SlideShare uma empresa Scribd logo
História da Física e Física
Moderna
Componentes da Equipe:
 Eliani Cristina
 Gláucia Cordeiro
 Rosinaldo Pantoja
 Rubem Braga
Conclusões tiradas do artigo
O presente artigo refere-se ao questionário aplicado a seis professores de
escola particular e pública do ensino Médio.
.
O objeto do estudo aqui apresentado é a realização de uma pesquisa por meio
de questionário com professores de Física do Ensino Médio, tanto da rede
particular de ensino quanto da rede pública no município de Aracaju, tendo
como objetivo investigar a opinião de alguns desses professores sobre a
inserção de tópicos de Física Moderna e Contemporânea no Ensino Médio, ou
seja, nas aulas que eles ministram. Almeja-se também discutir sobre as
facilidades e dificuldades que eles têm ao ensinar essa Física que vem se
desenvolvendo nos últimos séculos.
Conclusões tiradas do artigo
1-É notável nas respostas dos professores que a inserção da física moderna e
contemporânea é necessária no ensino médio porque está presente nas várias
tecnologias do dia a dia.
2-Os PCNEM afirmam que a FMC permite aos jovens adquirir uma,
compreensão mais abrangente sobre a matéria, porém o ENEM não contempla
essa temática na sua grade. Há um descompasso entre os PCNEM e o ENEM nas
suas propostas.
3-As dificuldades relatadas pelos docentes sobre o porquê deles não
abordarem a FMC em suas aulas, são a falta de tempo, recurso disponível,
mas principalmente porque o ENEM não contempla a FMC no seu currículo.
Conclusões tiradas do artigo
4-Duas perguntas nos chamou atenção:
4.1-1ª-“O ENEM tem influenciado nessa escolha?” “Por quê?”
Todos os entrevistados informaram que sim, e que devido a isso a Física
Moderna acaba ficando de lado no planejamento dos conteúdos que são
abordados em sala da aula, pois o ENEM não traz questões referentes aos
conteúdos relacionados a essa parte da Física. Sim, pois opto por focar em
assuntos possíveis de serem abordados no ENEM. (Professor 1) Sim, porque ela
aborda a Física mais simples, do nosso cotidiano. E temos que seguir o
sistema atual. (Professor 3) Sim, eu uso o ENEM como base para o
planejamento de minhas aulas, em outras palavras, trabalho os assuntos
cobrados no ENEM. (Professor 4) Creio que sim, infelizmente o ENEM não
cobrou nenhuma questão de Física moderna, por conta disso as escolas e os
livros deixaram esse assunto esquecido. (Professor 2) Acredito que sim, pois
trabalho as questões do ENEM em sala de aula. (Professor 5) Sim, somos
obrigados a trabalhar de acordo com o ENEM. (Professor 6).
Conclusões tiradas do artigo
4.1-Na análise que José et al. (2014) [6] realizaram sobre as questões de
Física das edições do ENEM de 2009 a 2012, os autores mostram que apesar do
ENEM ressaltar questões contextualizadas e interdisciplinares que fazem parte
do cotidiano dos alunos, a Física Moderna e Contemporânea ainda não é
mencionada. Assim, esse exame tem privilegiado um currículo totalmente
voltado para Física Clássica. Essa realidade acaba influenciando na prática
pedagógica dos docentes e na grade curricular das instituições de Ensino.
Devemos aqui chamar a atenção para os PCNEM [4] e nos PCN+[8], nos quais a
inserção da Física Moderna entre os conteúdos abordados no Ensino Médio já
era incentivada e considerada indispensável
Conclusões tiradas do artigo
4.2-2ª “Você acha que os alunos iriam se interessar por Física Moderna, caso
fosse abordada nas aulas?” “Por quê?”
Dois professores responderam que sim, mas não justificaram suas respostas,
os demais justificaram. Acredito que se interessariam por pouquíssimas
coisas, devido à complexidade dos assuntos. (Professor 3) Como Física é uma
disciplina menos amada pelos alunos, acho meio difícil que eles se
interessarem, salvo alguns que se destacam. (Professor 4) Sim, por ser um
conteúdo novo e revolucionador. (Professor 2) Sim. É uma disciplina bem
interessante. (Professor 5)
Segundo Jesus e Diniz (2014) [9] “a FMC pode ser abordada no Ensino Médio,
desde que haja um cuidado especial para não caracterizá-la junto aos alunos
como mais um tema distante de sua realidade e cujo estudo meramente
expositivo pode se tornar enfadonho.” Os autores salientam que é possível
introduzir a FMC no Ensino Médio, mas cabe ao professor procurar maneiras
viáveis de inseri-la e mostrar que a FMC está intimamente ligada com o
cotidiano dos alunos, dessa maneira a “nova Física” poderá interessar os
alunos, pois ela irá sair da abstração e se tornará algo concreto em suas vidas.
Radiação de corpo negro
 Resumo:
 I. Corpo negro é todo corpo que absorve completamente a radiação
eletromagnética que incide sobre ele.
 II. O corpo negro é o irradiador mais efetivo que existe da radiação térmica.
Experimento de radiação do corpo negro

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Fisica Moderna- pós graduação em física.ppt

Cbc fisica
Cbc fisicaCbc fisica
Cbc fisica
rtpenha
 
CBC-Ensino-Médio-Física.pdf
CBC-Ensino-Médio-Física.pdfCBC-Ensino-Médio-Física.pdf
CBC-Ensino-Médio-Física.pdf
JuhMedina1
 
O ENSINO DE FÍSICA E O COTIDIANO DO ALUNO
O ENSINO DE FÍSICA E O COTIDIANO DO ALUNOO ENSINO DE FÍSICA E O COTIDIANO DO ALUNO
O ENSINO DE FÍSICA E O COTIDIANO DO ALUNO
Camila Sousa
 
ENSINO DE FÍSICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA: NECESSIDADE OU MAIS ...
ENSINO DE FÍSICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA: NECESSIDADE OU MAIS ...ENSINO DE FÍSICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA: NECESSIDADE OU MAIS ...
ENSINO DE FÍSICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA: NECESSIDADE OU MAIS ...
Valmir Heckler
 
Poster 3º Encontro Regional de Professores de Física e Química
Poster 3º Encontro Regional de Professores de Física e QuímicaPoster 3º Encontro Regional de Professores de Física e Química
Poster 3º Encontro Regional de Professores de Física e Química
EDUCATE
 
A LINGUAGEM COMO FATOR DE DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM DE FÍSICA: UMA ANÁLISE ...
A LINGUAGEM COMO FATOR DE DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM DE FÍSICA: UMA ANÁLISE ...A LINGUAGEM COMO FATOR DE DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM DE FÍSICA: UMA ANÁLISE ...
A LINGUAGEM COMO FATOR DE DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM DE FÍSICA: UMA ANÁLISE ...
Camila Sousa
 
Introdução geovane
Introdução geovaneIntrodução geovane
Introdução geovane
sachagomes
 
FISICA MECANICA.pdf
FISICA MECANICA.pdfFISICA MECANICA.pdf
FISICA MECANICA.pdf
ElynBastosdeSousa
 
56 201-1-pb
56 201-1-pb56 201-1-pb
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorialConceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
Marisa Correia
 
OS DILEMAS DA DOCÊNCIA DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR
OS DILEMAS DA DOCÊNCIA DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAROS DILEMAS DA DOCÊNCIA DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR
OS DILEMAS DA DOCÊNCIA DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR
ProfessorPrincipiante
 
Flsantos_SIEMXXII
Flsantos_SIEMXXIIFlsantos_SIEMXXII
Flsantos_SIEMXXII
Fernando Luís Santos
 
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorialConceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
Marisa Correia
 
[David halliday; robert_resnick;_jearl_walker]_fun(book_zz.org)
[David halliday; robert_resnick;_jearl_walker]_fun(book_zz.org)[David halliday; robert_resnick;_jearl_walker]_fun(book_zz.org)
[David halliday; robert_resnick;_jearl_walker]_fun(book_zz.org)
universidad nacional de trujillo (U.N.T)
 
Poster 1º Encontro de alunos de doutoramento DQB - FCUL
Poster 1º Encontro de alunos de doutoramento DQB - FCULPoster 1º Encontro de alunos de doutoramento DQB - FCUL
Poster 1º Encontro de alunos de doutoramento DQB - FCUL
Ministry of Education
 
Ensinoexperimentaldefisi.urldotrabalho
 Ensinoexperimentaldefisi.urldotrabalho Ensinoexperimentaldefisi.urldotrabalho
Ensinoexperimentaldefisi.urldotrabalho
Maria De Fátima Malta
 
Baner sup claudecir
Baner sup claudecirBaner sup claudecir
Baner sup claudecir
Priscila Alves
 
Cbc fisica
Cbc fisicaCbc fisica
7.1 apresentado o projeto integrado de aprendizagem 2
7.1 apresentado o projeto integrado de aprendizagem 27.1 apresentado o projeto integrado de aprendizagem 2
7.1 apresentado o projeto integrado de aprendizagem 2
José Filho
 
Banner pibid 2 (correções) alterado conclusão
Banner pibid 2 (correções) alterado conclusãoBanner pibid 2 (correções) alterado conclusão
Banner pibid 2 (correções) alterado conclusão
Priscila Alves
 

Semelhante a Fisica Moderna- pós graduação em física.ppt (20)

Cbc fisica
Cbc fisicaCbc fisica
Cbc fisica
 
CBC-Ensino-Médio-Física.pdf
CBC-Ensino-Médio-Física.pdfCBC-Ensino-Médio-Física.pdf
CBC-Ensino-Médio-Física.pdf
 
O ENSINO DE FÍSICA E O COTIDIANO DO ALUNO
O ENSINO DE FÍSICA E O COTIDIANO DO ALUNOO ENSINO DE FÍSICA E O COTIDIANO DO ALUNO
O ENSINO DE FÍSICA E O COTIDIANO DO ALUNO
 
ENSINO DE FÍSICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA: NECESSIDADE OU MAIS ...
ENSINO DE FÍSICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA: NECESSIDADE OU MAIS ...ENSINO DE FÍSICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA: NECESSIDADE OU MAIS ...
ENSINO DE FÍSICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA: NECESSIDADE OU MAIS ...
 
Poster 3º Encontro Regional de Professores de Física e Química
Poster 3º Encontro Regional de Professores de Física e QuímicaPoster 3º Encontro Regional de Professores de Física e Química
Poster 3º Encontro Regional de Professores de Física e Química
 
A LINGUAGEM COMO FATOR DE DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM DE FÍSICA: UMA ANÁLISE ...
A LINGUAGEM COMO FATOR DE DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM DE FÍSICA: UMA ANÁLISE ...A LINGUAGEM COMO FATOR DE DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM DE FÍSICA: UMA ANÁLISE ...
A LINGUAGEM COMO FATOR DE DIFICULDADE NA APRENDIZAGEM DE FÍSICA: UMA ANÁLISE ...
 
Introdução geovane
Introdução geovaneIntrodução geovane
Introdução geovane
 
FISICA MECANICA.pdf
FISICA MECANICA.pdfFISICA MECANICA.pdf
FISICA MECANICA.pdf
 
56 201-1-pb
56 201-1-pb56 201-1-pb
56 201-1-pb
 
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorialConceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
 
OS DILEMAS DA DOCÊNCIA DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR
OS DILEMAS DA DOCÊNCIA DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAROS DILEMAS DA DOCÊNCIA DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR
OS DILEMAS DA DOCÊNCIA DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR
 
Flsantos_SIEMXXII
Flsantos_SIEMXXIIFlsantos_SIEMXXII
Flsantos_SIEMXXII
 
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorialConceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
Conceções e Práticas de professores do 1.º Ciclo acerca do trabalho laboratorial
 
[David halliday; robert_resnick;_jearl_walker]_fun(book_zz.org)
[David halliday; robert_resnick;_jearl_walker]_fun(book_zz.org)[David halliday; robert_resnick;_jearl_walker]_fun(book_zz.org)
[David halliday; robert_resnick;_jearl_walker]_fun(book_zz.org)
 
Poster 1º Encontro de alunos de doutoramento DQB - FCUL
Poster 1º Encontro de alunos de doutoramento DQB - FCULPoster 1º Encontro de alunos de doutoramento DQB - FCUL
Poster 1º Encontro de alunos de doutoramento DQB - FCUL
 
Ensinoexperimentaldefisi.urldotrabalho
 Ensinoexperimentaldefisi.urldotrabalho Ensinoexperimentaldefisi.urldotrabalho
Ensinoexperimentaldefisi.urldotrabalho
 
Baner sup claudecir
Baner sup claudecirBaner sup claudecir
Baner sup claudecir
 
Cbc fisica
Cbc fisicaCbc fisica
Cbc fisica
 
7.1 apresentado o projeto integrado de aprendizagem 2
7.1 apresentado o projeto integrado de aprendizagem 27.1 apresentado o projeto integrado de aprendizagem 2
7.1 apresentado o projeto integrado de aprendizagem 2
 
Banner pibid 2 (correções) alterado conclusão
Banner pibid 2 (correções) alterado conclusãoBanner pibid 2 (correções) alterado conclusão
Banner pibid 2 (correções) alterado conclusão
 

Mais de Rosinaldo Pantoja

Associação de resistores.ppt
Associação de resistores.pptAssociação de resistores.ppt
Associação de resistores.ppt
Rosinaldo Pantoja
 
Fisica Moderna- pós graduação II.ppt
Fisica Moderna- pós graduação  II.pptFisica Moderna- pós graduação  II.ppt
Fisica Moderna- pós graduação II.ppt
Rosinaldo Pantoja
 
História da Física Moderna.ppt
História da Física Moderna.pptHistória da Física Moderna.ppt
História da Física Moderna.ppt
Rosinaldo Pantoja
 
1a_serie_aula_09.pptx
1a_serie_aula_09.pptx1a_serie_aula_09.pptx
1a_serie_aula_09.pptx
Rosinaldo Pantoja
 
1a_serie_aula_01.pptx
1a_serie_aula_01.pptx1a_serie_aula_01.pptx
1a_serie_aula_01.pptx
Rosinaldo Pantoja
 
1a_serie_aula_05.pptx
1a_serie_aula_05.pptx1a_serie_aula_05.pptx
1a_serie_aula_05.pptx
Rosinaldo Pantoja
 
1a_serie_aula_02.pptx
1a_serie_aula_02.pptx1a_serie_aula_02.pptx
1a_serie_aula_02.pptx
Rosinaldo Pantoja
 
Pontuacao maximaminimacotaescolarenda 1
Pontuacao maximaminimacotaescolarenda 1Pontuacao maximaminimacotaescolarenda 1
Pontuacao maximaminimacotaescolarenda 1
Rosinaldo Pantoja
 
Trerj12 008 19
Trerj12 008 19Trerj12 008 19
Trerj12 008 19
Rosinaldo Pantoja
 
Prova 4 analista - área 2 - conhec gerais - manhã
Prova 4   analista - área 2 - conhec gerais - manhãProva 4   analista - área 2 - conhec gerais - manhã
Prova 4 analista - área 2 - conhec gerais - manhã
Rosinaldo Pantoja
 

Mais de Rosinaldo Pantoja (10)

Associação de resistores.ppt
Associação de resistores.pptAssociação de resistores.ppt
Associação de resistores.ppt
 
Fisica Moderna- pós graduação II.ppt
Fisica Moderna- pós graduação  II.pptFisica Moderna- pós graduação  II.ppt
Fisica Moderna- pós graduação II.ppt
 
História da Física Moderna.ppt
História da Física Moderna.pptHistória da Física Moderna.ppt
História da Física Moderna.ppt
 
1a_serie_aula_09.pptx
1a_serie_aula_09.pptx1a_serie_aula_09.pptx
1a_serie_aula_09.pptx
 
1a_serie_aula_01.pptx
1a_serie_aula_01.pptx1a_serie_aula_01.pptx
1a_serie_aula_01.pptx
 
1a_serie_aula_05.pptx
1a_serie_aula_05.pptx1a_serie_aula_05.pptx
1a_serie_aula_05.pptx
 
1a_serie_aula_02.pptx
1a_serie_aula_02.pptx1a_serie_aula_02.pptx
1a_serie_aula_02.pptx
 
Pontuacao maximaminimacotaescolarenda 1
Pontuacao maximaminimacotaescolarenda 1Pontuacao maximaminimacotaescolarenda 1
Pontuacao maximaminimacotaescolarenda 1
 
Trerj12 008 19
Trerj12 008 19Trerj12 008 19
Trerj12 008 19
 
Prova 4 analista - área 2 - conhec gerais - manhã
Prova 4   analista - área 2 - conhec gerais - manhãProva 4   analista - área 2 - conhec gerais - manhã
Prova 4 analista - área 2 - conhec gerais - manhã
 

Último

497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 

Último (20)

497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 

Fisica Moderna- pós graduação em física.ppt

  • 1. História da Física e Física Moderna Componentes da Equipe:  Eliani Cristina  Gláucia Cordeiro  Rosinaldo Pantoja  Rubem Braga
  • 2. Conclusões tiradas do artigo O presente artigo refere-se ao questionário aplicado a seis professores de escola particular e pública do ensino Médio. . O objeto do estudo aqui apresentado é a realização de uma pesquisa por meio de questionário com professores de Física do Ensino Médio, tanto da rede particular de ensino quanto da rede pública no município de Aracaju, tendo como objetivo investigar a opinião de alguns desses professores sobre a inserção de tópicos de Física Moderna e Contemporânea no Ensino Médio, ou seja, nas aulas que eles ministram. Almeja-se também discutir sobre as facilidades e dificuldades que eles têm ao ensinar essa Física que vem se desenvolvendo nos últimos séculos.
  • 3. Conclusões tiradas do artigo 1-É notável nas respostas dos professores que a inserção da física moderna e contemporânea é necessária no ensino médio porque está presente nas várias tecnologias do dia a dia. 2-Os PCNEM afirmam que a FMC permite aos jovens adquirir uma, compreensão mais abrangente sobre a matéria, porém o ENEM não contempla essa temática na sua grade. Há um descompasso entre os PCNEM e o ENEM nas suas propostas. 3-As dificuldades relatadas pelos docentes sobre o porquê deles não abordarem a FMC em suas aulas, são a falta de tempo, recurso disponível, mas principalmente porque o ENEM não contempla a FMC no seu currículo.
  • 4. Conclusões tiradas do artigo 4-Duas perguntas nos chamou atenção: 4.1-1ª-“O ENEM tem influenciado nessa escolha?” “Por quê?” Todos os entrevistados informaram que sim, e que devido a isso a Física Moderna acaba ficando de lado no planejamento dos conteúdos que são abordados em sala da aula, pois o ENEM não traz questões referentes aos conteúdos relacionados a essa parte da Física. Sim, pois opto por focar em assuntos possíveis de serem abordados no ENEM. (Professor 1) Sim, porque ela aborda a Física mais simples, do nosso cotidiano. E temos que seguir o sistema atual. (Professor 3) Sim, eu uso o ENEM como base para o planejamento de minhas aulas, em outras palavras, trabalho os assuntos cobrados no ENEM. (Professor 4) Creio que sim, infelizmente o ENEM não cobrou nenhuma questão de Física moderna, por conta disso as escolas e os livros deixaram esse assunto esquecido. (Professor 2) Acredito que sim, pois trabalho as questões do ENEM em sala de aula. (Professor 5) Sim, somos obrigados a trabalhar de acordo com o ENEM. (Professor 6).
  • 5. Conclusões tiradas do artigo 4.1-Na análise que José et al. (2014) [6] realizaram sobre as questões de Física das edições do ENEM de 2009 a 2012, os autores mostram que apesar do ENEM ressaltar questões contextualizadas e interdisciplinares que fazem parte do cotidiano dos alunos, a Física Moderna e Contemporânea ainda não é mencionada. Assim, esse exame tem privilegiado um currículo totalmente voltado para Física Clássica. Essa realidade acaba influenciando na prática pedagógica dos docentes e na grade curricular das instituições de Ensino. Devemos aqui chamar a atenção para os PCNEM [4] e nos PCN+[8], nos quais a inserção da Física Moderna entre os conteúdos abordados no Ensino Médio já era incentivada e considerada indispensável
  • 6. Conclusões tiradas do artigo 4.2-2ª “Você acha que os alunos iriam se interessar por Física Moderna, caso fosse abordada nas aulas?” “Por quê?” Dois professores responderam que sim, mas não justificaram suas respostas, os demais justificaram. Acredito que se interessariam por pouquíssimas coisas, devido à complexidade dos assuntos. (Professor 3) Como Física é uma disciplina menos amada pelos alunos, acho meio difícil que eles se interessarem, salvo alguns que se destacam. (Professor 4) Sim, por ser um conteúdo novo e revolucionador. (Professor 2) Sim. É uma disciplina bem interessante. (Professor 5) Segundo Jesus e Diniz (2014) [9] “a FMC pode ser abordada no Ensino Médio, desde que haja um cuidado especial para não caracterizá-la junto aos alunos como mais um tema distante de sua realidade e cujo estudo meramente expositivo pode se tornar enfadonho.” Os autores salientam que é possível introduzir a FMC no Ensino Médio, mas cabe ao professor procurar maneiras viáveis de inseri-la e mostrar que a FMC está intimamente ligada com o cotidiano dos alunos, dessa maneira a “nova Física” poderá interessar os alunos, pois ela irá sair da abstração e se tornará algo concreto em suas vidas.
  • 7. Radiação de corpo negro  Resumo:  I. Corpo negro é todo corpo que absorve completamente a radiação eletromagnética que incide sobre ele.  II. O corpo negro é o irradiador mais efetivo que existe da radiação térmica.
  • 8. Experimento de radiação do corpo negro