkshire terrier
 
Apresentaçao mil e uma noites
Apresentaçao mil e uma noitesApresentaçao mil e uma noites
Apresentaçao mil e uma noites
 
Slides sobre cães último 2
Slides sobre cães último 2Slides sobre cães último 2
Slides sobre cães último 2
 
Taekwondo 1010
Taekwondo 1010Taekwondo 1010
Taekwondo 1010
 
Internet Segura
Internet SeguraInternet Segura
Internet Segura
 
Brasília
BrasíliaBrasília
Brasília
 
Dia do índio
Dia do índioDia do índio
Dia do índio
 
rugas irretocáveis
rugas irretocáveisrugas irretocáveis
rugas irretocáveis
 
Dicionário de humor infantil pedro bloch
Dicionário de humor infantil   pedro blochDicionário de humor infantil   pedro bloch
Dicionário de humor infantil pedro bloch
 
Relações Públicas na Era Digital
Relações Públicas na Era DigitalRelações Públicas na Era Digital
Relações Públicas na Era Digital
 
prolog
prologprolog
prolog
 
sistemas especialistas
sistemas especialistassistemas especialistas
sistemas especialistas
 
inteligencia artificial
inteligencia artificialinteligencia artificial
inteligencia artificial
 
Processo e objetivos da alfabetização
Processo e objetivos da alfabetizaçãoProcesso e objetivos da alfabetização
Processo e objetivos da alfabetização
 
Comunicação eletrônica
Comunicação eletrônicaComunicação eletrônica
Comunicação eletrônica
 

Gêneros orais

  • 1. Gêneros Orais Professora Edilane Lira – Assessora Pedagógica
  • 2. Texto oral: “Ao ingressarem na escola, os alunos já dispõem de competência discursiva e linguística para comunicar-se em interações que envolvem relações sociais de seu dia-a-dia, inclusive as que se estabelecem em sua vida escolar. Acreditando que a aprendizagem da língua oral, por se dar no espaço doméstico, não é tarefa da escola, as situações de ensino vêm utilizando a modalidade oral da linguagem unicamente como instrumento para permitir o tratamento dos diversos conteúdos.” (PCN’s)
  • 3. “Quem não apresenta suas ideias com clareza ou defende mal seus argumentos diante um grupo enfrenta problemas tanto na sala de aula como na vida profissional. A escola, no entanto, não tem se dedicado à questão como deve. Embora o ensino da língua oral esteja previsto nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) há mais de uma década, essa prática está longe de ser prioridade. Ela é confundida com atividades de leitura em voz alta e conversas informais, que não preparam para os contextos de comunicação.”
  • 4. A língua oral está organizada em gêneros:  Mesa-redonda,  Debates,  Seminários,  Entrevistas,  Saraus,  Depoimentos. “É preciso criar contextos de produção também para os gêneros orais - em que se determinam quem é o público, o que será dito e como. É isso que permite aos alunos se apropriarem das noções, das técnicas e dos instrumentos necessários ao desenvolvimento de suas capacidades de expressão em situações de comunicação”. Bernard Schneuwly
  • 5. Como podemos trabalhar os gêneros orais...
  • 10. Entrevista: A entrevista é resultado de um diálogo. A participação de um e outro na conversa varia conforme o direcionamento feito por quem pergunta e a reação de quem responde. O objetivo é obter informações a ser transmitidas a ouvintes, leitores ou telespectadores. Para que tenha um bom resultado, o "repórter" deve conhecer o assunto abordado, além de formular perguntas precisas e instigantes. É ele quem orienta a interação.
  • 11. Preparação da entrevista: Comece escolhendo o assunto e o entrevistado:
  • 15. Seminário... Para que um seminário seja eficiente, o aluno precisa se sentir um especialista sobre o assunto que vai expor e ser claro ao apresentar suas ideias. Ele deve passar ao público o que considera mais importante e, ao tomar o lugar que geralmente é do professor, pensar na melhor maneira de fazer isso.
  • 16. Organizando o seminário: 1. Pesquisa; 2. Produção de um roteiro: 3. Definir a ordem das apresentações e a sequência das falas para não haver furos, cortes ou falta de sentido.
  • 17. É importante:  Manter o roteiro;  Evitar conversas paralelas dentre os apresentadores;  Estar atendo aos sinais dos ouvintes: se parecem interessados, desatentos, cansados;  Uso da língua padrão;  Sequência das falas. O seminário será avaliado não apenas pelo conteúdo, mas também pela condução e pela apresentação do grupo.
  • 19. No sarau... Escolha o tema e...
  • 20. Como fazer o sarau? Defina os critérios de avaliação. Originalidade deve ser um deles.
  • 22. Coleções de referência:  Viva Português – Ensino Médio – Editora Ática;  Tudo é Linguagem – 6° ao 9° ano – Editora Ática;  Projeto Radix – Produção de Texto – 6° ao 9° ano – Editora Scipione.
  • 23. Edilane Lira (Dila) Assessora Pedagógica edilanelira@hotmail.com